Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP3.001.041 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 643 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 65 ir para página                         

  1 / 643 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-773450
Autor: Lyra, Tereza Maciel; Bezerra, Anselmo César Vasconcelos; Albuquerque, Maria do Socorro Veloso de.
Título: Os desafios dos Polos de Desenvolvimento na perspectiva dos atores sociais locais de Goiana, Pernambuco / Challenges of Development Poles in the perspective of local social actors of Goiana, Pernambuco state, Brazil
Fonte: Physis (Rio J.);25(4):1117-1139, out.-dez. 2015. graf.
Idioma: pt.
Resumo: O município de Goiana-PE, marcado por problemas decorrentes do predomínio da monocultura da cana de açúcar, vem nos últimos anos compondo a "Nova Região de Desenvolvimento Econômico do Estado de Pernambuco, Brasil", com a implantação de polos farmacoquímico e automotivo. Neste artigo, analisou-se como os atores locais percebem o atual modelo de desenvolvimento e problematizam suas demandas, a partir da identificação dos problemas socioambientais e das propostas de enfrentamento. Trata-se de um estudo qualitativo, baseado em metodologias participativas com triangulação de dados (análise documental, leitura de paisagem, autodiagnóstico das comunidades e oficinas temáticas). Os resultados apontam para um diagnóstico negativo dos indicadores socioambientais. No saneamento, constataram-se problemas de desigualdades no acesso à água potável para o consumo humano e para esfera produtiva. Na saúde, identificou-se a vulnerabilidade dos trabalhadores e da juventude, agravada pelas deficiências da rede de atenção. Na questão ambiental, diagnosticaram-se os impactos das atividades produtivas, como a carcinocultura, a monocultura e a extração mineral, que geram conflitos entre grupos sociais. Em face disso, concluiu-se que, somado às precariedades já existentes, há o risco de o município de Goiana reproduzir experiências negativas de crescimento econômico sem desenvolvimento com sustentabilidade.

Goiana, in Pernambuco State, marked by problems arising from the dominance of monoculture of sugar cane, has been part in recent years of the "New Economic Development Region of the State of Pernambuco, Brazil", with the implantation of pharmacochemical and automotive centers. It was analyzed how local actors perceive the current development model and problematize their demands, from the identification of social environmental problems and the proposals of coping. This is a qualitative study based on participatory methodologies with data triangulation (document analysis, landscape reading, self-testing communities and thematic workshops). The results point to a negative diagnosis of social and environmental indicators. In sanitation inequalities problems in access to potable water for human consumption and for productive sphere were found. In Health, it was identified the vulnerability of workers and youth, exacerbated by deficiencies in the care network. On environmental issues, the impacts of productive activities were diagnosed, such as carcinoculture, monoculture and mineral extraction, which generate conflicts among social groups. We conclude that, added to existing fragilities, Goiana risks undergoing negative experiences of economic growth without sustainable development.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Brasil
Saúde
Saneamento Básico
Pesquisa Qualitativa
Crescimento e Desenvolvimento
Vulnerabilidade em Saúde
Iniquidade Social
Participação Social
FREEDOMABATTOIRS
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  2 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Venezuela
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-785933
Autor: Azcorra, Hugo; Vázquez-Vázquez, Adriana; Baqueiro Cárdenas, José Enrique; Salazar-Rendón, Juan Carlos.
Título: Crecimiento y estado nutricional de escolares de tres comunidades de yucatán, méxico / Growth and nutritional status of school age children of three communities from yucatan, mexico
Fonte: Arch. latinoam. nutr;66(2):135-141, June 2016. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: En México, el estado nutricional de niños en edad escolar aun es un problema de salud pública, particularmente en el sureste del país en donde las cifras de mala nutrición son alarmantes. El estado de Yucatán, México, presenta una de las prevalencias más altas de desnutrición crónica (talla baja) y sobrepeso/obesidad en la región. El objetivo de este estudio es describir el estado nutricional y de crecimiento de una muestra de niños y niñas escolares (6 a 12 años de edad) en tres comunidades rurales del estado de Yucatán. Entre noviembre y diciembre de 2014 obtuvimos la talla, talla sentado, peso, circunferencia de cintura (CC), pliegue cutáneo tricipital y calculamos la longitud de extremidades inferiores, índice de masa corporal (IMC) y el porcentaje de grasa corporal de una muestra de 144 niños (6-12 años de edad) en tres comunidades de Yucatán. El 14 % de la muestra total presentó talla baja para la edad y el 16 % y 21 % mostró IMC y CC excedidos respectivamente. Estos datos muestran la coexistencia de ambos extremos de la mala nutrición en el contexto de las comunidades estudiadas. Se encontraron diferencias estadísticamente significativas en las medidas de crecimiento y categorías de estado nutricional entre las comunidades. Factores como la producción y comercialización local de alimentos, la migración (rural-urbana, regional e internacional) así como diferencias en inversión en infraestructura de soporte social parecen estar asociados a las variaciones en el estado nutricional y de crecimiento de los escolares estudiados(AU)

In Mexico, the nutritional status of school age children it is still a public health problem, particularly in the country southeast where malnutrition is alarming. Yucatan state, in Mexico, has one of the highest chronic undernutrition (stunting) and overweight/obesity prevalences. The aim of this study was to describe the growth and nutritional status of a sample of school children (6 - 12 years old) from three rural communities in Yucatan. Between November and December 2014 we obtained height, sitting height, weight, waist circumference (WC) and tricipital skinfold, and calculate leg length, body mass index (BMI) and body fat percentage of a sample of 144 children (6 - 12 years old) in three communities in Yucatan. The 14% of the total sample showed low height for age and 16% and 21% showed exceeded BMI and WC respectively. These data show the coexistence of both extremes of malnutrition. Significant differences in measures of growth and nutritional status categories were found between communities. Factors such as the production and merchandising of local foods, migration (rural-to-urban, regional and international) as well as differences in infraestructure investment in social support appear to be associated with variations in the growth and nutritional stattus of school age children analyzed(AU)
Descritores: Composição Corporal
Estado Nutricional
Crescimento e Desenvolvimento
Iniquidade Social
Nutrição da Criança
-Pobreza
Saúde Pública
População Indígena
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: VE557.1 - Biblioteca Fundación Bengoa


  3 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-895600
Autor: Zanotto, Daniele Farina; Assis, Fátima Büchele.
Título: Perfil dos usuários de crack na mídia brasileira: análise de um jornal e duas revistas de edição nacional / Profile of crack users in the Brazilian media: analysis of a national newspaper and two magazines
Fonte: Physis (Rio J.);27(3):771-792, Jul.-Set. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo é uma pesquisa documental com abordagem qualitativa, resultado de uma tese de doutorado, que buscou analisar o perfil dos usuários de crack apresentado por reportagens de um jornal e duas revistas de edição nacional, nos últimos cinco anos. O material encontrado foi submetido à análise textual discursiva. Para acessar o objeto de estudo, nossa base teórica contou com os autores Michel Foucault, Erwin Goffman, Howard Becker e John Thompson, buscando desnaturalizar as maneiras como os discursos sobre os usuários de crack são colocados pela mídia. Os resultados evidenciaram que o discurso veiculado pelos meios de comunicação estudados constrói no senso comum um perfil negativo sobre o usuário de crack, permeado por preconceito e estigma. As reportagens são transmitidas de forma sensacionalista e higienista, dando ênfase ao enfrentamento aos usuários e não somente à droga em si. Conclui que o discurso apresentado é capaz de materializar as representações da classe dominante sobre os usuários de crack e de refletir na forma em que a sociedade convive com eles. Entende-se como classe dominante aquela representada pelo modelo biomédico de cuidado em saúde mental.

Abstract This article is a documentary research with qualitative approach, resulting from a doctoral thesis, which sought to analyze the profile of users of crack presented by newspaper reports and two national edition magazines in the last five years. The material found was submitted to discursive textual analysis. In order to access the study object, our theoretical base was based on Michel Foucault, Erwin Goffman, Howard Becker and John Thompson, seeking to denature the ways in which discourses about crack users are placed by the media. The results showed that the discourse conveyed by the media studied builds a negative profile on the crack user, permeated by prejudice and stigma. The reports are sensationalist and hygienist, emphasizing the confrontation with the users and not only the drug itself. It concludes that the presented discourse is capable of materializing the representations of the ruling class over crack users and of reflecting on the way in which society lives with them. One considers dominant class the one represented by the biomedical model of mental health care.
Descritores: Médicos
Opinião Pública
Brasil
Saúde Mental
Cocaína Crack
Pessoal de Saúde
Meios de Comunicação
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Pesquisa Qualitativa
Iniquidade Social
Usuários de Drogas
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  4 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-588518
Autor: Martínez, Beatriz Bertolaccini; Silva, Fernanda Marcelino da; Veiga, Vinícius Tavares; Custódio, Rodrigo Pereira; Silva, José Vítor da.
Título: Desigualdade social em pacientes renais crônicos / Social inequality in chronic renal patients
Fonte: Rev. Soc. Bras. Clín. Méd;9(3), maio-jun. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: A pobreza influencia a evolução dos pacientes com doenças crônicas porque contribui para o seu agravamento e dificulta o acesso à assistência médica. O objetivo deste estudo foi avaliar os aspectos relacionados à desigualdade social de pacientes em hemodiálise.MÉTODO: Estudo transversal com 123 pacientes em hemodiálise no Hospital Samuel Libânio de Pouso Alegre, MG, divididos,de acordo com a classe econômica, em três grupos: AB (n= 23), C (n = 60) e DE (n = 40). Foram coletados dados sócio-demográficos e econômicos, antecedentes clínicos e informações sobre o acesso a serviços de saúde. Para a análise dos resultados foi utilizada estatística analítica e descritiva. Adotou-se p ? 0,05.RESULTADOS: O grupo AB apresentou menor número de pacientes jovens (4,3% em AB versus 40% em C e 25% em DE; p < 0,05), maior número de indivíduos com mais anos de escolaridade (65,3% em AB versus 18,3% em C e 2,5% em DE; p < 0,05),predomínio de pacientes com menos de um ano em tratamento de hemodiálise (65,2% em AB versus 10% em C e 5% em DE; p < 0,05), menor número de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) (40% em C e 25% em DE versus 4,3% em AB; p < 0,05), maior acesso ao tratamento com nefrologista (73,9% em AB versus 46,7% em C e 52,5 em DE; p < 0,05). CONCLUSÃO: As classes economicamente desfavorecidas agregam indivíduos mais jovens, com menor escolaridade, usuários do Sistema Único de Saúde, com maior tempo em hemodiálise e pior acesso ao tratamento com nefrologista.(AU)

BACKGROUND AND OBJECTIVES: The poverty influence on the evolution of patients with chronic diseases because it contributes to its aggravation and hinders access to health care. Our goal was to evaluate the aspects related to social inequality on hemodialysis patients.METHOD: Cross-sectional study with 123 patients on hemodialysisin Samuel Libânio Hospital, Pouso Alegre, MG, divided according to the economic class, into 3 groups: AB (n = 23), C (n = 60) and DE (n = 40). Were collected socio-demographic and economic data, clinical background and information aboutaccess to health services. For analysis of the results has been usedanalytical and descriptive statistical. A p-value of less than 0.05was considered statistically significant.RESULTS: The AB group has fewer young patients (4,3% in ABvs 40% in C and 25% in DE, p < 0.05), a greater number of individuals with more years of schooling (65.3% in AB vs 18.3% inC and 2.5% in DE; p < 0.05), predominance of patients with less than a year on hemodialysis treatment (65.2% in AB vs 10% in C and 5% in DE, p < 0.05), smaller number of users of the Brazilian Health System (40% in C and 25% in DE vs 4.3% in AB;p < 0.05), greater access to treatment with nephrologist (73.9% in AB vs 46.7% in C and 52.5% in DE; p < 0.05).CONCLUSION: Economically disadvantaged classes bring younger patients, with less schooling, users of public health,greater time on hemodialysis and worse access to treatment withnephrologist.(AU)
Descritores: Iniquidade Social
Insuficiência Renal Crônica
Disparidades em Assistência à Saúde
-Pobreza
Fatores Socioeconômicos
Estudos Transversais/instrumentação
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-895585
Autor: Cordovil-Oliveira, Claudio Roberto.
Título: Laços de sangue: hereditariedade e coprodução das ordens social e natural no século XIX / Blood ties: heredity and coproduction of social and natural orders in the 19th century
Fonte: Physis (Rio J.);27(2):297-317, Abr.-Jun. 2017. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: O presente artigo, baseado em revisão bibliográfica, busca estabelecer relações entre o discurso científico acerca da hereditariedade, surgido no século XIX, e um mito, que fornecerá à burguesia pós-revolucionária de então uma oportuna arma simbólica, que conciliará a noção de justiça com a admissão do caráter natural da desigualdade social. Moldando-se à perfeição ao mito do Gênesis, a Genética, inscrevendo as diferenças em uma espécie de justiça natural, desempenhará este papel. Desta forma, vê-se como uma teoria científica se apresenta como sublimação dos fantasmas de uma sociedade. Mas se a ciência os veste, a ficção os irá despir. Por esta razão, Émile Zola, cujos romances aprofundam a dimensão mítica dos enunciados da ciência, terá aqui uma de suas obras analisadas. O resultado é que algo vem à luz que, de outro modo, permaneceria oculto, sob a máscara transparente da Ciência. Dito de outra forma, o seu impensado, aquilo que ela não se atreveria a verbalizar: a noção de que a falta pesa.

Abstract: This article, based on a bibliographical review, seeks to establish relations between the scientific discourse on heredity, which emerged in the 19th century, and a myth, which will provide the post-revolutionary bourgeoisie with an opportune symbolic weapon that will reconcile the notion of justice with the admission of the natural character of social inequality. Shaping itself perfectly to the myth of Genesis, Genetics, inscribing differences into a kind of natural justice, will play this role. So it is seen as a scientific theory presents itself as sublimation of the phantoms of a society. But if science wears them, fiction will undress them. For this reason, Émile Zola, whose novels deepen the mythical dimension of the statements of science, will have here one of his works analyzed. The result is that something comes to light that would otherwise remain hidden under the transparent mask of Science. Put another way, its unthinking, what it would not dare to verbalize: the notion that lack weighs.
Descritores: Ciência/tendências
Ciências Sociais
Jornalismo
Iniquidade Social
Genética Humana/tendências
Literatura
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  6 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-789503
Autor: Candil, Ana Laura.
Título: Una lectura socio-antropológica sobre las sobredosis y los cortes en la piel / Uma leitura sócio-antropológica sobre overdoses e cortes na pele / A socio-anthropological reading about overdoses and skin cuts
Fonte: Physis (Rio J.);26(2):549-568, abr.-jun. 2016.
Idioma: es.
Resumo: Resumen Este artículo busca aportar a la problematización de las interpretaciones biomédicas y psi clásicas acerca de las sobredosis y los cortes en la piel que, en ocasiones, afectan a los/as jóvenes y adultos/as que usan intensivamente drogas. Mientras que los cortes en la piel han sido prioritariamente enunciados como parte de la sintomatología que definiría a los trastornos "borderline", las sobredosis han sido explicadas como un exceso de sustancias ingeridas de las que el cuerpo puede metabolizar. Partiendo de una aproximación etnográfica sobre los tratamientos ambulatorios a los/as usuarios/as intensivos/as de drogas en el Área Metropolitana de Buenos Aires, se busca colaborar al cuestionamiento de los saberes expertos clásicos, exponiendo diversas dimensiones que se enlazan en ambas prácticas: deterioro corporal, saturación en los modos de sentir dolor, barreras de acceso al sistema de salud y estrategias de supervivencia en contextos hostiles.

Resumo Este artigo procura contribuir para a problematização das clássicas interpretações biomédicas e psi de overdoses e cortes na pele que às vezes afetam jovens e adultos que usam drogas intensivamente. Enquanto os cortes na pele têm sido principalmente considerados parte dos sintomas que definem as desordens "borderline", as overdoses têm sido explicadas como o excesso de substâncias ingeridas que o corpo pode metabolizar. A partir de uma abordagem etnográfica em tratamentos ambulatoriais aos usuários intensivos de drogas na região metropolitana de Buenos Aires, busca-se colaborar com o questionamento do conhecimento especializado clássico, expondo várias dimensões que se entrelaçam em ambas as práticas: decadência do corpo, saturação dos modos de sentir dor, barreiras ao acesso aos cuidados de saúde e estratégias de sobrevivência em ambientes hostis.

Abstract This article seeks to contribute to the questioning of the classic biomedical and psi interpretations on overdoses and skin cuts that sometimes affect young people and adults who use drugs intensively. While skin cuts have mainly been considered part of the symptoms defining "borderline" disorders, overdoses have been explained as the excess of ingested substances that the body can metabolize. From an ethnographic approach in outpatient treatment to intensive drug users in metropolitan Buenos Aires, we seek to collaborate with the questioning of the classical expertise, exposing various dimensions that intertwine in both practices: body decay, saturation ways of feeling pain, barriers to access to health care and survival strategies in hostile environments.
Descritores: Argentina
Psicoterapia
Ferimentos Penetrantes
Cocaína
Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias
Pesquisa Qualitativa
Iniquidade Social
Overdose de Drogas
Instituições de Assistência Ambulatorial
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Entrevista
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  7 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1022666
Autor: Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030.
Título: Relatório luz da Agenda 2030 de desenvolvimento sustentável: síntese III / Spotlight report on the 2030 sustainable development agenda: synthesis III Brazil.-3
Fonte: Recife; Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030; 2019. 58 p.
Idioma: en; pt.
Resumo: O Grupo de Trabalho da Sociedade Civil para a Agenda 2030, GTSC A2030, foi formalizado em setembro de 2014 e é resultado do encontro entre organizações não governamentais, movimentos sociais, fóruns e fundações brasileiras durante o seguimento das negociações da Agenda pós-2015. Desde então, atua na difusão, promoção e monitoramento da Agenda 2030, assim como da Agenda de Ação de Adis Abeba, em âmbito local, nacional e internacional.

This summary version of the Civil Society Spotlight Report indicates the magnitude of Brazil's challenges, whose policies to promote equality, and access to social and environmental justice have been losing status, budget, or have been simply eliminated in the last six months. It shows a rapid dismantling of strategic programs to achieve the Sustainable Development Goals, permeated by scandals in the three levels of power, fuelled by ultra-liberal, elitist, and ineffective policies that deepen the social-economic crisis which, in turn, is used to justify environmental degradation and social aggression. The federal government ignores laws and evidence, insisting on simplistic and misguided solutions to complex challenges, including by reorienting the foreign policy to the point of alienating historic geopolitical allies. The data presented here is from official sources, revealing a trend toward increasing inequalities and violence, which, if not reversed, will make Brazil an unsustainable country by 2030.
Descritores: Equidade em Saúde/tendências
Iniquidade Social/políticas
/tendências
FREEDOMABATTOIRS/tendências
FURSULTIAMINABATTOIRS
-Brasil
Saúde Ambiental/tendências
FREE RADICALSABDOMEN
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-756493
Autor: Carvalho, Regina Ribeiro Parizi; Albuquerque, Aline.
Título: Desigualdade, bioética e Direitos Humanos / Inequality, bioethics and human rights / Desigualdad, bioética y derechos humanos
Fonte: Rev. bioét. (Impr.);23(2):227-237, maio-ago. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo tem como objetivo salientar o papel da Declaração Universal sobre Bioética e Direitos Humanos (DUBDH) como a recomendação teórico-normativa mais adequada na proposição de aportes reflexivos e prescritivos sobre o atual contexto de desigualdade, particularmente em saúde. O estudo envolveu revisão bibliográfica e documental acerca da desigualdade e seu desdobramento na esfera da saúde, bem como sobre a DUBDH. Verifica-se que a DUBDH fornece ferramentas que permitem a reflexão e a prescrição acerca da desigualdade, notadamente por meio do princípio da justiça e da cooperação internacional. O princípio da justiça clama aos Estados e instituições internacionais a adoção de políticas destinadas a reconfigurar a atual distribuição de recursos no mundo, e, na mesma linha, a cooperação internacional impele à conformação de modelos cooperativos que tomem em conta, prioritariamente, a desigualdade entre os países e grupos populacionais e, dessa forma, contribuam para o incremento da solidariedade entre os povos.

The aim of this article is to demonstrate that the Universal Declaration on Bioethics and Human Rights (UDBHR) constitutes an appropriate theoretical-normative tool for proposing reflexive and prescriptive contributions on the current context of inequality, particularly in health. The study involves bibliographical and documentary review concerning inequality and how it unfolds in the health area, as well as the UDBHR. It has been found that the UDBHR provides tools that make possible reflection and prescription regarding inequality, notably through the principles of justice and of international cooperation. The principle of justice convokes the States and international institutions to adopt policies aimed at reconfiguring the current system of distribution of resources in the world; and the principle of international cooperation lends impulse to the shaping of models of cooperation that give priority to inequality among the countries and population groups, and that contribute to growing solidarity among the peoples.

Este artículo tiene como objetivo destacar el papel de la Declaración Universal sobre Bioética y Derechos Humanos (DUBDH) como la recomendación teórico-normativa más adecuada para proponer planteamientos reflexivos y prescriptivos en el actual contexto de la desigualdad, especialmente en la salud. Este estudio involucró revisión bibliográfica y documental sobre la desigualdad y su impacto en el sector de la salud; así como la DUBDH. Constatase que la DUBDH proporciona herramientas que permiten la reflexión y la prescripción sobre la desigualdad, especialmente a través del principio de la justicia y la cooperación internacional. El principio de justicia clama los estados y las instituciones internacionales para que adopten políticas destinadas a la reconfiguración de la actual distribución de los recursos en el mundo y la cooperación internacional impulsa la conformación de modelos de cooperación que tengan en cuenta principalmente la desigualdad entre países y grupos poblacionales y contribuyan para mayor solidaridad entre los pueblos.
Descritores: Bioética
Disparidades nos Níveis de Saúde
Direitos Humanos
Iniquidade Social
Justiça Social
-Condições Sociais
Relações Interpessoais
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 643 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-955467
Autor: Marinho, Gerson L; Caldas, Aline Diniz Rodrigues; Santos, Ricardo Ventura.
Título: Indígenas residentes em domicílios "improvisados" segundo o Censo Demográfico 2010 / Indigenous residents in "improvised" households according to the 2010 Brazilian National Census
Fonte: Physis (Rio J.);27(1):79-102, jan.-mar. 2017. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro.
Resumo: Resumo Os censos nacionais brasileiros empregam uma classificação de domicílios que se baseia nas categorias de "permanente", "improvisado" e "coletivo". Tal categorização é relevante para o campo da saúde, pois informações detalhadas sobre saneamento são coletadas somente para domicílios classificados como "permanentes". Este estudo descreve características sociodemográficas dos indígenas (sexo, idade, alfabetização, rendimento e etnia) que residiam em domicílios "improvisados" segundo o Censo Demográfico de 2010. A ocorrência de indígenas em domicílios "improvisados" (3,3 por mil indígenas) foi o dobro daquela observada para o país como um todo (1,5 por mil pessoas). Comparados aos indígenas em domicílios "permanentes", aqueles em "improvisados" apresentaram menores proporções de pessoas alfabetizadas e menores rendimentos, sobretudo em áreas urbanas e fora de terras indígenas. Guarani Kaiowá e Kaingang residentes fora de terras indígenas apresentaram as mais expressivas ocorrências de residentes em domicílios "improvisados" (82,0 e 90,9 por mil, respectivamente). Argumenta-se que, ao mesmo tempo que a caracterização de uma moradia indígena como "improvisada" pode decorrer de problemas na definição e aplicação das categorias, é possível que, sobretudo no contexto urbano e fora de terras indígenas, os indígenas residentes em domicílios "improvisados" apresentem maior vulnerabilidade socioeconômica.

Abstract Brazilian national censuses classify households according to three categories: "permanent", "improvised", and "collective". This classification scheme is relevant for analysis of health profiles because detailed sanitation data are only collected for the subset of "permanent" households. Based on data from the 2010 Brazilian National Census, in this paper we investigate sociodemographic characteristics (sex, age, literacy, per capita income, and ethnic affiliation) of Indigenous persons residing in households classified as "improvised". The occurrence of indigenous residents in "improvised" households (3.3 per thousand Indigenous individuals) was twice that observed for non Indigenous persons (1.5 per thousand individuals). Indigenous persons residing in "improvised" households presented lower literacy rates and per capita income, especially in urban areas and outside Indigenous reserves. Guarani Kaiowá e Kaingang in urban areas and outside Indigenous reserves had greater proportions of individuals residing in "improvised" households (82.0 and 90.9 per thousand, respectively). While the higher frequencies of Indigenous persons living in "improvised" households may involve problems in defining and applying these categories, it is possible that Indigenous persons living in "improvised" households, especially in urban areas and outside indigenous reservations, are more socioeconomically vulnerable.
Descritores: Brasil
Distribuição Espacial da População
Saneamento
Censos
Saúde de Populações Indígenas
Iniquidade Social
Habitação
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  10 / 643 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013115
Autor: Ferreira, Ana Laura Carneiro Gomes; Souza, Ariani Impieri.
Título: Unmet contraceptive demand / Demanda contraceptiva não atendida
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);18(4):691-692, Oct.-Dec. 2018.
Idioma: en.
Descritores: Gravidez não Desejada
Anticoncepção/tendências
Serviços de Planejamento Familiar
Inquéritos sobre o Uso de Métodos Contraceptivos/estatística & dados numéricos
-Nações Unidas
Brasil
Mortalidade Infantil
Mortalidade Materna
Indicadores de Morbimortalidade
Crescimento Demográfico
Aborto Induzido
Iniquidade Social
Limites: Seres Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança



página 1 de 65 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde