Base de dados : LILACS
Pesquisa : SH1.010 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 18 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 18 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-971864
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Gestão e Incorporação de Tecnologias em Saúde.
Título: Entendendo a incorporação de tecnologias em saúde no SUS: como se envolver.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 2016. 34 p. graf, ilus, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Política Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação
Organismos Nacionais de Ciência e Tecnologia
Redes de Informação de Ciência e Tecnologia
Observatórios de Ciência e Tecnologia
-Indicadores de Ciência, Tecnologia e Inovação
Ciência, Tecnologia e Sociedade
Difusão de Inovações
Política de Inovação e Desenvolvimento
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Projetos de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)
ACERVO DIGITAL


  2 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-972734
Autor: Anon.
Título: El ministerio de salud y la UMSA firmaron convenio de cooperación interinstitucional / The Ministry of Health and the UMSA signed an inter-institutional cooperation agreement
Fonte: Cuad. Hosp. Clín = Cuad. - Hosp. clín;56(1):80-81, 2015. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Responsável: BO6.1 - Biblioteca


  3 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-969916
Autor: Borré Ortiz, Yeis Miguel.
Título: La Producción Científica en Ciencias de la Salud ¿Un asunto de cantidad o calidad? / SCIENTIFIC PRODUCTION IN HEALTH SCIENCES A matter of quantity or quality?
Fonte: Biociencias;12(2):11-14, 2017.
Idioma: es.
Resumo: El fenómeno de la globalización ha sido un proceso de grandes cambios y profundas transformaciones en todos los sectores a nivel mundial, dichas transformaciones han permeado el ámbito de la educación superior de forma vertiginosa, y su impacto ha sido evidente. Las Instituciones de Educación Superior (IES), además de asumir el reto de formar recurso humano profesional, idóneo y competente para la sociedad. Considerando el panorama mundial, es inevitable saber que el área de las ciencias de la salud no es ajena a esta situación, debido a que cada vez más se vislumbra un cúmulo de publicaciones de diversa índole; desde algunas profesiones más que en otras, pero el fenómeno es evidente. Sin embargo, en los países en vías de desarrollo, se suele observar una paradoja que es importante resaltar, y es que mientras en las instituciones de educación superior existe un esmero por la producción de nuevo conocimiento, las instituciones de salud han sido lentas en su utilización y aprovechamiento para el mejoramiento de los procesos y resultados asistenciales. La actual situación con relación al esmerado interés en la producción científica a grandes cantidades ha generado muchos sesgos en la calidad de las mismas.

The phenomenon of globalization has been a process of great changes and deep transformations in all sectors worldwide, these transformations have permeated the field of higher education in a dizzying way, and its impact has been evident. The Institutions of Higher Education (IES), in addition to taking on the challenge of training professional, qualified and competent human resources for society. Considering the global panorama, it is unavoidable to know that the area of ​​health sciences is not alien to this situation, due to the fact that more and more a variety of publications of different kinds are being glimpsed; from some professions more than in others, but the phenomenon is evident. However, in developing countries, a paradox is often observed that is important to highlight, and that while in institutions of higher education there is a dedication to the production of new knowledge, health institutions have been slow in their development. utilization and use for the improvement of the processes and welfare results. The current situation in relation to the careful interest in scientific production in large quantities has generated many biases in the quality of them.
Descritores: FREE ASSOCIATIONABBREVIATIONS AS TOPIC
-Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Comunicação e Divulgação Científica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CO69.3 - Biblioteca


  4 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-969937
Autor: Bolívar Pertuz, Santander Antonio; Constante Vega, Rafael Andrés.
Título: Caracterización de la nefropatía inducida por medios de contraste en pacientes hospitalizados en la Clínica General del Norte de Barranquilla, durante el periodo de enero a junio de 2017 / Characterization of nephropathy induced by contrast media in patients hospitalized in the general clinic of northern Barranquilla, during the period from January to June 2017
Fonte: Biociencias;12(2):43-58, 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Caracterizar la nefropatía inducida por medios de contraste en pacientes hospitalizados en la clíni Objetivo: Caracterizar la nefropatía inducida por medios de contraste en pacientes hospitalizados. Metodología: Investigación transversal, cuyos datos se obtuvieron de fuente secundaria; realizada en 534 pacientes mayores de 18 años que requirieron procedimientos o estudios diagnósticos con medios de contraste en una Clínica de 4° nivel (Clínica General del Norte. Colombia), durante el periodo enero a junio de 2017; se tuvo en cuenta el valor de creatinina tanto inicial como el posterior a aplicación del contraste, cantidad y osmolalidad del medio de contraste, estadío de la Insuficiencia Renal Crónica antes y después del procedimiento, tipo de procedimiento y comorbilidades. Resultados: Predominó el género masculino (55%); la mayoría fueron adultos mayores (45,5%); el NIC estuvo presente en 2,8 % de los pacientes y su frecuencia fue mas alta en mujeres (66,6%); los casos de NIC en procedimientos intervencionistas duplicaron a los imagenológicos (10 vs 5) y el volumen de medio de contraste utilizado fue < 100 mL; el 86,66% de los NIC se presentó en pacientes bajo nefroprotección con solución salina; la mayoría de los pacientes (66,6%), incrementaron su estadío de Enfermedad Renal Crónica inmediatamente después de NIC; en cuanto a las comorbilidades, 10, presentaron entre tres y cuatro 4 y uno tuvo 5, las más frecuentes fueron las neoplasias y la anemia. Estos resultados son similares a los de otros autores. Conclusión: Tanto los procedimientos diagnósticos como los intervencionistas con medios de contraste, son relativamente seguros; la edad avanzada y el género femenino aumentan la probabilidad de desarrollar NIC.

Objective: To characterize the nephropathy induced by contrast media in hospitalized patients. Metho-dology: Cross-sectional research, whose data were obtained from a secondary source; performed in 534 patients older than 18 years who required diagnostic or interventional procedures with contrast media in a 4th level Clinic (General Clinic of the North, Colombia), during the period January to June 2017; the creatinine value was taken into account both initially and after the application of the contrast, amount and osmolality of the contrast medium, stage of the Chronic Renal Failure before and after the procedure, type of procedure and comorbidities. Results: Male gender predominated (55%); the majority were elderly (45.5%); NIC was present in 2.8% of the patients and its frequency was higher in women (66.6%); the cases of CIN in interventional procedures doubled the imaging (10 vs. 5) and the volume of contrast medium used was <100 mL; 86.66% of the NICs occurred in patients under nephroprotection with saline; the majority of patients (66.6%) increased their stage of Chronic Kidney Disease immediately after NIC; in terms of comorbidities, 10 presented between three and four and one had 5, the most frequent were neoplasms and anemia. These results are similar to those of other authors. Conclusion: Both diagnostic and interventional procedures with contrast media are relatively safe; advanced age and female gender increase the likelihood of developing CIN.
Descritores: FREE ASSOCIATIONABDOMEN
-Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
FREE ASSOCIATIONABATTOIRS
Nefropatias
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: CO69.3 - Biblioteca


  5 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Buss, Paulo Marchiori
Texto completo
Id: biblio-832214
Autor: Buss, Paulo Marchiori; Ferreira, José Roberto Ferreira Roberto; Hoirisch, Claudia; Matida, Álvaro H.
Título: Desenvolvimento sustentável e governança global em saúde: da Rio+20 aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) pós-2015 / Sustainable development and global health governance: from the Rio+20 to the post-2015 Sustainable Development Goals (SDGs)
Fonte: RECIIS (Online);6(3), 2012.
Idioma: en; pt.
Resumo: Os autores examinam o documento resultante da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (CNUDS), conhecida como Rio+20, realizada em junho de 2012 analisando o papel da economia verde no processo de desenvolvimento e na erradicação da pobreza, bem como os requisitos para uma governança equilibrada das dimensões ambiental, econômica e social. O documento final da CNUDS, intitulado 'O Futuro que Queremos', defende um sistema multilateral inclusivo e propõe o estabelecimento de um fórum politico intergovernamental de alto nível, a partir da Comissão sobre Desenvolvimento Sustentável (CDS), assim como o fortalecimento do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), realçando a necessidade de ampla participação dos programas, fundos e agências das Nações Unidas, incluindo as instituições financeiras internacionais. Reconhece a saúde como pré-condição e resultado para as três dimensões do desenvolvimento sustentável e destaca a importância de estabelecer objetivos coerentes e integrados à Agenda de Desenvolvimento das Nações Unidas pós-2015, além dos três ODM diretamente relacionadas à saúde. Os Estados Membros insistiram no cumprimento dos compromissos relacionados à Ajuda Oficial ao Desenvolvimento (AOD), incluindo a dedicação de 0,7% do PIB de países desenvolvidos para apoiar os países em desenvolvimento e enfatizaram a possibilidade de obtenção de recursos adicionais através da cooperação sul-sul e da cooperação triangular, como expressão de solidariedade entre os países e, destacaram a importância das flexibilidades do Acordo TRIPS para um melhor aproveitamento das tecnologias necessárias ao desenvolvimento. Finalmente, aprovaram o estabelecimento de um Grupo de Trabalho (GT) para elaborar proposta para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) a serem incorporados à agenda de desenvolvimento pós-2015, o que deverá contar com o apoio técnico de todas as Agências das Nações Unidas (BM, FMI, OMC, incluindo agências sociais como OMS, entre outras). O resultado desse esforço será apresentado à Assembleia Geral das Nações Unidas (AGNU) em 2013, a tempo de poder influenciar a formulação dos ODM pós-2015, especialmente para melhorar a saúde humana.

The authors examined the document resulting from the United Nations Conference on Sustainable Development (UNCSD), known as Rio+20, that was held in June 2012. They analyzed the role of green economy in the process of development and poverty eradication and the requirements for balanced governance of the environmental, economic, and social dimensions. The final document from the UNCSD, which is titled "The Future We Want", advocates an inclusive multilateral system. It also proposes establishing a high-level intergovernmental political forum from the Commission on Sustainable Development and strengthening the United Nations Environment Programme (UNEP), highlighting the need for a broad participation of the programs, funds, and agencies from the United Nations, including financial institutions. The document recognizes health as a precondition and the result of the three dimensions of sustainable development, and it highlights the importance of setting coherent goals that are integrated with the post-2015 UN Development Agenda and the three health-related Millennium Development Goals (MDGs). The member states insisted on fulfilling the commitments related to the Official Development Assistance (ODA), including dedicating 0.7% of the gross domestic product (GDP) from developed countries to support developing countries. These member states emphasize the possibility of obtaining additional resources through the South-South cooperation and triangular cooperation as an expression of solidarity between countries. They also highlight the importance of flexibility in the TRIPS (Trade-Related Aspects of Intellectual Property Rights) Agreement to better use the technology needed for development. Finally, the member states approved the establishment of a working group (WG) to develop a proposal for the Sustainable Development Goals (SDGs), which will be incorporated into the post-2015 development agenda and should have technical support from all UN agencies (World Bank [WB], the International Monetary Fund [IMF], and the World Trade Organization [WTO], including social agencies such as the World Health Organization [WHO], among others). The result of this effort will be presented to the UN General Assembly (UNGA) in 2013, which allows time to influence the formulation of the post-2015 MDGs and to improve human health conditions, in particular.
Descritores: Conservação dos Recursos Naturais
Cooperação Internacional
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Nações Unidas
-Saúde Global
Cooperação Horizontal/economia
Iniquidade Social
SUSTAINABLE DEVELOPMENT GOALS
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR2260 - NETHIS - Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde


  6 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-795865
Autor: Ell, Erica; Baptista, Cremildo João; Santos Junior, José Eloy dos; Ministério da Saúde; Frattini, Nínive Aguiar Colonello; Sachetti, Camile Giaretta; Almeida, Márcia José de.
Título: Programa Pesquisa para o sus(PPsus): contribuições para aciência, tecnologia e inovação emsaúde no estado do Paraná / Research Program for sus (PPsus): contributions for science, technology, and health innovation in the state of Paraná
Fonte: Espaç. saúde (Online);17(1):65-74, jul.2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O Programa Pesquisa para o Sistema Único de Saúde: gestão compartilhada em saúde (PPSUS) é uma iniciativa de descentralização de fomento à pesquisa em saúde para promover o desenvolvimento científico e tecnológico de cada unidade federativa brasileira. Este artigo tem por objetivo apresentar os principais indicadores gerenciais e a aplicabilidade para o SUS dos resultados das pesquisas financiadas pelo PPSUS no estado do Paraná.Foram analisados dados de 2004 a 2013 disponíveis na plataforma Pesquisa Saúde do Decit/SCTIE/MS. Os dados quantitativos foram analisados por meio de frequências absolutas e relativa se medidas de tendência central.Os dados qualitativos relativos à aplicabilidade dos resultados para o SUS foram categorizados, descrito se analisados seguindo o método proposto por Minayo para análise de conteúdo. O Paraná participou de cinco edições do PPSUS com 246 projetos financiados, envolvendo R$16.095.000,00 em recursos financeiros. As temáticas de pesquisa mais frequentes estavam relacionadas às doenças não transmissíveis (19,84%)e transmissíveis (18,62%). As pesquisas financiadas concentraram-se em Curitiba, Londrina e Maringá. A aplicabilidade dos resultados das pesquisas no SUS focou a possibilidade de disponibilizar propostas alternativas e/ou melhorias para o apoio terapêutico na assistência à saúde, gerar conhecimento para compreender o processo saúde-doença e subsidiar a formulação das políticas/programas/estratégias e a tomada de decisão. O aumento do aporte de recursos financeiros e do número de projetos de pesquisa financiados indica a ampliação do Programa no estado e os resultados dos estudos apresentam potencial para contribuir para diversas esferas do setor saúde, da assistência à gestão...

The Research Program for the Unified Health System (Sistema Único de Saúde-SUS): Healthcare Shared Management, called PPSUS, is an initiative for decentralization of health research funding to promote scientific and technological development of each Brazilian Federal Unit. This study aims to present the main management indicators and the applicability on SUS of the research results funded by PPSUS in the state of Paraná. Available dataon the platform Pesquisa Saúde of Decit/SCTIE/MS from 2004 to 2013 were analyzed. Quantitative data were analyzed using absolute and relative frequencies and central tendency measures. Qualitative data on the applicability of the results for SUS were classified, described and analyzed by the method proposed by Minayo for content analysis. The state of Paraná participated in five editions of PPSUS with 246 funded projects, involving R$16,095,000.00 in financial resources. The research themes that were more frequently studied were related to non-communicable diseases (19,84%) and communicable diseases (18,62%). The funded researches were concentrated in the cities of Curitiba, Londrina and Maringá. The applicability of research results in SUS focused on the possibility of providing alternative proposals and/or improvements to therapeutic support in health care, generating knowledge to understand the health-disease process,and subsidize the formulation of policies /programs / strategies and decision-taking. The increase in the contribution of financial resources and in the number of funded research projects indicates the expansion of the Programin the state, and the studies results demonstrate potential to contribute to several areas of the health sector, from assistance tomanagement...
Descritores: Docentes
Gestão de Ciência, Tecnologia e Inovação em Saúde
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Financiamento da Pesquisa
Sistemas de Financiamento da Pesquisa
Sistema Único de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  7 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-766725
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos. Departamento de Ciência e Tecnologia.
Título: Encontro Nacional do PPSUS: iniciativas inovadoras de pesquisa em saúde: programa pesquisa para o SUS: gestão compartilhada em saúde - PPSUS / PPSUS National Meeting Health: research innovative incentives: SUS Research Program: health shared management / Encuentro Nacional del PPSUS: iniciativas innovadoras de investigación en salud: Programa de Investigación para el SUS: gestión compartida en salud.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; abr., 2014. 126 p. ilus, mapas.
Idioma: pt.
Resumo: O Encontro Nacional do PPSUS, realizado durante o evento de “Ciência, Tecnologia e Inovação no SUS2013: integração entre conhecimento científico e políticas de saúde”, teve como metas a promoçãoda divulgação de conhecimentos produzidos no âmbito das pesquisas fomentadas pelo PPSUS e oincentivo à troca de experiências inovadoras incorporadas (ou com elevado potencial de incorporação)no sistema de saúde entre as Unidades da Federação (UF).Para o encontro, cada Fundação de Amparo e/ou Apoio à Pesquisa (FAP), em parceria com as SecretariasEstaduais de Saúde (SES) de cada UF, foi convidada a selecionar e encaminhar ao Decit duas pesquisasdesenvolvidas nas suas respectivas UF para serem apresentadas e discutidas.Durante dois dias foram apresentadas vinte e sete pesquisas, com momentos de discussão coletivasobre as contribuições das pesquisas para o sistema de saúde brasileiro e as perspectivas futuras deaplicação e/ou incorporação dos seus resultados no Sistema Único de Saúde.O encontro contou com setenta e dois participantes, dentre os quais gestores, pesquisadores,representantes das FAP e representantes das SES.As pesquisas apresentadas envolveram diferentes campos do conhecimento, dentre eles, saúdematerno-infantil, doenças transmissíveis e não transmissíveis, saúde do trabalhador, sistemas e políticasde saúde, alimentação e nutrição, assistência farmacêutica, avaliação de tecnologias em saúde, meioambiente e saúde, saúde de pessoas com deficiência e saúde bucal...
Descritores: Programas Nacionais de Saúde
Pesquisa
Sistema Único de Saúde
-Programas Governamentais
Política de Saúde
Planos e Programas de Saúde
Entrevistas como Assunto
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR599.1 - Coordenação Geral de Documentação e Informação (CGDI)
BR599.1; 001.891:614(811/817), B823e


  8 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Buss, Paulo Marchiori
Texto completo
Id: lil-718535
Autor: Buss, Paulo Marchiori; Ferreira, José Roberto; Hoirisch, Claudia.
Título: Saúde e desenvolvimento nos países BRICS / Health and development in BRICS countries
Fonte: Saúde Soc;23(2):390-403, apr-jun/2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: At the beginning of the century, the acronym BRIC first appeared in a study produced by an economist at Goldman Sachs. Economic and financial interest in BRICS resulted from the fact of them being seen as drivers of development. The purpose of this review is to analyze the extent to which what is being proposed at the Declarations of Heads of State and in the Declaration and Communiqué of Ministers of Health of BRICS can provide guidance to the potential of achieving a healthier world. With that in mind, the methodology of analysis of Statements and Communiqué rose from the discussions at the Summit of Heads of State and Ministers of Health was adopted. In the first instance, the study focused on the potential for economic, social and environmental development, and in the second, on the future of health within the group addressed. The conclusion reached was that despite the prospect of continued economic growth of BRICS countries, coupled with plausible proposals for the health sector, strong investment by the countries in S&T and technology transfer within the group, research on the social and economic determinants that drive the occurrence of NCDs – there is the need and the opportunity for joint action of the BRICS in terms of the “diplomacy of health” reinforcing the whole process of sustainable development...

No início do século, a sigla BRIC apareceu pela primeira vez em um estudo elaborado por um economista da Goldman Sachs. O interesse econômico e financeiro no BRICS resultou do fato de eles serem vistos como propulsores do desenvolvimento. O objetivo desta revisão é analisar em que medida o que está sendo proposto pelas Declarações de Chefes de Estado e na Declaração e no Comunicado Oficial dos Ministros da Saúde dos BRICS pode fornecer orientações para alcançar um mundo mais saudável. Com isso em mente, a metodologia de análise partiu das Declarações e do Comunicado resultado das discussões oriundas das Cúpulas de Chefes de Estado e de Ministros da Saúde. No primeiro caso, o estudo centrou-se sobre o potencial de desenvolvimento econômico, social e ambiental, e, no segundo, sobre o futuro da saúde no grupo abordado. A conclusão foi que, apesar da perspectiva de crescimento econômico contínuo dos países BRICS, juntamente com propostas plausíveis para o setor da saúde, forte investimento por parte dos países em C&T e de transferência de tecnologia dentro do grupo, pesquisa sobre os determinantes sociais e econômicos que impulsionam a ocorrência das doenças não transmissíveis, existe a necessidade e a oportunidade para a ação conjunta dos BRICS no que se denomina 'diplomacia da saúde' reforçando todo o processo de desenvolvimento sustentável...
Descritores: Desenvolvimento Ecológico
Desenvolvimento Econômico
Cooperação Internacional
Investimentos em Saúde
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Desenvolvimento Sustentável
Saúde Global
Desenvolvimento Tecnológico
-Missões Diplomáticas
Limites: Humanos
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alvarenga, Augusta Thereza de
Id: lil-713185
Autor: Alvarenga, Augusta Thereza de.
Título: Interdisciplinaridade e transdisciplinaridade: reflexões sobre a ciência de passar e transpassar fronteiras do conhecimento / Interdisciplinarity and transdiciplinarity: reflections on the science of crossing over the frontiers of knowledge.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. 294 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Professor Livre Docente.
Resumo: O presente trabalho, apresentado como Tese de Livre-Docência à Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, constitui-se em um compêndio de três trabalhos, dois deles publicados pela autora, em colaboração com outros pesquisadores, nos anos de 2011 e 2005. O primeiro, intitulado "Histórico, fundamentos filosóficos e teórico-metodológicos da interdisciplinaridade", foi publicado como capítulo no livro editado por Arlindo Philippi Jr. e Antônio J. Silva Neto "Interdisciplinaridade em Ciência, Tecnologia & Inovação". O segundo refere-se ao artigo "Congressos Internacionais sobre Transdisciplinaridade: reflexões sobre emergências e convergências de idéias e ideais na direção de uma nova ciência moderna", publicado na revista Saúde e Sociedade. O terceiro trabalho apresentado, como terceiro capítulo, intitulado "Pensadores Transdisciplinares e seus Discursos", constitui-se em um texto original, representado por entrevistas realizadas, nos anos de 2006 e 2007, com 14 representantes, nacionais e estrangeiros, do que convencionamos chamar, em uma aproximação à terminologia kuhniana, de integrantes e representantes de uma comunidade de pensadores transdisciplinares. Esses entrevistados respondem às muitas das indagações teórico-metodológicas que colocamos oriundas de nossas reflexões presentes no artigo de 2005, publicado na revista Saúde e Sociedade. Finalizamos nossa apresentação, com um quarto capítulo, no qual buscamos tecer um balanço do que representou nossa própria trajetória intelectual ao buscarmos refletir sobre as propostas inovadoras e heurísticas que a interdisciplinaridade e a transdisciplinaridade trazem, que passam a representar novas formas inovadoras de conhecimento que contribuem, igualmente, para o próprio repensar da chamada ciência moderna, em termos de seus princípios, de seus fundamentos e, especialmente, de sua finalidade na produção de conhecimento.
Descritores: Gestão do Conhecimento para a Pesquisa em Saúde
Métodos
Filosofia
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Ciência
Ciência, Tecnologia e Sociedade
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; LD, 137. CM. 54590/2013


  10 / 18 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-681324
Autor: Soares, Sandra Pereira.
Título: O Estado e as Relações Internacionais: O Complexo Econômico-Industrial da Saúde na relação de influência mútua entre as agendas interna e externa do Brasil / The State and International Relations: The Economic-Industrial Complex of Health in respect of mutual influence between the internal and external agendas Brazil.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2012. xxiv,274 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Esta tese aborda a inter-relação das políticas nacionais com as relações internacionais, onde a correlação do poder e da saúde está presente e é vislumbrada, principalmente, no papel do Estado no contexto das relações internacionais e na influência da globalização e de seus impactos sobre a política de saúde - em particular sobre o Complexo Econômico- Industrial da Saúde (CEIS) – conjunto de atividades produtivas e de serviços que pautam uma relação sistêmica entre setores industriais e os prestadores de serviços em saúde - e na sua respectiva correlação com a condução da política externa do País. Subsidia a aproximação do campo da saúde com o do desenvolvimento nacional e regional, caminhando em um sentido duplo: de um lado traz a agenda de desenvolvimento para o campo da saúde e, de outro, fornece pistas de como as ações em saúde podem contribuir para uma perspectiva mais geral de desenvolvimento e integração, onde as demandas exercidas por influências político-econômicas na arena internacional têm poder significativo na condução de políticas nacionais e na condução da política externa do País. Dada a contemporaneidade do tema, este estudo é fundamentado em pesquisas documentais e descritivas, de natureza exploratória, com base na análise das informações disponibilizadas em publicações – livros, artigos, legislações e periódicos, além da análise de relatórios divulgados em portais governamentais e especializados e de apresentações de experts disponíveis em domínio público. A construção dos capítulos se desenvolve de forma ascendente em que as relações internacionais destacam o papel do Estado na complexidade das relações políticas, econômicas e de poderes internacionais assimétricos e em que os direitos sociais e humanitários procuram se estabelecer.

Nesse contexto, a retomada do papel estratégico do Estado para o desenvolvimento nacional encontra na saúde e nos contornos estratégicos da política externa brasileira um contexto fértil para fundamentar a relação virtuosa entre saúde e desenvolvimento em que o CEIS se estabelece a partir do pilar estratégico da inovação.É apresentada sob o recorte geográfico das relações Sul-Sul, onde se observa tendência positiva para temas como a saúde serem considerados como elementos fundamentais para a promoção do desenvolvimento em estreita interação e parceria com a comunidade internacional, notadamente com as nações do Sul. Em capítulos subsequentes, o estudo indica como resultado da relação das políticas nacionais e externa que o CEIS vem, a partir da consolidação produtiva nacional, exercendo maior influência na condução das políticas externas da nação. Essa constatação tem ocupado nos últimos anos posição mais efetiva e menos secundária na formulação das diretrizes que orientam a política externa brasileira, notadamente no que se refere às cooperações humanitárias e às cooperações técnicas internacionais. Quanto às cooperações técnicas internacionais, são pontuais as cooperações Sul-Sul, tendo como principais balizadores questões como doenças negligenciadas, HIV/AIDS e bancos de leite humanos, especificamente junto aos países do MERCOSUL, da UNASUL e da CPLP.Portanto, o CEIS - Complexo Econômico-Industrial da Saúde - no Brasil estabelece-se como diferencial estratégico para que nos contextos nacional, regional e inter-regional sejam superadas vulnerabilidades econômicas, assimetrias tecnológicas, resguardadas as soberanias e os estados de bem-estar e potencializadas cooperações e negociações internacionais em conjunto com atores nacionais e internacionais.
Descritores: Cooperação Horizontal/políticas
Desenvolvimento Econômico
Cooperação Internacional
Políticas e Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação
Estado
Vulnerabilidade a Desastres/políticas
-Brasil
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 362.1, S676e



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde