Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP2.036.337 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 108 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 11 ir para página                         

  1 / 108 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1290545
Autor: Moura, Roudom Ferreira.
Título: Idosos brancos e negros da cidade de São Paulo: desigualdades das condições sociais e de saúde / White and black elderly in the city of São Paulo: inequalities in social and health conditions.
Fonte: São Paulo; s.n; 2021. 163 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Introdução: No mundo, Brasil e, em especial, na cidade de São Paulo pouco se sabe sobre os determinantes sociais e de saúde na população idosa (>= 60 anos) sob a perspectiva da cor da pele / raça. O presente estudo levantou a hipótese de que havia diferenças nas prevalências das condições sociais e de saúde entre os idosos de diferentes grupos raciais. Objetivo: Identificar os fatores determinantes das condições sociais, de saúde e autoavaliação negativa do estado de saúde em idosos não institucionalizados do município de São Paulo sob a perspectiva da autodeclaração da cor da pele / raça. Métodos: Trata-se de estudo transversal, de base populacional, com amostra probabilística por conglomerados, que utilizou dados do Inquérito de Saúde realizado no município de São Paulo/SP, Brasil (ISA-Capital 2015). Para os fatores associados aos desfechos (condições sociais, de saúde e autoavaliação negativa de saúde), a medida de associação foi Razão de Prevalência (RP), bruta e ajustada, e respectivos intervalos de confiança de 95% (IC95%). Realizou-se análise simples e múltipla de regressão de Poisson por meio da técnica stepwise forward, utilizando os comandos svy do software Stata 14.0 2015. Resultados: Participaram do estudo 1017 idosos com idade mediana de 68 anos, sendo que 63,2% (IC95%: 58,4 - 67,7) dos idosos se autodeclararam brancos, 21,4% (IC95%: 17,9 - 25,4) pardos e 7,3% (IC95%: 5,5 - 9,6) pretos. A cor da pele parda e preta (raça negra) permaneceu positivamente associada às prevalências de desigualdade social, de saúde e de autoavaliação negativa das condições de saúde dos idosos. Os idosos negros apresentaram maior prevalência de piores condições de escolaridade (pardo (RP = 1,49; IC95%: 1,32 - 1,69) e preto (RP = 1,31; IC95%: 1,10 - 1,56)) e renda (pardo (RP = 1,31; IC95%: 1,07 - 1,62)); autoavaliação de saúde regular, ruim ou muito ruim (pardo (RP = 1,26; IC95%: 1,01 - 1,58) e preto (RP = 1,33; IC95%: 1,03 - 1,75)) e hipertensão arterial (preto (RP = 1,32; IC95%: 1,11 - 1,56)); menos plano (pardo (RP = 1,36; IC95%: 1,16 - 1,59) e preto (RP = 1,63; IC95%: 1,34 - 1,98)) e acesso a serviços (pardo (RP = 1,28; IC95%: 1,13 - 1,46) e preto (RP = 1,54; IC95%: 1,32 - 1,81)) privados de saúde do que os brancos. Ao se ajustar a autoavaliação negativa das condições de saúde para além das variáveis demográficas e socioeconômicas, ou seja, incluir as comportamentais e de saúde, a cor da pele preta permaneceu associada ao desfecho (RP = 1,28; IC95%: 1,00 - 1,63). Conclusões: A determinação social, de saúde e de autoavaliação negativa das condições de saúde em idosos do município de São Paulo, apresentou caráter multidimensional de piores indicadores para a categoria racial negra. As desigualdades encontradas entre as categorias raciais apontaram para situações sistemáticas de desvantagens para os idosos negros. O racismo estrutural e institucional e iniquidade em saúde foram as condições explicativas para essas desigualdades.

Introduction: In the world, Brazil and, especially, in the city of São Paulo, little is known about the social and health determinants of the elderly population (>= 60 years) from the perspective of skin color / race. The present study raised the hypothesis that there were differences in the prevalence of social and health conditions among the elderly from different racial groups. Objective: To identify the determinants of social conditions, health and negative self-assessment of health status in non-institutionalized elderly people in the city of São Paulo from the perspective of self-declared skin color / race. Methods: This is a cross-sectional, population-based study, with a probabilistic sample by clusters, which used data from the Health Survey conducted in the city of São Paulo / SP, Brazil (ISA-Capital 2015). For factors associated with outcomes (social and health conditions and negative self-rated health), the measure of association was Gross and Adjusted Prevalence Ratio (PR), with respective 95% confidence intervals (95% CI). Simple and multiple Poisson regression analysis was performed using the stepwise forward technique, using the svy commands of the Stata 14.0 2015 software. Results: 1,017 elderly people with a median age of 68 years participated in the study, 63.2% (95% CI: 58.4 - 67.7) of the elderly self-declared to be white, 21.4% (95% CI: 17.9 - 25.4) brown and 7.3% (95% CI: 5.5 - 9.6) black. Brown and black skin color (black race) remained positively associated with the prevalence of social inequality, health and negative self-assessment of the health conditions of the elderly. Black elderly people had a higher prevalence of worse schooling conditions (brown (PR = 1.49; 95% CI: 1.32 - 1.69) and black (PR = 1.31; 95% CI: 1.10 - 1.56 )) and income (brown (PR = 1.31; 95% CI: 1.07 - 1.62)); regular, poor or very bad self-rated health, (brown (PR = 1.26; 95% CI: 1.01 - 1.58) and black (PR = 1.33; 95% CI: 1.03 - 1.75)) and arterial hypertension (black (PR = 1.32; 95% CI: 1.11 - 1.56)); less access to private health plans (brown (PR = 1.36; 95% CI: 1.16 - 1.59) and black (PR = 1.63; 95% CI: 1.34 - 1.98)) and less access to services (brown ( PR = 1.28; 95% CI: 1.13 - 1.46) and black (PR = 1.54; 95% CI: 1.32 - 1.81)) in comparison to white elderly. When adjusting to the negative self-assessment of health conditions and to demographic and socioeconomic variables, including behavioral and health variables, black skin color remained associated with the outcome (PR = 1.28; 95% CI: 1.00 - 1.63). Conclusions: Social determination, health and negative self-assessment of health conditions in elderly people in the city of São Paulo presented a multidimensional character of the worst indicators for the black racial category. The inequalities found between racial categories pointed to systematic situations of disadvantage for black elderly people. Structural and institutional racism and health inequity were the explanatory conditions for these inequalities.
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Idoso
Saúde do Idoso
Cor
Disparidades nos Níveis de Saúde
Origem Étnica e Saúde
Racismo
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-417174
Autor: Pinho, Osmundo.
Título: Diálogos sobre raça e saúde na América Latina / Race and Health Dialogues in Latin America
Fonte: Physis (Rio J.);14(2):417-423, 2004.
Idioma: pt.
Descritores: Sexualidade
Grupos de Populações Continentais
Direitos Sexuais e Reprodutivos
Origem Étnica e Saúde
Saúde das Minorias Étnicas
Política de Saúde
-Brasil
Saúde de Populações Indígenas
Racismo
América Latina
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  3 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1133810
Autor: Araújo, Roberta Lima Machado de Souza; Araújo, Edna Maria de; Miranda, Samilly Silva; Chaves, Janaína Nascimento Teixeira; Araújo, Josivene Antônio de.
Título: Extrações dentárias autorrelatadas e fatores associados em comunidades quilombolas do Semiárido baiano, em 2016 / Extracciones dentales auto-relatadas y factores asociados en comunidades quilombolas del Semi-árido bahiano, Brasil, en 2016 / Self-reported tooth extractions and associated factors in quilombola communities in the semi-arid region of Bahia state, Brazil, 2016
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;29(2):e2018428, 2020. tab.
Idioma: en; pt.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq); . Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE)/UEFS.
Resumo: Objetivo: estimar a prevalência de extrações dentárias autorrelatadas e analisar os fatores associados em comunidades quilombolas de Feira de Santana, Bahia, Brasil. Métodos: estudo transversal, com 864 quilombolas; a associação entre autorrelato de extrações dentárias (sem experiência de extração; ≤5 dentes extraídos; >5 dentes extraídos) e possíveis fatores associados foi estimada por meio da regressão logística multinomial, considerando-se 95% de intervalo de confiança (IC95%). Resultados: extrações dentárias foram autorrelatadas por 82,0% dos quilombolas, sendo 49,8% com ≤5 e 32,2% com >5 dentes extraídos; ser do sexo masculino (OR ajustada = 1,7 - IC95% 1,1;2,7), encontrar-se empregado sem carteira assinada (OR ajustada = 2,7 - IC95% 1,3;5,7), ter idade ≥60 anos (OR ajustada = 5,2 - IC95% 1,9;14,1) e ter tido cárie dentária (OR ajustada = 4,1 - IC95% 2,5;6,7) associaram-se a maiores chances de ter extraído dentes. Conclusão: extrações dentárias estão associadas a condições de vulnerabilidade social vivenciadas pelos quilombolas do Semiárido baiano.

Objetivo: estimar la prevalencia de extracciones dentales auto-relatadas y analizar los factores asociados en las comunidades quilombolas de Feira de Santana, Bahia, Brasil. Métodos: estudio transversal, con 864 quilombolas; la asociación entre auto-relato de extracciones dentales (sin experiencia de extracción, ≤5 dientes extraídos y >5 dientes extraídos) y los posibles factores asociados fue estimada a través de la regresión logística multinomial considerando el 95% de intervalo de confianza (IC95%). Resultados: extracciones dentales fueron auto-relatadas por el 82,0%, siendo 49,8% con ≤5 y 32,2% con >5 dientes extraídos; sexo masculino (Odds Ratio ajustado = 1,7 - IC95%1,1;2,7), trabajadores sin estar en planilla (OR ajustado = 2,7 - IC95%1,3;5,7), con edad ≥60 (OR ajustado = 5,2 - IC95%1,9;14,1) y que mencionaron haber tenido caries dentales (OR ajustado = 4,1 - IC95%2,5;6,7), se asociaron a más probabilidades de haber extraído los dientes. Conclusión: extracciones dentales parecen estar asociadas a condiciones de vulnerabilidades sociales vividas por los quilombolas del Semiárido bahiano.

Objective: to estimate the prevalence of self-reported tooth extractions and analyze associated factors in quilombola communities in Feira de Santana, Bahia, Brazil. Methods: this was a cross-sectional study, with 864 quilombolas; association between self-reported tooth extractions (no experience of extraction; ≤5 extracted teeth; >5 extracted teeth), and possible associated factors was estimated using multinomial logistic regression, with a 95% confidence interval (95%CI). Results: tooth extractions were self-reported by 82.0% of quilombolas, 49.8% of whom had ≤5 teeth extracted and 32.2% of whom had >5 teeth extracted; greater likelihood of tooth extraction was associated with being male (adjusted OR = 1.7 - 95%CI1.1;2.7), working as an unregistered worker (adjusted OR = 2.7 - 95%CI1.3;5.7), being ≥60 years old (adjusted OR = 5.2 - 95%CI1.9;14.1) and reporting having dental caries (adjusted OR = 4.1 - 95%CI2.5;6.7). Conclusion: tooth extractions are associated with social vulnerability conditions experienced by the quilombolas of the semi-arid region of Bahia state.
Descritores: Extração Dentária/estatística & dados numéricos
Saúde Bucal/estatística & dados numéricos
Grupo com Ancestrais do Continente Africano/etnologia
Origem Étnica e Saúde
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Grupos Étnicos/estatística & dados numéricos
Saúde da População Rural/estatística & dados numéricos
Diagnóstico Bucal
Fatores Raciais
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  4 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1058443
Autor: Flores Ceccon, Roger; Nazareth Meneghel, Stela; de Menezes Portes, Virgínia; Bueno, André; Arguedas, Gabriela; Hahn Bueno, Anelise.
Título: Mortalidad materna en las capitales de provincia de Brasil / Maternal mortality in the provincial capitals of Brazil
Fonte: Rev. cuba. salud pública;45(3):e835, jul.-sep. 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La mortalidad materna es un problema de salud pública y un indicador de la desigualdad social. Se considera una injusticia social que viola los derechos de la mujer. Objetivo: Analizar la relación entre la mortalidad materna e indicadores socio-demográficos y el acceso a los servicios de salud en las capitales de las provincias brasileñas. Métodos: Estudio ecológico transversal cuya variable dependiente fue la razón de mortalidad materna y las variables explicativas fueron indicadores sociodemográficos y de acceso a los servicios de salud en las capitales de provincias, entre los años 2010 a 2012. La asociación entre las variables explicativas y la mortalidad materna fue evaluada mediante el coeficiente de correlación de Pearson y cuando había significación estadística en el análisis bivariado se incluyeron estas variables en el modelo de regresión lineal múltiple. Resultados: La mayoría de las muertes fueron de mujeres negras, solteras, con bajo nivel de educación, en el hospital, durante el puerperio y debido a la enfermedad hipertensiva. Hubo una correlación entre la mortalidad materna y el índice de Gini, proporción de negros en la población y el número de visitas prenatales (p < 0.20). En el modelo final se mantuvo la relación entre la mortalidad materna y la proporción de negros en la población (β = 0,436, p = 0,003; r2 = 0,72). Conclusión: Los resultados indican la presencia de la desigualdad en las regiones donde hay una mayor proporción de la población negra. Aunque no hubo asociación en el análisis multivariado, se cree que el acceso a servicios de salud, en especial al prenatal, contribuye a la reducción de la mortalidad materna(AU)

Objective: To analyze the relationship between maternal mortality and socio-demographic indicators and access to health services in the Brazilian state capitals. Methods: Ecological study whose dependent variable was the rate of maternal mortality and the independent variables were socio-demographic indicators and access to health services, between the years 2010 to 2012. The variables were associated through the Pearson Correlation test and those variables that showed statistical significance in the bivariate analysis were included in the Multivariate Linear Regression model. Results: Most women who died due to pregnancy or delivery was black, single and with low education. The deaths occurred in the hospital, during the postpartum period and the most frequent cause was hypertensive disease. It occurred statistical association between maternal death and the variables: Gini index, proportion of the black population and number of prenatal consultations (p < 0.20). Relationship between maternal mortality and the black population remained in the final model (β=0.436, p = 0.003; r² = 0.72). Conclusion: The findings indicate the presence of gender inequality in the regions where there is a greater proportion of black population(AU)
Descritores: Mortalidade Materna
Violência contra a Mulher
Origem Étnica e Saúde
-Brasil
Estudos Transversais
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  5 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Batista, Luis Eduardo
Lebräo, Maria Lúcia
Texto completo
Id: biblio-1223934
Autor: Silva, Alexandre da; Rosa, Tereza Etsuko da Costa; Batista, Luís Eduardo; Kalckmann, Suzana; Louvison, Marília Cristina Prado; Teixeira, Doralice Severo da Cruz; Lebrão, Maria Lúcia.
Título: Iniquidades raciais e envelhecimento: análise da coorte 2010 do Estudo Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento (SABE) / Racial inequities and aging: analysis of the 2010 cohort of the Health, Welfare and Aging Study (SABE)
Fonte: Rev. bras. epidemiol;21(supl. 02):1-14, 2019. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Entender as disparidades raciais no Brasil tem sido algo bastante complexo e pouco investigado em alguns segmentos populacionais, como na população idosa. Objetivo: Objetivou-se apresentar de forma descritiva uma análise comparativa, numa perspectiva racial, do perfil sociodemográfico, das condições de saúde e de uso de serviços de saúde dos idosos da cidade de São Paulo, SP. Métodos: Trata-se de uma análise transversal do Estudo Saúde, Bem-Estar e Envelhecimento (SABE). Para o presente trabalho, foram considerados 1.345 idosos da coorte de 2010. Selecionaram-se os dados referentes aos idosos de cor preta, parda e branca. Abordaram-se os dados em três eixos essenciais: sociodemográficos, condições de saúde e uso e acesso a serviços de saúde. A medida epidemiológica de associação escolhida foi a razão de prevalência (RP), para expressar as diferenças entre os grupos. Resultados e conclusão: Os resultados evidenciaram um cenário mais favorável para o envelhecimento dos idosos de cor branca em comparação com aqueles de cor parda ou preta, no tocante aos indicadores sociodemográficos, às condições de saúde ou de uso e ao acesso a serviços de saúde.
Descritores: Disparidades nos Níveis de Saúde
Fatores Socioeconômicos
Racismo
-Envelhecimento
Origem Étnica e Saúde
Responsável: BR1764.1 - Núcleo de Informação e Documentação


  6 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-969418
Autor: Franchi, Eliane Patricia Lino Pereira; Terra, Maria Fernanda; Rocha, Josefa Moreira do Nascimento; Marquezan, Rogério Ferreira; Odorizzi, Valdir Francisco.
Título: A formação de profissionais de saúde no cuidado às comunidades quilombolas: um relato de experiência / The training of health care professionals in the care of the quilombolas communities: a report of experience / La formación de profesionales de salud en el cuidado con las comunidades quilombolas: un relato de experiencia
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;13(40):1-11, jan.-dez. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivos: Relatar a experiência de docentes e discentes de cursos da área da saúde durante as atividades da disciplina optativa "A saúde nos quilombos". Métodos: Trata-se de um relato de experiência, a partir da vivência dos docentes da disciplina, durante a realização das atividades de ensino e extensão realizadas em uma comunidade remanescente de quilombo (CRQ) do estado do Tocantins. Resultados: Foram levantadas quatro dimensões: o desconhecimento dos acadêmicos sobre as condições de vida e saúde das populações remanescentes de quilombos; a escassez de material de estudo sobre o tema; as questões étnico-raciais como determinantes de saúde e o interesse dos acadêmicos em construir práticas na comunidade. Conclusão: Este relato demonstra a importância da inserção de conteúdos e atividades de extensão voltadas à saúde de CRQs, para docentes e discentes da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Objectives: To report the experience of teachers and students of courses in the health area during the activities of the optional subject "Health in Quilombos". Methods: This is an experience report, based on the experience of the teachers of the subject, during the teaching and extension activities carried out in a remaining quilombo community (RQC) in the state of Tocantins. Results: Four dimensions were raised: the lack of knowledge about the living and health conditions of the remaining quilombos' populations; The scarcity of study material on the subject; Ethnic-racial issues as determinants of health and the interest of academics in building practices in the community. Conclusion: This study demonstrates the importance of the insertion of content and extension activities directed to the health of CRQs, for teachers and students of Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Objetivos: Informar la experiencia de docentes y discentes de cursos del área de la salud durante las actividades de la disciplina optativa "La salud en los quilombos". Métodos: Se trata de un relato de experiencia, a partir de la vivencia de los docentes de la disciplina, durante la realización de las actividades de enseñanza y extensión realizadas en una comunidad remanente de quilombo (CRQ) del estado de Tocantins. Resultados: Se abordarona cuatro dimensiones: el desconocimiento de los académicos sobre las condiciones de vida y salud de las poblaciones remanentes de quilombos; La escasez de material de estudio sobre el tema; Las cuestiones étnico-raciales como determinantes de salud y el interés de los académicos en construir prácticas en la comunidad. Conclusión: Este relato demuestra la importancia de la inserción de contenidos y actividades de extensión dirigidas a la salud de CRQ, para docentes y discentes de la Universidade Federal do Tocantins (UFT).
Descritores: Grupos Étnicos
Pessoal de Saúde
Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Origem Étnica e Saúde
Capacitação Profissional
-Estudantes
Docentes
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  7 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-702586
Autor: Araújo, Marcos Vinícius Ribeiro de; Teixeira, Carmen Fontes.
Título: A participação dos atores na formulação da política de saúde da população negra na cidade de Salvador / Participation of actors in the formulation of health policies for the black population in the city of Salvador, Brazil
Fonte: Physis (Rio J.);23(4):1079-1099, 2013.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo tem por objetivo caracterizar os atores e analisar sua participação no processo de formulação da Política de Saúde da População Negra (PSPN) em Salvador-BA, Brasil, no anos 2005-2006. Foram realizadas revisão documental e entrevistas com informantes-chave e representantes de organizações governamentais e não governamentais envolvidos no processo. Os resultados descrevem as características dos atores e analisam suas vinculações a organizações e trajetórias no Movimento Negro. Em seguida, discutem-se as formas de participação dos atores na pré-decisão e na decisão com respeito à PSPN, no processo de elaboração do Plano Municipal de Saúde 2006-2009. Conclui-se que o contexto político institucional no período estudado configurou uma "janela de oportunidade" para que um conjunto heterogêneo de atores, que tinham em comum a mobilização em torno da problemática da saúde da população negra, se articulasse no âmbito da Secretaria Municipal de Saúde e incluísse a problemática na agenda política de saúde do município, o que delineou em boa medida as características desse processo e de seus produtos.

This paper aims to characterize the actors and analyze their participation in the formulation of Health Policies for the Black Population (PSPN) in the city of Salvador, Brazil, between 2005 and 2006. Document review and interviews with key informants and representatives of governmental and non-governmental organizations involved in the process were performed. The results describe the characteristics of the actors and analyze their ties to organizations and trajectories in the Black Movement. Then it discusses the forms of actors' participation in the pre-decision and the decision regarding the PSPN, preparing the Municipal Health Plan 2006-2009 process. We conclude that the institutional political context during the study period set a "window of opportunity" for a heterogeneous set of actors, who shared the mobilization around the issue of health of the black population, articulated within the municipal health secretariat and included the issue on the political agenda in any municipality which largely delineated the characteristics of this process and its products.
Descritores: Formulação de Políticas
Grupo com Ancestrais do Continente Africano
Política de Saúde
Origem Étnica e Saúde
Saúde das Minorias Étnicas
Política de Saúde
-Brasil
Equidade no Acesso aos Serviços de Saúde
Disparidades nos Níveis de Saúde
Fatores Socioeconômicos
Racismo
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  8 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1146773
Autor: Iglesias, Diego Esteban.
Título: Muerte súbita en el deporte / Sudden death in sports
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);36(3):91-98, sept. 2016. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: La muerte súbita de un atleta o deportista siempre es un hecho trágico de gran exposición mediática, que genera gran impacto social. Afortunadamente es un hecho extremadamente raro que tiene una incidencia entre 1:80 000 y 1:200 000 atletas/año. Sus causas son distintas de acuerdo con la edad del atleta o deportista. En aquellos menores de 35 años predominan las miocardiopatías y las anomalías congénitas de las arterias coronarias; en los mayores de 35 años, la principal causa es la enfermedad coronaria aterosclerótica adquirida. Es común para ambos grupos la muerte súbita arrítmica con corazón estructuralmente normal. La tarea del equipo de salud que asiste a esta población reside en conocer y detectar las potenciales causas para restringir la participación en el deporte de los atletas en riesgo (prevención primaria). Pero también debemos estar preparados para asistir las muertes súbitas de los atletas en el campo de juego con programas de asistencia para emergencias cardiovasculares que incluyan desfibriladores externos automáticos (prevención secundaria). (AU)

The sudden death of an athlete is always a tragic event that leads to a great media exposure that generates great social impact. Fortunately, it is an extremely rare event with an incidence of 1: 80,000 to 1: 200,000 athletes per year. The causes vary according to the age of the athlete. In those < 35 years old, predominantly cardiomyopathies, and congenital anomalies of the coronary arteries. Whereas in the > 35 years, the main cause is generally acquired atherosclerotic coronary disease. In both groups, it is common to experience arrhythmic sudden death despite having a structurally normal heart. It is the task of the health teams that treat this population to know and detect potential causes to restrict participation in sport for the athletes at risk (primary prevention). But we must also be prepared to attend sudden deaths of athletes in the field with assistance programs for cardiovascular emergencies including automated external defibrillators (secondary prevention). (AU)
Descritores: Morte Súbita Cardíaca/etiologia
Atletas/estatística & dados numéricos
-Prevenção Primária
Esportes/estatística & dados numéricos
Exercício Físico/fisiologia
Fatores Sexuais
Fatores Etários
Morte Súbita Cardíaca/prevenção & controle
Doença das Coronárias/mortalidade
Anomalias dos Vasos Coronários/mortalidade
Sistema Médico de Emergência
Desfibriladores
Origem Étnica e Saúde
Prevenção Secundária
Cardiomiopatias/mortalidade
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  9 / 108 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1125372
Autor: Souza, Flávia Assis; Medeiros, Thamires; Mendonça, André Luis de Oliveira.
Título: "Eu não posso respirar": asfixiados pelo coronavírus e pelo Estado racializado / "I can't breathe": asphyxiated by the coronavirus and the racialized state
Fonte: Physis (Rio J.);30(3):e300316, 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Política
Sistema Único de Saúde
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Acesso Universal aos Serviços de Saúde
Racismo/história
Betacoronavirus
-Brasil
Saúde Pública
Estado
Origem Étnica e Saúde
Direito à Saúde
Tipo de Publ: Comentário
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  10 / 108 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120527
Autor: Silva, Leonildo Severino da.
Título: Práticas e Cuidados em Saúde Reprodutiva de Mulheres da Etnia Kambiwá / Practice and Care in Reproductive Health of Kambiwá Women / Prácticas y Cuidados en Salud Reproductiva de Mujeres de la Etnia Kambiwá.
Fonte: Salvador; s.n; 2014. 100P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Características culturais da vida reprodutiva de mulheres indígenas exigem uma atenção especial, tendo em vista a produção de cuidados coerentes e adequados prestados por serviços de saúde e profissionais, especialmente por enfermeiras. Assim, os objetivos desse estudo foram: descrever as práticas em saúde reprodutiva de mulheres da etnia Kambiwá; identificar o autocuidado das mulheres Kambiwá e o cuidado oferecido por serviços de saúde, principalmente pela equipe de enfermagem, relacionado à saúde reprodutiva; e, analisar práticas e cuidados em saúde reprodutiva de mulheres da etnia Kambiwá à luz da teoria transcultural do cuidado. Trata-se de uma pesquisa descritiva, exploratória de abordagem qualitativa que se utilizou da etnoenfermagem, como proposta metodológica e da Teoria Transcultural do Cuidado. Foi realizada na Aldeia Baixa da Alexandra, em IbimirimPernambuco, com vinte mulheres no período de setembro de 2012 a maio de 2014. A seleção das entrevistadas ocorreu por meio de informantes gerais e informantes-chaves. Utilizamos para obtenção dos dados: formulário etnodemográfico ­ socioeconômico, técnica da Observação-Participação-Reflexão e roteiro de entrevista semiestruturado da História de Vida e Cuidados em Saúde. Os modos de vida da etnia Kambiwá, semelhantes a uma comunidade rural não indígena, com casas de alvenaria, energia elétrica, água de poço artesiano, entre outros aspectos, são de muita relevância para a manutenção das condições de sobrevivência, e, nem por isso, descaracterizam suas particularidades étnicas. A religiosidade praticada por meio dos rituais como o Praiá e os "trabalhos de mesa", é uma forma de cuidado tradicional para cura e proteção física e espiritual. As entrevistadas têm entre 22 e 85 anos de idade com escolaridade até o ensino médio. A maioria convive com parceiro sexual em domicílios com até quinze pessoas. Realizam o trabalho doméstico e praticam a agricultura de subsistência, com renda básica do Programa Bolsa Família. Têm em média seis filhos(as). A contracepção é praticada por utilização de contraceptivos modernos e práticas tradicionais como beber água antes e após a relação sexual, banhos com "água de sal" e amamentação. Identificam a gravidez por meio do entojo e da amenorreia. Os cuidados durante a gravidez estão dirigidos a manutenção gestacional, evitando o aborto: satisfazer o desejo por alimentos, não ter sustos, evitar quedas e atividades pesadas. O parto, fisiológico, é permeado por práticas xamânicas de autocuidado e pela atenção hospitalar, apresentando-se em um modelo híbrido de cuidado. No pós-parto, geralmente, permanecem em repouso por 30 dias, delegando o trabalho doméstico as parentas e companheiro, além dos cuidados relacionados à higiene pessoal, seguindo um ritual que inclui um tempo determinado para retornar às suas atividades. As práticas e cuidados de mulheres Kambiwá em relação à saúde reprodutiva mostraram que é constituída dentro de um contexto cultural no qual diferentes sistemas de saúde atuam na construção de sentidos que lhes são peculiares. A cultura é dinâmica, possui forte influência do modelo de saúde hospitalocêntrico e medicalizado, e pode interferir na manutenção do cuidado tradicional.(AU)
Descritores: Grupos Étnicos
Saúde da Mulher
Enfermagem Transcultural
Origem Étnica e Saúde
Saúde Reprodutiva
-Características Culturais
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde



página 1 de 11 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde