Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP3.061.127.078.084 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 83 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 83 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1024569
Autor: Barragán, Santiago; Arrondo Costanzo, Fernanda; Etchegoyen, Graciela.
Título: Detección de eventos adversos en la sala clínica de un hospital a través de metodología activa / Adverse Event Detection in a Hospital Clinic Ward through an Active Methodology
Fonte: Rev. argent. salud publica;10(40):14-18, 30 de septiembre 2019.
Idioma: en.
Resumo: INTRODUCCIÓN: Los eventos adversos (EA) hospitalarios expresan deficiencias en la seguridad de los pacientes internados. Aunque es un tema ampliamente abordado en otros ámbitos, no se han desarrollado suficientes líneas de investigación a nivel nacional. Los objetivos del trabajo fueron medir la frecuencia de EA y sus consecuencias en la sala de clínica de un hospital de alta complejidad de la provincia de Buenos Aires, y cuantificar el subregistro de EA en la historia clínica (HC). MÉTODOS: Se realizó un estudio descriptivo con una metodología activa para la detección de EA. Mediante recorridas diarias por la sala, observación directa del proceso de atención y entrevistas a profesionales de la salud y a los pacientes, se detectaron los EA y demás variables. RESULTADOS: Se observó una alta ocurrencia de casos (70%), en parte por la metodología utilizada y la definición más sensible de EA. Las consecuencias de mayor frecuencia en los pacientes fueron las molestias físicas (65,6%), mientras que para el sistema hospitalario fue el uso adicional de recursos terapéuticos (48,9%). La tasa de letalidad por EA fue de 5,3%. Apenas el 39,7% de los casos estaba registrado en la HC. CONCLUSIONES: Las metodologías habituales para el estudio de los EA no parecen ser efectivas para identificar la totalidad de los casos. Tanto las definiciones tradicionales de EA como el subregistro de casos en la HC subestiman este problema de la seguridad hospitalaria
Descritores: Sub-Registro
Efeitos Colaterais e Reações Adversas Relacionados a Medicamentos
Segurança do Paciente
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: AR650.1 - Biblioteca


  2 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013103
Autor: Horta, Cláudia Júlia Guimarães.
Título: Precise Assessment on Birth Information at the Civil Registry and Live Births Information System in Minas Gerais, Brazil / Avaliação da Precisão das Informações de Nascimento do Registro Civil e do Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos para Minas Gerais, Brasil
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);18(3):629-640, July-Sept. 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objective: to assess the precision on birth information at the Civil Registry and Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos (Sinasc) (Live Births Information System) in Minas Gerais with the purpose to analyze the most recent fecundity level and pattern on women and to assess the hypotheses on the fertility component for populational projections adopted by the Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (Brazilian Institute of Geography and Statistics) in the 2013 review. Methods: the estimation level of under registration at the Civil Registry and Sinasc was based on the comparison of number of births registered by these sources with the number of births obtained from an independent source, estimated by the Brass P/F technique with adaptation. Results: in 2010, the coverage on the Civil Registry and Sinasc was 96.0% and 95.0%, respectively. In the period of 2003 to 2015, both sources point to the same trend. From 2011, the total number of births was practically the same. The corrected Total Fertility Rate and The Specific Fertility Rates had a very similar level and pattern in the period of 2010 to 2015. Discrepancies in the fertility hypotheses were observed from the IBGE. Conclusions: from 2010, the births registered in both data sources were considered as good statistical quality in Minas Gerais and the hypotheses of the fertility level and pattern in the IBGE projections need to be revised.

Resumo Objetivos: avaliar a precisão das informações de nascimentos no Registro Civil e no Sistema de Informações Sobre Nascidos Vivos (Sinasc) em Minas Gerais, com o propósito de analisar o nível e padrão da fecundidade mais recente das mulheres em Minas Gerais e avaliar as hipóteses da componente fecundidade para as projeções populacionais adotadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) na revisão de 2013. Métodos: a estimação do grau de sub-registro do Registro Civil e do Sinasc deu-se a partir da comparação do número de nascimentos registrado por estas fontes com o número de nascimentos obtido de fonte independente, estimado pela técnica P/F de Brass, com adaptação. Resultados: no ano de 2010 a cobertura do Registro Civil e do Sinasc era de 96,0% e 95,0%, respectivamente. As duas fontes apontam para uma mesma tendência no período de 2003 a 2015. A partir de 2011 o total de nascimentos é praticamente igual. As Taxas de Fecundidade Total e as Taxas Específicas de Fecundidade corrigidas apresentam nível e padrão bastante semelhantes no período de 2010 a 2015. Foram observadas discrepâncias nas hipóteses de fecundidade do IBGE. Conclusões: os nascimentos registrados em ambas as fontes de dados foram considerados de boa qualidade a partir de 2010 para Minas Gerais e as hipóteses de nível e padrão de fecundidade das projeções do IBGE precisam ser revisadas.
Descritores: Registro de Nascimento
Taxa de Fecundidade
Nascimento Vivo
Sistemas de Informação em Saúde
Pesquisa sobre Serviços de Saúde
-Sub-Registro
Registro Civil
Brasil
Estatísticas Vitais
Previsões Demográficas
Limites: Seres Humanos
Recém-Nascido
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  3 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013143
Autor: Carvalho, João Batista; Paes, Neir Antunes.
Título: Socioeconomic inequalities in breast cancer mortality in microregions of the Brazilian Northeast / Desigualdades socioeconômicas na mortalidade por câncer de mama em microrregiões do Nordeste brasileiro
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);19(2):391-400, Apr.-June 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Objectives: to evaluate the relation between the corrected mortality rates on breast cancer and the indicators of elderly women's living conditions in the Northeast micro-regions of Brazil . Methods: an ecological study was adopted in 2010 and 2015 for 188 micro-regions in the Northeast using structural equation modeling. The data on the population, deaths and indicators on living conditions were extracted from the IBGE, SIM/MS, and SISAP-Idoso (elderly), respectively. The under-registration of death data on breast cancer, badly defined death causes and garbage codes were corrected. The standardized mortality rates were calculated to permit time-space comparison. Results: the recovery of a considerable number of deaths was made possible to obtain a greater accuracy in the mortality rates estimation in micro-regions level. An increase in the mortality rates was observed at the time. The structural equation modeling presented a robust model with significance for some indicators on living conditions. The rates were higher in the micro-regions with lower percentage of illiterate elderly women, lower percentage of elderly women living in poverty, lower dependency ratio, and higher percentage of elderly women living at home with running water. Conclusions: the results showed an increased trend of elderly women dying of breast cancer in the region and with higher levels in the micro-regions with better indicators on living conditions.

Resumo Objetivos: avaliar a relação entre as taxas corrigidas de mortalidade por câncer de mama e indicadores de condições de vida das idosas das microrregiões do Nordeste brasileiro. Métodos: adotou-se um estudo ecológico nos anos de 2010 e 2015 para as 188 microrregiões do Nordeste utilizando a modelagem de equações estruturais. Os dados de população, óbitos e indicadores de condições de vida foram extraídos do IBGE, SIM/MS e SISAP-Idoso, respectivamente. Os dados de óbitos por câncer de mama foram corrigidos para subregistro, óbitos mal definidos e códigos garbage. Calcularam-se taxas padronizadas de mortalidade para permitir a comparação tempo-espacial. Resultados: a recuperação de um número considerável de óbitos possibilitou obter uma maior acurácia na estimação das taxas de mortalidade em nível de microrregiões. Um aumento nas taxas de mortalidade foi observado no período. A modelagem de equações estruturais apresentou um modelo robusto com significância para alguns indicadores de condições de vida. As taxas foram mais elevadas em microrregiões com menor percentual de idosas analfabetas, menor percentual de idosas em situação de pobreza, menor razão de dependência e maior percentual de idosas residentes em domicílios com água encanada. Conclusões: os resultados apontaram uma tendência de aumento das mortes de idosas por câncer de mama na região, com níveis maiores nas microrregiões com melhores indicadores de condições de vida.
Descritores: Condições Sociais
Sub-Registro
Neoplasias da Mama/epidemiologia
Mortalidade
-Fatores Socioeconômicos
Brasil
Atestado de Óbito
Registros de Mortalidade
Indicadores Básicos de Saúde
Limites: Seres Humanos
Feminino
Idoso
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  4 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-985763
Autor: Abalos, Edgardo; Duhau, Mariana; Escobar, Paola; Fasola, María Letizia; Finkelstein, Juliana Zoe; Golubicki, José Luis; Krupitzki, Hugo; Marconi, Élida; Santoro, Adrián; Vinacur, Jorge.
Título: Omisión de registros de causas maternas de muerte en Argentina: estudio observacional de alcance nacional / Omission of causes of maternal death in death certificates in Argentina: nationwide observational study / Omissão do registro de causas maternas de morte na Argentina: estudo observacional de alcance nacional
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;43:e13, 2019. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Objetivo Determinar la magnitud y características de la omisión del registro de causas maternas de muerte en Argentina y reestimar la razón de mortalidad materna (RMM) para el año 2014. Métodos Estudio de corte transversal. Revisión retrospectiva de registros médicos de mujeres en edad reproductiva que murieron por causas sospechosas de encubrir muertes maternas en instituciones del sector público, la seguridad social y privado en todas las jurisdicciones del país entre el 1 de enero y el 31 de diciembre de 2014. Se reclasificó la causa de muerte consignada en el Informe Estadístico de Defunción. Las medidas de resultado incluyeron el porcentaje de omisión del registro, la estructura de causas, el lugar, el momento de la muerte en relación con el proceso reproductivo y la edad gestacional. Se reestimó la RMM en base a los resultados. Resultados Se analizaron 969 registros médicos (82,4%) de una muestra de 1 176 casos. Se identificaron 60 casos donde se omitió la causa materna de muerte (48 muertes maternas, 12 muertes maternas tardías). El porcentaje de omisión fue del 14,2% para las muertes maternas y del 33,3% para las muertes maternas tardías. La nueva RMM estimada para el año 2014 osciló entre 43,3 y 47,2 muertes por cada 100 000 nacidos vivos. Conclusiones La omisión de registro de causas maternas de muerte en Argentina podría ser menor a la reportada por agencias internacionales. Existen diferencias de omisión entre las regiones. Se necesitan esfuerzos que enfaticen la importancia del llenado correcto de los certificados de defunción.

SUMMARY Objective To determine the magnitude and characteristics of the omission of causes of maternal death in death certificates in Argentina, and to re-estimate the maternal mortality ratio (MMR) for the year 2014. Methods Cross-sectional study. Retrospective review of medical records of women of childbearing age who died from causes suspected of concealing maternal deaths in public, social security, and private institutions in all jurisdictions of the country between 1 January and 31 December 2014. The cause of death recorded in the death certificate was reclassified. Outcome measures included: percentage of records with an omission, structure of causes of death, location, time of death with respect to the reproductive process, and gestational age. The RMM was re-estimated on the basis of the results. Results Of a sample of 1,176 cases, 969 medical records (82.4%) were analyzed, identifying 60 cases in which the cause of maternal death was omitted (48 maternal deaths, 12 late maternal deaths). Omissions were found in 14.2% of maternal deaths and 33.3% of late maternal deaths. The new estimated MMR for 2014 varied between 43.3 and 47.2 deaths per 100,000 live births. Conclusions The omission of causes of maternal death in death certificates in Argentina may be less frequent than international agencies have reported, with differences in omission between regions. Efforts must be made to emphasize the importance of filling out death certificates correctly.

RESUMO Objetivo Determinar a dimensão e as características da omissão do registro de causas maternas de morte na Argentina e realizar uma nova estimativa da taxa de mortalidade materna (TMM) para o ano 2014. Métodos Estudo de corte transversal com a revisão retrospectiva dos registros médicos de mulheres em idade reprodutiva que morreram por causas com suspeita de encobrir mortes maternas em instituições da rede pública e previdência social e instituições particulares em todas as jurisdições do país entre 1º. de janeiro e 31 de dezembro de 2014. Foi feita a reclassificação da causa de morte atribuída no Informe Estatístico de Óbitos. As medidas de resultados foram porcentagem de omissão do registro, estrutura de causas de mortes maternas, local, momento da morte em relação ao processo reprodutivo e idade gestacional. Foi realizada uma nova estimativa da TMM com base nos resultados. Resultados Foram analisados 969 registros médicos (82,4%) de uma amostra de 1.176 casos. Foram identificados 60 casos em que houve omissão da causa materna de morte (48 mortes maternas, 12 mortes maternas tardias). Verificou-se uma porcentagem de omissão de 14,2% para as mortes maternas e 33,3% para as mortes maternas tardias. A nova TMM estimada para o ano 2014 oscilou entre 43,3 e 47,2 mortes por 100.000 nascidos vivos. Conclusões A omissão de registro de causas maternas de morte na Argentina pode ser menor que a informada pelas agências internacionais. Existe diferença de omissão entre as regiões. São necessários esforços que enfatizem a importância do preenchimento correto da certidão de óbito.
Descritores: Sub-Registro
Morte Materna/estatística & dados numéricos
-Argentina
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870419
Autor: Araújo Júnior, Rui Cipriano de.
Título: Tuberculose: subnotificação de casos que evoluíram para óbito em Teresina, PI / Tuberculosis: underreporting of cases who died in Teresina, PI.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2015. 41 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A subnotificação de casos de tuberculose implica em subestimativas da magnitude da doença, e, portanto acarreta sub-alocação de ações e recursos para seu controle. O objetivo deste estudo é avaliar a magnitude da subnotificação de casos de Tuberculose que evoluíram para o óbito no município de Teresina, PI. Este é um estudo descritivo de dados secundários em que foi feita busca no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) dos óbitos ocorridos entre 2007 e 2013, que tiveram tuberculose como uma das causas múltiplas e estavam registrados no Sistema de Informação em Mortalidade (SIM), tendo como variáveis de referência o nome, data do nascimento, nome da mãe, sexo, município de residência e bairro. Dos óbitos registrados, 164 eram residentes em Teresina e tiveram tuberculose como uma das causas múltiplas associadas, 87 (53 por cento) deles notificados no Sinan. Em 120 (73,1 por cento), a tuberculose foi causa básica. Na proporção de notificações, entre 2007 e 2013, houve pequena variabilidade e tendência de redução no período, com média de 54,5 por cento, chegando a 80 por cento em 2013. Ocorreram 124 (75,6 por cento) óbitos em 18 estabelecimentos de saúde; daqueles, 40 (24,4 por cento) ocorreram em domicílio, mas não havia informação do estabelecimento onde foi notificado. O Sinan encerrou 73 casos como óbito por tuberculose no período de 2002 a 2013. O acréscimo da notificação dos 77 casos de tuberculose que evoluíram para o óbito acarretará incremento de 3,43 por cento no total de casos notificados no período e de 124,6 por cento no total de evoluções para óbito. A vigilância de óbitos para TB pode ser útil para aumentar a completude dos sistemas de informação, elevar a proporção de casos encerrados, corrigir o Sinan e o SIM, diminuir a subnotificação, avaliar a qualidade do preenchimento das DOs, supervisionar a vigilância epidemiológica dos hospitais e da unidade de saúde e buscar contatos ainda não avaliados pela equipe de saúde.

The underreporting of TB cases entails an underestimation of the magnitude of the disease, and thus causes under allocation of shares and resources for its control. The aim of this study is to evaluate the magnitude of underreporting of TB cases that had a fatal outcome in the city of Teresina / PI. This is a descriptive study of secondary data in which was searched the Reporting System of Grievance Information (Sinan) of the deaths occurred between 2007 and 2013, who had tuberculosis as one of the multiple causes and were registered in the Information System on Mortality (SIM), having as variable reference the name, birth date, mother's name, sex, city of residence and neighborhood. Of recorded deaths, 164 were residents in Teresina and had tuberculosis as one of the multiple causes allied, 87 (53 percent) were found in Sinan. In 120 (73.1 percent), TB was the underlying cause. In the proportion ofnotifications between 2007 and 2013, there was little variability and decreasing trend in the period, averaging 54.5 percent, reaching 80 percent in 2013. There were124 (75.6 percent) deaths in 18 health facilities; of those, 40 (24.4 percent) occurred at home, but there was no information about the establishment in which has been notified. The Sinan closed 73 cases as death from tuberculosis from 2002 to 2013. The increase dos77 notification of TB cases that evolved to death will result in an increase of 3.43 percent in the total of cases reported in the period and 124.6 percent in Total figures for death. Monitoring of deaths for TB can be usefulto increase the wholeness of information systems, raise the proportion of closed cases, correct the Sinan and SIM, decrease under-reporting, assessing the quality of filling of DOs, oversee the surveillance of hospitals and health unit and search for contacts not yet evaluated by the health team.
Descritores: Notificação de Doenças
Registros de Mortalidade
Sistemas de Informação/estatística & dados numéricos
Tuberculose/mortalidade
Sub-Registro
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; T616.995098122, A663t


  6 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-870414
Autor: Almeida, Wanessa da Silva de.
Título: Estimação da mortalidade infantil nos municípios brasileiros / Infant mortality estimation in Brazilian municipalities.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2016. 181 p. ilus, map, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A indisponibilidade de dados vitais completos e confiáveis compromete a avaliação de ações de saúde. Monitorar o grau de cobertura dos eventos e a adequação dos dados informados são procedimentos importantes para a construção de indicadores fidedignos da situação de saúde. Com a valorização das informações desagregadas por município, tem sido incentivada a utilização dos dados dos Sistemas de Informações Vitais do Ministério da Saúde. Entretanto, limitações relacionadas à consistência e à cobertura destas informações, dificultam a estimação da mortalidade infantil em alguns municípios brasileiros. A presente tese teve por objetivo propor uma metodologia de estimação do Coeficiente de Mortalidade Infantil (CMI) para os municípios brasileiros que considerasse a subenumeração de óbitos e o porte populacional bem como estimar fatores de correção para os óbitos informados ao Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) na esfera municipal.A tese está apresentada na forma de três artigos. No primeiro, foi proposto método para estimação do CMI por município, levando em consideração a subenumeração de óbitos e o porte populacional do município. O método foi desenvolvido a partir da estimação de fatores de correção de óbitos e nascidos vivos por município, no triênio 2009-2011, através de indicadores construídos para caracterizar a cobertura das informações vitais. Foi proposto um procedimento para verificar se o número corrigido de óbitos infantis atingia o valor mínimo esperado. No caso de insuficiência do fator de correção, foram usados os valores preditos de uma regressão multivariada para estimar o CMI. Diante dos achados da presente tese, pode-se verificar que ainda existem grandes problemas a superar, como as persistentes desigualdades de acesso à assistência de saúde e à omissão da informação de óbito, que compromete o dimensionamento da realidade local. Embora os avanços conseguidos na informação dos dados vitais no Brasil sejam amplamente reconhecidos, os resultados mostram que persiste a dificuldade de alcançar os municípios rurais e remotos, que ainda não dispõem de informações vitais adequadas.

The unavailability of complete and reliable vital data restricts the evaluation of health actions. Monitoring the level of coverage of the events and the adequacy of informed data areimportant procedures for the construction of reliable indicators of health status. In late years,municipality data have been valued and the use of the Vital Information Systems of the Ministryof Health has been encouraged. However, limitations related to consistency and coverage ofthis information make it difficult to estimate child mortality in some municipalities. This thesis aimed to propose an estimation methodology of the infant mortality rate (IMR) in Brazilian municipalities by considering the underreporting of deaths and municipality population size, as well as to estimate correction factors for deaths informed to the Mortality Information System at the municipality level. The thesis is presented in the form of three articles. In the first one, we proposed amethod for infant mortality estimation by municipality, taking into account the underreportingof deaths and population size of the municipality. The method was developed from the estimation of correction factors of live births and deaths by municipality in the period 2009-2011, based on indicators that characterize the level of coverage of vital information. Aprocedure was proposed to verify that if the corrected number of infant deaths reached the minimum expected value according to the population size of the municipality. In case of insufficiency of the correction factor, we used the predicted values of a multivariate regressionto estimate the IMR. Given the findings of this thesis, it can be seen that there are still major problems toovercome, such as persistent inequalities in access to health care and the failure of death information, which limits scaling the real local situation. Although improvements made in information of vital data in Brazil are widely recognized, the results show that our greatest challenge is to reach the rural and remote municipalities, which do not yet have adequate vital information.
Descritores: Indicadores Básicos de Saúde
Mortalidade Infantil
Sub-Registro
-Brasil
Nascimento Vivo
Análise de Pequenas Áreas
Estatísticas Vitais
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; T304.640981, A447e


  7 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Abreu, Daisy Maria Xavier de
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847365
Autor: Abreu, Daisy Maria Xavier de; Guimarães, Mark Drew Crosland; Franco, Glaura da Conceição; Lana, Gustavo de Carvalho; Ishitani, Lenice Harumi; França, Elisabeth Barboza.
Título: O impacto da correção dos dados na mortalidade prematura por câncer de próstata, Brasil, 1996-2011 / The impact of data correction on premature prostate cancer mortality, Brazil, 1996-2011 / El impacto de la corrección de datos en la mortalidad prematura por cáncer de próstata, Brasil, 1996-2011
Fonte: Rev. bras. cancerol;62(2):147-154, abr.-jun. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Nas análises de mortalidade, devem ser observados o grau de cobertura e a qualidade das informações para reduzir o risco de apresentar estimativas de mortalidade com viés de sub-registro e/ou registro incorreto da causa de morte. Objetivo: Analisar a mortalidade por câncer de próstata na população masculina entre 30 e 69 anos de idade, no Brasil e regiões, de 1996 a 2011, corrigindo pelo sub-registro de óbitos e redistribuição de causas mal definidas e inespecíficas. Método: Foram redistribuídos óbitos: de sexo e idade ignorados; causas mal definidas e causas inespecíficas; e corrigido o sub-registro no Sistema de Informações sobre Mortalidade. Para análise das séries de cada região e Brasil, aplicou-se um modelo de regressão linear com erros autorregressivos e o modelo de espaços de estados. Resultados: Após correção do sub-registro, as taxas de mortalidade por câncer de próstata aumentaram em 22,2% (1996) e 6,2% (2011). A redistribuição de causas mal definidas contribuiu em 21,4%, especialmente em 1996. Os códigos inespecíficos apresentaram um impacto muito reduzido no total de óbitos corrigidos. Após a correção, a região Nordeste passou a apresentar a maior taxa de morte por câncer de próstata e a região Sudeste a menor, em 1996 e 2011. Observou-se tendência de redução nos níveis de mortalidade no período analisado e também uma diminuição entre os diferenciais regionais em 2011. Conclusão: A correção dos dados permitiu obter um quadro mais específico da mortalidade por câncer de próstata, de modo a auxiliar no adequado planejamento das ações de saúde pública.

Introduction: In analysis of mortality the coverage and quality of information should be observed in order to reduce the risk of underreporting bias and/or incorrect registration of the cause-of-death. Objective: To analyze mortality due to prostate cancer among 30-69 year-old men in Brazil, from 1996 to 2011, after correcting for underreporting of deaths and redistribution of ill-defined and unspecific causes-of-death. Method: Steps for the correction procedures included data imputation of deaths with unknown sex and age, redistribution of ill-defined and unspecific causesof- death, and correction of death underreporting in the Mortality Information System. Time series for each region and Brazil were analyzed by linear regression with autoregressive errors and space models of the states. Results: After correction for underreporting, prostate cancer mortality increased by 22.2%, in 1996, and by 6.2%, in 2011. A larger contribution was observed by the redistribution of ill-defined causes-of-death, especially in 1996 (21.4%). Unspecific codes had a limited impact on the total corrected deaths. After correction, the Northeast and Southeast Regions presented, respectively, the highest and lowest mortality rates due to prostate cancer for 1996 and 2011. A reduction in the mortality rate for the period and a reduction in the regional difference for 2011 were also observed. Conclusion: A more specific picture regarding mortality due to prostate cancer in Brazil emerged after applying the data correction procedures, and this can be used for better planning of public health actions.

Introducción: En análisis de la mortalidad debe ser observada desde la cobertura y calidad de las informaciones para reducir el riesgo de presentar estimativas de mortalidad con un sesgo de subregistro y/o registro incorrecto sobre la causa de la muerte. Objetivo: Analizar las tendencias de mortalidad por cáncer de próstata en la población masculina entre 30 y 69 años de edad, en Brasil y regiones, entre 1996 y 2011, corrigiendo la sub inscripción de defunciones y redistribución de causas mal definidas y no específicas. Método: Fueron redistribuidos óbitos: de sexo y edad ignorados, causas de las muertes mal definidas y no específicas y corrección de subregistro en el Sistema de Información de Mortalidad. Para el análisis de las series de cada región y Brasil se aplicó un modelo de regresión lineal con errores autoregresivos y l modelo de espacios de estados. Resultados: Después de la corrección de la sub registro de, las tasas de mortalidad por cáncer de próstata aumentó en 22,2% (1996) y 6,2% (2011). La redistribución de causas mal definidas tuvo mayor contribución, especialmente en 1996 (21,4%). Los códigos no específicos presentan muy bajo en impacto total de defunciones corregidas. Después de la corrección, la región Noreste pasó a presentar la mayor tasa de muerte por cáncer de próstata y la región Sureste más pequeña, en 1996 y 2011. Se observó una tendencia de reducción en los niveles de mortalidad en el período analizado y también una disminución entre los diferenciales regionales en 2011. Conclusión: La corrección de los datos permitió obtener un marco más específico de la mortalidad por cáncer de próstata, para ayudar en la planificación adecuada de acciones de salud pública.
Descritores: Sistemas de Informação em Saúde/tendências
Mortalidade/tendências
Neoplasias da Próstata/mortalidade
-Estimativas de População
Políticas Públicas de Saúde
Estudos de Séries Temporais
Causa Básica de Morte
Sub-Registro/classificação
Limites: Seres Humanos
Masculino
Responsável: BR440.3 - Biblioteca do Hospital do Câncer III


  8 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-786676
Autor: Moreno Gómez, Germán Alberto; Moren Gómez, Jhon Gerardo; Cabezas Restrepo, Ángela María; Múnera Benavides, Juan Esteban; Ocampo Alzate, Katherin Paola; Morena Villegas, Valentina.
Título: Cumplimiento en la notificación de casos probables de dengue en el Área Metropolitana Centro Occidente de Colombia en el año 2014 / Compliance in reporting probable cases of dengue in the Colombian West Metropolitan Area in 2014
Fonte: Rev. med. Risaralda;22(2):75-78, jul.-dic. 2016.
Idioma: es.
Resumo: Objetivo: Cuantificar el cumplimiento de notificación de casos probables de dengue en el área Metropolitana Centro Occidente de Colombia, en el año 2014. Métodos: Esta investigación corresponde a un estudio observacional, descriptivo de corte transversal a partir de los registros de diagnósticos de dengue y sus diagnósticos diferenciales identificados en los Registros Individuales de Prestación de Servicios (RIPS) y el Sistema Nacional de Vigilancia en Salud Pública (SIVIGILA) del año 2014, de las Unidades Primarias Generadoras de Datos (UPGD) del Área Metropolitana Centro Occidente del Departamento de Risaralda. Se seleccionaron todos los registros de dengue (Censo) y se obtuvo una muestra de los diagnósticos diferenciales con un nivel de confianza del 95 porciento, una p de 0.5 y una precisión del 5 porciento. Posteriormente se calcularon porcentajes de cumplimiento en la notificación para dengue y para casos probables. Resultados: El 64 porciento de los pacientes con diagnósticos de dengue fueron notificados al SIVIGILA en el año 2014. El 10,7porciento de los diagnósticos diferenciales cumplieron con el criterio de caso probable de dengue y el 12,9 porciento de los casos probables de dengue fueron notificados al SIVIGILA en el año 2014. Discusión: Los resultados de este estudio son importantes porque brindan información sobre el cumplimiento de la notificación obligatoria de los casos de dengue al Sistema de Vigilancia Epidemiológica del dengue de las UPGD públicas del Área Metropolitana Centro Occidente del Departamento de Risaralda, evidenciando un incumplimiento en la notificación. Además, al comparar los resultados con otros estudios realizados tanto a nivelinternacional (Costa Rica, Brasil y Chile) y a nivel nacional (Santander y Valle)se observan problemas similares de notificación en los Sistemas de Vigilancia Epidemiológica respectivos.
Descritores: Dengue
EPIDEMIOLOGICAL SURVEILLANCE
Sub-Registro
Limites: Seres Humanos
Responsável: CO64.3 - Biblioteca Jorge Roa Martinez


  9 / 83 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-778547
Autor: Bordoni, Polyanna Helena Coelho; Bordoni, Leonardo Santos; Silva, Jussara de Medeiros; Drumond, Eliane de Freitas.
Título: Utilização do método de captura-recaptura de casos para a melhoria do registro dos acidentes de trabalho fatais em Belo Horizonte, Minas Gerais, 2011 / El uso del métodode Captura-recaptura de casos para la mejora del registro de accidentes de trabajo fatales en la ciudad de Belo Horizonte, estado de Minas Gerais, Brasil, 2011 / Use of capture-recapture method to improve fatal occupational accident records in Belo Horizonte city, Minas Gerais State, Brazil, 2011
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;25(1):85-94, jan.-mar. 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: mensurar o sub-registro de acidentes de trabalho típicos fatais (ATTF) no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, em 2011. MÉTODOS: utilizou-se o método de captura-recaptura para estudo de todos os ATTF registrados no município, por residência e/ou ocorrência, mediante relacionamento probabilístico dos dados de três fontes - SIM, Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e Banco de Necropsias do Instituto Médico Legal de Belo Horizonte. RESULTADOS: entre os 54 casos encontrados, a maioria foi de homens (n=53) e a metade ocorreu com motoristas e trabalhadores da construção civil (n=28); os acidentes de transporte (n=18) e as quedas (n=10) foram as causas mais comuns de óbito; houve subnotificação de 15 óbitos no SIM. CONCLUSÃO: a utilização do método de captura-recaptura contribuiu para a detecção do sub-registro de ATTF.

OBJETIVOS: estimar el subregistro de accidentes de trabajo típicos fatales (ATTF) en el Sistema de Información de Mortalidad (SIM) de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil, en 2011. MÉTODOS: fue utilizado el método de captura-recaptura para el estudio de todos los ATTF registrados en el municipio, por residencia y/u ocurrencia, mediante relacionamiento probabilística de datos de tres fuentes- SIM, Sistema de Información de Agravios de Notificación (Sinan) y Banco de Necropsias del Instituto Médico-Legal de Belo Horizonte. RESULTADOS: entre los 54 casos de ATTF, la mayoría eran hombres (n=53); la mitad ocurrió enconductores y trabajadores de construcción civil (n=28); los accidentes de transporte (n=18) y las caídas (n=10) fueron las causas más comunes de óbito; hubo subnotificación de 15 óbitos en el SIM. CONCLUSIÓN: la utilización del método de captura-recaptura contribuye para la detección del subregistro de ATTF.

OBJECTIVE: to measure underreporting of typical fatal occupational injuries (FOI) on the Mortality Information System (SIM) in Belo Horizonte city, Minas Gerais State, Brazil, in 2011. METHODS: the capture-recapture method was used to assess all FOI recorded among city residents and/or occurring in the city, using probabilistic linkage of three data sources: SIM, the Notifiable Diseases Information System (SINAN) and the Belo Horizonte Forensic Medicine Institute Autopsy Database. RESULTS: the majority of the 54 cases found occurred in males (n=53), with drivers and construction workers accounting for half of them (n=28); the most common causes of death were traffic accidents (n=18) and falls (n=10); 15 deaths were underreported on SIM. CONCLUSION: the use of the capture-recapture method contributed to the detection of FOI underreporting.
Descritores: Acidentes de Trabalho/mortalidade
Sistemas de Informação em Saúde
Notificação de Acidentes de Trabalho
Sub-Registro/estatística & dados numéricos
-Causas de Morte
Epidemiologia Descritiva
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 83 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-762983
Autor: Nascimento, Maria Isabel do; Flauzino, Regina Fernandes; Cunha, Mara Catarina da; Silva, Gemima Pestana Rafael da; Rocha, Luana Bezerra da.
Título: Fatores associados à ausência de registro de nascimento em cartório localizado em maternidade do Sistema Único de Saúde, Nova Iguaçu-RJ, 2012 / Factors associated with births not registered at the registry office of a Brazilian National Health System maternity hospital, Nova Iguaçu-RJ, Brazil 2012 / Factores asociados a la falta de registro de nacimiento en un servicio de registro oficial disponible en una maternidad del Sistema Único de Salud, Nova Iguaçu, 2012
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;24(3):431-440, jul.-set. 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: analisar os fatores associados à ausência de registro de nascimento em cartório localizado em maternidade do Sistema Único de Saúde no município de Nova Iguaçu-RJ, Brasil. MÉTODOS: estudo transversal com 468 nascidos vivos (NV), realizado em junho e julho de 2012; a variável dependente foi a ausência de registro de nascimento no cartório da maternidade, decorridos 15 dias do parto; empregou-se a Regressão de Poisson para estimar razões de prevalência (RP) e intervalos de confiança de 95% (IC95%). RESULTADOS: 40,6% dos NV não tiveram o registro de nascimento efetuado no cartório da maternidade; a falta de registro associou-se a escolaridade materna de 0 a 8 anos de estudo (RP 1,41; IC95% 1,04-1,93), parto extra-hospitalar (RP 2,15; IC95% 1,04-4,46) e residência em município vizinho (RP 1,39; IC95% 1,03-1,89). CONCLUSÃO: orientações sobre registro devem ser direcionadas às mães com baixa escolaridade e com partos fora do ambiente hospitalar.

OBJETIVO: analizar los factores asociados a la falta de registro de nacimiento en un servicio de registro ubicado en una maternidad del Sistema Único de Salud (SUS)en el municipio de Nova Iguaçu, Estado de Rio de Janeiro, Brasil. MÉTODOS: estudio transversal con datos de 468 nacidos vivos en junio y julio de 2012; la variable dependiente fue la falta de registro de nacimiento en el servicio de registro ubicado en la maternidad, dentro de los15 días del parto; se usó la Regresión de Poisson para estimar razones de prevalencia (RP) e intervalos de confianza (IC) de 95%. RESULTADOS: un 40,6% de los niños no fue registrado en el servicio de registro de la maternidad; la falta de registro de nacimiento se asoció positivamente con la baja o ausente escolaridad de la madre (RP 1,41; IC95% 1,04-1,93 ); con el parto extra-hospitalario (RP 2,15; IC95%1,04-4,46 ) y con la residencia de la madre en un municipio vecino (RP 1,39; IC95%1,03-1,89). CONCLUSIONES: deben dirigirse orientaciones sobre el registro a las madres con escolaridad baja o ausente o con partos fuera del ambiente hospitalario.

OBJECTIVE: to analyze factors associated with births not registered at a National Health System (SUS) maternity hospital registry office in Nova Iguaçu-RJ, Brazil. METHODS: a cross-sectional study of data on 468 live births (LB) between June-July 2012. The dependent variable was births not registered at the registry office within 15 days following birth. Prevalence ratios (PR) and 95% confidence intervals (95% CI) were estimated using Poisson Regression. RESULTS: 40.6% (190/468) of LB were not registered at the registry office. Non-registration was positively associated with little or no maternal schooling (PR 1.41; 95% CI 1.04-1.93), childbirth prior to hospitalization (PR 2.15; 95% CI 1.04-4.46), and mother resident in a different municipality to the hospital (PR 1.39; 95%% CI 1.03-1.89). CONCLUSION: mothers with little or no schooling and who do not give birth in hospital should receive guidance on birth registration.
Descritores: Registro de Nascimento
Brasil
Estudos Transversais/métodos
Maternidades
Nascimento Vivo
Sub-Registro/estatística & dados numéricos
Sistema Único de Saúde
Estatísticas Vitais
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde