Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP2.006.047 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2870 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 287 ir para página                         

  1 / 2870 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lunardi, Valéria Lerch
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-735576
Autor: Hammerschmidt, Karina Silveira de Almeida; Santos, Silvana Sidney Costa; Erdmann, Alacoque Lorenzini; Caldas, Célia Pereira; Lunardi, Valéria Lerch.
Título: Complexidade do cuidado de enfermagem ao idoso: reflexões sobre a abordagem ecossistêmica da saúde / Complexity of nursing care of the elderly people: reflections on the health of the ecosystem approach / Complejidad de los cuidados de enfermería de los ancianos: reflexiones sobre la salud de los ecosistemas del enfoque
Fonte: Ciênc. cuid. saúde;12(1):191-196, jan.-mar. 2013.
Idioma: en; pt.
Resumo: Esse ensaio teve por objetivo refletir sobre a complexidade do cuidado de enfermagem ao idoso valorizando a abordagem ecossistêmica da saúde. A complexidade do cuidado ao idoso com perspectiva ecossistêmica é suportada por princípios epistemológicos e compreendida como processo de construção do cuidado, no qual se retomam, em diferentes momentos e de maneira interativa e recursiva, os seres humanos, os instrumentos e o ambiente, visando melhor compreender a dinâmica processual e as mudanças. Alude relação interativa, dinâmica, aberta e recursiva, caracterizada pela construção de estratégias de ação, adaptáveis às mudanças e que desenvolvidas durante o cuidado estão expostas ao imprevisto e ao inesperado, requerendo pluralidade de ações. Esta nova abordagem do cuidado de enfermagem ao idoso carece do reconhecimento do contexto, da diversidade ética e cultural, das influências do meio, além das características individuais e personalizadas de cada enfermeiro/idoso, na maneira como as competências humanas e o cuidado evoluem, em diferentes espaços do cotidiano.

This trial aimed to reflect on the complexity of nursing care to the elderly valuing ecosystem health approach. The complexity of the elderly care with ecosystemic perspective is supported by epistemological and understood as a process of construction of care, in which they reflect, in different times and interactively and recursively, humans, tools and environment in order to better understand dynamics and procedural changes. Alludes interactive relationship, dynamic, open and recursive, characterized by the construction of action strategies, adaptive to changes and that developed during care are exposed to the unexpected and the unexpected, requiring a plurality of actions. This new approach to nursing care of the elderly lacks recognition of the context of ethnic and cultural diversity, the environmental influences, besides the characteristics of each individual and personalized nurse/elderly, in the way the human skills and care evolve in different spaces of everyday life.

Este ensayo tiene por objetivo reflexionar sobre la complejidad de los cuidados de enfermería a los ancianos enfoque de la valoración de la salud del ecosistema. La complejidad del cuidado de los ancianos con la perspectiva ecosistémica con el apoyo de epistemológica y entendida como un proceso de construcción de la atención, en el que se reflejan, en diferentes momentos y de forma interactiva y recursivamente, los seres humanos, las herramientas y el medio ambiente con el fin de comprender mejor la dinámica y cambios de procedimiento. Alude relación interactiva, dinámica, abierta y recurrente, que se caracteriza por la construcción de estrategias de acción, de adaptación a los cambios y que se desarrolló durante la atención están expuestos a lo inesperado y lo inesperado, lo que requiere una pluralidad de acciones. Este nuevo enfoque a la atención de enfermería al anciano carece de reconocimiento del contexto de la diversidad étnica y cultural, las influencias ambientales, además de las características de cada enfermera individual y personalizada/ancianos, en la forma en que las capacidades humanas y el cuidado evolucionar en diferentes espacios de la vida cotidiana.
Descritores: Pensamento
Saúde do Idoso
Enfermagem
Cuidados de Enfermagem
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  2 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-726850
Autor: Tavares, Darlene Mara dos Santos; Bolina, Alisson Fernandes; Dias, Flavia Aparecida; Ferreira, Pollyana Cristina dos Santos; Haas, Vanderlei José.
Título: Calidad de vida de los ancianos. Comparación entre las áreas urbana y rural / Qualidade de vida de idosos. Comparação entre as áreas urbana e rural / Quality of life of elderly. Comparison between urban and rural areas
Fonte: Invest. educ. enferm;32(3):401-413, Sept.-Dec. 2014. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objetivo. Comparar los puntajes de dos instrumentos que evalúan la calidad de vida en ancianos de las áreas urbana y rural. Metodología. Estudio de corte transversal en el que participaron 2 142 ancianos de zona urbana y otros 850 de zona rural del municipio de Uberaba (Mato Grosso, Brasil). Se utilizaron los instrumentos: Olders Americans Resoucers and Services, World Health Organization Quality of Life – BREF (WHOQOL-BREF) y World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (WHOQOL-OLD). Resultados. Se presentó un predominio de mujeres en el área urbana y de hombres en la rural. Fue común en las dos áreas: el estado civil casado, la escolaridad de 4 a 8 años, y la renta individual mensual de un salario mínimo. En el área urbana, los ancianos residían con sus hijos, y en la rural con el cónyuge. En la evaluación de la calidad de vida, los ancianos de esta última presentaron puntajes significativamente superiores a los del área urbana en los dominios físico, psicológico y de relaciones sociales en el WHOQOL-BREF; y en autonomía, actividades pasadas, presentes y futuras, participación social e intimidad del WHOQOL-OLD. Para este último instrumento, los ancianos del área urbana tuvieron mayores puntajes que los del área rural en los dominios funcionamiento de los sentidos y de muerte y morir. Conclusión. Los ancianos del área urbana presentaron una mayor afectación de la calidad de vida que los residentes en el área rural. Los enfermeros que laboran en atención primaria deben direccionar las estrategias de salud de acuerdo con las especificidades de las áreas urbana y rural...

Objective. Comparing the scores of quality of life according to place of residence (urban and rural areas). Methods. A cross-sectional study involving 2142 elderly in urban area and other 850 in rural area of the municipality of Uberaba (Minas Gerais, Brazil). Instruments used: Olders Americans Resources and Services, World Health Organization Quality of Life - BREF (WHOQOL-BREF) and World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (WHOQOL-OLD). Results. We found that in urban area predominated women and men in rural areas. It was common in two areas: 60Ⱶ70 years old, married marital status, schooling of 4 to 8 years of study and the income of a minimum wage. The elderly residing in the urban area with their children and in rural areas did so with the spouse. In the evaluation of the quality of life, rural elders presented scores significantly higher than the urban area in the domains of physical, psychological, and social relations in the WHOQOL-BREF; and in the facets of autonomy, past, present and future activities, social participation and intimacy of the WHOQOL-OLD. For the latter instrument facets sensory ability and of death and dying the elderly's urban area had higher scores than the rural area. Conclusion. The elders of the urban area showed a greater involvement of the quality of life than the residents in the rural area. Nurses who work in primary care should address health strategies according to the specific needs of the urban and rural areas...

Objetivo. Comparar as pontuações de dois instrumentos que avaliam a qualidade de vida em anciãos das áreas urbana e rural. Metodologia. Estudo de corte transversal no que participaram 2 142 anciãos de zona urbana e outros 850 de zona rural do município de Uberaba (Mato Grosso, Brasil). Foram utilizados os instrumentos: Olders Americans Resoucers and Services, World Health Organization Quality of Life – BREF (WHOQOL-BREF) e World Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (WHOQOL-OLD). Resultados. Encontrou-se que predominaram as mulheres na área urbana e os homens na rural. Foi comum nas duas áreas: a idade de 60-70 anos, o estado civil casado, a escolaridade de 4 a 8 anos de estudo e a renda individual mensal de um salário mínimo. Os anciãos residiam na área urbana com seus filhos e na rural o faziam com o cônjuge. Na avaliação da qualidade de vida, os anciãos da área rural apresentaram pontuações significativamente superiores às da área urbana nos domínios físico, psicológico e de relações sociais no WHOQOL-BREF; e em autonomia, atividades passadas, presentes e futuras, participação social e intimidade do WHOQOL-OLD. Para este último instrumento os domínios funcionamento dos sentidos e de morte e morrer os anciãos da área urbana tiveram maiores pontuações do que os da área rural. Conclusão. Os anciãos da área urbana apresentaram uma maior afetação da qualidade de vida do que os residentes na área rural. Os enfermeiros que laboram em atendimento primário devem direcionar as estratégias de saúde de acordo com as especificidades das áreas urbana e rural...
Descritores: Qualidade de Vida
Saúde da População Rural
Saúde da População Urbana
Saúde do Idoso
Limites: Humanos
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  3 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Menezes, Maria do Rosário de
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-735645
Autor: Menezes, Maria do Rosário de; Alves, Manuela Bastos; Souza, Andréa dos Santos; Silva, Valdenir Almeida da; Silva, Eduardo Nunes da; Oliveira, Cíntia Maria Souza.
Título: Comportamento agressivo na relação entre idoso e cuidador familiar em doenças demenciais / Aggressive behavior in the relationship between old and the family caregiver in dementias / Comportamiento agresivo en la relación entre un mayor y el cuidador familiar em demencias
Fonte: Ciênc. cuid. saúde;12(4):744-751, out.-dez. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo tem como objetivo analisar o comportamento agressivo ocorrido na relação entre idoso e cuidador familiar, registrado por meio de denúncia, em delegacias de Salvador-BA. Os dados foram coletados através de levantamento em boletins de ocorrências e de entrevistas semi-estruturadas realizadas nos domicílios dos cuidadores, vítimas de agressão dos idosos cuidados. Foram analisados mediante a técnica de análise de conteúdo, a partir da qual emergiram as seguintes categorias: percebendo a mudança de comportamento do idoso cuidado; buscando uma explicação para o comportamento agressivo do idoso cuidado; relatando a agressão sofrida; e vivenciando a expectativa de uma solução para a agressão sofrida. Concluiu-se que tanto as agressões verbais como as físicas foram de natureza não intencional. O cuidador mostrou-se despreparado para sua prática, necessitando de apoio formal. Nesse sentido, é importante estruturar uma Rede de Atenção à Saúde da Pessoa Idosa, com sistema de referência para os idosos com diagnóstico de demência.

This study aims to analyze the aggressive behavior occurred in the relationship between elderly and family caregivers registered through complaint in police stations in Salvador, Bahia. Data were collected through survey data in reports and occurrences of semi-structured interviews in the homes of caregivers, victims of assault of elderly care, and were analyzed by the technique of content analysis, emerging the following categories: realizing the change of behavior of elderly care, seeking an explanation for the aggressive behavior of elderly care, reporting the assault, experiencing the expectation of a solution to the aggression. It was concluded that both the verbal and / or physical in nature were unintentional. The caretaker showed up unprepared for their practice, lacking formal support. In this sense it is important to structure a network of Health Care of the Elderly with reference system for the elderly with dementia.

Este estudio tiene como objetivo analizar el comportamiento agresivo ocurrido en la relación entre un anciano y el cuidador familiar, registrado por medio de denuncias en comisarías de Salvador-BA. Los datos fueron recolectados a través de análisis de atestados policiales y de entrevistas semiestructuradas realizadas en los domicilios de los cuidadores, víctimas de agresión de los ancianos cuidados; y se analizaron por la técnica de análisis de contenido, emergiendo así las siguientes categorías: Percibiendo el cambio de comportamiento del anciano cuidado; Buscando una explicación para el comportamiento agresivo del anciano cuidado; Relatando la agresión sufrida; y Viviendo la expectativa de una solución para la agresión sufrida. Se concluyó que tanto las agresiones verbales como las físicas fueron de naturaleza no intencional. El cuidador no se mostró preparado para su práctica, requiriendo apoyo formal. En este sentido, es importante estructurar una Red de Atención a la Salud de la Personas Anciana, con sistema de referencia para los ancianos con diagnóstico de demencia.
Descritores: Saúde do Idoso
Cuidadores
Violência Doméstica
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  4 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1177823
Autor: Sousa, Fabianne de Jesus Dias de; Oliveira, Catarina Resende de; Pinto, Anabela Mota; Rodrigues, Victor; Gonçalves, Lucia Hisako Takase; Gamba, Mônica Antar.
Título: Qualidade de vida de idosos brasileiros e portugueses: uma análise comparativa / Análisis comparativo de la calidad de vida de los adultos mayores de Brasil y Portugal / Quality of Life in Older Adults in Brazil and Portugal: A Comparative Analysis
Fonte: rev. cuid. (Bucaramanga. 2010);12(1):e1230, nov. 13, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A longevidade tornou-se uma das maiores conquistas da segunda metade do século XX. Objetivo: Comparar a qualidade de vida de idosos brasileiros e portugueses usuários da atenção primária à saúde. Materiais e Métodos: Estudo quantitativo, transversal e comparativo, aplicado a amostra probabilística englobando 294 idosos acompanhados pela Saúde da Família divididos em dois grupos: 130 idosos em Benevides/Brasil, e 164 em Coimbra/Portugal, no período de 2015-2017. A caracterização sociodemográfica e avaliação da qualidade de vida foram obtidos pelo instrumento World Health Organization Questionnaire of Quality of Life (WHOQOL-bref), consta de 26 questões divididas em quatro domínios: físico, psicológico, relações sociais e meio ambiente. Aplicado o Teste U de Mann-Whitney para análise estatística comparativa. Resultados: Nos grupos verificou-se predomínio do sexo feminino, casados, aposentados e com baixo grau de escolaridade (1 a 4 anos). A média da distribuição etária foi 70 anos para brasileiros e 76 anos para portugueses; na comparação da qualidade de vida, os idosos brasileiros obtiveram os melhores escores no domínio psicológico (79,1) enquanto portugueses tiveram melhor escore no domínio meio ambiente (65,6). Em Benevides o escore mais baixo foi o domínio meio ambiente (56,3) e, em Coimbra, o domínio com escore mais baixo foi o físico (60,7). Discussão: A qualidade de vida no envelhecimento é importante preditor para a preservação da autonomia do idoso. Conclusões: Estes resultados ampliam a concepção da importância da atenção integral no processo de envelhecimento com vista a proporcionar melhor qualidade de vida contribuindo para satisfazer as necessidades especificas da população idosa.

Introduction: Longevity is one of the greatest achievements in the last half of the 20th century. Objective: To compare the quality of life in older adults in Brazil and Portugal receiving primary health care. Materials and Methods: A comparative cross-sectional quantitative study was conducted with a probability sample of 294 older adults, who had been assisted with the Family Health strategy, being divided into two groups: 130 older adults living in Benevides, Brazil and 164 in Coimbra, Portugal during 2015 and 2017. The sociodemographic characterization and the quality of life assessment were determined through the WHO Quality of Life-BREF (WHOQOL-BREF), which consists of 26 questions assessing four domains: physical health, psychological health, social relationships and environment. The Mann-Whitney U test was applied for comparative statistical analysis. Results: There was a prevalence of married, retired women with a lower level of education (1 to 4 years) in the groups. The average age was 70 years in Brazil and 76 years in Portugal. In terms of quality of life, Brazilian older adults got better scores in the psychological health domain (79.1%) while Portuguese older adults scored best in the environmental domain (65.6%). The lowest scores were found in the environmental domain in Benevides (56.3%) and in the physical health domain in Coimbra (60.7%). Discussion: Quality of life in aging is a major predictor for the preservation of autonomy in older adults. Conclusion: These results help to broaden the importance of comprehensive care in the aging process to provide a better quality of life, which contributes to meeting the specific needs of older population.

Introducción: La longevidad se ha convertido en uno los mayores logros de la segunda mitad del siglo XX. Objetivo: Comparar la calidad de vida de los adultos mayores de Brasil y Portugal que reciben atención primaria de salud. Materiales y métodos: Se realizó un estudio cuantitativo transversal comparativo con una muestra probabilística de 294 adultos mayores que fueron acompañados por la estrategia de Salud Familiar y divididos en dos grupos: 130 adultos mayores ubicados en Benevides, Brasil y 164 en Coímbra, Portugal durante 2015 y 2017. La caracterización sociodemográfica y la evaluación de la calidad de vida se obtuvieron mediante el Cuestionario de Calidad de Vida de la Organización Mundial de la Salud (WHOQOL-BREF), que consta de 26 preguntas divididas en cuatro áreas: salud física, salud psicológica, relaciones sociales y ambiente. Se aplicó la prueba U de Mann-Whitney para el análisis estadístico comparativo. Resultados: En los grupos se observó el predominio de las mujeres casadas, jubiladas y con baja escolaridad (entre 1 y 4 años). La edad media fue de 70 años en Brasil y 76 años en Portugal. En cuanto a la calidad de vida, los adultos mayores brasileños obtuvieron mejores puntuaciones en el área de salud psicológica (79.1%) mientras que los adultos mayores portugueses tuvieron la mejor puntuación en el área ambiental (65.6%). Las puntuaciones más bajas se presentaron en el área ambiental en Benevides (56.3%) y en la salud física (60.7%) en Coímbra. Discusión: La calidad de vida en el proceso de envejecimiento es un importante predictor para la preservación de la autonomía de los adultos mayores. Conclusiones: Estos resultados amplían la concepción de la importancia de la atención integral en el proceso de envejecimiento para brindar una mejor calidad de vida, lo que contribuye a satisfacer las necesidades específicas de la población de edad avanzada.
Descritores: Qualidade de Vida
Comparação Transcultural
Saúde do Idoso
Envelhecimento Saudável
Limites: Humanos
Adulto
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO646.1 - Biblioteca


  5 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-999475
Autor: García B, Carlos E.
Título: Algunas estrategias de prevención para mantener la autonomía y funcionalidad del adulto mayor / Autonomy and functional status in the elderly: some prevention strategies
Fonte: Rev. Méd. Clín. Condes;21(5):831-837, sept. 2010. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: La meta de la geriatría es mantener la autonomía y funcionalidad de los adultos mayores a pesar del cúmulo de daño adquirido con anterioridad. En este artículo, se enfatiza la necesidad de un programa de vacunación que incluya las vacunas antineumococica, anti herpes zoster, tétano y difteria. La pesquisa del cáncer cérvico uterino, de mama y colo rectal. Un IMC entre 25 kg/m2 y 30 kg/m2 en mayores de 75 años produce la menor mortalidad cardio vascular y general. Los factores más importantes en la ocurrencia de caídas son: disminución de la fuerza muscular, dificultad en la marcha y uso de medicamentos. Se enfatiza la necesidad de evaluar la conducción segura de automóviles. Analizamos, los efectos deletéreos del déficit de vitamina D, presente en la mayoría de los adultos mayores, en el riesgo de caer, sistema inmune, mortalidad general y enfermedades neurodegenerativas

The goal of geriatric medicine is to maintain autonomy and functionality in elderly people, in spite of damage accumulated earlier in life. In this review we emphasize the importance of vaccination programs for elderly people, including vaccines such as anti pneumococcal, anti herpes zoster, tetanus y diphtheria and also, the need of programs of early diagnosis of cervical cancer, breast cancer and colorectal cancer. Research shows that a Body Mass Index between >25 kg/m2 and 30 kg/m2 in persons over 75 years of age, reduces cardiovascular deaths and deaths in general. Research also demonstrates that diminishing of muscular strength, difficulty to walk, plus the use of medications are the most important factors to be taken into account in preventing falls. It is very important to periodically evaluate safe car driving. Vitamin D deficit increases incidence of falls, immune system alterations, neurodegenerative illness and mortality
Descritores: Medicina Preventiva
Saúde do Idoso
Geriatria
-Deficiência de Vitamina D/prevenção & controle
Acidentes por Quedas/prevenção & controle
Neoplasias da Mama/prevenção & controle
Neoplasias Colorretais/prevenção & controle
Neoplasias do Colo do Útero/prevenção & controle
Imunização
Autonomia Pessoal
Influenza Humana/prevenção & controle
Geriatria
Herpes Zoster/prevenção & controle
Obesidade/prevenção & controle
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  6 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1100120
Autor: Araújo, Ludgleydson Fernandes de.
Título: Aspectos psicossociais da velhice LGBT / Psychosocial aspects of LGBT old age
Fonte: Psicol. Estud. (Online);21(2):359-361, abr.-jun. 2016.
Idioma: en; pt.
Descritores: Idoso/psicologia
Sistemas de Apoio Psicossocial
Minorias Sexuais e de Gênero/psicologia
-Envelhecimento
Saúde do Idoso
Pessoas Transgênero/psicologia
Promoção da Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  7 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1177596
Autor: Ermel, Regina Célia.
Título: Qualidade de vida da pessoa idosa: comparação Brasil - Portugal / Life quality of elderly people: comparison Brazil - Portugal.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. 194 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo - USP para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Avaliar a qualidade de vida vem assumindo importância cada vez mais relevante nos últimos anos, particularmente no que diz respeito a sua mensuração, quer individual quer coletivamente. Quando constatamos que a população idosa no mundo está aumentando significativamente, assim como as políticas públicas internacionais construídas para atender às necessidades de saúde dessa população, fica evidente a importância de se realizarem estudos sobre a saúde e a qualidade de vida dos idosos, que envolvam diferentes países e, mais ainda, do ponto de vista deles próprios. Nesse contexto, esta investigação teve como objetivo avaliar e comparar a qualidade de vida dos idosos brasileiros e portugueses. Trata-se de um estudo quantitativo, exploratório, descritivo, comparativo e com delineamento transversal, em dois diferentes cenários: o município de Marília (Brasil) e o município do Porto (Portugal). Foram sujeitos deste estudo 349 idosos brasileiros e 100 idosos portugueses, usuários do serviço público de atenção básica, com autonomia física e psicológica e com idade igual ou superior a 60 anos. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas, com os instrumentos de qualidade de vida denominados WHOQOL-BREF e WHOQOL-OLD da Organização Mundial da Saúde. A qualidade de vida geral, medida pelo WHOQOL-BREF, mostrou-nos que o escore médio dos idosos do Brasil foi 63,32 e dos idosos de Portugal foi 51,13. As médias dos escores melhor avaliados por domínios e por ordem crescente, no Brasil e em Portugal, respectivamente, foram: Brasil: meio ambiente (56,30), físico (63,46), psicológico (66,07) e relações sociais (66,52). Portugal: físico (47,71), psicológico (57,13), meio ambiente (60,03) e relações sociais (61,17).A qualidade de vida dos idosos brasileiros também foi avaliada por meio do instrumento WHOQOL-OLD e os escores avaliativos por faceta, em ordem crescente foram: autonomia (58,66), participação social (59,68), atividades passadas, presentes e futuras (64,40), intimidade (67,51), funcionamento dos sentidos (73,81) e morte e morrer (75,37). Os idosos, tanto no Brasil quanto em Portugal, avaliaram positivamente a qualidade de vida em todos os domínios e facetas do WHOQOL e as variáveis que mais contribuíram para esta avaliação positiva foram relações pessoais, apoio que recebem dos amigos, ambiente físico onde moram, cuidados de saúde que recebem e o meio de transporte que utilizam. Concluímos que, comparativamente, a qualidade de vida foi mais bem avaliada pelos idosos do Brasil do que pelos idosos de Portugal. Tendo em vista que o WHOQOL é um instrumento cuja avaliação é feita segundo a percepção do participante sobre sua posição na vida, no contexto da cultura e sistemas de valores nos quais vive, ou seja, a partir da sua subjetividade, o fator subjetivo presente nesta avaliação, exige que se considerem os fatores sociais, culturais e econômicos que caracterizam cada população e consequentemente influenciam a percepção sobre a qualidade de vida. Desse modo, as diferenças sociais e demográficas encontradas nesse estudo, entre os idosos do Brasil e Portugal, podem ajudar a compreender as diferentes avaliações de qualidade de vida. Entende-se que o intercâmbio de conhecimento e de práticas de saúde, desenvolvido em diferentes países e voltado para os idosos, pode contribuir para a melhoria da qualidade de vida dessa população específica.

Assessing the quality of life is becoming an increasingly relevant topic in recent years, particularly with regard to its measurement, both individually and collectively. When it was verified that the elderly population in the world is increasing significantly as well as international public policies built to meet the health needs of this population, it became evident the importance of further studies on the health and life quality of the elderly, involving different countries and, more, from their own standpoint. In this context, this investigation aimed to evaluate and compare the quality of life of Brazilian and Portuguese elderly people. This is a quantitative, exploratory, descriptive, comparative and cross-sectional study, in two different scenarios: the city of Marília (Brazil) and the city of Porto (Portugal). Study participants were 349 Brazilian elderly people and 100 Portuguese elderly people, users of basic public service, with physical and psychological autonomy and aged 60 or over 60. Data collection was conducted through interviews, with tools of life quality named WHOQOL-BREF and WHOQOL-OLD from the World Health Organization. The quality of general life, measured by WHOQIL-BREF, showed that the average score of elderly people in Brazil was 63.32 and in Portugal it was 51.13. The average of the best evaluated scores, by fields and in an ascending order, in Brazil and in Portugal was, respectively: Brazil: environment (56.30), physical (63.46), psychological (66.07) and social relations (66.52). Portugal: physical (47.71), psychological (57.13), environment (60.03), and social relations (61.17).Life quality of elderly Brazilian people was also assessed using WHOQOL-OLD and the evaluative scores for facet, in ascending order were: autonomy (58.66), social participation (59.68), past, present and future activities (64.40), intimacy (67.51), functioning of senses (73.81) and death and dying (75.37). The elderly, both in Brazil and in Portugal, evaluated positively the life quality in all areas and facets of WHOQOL and the variables that contributed most to this positive assessment were personal relations, support from friends, physical environment where they live, health care they receive, and means of transportation they use. It was concluded that, in comparison, life quality was better assessed by the elderly in Brazil than by the elderly in Portugal. Considering that WHOQOL is a tool whose evaluation is done according to participants perception on their position in life, on the context of culture, and on the lived value systems, that is, from its subjectivity, the subjective factor present in this evaluation requires consideration of social, cultural and economic factors that characterize each population and consequently influence the perception of life quality. Thus, the social and demographic differences found in this study, between the elderly in Brazil and in Portugal, can help to understand the different assessments of life quality. It is understood that the exchange of knowledge and health practices, developed in different countries and aimed at the elderly, can contribute to improving quality of life in this specific population.
Descritores: Qualidade de Vida
Saúde Pública
Saúde do Idoso
Limites: Humanos
Idoso
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1


  8 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-876228
Autor: Zoraski, Helena; Fiametti, Marilene; Santos, Ramison dos; Gregoletto, Maria Luisa de Oliveira; Cremonese, Cleber.
Título: Síndrome metabólica em idosos de Nova Roma do Sul, RS: prevalência e fatores associados / Metabolic syndrome in elderly from Nova Roma do Sul, RS: prevalence and associated factors
Fonte: ABCS health sci;42(3):147-155, 11 dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: INTRODUÇÃO: Síndrome metabólica (SM) é um transtorno complexo caracterizado por um conjunto de alterações fisiopatológicas simultâneas, como alteração no perfil glicêmico, lipídico, nos níveis pressóricos e obesidade central. OBJETIVO: Identificar a prevalência de síndrome metabólica em idosos e fatores sociodemográficos, socioeconômicos e comportamentais associados. MÉTODOS: Realizou-se um estudo transversal com 293 idosos, residentes no município de Nova Roma do Sul (RS), Brasil. Dados foram coletados por meio de questionário, medidas antropométricas e exames bioquímicos. Determinou-se a síndrome metabólica segundo a National Cholesterol Education Program/Adult Tratment Panel III. Aplicou-se estatística descritiva e teste do χ2, além da Regressão de Poisson. RESULTADOS: A prevalência geral foi de 37,2%. Na análise ajustada, a baixa escolaridade (RP=1,40; IC95% 1,07­1,82), o excesso de peso (RP=4,36; IC95% 2,47­7,68) e o consumo frequente de doces (RP=0,74; IC95% 0,57­0,97) estiveram associados ao desfecho. CONCLUSÃO: A prevalência de SM apresentou-se elevada, principalmente entre idosos com excesso de peso e com baixa escolaridade. Resultado preocupante, principalmente diante dos agravos que esse distúrbio metabólico pode causar à saúde. Evidencia-se a necessidade de ações, ainda em fase adulta, visando à elaboração de estratégias que atentem integralmente à saúde do idoso.

INTRODUCTION: Metabolic syndrome (MS) is a complex disorder characterized by a set of simultaneous pathophysiological changes, including glycemic levels, lipid profile, pressure levels, and central obesity. OBJECTIVE: To identify the prevalence of MS in an elderly population and to point out sociodemographic, socioeconomic and behavioral factors associated. METHODS: A cross-sectional study was carried out with 293 elderly people living in the city of Nova Roma do Sul (RS), Brazil. Data were collected by questionnaire, anthropometric measurements, and biochemical tests. MS was determined according to the National Cholesterol Education Program/Adult Treatment Panel III. Descriptive statistics, χ2, and Poisson regression tests were applied. RESULTS: The prevalence of MS was 37.2%. In the adjusted analysis, low educational level (PR=1.40; 95%CI 1.07­1.82), overweight (PR=4.36; 95%CI 2.47­7.68), and frequent sugar intake (PR=0.74; 95%CI 0.57­0.97) were shown to be associated with MS. CONCLUSION: The prevalence of MS was high, especially among overweight and low-educated elderly. This is a worrying result, especially because MS diagnosis could be associated with higher risk for health. This is evidence of the need of actions to be taken in adulthood still, and elaboration of strategies that improve the health of the elderly.
Descritores: Saúde do Idoso
Prevalência
Síndrome Metabólica/epidemiologia
-Fatores Socioeconômicos
Comportamentos Relacionados com a Saúde
Demografia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF


  9 / 2870 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1087541
Autor: Cunha, Divany Guedes Pereira da; Almeida, Larissa Nadjara Alves; Wanderley, Renata Maria Mota; Bittencourt, Greicy Kelly Gouveia Dias; Alves, Giorvan Anderson dos Santos; Amaral, Ana Karênina de Freitas J. do; Bezerra, Roberta Gouveia da Silva.
Título: Alimentação e Comunicação: Vídeo para Orientação de Cuidadores de Idosos / Food and Communication: Video for Guiding Elderly Caregivers
Fonte: Rev. bras. ciênc. saúde;24(1):147-158, 2020. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Analisar o conhecimento dos cuidadores formais com relação aos aspectos da alimentação e da comunicação com a pessoa idosa e elaborar um vídeo com orientações para o cuida-dor formal. Metodologia: Pesquisa realizada em instituições de longa permanência para idosos no Município de João Pessoa, Paraíba. Tornaram-se participantes 34 cuidadores de idosos. O instrumento utilizado para coleta de dados foi um questionário construído a partir das explanações da literatura sobre disfagia, linguagem e cognição. Na análise dos dados foi utilizada a es-tatística descritiva por meio da frequência absoluta, percentual e do teste de proporções. Foi elaborado o script do vídeo e as cenas avaliadas por 6 juízes. Todos concordaram com as cenas de forma unânime, sendo então o vídeo considerado confiável. Os juízes realizaram sugestões nas cenas e as mesmas foram analisadas por meio da estatística descritiva. Em seguida, foi realizada a edição do vídeo. Resultados:Os cuidadores não têm conhecimento das dificuldades de fala, audição, cognição do idoso e das estratégias que facilitam essas funções. Tam-bém, não mostram conhecer as dificuldades de alimentação dos idosos, embora realizem estratégias facilitadoras. Como produto final foi elaborado um vídeo de orientação ao profissio-nal cuidador. Conclusão: Ressalta-se a importância do vídeo para orientações com relação a alimentação e a comunicação, propiciando melhora na qualidade de vida da pessoa idosa institucionalizada. (AU)

Objective: To analyze the knowledge of formal caregivers regarding aspects of eating and communication of the elderly and to elaborate a video with guidelines for the formal caregiver. Methodology: Methodological research conducted in long-term care facilities for the elderly in the city of João Pessoa, Paraiba. 34 elderly caregivers became participants. The instrument used for data collection was a questionnaire built from the literature explanations on dysphagia, language and cognition. Data analysis was performed using descriptive statistics through the absolute frequency, percentage and the proportions test. The script of the video was elaborated and the scenes evaluated by 6 judges. Everyone agreed with the scenes unanimously, so the video was considered reliable. The judges made sugges-tions in the scenes and they were analyzed using descriptive statistics. Then, the video was edited. Results: Caregivers are unaware of the difficulties in speech, hearing, and cognition of the elderly and the strategies that facilitate these functions. They also do not show knowledge of the feeding difficulties of the elderly although they perform facilitating strategies. As a final product, a guidance video was prepared for the professional caregiver. Conclusion: We emphasize the importance of the video for guidance regarding food and communication, providing improvement in the quality of life of the institutionalized elderly, (AU)
Descritores: Transtornos de Deglutição/enfermagem
Saúde do Idoso
Gravação de Videoteipe
Cuidadores/educação
Transtornos da Linguagem/enfermagem
-Cognição
Comportamento Alimentar
Manobra de Heimlich
Instituição de Longa Permanência para Idosos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Idoso
Responsável: BR8.1 - Biblioteca Central


  10 / 2870 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1177217
Autor: lira, Daisy anne barbosa de.
Título: Efeito da suplementação com vitamina D sobre adipocinas em idosos obesos com osteoporose / Effects of vitamin D supplementation on adipokines in obese osteoporotic subjects.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2016. 85 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Instituto Nacional de Traumatologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Uma das principais consequências do envelhecimento populacional é o aumento dos índices de osteoporose, que resulta em risco aumentado de fratura, sobretudo as fraturas relacionadas com traumas de pequena intensidade. Similarmente, a obesidade está sendo diagnosticada em um percentual cada vez maior de indivíduos e, atualmente, acredita-se que mais de meio bilhão da população mundial seja obesa. A vitamina D, dentre as suas funções, desempenha um papel central na homeostase do cálcio e do fósforo e tem sua ação reduzida em indivíduos obesos, possivelmente em consequência do seu sequestro no tecido adiposo. O tecido adiposo é um órgão endócrino capaz de produzir e secretar peptídeos bioativos como leptina, fator de necrose tumoral α (TNF-α) e adiponectina que atuam simultaneamente em algumas vias de regulação do metabolismo energético e ósseo. O objetivo do presente estudo foi avaliar a resposta ao tratamento com suplementação de cálcio e vitamina D sobre marcadores sanguíneos do metabolismo ósseo e energético e do estado inflamatório crônico em 21 pacientes obesos e osteoporóticos com hipovitaminose D, em tratamento com bisfosfonatos durante 12 meses. A idade dos pacientes variou entre 63-86 anos e 20/21 eram mulheres em uso de ácido zoledrônico (47,6%) ou alendronato de sódio (52,4%). Durante o período de acompanhamento não houve alteração do estado nutricional dos pacientes, que permaneceram obesos. Após os 12 meses de tratamento os níveis séricos de vitamina D, osteoprotegerina e adiponectina aumentaram significativamente em relação à medida basal. No mesmo período e nas mesmas condições, os níveis séricos de C-telopeptídeo, fosfatase alcalina óssea, leptina e TNF-α apresentaram redução significativa em relação aos níveis basais pré-tratamento. Apesar da suplementação oral, os níveis de vitamina D mesmo tendo aumentado significativamente em relação aos valores pré-tratamento, permaneceram abaixo da faixa de referência de normalidade. O efeito anti-reabsortivo dos bisfosfonatos foi confirmado e, aparentemente, foi independente do estado de obesidade. A maior disponibilidade de reservatórios de gordura e a alta liposolubilidade da vitamina D, favorecendo o seu sequestro neste sítio, provavelmente resultou na redução da sua biodisponibilidade que poderia explicar a manutenção do estado de hipovitaminose D, a despeito da suplementação durante 12 meses com cálcio e vitamina D. Nossos resultados estão de acordo com os relatos da literatura que favorecem a hipótese de que leptina e adiponectina são sensíveis à ação da vitamina D, caracterizada por uma relação direta entre vitamina D e adiponectina e inversa entre vitamina D e leptina. A ação anti-inflamatória da 25(OH)D, avaliada através da redução dos níveis circulantes de TNF-α também pode ser sugerida a partir dos resultados do presente estudo. Estudos clínicos adicionais serão necessários para tentar elucidar os mecanismos sistêmicos, as interações e níveis circulantes ótimos de vitamina D e adipocinas em obesos e o seu papel na saúde humana

One of the main consequences of population aging is the rising in osteoporosis rates, resulting in increased risk of fracture, particularly fragility fractures. Similarly, obesity is being diagnosed in an increasing percentage of individuals, and currently it is believed that more than half a billion of the world population is obese. Vitamin D, among its many functions, plays a central role in the homeostasis of calcium and phosphorus and has an effect reduced in obese individuals possibly in consequence of sequestration in adipose tissue. The adipose tissue is an endocrine organ able to produce and secrete bioactive peptides such as leptin, tumor necrosis factor α (TNF-α) and adiponectin that simultaneously act in some pathways regulating energy and bone metabolism. The aim of this study was to evaluate the response to treatment with calcium and vitamin D supplementation on blood markers of bone and energy metabolism and a marker of chronic inflammatory state in 21 obese and osteoporotic patients with hypovitaminosis D, treated with bisphosphonates for 12 months. The patients' ages ranged from 63-86 years and 20/21 was women taking zoledronic acid (47.6%) or sodium alendronate (52.4%). During the follow-up period there was no change in the nutritional status of patients who remained obese. After 12 months of treatment serum levels of vitamin D, osteoprotegerin and adiponectin increased significantly compared to baseline values. In the same period and under the same conditions, C-telopeptide, serum bone alkaline phosphatase, leptin and TNF-α showed significant reduction compared to baseline levels. Compared to pre-treatment values, oral supplementation with vitamin D increased significantly the circulating levels that, however, remained below the normal reference range. The anti-resorptive effect of bisphosphonates was confirmed and was apparently independent of the state of obesity. The greater availability of fat reservoirs and the high lipid solubility of vitamin D, favoring its sequestration on this site, probably resulted in reduced bioavailability and thus, persistence of the state of hypovitaminosis D, despite the 12 months supplementation with calcium and vitamin D. Our results are in agreement with most reports from the literature that favor the hypothesis that leptin and adiponectin are sensitive to the action of vitamin D, characterized by a direct relationship between adiponectin and vitamin D and a negative relationship between vitamin D and leptin. The anti-inflammatory action of 25 (OH) D, as measured by the reduction in circulating levels of TNF-α, can also be suggested from the results of this study. Additional clinical studies are needed to try to elucidate the systemic mechanisms, interactions and optimal circulating levels of vitamin D and adipokines in obese and their role in human health
Descritores: Osteoporose/tratamento farmacológico
Saúde do Idoso
Elemento de Resposta à Vitamina D/efeitos dos fármacos
Responsável: BR1756.1 - Sergio Eduardo Vianna
BR1756.1; WE 250, L768e



página 1 de 287 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde