Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1.001 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1659 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 166 ir para página                         

  1 / 1659 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1116834
Autor: Barros, Fernando Passos Cupertino de; Hartz, Zulmira.
Título: Municípios e Saúde / Municipalities and Health.
Fonte: Brasília; CONASS; set. 2019. 93 p. (Linha Editorial Internacional de Apoio aos Sistemas de Saúde (LEIASS), 3).
Idioma: pt.
Resumo: O terceiro volume da série LEIASS ­ Linha Editorial Internacional de Apoio aos Sistemas de Saúde, produzido pelos esforços conjuntos do CONASS e do Instituto de Higiene e Medicina Tropical da Universidade Nova de Lisboa (IHMT NOVA), aborda um tema de grande relevância para a análise do papel exercido pelos municípios, em diferentes países, no tocante à descentralização dos sistemas de saúde. Um desafio comum a muitos países é o de encontrar o nível adequado para a realização e implementação de políticas e administração da saúde. Muitos deles têm descentralizado as competências em matéria de saúde, procurando o equilíbrio de ganhos em saúde, equidade no acesso aos cuidados e eficiência no sistema de saúde. Analisando os argumentos a favor e contra, em muitos casos, os mesmos motivos são utilizados para justificar o movimento em direções opostas, mas dada a natureza multidimensional complexa de descentralização, há dificuldades em atribuir os resultados unicamente à descentralização, ao contrário de outras características do sistema de saúde. A presente publicação decorre das discussões havidas num seminário internacional promovido pelo IHMT NOVA em Lisboa, em outubro de 2018, e que reuniu especialistas de diferentes países. Foram quatro os objetivos que ali se pretendeu atingir: (1) aprofundar aspectos doutrinais e modelos teóricos associados ao tema dos municípios e a saúde; (2) conhecer e analisar realizações concretas nesta área; (3) avaliar o impacto de um processo de intervenção dos municípios na saúde; e (4) discutir desenvolvimentos futuros desse processo. Como poderão constatar, há diferentes maneiras de atribuir papeis e responsabilidades ao nível municipal no tocante à organização e à oferta de serviços de saúde, que variam de um país a outro, em decorrência de múltiplos fatores e diferentes contextos. Entretanto, é cada vez maior a importância de conhecer e de comparar esses modelos, de modo a defender as conquistas dos sistemas públicos de saúde e, mais ainda, aperfeiçoar seu funcionamento em benefício dos cidadãos.
Descritores: Administração em Saúde Pública
Sistemas de Saúde/organização & administração
Sistemas Locais de Saúde/organização & administração
Cidades/economia
Acesso Efetivo aos Serviços de Saúde/políticas
-Brasil
Políticas Públicas de Saúde
Planejamento/políticas
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1103749
Autor: Villasana, Pedro; Caraballo, Joel J.
Título: El sistema de salud en Venezuela y sus políticas públicas: aportes para su integración desde la mirada de la salud colectiva / The health system in Venezuela and its public policies: contributions to the integration from the view point of collective health
Fonte: Salud trab. (Maracay);27(1):51-64, jun. 2019.
Idioma: es.
Resumo: Este estudio plantea una aproximación crítica a la fragmentación y segmentación de los servicios de atención a la salud en Venezuela, dado que ambas categorías impactan significativamente en la garantía del derecho a la salud de personas, familias y comunidades que consagra la Constitución Nacional. Se evidencian fundamentos epistémicos, su relación con el financiamiento y las políticas públicas de salud, el papel del modelo biomédico hegemónico en los servicios, lo cual permite contrastarlos con la realidad empírica, de acuerdo con los postulados de una nueva mirada para integrar la salud y colaborar a su mejor comprensión. Se identifican y analizan antecedentes teóricos del Buen Vivir, la salud colectiva, la determinación social; así como la política de salud en la configuración histórica del sistema de salud venezolano, revelando nuevas preguntas a través de una mirada distinta que busca mejorar el mandato social y el posicionamiento de la salud colectiva como postura emergente en la región de las Américas, con ello se contribuye con una postura teórica para repensar las políticas de salud y proyectar el sistema de salud venezolano hacia su integración plena en el territorio, sus estructuras, financiamiento, planificación y en consecuencia, mejorar las redes integradas de servicios de salud, con una mayor capacidad de respuesta del Estado para garantizar el derecho a la salud de la población(AU)

This study raises a critical approach to the fragmentation and segmentation of services of attention to health in Venezuela, since both categories impact significantly on the guarantee of the right to health of individuals, families and communities that enshrined in the national Constitution. Demonstrate fundamentals epistemic, its relationship with the funding and public health policies, the role of the hegemonic services bio-medical model, which allows to compare them with the empirical reality, in accordance with the tenets of a new looking to integrate health and contribute to better understanding. Are identified and analyzed theoretical background of good living, the collective health, social determination; as well as the health policy in the history of the Venezuelan health system configuration, revealing new questions through a different perspective that seeks to improve the social mandate and the positioning of the collective health as emerging posture in the region of the Americas, this contributes to a theoretical stance for rethinking health policies and project the Venezuelan health system towards their full integration into the territory, its structures, financing, planning and therefore improve the integrated networks of health services, with a greater capacity of response of the State to guarantee the right to health of the population(AU)
Descritores: Medicina Social/tendências
Venezuela
Sistema Único de Saúde
Administração de Serviços de Saúde
Saúde Pública/tendências
Políticas Públicas de Saúde
Cobertura Universal de Saúde
Direito à Saúde
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  3 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116631
Autor: Blikstein, Flávia.
Título: Políticas públicas em saúde mental infantojuvenil e filantropia: estudo sobre as instituições de acolhimento para pessoas com deficiência que atendem crianças e adolescentes no estado de São Paulo / Not available.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 206 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: No contexto brasileiro, a atenção em saúde mental para crianças e adolescentes foi, durante décadas, exercida pelo campo da filantropia em instituições asilares especializadas. A Política Nacional de Saúde Mental, entretanto, redireciona as diretrizes de assistência e preconiza a substituição do modelo asilar pelo modelo psicossocial de atenção. Diante disso, o estudo investiga as práticas de cuidado que operam, na atualidade, no campo da saúde mental infantojuvenil. Especificamente, a pesquisa examina a internação de longa permanência de crianças e adolescentes em instituições de acolhimento para pessoas com deficiência, a fim de avaliar a situação presente e subsidiar ações de desinstitucionalização e inclusão social. Objetivo: Identificar e descrever o perfil das instituições que prestam atendimento em regime de acolhimento institucional a pessoas com deficiência no Estado de São Paulo e aquilatar a amplitude e a importância atuais dessas entidades no campo da saúde mental infantojuvenil. Método: O estudo - de abordagem qualitativa, caráter descritivo e corte transversal - foi executado em três etapas distintas. Primeiramente, realizamos um mapeamento e caracterização das instituições de acolhimento para pessoas com deficiência no Estado de São Paulo. A segunda etapa constituiu-se de um levantamento de perfil de usuários em uma instituição específica. Na última etapa, os dados foram categorizados e analisados, a fim de dimensionar as internações de crianças e adolescentes e avaliar o papel exercidos pelas instituições de acolhimento para pessoas com deficiência no campo da saúde mental. Resultados e Discussão: A partir da realização da pesquisa, foi possível constatar que a internação de longa permanência de crianças e adolescentes é uma prática recorrente nestas instituições. Além disso, o estudo revela a ausência de tipificação e regulamentação específica destes serviços que atuam desarticuladamente com a rede intersetorial e territorial e não promovem práticas de desinstitucionalização. Assim, as instituições e o Estado, numa relação de distanciamento e, ao mesmo tempo, complementariedade, promovem continuamente institucionalização de crianças e adolescentes. Considerações Finais: O estudo conclui ser urgente e fundamental que a internação em instituições de acolhimento para pessoas com deficiência seja foco de novos estudos e ações em saúde pública. O levantamento de informações que possibilitem reconhecer demandas específicas é fundamental para garantir a efetividade e consolidação da Rede de Atenção Psicossocial, bem como para assegurar, para este grupo populacional, os direitos determinados pelo Estatuto da Criança e do Adolescente.

Introduction: In the Brazilian context, mental health care for children and adolescents has been, for decades, delivered by specialized philanthropic asylum institutions. The National Mental Health Policy, however, redirects care guidelines and advocates for the replacement of the asylum model with the psychosocial care model. Given this new context, this study investigates the current care practices in the field of children's mental health. Specifically, the research examines long-term hospitalizations of children and adolescents in care facilities in order to assess the current situation and to support deinstitutionalization and social inclusion actions. Objective: Identify and describe the profile of the institutions that provide residential care to patients with disabilities in the State of São Paulo and assess the current scope and significance of these entities in the area of child and adolescent mental health. Method: This study - which employed a qualitative, descriptive, and cross-sectional approach - was conducted in three phases. First, we mapped and characterized institutions for individuals with disabilities operating in the state of São Paulo. The second phase was an in-depth survey of a specific institution. In the last phase, the data were categorized and analyzed in order to quantify the hospitalizations of children and adolescents, and to evaluate the role played by institutions for individuals with disabilities in the field of mental health. Results and Discussion: The results suggest that the long-term residential hospitalization of children and adolescents is a recurrent practice in the researched institutions. In addition, the study reveals the absence of specific categorization and regulation of these services, which operate without articulation with the intersectoral and territorial care networks, and do not promote deinstitutionalization. Thus, both the institutions and the state establish a relationship of distance and, at the same time, complementarity, continuously promoting and incentivizing the long-term institutionalization of children and adolescents. Conclusions: The study concludes that it is urgent and essential to focus new studies and public health actions on the hospitalization in institutions for individuals with disabilities. It is crucial to collect data to recognize more specific needs, as to ensure the effectiveness and the consolidation of the public Psychosocial Care Network, as well as to ensure, for this population, the rights determined by the Brazilian Child and Adolescent Statute.
Descritores: Defesa da Criança e do Adolescente
Saúde Mental
Saúde Pública
Políticas Públicas de Saúde
Institucionalização
Limites: Criança
Adolescente
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1089620
Autor: Serra, Juliana do Nascimento; Barbieri, Ana Rita; Cheade, Maria de Fátima Meinberg.
Título: Situação dos hospitais de referência para implantação/funcionamento do núcleo de segurança do paciente / Situación de los hospitales de referencia para implantación/funcionamiento del núcleo de seguridad del paciente / The situation of reference hospitals for the establishment and operation of patient safety centers
Fonte: Cogitare enferm;21(spe):01-09, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Este estudo objetivou conhecer a situação dos hospitais de referência quanto ao uso de normas e protocolos sobre segurança do paciente diante da implantação da respectiva política nacional. Foi realizado um estudo descritivo de abordagem quantitativa nos seis hospitais de referência de Mato Grosso do Sul em 2014, com o uso de um roteiro desenvolvido a partir do arcabouço normativo da Política Nacional de Segurança do Paciente, resoluções da Vigilância Sanitária e recomendações da Organização Mundial de Saúde. Os achados evidenciam que mesmo com o Núcleo de Segurança do Paciente implantado, protocolos como de profilaxia cirúrgica, de checagem de verificação de cirurgias, notificações de eventos adversos são cumpridos. Há falta de estrutura em algumas instituições hospitalares que prejudicam o pleno desenvolvimento de protocolos como falta de profissionais, de equipamentos e materiais. Os resultados apontam que a existência de resoluções e normas não são suficientes para garantir a segurança do paciente.

RESUMEN Estudio con el objetivo de conocer la situación de hospitales de referencia respecto de uso de normas y protocolos sobre seguridad del paciente ante implantación de la respectiva política nacional. Realizado estudio descriptivo de abordaje cuantitativo en seis hospitales de referencia de Mato Grosso do Sul en 2014, utilizando rutina desarrollada basada en estructuración normativa de la Política Nacional de Seguridad del Pacientes, resoluciones de Vigilancia Sanitaria y recomendaciones de Organización Mundial de la Salud. Los hallazgos evidenciaron que inclusive con el Núcleo de Seguridad del Paciente implantado, protocolos como el de profilaxis quirúrgica, de chequeo de verificación de cirugías, notificaciones de eventos adversos, son incumplidos. Existe carencia estructuran en algunas instituciones hospitalarias que perjudican el desarrollo pleno de protocolos, como falta de profesionales, de equipo y materiales. Los resultados expresan que la existencia de normas y resoluciones es insuficiente para garantizar la seguridad del paciente.

ABSTRACT This study was conducted to learn how reference hospitals employ guidelines and protocols on patient safety in relation to the instatement of the corresponding national policy. A descriptive study with a quantitative approach was conducted in the six reference hospitals of the state of Mato Grosso do Sul in 2014, witha script developed using the normative framework of National Policy for Patient Safety resolutions of theHealth Surveillance and recommendations of World Health Organization. Findings show that even within Patient Safety Centers, protocols such as surgical prophylaxis, surgical safety checklists and adverse event reporting are observed. Some hospitals lack structure, which prevent full adherence to protocols. This fact is compounded by the shortages of workers, equipment and resources. Results show that the existence of resolutions and guidelines are not enough to guarantee patient safety.
Descritores: Segurança do Paciente
Pesquisa sobre Serviços de Saúde
-Qualidade da Assistência à Saúde
Gestão da Segurança
Políticas Públicas de Saúde
Responsável: BR501.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde / Sede Botânico


  5 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116482
Autor: Argentina. Ministerio de Salud.
Título: Pautas éticas y operativas para la evaluación ética acelerada de investigaciones en seres humanos relacionadas con el COVID-19 / Ethical and operational guidelines for the accelerated ethical evaluation of human research related to COVID-19.
Fonte: Buenos Aires; Ministerio de Salud; 2020.
Idioma: es.
Resumo: Ante la pandemia de COVID-19 la primera obligación es responder a las necesidades de atención de salud de las personas y comunidades afectadas. Al mismo tiempo, resulta un deber realizar investigaciones que generen evidencia para mantener, promover y mejorar la atención de la salud, la toma de decisiones y la definición de políticas en salud para el tratamiento y mitigación de la pandemia. La conducción de investigación durante la emergencia sanitaria conlleva mayores desafíos que los habituales. Demanda generar conocimiento rápidamente para dar respuesta a la pandemia, asegurar la validez científica de las investigaciones, respetar los principios éticos en su realización y mantener la confianza de la comunidad. Esta tarea requiere de la colaboración y solidaridad de la comunidad científica, investigadores, patrocinadores, comités evaluadores, personal de salud, autoridades sanitarias y la sociedad, para encontrar el mejor modo de evitar retrasos en la realización de las investigaciones. En este contexto, los comités de ética en investigación (CEI) deberían formular procedimientos para una evaluación ética rigurosa de las investigaciones en seres humanos que, a su vez, aseguren la existencia de mecanismos rápidos y flexibles para dar una respuesta eficiente a los tiempos y necesidades de una emergencia sanitaria. Estas recomendaciones buscan orientar a los CEI en el desarrollo de procedimientos operativos para una evaluación acelerada de proyectos de investigación relacionados con el COVID-19.
Descritores: Pneumonia Viral/prevenção & controle
Pessoal de Saúde/ética
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Ética Institucional
Pandemias/prevenção & controle
Betacoronavirus
Experimentação Humana/ética
-Serviços Médicos de Emergência/ética
Políticas Públicas de Saúde
Atenção à Saúde
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1087651
Autor: Henschel, Patrícia de Fátima Florêncio.
Título: Leishmaniose visceral no estado de São Paulo, Brasil: avaliação das ações de vigilância e controle no Centro-Oeste Paulista, de 1999 a 2018, região endêmica para Leishmaniose Tegumentar / Visceral leishmaniasis in the state of São Paulo, Brazil: evaluation of surveillance and control actions in the Midwest of São Paulo, from 1999 to 2018, an endemic region for Tegumentary Leishmaniasis.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 124 p. tab, map.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo. Coordenadoria de Controle de Doenças. Programa de Pós-Graduação em Ciências para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A expansão geográfica da leishmaniose visceral (LV) no Brasil está associada ao processo de urbanização da doença envolvendo a migração da população do campo para os centros urbanos; à adaptação do vetor ao ambiente domiciliar; e à presença do cão como reservatório doméstico. Essa enfermidade, em franca expansão, ocupa destaque no cenário nacional apontando para necessidade de novos conhecimentos epidemiológicos e geográficos relacionados às rotas de transmissão; e revisão das ações de vigilância e controle da doença, preconizado pelo Programa de Vigilância e Controle da LV no Estado de São Paulo (PVCLVESP). Ferramentas de geoprocessamento, como os Sistemas de Informação Geográfica (SIGs), são importantes na identificação de fatores ambientais associados à ocorrência de LV nas diversas regiões do país. O presente estudo teve como objetivos: (i) avaliar a distribuição espacial e temporal da LV; (ii) ações de vigilância e controle do PVCLV, na região de abrangência do Departamento Regional de Saúde de Marília (DRS), endêmica para Leishmaniose Tegumentar (LT), no período de 1999 a 2018. A LV estabeleceu-se na região a partir de 2003, nos municípios da região de saúde (RS) de Adamantina e no município de Guarantã, pertencente à RS de Marília...(AU)

In Brazil, the geographic expansion of visceral leishmaniasis (VL) is related to the urbanization process of the disease involving the migration of rural population to urban centers; the vector adaptation to the local environment; and the dog's presence as a reservoir host. Such rapidly expanding disease has occupied a prominent place in the national scenario leading to the necessity of new epidemiological and geographic knowledge associated with the transmission routes; as well as the revision to surveillance measures and to the disease control, recommended by the Surveillance and Control Program of VL in the state of São Paulo (in Portuguese PVCLVESP). Geoprocessing tools, such as Geographic Information System (GIS), are useful for the identification of the environmental factors linked to the occurrence of VL in different Brazilian regions. This study aims to (i) assess the spatio-temporal distribution of VL; (ii) evaluate the surveillance and control measures of the PVCLV, in the region of coverage of the Regional Health Department of Marília (in Portuguese DRS), endemic to Integumentary Leishmaniasis (IL) from 1999 to 2018. The VL settled in the area in 2003, in the municipalities of the health region (in Portuguese RS) of Adamantina and of Guarantã, which belong to the RS of Marília; whereas the integumentary case records are from the 1880s...(AU)
Descritores: Leishmaniose Cutânea
Sistemas de Informação Geográfica
Políticas Públicas de Saúde
Monitoramento Epidemiológico
Análise Espaço-Temporal
Leishmaniose Visceral
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; W4, H526l


  7 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116084
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: Salud y Economía. Una convergencia necesaria para enfrentar el COVID-19 y retomar la senda hacia el desarrollo sostenible en América Latina y el Caribe / Health and Economy. A necessary convergence to face COVID-19 and resume the path towards sustainable development in Latin America and the Caribbean.
Fonte: Washington; Organización Panamericana de la Salud; jul. 30, 2020. 4 p.
Idioma: es.
Resumo: Varios países de América Latina son el epicentro de la pandemia de COVID-19. La región, la más desigual del mundo, es especialmente vulnerable a la COVID-19 por sus altos niveles de informalidad laboral, urbanización y débiles sistemas de salud y protección social.
Descritores: Pneumonia Viral/economia
Sistemas de Saúde/economia
Infecções por Coronavirus/economia
Economia
Pandemias/economia
Betacoronavirus
Desenvolvimento Sustentável/economia
Programas Nacionais de Saúde/economia
-Região do Caribe
Políticas Públicas de Saúde
América Latina
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116085
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: COVID-19: orientación y herramienta para hacer encuestas / COVID-19: guidance and tool for conducting surveys.
Fonte: Washington; Organización Panamericana de la Salud; jul. 30, 2020. 57 p.
Idioma: es.
Resumo: Este documento ofrece orientación para los Estados Miembros de la Región de Europa de la OMS que deseen realizar estudios sobre las apreciaciones comportamentales relacionadas con la COVID-19. El brote pandémico de la COVID-19 está generando una carga abrumadora para los sistemas y las autoridades de salud, que deben responder con intervenciones, políticas y mensajes eficaces y apropiados.Una respuesta antipandémica o una fase de transición mal gestionadas e inoportunas pueden menoscabar los logros obtenidos de manera colectiva. La pandemia y sus restricciones pueden haber afectado el bienestar físico y mental, la cohesión social y la estabilidad económica, así como la resiliencia y la confianza de los individuos y las comunidades.
Descritores: Pneumonia Viral/epidemiologia
Sistemas de Saúde/organização & administração
Inquéritos e Questionários
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Políticas Públicas de Saúde
Pandemias/prevenção & controle
Monitoramento Epidemiológico
Gestão da Informação em Saúde/instrumentação
Betacoronavirus
Gerenciamento de Dados/organização & administração
-Região do Caribe
América Latina
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1659 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-786215
Autor: Alves, Aline Fernandes; Peres, Rodrigues Sanches.
Título: Imaginário coletivo de agentes comunitárias de saúde sobre álcool e outras drogas / Collective imaginaryof community health agents on alcohol and other drugs
Fonte: Psicol. Estud. (Online);20(2):225-234, abr.-jun. 2015.
Idioma: en; pt.
Resumo: O presente estudo objetivou compreender o imaginário coletivo de agentes comunitárias de saúde (ACSs) de uma unidade da estratégia saúde da família em relação ao uso/abuso de álcool e outras drogas. O locuspara a construção dos dados foi um grupo psicanalítico de discussão desenvolvido ao longo de sete encontros, o qual teve como facilitadora a primeira autora e como participantes sete ACSs. O corpusfoi analisado qualitativamente por meio de uma leitura interpretativa voltada à captação de campos de sentido afetivo-emocional. Foram captados três campos de sentido afetivo-emocional, sendo que, nesta oportunidade, optou-se por privilegiar os achados concernentes ao primeiro deles, pois este se organizou a partir da crença de que a atenção em saúde a usuários de álcool e outras drogas depende da disponibilidade, porparte dos mesmos, de interromper totalmente o consumo de tais substâncias. Contudo, tal crença não é compatível com a lógica da redução de danos conforme preconizada pelo Ministério da Saúde. Os resultados obtidos, portanto, fornecem elementos para a compreensão de importantes nuances do imaginário coletivo das participantes do presente estudo em relação ao uso/abuso de álcool e outras drogas. Não obstante, novas pesquisas são necessárias face à escassez da literatura consagrada ao assunto.

This study aimed to understand the collective imaginary of community health agents (CHAs) from a unit of the Estratégia Saúde da Família (Family Health Strategy) in relation to use/abuse of alcohol and other drugs. The locus for the data collection was a psychoanalytic group discussion developed over seven meetings, which had as a facilitator the first author and seven CHAs participants. The corpus was qualitatively analyzed by means of an interpretative reading focused on capturing affective-emotional sense fields. Three affective-emotional sense fields were raised, and on this occasion it was decided to focus the findings concerning the first one, as it was organized from the belief that health care to alcohol and other drugs users depends on the availability, by the same users, to stop completely using such substances. However, this belief is not compatible with the harm reduction logic as recommended by the Ministério da Saúde (Brazilian Ministry of Health). Thus, the results provide elements for understanding important nuances of the collective imaginary of the participants of this study regarding alcohol and other drugs use/abuse. Nevertheless, further researches are need given the scarcity of literature devoted to the subject.
Descritores: Agentes Comunitários de Saúde
Políticas Públicas de Saúde
-Alcoolismo
Política Pública
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Avaliação
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  10 / 1659 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1106122
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección Técnica de Programas, Normas y Servicios.
Título: Lineamientos de política de salud mental R.M. Nº 263 - 88 - SA/D / Guidelines for mental health policy R.M. Nº 263 - 88 - SA/D
Fonte: An. salud ment;4(1/2):173-181, 1988.
Idioma: es.
Descritores: Peru
Políticas Públicas de Saúde
Saúde Mental
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca



página 1 de 166 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde