Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1.001.012 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 3113 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 312 ir para página                         

  1 / 3113 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-726747
Autor: Marques-Ferreira, Maria de Lourdes da Silva; Barreira-Penques, Rosana Maria do Vale; Sanches-Marin, Maria José.
Título: Acolhimento na percepção dos enfermeiros da Atenção Primária à Saúde / Acogida en la percepción de los enfermeros de la atención primaria a la salud / Acceptance in the Perception of Nurses Involved in Primary Health Care
Fonte: Aquichan;14(2):216-225, mayo-ago. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: o presente estudo propõe-se a compreender a percepção de enfermeiros que atuam na Atenção Primária à Saúde sobre o acolhimento. Método: pesquisa qualitativa realizada a partir de entrevistas com 21 enfermeiros de oito municípios do interior paulista. A análise dos dados pautou-se na vertente fenomenológica, modalidade estrutura do fenômeno. Resultados: revelou-se que a compreensão dos enfermeiros sobre acolhimento, em alguns momentos, se aproxima dos princípios e diretrizes do SUS. Por outro lado, manifestam dificuldades com a estrutura, organização e gestão dos serviços de saúde, além de expressarem ações e crenças que se aproximam do modelo tradicional de cuidado. Conclusões: diante dos resultados, constata-se a união de esforços dos diferentes atores envolvidos no processo.

Objetivo: el presente estudio se propone comprender la percepción de la acogida de los enfermeros que actúan en la Atención Primaria a la Salud. Método: es una investigación cualitativa realizada con entrevistas con 21 enfermeros de ocho municipios del interior del estado de São Paulo. El análisis de los datos se fundamentó en la vertiente fenomenológica, modalidad estructura del fenómeno. Resultados: se reveló que la comprensión de los enfermeros sobre la acogida, en algunos momentos, se aproxima de los principios y directrices del Sistema Único de Salud (SUS). Conclusiones: por otro lado, esos profesionales manifiestan dificultades con la estructura, organización y gestión de los servicios de salud y expresan acciones y creencias que se acercan al modelo tradicional de cuidado. Para la concreción de la acogida necesitan unir sus esfuerzos de los diferentes atores involucrados.

Objective: This paper is intended to explore how nurses working in primary health care perceive acceptance. Method: It is based on a qualitative study conducted through interviews with 21 nurses from eight municipalities in the State of São Paulo. A phenomenological approach was used in data analysis. Results: It was found that nurses' understanding of acceptance, at certain points in time, comes close to the principles and guidelines of the Unified Health System (SUS). Conclusions: Nursing professionals manifest difficulties with the structure, organization and management of health services and express actions and beliefs related to the traditional model of care. The various stakeholders need to join forces if acceptance is to be achieved.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Acolhimento
Enfermeiros
-Brasil
Sistemas de Saúde
Pesquisa Qualitativa
Enfermeiras e Enfermeiros
Limites: Humanos
Responsável: CO243.1 - Biblioteca Octavio Arizmendi Posada


  2 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-962060
Autor: Giraldo-Osorio, Alexandra; Vélez-Álvarez, Consuelo; Ponzo, Jacqueline; Pasarín, Isabel; Berra, Silvina.
Título: Proceso colaborativo internacional para la adaptación al contexto colombiano de los cuestionarios PCAT para usuarios / International collaborative process for adaptation of PCAT questionnaires to the Colombian context
Fonte: Rev. salud pública;19(5):704-710, sep.-oct. 2017. tab.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo Obtener versiones de los cuestionarios Primary Care Assessment Tools Child Edition y Adult Edition (PCAT-CE y PCAT-AE) para evaluar las funciones de la atención primaria con equivalencia a las versiones originales y adecuación al contexto colombiano. Métodos Proceso de adaptación transcultural modificado a partir de las versiones adaptadas y validadas en español en Argentina, Uruguay y España, en consenso con la Colaboración Iberoamericana IA-PCAT. Resultados Dieciocho de 99 ítems del PCAT-CE y 31 de 112 del PCAT-AE fueron adecuados para Colombia según las versiones iberoamericanas; 76 y 73, respectivamente, requirieron cambios lingüísticos mínimos; 2 y 4 ítems, cambios mayores; 1 y 4 ítems fueron eliminados. Las entrevistas confirmaron la comprensión y permitieron mejoras. Conclusiones Se obtuvieron versiones adaptadas al sistema de salud colombiano. La metodología empleada capitalizó los resultados de otros países y puede contribuir al logro de mayor equivalencia entre instrumentos de diferentes países.(AU)

ABSTRACT Objective To obtain versions adapted to the Colombian context of the Primary Care Assessment Tools Child Edition and Adult Edition questionnaires (PCAT-CE and PCAT-AE, respectively) to assess the functions of primary care with equivalence to their original versions. Methods Transcultural adaptation process based on the adapted versions in Spanish validated in Argentina, Uruguay and Spain, in agreement with the Ibero-American Collaboration IA-PCAT. Results Eighteen out of 99 PCAT-CE items and 31 out of 112 PCAT-AE items were suitable for Colombia according to the Latin American versions. Of them, 76 and 73, respectively, required minimal idiomatic changes, 2 and 4 required major changes, and 1 and 4 items were removed. Interviews confirmed understanding and allowed improvements. Conclusions Versions tailored to the Colombian health system were obtained. The methodology used capitalized on the results of other countries and can contribute to achieving greater equivalence between instruments from different countries.(AU)
Descritores: Atenção Primária à Saúde/métodos
Avaliação em Saúde/métodos
Sistemas de Saúde
-Coleta de Dados/instrumentação
Colômbia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1116508
Autor: Perú. Congreso de la República.
Título: Decreto Legislativo que fortalece los alcances de la Telesalud / Legislative Decree that strengthens the scope of Telehealth.
Fonte: Lima; Perú. Congreso de la República; 20200500. 3 p.
Idioma: es.
Resumo: El documento contiene los alcances para el fortalecimiento de la capacidad de respuesta de nuestro servicio de Telesalud del sistema de salud.
Descritores: Sistemas de Saúde
Telemedicina
Decreto Legislativo
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  4 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-979270
Autor: Asociación Latinoamericana de Medicina Social.
Título: Declaración de ALAMES frente al intento de absorber la APS en la, muy cuestionada, Cobertura Universal de Salud (UHC) / Statement by ALAMES regarding the attempt to absorb PHC in the highly questioned Universal Health Coverage (UHC)
Fonte: Saúde debate;42(spe1):431-433, Jul.-Set. 2018.
Idioma: es.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Sistemas de Saúde
Cobertura Universal de Saúde
Declaração de Alma-Ata/políticas
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-979288
Autor: Barreto, Ivana Cristina de Holanda Cunha; Pessoa, Vanira Matos; Sousa, Maria de Fátima Antero de; Nuto, Sharmenia de Araújo Soares; Freitas, Roberto Wagner Junior Freire de; Ribeiro, Kelen Gomes; Vieira-Meyer, Anya Pimental Gomes Fernandes; Andrade, Luiz Odorico Monteiro de.
Título: Complexidade e potencialidade do trabalho dos agentes comunitários de saúde no Brasil contemporâneo / Complexity and potentiality of the community health workers' labor in contemporary Brazil
Fonte: Saúde debate;42(spe1):114-129, Jul.-Set. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO O objetivo deste artigo foi analisar o escopo de práticas dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) relacionando-o à situação social e de saúde, bem como os elementos facilitadores e os limitantes. Trata-se de um estudo transversal de abordagem mista, e estratégia explanatória sequencial, realizado em quatro municípios do Ceará. No estudo quantitativo, a amostra de 160 ACS foi aleatória com instrumento estruturado. No qualitativo, realizou-se seis grupos focais e entrevistas. Prevaleceram, na amostra, mulheres (139; 86,9%), casadas (111; 69,4%), com renda familiar maior ou igual a 2 salários mínimos (102; 63,7%), nível técnico incompleto (68; 42,5%), da zona urbana (114; 71,3%), atuando como ACS há menos de 10 anos (93; 58,2%). As principais atividades foram visitação domiciliar de grupos prioritários e cadastramento de famílias. Evidenciou-se a complexidade do trabalho, que inclui ações de promoção e vigilância à saúde como pré-natal, imunizações, hipertensão, diabetes, cuidado com idosos, entre outros. Como limitantes das práticas, identificaram-se: deficiência da formação técnica, suporte reduzido no trabalho e violência. Como potencializadores: educação permanente e gestão participativa. O escopo de práticas dos ACS é complexo e abrangente, incluindo a articulação de políticas públicas no território, o que se constitui em uma potencialidade para promoção da saúde de comunidades vulneráveis.(AU)

ABSTRACT The aim of this article was to analyze the Community Health Worker' (CHW) scope of practices, relating it to the social and health situation faced, as well as with facilitating and limiting elements of their practice. This is a cross-sectional study utilizing a mixed approach, including sequential explanatory strategy, carried out in four municipalities of Ceará. In the quantitative study, the sample of 160 CHW was randomized, and a structured instrument was used to collect data. In the qualitative study, six focal groups and interviews were carried out. We mainly found women (139; 86.9%), married (111; 69.4%), with a family income greater than or equal to 2 minumm wages (102; 63.7%), incomplete professional trainning (68; 42.5 %), from the urban area (114, 71.3%), acting as CHW for less than 10 years (93, 58.2%). The main activities were home visitation of priority groups and families registration. The complexity of the work was evidenced, which includes actions of health promotion and surveillance, such as prenatal care, immunizations, hypertension, diabetes, care for the elderly, among others. As limitations of their practices, we identified: deficiency of technical/professional training, reduced work support, and violence. As facilitators, we observed: permanent education and participatory management practices. The scope of CHW practices is complex and broad, including the articulation of public policies in the territory, which constitutes a potential for health promotion of vulnerable communities.(AU)
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Sistemas de Saúde/organização & administração
Agentes Comunitários de Saúde/tendências
Estratégia Saúde da Família
-Brasil
Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais/instrumentação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1051337
Autor: Velloso, Isabela Silva Cancio; Pereira, Márcia dos Santos; Salas, Anna Santos; Araújo, Meiriele Tavares.
Título: Desafios da enfermagem na promoção de práticas de equidade em saúde: um diálogo entre a enfermagem no Brasil e no Canadá / Nursing challenges to enact health equity in practice: a Brazilian-Canadian nursing dialogue / Retos de enfermería en la promoción de prácticas de equidad en salud: diálogo entre enfermería de Brasil y Canadá
Fonte: REME rev. min. enferm;24:e-1282, fev.2020.
Idioma: pt.
Resumo: No presente artigo desenvolvemos um diálogo reflexivo acerca da equidade na saúde, traçando um paralelo entre os desafios próprios da prática de Enfermagem com equidade no Brasil e no Canadá. O conceito de equidade em saúde implica o reconhecimento das injustiças sofridas por alguns grupos populacionais, considerando-se que a distribuição de bens e serviços aos indivíduos abarca o reconhecimento de suas diferenças e necessidades distintas. O princípio da equidade em saúde se estabelece no âmbito das próprias condições de saúde e do acesso e utilização dos serviços com base em um parâmetro de distribuição heterogênea desses serviços. Os principais responsáveis pelas diferenças nas condições de saúde de distintos grupos populacionais são fatores sociais que podem ser alterados ou controlados por políticas públicas, ou seja, as iniquidades em saúde devem ser compreendidas como as diferenças desnecessárias e evitáveis. No que se refere às práticas de Enfermagem, em uma perspectiva sociológica, elas devem ser entendidas como práticas sociais que devem possibilitar a autonomia e o exercício da cidadania das pessoas, cabendo questionar sé é possível atuar como profissionais de saúde na perspectiva da equidade. Nesse contexto, entendemos que a proposição de práticas de equidade em saúde, na perspectiva da Enfermagem, pressupõe a superação de complexos desafios que podem ser analisados a partir de cinco dimensões: assistência, gestão, formação/educação permanente, engajamento político e pesquisa.(AU)

In this paper we develop a reflective dialogue about health equity, drawing a parallel between selected challenges to enact equity in nursing practice in Brazil and Canada. The concept of health equity implies the recognition of injustices suffered by some population groups, considering that a distribution of goods and services to individuals requires recognition of their differences and distinct needs. The principle of health equity emerges in light of inequalities in health and access to health care services. Living and social conditions are critical factors in the development of health inequities that affect population groups. These factors are modifiable and controllable by public policies. Health inequities are considered unnecessary, unjust, and avoidable differences in the health status of populations. Nursing practices can be understood as social practices that seek to enable people to enact their autonomy and citizenship. A proposal for health equity practices, from the perspective of nursing, requires that we tackle complex challenges that can be analyzed from the perspective of five domains: clinical practice, nursing education, research, administration and political engagement.(AU)

En este artículo llevamos a cabo un diálogo reflexivo sobre la equidad en salud, trazando un paralelo entre los retos propios de la práctica de enfermería con equidad en Brasil y Canadá. El concepto de equidad en salud implica el reconocimiento de las injusticias sufridas por algunos grupos de población, considerando que la distribución de bienes y servicios a individuos incluye el reconocimiento de sus diferencias y necesidades distintas. El principio de equidad en salud se establece dentro del alcance de las condiciones de salud y del acceso y uso de los servicios en función de un parámetro de distribución heterogénea de estos servicios. Los principales responsables de las diferencias en las condiciones de salud de los diferentes grupos de población son los factores sociales que pueden ser alterados o controlados por las políticas públicas, es decir, las inequidades en salud deben entenderse como diferencias innecesarias y evitables. Con respecto a las prácticas de enfermería, desde una perspectiva sociológica, deben entenderse como prácticas sociales que deberían permitir la autonomía de las personas y el ejercicio de la ciudadanía, y vale la pena preguntarse si es posible actuar como profesionales de la salud desde la perspectiva de la equidad. En este contexto, entendemos que la propuesta de prácticas de equidad en salud, desde la perspectiva de la enfermería, presupone superar retos complejos que se pueden analizar desde cinco dimensiones: asistencia, gestión, capacitación / educación permanente, compromiso político e investigación. (AU)
Descritores: Prática Profissional
Sistemas de Saúde
Equidade em Saúde
Política de Saúde
-Assistência à Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  7 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1119867
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Guia de contratação de serviços e aquisição de soluções em tecnologia da informação para a gestão estadual do SUS / Guide to contracting services and acquiring information technology solutions for SUS state management.
Fonte: Brasília; CONASS; 2020. 157 p. (CONASS documenta, 33).
Idioma: pt.
Resumo: Diante da necessidade de informações atualizadas e disponíveis para o planejamento e monitoramento das ações, bem como da troca de informações clínicas entre os diversos pontos de atenção com vistas à continuidade do cuidado, torna-se cada vez mais importante a informatização dos diversos serviços de saúde. Multiplicam-se assim as demandas não só para a contratação e aquisição de equipamentos, adequação da infraestrutura e conectividade, como também para o desenvolvimento de sistemas, aplicativos e outras soluções na área de tecnologia da informação para a gestão estadual. A estruturação da gestão da Tecnologia da Informação vem se mostrando um grande desafio nas Secretarias Estaduais de Saúde (SES), situação que vem sendo evidenciada nos debates realizados nas reuniões da Câmara Técnica de Informação e Informática em Saúde do Conass. O Conselho Nacional de Secretários de Saúde publica este "Guia de Contratação de Serviços e Aquisição de Soluções em Tecnologia da Informação para a Gestão Estadual do SUS", no sentido de apoiar as equipes das SES, disponibilizando informações, esclarecendo normas e processos e orientando quanto à organização necessária para a gestão da área nas SES. Buscou-se, na organização deste manual, apresentar os temas de forma prática, apresentando os problemas e pontos a serem observados com maior cuidado nos processos de aquisição e contratação de soluções na área de Tecnologia da Informação em uma secretaria de saúde. Nesse sentido, foi fundamental contar com a contribuição e consultoria de André Luís de Almeida em sua elaboração. A experiência e as lições apreendidas por André, que, por muitos, anos coordenou a área na Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, estão presentes em todos os capítulos deste livro.
Descritores: Sistema Único de Saúde/organização & administração
Sistemas de Saúde/organização & administração
Gestão em Saúde
Tecnologia Biomédica/normas
Administração das Tecnologias da Informação
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1119866
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Aprimoramento da gestão de segurança do paciente no plano estadual de saúde (PES) 2020-2023 / Improvement of patient safety management in the state health plan (PES) 2020-2023.
Fonte: Brasília; CONASS; 2020. 145 p. (CONASS documenta, 34).
Idioma: pt.
Resumo: O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), em sua missão de produção, difusão do conhecimento e incentivo à troca de experiências, apresenta esta publicação de forma didática, da teoria à prática, com intuito de promover o fortalecimento da segurança do paciente no Sistema Único de Saúde (SUS). Este caderno da Coleção Conass Documenta ­ Aprimoramento da Gestão da Segurança do Paciente no Plano Estadual de Saúde (PES) 2020-2023 ­ tem o objetivo de atualizar informações, incrementar o debate e potencializar a cooperação entre as Secretarias Estaduais de Saúde (SES), interessados e estudiosos do tema, dando ênfase à possibilidade de alcance de iniciativas sustentáveis dessa temática no SUS. Os debates que envolvem o assunto anunciam uma das preocupações globais na área da saúde pública ao revelar um dos mais importantes componentes da prestação de cuidados, capaz de potencializar o bem-estar e a qualidade de vida do paciente. Merece especial atenção o fato de que o Conass reconhece a importância da discussão do tema, dada a valiosa representação das SES, na Câmara Técnica de Qualidade no Cuidado e Segurança do Paciente (CTQCSP).A atuação da CTQCSP é o corpo e a inspiração para as narrativas que apresentam argumentos densos sobre o fortalecimento da segurança do paciente e a qualidade no cuidado na Rede de Atenção à Saúde (RAS) do SUS, em diferentes territórios estaduais. Sob tais premissas, esta publicação apresenta conceitos teóricos e ferramentas práticas para o desenvolvimento de diretrizes, objetivos e metas relativos à inserção no PES 2020-2023 e ações correspondentes à qualificação do cuidado e da segurança do paciente, promovendo resultados que fortalecem o SUS. Agradecemos a todos os colaboradores desta publicação que, além dos seus compromissos rotineiros, dedicaram seu tempo ao registro da Qualificação do Cuidado e da Segurança do Paciente nas SES, compartilhando-os generosamente.
Descritores: Sistema Único de Saúde/organização & administração
Sistemas de Saúde/organização & administração
Assistência Integral à Saúde/organização & administração
Gestão em Saúde
Segurança do Paciente/normas
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 3113 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-661231
Autor: Afonso, Vivianne Weil; Ribeiro, Luiz Cláudio; Bertocchi, Fernanda Martins; Diniz, André Luiz Lima; Passos, Carolina Sertã; Paula, Elaine Amaral de.
Título: Conhecimentos, atitudes e práticas acerca de exames ginecológicos preventivos por trabalhadoras do terceiro setor / Knowledge, attitudes and practices of preventive gynecological examinations of workers from third sector
Fonte: HU rev;37(4):431-439, dez. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: Os rastreamentos do câncer de mama e de colo de útero são feitos através de exames clínicos, laboratoriais e de imagem. Entretanto, o acesso a esses exames depende de fatores relacionados ao sistema de saúde, capacitação dos profissionais de saúde e iniciativa das mulheres para comparecer ao serviço de saúde. O presente estudo teve como objetivo levantar os conhecimentos, atitudes e práticas referentes aos exames ginecológicos em trabalhadoras de um instituto de organização social pública não-estatal. Para tal, foi realizada uma pesquisa descritiva, transversal, de campo com 34 funcionárias. Concluiu-se com o estudo que, o exame clínico das mamas foi o menos conhecido entre as participantes da pesquisa e que apenas 57% das entrevistadas, foram submetidas ao exame referido pelo profissional durante a consulta ginecológica. Assim, sugerem-se estudos mais aprofundados sobre as razões pelas quais os profissionais de saúde - médicos e enfermeiros - não avaliarem as mamas das mulheres que comparecem à consulta ginecológica, o que pode acarretar em prejuízos à saúde da mulher.
Descritores: Neoplasias da Mama
Neoplasias do Colo do Útero
-Mulheres Trabalhadoras
Neoplasias da Mama/prevenção & controle
Sistemas de Saúde
Neoplasias do Colo do Útero/prevenção & controle
Colo do Útero
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Saúde da Mulher
Pessoal de Saúde
Enfermeiros
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  10 / 3113 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1117306
Autor: Oliveira, Daniel Vicentini de; Loyola, Walter Aquiles Sepúlveda; Freire, Gabriel Lucas Morais; Maciel, Renata Pires Tricanico; Kerber, Vera Lúcia; Nascimento Júnior, José Roberto Andrade do.
Título: Actividad física, salud y funcionalidad entre adultos mayores según la localidad geográfica / Atividade física, saúde e funcionalidade entre idosos de acordo com a localização geográfica / Physical activity, health and functionality among the elderly according to geographic location
Fonte: Rev. bras. ativ. fís. saúde;24:1-8, out. 2019. tab.
Idioma: es.
Resumo: Este estudio transversal rcomparó las diferencias sociodemográficas, auto percepción de salud, nivel de actividad física y la funcionalidad de los adultos mayores adscritos a centros de atención pública de diferentes sectores geográficos de una ciudad brasileira. Estudio epidemiológico con 654 adultos mayores (69,42 ± 7,51 años), de ambos los sexos, de la comuna de Maringá, Brasil. Los sujetos fueron reclutados de cuatro diferentes regiones. Fue evaluado el perfil sociodemográfico, nivel educacional, auto percepción de salud, nivel de actividad física y la funcionalidad. Los ancianos entre 60 - 69 y 70 - 79 años tenían tres veces más probabilidades de vivir en las regiones sur y oeste. Las personas mayores con educación superior tienen más probabilidades de vivir en el este y oeste. Las personas mayores con mala percepción de salud y que informaron tomar más de dos medicamentos tenían más del 50,0% de probabilidades de vivir en la región oriental. La prevalencia del uso de más de dos medicamentos es mayor en el sector oeste (51,0%) y sur (52,0%). Los adultos mayores del sector norte realizan menos tiempo de actividad física moreda y vigorosa (p = 0.001), y los adultos mayores de la región sur presentan menor tiempo sentado (p = 0.001). Los adultos mayores de la región norte presentaban mejor funcionalidad (p = 0.001). Existen diferencias entre los factores sociodemográfi-cos, condición de salud, nivel de actividad física, funcionalidad y participación social entre los adultos mayores que viven en diferentes barrios de una comuna que deben ser consideradas al momento de crear estrategias de salud pública

Este estudo teve como objetivo comparar as diferenças sociodemográficas, percepção de saúde, nível de atividade física e funcionalidade de idosos alocados em centros públicos de atenção em saúde, em diferentes setores geográficos de uma cidade brasileira. Estudo epidemiológico, transversal, com 654 idosos (69,42 ± 7,51 anos de idade), de ambos os sexos, da cidade de Maringá, Brasil. Os indivíduos foram recrutados em quatro regiões diferentes. Foram avaliados o perfil sociodemográfico, escolaridade, autopercepção de saúde, nível de atividade física e funcionalidade Os idosos entre 60-69 e 70-79 anos tiveram três vezes mais chances de morarem nas regiões sul e oeste. Os idosos com ensino superior têm maior probabilidade de morarem no leste e oeste. As pessoas idosas com baixa percepção de saúde que relataram tomar mais de dois medicamentos tiveram mais de 50,0% de chance de morarem na região leste. A prevalência do uso de mais de duas drogas é maior no setor ocidental (51,0%) e no setor sul (52,0 %). Os idosos no setor norte têm menos tempo para atividade física vigorosa e mais vigorosa (p = 0,001), e os idosos na região sul têm menos tempo sentado (p = 0,001). Existem diferenças entre fatores sociodemográficos, condição de saúde, nível de atividade física, funcionalidade e participação social entre idosos residentes em diferentes bairros de uma comunidade que devem ser considerados na criação de estratégias de saúde pública nos diferentes setores
Descritores: População
Sistemas de Saúde
Envelhecimento
Demografia
Atividade Motora
Responsável: BR12.1 - Biblioteca Setorial da Ciências da Saúde



página 1 de 312 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde