Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP4.001.037.403 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 270 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 27 ir para página                         

  1 / 270 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Carmo, Eduardo Hage
Texto completo
Id: lil-500269
Autor: Carmo, Eduardo Hage; Penna, Gerson; Oliveira, Wanderson Kleber de.
Título: Emergências de saúde pública: conceito, caracterização, preparação e resposta / Public health emergencies: the concept, characterization, preparation and response
Fonte: Estud. av;22(64):19-32, 2008. mapas, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Nos últimos anos, tem havido uma maior preocupação internacional com a disseminação ou propagação de agentes etiológicos e doenças, de natureza infecciosa, química e radionuclear. Visando adequar os conceitos e as medidas para evitar ou reduzir o risco dessa disseminação, foi adotado pelos países o novo conceito de emergência de saúde pública de importância internacional, no âmbito do RSI (2005), e implementadas novas estratégias para preparação e resposta a essas emergências. Com base em análise de risco contextualizada sobre eventos de saúde que podem se disseminar internacionalmente, busca-se contar com instrumentos mais oportunos que permitam a identificação e a atuação precoce sobre esses eventos. A adaptação desse conceito, para o propósito da vigilância em saúde e rede de atenção dos serviços de saúde nacional, tem permitido um melhor gerenciamento dos eventos de saúde que constituem risco de disseminação ou propagação de doenças ou agravos dentro do território nacional, além de oferecer uma resposta mais oportuna. A análise sobre esses eventos, realizada no presente trabalho, indica que a ocorrência de desastres ambientais, em número mais reduzido quando comparada com os eventos de natureza infecciosa, coloca em situação de risco a população ou gera danos à saúde em um contingente populacional maior. Por sua vez, os eventos de natureza infecciosa, que em sua maioria ocorrem sob a forma de surtos ou epidemias, acometem um maior número de municípios e apresentam maior letalidade. As medidas adotadas no país para aperfeiçoar o sistema de vigilância em saúde na detecção, preparação e resposta às emergências de saúde pública são descritas neste artigo e são destacados os principais desafios colocados pelos níveis de gestão do sistema.
Descritores: Doenças Transmissíveis
Emergências
Emergências em Desastres
Surtos de Doenças/prevenção & controle
-Administração de Desastres
Assistência Internacional em Desastres
Defesa Civil
Desastres Naturais
Vigilância da População
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  2 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-835979
Autor: Pezo Correa, Carlo.
Título: Aluviones en el norte chico: el rol de la dermatología en zona de catástrofe: [Editorial] / Alluvium in the small north: the role of dermatology in disaster area: [Editorial]
Fonte: Rev. chil. dermatol;30(4):355-355, 2014.
Idioma: es.
Descritores: Aluvião
Dermatologia
Desastres Naturais
Papel do Médico
-Chile
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CL1.1 - Biblioteca Central


  3 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-782497
Autor: Rocha, Vânia da.
Título: O papel do Agente Comunitário de Saúde na prevenção de desastres naturais por deslizamento em comunidades da cidade do Rio de Janeiro – RJ, Brasil / The role of the Community Health Agent in preventing natural disasters by sliding in city communities of Rio de Janeiro - RJ, Brazil.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2015. 214 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os Agentes Comunitários de Saúde podem desenvolver importante papel na prevenção de desastres naturais por deslizamentos, mas as ações realizadas necessitam investigação para evidenciar possíveis ganhos e desafios ocultos do processo preventivo. Partimos de um estudo com componentes de análise social pautado no conceito de configuração para analisar o envolvimento dos ACS nas ações de prevenção, tendo outros conceitos chaves como território, vulnerabilidades socioambientais, construção social e percepção do risco. A metodologia quali-quantitativa envolveu pesquisa de dados; pesquisa bibliográfica; análise de documentos; entrevistas com gestores; entrevistas com moradores; grupos focais com ACS e observações de campo na comunidade da Babilônia, localizada no Bairro do Leme, Rio de Janeiro. Os resultados evidenciam a Defesa Civil e a Saúde como campos distintos do serviço público, mas interfaces de trabalho podem contribuir para redução do risco de desastres. Processos naturais e sociais do território influenciam o trabalho preventivo, a partir de uma configuração própria que ora contribui, ora prejudica o processo preventivo, pois a redução das vulnerabilidades socioambientais, fator estratégico para a redução de risco, está centrada no poder de decisão de poucos órgãos do setor público. O risco é contemplado como algo mensurável, independente do contexto, ignorando outros fatores que influenciam sua percepção. O ACS cumpre, então, um papel de muita responsabilidade junto ao Sistema de Alerta e Alarme que ultrapassa a sua capacidade de resposta, não correspondendo a contento às expectativas dos atores envolvidos (setor público, ACS e comunidade). Por fim, consideramos que o papel do ACS deve estar relacionado às atribuições próprias do seu processo de trabalho no campo da Saúde e sua formação deve contemplar ações de prevenção de riscos de desastres dentro desta perspectiva...

The Community Health Agents (CHA) can develop important role in preventing natural disasters by landslides, but the possible actions should be researched previously, aiming at indicating the potential gains and hidden challenges during the preventive process. The starting point was a study with social components, using the configuration concept, to analyze the involvement of CHA in preventive actions, having also other key concepts, such as the territory, socio-environmental vulnerabilities, social construction and perception of risks. The quali-quantitative methodology consisted of data search; bibliographic search; document analysis; interviews with managers; interviews with residents; focus groups with CHA; and field observations in the community of Babilônia, in Leme, a district in Rio de Janeiro. The results illustrate the Civil Defense and Health as distinct fields from public service; however, some work interfaces can contribute to reducing disaster risks. Natural and social processes of the territory influence the precautionary work, concerning its specific configuration that sometimes contributes, or harms the preventive process. This is because the decrease of social-environmental vulnerabilities, strategic factor for the reduction of risks, is focused on decision-making power of a few public institutions. The risk is contemplated as something measurable, regardless of the context, ignoring other factors which influence its perception. The Agent fulfills then a role of great responsibility related to the Alert and Warning System that exceeds the capacity of reaction, not corresponding to the satisfaction of the stakeholders expectations (such as public sector, CHA, and community). Finally, it is considered that the CHA character should be associated to the duties of its work process in the health field. Furthermore, its training should include actions to prevent disaster risks within this perspective...
Descritores: Agentes Comunitários de Saúde
Estratégia Saúde da Família
Saúde
Desastres Naturais
Risco
-Defesa Civil
Deslizamentos de Terra
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  4 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-782451
Autor: Freire, Ana Flavia Rodrigues.
Título: A Política Nacional de Proteção e Defesa Civil e as ações do Governo Federal na gestão de riscos de desatres / The National Policy for Protection and Civil Defense and Federal Government actions in disaster risk management.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2014. 137 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A instituição da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil teve como um dos objetivos dar uma resposta política à sociedade após um dos maiores desastres da história do país, que causou mais de 900 mortes na região serrana do Rio de Janeiro, em janeiro de 2011. Este trabalho tem como objetivo geral avaliar a gestão de riscos de desastres no Brasil com ênfase na análise da Política Nacional de Proteção e Defesa Civil enquanto política pública e das ações do governo federal na área. Para isto o estudo constou, sob o ponto de vista de seus objetivos, de pesquisa exploratória e descritiva. E quanto aos procedimentos técnicos, foi realizada pesquisa bibliográfica e documental com abordagem qualitativa, de modo a observar as escolhas feitas na formulação da política para a área de gestão de riscos de desastres no país. O trabalho analisou o tema da proteção e defesa civil enquanto política pública, considerando seu processo de formulação e a Lei 12.608/2012 que a instituiu. Foram analisadas também as ações do governo federal no PPA 2012 – 2015 e no Plano Nacional de Gestão de Riscos e Resposta a Desastres Naturais, lançado em agosto de 2012. Cabe ressaltar que a Política Nacional de Proteção e Defesa Civil trouxe muitos avanços e os programas e planos desenhados pelo governo federal tem tentado, de alguma forma, dar uma melhor organização para o setor. Porém, concluiu-se que apesar dos importantes avanços obtidos nos últimos anos na área de gestão de riscos de desastres no país, com a inserção no ordenamento jurídico nacional de uma política para a área e o aumento dos investimentos no setor, a formulação dos mesmos teve excessiva influência dos deslizamentos na região serrana do Rio de Janeiro em 2011...

The establishment of the National Policy of Protection and Civil Defence had as one of the aims to give a political response to society after one of the biggest disasters in the history of the country, which caused caused more than 900 deaths in the mountainous region of Rio de Janeiro, in January 2011. This study has as main objective to evaluate the risk management disasters in Brazil with emphasis on the analysis of the Policy of Protection and Civil Defence as a public policy and actions of federal government in the area. The study consisted, from the point of sight of their goals, exploratory and descriptive research and on the technical procedures, research was conducted by literature and documents with a qualitative approach in order to observe choices made in the policy formulation in the area of disaster risk management in the country. The study analyzed the theme of protection and civil defense as a public policy, considering its formulation and the Law 12.608/2012 that established. They were also analyzed the actions of the federal government in PPA 2012-2015 and the National Plan for Risk Management and Natural Disaster Response, released in August 2012. It should be noted that the National Policy of Protection and Civil Defense brought many advances and programs and plans designed by the federal government has tried, in some form, to give a better organization for the sector. However, it was concluded that despite the important progress made in recent years in disaster risk management area in the country, with the insertion in national law of a policy for the area and the increased investment in the sector, the formulation of them had excessive influence of landslides in the mountainous region of Rio de Janeiro in 2011...
Descritores: Planejamento em Desastres
Defesa Civil/legislação & jurisprudência
Desastres Naturais
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  5 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-769921
Autor: Londe, Luciana de Resende; Marchezini, Victor; Conceição, Rodrigo Silva da; Bortoletto, Katia Cristina; Silva, Ana Elisa Pereira; Santos, Elisa Volker dos; Reani, Regina Tortorella.
Título: Impactos de desastres socioambientais em saúde pública: estudos dos casos dos Estados de Santa Catarina em 2008 e Pernambuco em 2010 / /Impacts of socio-environmental disasters on public health: studies of scenarios in the Brazilian states of Santa Catarina in 2008 and Pernambuco in 2010 / /Impactos de los desastres socioambientales en la salud pública: estudio de los casos de los estados brasileños de Santa Catarina en 2008 y Pernambuco en 2010
Fonte: Rev. bras. estud. popul;32(3):537-562, set.-dez. 2015. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Eventos como inundações e movimentos de massa podem provocar desastres, afetando amplamente a saúde pública brasileira. Além de mortes, traumas e lesões, podem ocorrer danificação de estações de tratamento de água, postos de saúde e hospitais, comprometimento de equipamentos e estoque de remédios, epidemias e proliferação de doenças, bem como danos psicossociais. Neste artigo, com o objetivo de identificar e analisar características pré e pós-impacto relacionadas à saúde pública, são estudados dois cenários: inundações ocorridas em Santa Catarina, em 2008, e em Pernambuco, em 2010. Procuramos analisar as condições socioambientais e de cobertura de serviços de saúde prévias e os danos pós-impacto em municípios que decretaram estado de calamidade pública. Para caracterizar a vulnerabilidade socioambiental, foram utilizados dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) e do Sistema Único de Saúde (Datasus). Encontramos grandes diferenças entre os dois estados, principalmente nos indicadores sociais, mas os efeitos das inundações foram severos para ambos, incluindo maior número de óbitos em Santa Catarina, estado com alto índice de desenvolvimento humano e menores índices de pobreza. Estes resultados evidenciam a necessidade de inclusão do tema saúde pública em todas as etapas do gerenciamento do risco de desastres...

Events such as floods and landslides can cause disasters that affect Brazilian public health extensively. Impacts include traumas and injuries, damage to water treatment plants and hospitals, disruption of equipment and medicine supply, epidemics and the spread of diseases, as well as lasting psychosocial damage. In this article, we study disaster scenarios in municipalities from two Brazilian states that had declared a state of public calamity as a result of flooding - Santa Catarina (2008) and Pernambuco (2010). The object was to identify and analyze the impacts of these disasters on social and environmental conditions as well as on the coverage of public health. To this purpose, the before and after disaster situation in affected municipalities was analyzed. To characterize socio-environmental vulnerability, we used data from the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE), the Brazilian Geological Survey (CPRM), the National Protection and Civil Defense Secretariat (SEDEC) and the Health Ministry. Although there are expressive differences between the two investigated states, especially in regards to social indicators, both of them suffered strong impacts after floods. Despite a higher human development index and low levels of poverty, Santa Catarina suffered more deaths than Pernambuco. Altogether, results demonstrate the need to include public health issues in all steps of disaster risk management...
Descritores: Impactos na Saúde/economia
Desastres Naturais
Impacto Psicossocial
Saúde Pública
Vulnerabilidade Social
-Brasil
Relatos de Casos
Inundações/mortalidade
Limites: Seres Humanos
Pré-Escolar
Criança
Adolescente
Adulto Jovem
Meia-Idade
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  6 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-756971
Autor: Alpino, Tais de Moura Ariza.
Título: Seca, condições de vida e saúde no Nordeste brasileiro: o caso do município de Itapetim, Pernambuco / Quality of information on the prenatal care by family health teams in a program area of the city of Rio de Janeiro.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2015. 218 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A seca é um tipo de processo metereológico com início lento e silencioso, definido por limites espaciais e temporais. Seus principais efeitos são escassez de água e alimentos, afetando diretamente nas condições de vida e saúde das populações. A presente dissertação tem como objetivo geral analisar as condições de vida e saúde de uma população residente de um dos municípios do semiárido com episódios de seca, Itapetim – Pernambuco. Mais especificamente, trata-se de um estudo de caso, exploratório e descritivo, em que a metodologia adotada buscou adequar o objeto de estudo com os objetivos propostos: descrição da realidade do município e das condições de vida e saúde da população de Itapetim através de um conjunto de dados secundários, além da aplicação de entrevistas com roteiro semiestruturado e observação de campo, com ênfase nas representações sociais dos problemas de saúde. Procurou-se incorporar também na discussão os conceitos de vulnerabilidade, resiliência, adaptação, condições de vida, situação, necessidade e problemas de saúde. Adotamos como técnica de coleta e análise das entrevistas o Discurso do Sujeito Coletivo (DSCs), como estratégia de análise qualitativa proposta por Lefèvre e Lefèvre (2003). A análise das condições de vida e saúde da população de Itapetim indica que a situação de vulnerabilidade meteorológica e climática existente no município, ao estar associada com vulnerabilidades econômicas, sociais, ambientais já existentes tende a causar maiores efeitos da seca na vida e na saúde da população...

Drought is a kind of meteorological process which starts slowly and quietly. It's defined by spatial and temporal limits. Its main effects are shortages of water and food directly affecting the living conditions and health of populations. The main objective of this dissertation is to analyze living conditions and health of the population of a particular municipality in the semiarid region with drought episodes, Itapetim - Pernambuco. Specifically, it is an exploratory and descriptive case study in which the methodology adopted intent to connect the object of study to the proposed objectives: description of municipality reality and living and health conditions of the population of Itapetim through a secondary data set and also the application of semi-structured interviews with field observation with emphasis on the social representations of the health problems. We also sought to incorporate into the discussion the concepts of vulnerability, resilience, adaptation, living conditions, situation, need and health problems. In order to collect data and analyze the interviews we adopted the Discourse of the Collective Subject proposed by Lefèvre and Lefèvre (2003) as a qualitative strategy of analysis. The analysis of living conditions and health of the population of Itapetim indicates that the existing meteorological and climate vulnerability of the municipality associated to existing economic, social and environmental vulnerabilities tends to cause greater effects of drought in the life and health of the population...
Descritores: Diagnóstico da Situação de Saúde
Secas
Desastres Naturais
Condições Sociais
Vulnerabilidade Social
-Estiagem
Hospitalização/estatística & dados numéricos
Mortalidade
Migração Humana/estatística & dados numéricos
Coleta de Resíduos Sólidos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  7 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-756806
Autor: Hadda, Edson; Aguilar, Pablo; Gouveia, Jorge Luiz Nobre.
Título: Emergências ambientais tecnológicas e desastres naturais / Technological environmental emergencies and natural disasters
Fonte: In: Galvão, Luiz Augusto C; Finkelman, Jacobo; Henao, Samuel. Determinantes ambientais e sociais da saúde. Rio de Janeiro, Opas; Editora Fiocruz, 2011. p.547-572, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Emergências em Desastres
Desastres Tecnológicos/prevenção & controle
Mortalidade
Desastres Naturais
57453
-Américas
Vazamento de Resíduos Químicos
Alocação de Recursos
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Bibliografia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  8 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-756793
Autor: Jiménez De la Jara, Jorge; Torres Hidalgo, Marisa; Salcedo Hansen, Rodrigo.
Título: A cidade na perspectiva dos determinantes da saúde / The city from the perspective of health determinants
Fonte: In: Galvão, Luiz Augusto C; Finkelman, Jacobo; Henao, Samuel. Determinantes ambientais e sociais da saúde. Rio de Janeiro, Opas; Editora Fiocruz, 2011. p.197-214, tab.
Idioma: pt.
Descritores: Cidades
Mortalidade Infantil
Determinantes Sociais da Saúde
Violência/estatística & dados numéricos
-Habitação
Desenvolvimento Humano
América Latina
Desastres Naturais
População Urbana/estatística & dados numéricos
Zona Rural
Drogas Ilícitas
Transportes
Área Urbana
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Bibliografia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  9 / 270 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-750944
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: La gestión de cadáveres en situaciones de desastre: guía práctica para equipos de respuesta / Management of Dead Bodies after Disasters: A Practical Guide for First Responders.
Fonte: Washington, DC; Organización Panamericana de la Salud;Organización Mundial de la Salud;Comité Internacional de la Cruz Roja;Federación Internacional de Sociedades de la Cruz Roja y de la Media Luna Roja; 2006. 47 p.
Idioma: es.
Resumo: Este manual es un paso importante para impulsar el manejo correcto de las víctimas y el trato adecuado a los familiares. Además, reconoce el papel vital que desempeñan las comunidades y las organizaciones locales y la tarea excepcionalmente difícil de manejarlos cadáveres en los desastres. Tiene dos objetivos: en primer lugar, la promoción del manejo apropiado y digno de los cadáveres y, en segundo lugar, impulsar la necesidad de realizar elmáximo esfuerzo posible para su identificación. La implementación de medidas sencillas en el proceso de identificación puede aumentar de forma importante las probabilidades de éxito si se ejecutan con prontitud. Después de la mayoría de desastres, el manejo inmediato que se les da a los cadáveres lo realizan las comunidades y las organizaciones locales y no los equipos especializados de expertos nacionales o internacionales. Por consiguiente, este manual se ha enfocado a la formulación de recomendaciones prácticas para el personal que no es especialista en este campo. Por lo tanto no es un tratado exhaustivo de investigación forense. Sin embargo, si se observan las recomendaciones que se han formulado, les será de mucha utilidad a losespecialistas forenses que lleguen posteriormente a la escena de la tragedia a realizar el trabajo que les corresponde. De manera especial, estas recomendaciones les serán útiles a las comunidades que no cuentan con la presencia de expertos forenses para larecolección de la información básica que puede ayudar a identificar los cadáveres...
Descritores: Cadáver
Emergências em Desastres
Planejamento em Desastres
Desastres Naturais
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Adulto
Feminino
Gravidez
Recém-Nascido
Lactente
Pré-Escolar
Criança
Adulto Jovem
Meia-Idade
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: CU2.1 - Centro de Gestión de la Información y el Conocimiento Dr. Luis Ernesto Giraldo


  10 / 270 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-750206
Autor: Abeldaño, Roberto Ariel.
Título: Trastornos de estrés postraumático en población afectada por el terremoto chileno del 27 de febrero de 2010 / PTSD in people affected by the Chilean earthquake of February 27, 2010.
Fonte: Córdoba; s.n; 2014. 81 p. ilus.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad Nacional de Córdoba. Facultad de Ciencias Médicas. Escuela de salud Pública. Maestría en Salud Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: El 27 de febrero de 2010 ocurrió en Chile un terremoto de una magnitud de 8,3 grados de acuerdo al servicio sismológico chileno. Luego del terremoto, se generó un tsunami que golpeó en la costa chilena, destruyendo algunas poblaciones que previamente habían sido impactadas por el sismo. Las regiones más severamente afectadas por el evento fueron O'Higgins, Maule, Bío Bío, Valparaíso, Santiago y Araucanía. El objetivo de este trabajo fue evaluar la presencia de factores de riesgo para los trastornos de estrés postraumático en los habitantes de 6 regiones chilenas. Se analizó una base de datos secundaria correspondiente a la Encuesta Post Terremoto (EPT 2010, Chile), La muestra de hogares fue de 22.456 y de 75.986 personas. Se realizaron análisis estadísticos descriptivos uni y bivariados e inferenciales multivariados con un nivel de significación de p<0,05. El modelo de regresión logística para la estimación de la variable estrés postraumático identificó como factores de riesgo para tener un score de screening positivo al hecho de pertenecer un hogar pobre, haber sufrido daños en la vivienda, haber tenido algún problema de salud en el último mes y ser mujer (p<0,05). También se encontró que el hecho de afrontar el evento sísmico en familia resultó como un factor protector en relación a afrontarlo con otros colectivos sociales (por ejemplo, vecinos), la mayor cantidad de años de educación formal también fue identificada como un factor de protección (p<0,05)...

In February 27th 2010, in Chile occurred an earthquake with a magnitude of 8.3 degrees according to Chilean Seismological Service. After the earthquake it have been generated a tsunami which destroyed some populations that had previously been impacted by the earthquake. The most affected regions by the event were O'Higgins, Maule, Bio Bio, Valparaíso, Santiago and Araucanía. The aim of this study was to assess the presence of risk factors for posttraumatic stress disorders (PTSD) in the population of six Chilean regions. It was performed an analysis of the database corresponding to the Post Earthquake Survey (EPT 2010, Chile), the sample of households was 22,456 and 75,986 people. Statistical analysis was descriptive univariate and bivariate; and multivariate inferential statistics with a significance of p <0.05. The logistic regression model to estimate the variable PTSD identified as risk factors for a positive screening score to belong to a poor household, having a damaged house, have had any health problems in the last month and being female (p <0.05). It was also found that facing the seismic event in family as a protective factor in relation to coping with other social groups (eg neighbors), a greater amount of years of formal education was also identified as a protective factor (p <0.05)...
Descritores: Desastres Naturais
Fatores de Risco
Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos
Terremotos/estatística & dados numéricos
Análise de Vulnerabilidade
-Chile
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudos de Validação
Responsável: AR32.1 - Biblioteca Prof. Dr. J. M. Allende



página 1 de 27 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde