Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP3.001.041 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 13375 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 1338 ir para página                         

  1 / 13375 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Alencar, Gizelton Pereira
Texto completo
Id: lil-772667
Autor: Chofakian, Christiane Borges do Nascimento; Borges, Ana Luiza Vilela; Sato, Ana Paula Sayuri; Alencar, Gizelton Pereira; Santos, Osmara Alves dos; Fujimori, Elizabeth.
Título: Does the knowledge of emergency contraception affect its use among high school adolescents? / O conhecimento da contracepção de emergência afeta seu uso entre adolescentes do Ensino Médio do Brasil? / ¿El conocimiento de la contracepción de emergencia afecta a su uso entre adolescentes de enseñanza media en Brasil?
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(1):e00188214, 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: São Paulo Research Foundation.
Resumo: Abstract This study aimed to test how knowledge on emergency contraception (according to age at sexual initiation, type of school, and knowing someone that has already used emergency contraception) influences the method’s use. This was a cross-sectional study in a probabilistic sample of students 15-19 years of age enrolled in public and private middle schools in a medium-sized city in Southeast Brazil (n = 307). Data were collected in 2011 using a self-administered questionnaire. A structural equations model was used for the data analysis. Considering age at sexual initiation and type of school, knowledge of emergency contraception was not associated with its use, but knowing someone that had used the method showed a significant mean effect on use of emergency contraception. Peer group conversations on emergency contraception appear to have greater influence on use of the method than knowledge itself, economic status, or sexual experience.

Resumo O objetivo do trabalho foi testar como o conhecimento da anticoncepção de emergência, na presença da idade de iniciação sexual, tipo de escola e conhecer alguém que já usou a anticoncepção de emergência, influencia no uso deste método. Estudo transversal realizado com uma amostra probabilística com estudantes de 15-19 anos, matriculados no Ensino Médio de escolas públicas e privadas em uma cidade de porte médio do Sudeste do Brasil (n = 307). Os dados foram coletados em 2011, por meio de um questionário autoadministrado. Modelo de equações estruturais foi usado para análise de dados. Considerando a idade de iniciação sexual e o tipo de escola, o conhecimento da anticoncepção de emergência não foi associado com o seu uso, no entanto, conhecer alguém que já tinha usado o método mostrou um efeito médio significativo no uso da anticoncepção de emergência. Parece que as conversas a respeito do uso da anticoncepção de emergência nas relações sociais, como o grupo de pares, têm maior influência sobre a utilização do método do que o próprio conhecimento, situação econômica ou experiência sexual.

Resumen El objetivo del estudio fue probar cómo el conocimiento sobre la anticoncepción de emergencia, durante la edad de iniciación sexual, tipo de escuela y conocer a alguien que ya usó métodos anticonceptivos de emergencia, influencia en el uso de este método. Se trata de un estudio transversal, realizado con una muestra probabilística con estudiantes de 15-19 años matriculados en Enseñanza Media de escuelas públicas y privadas en una ciudad mediana del sudeste de Brasil (n = 307). Los datos se recogieron en 2011, a través de un cuestionario auto-administrado. Se usó un modelo de ecuaciones estructurales para el análisis de datos. Considerando la edad de iniciación sexual, y el tipo de escuela, el conocimiento de la anticoncepción de emergencia no fue asociado con su uso, no obstante, conocer a alguien que ya había usado el método mostró un efecto medio significativo en el uso de métodos anticonceptivos de emergencia. Parece que las conversaciones, respecto al uso de la anticoncepción de emergencia en las relaciones sociales, como el grupo de parejas, tiene mayor influencia sobre la utilización del método que el propio conocimiento, situación económica o experiencia sexual.
Descritores: Anticoncepção Pós-Coito
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Estudantes/estatística & dados numéricos
-Comportamento do Adolescente
Brasil
Anticoncepção Pós-Coito/psicologia
Estudos Transversais
Comportamento Sexual
Fatores Socioeconômicos
Inquéritos e Questionários
Limites: Adolescente
Feminino
Humanos
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Barros, Marilisa Berti de Azevedo
Texto completo
Id: lil-772665
Autor: Costa, Karen Sarmento; Francisco, Priscila Maria Stolses Bergamo; Barros, Marilisa Berti de Azevedo.
Título: Utilização e fontes de obtenção de medicamentos: um estudo de base populacional no Município de Campinas, São Paulo, Brasil / Use and sources of medicines: a population-based study in Campinas, São Paulo State, Brazil / Utilización y fuentes de obtención de medicamentos: un estudio de base poblacional en el municipio de Campinas, São Paulo, Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(1):e00067814, 2016. tab.
Idioma: pt.
Projeto: CNPq.
Resumo: Resumo O uso de medicamentos é influenciado por diferentes fatores. O objetivo foi analisar esse uso e identificar as fontes de obtenção e fatores associados. Estudo transversal de base populacional, amostra por conglomerados, em dois estágios, em Campinas, São Paulo, Brasil, 2008. A prevalência de uso de ao menos um medicamento nos três dias prévios foi de 57,2%, a de obtenção no Sistema Único de Saúde (SUS) foi de 30%. Cerca de 47,8% dos indivíduos que não tinham plano precisaram desembolsar para adquirir os medicamentos e 10,9% dos que tinham obtiveram no SUS. Utilizaram com maior frequência os medicamentos do SUS os indivíduos com mais idade, viúvos, pretos/pardos, com menor escolaridade e renda, e que não tinham plano. Apenas 2,1% da população entrevistada referiram não ter conseguido obter o medicamento que lhe havia sido prescrito, e os principais motivos foram não ter no sistema público e a falta de recurso. O estudo identifica os segmentos com maior obtenção de medicamentos do SUS e revela que estes subgrupos apresentam porcentuais baixos de uso no sistema.

Abstract The use of medicines is influenced by different factors. This study aimed to analyze the use of medicines and identify the sources for obtaining them and associated factors, using a population-based cross-sectional design with two-stage cluster sampling in Campinas, São Paulo State, Brazil, in 2008. Prevalence of use of at least one drug in the 3 previous days was 57.2% and prevalence of obtaining the drug from the Brazilian Unified National Health System (SUS) was 30%. 47.8% of individuals with no health insurance had to pay out-of-pocket for their medication, and 10.9% of individuals with insurance nevertheless obtained their medication from the SUS. Use of medicines obtained from the SUS was associated with older age, widowhood, black or brown skin color, lower schooling and income, and lack of insurance. Only 2.1% reported not being able to obtain the prescribed medication, and the main reasons were lack of availability in the public system and lack of money for out-of-pocket purchases. The study identified the subgroups that obtained most of their medicines in the SUS and showed that these were the subgroups with the lowest use of medicines in the system.

Resumen El uso de medicamentos está influenciado por diversos factores en la sociedad. El objetivo fue analizar el uso de fármacos e identificar las fuentes de obtención y factores asociados. Se trata de un estudio transversal de base poblacional, con muestreo por conglomerados, en dos etapas, en Campinas, São Paulo, Brasil, 2008. La prevalencia del uso de al menos un medicamento, en los 3 días previos fue de 57,2%; la prevalencia de obtención en el Sistema Único de Salud (SUS) fue de 30%. Cerca de 47,8% de los individuos sin seguro tuvieron que pagar para adquirir los medicamentos y un 10,9% de los asegurados los obtuvieron en el SUS. Utilizaron con mayor frecuencia los fármacos del SUS los individuos de mayor edad, viudos, negros/mulatos, con menor escolaridad y renta y no asegurados. Apenas un 2,1% de la población entrevistada alegó no haber logrado obtener un medicamento prescrito y los principales motivos fueron no estar en el sistema público y no tener recursos. El estudio identifica los segmentos con mayor obtención a los fármacos del SUS y revela que estos subgrupos presentan bajos porcentajes de uso de medicamentos en el sistema.
Descritores: Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos
Preparações Farmacêuticas/provisão & distribuição
Medicamentos sob Prescrição/provisão & distribuição
-Brasil
Estudos Transversais
Prevalência
Fatores Socioeconômicos
Limites: Adolescente
Adulto
Idoso
Criança
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-797012
Autor: Passero, Lúcia Gimenes; Giordani, Jessye Melgarejo do Amaral; Hugo, Fernando Neves; Torman, Vanessa Bielefeldt Leotti; Camey, Suzi Alves; Hilgert, Juliana Balbinot.
Título: Contextual and individual factors associated with dissatisfaction with the Brazilian Unified National Health System, 2011-2012 / Fatores contextuais e individuais associados à insatisfação com o Sistema Único de Saúde, 2011-2012 / Factores contextuales e individuales asociados a la insatisfacción con el Sistema Único de Salud brasileño, 2011-2012
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(10):e00065015, Oct. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract: User satisfaction is known to be related to quality of healthcare. The aim of this study was to evaluate the influence of contextual and individual factors associated with user dissatisfaction with the Brazilian Unified National Health System (SUS). This was a cross-sectional multilevel study. Data were collected via telephone by the ombudsman's office of the SUS. Telephone numbers were randomly selected from a telephone company database. Health services, socioeconomic, and individual demographic variables were evaluated, in addition to information on the municipalities. The outcome variable was dissatisfaction with the SUS. Hierarchical multilevel logistic regression was used, and 18,673 individuals were contacted. Prevalence of dissatisfaction was 63.4% (95%CI: 62.7-64.1). Unmet demand (OR = 3.66), waiting time > 4 hours (OR = 2.82), and number of Primary Healthcare Units (OR = 0.89) were associated statistically with dissatisfaction. Characteristics of the health teams' work process showed a strong association with dissatisfaction.

Resumo: Sabe-se que a satisfação do usuário relaciona-se com a qualidade em saúde. O objetivo foi avaliar a influência de fatores contextuais e individuais associados a insatisfação do usuário com o Sistema Único de Saúde (SUS). Este é um estudo transversal multinível. Os dados foram coletados pela ouvidoria através de contato telefônico. Números de telefone foram selecionados aleatoriamente de um banco de dados de empresas de telefonia. Foram avaliadas variáveis de serviço de saúde, socioeconômicas e demográficas individuais, bem como informações dos municípios. O desfecho foi insatisfação com o SUS. Regressão logística multinível foi utilizada, com uma abordagem hierárquica. 18.673 indivíduos foram contatados. A prevalência de insatisfação foi 63,4% (IC95%: 62,7-64,1). Demanda não resolvida (OR = 3,66), espera > 4 horas (OR = 2,82) e número de unidades básicas de saúde (OR = 0,89) estiveram associados à insatisfação. Características do processo de trabalho das equipes de saúde foram fortemente associadas à insatisfação.

Resumen: Se sabe que la satisfacción del usuario se relaciona con la calidad en salud. El objetivo fue evaluar la influencia de factores contextuales e individuales asociados a la insatisfacción del usuario con el Sistema Único de Salud brasileño (SUS). Este es un estudio transversal multinivel. Los datos fueron recogidos por una auditoría a través de contacto telefónico. Se seleccionaron los números de teléfono aleatoriamente de un banco de datos de empresas de telefonía. Se evaluaron variables de servicio de salud, socioeconómicas y demográficas individuales, así como información de los municipios. El resultado fue insatisfactorio en relación con el SUS. Se utilizó la regresión logística multinivel, con un enfoque jerárquico. 18.673 individuos fueron contactados. La prevalencia de insatisfacción fue de un 63,4% (IC95%: 62,7-64,1). La demanda no resuelta (OR = 3,66), espera > 4 horas (OR = 2,82) y número de unidades básicas de salud (OR = 0,89) estuvieron asociados a la insatisfacción. Características del proceso de trabajo de los equipos de salud estuvieron fuertemente asociadas a la insatisfacción.
Descritores: Satisfação do Paciente/estatística & dados numéricos
Atenção à Saúde/normas
Programas Nacionais de Saúde/normas
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Prevalência
Estudos Transversais
Entrevistas como Assunto
Atenção à Saúde/estatística & dados numéricos
Programas Nacionais de Saúde/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-797010
Autor: Silva, Sara de Souza; Mambrini, Juliana Vaz de Melo; Turci, Maria Aparecida; Macinko, James; Lima-Costa, Maria Fernanda.
Título: Uso de serviços de saúde por diabéticos cobertos por plano privado em comparação aos usuários do Sistema Único de Saúde no Município de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil / Use of health services by diabetics with private health insurance compared to users of the Brazilian Unified National Health System in Belo Horizonte, Minas Gerais State, Brazil / Uso de servicios de salud por parte de diabéticos cubiertos por plan privado, en comparación con los usuarios del Sistema Único de Salud en el municipio de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(10):e00014615, Oct. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: O objetivo do trabalho foi comparar o uso de serviços de saúde, o uso de medicamentos, a cobertura de exames de rastreamento, os atributos da atenção primária em saúde e os comportamentos em saúde de indivíduos (n = 370) com 45 anos ou mais, com diagnóstico médico de diabetes, segundo as fontes de atenção em saúde, assim definidas: afiliados a plano privado de saúde, independentemente do local de residência; residentes em áreas cobertas pela Estratégia Saúde da Família (ESF); cobertos pela unidade básica de saúde (UBS) "tradicional". O estudo utilizou os dados do 2º Inquérito de Saúde de Adultos da Região Metropolitana de Belo Horizonte (2010). Os indicadores de uso de serviços de saúde, o uso de medicamentos, a cobertura de exames de acompanhamento, o consumo abusivo de álcool e o tabagismo atual não diferiram significativamente entre as fontes de atenção. As prevalências da prática insuficiente de exercícios físicos no tempo livre e do sedentarismo no cotidiano foram maiores entre os cobertos pela ESF ou UBS "tradicional". Os atributos da atenção primária em saúde (acesso, integralidade, longitudinalidade e foco familiar) apresentaram melhor desempenho entre os afiliados a plano privado de saúde, mesmo após ajuste por idade, sexo e escolaridade. Os resultados da investigação apontam dois principais desafios para o Sistema Único de Saúde no manejo dos pacientes com diabetes no Município de Belo Horizonte, Brasil: a realização de ações mais efetivas para a promoção da atividade física e a necessidade de reorganização visando à melhoria no desempenho da atenção primária, sobretudo no acesso às consultas médicas.

Abstract: This study compared the use of health services and medication, screening test coverage, characteristics of primary care, and health behaviors in 370 diabetics 45 years or older according to sources of care: private health policyholders regardless of place of residence; residents in areas covered by the Family Health Strategy; and individuals covered by a "traditional" Primary Care Unit. The study used data from the 2nd Adult Health Survey in Belo Horizonte Metropolitan Region (2010), Minas Gerais State, Brazil. Use of health services, use of medication, coverage of follow-up tests, alcohol abuse, and smoking did not differ significantly according to source of care. Prevalence rates for insufficient leisure-time physical exercise and sedentary lifestyle were higher among individuals covered by the Family Health Strategy or "traditional" Primary Care Unit. The primary care characteristics (access, comprehensiveness, continuity, and family focus) performed better among individuals with private health insurance, even after adjusting for age, sex, and schooling. The study identified two main challenges for the Brazilian Unified National Health System in managing patients with diabetes in the city of Belo Horizonte: the promotion of physical exercise and reorganization to improve performance in primary care, especially in access to medical appointments.

Resumen: El objetivo del estudio fue comparar el uso de servicios de salud, el uso de medicamentos, la cobertura de exámenes de rastreo, los atributos de atención primaria en salud y los comportamientos en salud de individuos (n = 370) con 45 años o más, con un diagnóstico médico de diabetes, según las fuentes de atención en salud, así definidas: afiliados a plan privado de salud, independientemente del lugar de residencia; residentes en áreas cubiertas por la Estrategia Salud de la Familia (ESF); cubiertos por la unidad básica de salud (UBS) "tradicional". El estudio utilizó los datos de la 2ª Encuesta de Salud de Adultos de la Región Metropolitana de Belo Horizonte (2010). Los indicadores de uso de servicios de salud, el uso de medicamentos, la cobertura de exámenes de seguimiento, el consumo abusivo de alcohol y el tabaquismo actual no difirieron significativamente entre las fuentes de atención. Las prevalencias de la práctica insuficiente de ejercicios físicos en el tiempo libre y del sedentarismo en lo cotidiano fueron mayores entre los cubiertos por la ESF o UBS "tradicional". Los atributos de la atención primaria en salud (acceso, integralidad, longitudinalidad y foco familiar) presentaron el mejor desempeño entre los afiliados al plan privado de salud, incluso tras el ajuste por edad, sexo y escolaridad. Los resultados de la investigación apuntan dos principales desafíos para el Sistema Único de Salud en el manejo de los pacientes con diabetes en el municipio de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil: la realización de acciones más efectivas para la promoción de la actividad física y la necesidad de reorganización con vistas a una mejoría en el desempeño de la atención primaria, sobre todo en el acceso a las consultas médicas.
Descritores: Diabetes Mellitus/terapia
Serviços de Saúde
Acesso aos Serviços de Saúde/estatística & dados numéricos
Seguro Saúde
Programas Nacionais de Saúde
-Qualidade da Assistência à Saúde
Fatores Socioeconômicos
População Urbana
Brasil
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Souza, Edinilsa Ramos de
Texto completo
Id: lil-797009
Autor: Zúquete, Jose Gonçalo Pais Estrela da Silveira; Souza, Edinilsa Ramos de; Deslandes, Suely Ferreira.
Título: Concepções sobre o tráfico de mulheres para fins de exploração sexual: um estudo com representantes institucionais no Brasil e em Portugal / Concepts in women trafficking for sexual exploitation: a survey with institutional representatives in Brazil and Portugal / Concepciones sobre el tráfico de mujeres para fines de explotación sexual: un estudio con representantes institucionales en Brasil y en Portugal
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(10):e00075415, Oct. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: Este artigo investiga as concepções sobre o tráfico de mulheres para fins de exploração sexual, na ótica de representantes de instituições governamentais e não governamentais que atuam na construção de políticas de enfrentamento, na prevenção e no acolhimento das vítimas, no Brasil e em Portugal. Foi efetuado um estudo exploratório de natureza qualitativa, com o objetivo de identificar os discursos institucionais referentes às concepções sobre o tráfico de mulheres para fins de exploração sexual usando-se uma análise temática. Observou-se imprecisão conceitual nas concepções dos entrevistados sobre tráfico de mulheres para fins de exploração sexual, ignorando por vezes os direitos das trabalhadoras do sexo em migrar para trabalhar em outros países. Não há consenso entre as instituições sobre o perfil de vítima de tráfico, marcado por estereótipos; sua delimitação é influenciada pela legislação e pelo controle de fronteiras. Maior precisão conceitual minimizaria o papel de valores morais, nortearia políticas públicas mais adequadas e eficientes, bem como facilitaria a atuação dos técnicos no atendimento às vítimas.

Abstract: This study focuses on concepts involved in women trafficking for sexual exploitation according to representatives of government and nongovernmental institutions working with policies to confront and prevent trafficking and assist victims in Brazil and Portugal. An exploratory qualitative study was performed to identify the institutional discourses on women trafficking using thematic analysis. Interviewees displayed conceptual imprecision concerning women trafficking, sometimes ignoring the rights of sex workers to migrate and work in other countries. There is no consensus among the institutions on the profile of trafficking victims, marked by stereotypes, and the definition is influenced by legislation and border controls. Greater conceptual precision would minimize the role of moral values, orient more adequate and efficient public policies, and facilitate staff action in assisting victims.

Resumen: Este artículo investiga las concepciones sobre el tráfico de mujeres para fines de explotación sexual, desde la óptica de representantes de instituciones gubernamentales y no gubernamentales, que actúan en la construcción de políticas de lucha, en la prevención y en la acogida de las víctimas, en Brasil y en Portugal. Se efectuó un estudio exploratorio de naturaleza cualitativa, con el objetivo de identificar los discursos institucionales referentes a las concepciones sobre el tráfico de mujeres para fines de explotación sexual, a través de un análisis temático. Se observó imprecisión conceptual en las concepciones de los entrevistados sobre tráfico de mujeres para fines de explotación sexual, ignorando a veces los derechos de las trabajadoras sexuales en emigrar para trabajar en otros países. No existe consenso entre las instituciones sobre el perfil de víctima de tráfico, marcado por estereotipos, su delimitación es influenciada por la legislación y por el control de fronteras. Una mayor precisión conceptual minimizaría el papel de valores morales, dirigiría políticas públicas más adecuadas y eficientes, así como facilitaría la actuación de los técnicos en la atención a las víctimas.
Descritores: Trabalho Sexual
Vítimas de Crime
Tráfico de Pessoas
-Portugal
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Pesquisa Qualitativa
Tráfico de Pessoas/legislação & jurisprudência
Direitos Humanos
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-795300
Autor: Miranda, Angelica Espinosa; Pereira, Gerson Fernando Mendes; Araujo, Maria Alix Leite; Silveira, Mariangela Freitas da; Tavares, Leonor De Lannoy; Silva, Leila Cristina Ferreira da; Moreira-Silva, Sandra Fagundes; Saraceni, Valéria.
Título: Avaliação da cascata de cuidado na prevenção da transmissão vertical do HIV no Brasil / Evaluation of the cascade of care in prevention of mother-to-child HIV transmission in Brazil / Evaluación de la cascada de cuidado en la prevención de la transmisión vertical del VIH en Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(9):e00118215, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: Este estudo teve por objetivo avaliar a cascata de cuidado da redução da transmissão vertical do HIV nos estados do Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e no Distrito Federal, usando dados do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN). Entre os anos de 2007 e 2012, cresceu a taxa de detecção de HIV na gestação em 5 estados, variando de 7,3% no Distrito Federal a 46,1% no Amazonas, com redução de 18,6% no Rio de Janeiro. Menos de 90% das mulheres usaram antirretroviral durante o pré-natal, incluídas as que já se sabiam portadoras do HIV. A realização de cesárea eletiva foi baixa. A taxa de detecção de AIDS em crianças menores de 5 anos como proxy da transmissão vertical do HIV apresentou uma redução de 6,3% entre 2007 e 2012, sendo a maior no Rio Grande do Sul (50%), que apresentou as maiores taxas do período, enquanto no Espírito Santo ocorreu o maior aumento (50%). A avaliação da cascata do cuidado do HIV na gestante apontou falhas em todos os pontos. É necessária uma conexão entre a atenção básica e os centros de referência para HIV/AIDS, ordenando o cuidado da família e o melhor desfecho para a criança.

Abstract: This study aimed to assess the cascade of care in the reduction of mother-to-child HIV transmission in the states of Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro, and Rio Grande do Sul and the Distrito Federal, Brazil, using data from the Brazilian Information System on Diseases of Notification (SINAN). From 2007 to 2012, there was an increase (from 7.3% in Distrito Federal to 46.1% in Amazonas) in intra-gestational detection of HIV in 5 states, with a 18.6% reduction in Rio de Janeiro. Fewer than 90% of the women received antiretroviral therapy during their prenatal care, including those that already knew they were HIV-positive. The elective cesarean rate was low. The AIDS detection rate in children under 5 years as a proxy for mother-to-child HIV transmission showed a reduction of 6.3% from 2007 to 2012, and was highest in Rio Grande do Sul (50%), the state with the highest rates in the period, while Espírito Santo showed the highest increase (50%). Evaluation of the cascade of HIV care in pregnant women identified flaws in all the points. A link is needed between primary care and referral centers for HIV/AIDS, organizing care for the family and better outcomes for the children.

Resumen: Este estudio tuvo por objetivo evaluar la cascada de cuidado de la reducción de la transmisión vertical del VIH en los Estados del Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Río de Janeiro, Río Grande do Sul y en el Distrito Federal, usando datos del Sistema de Información de Enfermedades de Notificación Obligatoria (SINAN por sus siglas en portugués). Entre los años de 2007 y 2012 creció la tasa de detección de VIH durante la gestación en 5 estados, variando de 7,3% en el Distrito Federal a 46,1% en Amazonas, con una reducción de 18,6% en Río de Janeiro. Menos de un 90% de las mujeres usaron antirretrovirales durante el período prenatal, incluidas quienes ya se sabían portadoras del VIH. La realización de cesárea electiva fue baja. La tasa de detección de SIDA en niños menores de 5 años como proxy de la transmisión vertical del VIH presentó una reducción de 6,3% entre 2007 y 2012, siendo la mayor en Río Grande do Sul (50%), la cual presentó las mayores tasas del período, mientras que en Espírito Santo se produjo el mayor aumento (50%). La evaluación de la cascada del cuidado del VIH en la gestante apuntó fallos en todos los puntos. Es necesaria una conexión entre la atención básica y los centros de referencia para VIH/SIDA, buscando el cuidado de la familia y el mejor desenlace para el niños.
Descritores: Complicações Infecciosas na Gravidez/prevenção & controle
Infecções por HIV/transmissão
Transmissão Vertical de Doenças Infecciosas/prevenção & controle
Transmissão Vertical de Doenças Infecciosas/estatística & dados numéricos
-Complicações Infecciosas na Gravidez/tratamento farmacológico
Cuidado Pré-Natal
Fatores Socioeconômicos
Brasil
Sistemas de Informação
Infecções por HIV/diagnóstico
Infecções por HIV/prevenção & controle
Infecções por HIV/tratamento farmacológico
Estudos Transversais
Fármacos Anti-HIV/uso terapêutico
Mães
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-795299
Autor: Aguiar, Cláudia de Azevedo; Tanaka, Ana Cristina dʼAndretta.
Título: Memórias coletivas de mulheres que vivenciaram o near miss materno: necessidades de saúde e direitos humanos / Collective memories of women who have experienced maternal near miss: health needs and human rights / Memorias colectivas de mujeres que experimentaron el near miss materno: necesidades de salud y derechos humanos
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(9):e00161215, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: FAPESP.
Resumo: Resumo: Mulheres que vivenciaram o near miss materno podem, por meio de suas memórias coletivas, ajudar na compreensão dos eventos obstétricos graves, como a morte materna. A experiência das pessoas é autêntica e representativa do todo com a construção de uma identidade comum. É a identidade que dá qualidade à memória de um grupo. Assim, cada memória é um fenômeno social. Analisou-se a experiência de 12 mulheres que quase morreram em função do estado gravídico-puerperal. O método da história oral temática foi utilizado, na perspectiva das necessidades de saúde e direitos humanos. Seis memórias coletivas compuseram os discursos: necessidades de saúde não atendidas; deficiências assistenciais; privação do contato com o filho; violação de direitos; ausência de reivindicação dos direitos; e compensações dos direitos e necessidades não atendidos. Compreender as necessidades de saúde dessas mulheres é reconhecê-las como sujeitos de direitos; é individualizar a assistência, respeitando sua autonomia, garantindo o acesso às tecnologias e estabelecendo vínculo (a)efetivo com o profissional de saúde.

Abstract: The collective memories of women that have experienced maternal near miss can help elucidate serious obstetric events, like maternal death. Their experience is authentic and representative, with the construction of a common identity. This identity lends quality to a group's memory, and such memory is thus a social phenomenon. The study analyzed the experience of twelve women who nearly died during the gestational and postpartum cycle. The thematic oral history method was used, from the perspective of health needs and human rights. Six collective memories comprised the discourses: unmet health needs; healthcare deficiencies; denial of contact with the newborn child; violation of rights; absence of demand for rights; and compensation for unmet rights and needs. To understand these women's health needs is to acknowledge the women as bearers of rights and to individualize care, respecting their autonomy, guaranteeing access to technologies, and establishing an effective bond with health professionals.

Resumen: Las mujeres que experimentaron un near miss materno pueden, mediante sus memorias colectivas, ayudar a la comprensión de eventos obstétricos graves como la muerte materna. La experiencia de las personas es auténtica y representativa del todo con la construcción de una identidad común. Es la identidad la que da calidad a la memoria de un grupo. Así, cada memoria es un fenómeno social. Se analizó la experiencia de 12 mujeres que casi murieron en función del estado de embarazo-puerperio. Se utilizó el método de la historia oral temática, desde la perspectiva de las necesidades de salud y derechos humanos. Seis memorias colectivas compusieron los discursos: necesidades de salud no atendidas; deficiencias asistenciales; privación del contacto con el hijo; violación de derechos; ausencia de reivindicación de los derechos; y compensaciones de los derechos y necesidades no atendidas. Comprender las necesidades de salud de esas mujeres es reconocerlas como sujetos de derechos; es individualizar la asistencia, respetando su autonomía, garantizando el acceso a las tecnologías y estableciendo vínculo (a)efectivo con el profesional de salud.
Descritores: Mortalidade Materna
Morte
Complicações do Trabalho de Parto/mortalidade
Memória
-Fatores Socioeconômicos
Brasil/epidemiologia
Saúde da Mulher
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Direitos Humanos
Complicações do Trabalho de Parto/classificação
Complicações do Trabalho de Parto/psicologia
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Adulto
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-795297
Autor: Maia, Emanuella Gomes; Gomes, Fernanda Mendes Dias; Alves, Marana Hauck; Huth, Yara Rubia; Claro, Rafael Moreira.
Título: Hábito de assistir à televisão e sua relação com a alimentação: resultados do período de 2006 a 2014 em capitais brasileiras / Watching TV and eating habits: the results from 2006 to 2014 in Brazilian state capitals / Hábito de ver televisión y su relación con la alimentación: resultados del período de 2006 a 2014 en capitales brasileñas
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(9):e00104515, 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: O objetivo foi analisar a evolução da frequência do hábito de assistir à TV no Brasil e identificar a associação entre este hábito e o consumo alimentar na população adulta do Brasil entre os anos de 2006 e 2014. Dados do sistema de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (VIGITEL) entre os anos de 2006 e 2014 foram utilizados. O hábito diário de assistir à TV e o consumo alimentar de frutas, hortaliças, feijão, carnes, leite, refrigerantes e/ou bebidas adoçadas foram analisados ao longo dos anos, sendo sua associação investigada por meio de modelos de regressão. A frequência de adultos referindo assistir à televisão por ao menos 3 horas por dia não variou significativamente ao longo dos anos, porém, nestes indivíduos, foi possível verificar um menor consumo de alimentos saudáveis, e maior, daqueles não saudáveis. Essa situação foi verificada em ambos os sexos e em todas as faixas de idade e escolaridade pesquisadas. O hábito de assistir à TV está associado ao consumo alimentar não saudável.

Abstract: The objectives were to analyze trends in TV watching in Brazil and to identify the association between this habit and food consumption in the Brazilian adult population from 2006 to 2014. Data were obtained from the Surveillance System for Risk and Protective Factors for Chronic Illnesses Using a Telephone Survey (VIGITEL) for the years 2006 to 2014. The daily habit of watching TV and consumption of fruits, vegetables, beans, meat, milk, sodas, and/or sweetened beverages were analyzed over the period, and their association was investigated using regression models. The proportion of adults that reported watching more than three hours of TV per day did not vary significantly over the years, but these individuals showed declining consumption of healthy foods and increasing consumption of unhealthy foods. This situation was observed in both sexes and in all age and schooling brackets. The habit of watching TV is associated with unhealthy eating.

Resumen: El objetivo fue analizar la evolución de la frecuencia del hábito de ver TV en Brasil e identificar la asociación entre el hábito de ver TV y el consumo alimenticio en la población adulta de Brasil entre los años de 2006 y 2014. Se utilizaron datos del sistema de Vigilancia de Factores de Riesgo y Protección para Enfermedades Crónicas por Encuesta Telefónica (VIGITEL) entre los años 2006 y 2014. El hábito diario de ver TV y el consumo alimenticio de frutas, hortalizas, frijoles, carnes, leche, refrescos y/o bebidas azucaradas fueron analizados a lo largo de los años, siendo su asociación investigada mediante modelos de regresión. La frecuencia de adultos informando que ven televisión por lo menos 3 horas al día no varió significativamente a lo largo de los años, no obstante, en estos individuos, fue posible verificar un menor consumo de alimentos saludables, y mayor que el de aquellos no saludables. Esta situación fue verificada en ambos sexos y en todas las franjas de edad y escolaridad investigadas. El hábito de ver TV está asociado a un consumo alimenticio no saludable.
Descritores: Televisão/estatística & dados numéricos
Doença Crônica
Comportamento Alimentar
-Fatores Socioeconômicos
Fatores de Tempo
População Urbana
Brasil
Entrevistas como Assunto
Fatores de Risco
Inquéritos Epidemiológicos
Adolescente
Comportamento Sedentário
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 13375 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-795295
Autor: Baldissera, Rosane; Issler, Roberto Mário Silveira; Giugliani, Elsa Regina Justo.
Título: Efetividade da Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável na melhoria da alimentação complementar de lactentes em um município do Sul do Brasil / Effectiveness of the National Strategy for Healthy Complementary Feeding to improve complemantary feeding of infants in a municipality in Southern Brazil / Efectividad de la Estrategia Nacional para una Alimentación Complementaria Saludable en la mejora de la alimentación complementaria de lactantes de un municipio del Sur de Brasil
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(9):e00101315, 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo: O objetivo do presente trabalho foi avaliar a efetividade da Estratégia Nacional para Alimentação Complementar Saudável (ENPACS) na melhoria da alimentação complementar no primeiro ano de vida em um município brasileiro. Trata-se de um estudo avaliativo de impacto, envolvendo 340 crianças com idades entre 6 e 12 meses, acompanhadas nas unidades básicas de saúde. Os desfechos avaliados foram prevalência do consumo de verduras, legumes, frutas e alimentos não saudáveis, e prevalência de alimentos com consistência adequada para a idade. A regressão de Poisson revelou que a ENPACS esteve associada a uma redução de 32% no consumo de refrigerante e/ou suco industrializado, 35% no de comidas industrializadas e 5% no consumo de alimentos não saudáveis. Não houve aumento no consumo de frutas, legumes, verduras e alimentos com consistência adequada para a idade. Conclui-se que o efeito positivo da estratégia foi parcial, mas que ela tem potencial de contribuir para a melhoria da alimentação infantil, haja vista sua efetividade na redução do consumo de alimentos não saudáveis.

Abstract: The aim of this study was to assess the effectiveness of the National Strategy for Healthy Complementary Feeding (ENPACS) in improving complementary feeding in the first year of life in a Brazilian municipality (county). This was an impact evaluation study that enrolled 340 infants from 6 to 12 months of age, followed at primary healthcare units. The target outcomes were prevalence rates for the consumption of vegetables, legumes, fruits, and unhealthy foods, and the prevalence of foods with adequate consistency for age. Poisson regression showed that the strategy was associated with reductions of 32% in the consumption of sodas and/or industrialized juices, 35% of industrialized foods, and 5% of unhealthy foods. There was no increase in the consumption of fruits, legumes, vegetables, or foods with adequate consistency for age. In conclusion, the strategy's positive effect was partial, but it has the potential to help improve infant nutrition, based on its effectiveness in reducing the consumption of unhealthy foods.

Resumen: El objetivo del presente estudio fue evaluar la efectividad de la Estrategia Nacional para la Alimentación Complementaria Saludable (ENPACS) en la mejoría de la alimentación complementaria, durante el primer año de vida en un municipio brasileño. Se trata de un estudio evaluativo de impacto, involucrando a 340 niños con edades entre 6 y 12 meses, con seguimiento en las Unidades Básicas de Salud. Los resultados evaluados fueron la prevalencia del consumo de verduras, legumbres, frutas y alimentos no saludables, y la prevalencia de alimentos con consistencia adecuada para la edad. La regresión de Poisson reveló que la ENPACS se asoció a una reducción de un 32% en el consumo de refrescos y/o zumo industrializado, 35% en el consumo de comidas industrializadas y 5% en el consumo de alimentos no saludables. No hubo aumento en el consumo de frutas, legumbres, verduras y alimentos con consistencia adecuada para la edad. Se concluye que el efecto positivo de la estrategia fue parcial, pero que tiene potencial de contribuir para la mejoría de la alimentación infantil, por su efectividad en la reducción del consumo de alimentos no saludables.
Descritores: Comportamento Alimentar/fisiologia
Fenômenos Fisiológicos da Nutrição do Lactente/efeitos dos fármacos
-Fatores Socioeconômicos
Verduras
Brasil
Aleitamento Materno
Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Inquéritos Nutricionais
Frutas
Alimentos Infantis
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 13375 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-774633
Autor: Fernandes, Juliana de Kássia Braga; Pinho, Judith Rafaelle Oliveira; Queiroz, Rejane Christine de Sousa; Thomaz, Erika Bárbara Abreu Fonseca.
Título: Avaliação dos indicadores de saúde bucal no Brasil: tendência evolutiva pró-equidade? / Evaluation of oral health indicators in Brazil: a trend towards equity in dental care? / Evaluación de los indicadores de salud bucal en Brasil: ¿tendencia evolutiva pro-equidad?
Fonte: Cad. Saúde Pública (Online);32(2):e00021115, 2016. tab, graf.
Idioma: pt.
Projeto: FAPEMA.
Resumo: Resumo Foi testada a hipótese de que os indicadores de saúde bucal, obtidos do Pacto da Atenção Básica de 2006, Pacto pela Saúde do biênio 2010/2011 e indicadores de transição entre o Pacto pela Saúde e Contrato Organizativo da Ação Pública em Saúde de 2012, não diferiam entre as Unidades Federativas (UF) brasileiras com diferentes Índices de Desenvolvimento Humano (IDH). Para isso, foi realizado um estudo longitudinal ecológico comparando as UF do Brasil com extremos de IDH. Os dados foram obtidos dos sistemas de informação do SUS e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, e submetidos à análise de regressão linear de efeitos mistos (alfa = 5%). Todos os indicadores de oportunidade de acesso foram associados negativamente com o IDH. Para os de utilização, a associação ocorreu para apenas dois indicadores. Os resultados evidenciaram uma tendência evolutiva pró-equidade para indicadores de oportunidade de acesso em relação à saúde bucal.

Abstract This study tested the hypothesis that oral health indicators from the Pact for Primary Healthcare 2006, the Biennial Pact for Health 2010-2011, and the indicators for the transition from the Pact for Health to the 2012 Organizational Contract for Public Action in Health did not differ between states of Brazil with different Human Development Indices (HDI). A longitudinal ecological study was performed, comparing the states of Brazil with the highest and lowest HDIs. Data were obtained from the information systems of the Brazilian Unified National Health System (SUS) and the United Nations Development Program (UNDP) and submitted to mixed-effects linear regression (alpha = 5%). All the indicators for opportunity of access to oral health care were inversely associated with HDI. For indicators of use, the association only occurred with two indicators. The results showed a trend towards equity for indicators of opportunity of access to oral health.

Resumen Fue evaluada la hipótesis de que los indicadores de salud bucal obtenidos en el Pacto de Atención Básica de 2006, en el Pacto de Salud del bienio 2010/2011 e indicadores de transición entre el Pacto por la Salud y Contrato Organizativo de Acción Pública en Salud de 2012, no fueron diferentes entre las Unidades Federativas (UF) brasileñas con diferentes Índices de Desarrollo Humano (IDH). Para eso, se realizó un estudio longitudinal ecológico comparando las UF de Brasil con extremos del IDH. Los datos fueron obtenidos de los sistemas de información del Sistema Único de Salud (SUS) y del Programa de Naciones Unidas para el Desarrollo, y sometidos a un análisis de regresión lineal de efectos mixtos (alfa = 5%). Todos los indicadores de oportunidad de acceso fueron asociados negativamente con el IDH. Para los de utilización, la asociación se produjo en apenas dos indicadores. Los resultados mostraron una tendencia evolutiva pro-equidad para los indicadores de oportunidad de acceso en relación con la salud bucal.
Descritores: Serviços de Saúde Bucal
Acesso aos Serviços de Saúde
Saúde Bucal/estatística & dados numéricos
Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde/estatística & dados numéricos
-Brasil
Disparidades em Assistência à Saúde
Desenvolvimento Humano
Modelos Lineares
Estudos Longitudinais
Programas Nacionais de Saúde
Fatores Socioeconômicos
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1338 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde