Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1.001.012.043 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 248 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 25 ir para página                         

  1 / 248 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1054566
Autor: Ocké-Reis, Carlos Octávio; Sampaio Fiuza, Eduardo Pedral; Herig Coimbra, Pedro Henrique.
Título: Inflação dos planos de saúde - 2000-2018.
Fonte: Brasília; IPEA; 2019. 20 p. graf. (Nota Técnica / IPEA. Disoc, 54).
Idioma: pt.
Resumo: Esta Nota Técnica tem por objetivo examinar a evolução dos preços dos planos de saúde no período compreendido entre 2000 e 2018. Constatou-se que a taxa de inflação acumulada dos planos foi superior à taxa de inflação da economia e da saúde. Isso explica, em parte, o fato de a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) ter aprovado recentemente a nova metodologia de cálculo do reajuste dos planos individuais e familiares em dezembro de 2018.
Descritores: Inflação
Planos de Pré-Pagamento em Saúde
Saúde Suplementar
Setor de Assistência à Saúde
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
339.07; 339.07; BR1541.1


  2 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1283033
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Salud de las Personas. Oficina General de Estadística e Informática. Oficina de Estadística. Centro Nacional de Salud Intercultural (CENSI). Dirección Ejecutiva de Medicina Alternativa y Complementaria.
Título: Manual de registro y codificación de actividades en la atención en la consulta externa. Sistema de información HIS: Centro Nacional de Salud Intercultural (CENSI). Dirección Ejecutiva de Medicina Alternativa y Complementaria / Manual recording and coding of activities in outpatient care. HIS information system: National Center for Intercultural Health (CENSI). Executive Director of Alternative and Complementary Medicine.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Salud de las Personas. Oficina General de Estadística e Informática. Oficina de Estadística. Centro Nacional de Salud Intercultural (CENSI). Dirección Ejecutiva de Medicina Alternativa y Complementaria; Ene. 2016. 33 p. ilus. (Serie de Manuales HIS, 5).
Idioma: es.
Resumo: El presente manual difunde y homogeniza los criterios en la recopilación y codificación de diagnósticos CIE 10. Asimismo, describe la metodología de registro estadístico sanitario en la atención de salud intercultural y de la medicina alternativa y complementaria, el cual se convierte en un sistema de información necesaria para la toma de decisiones en la solución de los problemas sanitarios en el marco del sistema de coordinación
Descritores: Terapias Complementares
Sistema de Registros
Classificação Internacional de Doenças
Saúde Suplementar
Tecnologia Culturalmente Apropriada
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  3 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1281931
Autor: Basso, Joeli Fernanda; Souza, Sabrina da Silva de; Laurindo, Dione Lúcia Prim; Cunha, Ana Cláudia da; Suplici, Samara Eliane Rabelo; Zamprogna, Kathery Maris.
Título: Proporção de parto normal no sistema único de saúde e na saúde suplementar / Proporción de nacimientos normales en el Sistema Único De Salud Y En Salud Suplementaria / Proportion of normal birth in the unified health system and in supplementary health
Fonte: J. nurs. health;11(1):2111119256, jan. 2021.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: avaliar o desempenho do indicador Proporção de parto normal no Sistema Único de Saúde e na Saúde Suplementar, no Estado de Santa Catarina e suas correlações estatísticas com os demais indicadores de pactuação interfederativa 2017-2021. Método: estudo ecológico em que foram calculadas médias e desvios-padrão e coeficiente de correlação de postos de Spearman. Utilizou-se a técnica de análise espacial, com 295 municípios do Estado de Santa Catarina nos anos de 2017 e 2018. Resultados: a Proporção de parto normal no Sistema Único de Saúde e na Saúde Suplementar, em Santa Catarina, nos anos estudados, esteve correlacionado com Casos novos de Sífilis Congênita e sem significância estatística com a Cobertura populacional de equipes de Atenção Básica, a Taxa de mortalidade infantil e Número de óbitos maternos. Conclusão: o estudo avaliou que o indicador cobertura de atenção básica impacta positivamente em melhores resultados na proporção de parto normal.(AU)

Objective: to evaluate the performance of the Proportion of normal childbirth indicator in the Unified Health System and in Supplementary Health, in the State of Santa Catarina and its statistical correlations with the other indicators of the 2017-2021 inter-federative agreement. Method: ecological study that averages and standard deviations and Spearman rank correlation were calculated. The spatial analysis technique was used, with 295 municipalities in the State of Santa Catarina in the years 2017 and 2018. Results: the proportion of normal birth, in the Unified Health System and in Supplementary Health, in Santa Catarina, in the years studied, was correlated with new cases of congenital syphilis and without statistical significance with the population coverage of primary care teams, the infant mortality rate and the number of maternal deaths. Conclusion: the study evaluated that the primary care coverage indicator positively impacts in better results in the proportion of normal birth.(AU)

Objetivo: evaluar el desempeño del indicador Proporción de partos normales en el Sistema Único de Salud y en Salud Complementaria, en el Estado de Santa Catarina y sus correlaciones estadísticas con los demás indicadores del convenio inter-federativo 2017-2021. Método: estudio ecológico en que se calcularon los promedios y desviaciones estándar y correlación de rangos de Spearman. Se utilizó la técnica de análisis espacial, con 295 municipios del Estado de Santa Catarina en los años 2017 y 2018. Resultados: la proporción de partos normales, en Santa Catarina, en los años estudiados, fue correlacionado con nuevos casos de sífilis congénita y sin significación estadística con la cobertura poblacional de los equipos de atención primaria, la tasa de mortalidad infantil y el número de defunciones maternas. Conclusión: el estudio evaluado de que el indicador de cobertura de atención primaria impacta positivamente en mejores resultados en la proporción de partos normales.(AU)
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Indicadores Sociais
Saúde Suplementar
Parto Normal
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1060.1 - Biblioteca do Campus Porto


  4 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Caetano, Joao Carlos
Texto completo
Id: lil-519691
Autor: Pietrobon, Louise; Prado, Martha Lenise do; Caetano, João Carlos.
Título: Saúde suplementar no Brasil: o papel da Agência Nacional de Saúde Suplementar na regulação do setor / Suplemental health in Brazil: the role of the National Agency of Suplemental Health in the sector's regulation
Fonte: Physis (Rio J.);18(4):767-783, 2008. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo procurou contextualizar a saúde suplementar no Brasil, bem como a estruturação e a regulação do setor, utilizando uma análise da literatura e uma visão crítica sobre o assunto. A construção de um sistema de saúde suplementar acarretou disputas entre os diferentes setores envolvidos e o avanço ocorreu ao longo de muitos anos, culminando na criação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e sua posterior implementação. À ANS coube promover a defesa do interesse público na assistência suplementar à saúde e regular as operadoras setoriais, inclusive em suas relações com os prestadores de serviço e consumidores, contribuindo para o desenvolvimento das ações de saúde. Com o número de beneficiários ultrapassando os 40 milhões, a ANS é uma realidade e uma necessidade no setor no Brasil. A ANS possui excelentes possibilidades com a criação, verificação e divulgação de indicadores da qualidade da promoção e dos cuidados integrais da saúde, e a busca pela qualificação das operadoras de seguros de saúde impulsiona a regulação. Por outro lado, há uma necessidade premente de que a ANS atue mais diretamente nas relações conturbadas entre as operadoras de planos de saúde, os prestadores de serviços e os beneficiários mediando as tensões e contribuindo ativamente para a melhoria do sistema de saúde como um todo.

This paper aimed to contextualize the Supplemental Health in Brazil, as well as the organization and regulation of this sector, based on literature analysis and on a critical view of the subject. The construction of a supplemental health system took many years and disputes among the several sectors, and the progress came after many years, culminating with the creation of the National Agency of Supplemental Health (ANS) and its later implementation. ANS was in charge of defending the public interest in the supplemental health care and to regulate the sectorial operators, also in their relations with services rendering and consumers, helping develop health actions. Since the number of beneficiaries exceeds 40 million people, the National Agency of Supplemental Health is a reality and a necessity for the Brazilian health sector. ANS's possibilities are excellent with the creation, verification and spreading of quality, promotion and integral health care indicators, and the search for operators' qualification stimulates regulation. On the other hand, it is needed that ANS acts more directly in the confusing relations among health plans operators, services rendering and beneficiaries, mediating tensions and contributing to the improvement of health care system as a whole.
Descritores: Controle Social Formal
Atenção à Saúde
Saúde Suplementar/normas
Instituições Privadas de Saúde
-Sistema Único de Saúde
Brasil
Saúde Suplementar/organização & administração
Sistemas Nacionais de Saúde
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  5 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1118325
Autor: Shimabukuro Ho, Rodrigo; Sebastião, Mariana Mioti; Carvalho, João Paulo Venezian de; Neves, Tomás; Nussbaum, Micha.
Título: Economic evaluation of the SP142 versus 22C3 PD-L1 assays in the treatment of atezolizumab plus nab-paclitaxel for patients with advanced triple negative breast cancer in the Brazilian private healthcare systemp / Avaliação econômica dos testes de PD-L1 SP142 versus 22C3 no tratamento com atezolizumabe mais nab-paclitaxel em pacientes com câncer de mama triplo-negativo avançado no sistema de saúde suplementar no Brasil
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;12(2):149-154, Agosto/2020.
Idioma: en.
Resumo: Objective: The aim of the study was to demonstrate the economic impact of two PD-L1 immunohistochemistry (IHC) assays, SP142 versus 22C3, in the treatment with atezolizumab plus nab-paclitaxel in patients with advanced triple negative breast cancer (aTNBC) in the Brazilian private healthcare system (BPHS). Methods: The study performed two analyses: one per patient and other of the potential population projected for the BPHS (budget impact analysis). Data of progressionfree survival and overall survival were extracted from a post hoc analysis of the IMpassion130 trial to develop a partitioned-survival model to simulate the economic impact of the treatment with atezolizumab plus nab-paclitaxel guided by the SP142 and 22C3 assays on patients with aTNBC. The analyses included only direct costs that were based on CBHPM (Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos) and CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) PF18% tables. A univariate sensitivity analysis was performed with the parameters varying ± 20%. Results: The study has demonstrated that the SP142 assay has the potential to save ­BRL 179,730 with the treatment of atezolizumab plus nab-paclitaxel per patient with aTNBC in five years. Conclusion: The SP142 assay can optimize the use of atezolizumab plus nab-paclitaxel avoiding its prescription in patients who will not have a significant clinical improvement.

Objetivo: O objetivo do estudo foi demonstrar o impacto econômico de dois testes de imuno-histoquímica, SP142 versus 22C3, no tratamento com atezolizumabe + nab-paclitaxel em pacientes com câncer de mama triplo-negativo avançado (CMTNa) no sistema de saúde suplementar (SSS) no Brasil. Métodos: O estudo realizou duas análises: uma por paciente e outra na população potencial projetada para o SSS (análise de impacto no orçamento). Dados de sobrevida livre de progressão e de sobrevida global foram extraídos da análise post hoc do estudo IMpassion130 para o desenvolvimento de um modelo de sobrevida particionado que simulasse o impacto econômico do tratamento com atezolizumabe + nab-paclitaxel direcionado pelos testes SP142 e 22C3 em pacientes com CMTNa. A análise considerou somente os custos diretos baseados nas tabelas CBHPM (Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos) e CMED (Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos) PF18%. Uma análise de sensibilidade univariada foi realizada variando os parâmetros em ± 20%. Resultados: O estudo demonstrou que o teste SP142 apresenta um potencial de economia de -179.730 reais (BRL) no tratamento de atezolizumabe + nab-paclitaxel por paciente com CMTNa em cinco anos. Conclusão: O uso do teste SP142 possibilita otimizar o uso de atezolizumabe + nab-paclitaxel evitando a sua prescrição em pacientes que não irão se beneficiar de forma significativa.
Descritores: Imuno-Histoquímica
Saúde Suplementar
Neoplasias de Mama Triplo Negativas
Responsável: BR600 - DESD - Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento


  6 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1118330
Autor: Pinto, Daniel de Souza.
Título: Compartilhamento de risco na saúde suplementar brasileira / Risk sharing in Brazilian supplementary health
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;12(2):164-169, Agosto/2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Este trabalho discute os recentes impactos do avanço tecnológico no mercado da saúde e a crescente importância do aumento de custos em toda a sua cadeia e investiga uma alternativa para aumentar o acesso a essas novas tecnologias por um maior número de pessoas na saúde suplementar. Nesse contexto, o objetivo geral proposto para este trabalho foi evidenciar as visões de gestores de saúde com papel de destaque no Brasil a respeito do uso de modelos de compartilhamento de risco (risk sharing) em diferentes geografias e em diferentes financiadores no sistema. Pretendeu-se aprofundar o tema com o cumprimento dos seguintes objetivos específicos, também sob a perspectiva dos participantes da pesquisa: verificar a utilização desses modelos de pagamento e, consequentemente, determinar as características e adaptações necessárias a eles; identificar os desafios para a consolidação do risk sharing na saúde suplementar; verificar o impacto do risk sharing nos custos com saúde das operadoras a partir da percepção dos entrevistados. Métodos: Trata-se de estudo qualitativo, com entrevistas em profundidade com os principais gestores e formadores de opinião em saúde de diferentes instituições no Brasil, totalizando 25 entrevistas. A análise de conteúdo foi escolhida como método de interpretação e construção das categorias para a análise. Resultados: Os resultados foram agrupados nas seguintes categorias: as sugestões e adaptações sugeridas para o melhor funcionamento na realidade brasileira; as críticas e desafios aos modelos propostos. Os resultados sugerem que o compartilhamento de risco pode ser uma alternativa capaz de promover uma nova forma de relacionamento entre os pagadores e a indústria fabricante, substituindo o tradicional modelo de remuneração, que limita a relação linear com todos os setores, buscando sempre o objetivo de atender o paciente com novas alternativas de acesso. Conclusões: Em meio à complexidade do sistema de saúde brasileiro, é importante que os players avaliem novas alternativas de remuneração e incorporação tecnológica. Os desafios são inúmeros, desde a efetivação do perfil dos pacientes elegíveis até a aplicabilidade do risk sharing que ocorre a partir do interesse de ambas as partes em trazer novas tecnologias ao sistema, sem impactos orçamentários significativos, desde que seja viável clínica e economicamente, gerando valor em saúde, na efetividade e nos resultados de desfecho em taxa de sobrevida real

Objectives: This paper discusses the recent impacts of technological advancement on the health market, the growing importance of increasing costs throughout its chain, and investigates an alternative to increasing the access of these new technologies to a greater number of people within supplementary health. In this context, the general objective proposed for this work was to highlight the views of health managers with a prominent role in Brazil regarding the use of risk-sharing models in different regions and in different payers in the system. It was intended to deepen the theme with the fulfillment of the following specific objectives, also from the perspective of the research participants: verify the use of these payment models and consequently determine the characteristics and necessary adaptations for them; identify the challenges for the consolidation of risk-sharing in Supplementary Health; to verify the impact of risk-sharing on health costs of operators based on interviewees' perceptions. Methods: This is a qualitative study with in-depth interviews with main health managers and opinion makers from different institutions in Brazil, totaling 25 interviews. Content analysis was chosen as a method of interpretation and construction of categories for analysis. Results: The results were grouped into the following categories: the suggestions and adaptations suggested for the best operation in the Brazilian reality; criticisms and challenges to the proposed models. The results suggest that risk-sharing may be an alternative capable of promoting a new form of relationship between payers and the manufacturing industry, replacing the traditional remuneration model, which limits the linear relationship with all sectors, always seeking the objective of assisting the patient with new access alternatives. Conclusions: Amid the complexity of the Brazilian health system, it is important for players to evaluate new alternatives for remuneration and technological incorporation. The challenges are innumerable from the realization of the profile of eligible patients and the applicability of risk-sharing that occurs from the interest of both parties in bringing new technologies to the system, without significant budgetary impacts, as long as it is clinically and economically viable, generating health value, effectiveness, and outcomes in survival rates in real world evidences
Descritores: Planos de Pré-Pagamento em Saúde
Indústria Farmacêutica
Saúde Suplementar
Acesso a Medicamentos Essenciais e Tecnologias em Saúde
Seguro Saúde
Responsável: BR600 - DESD - Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento


  7 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1118027
Autor: Guedes, Ricardo Augusto Paletta; Pepe, Camila; Teich, Vanessa; Gravina, Daniela Marcelo; Guedes, Vanessa Maria Paletta; Chaoubah, Alfredo.
Título: Custo-efetividade do uso do dispositivo de by-pass trabecular (iStent® Trabecular MicroBypass) associado a cirurgia de catarata para o tratamento conjunto do glaucoma primário de ângulo aberto e da catarata sob a perspectiva do Sistema de Saúde Suplementar no Brasil / Cost-effectiveness of using the trabecular by-pass device (iStent® Trabecular Micro-Bypass) combined with cataract surgery for the treatment of primary open-angle glaucoma and cataract from the Supplementary Health System perspective in Brazil
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;12(2):109-120, Agosto/2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar se a incorporação do implante trabecular iStent® Trabecular Micro-Bypass é custo- -efetiva para o tratamento do glaucoma primário de ângulo aberto (GPAA) em pacientes que serão submetidos a cirurgia de catarata sob a perspectiva do Sistema de Saúde Suplementar no Brasil. Métodos: Foi elaborado um modelo analítico de Markov, cujos custos foram obtidos a partir da perspectiva da saúde suplementar brasileira (custos médicos diretos). A efetividade foi medida em "anos de vida livres de progressão (PFLY)". O horizonte temporal foi a expectativa de vida média da população brasileira. Os dados foram obtidos por meio da revisão e da análise crítica da literatura. O caso base foi: portadores de GPAA e catarata submetidos a cirurgia de catarata isolada e manutenção do uso de colírios antiglaucomatosos. Testou-se se a incorporação do iStent® Trabecular Micro-Bypass nesse cenário seria custo-efetiva. A medida de desfecho foi a razão de custo-efetividade incremental (RCEI: R$/PFLY). Realizou-se análise de sensibilidade univariada e probabilística para testar a robustez do modelo. Resultados: A incorporação do iStent® Trabecular Micro-Bypass gera um aumento dos custos inicialmente, mas melhora o controle da doença, tornando o glaucoma estável por mais tempo e diminuindo os custos futuros relacionados à progressão da doença. A RCEI foi de R$ 5.491,99/PFLY. O modelo mostrou-se robusto nas análises de sensibilidade. Conclusão: Esta análise sugere que a incorporação do implante iStent® Trabecular Micro-Bypass combinado com a cirurgia de catarata seria custo-efetiva para o tratamento conjunto da catarata e do GPAA no cenário da saúde suplementar no Brasil.

Objective: To evaluate whether the incorporation of the iStent® Trabecular Micro-Bypass implant is cost-effective for the treatment of primary open-angle glaucoma (POAG) in patients undergoing cataract surgery from the perspective of the supplementary healthcare system in Brazil. Methods: An analytical Markov model was developed and costs were obtained from the Brazilian supplementary health perspective (direct medical costs). Effectiveness was measured in "progression free life years (PFLY)". The time horizon was the average life expectancy of the Brazilian population. Data were obtained through review and critical analysis of the literature. The base case was: glaucomatous patients with cataract who underwent isolated cataract surgery and continued use of antiglaucomatous eye drops. We tested whether incorporating iStent® Trabecular Micro-Bypass in this scenario would be cost effective. The outcome measure was the incremental cost-effectiveness ratio (ICER: R$/PFLY). We performed univariate and probabilistic sensitivity analyses to test the robustness of the model. Results: Incorporating the iStent® Trabecular Micro-Bypass increases initial costs but improves disease control, making glaucoma stable longer and reducing future costs due to disease progression. The ICER was R$ 5,491.99/PFLY. The model was robust in sensitivity analyses. Conclusion: This analysis suggests that the incorporation of the iStent® Trabecular Micro-Bypass combined with cataract surgery would be cost-effective for joint cataract and POAG treatment in the supplementary health setting in Brazil.
Descritores: Cirurgia Geral
Catarata
Glaucoma de Ângulo Aberto
Análise Custo-Benefício
Saúde Suplementar
Responsável: BR600 - DESD - Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento


  8 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141360
Autor: Ramos, Natalia Bergamelli; Martins, Johnny Wallef Leite; Cruz, Ana Tereza de Souza; Ushikusa, Thais Emy; Asano, Enzo; Pereira, Ana Carolina Padula Ribeiro; Fernandes, Roberta Arinelli.
Título: Custo-efetividade e limiar de custo para o uso do sistema intrauterino liberador de levonorgestrel para o tratamento do sangramento uterino anormal sob a perspectiva do Sistema de Saúde Suplementar no Brasil / Cost-effectiveness and cost threshold for the use of levonorgestrel-releasing intrauterine system for treatment of heavy menstrual bleeding from the Supplementary Health System perspective in Brazil
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;12(3):264-272, Dezembro/2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Definir um limiar de custo para o sistema intrauterino liberador de levonorgestrel 52 mg (SIU-LNG 52 mg) para o tratamento do sangramento uterino anormal (SUA) sob a perspectiva do Sistema de Saúde Suplementar brasileiro. Métodos: Foi elaborado um modelo de custo-efetividade para definir o limiar de custo de inserção de SIU-LNG 52 mg em mulheres com SUA em comparação à histerectomia. Um modelo de Markov foi estruturado com ciclos anuais para reproduzir o tratamento do SUA em um e cinco anos, considerando custos médicos diretos e o percentual de histerectomias evitadas como desfecho. O custo da histerectomia foi variado até o valor de 10.000 reais brasileiros (BRL) com incrementos de 500 BRL a cada nova simulação para avaliar o limiar de custo do SIU-LNG 52 mg para igualar o custo total de tratamento de ambas as estratégias analisadas. Resultados: O SIU-LNG 52 mg demonstrou ser uma opção de tratamento dominante quando comparada à histerectomia, levando à redução da frequência de realização do procedimento cirúrgico em 59,62% das mulheres e redução de 2.557,91 BRL no custo total de tratamento em cinco anos. Ao considerar a histerectomia a 6.000 BRL, o custo do procedimento com SIU-LNG 52 mg poderia ser de até 6.150,35 BRL e 3.994,60 BRL para igualar o custo total de tratamento, em horizontes temporais de um e cinco anos, respectivamente. Conclusão: SIU-LNG 52 mg demonstrou ser uma opção dominante para o manejo do SUA, sendo capaz de atrelar economia para o sistema de saúde a benefícios para a mulher perante a cirurgia.

Objective: To define a cost threshold for the use of levonorgestrel-releasing intrauterine system 52 mg (LNG-IUS 52 mg) for the treatment of heavy menstrual bleeding (HMB) in the Brazilian Supplementary Health System perspective. Methods: A cost-effectiveness model was built to define the cost threshold for insertion of LNG-IUS 52 mg considering women with diagnosis of HMB as the target population and hysterectomy as the comparator. A Markov model was structured with annual cycles to reproduce HMB treatment in 1 and 5 years, considering direct medical costs and the percentage of avoided hysterectomies as the outcome. Hysterectomy cost was varied up to 10,000 Brazilian real (BRL) with increments of 500 BRL at each new simulation to define LNG-IUS 52 mg cost threshold, to provide equal total treatment costs for both strategies. Results: LNG-IUS 52 mg proved to be a cost-saving option when compared to hysterectomy, leading to a reduction in the frequency of the surgical procedure by 59.62% and a total treatment cost reduction of 2,557.91 BRL in 5 years. When considering hysterectomy at 6,000 BRL, the cost of the procedure with LNG-IUS 52 mg could be up to 6,150.35 BRL and 3,994.60 BRL to provide equal total treatment cost in 1 and 5 years time horizon, respectively. Conclusion: LNG-IUS 52 mg has proven to be a cost-saving option for the health system in the management of HMB, in addition to the known benefits for women against surgery.
Descritores: Levanogestrel
Custos e Análise de Custo
Saúde Suplementar
Dispositivos Intrauterinos
Menorragia
Responsável: BR600 - DESD - Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento


  9 / 248 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141354
Autor: Reis Neto, João Paulo dos; Busch, Juliana Martinho; Araujo, Rafael Rodrigo; Barbosa, Aline; Chagas, Kelem; Teich, Vanessa; Boiron, Luis.
Título: Perfil de hospitalizações potencialmente relacionadas à influenza: dados de uma autogestão do Sistema de Saúde Suplementar do Brasil / Hospitalizations potentially attributable to Influenza: data from the Brazilian Private Healthcare System Perspective
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;12(3):255-263, Dezembro/2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliar, com dados de mundo real, hospitalizações por influenza e potencialmente relacionadas à influenza e seus custos associados em uma autogestão do Sistema de Saúde Suplementar do Brasil. Métodos: Estudo retrospectivo na base de dados de uma autogestão, de setembro/2016 a agosto/2019, para avaliar o perfil de hospitalizações por três grupos de doença: influenza/pneumonia, outras doenças respiratórias e doenças cardiovasculares. Foram extraídos números absolutos de hospitalizações para cada grupo, assim como taxas de hospitalização, de re-hospitalização, custos totais e custo médio por paciente. Resultados: Foram registradas 1.047 hospitalizações por influenza/pneumonia, 148 por outras doenças respiratórias e 1.773 por doenças cardiovasculares. A maior taxa de hospitalização ocorreu para doenças cardiovasculares, seguida por influenza/pneumonia. Foram gastos R$ 54,5 milhões, R$ 32,4 milhões e R$ 4,1 milhões com hospitalizações relacionadas a doenças cardiovasculares, influenza/pneumonia e outras doenças respiratórias, respectivamente. O maior custo médio por hospitalização, por paciente, foi observado para influenza/pneumonia (R$ 30.952), seguido por doenças cardiovasculares (R$ 30.740) e outras doenças respiratórias (R$ 27.661). Houve um maior número de hospitalizações no grupo com 65 anos ou mais, assim como maiores custos, representando 81,6% a 92,0% do custo total de hospitalizações para todas as faixas etárias. Conclusões: Influenza e doenças potencialmente relacionadas a ela, que incluem doenças respiratórias e cardiovasculares, são responsáveis por impactos clínicos e econômicos relevantes, com maiores custos associados às faixas etárias mais altas. Intervenções para minimizar o impacto da influenza, como vacinação, são de extrema relevância para a redução dos custos associados e devem ser consideradas pelos gestores.

Objective: To evaluate, through real-world data, hospitalizations attributed to influenza or potentially attributed to influenza and their costs in a health insurance from the Brazilian Private Healthcare System. Methods: Retrospective study conducted between September 2016 and August 2019 in a health insurance database to assess the hospitalization profile for three disease groups: influenza/pneumonia, other respiratory diseases and cardiovascular diseases. Absolute numbers of hospitalizations for each group were extracted, as well as hospitalization rate, rehospitalization rate, total costs and average cost per patient. Results: There were 1,047 hospitalizations for influenza/ pneumonia, 148 for other respiratory diseases and 1,773 for cardiovascular diseases. Higher hospitalization rates occurred for cardiovascular disease, followed by influenza/pneumonia. R$ 54.5 million, R$ 32.4 million, and R$ 4.1 million were spent on hospitalizations attributed to cardiovascular disease, influenza/pneumonia and other respiratory diseases, respectively. The highest average cost per hospitalization, per patient, was observed for influenza/pneumonia (R$ 30,952), followed by cardiovascular disease (R$ 30,740) and other respiratory diseases (R$ 27,661). A higher number of hospitalizations at older ages was observed, as well as higher costs, representing 81.6% to 92.0% of the total hospitalization costs for all age groups. Conclusions: Influenza and diseases potentially attributed to influenza, including respiratory and cardiovascular diseases, are responsible for relevant clinical and economic impacts. Higher hospitalization costs were associated with older age groups. Interventions to minimize the impact of influenza such as vaccination are very relevant to promote a cost reduction and should be considered by health managers.
Descritores: Doenças Respiratórias
Doenças Cardiovasculares
Custos e Análise de Custo
Saúde Suplementar
Influenza Humana
Hospitalização
Responsável: BR600 - DESD - Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento


  10 / 248 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1141311
Autor: Carvalho, André Vicente Esteves de; Duarte, Gleison Vieira; Ianhez, Mayra; Silva, Bruno Leonardo; Biella, Carla de Agostino; Santos, Rafael Freitas dos.
Título: Cost-effectiveness of moderate-to-severe psoriasis biologic treatments in Brazilian private healthcare system: cost-per-responder results derived from a network metanalysis / Custo-efetividade do tratamento biológico para psoríase moderada a grave no sistema brasileiro de saúde suplementar: resultados de custo por resposta obtidos por meio de uma metanálise em rede
Fonte: J. bras. econ. saúde (Impr.) = Braz. j. health econ.;12(3):231-240, Dezembro/2020.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To assess the cost-per-responder (CpR) of biologic therapies available in Brazil to treat moderate-to-severe plaque psoriasis (PsO) from the private healthcare system's perspective. Methods: Number needed to treat (NNT) and (CpR) analyses were performed to evaluate biologic therapies' cost-effectiveness for moderate-to-severe PsO available in Brazil. The effectiveness of biologic treatments for moderate-to-severe PsO was assessed based on a previously published metanalysis, which included studies considering PsO patients and outcomes of interest (PASI 75, 90, and 100). The clinical efficacy data in terms of estimated NNT based on the network metanalysis (NMA) results were combined with drug treatment costs to determine the CpR for each treatment arm in 3-time horizons: the primary response period, 1-year, and 2-years. Results: Risankizumab was the most cost-effective option when NMA base case scenario data was used to calculate NNT in all PASI response for both the primary response period and 1- and 2-years follow-up durations. Differences in CpR between risankizumab and other biologic drugs increased with more significant PASI improvements. CpR sensitivity analysis also confirmed these findings, indicating that risankizumab has a better performance for PASI 100, and both risankizumab and guselkumab are very similar in terms of cost per additional PASI 75 and PASI 90 responder. Conclusions: Risankizumab was estimated to have a lower cost per PASI 75, 90, and 100 responders in most simulated scenarios (primary response period [12-16 weeks], 1-year and 2-years), among the evaluated biologic therapies.

Objetivo: Avaliar o custo por respondedor (CpR) das terapias biológicas disponíveis no Brasil para tratamento da psoríase em placas (PsO) moderada a grave, na perspectiva do sistema brasileiro de saúde suplementar. Métodos: Foram realizadas análises de número necessário para tratar (NNT) e CpR para avaliar o custo-efetividade das terapias biológicas para PsO moderada a grave disponíveis no Brasil. A eficácia foi avaliada por meio de dados de uma metanálise em rede (NMA), que incluiu estudos considerando pacientes com PsO moderada a grave e os desfechos de interesse (PASI 75, 90 e 100). Dados de eficácia em termos de NNT foram combinados com custos do tratamento medicamentoso para determinar o CpR para cada braço de tratamento em três horizontes temporais: período de resposta primária, 1 ano e 2 anos. Resultados: Risanquizumabe foi mais econômico quando utilizados os dados do caso-base para calcular o NNT, considerando todos os escores PASI para o período de resposta primária e em 1 e 2 anos. As diferenças no CpR entre o risanquizumabe e os outros medicamentos biológicos aumentaram com maiores ganhos de PASI. O CpR calculado pela análise de sensibilidade confirmou esses achados, indicando que risanquizumabe tem um melhor desempenho para PASI 100, e risanquizumabe e guselcumabe são muito semelhantes em termos de CpR por PASI 75 e PASI 90 adicionais. Conclusões: Risanquizumabe apresentou um custo mais baixo por respondedor PASI 75, 90 e 100 na maioria dos cenários analisados (período de resposta primária [12-16 semanas], 1 ano e 2 anos), entre as terapias biológicas avaliadas.
Descritores: Psoríase
Produtos Biológicos
Custos e Análise de Custo
Saúde Suplementar
Responsável: BR600 - DESD - Departamento de Economia da Saúde, Investimentos e Desenvolvimento



página 1 de 25 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde