Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP2.036.342 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 351 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 36 ir para página                         

  1 / 351 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-771238
Autor: Santos, Érick Igor dos; Gomes, Antonio Marcos Tosoli; Marques, Sergio Corrêa.
Título: Acidentes ocupacionais biológicos e práticas protetoras evidenciados nas representações sociais de enfermeiros sobre sua vulnerabilidade / Occupational accidents and protective practices in social representations of nurses concerning their vulnerability los / Accidentes de trabajo biológicos y prácticas de protección en las representaciones de los enfermeros sobre su vulnerabilidad
Fonte: Rev. baiana enferm;29(4), 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Enfermeiros estão sob risco de acidente ocupacional biológico por sua proximidade ao corpo adoecido de pacientes.Este estudo objetivou descrever os conteúdos relacionados aos acidentes ocupacionais biológicos e às práticas protetoras adotadas por enfermeiros presentes em suas representações sociais sobre a vulnerabilidade. Utilizou-se o referencial das Representações Sociais. Foram entrevistados 30 enfermeiros que cuidavam de pessoas que viviam com HIV/Aids. Utilizou-se a análise de conteúdo temática instrumentalizada pelo software NVivo 9. Os conteúdos representacionais revelaram a existência de desespero, pânico e solidão diante do acidente. A naturalização dos procedimentos e o desenvolvimento de resistência em utilizar os equipamentos de proteção individual são aspectos do processo de constituição das representações. Quanto às práticas protetoras, a sinalização do diagnóstico do paciente e o uso exagerado dos equipamentos emergiram nos discursos. Concluiu-se que, embasados em sua percepção acerca da própria vulnerabilidade, os enfermeiros planejam alternativas para proteger-se e as justificam,atribuindo-lhes sentido.

Nurses are at risk of biological occupational accidents because of their proximity to the body ill patients. This studyaimed to describe the content related to biological occupational accidents and protective practices present in thesocial representations of the vulnerability elaborated by nurses who care for people living with HIV/AIDS. We usedthe benchmark of Social Representations. We interviewed 30 nurses caring for HIV/AIDS people. Content analysisin NVivo 9 software was performed. The contents of the representations revealed the existence of despair, panic and loneliness by the accident. The naturalization procedures and resistance to use the personal protective equipment areaspects of the constitution process of the representations. As the protective practices, signaling the patient's diagnosisand overuse of equipment emerged in speeches. It concluded that, based on their perception of their own vulnerability,nurses plan alternatives to protect themselves and justify them by giving them meaning.

Enfermeros están en riesgo de accidente de trabajo biológico por su proximidad a los pacientes. Este estudio buscódescribir los contenidos relativos a los acidentes de trabajos biológicos y prácticas de protección presentes em lasrepresentaciones sociales de la vulnerabilidad de enfermeras que cuidavan a personas que vivian con VIH/SIDA. Seutilizó la Teoria de Representaciones Sociales. Entrevistaron a 30 enfermeras que cuidavam de personas com VIH/SIDA. Realizóse analise de contenido en el NVivo 9 software. Los contenidos estuvieron relativos a la desesperación,el pánico y la soledad por el accidente. Los procedimientos de naturalización y resistencia a utilizar el equipode protección personal son aspectos de la constituición de la representación. Como prácticas de protección, laseñalización diagnóstica y uso excesivo de los equipos del protección surgieron. Llegó a la conclusión; basada en lapercepción de su propia vulnerabilidad, enfermeras planificar alternativas para protegerse a sí mismos, dándolessignificado.
Descritores: Acidentes de Trabalho
Vulnerabilidade em Saúde
Profissionais de Enfermagem
-Percepção
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  2 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1120453
Autor: Silva, Lucineide Santos.
Título: Vulnerabilidade ao HIV/Aids entre homens e mulheres de 50 a 59 anos / Vulnerability to HIV / AIDS among men and women aged 50 to 59 years.
Fonte: Salvador; s.n; 2006. 111P p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal da Bahia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (aids) tem acometido progressivamente homens e mulheres que estão na faixa etária de 50 a 59 anos. Neste sentido, é importante conhecer as representações sociais dessas pessoas, para melhor compreender suas vulnerabilidades à infecção pelo HIV e o modo como agem diante desta epidemia. Este estudo pautou-se nos seguintes objetivos: identificar situações de vulnerabilidade em relação ao HIV/aids entre homens e mulheres de 50 a 59 anos, soropositivos(as) e soronegativos(as); apreender as representações sociais desses sujeitos sobre aids e, conhecer as implicações das representações sociais para aids na vulnerabilidade desses indivíduos. O estudo é quantiqualitativo, com abordagem multimétodos, fundamentado na Teoria das Representações Sociais, gênero, geração e no conceito de vulnerabilidade proposto por Mann. A pesquisa foi desenvolvida em Salvador/BA, tendo como sujeitos 85 homens e mulheres com 50 a 59 anos, soropositivos(as) e soronegativos(as) para o HIV, que compareceram entre os meses de dezembro/2005 a abril/2006 ao Centro de Referência Estadual em IST e aids. Os dados foram coletados através do Teste de Associação Livre de Palavras (TALP) e da entrevista semiestruturada, sendo os mesmos submetidos a análise fatorial de correspondência (AFC) e a análise de conteúdo temática, respectivamente. Para o TALP foram utilizados cinco estímulos indutores: aids, sexo, sexualidade, práticas sexuais e vulnerabilidade ao HIV/aids. As respostas foram processadas no software Tri-Deux-Mots, com as seguintes variáveis: sexo, opção sexual, escolaridade, idade, religião e condição sorológica para o HIV. A AFC demonstrou que só houve significância na oposição de respostas para as variáveis sexo e opção sexual. Na análise, evidenciou-se que os homens destacaram um aspecto social relacionado a aids ("preconceito"), enquanto que as mulheres enfatizaram os desconfortos orgânico e psicológico ("doença contagiosa" e "doença ruim"). Para os indivíduos que se declararam homossexuais e bissexuais, a aids remete aos aspectos negativos da doença, uma vez que esta é uma "doença contagiosa", "incurável", "ruim" e que causa "preocupação". Os condicionantes de gênero e geracionais foram identificados nas representações sociais para o sexo, sexualidade e práticas sexuais, sendo estes representados por elas como "normal" e para eles como "prazer". A soropositividade para o HIV representa para as mulheres o fim das atividades sexuais, entretanto, para os homens, não traz muitas repercussões na esfera da sexualidade. Grande parte dos sujeitos reconheceu o risco do "sexo desprotegido" e a importância da utilização da "camisinha". Constatou-se que a maioria dos soronegativos não se percebe vulnerável ao HIV/aids, sobretudo, por considerar que esta é uma "doença de jovens". As principais situações de vulnerabilidade ao HIV identificadas pelos sujeitos foram o excesso de confiança no(a) parceiro(a), a dificuldade de inserir o preservativo nas relações estáveis, relações sexuais desprotegidas com a "mulher da rua" e/ou com a "mulher de rua" e a participação em orgias. Diante dos achados, reafirma-se a importância das implicações das representações sociais na vulnerabilidade dos indivíduos que se encontram com idade entre 50 a 59 anos, sobretudo, para subsidiar atividades educativas e a formulação de políticas públicas para a prevenção e o controle da epidemia de HIV/aids nessa faixa etária.(AU)
Descritores: Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
HIV
Vulnerabilidade Social
Vulnerabilidade em Saúde
-Educação em Saúde
Promoção da Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR342.1 - Biblioteca Universitária de Saúde


  3 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-962912
Autor: Barbosa, Keylla Talitha Fernandes; Costa, Kátia Neyla de Freitas Macêdo; Pontes, Maria de Lourdes de Farias; Batista, Patrícia Serpa de Souza; Oliveira, Fabiana Maria Rodrigues Lopes de; Fernandes, Maria das Graças Melo.
Título: Aging and individual vulnerability: a panorama of older adults attended by the family health strategy / El envejecimiento y la vulnerabilidad individual: un panorama de los ancianos asociados a la estrategia de salud familiar / Envelhecimento e vulnerabilidade individual: um panorama dos idosos vinculados à estratégia saúde da família
Fonte: Texto & contexto enferm;26(2):e2700015, 2017. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: identifying conditions of individual vulnerability in older adults and investigating the relationship with health indicators through a household survey. Method: a descriptive cross-sectional study conducted with 368 older adults attended by the Family Health Strategy. Data collection was performed through a structured interview, supported by instruments that include sociodemographic characterization, health indicators and the Vulnerable Elders Survey. A descriptive data analysis and Person's chi-square test were also performed. Results: a prevalence of 52.2% individual vulnerability was found among older adults, in addition to an association with health problems, negative self-perception of health, difficulty with mobility and in performing activities of daily living. Conclusion: identifying vulnerability among the aged population is a relevant initiative for the adequacy of health policies and programs that prioritize the promotion of aging with the maintenance of functional capacity.

RESUMEN Objetivo: identificar las condiciones de vulnerabilidad individuales en los ancianos y investigar la relación con los indicadores de salud a través de una encuesta de hogares. Método: diseño descriptivo, transversal, realizado con 368 ancianos asistidos por la Estrategia Salud de la Familia. La recolección de datos se realizó a través de una entrevista estructurada, con el apoyo de instrumentos, incluyendo los indicadores sociodemográficos, de salud y Vulnerable Elderly Survey. También llevó a cabo el análisis descriptivo y la prueba de chi-cuadrado de Pearson. Resultados: existe una prevalencia de 52,2% de la vulnerabilidad individual entre los ancianos, así como una asociación con problemas de salud, la salud autopercepción negativa, dificultad en la movilidad y el desempeño de las actividades de la vida diaria. Conclusión: la vulnerabilidad de la identificación de los ancianos es una iniciativa importante para la adecuación de las políticas y programas de salud que se centran en la promoción del envejecimiento con el mantenimiento de la capacidad funcional.

RESUMO Objetivo: identificar as condições de vulnerabilidade individual em idosos e investigar a relação com os indicadores de saúde por meio de um inquérito domiciliar. Método: delineamento descritivo, de corte transversal, realizado com 368 idosos atendidos pela Estratégia Saúde da Família. A coleta de dados deu-se através de entrevista estruturada, subsidiada por instrumentos que incluem a caracterização sociodemográfica, indicadores de saúde e o Vulnerable Elderly Survey. Realizou-se, ainda, a análise descritiva dos dados e o teste qui-quadrado de Pearson. Resultados: há prevalência de 52,2% de vulnerabilidade individual entre os idosos, além de uma associação com problemas de saúde, autopercepção negativa de saúde, dificuldade na mobilidade e no desempenho de atividades da vida diária. Conclusão: a identificação da vulnerabilidade entre a população idosa é uma iniciativa relevante para a adequação de políticas e programas de saúde que priorizem a promoção do envelhecimento com manutenção da capacidade funcional.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Enfermagem
Vulnerabilidade em Saúde
Limites: Humanos
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  4 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Mello, Débora Falleiros de
Texto completo
Id: biblio-991752
Autor: Wolkers, Paula Carolina Bejo; Pina, Juliana Coelho; Wernet, Monika; Furtado, Maria Cândida de Carvalho; Mello, Débora Falleiros de.
Título: Children with diabetes mellitus type 1: vulnerability, care and access to health / Niños con diabetes mellitus tipo 1: vulnerabilidad, cuidado y acceso a la salud / Crianças com diabetes mellitus tipo 1: vulnerabilidade, cuidado e acesso à saúde
Fonte: Texto & contexto enferm;28:e20160566, 2019.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to investigate the trajectory and follow-up of the health of children with diabetes mellitus type 1 in regard to the attention given by the different public health services and the relationships between the services, the child and their families, from the perspective of mothers and caregivers. Method: qualitative study with inductive thematic analysis, based on the theoretical references of vulnerability and health care networks, from in-depth interviews with 56 mothers or caregivers, in two Brazilian public health services. Results: reports marked by sufferings, challenges and notes show the centrality in the disease, fragile access, little resolution, insecurity in urgent and emergency situations and superficial bond with insufficient support to the family, and fragmentation. The specialized care is characterized by trust, the bond and the efforts to prevent the use of other health services. Conclusion: families and children are exposed to vulnerable circumstances in the longitudinal follow-up, with consequent distancing of network care. Thus, they indicate the need to expand the integration of care, intersectoral actions, social participation and coordination of care networks, in search of greater access and inclusion. Therefore, there are implications with political and financial efforts to advance access to comprehensive care and reduce vulnerabilities.

RESUMEN Objetivo: investigar la trayectoria y seguimiento de la salud de niños con diabetes mellitus tipo 1 en lo que concierne a la atención prestada por los diferentes servicios públicos de salud y las relaciones entre los servicios, el niño y sus familias, en la perspectiva de madres y cuidadores. Método: estudio cualitativo con análisis temático inductivo, basado en los referenciales teóricos de la vulnerabilidad y redes de atención a la salud, a partir de entrevistas en profundidad con 56 madres o cuidadores, en dos servicios públicos de salud brasileños. Resultados: relatos marcados por sufrimientos, desafíos y apuntes muestran la centralidad en la enfermedad, el acceso frágil, poco resolutivo, la inseguridad en las situaciones de urgencia y de emergencia y el vínculo superficial con insuficiente amparo a la familia, la fragmentación. La atención especializada se caracteriza por la confianza, el vínculo y los esfuerzos para evitar la utilización de otros servicios de salud. Conclusión: las familias y los niños están expuestos a circunstancias vulnerables en el seguimiento longitudinal, con consecuente distanciamiento del cuidado en red. Así, indican la necesidad de ampliar la integración de los cuidados, las acciones intersectoriales, la participación social y la coordinación de las redes de atención, en busca de mayor acceso e inclusión. Por lo tanto, hay implicaciones con esfuerzos políticos y financieros para avances en el acceso al cuidado integral y reducción de vulnerabilidades.

RESUMO Objetivo: investigar a trajetória e seguimento da saúde de crianças com diabetes mellitus tipo 1 no que concerne à atenção prestada pelos diferentes serviços públicos de saúde e as relações entre os serviços, a criança e suas famílias, na perspectiva de mães e cuidadores. Método: estudo qualitativo com análise temática indutiva, baseado nos referenciais teóricos da vulnerabilidade e redes de atenção à saúde, a partir de entrevistas em profundidade com 56 mães ou cuidadores, em dois serviços públicos de saúde brasileiros. Resultados: relatos marcados por sofrimentos, desafios e apontamentos mostram a centralidade na doença, o acesso frágil, pouco resolutivo, a insegurança nas situações de urgência e de emergência, o vínculo superficial com insuficiente amparo à família, e a fragmentação. A atenção especializada é caracterizada pela confiança, pelo vínculo e pelos esforços para evitar a utilização de outros serviços de saúde. Conclusão: as famílias e crianças estão expostas à circunstâncias vulneráveis no seguimento longitudinal, com consequente distanciamento do cuidado em rede. Assim, indicam a necessidade de ampliar a integração dos cuidados, as ações intersetoriais, a participação social e a coordenação das redes de atenção, em busca de maior acesso e inclusão. Portanto, há implicações com esforços políticos e financeiros para avanços no acesso ao cuidado integral e redução de vulnerabilidades.
Descritores: Criança
Doença Crônica
Diabetes Mellitus Tipo 1
Atenção à Saúde
Vulnerabilidade em Saúde
Limites: Humanos
Criança
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  5 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1004799
Autor: Veloso, Caique; Monteiro, Claudete Ferreira de Souza.
Título: Consumption of alcohol and tobacco by women and the occurrence of violence by intimate partner / Consumo de alcohol y tabaco por mujeres y la ocurrencia de violencia por conpañero íntimo / Consumo de álcool e tabaco por mulheres e a ocorrência de violência por parceiro íntimo
Fonte: Texto & contexto enferm;28:e20170581, 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Objective: to analyze the consumption of alcohol and tobacco by women and the occurrence of intimate partner violence against women. Method: a cross-sectional and analytical study with 369 women in the age group of 20 to 59 years, attended in Basic Health Units of five municipalities of Piaui, Brazil. The instruments used in data collection were Alcohol Use Disorders Identification Test, Non-Student Drugs Use Questionnaire and Revised Conflict Tactics Scales. Data were analyzed according to descriptive statistics and bivariate analysis with Pearson's chi-square test and logistic regression. Results: the overall prevalence of intimate partner violence against women was 64.0%, 61.5% of whom were victims of psychological aggression, 33.6% of physical abuse and 17.1% of sexual coercion. In addition, 50.1% and 17.9% of the women reported alcohol and tobacco consumption, respectively, which were statistically associated with the occurrence of intimate partner violence. Alcohol consumption increased by 2.15 times the chance of intimate partner raping (p=0.001, 95% CI=1.37-3.38), while smoking increased this chance by 2.04 times (p=0.038, 95% CI=1.04-4.00). Conclusion: high prevalence of alcohol and tobacco use by women and intimate partner violence were identified. In addition, it was found that the consumption of these substances by women is a risk factor associated with the occurrence of intimate partner violence in the female universe.

RESUMEN Objetivo: analizar el consumo de alcohol y tabaco por mujeres y la ocurrencia de violencia por conpañero íntimo contra la mujer. Método: estudio transversal y analítico, realizado con 369 mujeres en el grupo de edad de 20 a 59 años, atendidas en Unidades Básicas de Salud de cinco municipios piauienses. Los instrumentos utilizados en la recolección de datos fueron: Alcohol Use Desorders Identification Test, No-Student Drugs Use Questionnaire y Revised Conflict Tactics Scales. Los datos fueron analizados según estadística descriptiva y análisis bivariado con prueba qui-cuadrada de Pearson y regresión logística. Resultados: la prevalencia global de violencia por conpañero íntimo contra la mujer fue del 64,0%, siendo que el 61,5% de la muestra fue víctima de agresión psicológica, el 33,6% de abuso físico y el 17,1% de la coerción sexual. Además, el 50,1% y el 17,9% de las mujeres refirieron el consumo de alcohol y tabaco, respectivamente, los cuales se asociaron estadísticamente a la ocurrencia de violencia por conpañero íntimo. El consumo de alcohol aumentó en 2,15 veces la probabilidad de que la mujer fuera violada por el conpañero íntimo (p= 0,001, IC 95%=1,37-3,38), mientras que el consumo de tabaco aumentó tal posibilidad en 2,04 veces (p=0,038, IC 95%=1,04-4,00). Conclusión: se identificaron elevadas prevalencias de consumo de alcohol y tabaco por mujeres y de violencia por conpañero íntimo. Además, se constató que el consumo de esas sustancias por mujeres figura como factor de riesgo asociado a la ocurrencia de violencia por conpañero íntimo en el universo femenino.

RESUMO Objetivo: analisar o consumo de álcool e tabaco por mulheres e a ocorrência de violência por parceiro íntimo contra a mulher. Método: estudo transversal e analítico, realizado com 369 mulheres na faixa etária de 20 a 59 anos, atendidas em Unidades Básicas de Saúde de cinco municípios piauienses. Os instrumentos utilizados na coleta de dados foram: Alcohol Use Desorders Identification Test, Non-Student Drugs Use Questionnaire e Revised Conflict Tactics Scales. Os dados foram analisados segundo estatística descritiva e análise bivariada com teste qui-quadrado de Pearson e regressão logística. Resultados: a prevalência global de violência por parceiro íntimo contra a mulher foi de 64,0%, sendo que 61,5% da amostra foi vítima de agressão psicológica, 33,6% de abuso físico e 17,1% de coerção sexual. Ademais, 50,1% e 17,9% das mulheres referiram o consumo de álcool e de tabaco, respectivamente, os quais se associaram estatisticamente à ocorrência de violência por parceiro íntimo. O consumo de álcool aumentou em 2,15 vezes a chance da mulher ser violentada pelo parceiro íntimo (p=0,001; IC 95%=1,37-3,38), enquanto o consumo de tabaco aumentou tal chance em 2,04 vezes (p=0,038; IC 95%=1,04-4,00). Conclusão: foram identificadas elevadas prevalências de consumo de álcool e tabaco por mulheres e de violência por parceiro íntimo. Além disso, constatou-se que o consumo dessas substâncias por mulheres figura como fator de risco associado à ocorrência de violência por parceiro íntimo no universo feminino.
Descritores: Tabagismo
Mulheres
Alcoolismo
Violência contra a Mulher
Gênero e Saúde
Vulnerabilidade em Saúde
Violência por Parceiro Íntimo
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Responsável: BR17.1 - Biblioteca Setorial Centro de Ciências da Saúde (BSCCSM)


  6 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Id: biblio-1124833
Autor: Gonçalves de Castro, Gisélia; Berti Roldi, Gabriella; Gonçalves Silva de Mattos, Juliana; Arnet Fernández, Yadira; Alves Figueiredo, Glória Lúcia.
Título: Enfrentamiento materno en niños con discapacidad / Maternal behavior in children with disabilities
Fonte: Gac. méd. espirit;22(2):30-41, mayo.-ago. 2020.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Fundamento: Hacer frente al diagnóstico de discapacidad de un niño puede causar una situación de vulnerabilidad emocional familiar que requiere tiempo y depende de estrategias de ayuda externa e interna y del contexto familiar. Objetivo: Analizar el enfrentamiento de las madres después del diagnóstico de discapacidad del niño. Metodología: Estudio transversal, exploratorio y cualitativo. Veinte madres de niños con discapacidades neurológicas se inscribieron en la clínica ambulatoria de la universidad en un municipio de Minas Gerais. Se realizaron entrevistas semiestructuradas sobre el proceso de enfrentamento y el análisis de contenido temático de la información. Resultados: Los informes destacaron la frustración, la culpa y la responsabilidad materna, agravados por las dificultades de adaptación a las limitaciones físicas de los niños, por la falta de apoyo y preparación técnica de los servicios y profesionales de la salud. Sin embargo, el apoyo familiar y la espiritualidad promovieron la aceptación, el apoyo y el aliento. Además de la capacitación técnica, las creencias religiosas maternas trajeron nuevas perspectivas a la atención. Conclusión: Es necesario promover una red de relaciones entre madres y miembros de la familia en la misma situación, a fin de garantizar un desarrollo infantil saludable e inclusivo, especialmente cuando los servicios y las políticas públicas son insuficientes.

ABSTRACT Background: To face the diagnosis of the disability of a child can cause a situation of family emotional vulnerability that requires time and depends on external and internal help strategies and the family context. Objective: To analyze the behavior of mothers after the diagnosis of the disability of the child. Methodology: Cross-sectional, exploratory and qualitative study. Twenty mothers of children with neurological disabilities were enrolled in the university outpatient clinic in a municipality of Minas Gerais. Semi-structured interviews were carried out on the confrontation process and the analysis of thematic content of the information. Results: The reports highlighted maternal frustration, guilt and responsibility, aggravated by difficulties in adapting to the physical limitations of children, by the lack of support and technical preparation of health services and professionals. However, family support and spirituality promoted acceptance, support, and encouragement. In addition to technical training, maternal religious beliefs brought new perspectives to attention. Conclusion: It is necessary to promote a network of relationships between mothers and family members in the same situation, in order to guarantee healthy and inclusive child development, especially when services and public policies are insufficient.
Descritores: Apoio Social
Crianças com Deficiência
Vulnerabilidade em Saúde
-Adaptação Psicológica
Responsável: CU420.1 - Centro Provincial de Información de Ciencias Médicas de Sancti Spiritus


  7 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Spíndola, Thelma
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1122747
Autor: Spindola, Thelma; Santana, Rosana Santos Costa; Costa, Cristiane Maria Amorim; Martins, Elizabeth Rose Costa; Moerbeck, Nathália Trindade; Abreu, Thuany de Oliveira.
Título: Não vai acontecer: percepção de universitários sobre práticas sexuais e vulnerabilidade às infecções sexualmente transmissíveis / It won't happen: college students' perception of sexual practices and vulnerability to sexually transmitted infections / No sucederá: la percepción de los estudiantes universitarios sobre las prácticas sexuales y la vulnerabilidad a las infecciones de transmisión sexual
Fonte: Rev. enferm. UERJ;28:e49912, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: identificar as práticas sexuais de jovens universitários em seus relacionamentos afetivos e analisar a percepção dos estudantes em relação à vulnerabilidade às Infecções Sexualmente Transmissíveis. Método: estudo descritivo, qualitativo, realizado em 2016, no Rio de Janeiro, com 30 universitários, ambos os sexos, faixa etária 18 - 29 anos, que participaram de grupos focais. Dados discursivos foram analisados com auxílio do software NVivo 9 e técnica de análise de conteúdo. Respeitaram-se os procedimentos éticos de pesquisa envolvendo seres humanos. Resultados: na análise, emergiram duas categorias: As práticas sexuais dos universitários nos tempos atuais; Os jovens e a percepção de vulnerabilidade às IST. Os jovens vivenciam a sexualidade com liberdade no tocante à identidade de gênero, expressão de gênero e orientação sexual, estabelecendo uma pluralidade de relacionamentos e parceiros. Os estudantes se reconhecem como um grupo vulnerável. Conclusão: as condutas sexuais dos universitários os deixam vulneráveis aos agravos de saúde, como as infecções sexualmente transmissíveis.

Objective: to identify the sexual practices of young university students in their affective relationships and to analyze how they perceive their vulnerability to sexually transmitted infections. Method: this qualitative, descriptive study was carried out in 2016 in Rio de Janeiro, with 30 university students of both sexes, aged 18-29 years, who participated in focal groups. Discourse data were analyzed using the NVivo 9 software and content analysis technique. The ethics of research procedures involving human beings were respected. Results: two categories emerged in the analysis: present-day sexual practices of university students; young people and perception of vulnerability to STIs. Young people experience sexuality freely as regards gender identity, gender expression and sexual orientation, and establish a plurality of relationships and partners. Students recognize themselves to be a vulnerable group. Conclusion: university students' sexual conduct leaves them vulnerable to health problems, such as sexually transmitted infections.

Objetivo: identificar las prácticas sexuales de jóvenes universitarios en sus relaciones afectivas y analizar cómo perciben su vulnerabilidad a las infecciones de transmisión sexual. Método: estudio cualitativo, descriptivo, realizado en 2016 en Río de Janeiro, con 30 estudiantes universitarios de ambos sexos, de 18 a 29 años, que participaron en grupos focales. Los datos del discurso se analizaron utilizando el software NVivo 9 y la técnica de análisis de contenido. Se respetó la ética de los procedimientos de investigación con seres humanos. Resultados: en el análisis surgieron dos categorías: prácticas sexuales actuales de estudiantes universitarios; jóvenes y percepción de vulnerabilidad a las ITS. Los jóvenes experimentan libremente la sexualidad en cuanto a identidad de género, expresión de género y orientación sexual, y establecen una pluralidad de relaciones y parejas. Los estudiantes se reconocen a sí mismos como un grupo vulnerable. Conclusión: la conducta sexual de los estudiantes universitarios los deja vulnerables a problemas de salud, como infecciones de transmisión sexual.
Descritores: Comportamento Sexual
Estudantes
Universidades
Doenças Sexualmente Transmissíveis
Vulnerabilidade em Saúde
-Percepção
Brasil
Epidemiologia Descritiva
Sexualidade
Pesquisa Qualitativa
Sexo sem Proteção
Identidade de Gênero
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  8 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Bertolozzi, Maria Rita
Texto completo
Id: biblio-1125585
Autor: Torrez, Pasesa Pascuala Quispe; Bertolozzi, Maria Rita; França, Francisco Oscar de Siqueira.
Título: Vulnerabilities and clinical manifestations in scorpion envenomations in Santarém, Pará, Brazil: a qualitative study / Vulnerabilidades e manifestações clínicas em envenenamentos por escorpiões em Santarém, Pará, Brasil: estudo qualitativo / Vulnerabilidades y manifestaciones clínicas en envenenamiento de escorpiones en Santarém, Pará, Brasil: estudio cualitativo
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;54:e03579, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: To describe elements of vulnerabilities and clinical manifestations of the victims of scorpionism in Santarem-Pará. Method: Quantitative and qualitative study with a theoretical framework of Twenty-eight patients stung by scorpions were interviewed by applying a semi-structured instrument. Data were analyzed according to the technique of discourse analysis. Results: Seventeen patients (60.7%) were male and eight (28.6%) were illiterate. Twenty-two (78.5%) patients were small farmers. This study revealed that these patients had an important individual, social and programmatic vulnerability. Interviews revealed limited knowledge about prevention and first aid after the envenomation. Programmatic vulnerability is highlighted because there is difficulty in accessing health services due to the great geographical extension of the Amazon region and also a lack of experience of the health care workers in caring for scorpion sting victims. Conclusion: This research accurately reveals previously described neuromuscular and sensory nervous system disorders in these victims of scorpionism. As far as we know, this is the first study that addresses the vulnerability of scorpionism using qualitative methodology.

Resumo Objetivo: Descrever elementos de vulnerabilidades e manifestações clínicas das vítimas de escorpionismo em Santarém-Pará. Método: Estudo quantitativo e qualitativo, com referencial teórico de 28 pacientes picados por escorpiões, foram entrevistados mediante aplicação de instrumento semiestruturado. Os dados foram analisados ​​de acordo com a técnica de análise de discurso. Resultados: Dezessete pacientes (60,7%) eram do sexo masculino e oito (28,6%) eram analfabetos. Vinte e dois (78,5%) pacientes eram pequenos agricultores. O estudo revelou que esses pacientes apresentavam uma importante vulnerabilidade individual, social e programática. As entrevistas revelaram conhecimento limitado sobre prevenção e primeiros socorros após o envenenamento. A vulnerabilidade programática é destacada porque há dificuldade no acesso aos serviços de saúde devido à grande extensão geográfica da região amazônica e também à falta de experiência dos profissionais de saúde no atendimento às vítimas de picadas de escorpião. Conclusão: Esta pesquisa revela com precisão os distúrbios neuromusculares e sensoriais do sistema nervoso descritos anteriormente nessas vítimas de escorpionismo. Até onde sabemos, este é o primeiro estudo que aborda a vulnerabilidade do escorpionismo usando metodologia qualitativa.

Resumen Objetivo: Describir los elementos de vulnerabilidades y manifestaciones clínicas de las víctimas del escorpionismo en Santarem-Pará. Método: Estudio cuantitativo y cualitativo, con marco teórico de veintiocho pacientes picados por escorpiones, que fueron entrevistados mediante la aplicación de un instrumento semiestructurado. Los datos fueron analizados de acuerdo con la técnica de análisis del discurso. Resultados: Diecisiete pacientes (60.7%) eran hombres y ocho (28.6%) eran analfabetos. Veintidós (78,5%) pacientes eran pequeños agricultores. Este estudio reveló que estos pacientes tenían una importante vulnerabilidad individual, social y programática. Las entrevistas revelaron el reduzido conocimiento sobre la prevención y primeros auxilios después del envenenamiento. La vulnerabilidad programática se destaca porque hay dificultades para acceder a los servicios de salud debido a la gran extensión geográfica de la región amazónica y también la falta de experiencia de los trabajadores de salud en el cuidado de las víctimas de picaduras de escorpiones. Conclusión: Esta investigación eviencio con exactitud los trastornos neuromusculares y sensoriales del sistema nervioso descritos anteriormente en estas víctimas del escorpionismo. Hasta donde sabemos, este es el primer estudio que aborda la vulnerabilidad del escorpionismo utilizando la metodología cualitativa.
Descritores: Vulnerabilidade em Saúde
Picadas de Escorpião
-Enfermagem em Saúde Pública
Pesquisa Qualitativa
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Idoso
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  9 / 351 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-787798
Autor: Furtado, Francisca Marina de Souza Freire; Santos, José Anderson Galdino; Loredanna, Stedile; Araújo, Eunice; Saldanha, Ana Alayde Werba; Silva, Josevânia da.
Título: 30 years later: Social Representations about AIDS and sexual practices of rural towns residents / 30 años después: Representaciones Sociales acerca del Sida y prácticas sexuales de residentes en ciudades rurales / Percepção de docentes de enfermagem sobre o cuidado: uma construção heideggeriana
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;50(spe):74-80
Idioma: en; pt.
Resumo: In the 30 years of the AIDS pandemic in Brazil, it is recognized the HIV virus internalization of the phenomenon as a challenge to care and current health policies. In this sense, it aimed to verify sex practices and social representations that rural towns residents have about the disease. Attended by 789 people, men and women, between 18 and 90 years old, residents in 41 towns with fewer than 11,000 inhabitants in the state of Paraiba / Brazil. Data were collected by a questionnaire and the free association of words test. The results showed low concern about disease, perception of invulnerability to HIV infection and not using condoms during sexual intercourse, and confidence in the major reason related partner. Also showed endure derogatory and stereotypical representations, revealing that still persist in rural areas, beliefs and representations concerning the beginning of the epidemic. From these findings, it is possible to point out deficiencies in the care provided by the health services in these localities, which may result in increased vulnerability of this population to diseases, so there is the need to intensify information campaigns and intervention. The results reveal the existence of three different types of modes of learning health literacy skills in informal context: : i) learning that takes place in action, in achieving daily tasks; ii) learning processes that result from problem solving; iii) learning that occurs in an unplanned manner, resulting from accidental circumstances and, in some cases, devoid of intentionality.

En los 30 años de pandemia de Sida en Brasil, se reconoce el fenómeno de la interiorización del virus VIH como un desafío al ciudadano y a las políticas de salud actuales. En este sentido, se objetivó conocer a prácticas sexuales y a las representaciones sociales que residentes en ciudades rurales tienen acerca de la enfermedad. Participaron 789 personas, hombres y mujeres, entre 18 y 90 años de edad, residentes en 41 ciudades con menos de 11.000 habitantes en el estado de Paraíba/ Brasil. Los datos fueran recolectados por medio de un cuestionario y el test de asociación libre de palabras. Los resultados demuestran una baja preocupación con la enfermedad, percepción de invulnerabilidad a la contaminación por el VIH y el no uso de preservativos en las relaciones sexuales, siendo la confianza en la pareja la principal razón relacionada. También mostraron perdurar representaciones de naturaleza peyorativa y estereotipada, revelando que aún perduran en el medio rural, creencias y representaciones referentes al inicio de la epidemia. A partir de tales hallados es posible apuntar deficiencias en términos de cuidados ofrecidos por los servicios de salud en estas localidades, lo que puede resultar en mayores vulnerabilidades de esa población a la enfermedad, habiendo así la necesidad de la intensificación de campañas de información e intervención.

Nos 30 anos da pandemia da Aids no Brasil, reconhece-se o fenômeno da interiorização do vírus HIV como um desafio ao cuidado e às politicas de saúde atuais. Neste sentido, objetivou-se conhecer práticas sexuais e as representações sociais que residentes de cidades rurais têm acerca da doença. Participaram 789 pessoas, homens e mulheres, entre 18 e 90 anos de idade, residentes em 41 cidades com menos de 11.000 habitantes no estado da Paraíba/Brasil. Os dados foram coletados por um meio de um questionário e o teste de associação livre de palavras. Os resultados mostraram baixa preocupação com doença, percepção de invulnerabilidade à contaminação pelo HIV e o não uso do preservativo nas relações sexuais, sendo a confiança no parceiro o principal motivo relacionado. Também mostraram perdurar representações de natureza pejorativa e estereotipada, revelando que ainda perduram, no meio rural, crenças e representações referentes ao início da epidemia. A partir de tais achados, é possível apontar deficiências em termos de cuidados oferecidos pelos serviços de saúde nestas localidades, o que pode resultar em maiores vulnerabilidades dessa população ao adoecimento, havendo assim a necessidade da intensificação de campanhas de informação e intervenção.
Descritores: População Rural
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
Vulnerabilidade em Saúde
-Comportamento Sexual
Pesquisa Qualitativa
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  10 / 351 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1118881
Autor: Koopmans, Fabiana Ferreira; Daher, Donizete Vago; Faria, Magda Guimarães de Araujo; Paula, Hermes Cândido de; Cursino, Emília Gallindo.
Título: Habitus no cuidado à população de rua: um estudo etnográfico / Habitus in caring for the street population: an ethnographic study / El habitus en el cuidado de las personas sin hogar: un estudio etnográfico
Fonte: Online braz. j. nurs. (Online);17(4), dez. 2018. ilus.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: OBJETIVO: Analisar os elementos constituintes do habitus de profissionais de saúde pertencentes a duas equipes de Consultório na Rua, localizadas na zona oeste do município do Rio de Janeiro. MÉTODO: Estudo etnográfico, com realização de entrevistas, questionários e observação etnográfica. Os dados foram analisados segundo o conceito de habitus, proposto por Pierre Bourdieu. RESULTADO: Alguns elementos relacionados especificamente a estes profissionais foram semelhantes nas duas equipes, como trajetória profissional, percepção de suas práticas de cuidado e vinculação com populações vulneráveis. Discussão: Pode-se afirmar que estes profissionais possuem antecedentes que os fazem defender esse espaço de cuidado e tornam-se importantes para o desenvolvimento de suas práticas, como um habitus cultivado. CONCLUSÃO: A trajetória pessoal e profissional de todos os profissionais que participaram do estudo, somados à postura e à percepção sobre suas práticas foram determinantes na construção das práticas singulares de cuidado realizadas junto à população de rua.

OBJECTIVE: To analyze the constituent elements of health professionals' habitus belonging to two teams of Street Clinic, located in the west of city of Rio de Janeiro. METHOD: An ethnographic study, with interviews, questionnaires and ethnographic observation. Data was analyzed according to the concept of habitus proposed by Pierre Bourdieu. RESULT: Some elements specifically related to these professionals were similar in both teams, such as professional trajectory, perception of their care practices and linkage with vulnerable populations. Discussion: It can be said that these professionals have antecedents that make them defend this space of care and become important for the development of their practices, as a cultivated habitus. CONCLUSION: The personal and professional trajectory of all the professionals who participated in the study, added to the posture and the perception about their practices were decisive in the construction of singular care practices performed with the street population.

OBJETIVO: Analizar los elementos constitutivos del habitus de profesionales de la salud pertenecientes a dos equipos de Consultorio en la Calle, ubicados en el oeste de la ciudad de Río de Janeiro. MÉTODO: Estudio etnográfico, con entrevistas, cuestionarios y observación etnográfica. Los datos se analizaron según el concepto de habitus propuesto por Pierre Bourdieu. RESULTADO: Algunos elementos relacionados específicamente con estos profesionales fueron similares en ambos equipos, como la trayectoria profesional, la percepción de sus prácticas de atención y el vínculo con las poblaciones vulnerables. Discusión: Se puede decir que estos profesionales tienen antecedentes que los hacen defender este espacio de atención y cobrar importancia para el desarrollo de sus prácticas, como habitus cultivado. CONCLUSIÓN: La trayectoria personal y profesional de todos los profesionales que participaron en el estudio, sumada a la postura y la percepción sobre sus prácticas fueron decisivas en la construcción de prácticas de atención singulares realizadas con la población sin hogar.
Descritores: Pessoas em Situação de Rua
Pessoal de Saúde
Vulnerabilidade em Saúde
-Atenção Primária à Saúde
Assistência à Saúde
Antropologia Cultural
Limites: Humanos
Responsável: BR1342.1 - Biblioteca da Escola de Enfermagem BENF



página 1 de 36 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde