Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP2.006.087.087.093 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 283 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 29 ir para página                         

  1 / 283 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1147581
Autor: Troche-Gutiérrez, Ingrid Yolercy; Cerquera-Bonilla, Angie Carolina.
Título: Percepciones sobre Interrupción Voluntaria del Embarazo en estudiantes de pregrado en Enfermería / Perceptions about Voluntary Interruption of Pregnancy in undergraduate Nursing students / Percepções sobre interrupção voluntaria da gravidez em alunos de graduação em enfermagem
Fonte: Rev. cienc. cuidad;18(1):9-19, 2021.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Explorar la construcción de percepciones sobre la Inte-rrupción Voluntaria del Embarazo en estudiantes de pregrado en En-fermería de la Universidad Surcolombiana. Materiales y métodos:Estudio cualitativo, bajo el método de la teoría fundamentada. Se aplicó entrevista semiestructurada a un grupo focal de 10 estudian-tes, se transcribió en procesador de palabras y se codificó con ayuda de Atlas Ti versión 6. Resultados: La actual percepción del estu-diante sobre la Interrupción Voluntaria del Embarazo está permeada no solamente por los conceptos adquiridos sobre el tema durante la formación universitaria, sino también por aquellos adquiridos previamente al pregrado. Sin embargo, la divergencia de opiniones poco fundamentadas derivadas del contexto social, familiar, religio-so y académico influyeron en que el enfermero en formación sienta conflicto interno para sentar postura personal frente al tema, siendo susceptible muchas veces a la influencia de ideas y posturas sobre la Interrupción Voluntaria del Embarazo impartidas vehementemente por algunos docentes. Conclusión: La construcción de percepciones en los estudiantes constituye el resultado de la conjugación del con-texto en el que viven y se desarrollan previo al ingreso universitario y del contexto académico ligado a la formación de pregrado, en don-de los estrechos conocimientos recibidos con diversidad de posturas y de enfoques generan fricción de ideas e influyen negativamente en el desempeño del futuro profesional, caracterizado por inseguridad, incertidumbre y preocupación, profundizando las barreras para que la mujer acceda al libre derecho de la Interrupción Voluntaria del Embarazo.

Objective: To explore the construction of perceptions about Voluntary Interruption of Pregnan-cy in undergraduate nursing students at Universidad Surcolombiana. Materials and methods:Qualitative study, under the grounded theory method. A semi-structured interview was applied to a focus group of 10 students, transcribed in a word processor and coded with the help of ATLAS ti version 6. Results: The current perception of the student about Voluntary Interruption of Pregnan-cy is permeated not only by the concepts acquired on the subject during university education but also, by those acquired prior to undergraduate studies. However, the divergence of unsubstantiat-ed opinions derived from the social, family, religious, and academic context, influenced the nurse in training to feel internal conflict to establish a personal position on the subject, making it often susceptible to the influence of ideas and positions on the Voluntary Interruption of Pregnancy ve-hemently taught by some teachers. Conclusion: The construction of perceptions in students is the result of the conjugation of the context in which they live and develop before entering university, and of the academic context linked to university training; where the narrow knowledge received with a diversity of positions and approaches, generates friction of ideas and negatively influences the performance of the future professional characterized by insecurity, uncertainty and concern, deepening the barriers for women to access free Voluntary Interruption of Pregnancy rights.

Objetivo: Explorar a construção de percepções sobre a interrupção voluntaria da gravidez em estudantes de graduação em enfermagem da Universidade Surcolombiana. Materiais e métodos: estudo qualitativo com metodologia da teoria fundamentada. Aplicou-se entrevista semiestrutu-rada num grupo focal de 10 estudantes, transcreveu-se em processador de palavras e codificou-se usando Atlas Ti versão 6. Resultados: A atual percepção do aluno sobre a interrupção voluntaria da gravidez está influenciada não só por conceitos adquiridos sobre o tema na sua graduação, também da diversidade de opiniões pouco fundamentadas derivadas do seu contexto social, fami-liar, religioso e acadêmico do enfermeiro em formação, gerando uma opinião conflitante perante a situação, sendo suscetível muitas vezes da influencia de ideias e posturas alheias sobre a inte-rrupção voluntaria da gravidez. Conclusão: A construção de percepções nos estudantes constitui o resultado da conjugação do contexto em que vivem e se desenvolvem prévio ao ingresso à faculdade e do contexto acadêmico ligado à graduação, onde os conhecimentos adquiridos com diversas posturas e enfoques geram atrito, influindo negativamente no desenvolvimento do futuro profissional, caracterizado pela insegurança, incerteza e preocupação, piorando os empecilhos para que a mulher tenha acesso livre ao seu direito da interrupção voluntaria da gravidez.
Descritores: Aborto
-Aborto Legal
Educação em Enfermagem
Relações Enfermeiro-Paciente
Responsável: CO648.1


  2 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147748
Autor: Gómez Sánchez, Pio-Iván; Pardo Mora, Yaira-Yohanna; Cepeda Saavedra, Leidy-Johanna.
Título: Experiencia vivida frente al aborto inducido en un grupo de mujeres en Bogotá, Colombia / Lived Experience with Induced Abortion of a Group of Women in Bogotá, Colombia / Experiência com o aborto provocado em um grupo de mulheres em Bogotá, Colômbia
Fonte: Rev. colomb. enferm;19(3), Dic 11, 2020.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: frente al aborto inducido se han establecido diferentes posturas que muchas veces se basan en perspectivas morales, filosóficas y religiosas, cuando deberían estar centradas en lo que implica esta situación de salud en la vida de las mujeres Metodología: se desarrolló una investigación fenomenológica para establecer los diálogos desde la perspectiva de las propias protagonistas sobre el aborto inducido con una participación de siete mujeres, mayores de 18 años en Bogotá. Resultados: las experiencias de las mujeres son variadas, pero se identificaron algunos aspectos similares o comunes. Sin embargo, cada vivencia es particular y tiene como marco el contexto en el que cada una habitaba en el momento del aborto. Se identificaron las siguientes categorías de análisis: aborto como consecuencia de un embarazo no deseado, aborto como experiencia frente a una decisión autónoma, aborto, culpa y pecado, cambios asociados a la experiencia, maternidad, materialización del deseo y aborto no debe ser considerado como un delito. Conclusiones: la vivencia del aborto no puede ser generalizable, y para su entendimiento debe tenerse en cuenta aspectos que solo atañen a la mujer como experta en su vida y en su situación. El aporte de la presente investigación fue recuperar la vivencia de las mujeres sobre el aborto para contribuir al cuidado de la salud en la población femenina

Introdução: sobre o aborto provocado têm-se estabelecido diferentes posturas, muitas vezes baseadas em perspectivas morais, filosóficas e religiosas, quando deveriam estar focadas no que implica essa situação de saúde na vida das mulheres. Metodologia: desenvolveu-se uma pesquisa fenomenológica para estabelecer os diálogos na perspectiva das próprias protagonistas sobre o aborto provocado com a participação de sete mulheres, maiores de 18 anos, em Bogotá. Resultados: as experiências das mulheres são variadas, mas alguns aspectos semelhantes ou comuns foram identificados. Porém, cada experiência é particular e se enquadra no contexto em que cada uma permanecia no momento do aborto. Foram identificadas as seguintes categorias de análise: aborto como consequência de uma gravidez indesejada, aborto como experiência diante de uma decisão autônoma, aborto, culpa e pecado, mudanças associadas à experiência, maternidade, materialização do desejo e aborto não deve ser considerado como um crime. Conclusões: a experiência do aborto não pode ser generalizável e, para sua compreensão, devem ser considerados aspectos que dizem respeito apenas à mulher como especialista em sua vida e em sua situação. A contribuição desta pesquisa foi resgatar as vivências de mulheres sobre o aborto para contribuir com a atenção à saúde da população feminina.

Introduction: Regarding induced abortion, different positions have been adopted, often based on moral, philosophical, and religious perspectives, when they should be focused on what this health situation implies for women's lives. Method: A phenomenological research was conducted to establish dialogues from the own protagonists' perspective of induced abortion, where seven women over 18 years of age in Bogotá participated. Results: Women's experiences are varied, but some similar or common aspects were identified. However, each experience is specific and is framed within the context where each woman lived at the time of the abortion. The following categories of analysis were identified: Abortion as a consequence of unwanted pregnancy, abortion as an experience versus an autonomous decision, abortion, guilt and sin, changes associated with the experience, maternity, desire materialization, and abortion should not be considered a crime. Conclusions: Abortion experience cannot be generalized, and for its understanding, aspects that only concern women as the experts on their lives and situations must be taken into account. This research contribution was to restore women's abortion experiences to advance female population health care
Descritores: Gravidez não Desejada
Mulheres
Aborto Induzido
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Aborto
Respeito
Responsável: CO120.1 - Biblioteca Juan Roa Vásquez


  3 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1135784
Autor: Andrade, Tatiane de; Castilho, Marcio de Souza.
Título: Estamos em guerra: da retórica ao enfrentamento num cotidiano militarizado / Estamos en guerra: de la retórica al enfrentamiento en un cotidiano militarizado / We are at war: from rethorics to confrontation in a militarized society
Fonte: Psicol. Estud. (Online);25:e45469, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO. A partir da problemática da violência que nos 'toma por assalto' na contemporaneidade, faremos uma reflexão sobre o contexto brasileiro tendo por instrumento teórico a analítica das relações de poder empreendida por Michel Foucault no curso Em defesa da sociedade, ministrado no Collège de France, em 1976. Buscaremos sustentar neste artigo a hipótese de que a política de segurança pública adotada pelo Estado do Rio de Janeiro não é uniforme, e as forças despendidas em nome da paz, do projeto de pacificação, distribuem-se de forma desigual entre a população. Esse pressuposto nos arremessa em uma questão que entendemos ser fundamental para a compreensão do presente, a saber, quais os mecanismos, táticas e técnicas que asseguram ao poder de Estado o uso da força e da violência contra os seus próprios cidadãos?

RESUMEN. A partir de la problemática de la violencia que nos 'toma por asalto' en la contemporaneidad, haremos una reflexión sobre el contexto brasileño, amparados en el instrumental teórico y analítico de las relaciones de poder formulado por Michel Foucault en el curso Em defesa da sociedade,ofrecido en el Collège de France, en 1976. Buscaremos mostrar la hipótesis según la cual la política de seguridad pública adoptada por el Estado de Río de Janeiro no es uniforme y que las fuerzas desplegadas en nombre de la paz, del proyecto de pacificación, se distribuyen en forma desigual entre la población. Este presupuesto nos sitúa em una cuestión que consideramos fundamental para la compresión de nuestro presente: ¿cuáles son los mecanismos, tácticas y técnicas que aseguran al poder del Estado el uso de la fuerza y de la violencia en contra de sus propios ciudadanos?

ABSTRACT. From the problematic of violence that 'assaults us' in contemporary times, we offer a reflection on the Brazilian context, taking as a theoretical instrument the analysis of power relations addressed by Michel Foucault in his lecture Em defesa da sociedade, at the Collège de France, in 1976. The present study aimed to advocate the hypothesis that the public security policies adopted by the Rio de Janeiro State are not uniform, and that the forces used in the name of peace, the pacification process, are unequally distributed across the population. This premise throws us into a question that we understand to be fundamental to the understanding of the present, namely, what are the mechanisms, tactics and techniques that ensure state power to use force and violence against its own citizens?
Descritores: Política
Guerra/psicologia
-Segurança
Violência/psicologia
Polícia/psicologia
Anticoncepção/psicologia
Conflitos Armados/psicologia
Aborto
Atividades Militares
Racismo/psicologia
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  4 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1147596
Autor: Lara, Dicxander; Díaz, Alejandra; Rivero, Alexandra; Romero, Marvina; Sarmiento, Carmen; Orfila, Josefa.
Título: Hígado agudo graso del embarazo: reporte de caso / Acute fatty liver of pregnancy: case report
Fonte: Revista Digital de Postgrado;10(1):275, abr. 2021. tab.
Idioma: es.
Resumo: El hígado graso del embarazo es una patología poco frecuente en la especialidad obstétrica, cuyo diagnóstico se realiza basado en los criterios de Swansea, muchas veces es un diagnóstico que se realiza por exclusión; usualmente se presenta entre las semanas 30 y 35 del embarazo, y la cura definitiva se realiza con la interrupción expedita del mismo; con una tasa de recuperación casi del 100% si se realiza la interrupción oportuna y una tasa de mortalidad materno fetal actual del 10%. Es importante estar atentos a la ganancia ponderal de la embarazada durante el control prenatal, la epigastralgia, y los signos clínicos asociados a hipoglicemia(AU)

Fatty liver of pregnancy is a rare pathology in obstetrics, whose diagnosis is made based on the Swansea criteria, many times it is a diagnosis that is made by exclusion; It usually occurs between weeks 30 and 35, and the definitive cure is carried out with the expeditious interruption of pregnancy; with a recovery rate of almost 100% if timely interruption is made and a current maternal-fetal mortality rate of 10%. It is important to be attentive to the weight gain of the pregnant woman during prenatal control, epigastric pain, and clinical signs associated with hypoglycemia
Descritores: Gravidez
Síndrome HELLP
Aborto
Fígado Gorduroso/patologia
Hipoglicemia
-Mortalidade Materna
Mortalidade Fetal
Técnicas de Diagnóstico Obstétrico e Ginecológico
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: VE1.1 - Biblioteca Humberto Garcia Arocha


  5 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1131858
Autor: Chaturvedi, Madhu; Shende, Ankita.
Título: Intrauterine bony fragments - An unexpected finding in the hysterectomy specimen
Fonte: Autops. Case Rep;10(4):e2020182, 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Intrauterine bony fragments (IUBF) are an unusual finding in hysterectomy specimen received in a histopathology laboratory. Females harboring IUBF may present non-specific symptoms like vaginal bleeding, leukorrhea, chronic pelvic pain, and secondary infertility. Herein we report the case of a 35-year-old female who presented vaginal discharge and bleeding for two years, since when she had an abortion. Later, hysterectomy specimen revealed bone pieces in the uterine cavity.
Descritores: Histerectomia/efeitos adversos
-Aborto Incompleto
Dilatação e Curetagem
Aborto
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR26.7 - Serviço de Biblioteca e Documentação Científica


  6 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-600290
Autor: Uribe Berrío, Lida Janeth; Ruiz Correa, Carlos Albeiro; Zuleta Tobón, John Jairo.
Título: Factores de riesgo para hemorragia postaborto, estudio de casos y controles / Risk factors for post-abortion bleeding, case-control study
Fonte: Med. U.P.B = Med. UPB;30(1):11-20, ene.-jun. 2011. tab.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: determinar los factores de riesgo para hemorragia grave en caso de aborto. Metodología: estudio de casos y controles, entre el primero de octubre de 2006 y el 31 de octubre de 2007, en la Unidad intermedia San Javier. Se analizaron 131 historias clínicas, 40 de los 45 casos de hemorragia postaborto del periodo y 91 controles obtenidas en forma aleatoria a partir del listado de los casos de aborto atendidos en igual periodo. Resultados: el principal factor para el desencadenamiento de una hemorragia grave postaborto es el hecho de tener un aborto séptico OR 8.5 (IC 95% 3.1-23). Otros factores que también contribuyen de manera significativa pueden ser: realizar un deficiente interrogatorio, ejecutar un deficiente examen físico, la subvaloración del cuadro clínico y el retraso en consultar. Conclusiones: es necesario detectar la infección de forma temprana en mujeres con aborto para iniciar un tratamiento oportuno. El hecho de realizar un interrogatorio minucioso y un examen físico detallado evitarían la subvaloración del cuadro clínico y sus consecuencias. Es importante aprender de los errores propios y ajenos y hacer una retroalimentación diaria con el fin de disminuir la frecuencia y las consecuencias negativas de las complicaciones obstétricas.
Descritores: Aborto
-Mulheres
Estudos de Casos e Controles
Aborto Séptico
Hemorragia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adolescente
Adulto
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Estudo Observacional
Estudo Clínico
Responsável: CO101.1 - BCdeS - Biblioteca Ciencias de la Salud


  7 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146311
Autor: Domingos, Selisvane Ribeiro da Fonseca.
Título: O significado da ação de provocar o aborto na adolescência: uma abordagem da fenomenologia social sob a perspectiva de mulheres / The significance of the action of provoking abortion in adolescence: an approach of social phenomenology from the women perspective.
Fonte: São Paulo; s.n; 2011. 103 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo - USP para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Por reconhecer que o aborto provocado é um importante problema de saúde pública e um evento marcante na vida de muitas mulheres, principalmente quando ocorre em uma fase de amadurecimento fisiológico, psíquico e social caracterizada pela adolescência, realizou-se este estudo com o objetivo de compreender o significado da ação de provocar o aborto na adolescência sob a perspectiva de mulheres. Para tanto, optou-se pela pesquisa qualitativa, com a abordagem da fenomenologia social de Alfred Schütz. Os dados foram coletados no período de junho de 2010 a março de 2011, por meio de entrevistas abertas com as seguintes questões norteadoras: conte-me, como foi para você descobrir que estava grávida? Como você se sentiu? Como foi para você decidir pelo aborto e realizá-lo? Como você vivenciou esse momento? Quais são seus planos? Participaram da pesquisa sete mulheres que provocaram o aborto na adolescência, residentes em uma cidade do interior do leste mineiro. Três delas fizeram o aborto por imposição da mãe e as demais tiveram autonomia para tomar esta decisão, independentemente das pessoas e riscos envolvidos. O significado da ação de provocar o aborto, desde a descoberta da gravidez, incluindo sua decisão e realização foi desvelado por meio das categorias: o impacto da gravidez, a decisão e a realização do aborto, o sofrimento resultante, as consequências do aborto e a vida pós-abortamento. Para as participantes, a descoberta da gravidez foi vivenciada com insegurança edesespero, uma vez que não haviam planejado a gestação. Desse modo, evidenciou-se o medo da não aceitação da gravidez pela mãe e piora das condições financeiras e conflitos familiares. Independentemente do modo como o aborto foi realizado, a maioria vivenciou complicações e necessitou de internação hospitalar para tratamento. Após o aborto, o que restou foi sofrimento, culpa e arrependimento. Hoje, o que elas buscam é cuidar da saúde. Porém, aquelas que fizeram o aborto por imposição da mãe querem engravidar novamente e aquelas que tiveram autonomia na opção buscam encerrar a vida reprodutiva. O que se mostrou como típico na ação social das mulheres aponta para uma preocupação no que diz respeito às questões relacionadas à comunicação interpessoal e às decisões sobre a vida reprodutiva que poderão fundamentar ações de cuidado às adolescentes e às mulheres, sobretudo no que diz respeito às ações preventivas em saúde, especificamente ao planejamento familiar.

By recognizing that the provoked abortion is a major public health problem and a marking event in the lives of many women, especially when it occurs in a physiological, psychological and social maturing phase characterized by adolescence, it was performed this study with the aim to understand the significance of the action of provoking abortion in adolescence from the women perspective. For such purpose it was opted for a qualitative research, with the approach of social phenomenology of Alfred Schütz. The data were collected between June 2010 and March 2011, by means of open interviews with the following guiding questions: Tell me, how was it for you to discover that you were pregnant? How did you feel? How was it for you to decide by the abortion and make it? How did you experience this moment? What are your plans? Seven women who provoked abortion in their adolescence participated in this research. They presently live in an eastern town of Minas Gerais State. Three of them made the abortion by imposition of their mother and the others had autonomy to make this decision regardless of the people and the risks involved. The significance of the action of provoking abortion, since the discovery of pregnancy, including its decision and implementation was unveiled by the following categories: the pregnancy impact, the decision and the abortion implementation, the caused suffering, the consequences of abortion and life after abortion. For the participants, the pregnancy discoverywas experienced with insecurity and despair, since they had not planned the pregnancy. Thus, there was the fear of pregnancy rejection by the mother and worsening of financial conditions and family conflicts. Regardless of how the abortion was performed, most of them experienced complications and required hospitalization for treatment. After the abortion, just suffering, guilt and regret were left. Today, they eager for health care. However, those who had abortion by imposition of their mother want to get pregnant again and those who had autonomy for such option seek to quit the reproductive life. What proved to be typical in the women social action points to a concern regarding issues related to interpersonal communication and to decisions of the reproductive life that in the future may support care actions for adolescents and women, especially regarding the preventive health, specifically for the family planning.
Descritores: Gravidez na Adolescência
Saúde da Mulher
Pesquisa Qualitativa
Aborto
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta
BR41.1


  8 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1140423
Autor: Santos, Nathalie Luciano dos; Garcia, Emerson.
Título: O planejamento familiar e a mortalidade materna por aborto / Family planning and maternal mortality for abortion / La planificación familiar y la mortalidad materna por aborto
Fonte: Rev. baiana saúde pública;43(Supl. 1):241-256, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: A mortalidade materna é considerada um excelente indicador de saúde, não apenas da mulher, mas da população como um todo. No Brasil, a morte materna configura-se como um problema de saúde pública. Segundo o Ministério da Saúde, as altas taxas de mortalidade materna compõem um quadro de violação dos direitos humanos de mulheres e de crianças, atingindo desigualmente aquelas das classes sociais com menor ingresso e acesso aos bens sociais nas várias regiões brasileiras. O planejamento familiar, quando oferecido de forma contínua e prolongada, pode contribuir para a redução do número de gestações indesejadas, de abortos ilegais e da mortalidade materna. Trata-se de estudo de revisão sistemática de literatura do tipo exploratória com abordagem qualitativa. Após a leitura seletiva das referências, teve início a fase analítica. Realizou-se o grupamento em duas categorias temáticas, a seguir discriminadas: (1) o homem no planejamento familiar; (2) contracepção pós-abortamento e redes de cuidado. No que tange ao aborto, a participação masculina é de extrema relevância, pois a não aceitação da gravidez ou o abandono do parceiro são alguns dos motivos que levam a mulher ao aborto provocado. O cuidado integral à saúde da mulher em situações de abortamento deve incluir, além do tratamento de emergência, o acesso universal ao planejamento reprodutivo, inclusive orientações para as mulheres que desejam uma nova gestação.

Maternal mortality is considered an excellent indicator of health, not only for women but also for the population as a whole. In Brazil, maternal death is a public health problem. According to the Ministry of Health, the high rates of maternal mortality constitute a framework of violation of human rights for women and children, unequally affecting those of the lower income classes and with less access to social assets in various Brazilian regions. Family planning, when provided on a continuous and protracted basis, can contribute to reducing the number of unwanted pregnancies and illegal abortions as well as maternal mortality rates. This is a systematic review of literature with a qualitative approach and exploratory nature. After selective reading of the references, the analytical phase began. The data were grouped into two thematic categories, as follows: (1) The man in family planning; (2) Post-abortion contraception and care networks. Regarding abortion, male participation is extremely relevant, and non-acceptance of pregnancy as well as partner abandonment were some of the reasons that lead women to abortion. Comprehensive care for women's health in abortion situations should include universal access to reproductive planning and guidelines for women seeking a new pregnancy, in addition to emergency treatment.

La mortalidad materna se considera un excelente indicador de salud no solo de la mujer, sino de la población como un todo. En Brasil, la muerte materna se configura como un problema de salud pública. Según el Ministerio de Salud, las altas tasas de mortalidad materna componen un cuadro de violación a los derechos humanos de mujeres y de niños, alcanzando desigualmente las clases sociales con menor ingresos y acceso a los bienes sociales, en las distintas regiones brasileñas. La planificación familiar, cuando se ofrece de forma continua y prolongada, puede contribuir a la reducción del número de embarazos no deseados y abortos ilegales, y de la mortalidad materna. Se trata de un estudio de revisión sistemática de literatura de tipo exploratorio, con abordaje cualitativo. Después de la lectura selectiva de las referencias, se inició la fase analítica. Se realizó el agrupamiento en dos categorías temáticas: (1) el hombre en la planificación familiar; (2) contracepción postaborto y redes de cuidado. En lo que se refiere al aborto, la participación masculina es de extrema relevancia, pues la no aceptación del embarazo o el abandono del compañero son algunos de los motivos que llevan a la mujer al aborto. El cuidado integral a la salud de la mujer en situaciones de aborto debe incluir, además del tratamiento de emergencia, el acceso universal a la planificación reproductiva, comprendiendo orientaciones para las mujeres que desean una nueva gestación.
Descritores: Mortalidade Materna
Saúde da Mulher
Planejamento Familiar
Aborto
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  9 / 283 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-977323
Autor: Araújo, Cassiana Pinheiro de; Dornelas, Adélia Cristina Vieira de Rezende; Sousa, António Manuel.
Título: Abordagem terapêutica no processo de esvaziamento uterino / Enfoque terapéutico en el proceso de vaciación uterino / Therapeutic approach in the uterine evacuation process
Fonte: Rev. baiana enferm;32:e24857, 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos identificar a terapêutica utilizada no processo de esvaziamento uterino e traçar o perfil obstétrico das mulheres assistidas nesse processo. Método pesquisa quantitativa, retrospectiva, de caráter exploratório-descritivo, constituída por 466 prontuários de mulheres internadas para esvaziamento uterino, no período de junho de 2015 a junho de 2016. Resultados a idade variou entre 14 e 43 anos, o principal diagnóstico foi o aborto incompleto, responsável por 44,85% das internações, a terapêutica inicial mais utilizada foi o misoprostol (57,71%) e o tempo de internação até o esvaziamento uterino variou entre 0,20 e 137 horas. Conclusão o perfil obstétrico da mulher que vivencia a perda gestacional não difere do encontrado nacionalmente; a curetagem foi a terapêutica final mais utilizada acrescida de alguns desfechos desfavoráveis, como maior tempo de internação e exposição excessiva a medicação.

Objetivos identificar la terapéutica utilizada en el proceso de vaciamiento uterino y trazar el perfil obstétrico de mujeres asistidas en ese proceso. Método investigación cuantitativa, retrospectiva, de carácter exploratorio-descriptivo, constituida por 466 prontuarios de mujeres internadas para vaciamiento uterino, de junio de 2015 a junio de 2016. Resultados edad entre 14 y 43 años, el principal diagnóstico fue el aborto incompleto, responsable por 44,85% de las internaciones, la terapéutica inicial más utilizada fue el misoprostol (57,71%) y el tiempo de internación hasta el vaciamiento uterino varió entre 0,20 y 137 horas. Conclusión el perfil obstétrico de la mujer que vive la pérdida gestacional no difiere de lo encontrado nacionalmente; el curetaje fue la terapia final más utilizada, sumada de algunos resultados desfavorables, como mayor tiempo de internación y exposición excesiva a la medicación.

Objectives identify the therapeutics used in the uterine evacuation process and outline the obstetric profile of the women attended in this process. Method quantitative, retrospective, exploratory and descriptive research, consisting of 466 records of women hospitalized for uterine evacuation between June 2015 and June 2016. Results ages ranged between 14 and 43 years. The main diagnosis was incomplete abortion, responsible for 44.85% of the hospitalizations. The most used initial therapy was misoprostol (57.71%) and the length of hospitalization before the uterine evacuation ranged between 0.20 and 137 hours. Conclusion the obstetric profile of women who experience gestational loss does not differ from the profile found in Brazil; curettage was the most used final therapy, in addition to some unfavorable outcomes, such as longer hospitalization and excessive exposure to medication.
Descritores: Condutas Terapêuticas
Saúde da Mulher
Assistência à Saúde
Aborto
-Terapêutica
Mulheres
Gravidez
Registros Médicos
Aborto Incompleto
Misoprostol/uso terapêutico
Curetagem
Hospitalização
Maternidades
Tempo de Internação
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  10 / 283 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Uruguai
Texto completo
Id: lil-722869
Autor: França, Omar.
Título: Objeción de conciencia y el derecho de los médicos / Conscientious objection and the right of doctors
Fonte: Arch. med. interna (Montevideo);35(2):62-68, jul. 2013.
Idioma: es.
Descritores: Aborto
Direitos Civis/ética
Legislação Médica
Legislação Médica/ética
Moral
Obstetrícia/ética
Uruguai
Ética Médica
Limites: Humanos
Responsável: UY1.1 - BINAME - Biblioteca Nacional de Medicina



página 1 de 29 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde