Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP4.001.027.258 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 345 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 35 ir para página                         

  1 / 345 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-676095
Autor: Saito, Regiane Kikue; Rodrigues, André Flávio Soares Ferreira.
Título: A importância da análise do solo nos estudos epidemiológicos sobre parasitoses intestinais / The importance of soil analysis in epidemiologic studies on intestinal parasitosis
Fonte: Rev. APS;15(2), jun. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este trabalho discute a relevância do ambiente na dinâmica epidemiológica das principais parasitoses intestinais no Brasil e ressalta a importância do diagnóstico no ambiente como forma complementar nos inquéritos epidemiológicos. O objetivo do trabalho foi verificar a situação de residentes em locais com deficiência no saneamento básico quanto à prevalência de helmintos intestinais. Para isso, foram realizados exames coprológicos em 33 moradores do bairro Igrejinha, Juiz de Fora (MG) e analisadas amostras de solo de suas residências (n=11) como diagnóstico complementar. Para análise do material fecal, foi utilizada técnica de centrífugo-sedimentação seguida de centrífugo-flutuação. Para análise do solo, utilizou-se centrífugo-flutuação. O exame coprológico apresentou resultado negativo em todas as amostras. Na análise do solo, entretanto, diagnosticou-se contaminação por ovos de espécimes dos gêneros Ascaris (Linnaeus, 1758) (96%), Trichuris (Roederer, 1761) (3%) e um ovo de nematóide da ordem Strongylida. Os laudos coprológicos negativos, em contraponto às análises de solo positivas, mostram que, embora os hospedeiros possam estar momentaneamente livres dos parasitos, ou com baixa intensidade média de infecção, o ambiente continua sendo fonte de contaminação permitindo reinfecção.

This paper discusses the importance of the environment in the epidemiological dynamics of the main intestinal parasitic diseases in Brazil, and emphasizes the importance of a complementary diagnosis of the environment in epidemiological surveys. The objective of this study was to assess the situation of residents of areas lacking basic sanitation about the prevalence of intestinal helminths. For this study, stool tests were performed on 33 residents of the Igrejinha district of Juiz de Fora, Minas Gerais State (Brazil), and soil samples from their homes (n = 11) were analyzed as a complementary diagnosis. For analysis of fecal material, the technique of centrifugal-sedimentation followed by centrifugal-flotation was used. For soil analysis, centrifugal-flotation was used. The stool tests showed negative results in all samples. The soil analysis , however, diagnosed contamination by eggs of specimens of the genus Ascaris (Linnaeus, 1758) (96%), Trichuris (Roederer, 1761) (3%), and a nematode egg of the order Strongylida. The negative stool test, in contrast to positive soil analysis, showed that while the hosts may be momentarily free of parasites, or with a low average infection intensity, the environment remains a source of contamination.
Descritores: Doenças Parasitárias
Técnicas e Procedimentos Diagnósticos
-Análise do Solo
Saúde Pública
Saneamento Básico
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  2 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-328239
Autor: Paraguay. Ministerio de Salud Pública y Bienestar Social. Dirección General de Promoción y Educación para la Salud.
Título: Manual del promotor voluntario de salud: escuela amiga de los niños y las niñas / Manual of the voluntary promotor of health: scholl friend of the children and the girls.
Fonte: Asunción; MSPYBS ; Dirección General de Promoción y Educación para la Salud ; Plan Internacional Paraguay; ago.1996. 73 p. ilus, graf.
Idioma: es.
Resumo: Contiene lo referente a la promoción de la salud, desarrolla lo referente a la salud infantil, con respecto a su crecimiento y desarrollo, la lactancia materna, vacunas, diarrea, enfermedades de los niños, la salud de la madre, y la nutrición o buena alimentación, incluye lo referente a los desórdenes por deficiencia de Yodo y saneamiento básico
Descritores: Deficiência de Iodo
Aleitamento Materno
Vacinas
Diarreia Infantil
Ira
Bem-Estar Materno
Bem-Estar da Criança
Cuidado da Criança
Nutrição da Criança
Saneamento Básico
-Paraguai
Responsável: PY40.1 - Biblioteca
PY40.1; Py614/MSPYBS


  3 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-914165
Autor: Bubak, Vit; Sanabria, Marta; Sánchez Bernal, Susana; Medina, Norma.
Título: Perfil nutricional de niñas y niños indígenas menores de cinco años del Paraguay y su asociación con factores socioeconómicos y otros determinantes sociales, Encuesta de Hogares Indígenas 2008 / Nutritional profile of indigenous girls and boys under five years of age in Paraguay and its association with socioeconomic factors and other social determinants, Indigenous Household Survey 2008
Fonte: Pediatr. (Asunción);45(1):25-35, 2018.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: La desnutrición es un desafío pendiente que influye nocivamente en el desarrollo de los niños indígenas, afectando su potencial de crecimiento. Objetivo: Analizar la situación nutricional niños indígenas menores de cinco años en el Paraguay y su asociación con factores socio- económicos y otros determinantes sociales. Materiales y Métodos: Estudio transversal, descriptivo, analítico, realizado con datos representativos a nivel nacional de la Encuesta de Hogares Indígenas (EHI 2008). Variables: edad, sexo, grupo lingüístico, peso, talla, acceso a agua, acceso a saneamiento básico, tenencia de seguro médico, peso al nacer, lactancia materna, episodios de diarrea, educación. Se consideraron los siguientes grupos de edad: menores de un año, de 1 a 2 años, 2 a 3 años, 3 a 4 años, 4 años y más. El diagnóstico nutricional fue por antropometría, según criterios de la OMS: puntaje z Peso/Edad, Peso/Talla y Talla/Edad. Estadísticas: Se utilizaron promedio, desviación estándar, porcentajes. También se utilizó t Student y Chi cuadrado de Pearson. Significancia p < 0,05. Resultados: Fueron estudiados 555 niñas y niños menores de cinco años, edad promedio 29,1 meses (1-59 meses), 53,9% varones. Los promedios de zPeso/Edad, de zPeso/Talla y de zTalla/Edad fueron - 0,56±1,2DE; 0,64±1,2DE; -1,75±1,6DE, respectivamente. La prevalencia de Desnutrición Global (DG) fue del 9,8% (en riesgo del 25,0%), de Desnutrición Aguda (DA) del 1,5% (en riesgo del 5,6%), de Desnutrición Crónica (DC) del 41,7% (en riesgo del 29,4%), y de Obesidad del 9,0% (en riesgo del 28,6%). No se observó asociación significativa entre el estado nutricional y sexo. Se observó asociación significativa entre los grupos de edad y la DA (p<0,05), la DC (p<0,01), y el riesgo de DG (p<0,05). Se observó asociación significativa entre los grupos lingüísticos y la DC, el riesgo de DG, y el sobrepeso (p<0,05).Hubo mayor desnutrición en niños: sin seguro médico (DC 25,0 vs 43,4%, p<0,01), parto domiciliario (DC 33,2 vs 45,3%; DG 5,0 vs 11,8%; p<0,05), con bajo peso de nacimiento (en riesgo de DG 14,5 vs 39,9%; p<0,05), con diarrea durante los 3 meses anteriores (en riesgo de DG 21,2 vs 34,7%, p<0,01; sobrepeso 21,0 vs 31,6%, p<0,01), con madre no-alfabetizada (en riesgo de DG 18,6 vs 30,3%, p<0,01), con menor acceso a agua segura (DC vs 42,8vs 27,6 % p<0,01 y con piso de tierra (en riesgo de DA 0,9 vs 6,2%, p<0,05; DG 0,4 vs 11,0%, p<0,01). Conclusiones: Existe una alta prevalencia de desnutrición crónica en niños indígenas menores de cinco años de edad. Las políticas e intervenciones de alimentación y nutrición diseñadas para los pueblos indígenas deben seguir adaptándose de acuerdo con los estilos de vida culturales y las percepciones alimentarias de las comunidades para mejorar esta situación.
Descritores: Transtornos da Nutrição Infantil/epidemiologia
Transtornos da Nutrição do Lactente/epidemiologia
Estado Nutricional
População Indígena
-Paraguai/epidemiologia
Fatores Socioeconômicos
Prevalência
Estudos Transversais
Saneamento Básico
Escolaridade
Comportamento Alimentar
Obesidade Pediátrica/epidemiologia
Seguro Saúde
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1048585
Autor: Qureshi, Asma Waheed; Khan, Zaib- Ullah; Khan, Luqman; Mansoor, Abu; Minhas, Rashid.
Título: Prevalence of malaria, typhoid and co-infection in District DIR (lower), Pakistan / Prevalência de malária, febre tifóide e co-infecção no distrito dir (inferior), Paquistão
Fonte: Biosci. j. (Online);35(1):317-325, jan./fev. 2019. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Malaria and typhoid fever are among the most endemic diseases in the tropical and developing countries. Both diseases share similar transmission factor and often have the similar symptom. Based on this reason, much medical personnel try to cure both malaria and typhoid instantaneously in each case of suspected Salmonella infection and vice versa. The District Dir (Lower) is a favorable location for the protozoan nourishment and secondly mostly reported cases of malaria and typhoid co-infections. The main objective of this study was to find out the prevalence of malaria and typhoid co-infection in the District Dir (Lower), Khyber Pakhtunkhwa (KPK), Pakistan. The blood samples of 1889 patients were examined from September 2012 to April 2013, out of which 311 (16.46%) were positive for malaria and typhoid. Out of these infected, 117 (38%) sample was positive for malaria, 183 (58%) sample were positive for typhoid while co-infected cases were only 11 (4%). The current results indicate that this area is endemic for malaria and typhoid and co-infection. Its infection is prevalent in both the genders at varying degrees.

A malária e a febre tifóide estão entre as doenças mais endêmicas nos países tropicais e em desenvolvimento. Ambas as doenças compartilham fator de transmissão semelhante e muitas vezes têm sintomas semelhantes. Com base nessa razão, muitos profissionais da saúde tentam curar a malária e a febre tifóide ao mesmo tempo em cada caso de suspeita de infecção por Salmonella e vice-versa. O Distrito Dir (inferior) é um local favorável para a nutrição de protozoários e o segundo local com mais casos reportados de malária e co-infecções tifoides. O principal objetivo deste estudo foi descobrir a prevalência da malária e da co-infecção tifóide nos distritos de Dir (Lower), Khyber Pakhtunkhwa (KPK), Paquistão. As amostras de sangue de 1889 pacientes foram examinadas de setembro de 2012 a abril de 2013, das quais 311 (16,46%) foram positivas para malária e febre tifóide. Destes infectados, 117 (38%) amostras foram positivas para a malária, 183 (58%) amostras foram positivas para a febre tifóide, enquanto os casos co-infectados foram apenas 11 (4%). Os resultados atuais indicam que esta área é endêmica para malária e febre tifóide e co-infecção. Sua infecção é prevalente em ambos os sexos em diferentes graus.
Descritores: Salmonella
Medicina Tropical
Febre Tifoide
Malária
-Saneamento Básico
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  5 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1049453
Autor: Gavioli, Olívia.
Título: Aedes aegypti e Aedes albopictus e sua relação com materiais descartados em jardins de unidades do Quadrilátero da Saúde, na cidade de São Paulo / Aedes aegypti and Aedes albopictus and their relationship with discarded materials in units of gardens of Health Four-Side in the city of São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 89 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: São de grande importância estudos que apresentam como objeto o mosquito Aedes aegypti, devido à adaptação deste inseto às áreas urbanas e rurais, onde encontra meios favoráveis à sua reprodução. Este culicídeo é conhecido por sua competência vetorial para arboviroses humanas como dengue, Zika, Chikungunya e Febre Amarela Urbana, sendo seu controle um grande desafio para a sociedade. O Aedes albopictus também é considerado com competência vetorial para tais arboviroses e apresenta adaptabilidade ao meio urbano. Neste ambiente, o descarte de resíduos em locais e instalações inapropriados, como jardins, é um hábito comumente praticado por algumas pessoas. Este hábito é um fator contributivo para a degradação do ambiente por disponibilizar alimentos e abrigos para animais sinantrópicos, dentre eles os mosquitos, causando prejuízos para a saúde humana. O objetivo deste trabalho foi o de caracterizar e quantificar materiais que são descartados pontualmente, realizar buscas por formas imaturas dessas espécies vetoras para discutir seu manejo e de entrevistar os funcionários responsáveis pela manutenção e limpeza. Diante deste quadro, como método foram determinados 19 Pontos Vulneráveis, incluindo-se as áreas jardinadas que contornam os muros das unidades que compõem o Quadrilátero da Saúde da Universidade de São Paulo. Para tal, notificou-se os materiais dos resíduos que ali foram descartados, os quais foram classificados segundo a categoria e quantificados. Os 19 pontos selecionados, distribuídos nas quatro unidades, foram amostrados 327 objetos. Encontrou-se dois locais favoráveis à proliferação dos mosquitos em foco e outro local fora da área da pesquisa mas de importância relevante. As entrevistas identificaram propostas de ações com o propósito de se reduzir criadouros artificiais e melhorar estes ambientes. Portanto, de posse destes dados, foram organizados dois produtos, um técnico que pode auxiliar no planejamento dos serviços e um educativo dirigido aos funcionários dos serviços de limpeza e manutenção destes locais. Os produtos podem ser utilizados juntos, com vistas à sensibilização, conhecimento e aperfeiçoamento destes serviços.

Studies taken mosquito Aedes aegypti as object are of great importance regarding that such insect is adapted to urban and rural where it finds favorable means for its reproduction. This culicide is known for being vector for expressive human arboviral diseases like Dengue, Zika, Chikungunya and Urban Yellow Fever and controlling is a major challenge for society. Aedes albopictus is also considered a vector for such arboviral diseases, also presenting adaptability to the urban environment. In such environment, waste disposal in inappropriate places and facilities, such as gardens, is a common habit practiced by certain people. This habit is a contributing factor to environment´s degradation, ending up by disposing food and shelters for synantropic animals, including mosquitoes and causing harm to human health. The objective of this work was to characterize and quantify materials that are discarded on a point, and then, search for immature forms of these vector species to discuss their management and interview employees responsible of maintenance and cleaning Given this scenario, as a method 19 Vulnerable Points were chosen , including garden areas surrounding the walls of the buildings composing the Health Four-Side of the University of São Paulo. For this, notes were taken about disposed waste materials, which were classified according to categoria and summarized. In the 19 selected points, distributed in the four buildings, 327 objects were sampled, where two positive points were found for the mosquitoes in focus and another point outside the research area but relevant. Interviews identified which actions could be proposed with the purpose of reducing artificial breeding sites and improving these environments. Therefore, taking these data for granted, two products were organized: a technical one to assist services´ planning and a second educational, directed to the cleaning and maintenance staff of these placesThese products can be used together, in order to raise awareness, knowledge and improvement of such services.
Descritores: Resíduos Sólidos
Limpeza Urbana
Educação Ambiental
Saneamento Básico
Aedes
Ecologia
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  6 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-62395
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Nacional de Ações Básicas de Saúde. Divisão Nacional de Organização de Serviços de Saúde.
Título: Manual para posto de saúde / Manual to health units.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 1983. 200 p. ilus, tab. (Série A. Normas e Manuais Técnicos, 7).
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo desse trabalho e apoiar as secretarias de saude na organizacao dos seus servicos basicos de saude, oferecendo subsidios a adequa
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Centros de Saúde
Saneamento Básico
Serviços Básicos de Saúde
-Cobertura Vacinal
Primeiros Socorros
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Publicações Governamentais
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR599.1; 614.21(035), B823m; BR67.1


  7 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-458447
Autor: São Paulo (Estado). Secretaria da Saúde.
Título: Projeto Favela / Slum project.
Fonte: São Paulo; s.n; s.d. 61 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Projeto: São Paulo(Estado). Secretaria da Saúde. Projeto Favela.
Resumo: O desenvolvimento econômico brasileiro, ao longo de sua história, delineia aspectos econômicos sociais e políticos do Brasil que hoje interferem gradativamente no Estado de São Paulo com a unificação e descentralização do Sistema de Saúde (SUDS), levando a intensa urbanização do País, de modo desordenado em que massas de imigrantes se fixaram na periferia das grandes cidades, em locais sem infra-estrutura social. Hoje, várias áreas do município de São Paulo apresentam altos índices de crescimento demográfico sem o correspondente acompanhamento de benefícios urbanos em saneamento básico, lazer, educação e assistência médica. O resgate da dívida social acumulada, é um desafio para a administração pública do país. O Estado de São Paulo caracteriza-se por contar com 572 municípios, dos quais 35 compõe o município de São Paulo, distribuídos em 43 Administrações Regionais. Sua extensão territorial é de 247.320 Km quadrados, sendo que destes 1509 Km quadrados correspondem a área do município de São Paulo...
Descritores: Diagnóstico da Situação de Saúde
Planos e Programas de Saúde
Programas Governamentais
Regionalização/organização & administração
Sistemas Locais de Saúde
Áreas de Pobreza
-Bem-Estar da Criança
Promoção da Saúde
Saneamento Básico
Serviços de Saúde da Criança
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA300, S239p


  8 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-233982
Autor: Infantosi, Antonio Fernando C; Almeida, Renan M. V. R. de; Gismondi, Ronaldo C.
Título: Mortalidade infantil: modelagem e simulaçöes de intervançäo em municípios do Estado do Rio de Janeiro / Infant mortality: modelling and simulations intervention in country of Rio de Janeiro state
Fonte: In: Schiabel, Homero; Slaets, Annie France Frère; Costa, Luciano da Fontoura; Baffa Filho, Oswaldo; Marques, Paulo Mazzoncini de Azevedo. Anais do III Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde. Säo Carlos, s.n, 1996. p.788-788, graf.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Fórum Nacional de Ciência e Tecnologia em Saúde, 3 e Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica, 15 e Congresso Brasileiro de Físicos em Medicina , 6 e Congresso Brasileiro de Informática em Saúde, 5 e Encontro Brasileiro de Proteçäo Radiológica, Campos do Jordäo, 13-17 out. 1996.
Resumo: A partir de uma equação de Regressão Linear Múltipla, com a mortalidade infantil como variável dependente, são apresentadas simulações de intervenções sobre o número de pessoas com renda mensal inferior a um salário mínimo (SUBRENDA) e o número de casos com poço ou nascente (SANEAM), para seis municípios do Estado do Rio de Janeiro. Esses resultados evidenciam que os impactos podem ser significativamente diferentes, dependendo das características de cada município, o que representa informação relevante para o planejamento em saúde.
Descritores: Modelos Lineares
Mortalidade Infantil/tendências
Renda
Modelos Anatômicos
Planejamento em Saúde
Poços de Água/estatística & dados numéricos
Simulação
-Brasil
Indicadores de Morbimortalidade
Análise Fatorial
Análise Multivariada
Indicadores Básicos de Saúde
Saneamento Básico
Limites: Seres Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/3012.174


  9 / 345 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-198581
Autor: Telarolli Junior, Rodolpho.
Título: Mortalidade infantil: uma questäo de saúde pública / Infant mortality: a question of public health.
Fonte: Säo Paulo; Moderna; 1997. 127 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Mortalidade Infantil
Saúde Pública/estatística & dados numéricos
-Brasil
Aleitamento Materno
Planejamento Familiar
Transtornos Nutricionais
Saneamento Básico
Limites: Seres Humanos
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adulto
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/2954.00; BR67.1; 312.23 42


  10 / 345 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-967273
Autor: Monteiro, Ana Carolina da Silva; Soares, Danielly de Araújo; Diniz, Sônia Cristina Pereira de Oliveira Ramalho; Cavalcante, Ulanna Maria Bastos; Silva, Allan Batista; Vianna, Rodrigo Pinheiro de Toledo; Freitas, Francisca Inês de Sousa; Souza, Tatiene Correia de; Lima, Caliandra Maria Bezerra de Luna.
Título: Intestinal parasitism and related risk factors for primary school students in João Pessoa, northeast Brazil / Parasitismo intestinal e fatores de risco relacionados entre os escolares do ensino fundamental I e II na cidade de João Pessoa, no nordeste do Brasil
Fonte: Biosci. j. (Online);34(4):1062-1072, july/aug. 2018. tab.
Idioma: en.
Resumo: The goal of the present study was to determine both prevalence and risk factors associated with intestinal parasitism in school students. A cross-sectional study was conducted in a single primary school located in João Pessoa, from February to August in 2016. The students were selected from the age group of 5-16 years. Of the school total of 341 students, 150 fecal specimens (from participants) were collected and were evaluated by three methods: Hoffman, Pons, and Janer (HPJ); Rugai; and the Paratest® Kit. A questionnaire concerning socio-demographic, environmental and behavioral variables was also applied. A logistic regression model was used to explain the occurrence of intestinal parasitism and the associated risk factors. The prevalence was 38.7% of students, with positive samples being more prevalent in the male students (47.0%). The most common parasite was Giardia lamblia 13 (14.8%), followed by Entamoeba histolytica/dispar 8 (9%), Enterobius vermicularis 5 (5.7%), Strongyloides stercolaris 2 (2.3%), Ascaris lumbricoides 2 (2.3%) and Trichuris trichiura 2 (2.3%). Among the enterocommensals, the most frequent was Endolimax nana 36 (40.9%) followed by Entamoeba coli 20 (22.7%). The variables that presented statistical significance (pvalue< 0.05) ) together with the Odds Ratio (OR) were: gender (female) (OR=2.4; 95% CI, 0.19-0.98), family allowance participant (yes) (OR=4.4; 95% CI, 1.84-10.66), number of rooms in the residence (OR=3.5; 95% CI, 1.13-10.64), family nucleus (OR=7.0; 95% CI, 1.46-12.43), fruit and vegeTable hygiene (OR=2.0; 95% CI, 1.23-3.36), use of anthelmintic (OR= 0.02; 95% CI, 0.001-0.30) and detection of worms (OR=25.0; 95% CI, 20.6-30.10). Diseases caused by protozoa were more prevalent. The analyzed risk factors demonstrate that disease transmission happens through differing routes. Thus, appropriate health intervention strategies should be implemented to reduce the burden of intestinal parasites for school students and their families.

O presente estudo tem como objetivo determinar a prevalência e os fatores de risco associados ao parasitismo intestinal em escolares. Este estudo transversal foi conduzido em uma escola primária localizada na cidade de João Pessoa, de fevereiro a agosto de 2016. As crianças foram selecionadas entre 5 a 16 anos de idade. De 341 alunos, foram coletados 150 espécimes fecais e foram avaliados por três métodos: Método de Hoffman, Pons e Janer (HPJ); Kit Rugai e Paratest®. Foi preenchido um questionário sobre dados de variáveis sociodemográficas, ambientais e de comportamento. O modelo de regressão logística foi utilizado para explicar a ocorrência de parasitismo intestinal e os fatores de risco associados. A prevalência foi de 38,7% das crianças, sendo a amostra positiva mais predominante nas crianças do sexo masculino (47,0%). O parasita mais comum foi Giardia lamblia 13 (14,8%), seguido de Entamoeba histolytica / dispar 8 (9%), Enterobius vermicularis 5 (5,7%), Strongyloides stercolaris 2 (2,3%), Ascaris lumbricoides 2 (2,3%) e Trichuris Trichiura 2 (2,3%). Entre os enterocomensais, a maioria das freqüências foi Endolimax nana 36 (40,9%) seguido de Entamoeba coli 20 (22,7%). As variáveis que apresentaram significância estatística (p-valor <0,05) foram: gênero (feminino) (OR = 2,4; IC 95%; 0,19-0,98), recebe subsídio familiar (sim) (OR = 4,4; 95% CI, 1,84-10,66), número de quartos na residência (OR = 3,5; IC 95%, 1,13-10,64), núcleo familiar (OR = 7,0; IC 95%; 1,46- 12,43), higiene das frutas e legumes (OR = 2,0, IC 95%, 1,23-3,36), uso de vermifugio (OR = 0,02, IC 95%, 0,001-0,30) e visualização de vermes (OR = 25,0; IC 95%, 20,6-30,10). As doenças causadas por protozoários foram mais prevalentes. Os fatores de risco analisados demonstram que a transmissão de doenças ocorre por rotas diferentes. Portanto, as estratégias de intervenção em saúde devem ser implementadas para as crianças da escola e suas famílias para reduzir o peso dos parasitas intestinais.
Descritores: Doenças Parasitárias
Estudantes
Estado Nutricional
Saneamento Básico
-Infecções por Protozoários
Modelos Logísticos
Saúde Pública
Fatores de Risco
Helmintos
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central



página 1 de 35 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde