Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP4.011.072.573.949 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 18 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 18 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-965645
Autor: Gois, Givanildo de; Delgado, Rafael Coll; Oliveira-Junior, José Francisco; Souza, Thais Cristina de Oliveira; Teodoro, Paulo Eduardo.
Título: EVI2 index trend applied to the vegetation of the state of Rio de Janeiro based on non-parametric tests and Markov chain / Tendência do EVI2 aplicado na vegetação do estado do Rio de Janeiro Baseado em testes não-paramétricos e cadeia de Markov
Fonte: Biosci. j. (Online);32(4):1049-1058, july/aug. 2016. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: The study aimed to assess the growth and decrease in vegetation trend by Enhanced Vegetation Index (EVI2) through the application of statistical tests and Markov's chain in the state of Rio de Janeiro (SRJ). Monthly data from EVI2 were calculated for the vegetations of the State of Rio de Janeiro (SRJ) from 2001 to 2012. Mann-Kendall (MK), Pettitt (P) and Estimator of Curvature Slope Sen (Se) tests assessed EVI2 trend, while the future scenarios were evaluated by Markov chain. Overall, there is an insignificant trend in vegetation growth in 75%, followed by a significant trend of decreasing in 25% of the regions. Pettitt's test showed that there is not significant (NS) abrupt changes, both growth and decreasing vegetation, and significant (S) abrupt changes of decreasing vegetation in the others Government regions. Spatial analysis from EVI2 in the regions Médio Paraíba amd Serrana showed the occurrence of NS abrupt change in the vegetation in November 2007 and 2003. Norte Fluminense and Metropolitana showed a NS vegetation increase in October 2003 and 2005. Noroeste Fluminense and Centro Sul Fluminense revealed an NS and S abrupt change of decreasing vegetation in April 2006. In Costa Verde and Baixadas Litorâneas NS and S abrupt changes in decreasing vegetation were observed in May 2004. Future scenarios showed changes in vegetation trend in SRJ with indication of decreasing. Predictions of changes in future scenarios ranging from 1 to 2 years in constant intervals (3 to 10 years) were observed in all future scenarios analyzed in the SRJ.

O estudo teve como objetivo avaliar o crescimento e a diminuição da tendência de vegetação por Indice de Vegetação Aprimorado 2 (EVI 2) e com a aplicação de testes estatísticos e cadeia de Markov no estado do Rio de Janeiro (ERJ). Dados mensais do índice Enhanced Vegetation Index (EVI2) foram calculados para vegetação do Estado do Rio de Janeiro (ERJ) entre 2001 a 2012. A tendência do EVI2 foi avaliada pelos testes Mann-Kendall (MK), Pettitt (P) e Estimador da Inclinação da Curvatura Sen (Se), enquanto os cenários futuros pela Cadeia de Markov. De um modo geral, há uma tendência insignificante de crescimento da vegetação em 75%, seguido de uma tendência significativa de diminuição em 25% das regiões de Governo. O teste de Pettitt mostrou a existência de mudanças bruscas não significativas (NS), ambos de crescimento e diminuição da vegetação em seis regiões de Governo e significativas (S) de diminuição da vegetação nas demais. Análise espacial do EVI2 nas regiões do Médio Paraíba e Serrana mostrou a ocorrência NS de mudança brusca da vegetação em novembro de 2007 e 2003. As regiões Norte Fluminense e Metropolitana mostraram um crescimento NS na vegetação em outubro de 2003 e 2005. As regiões Noroeste Fluminense e Centro Sul Fluminense revelaram uma mudança brusca de diminuição da vegetação NS e S em de abril de 2006. As regiões Costa Verde e das Baixadas Litorâneas observaram-se mudanças bruscas S e NS de diminuição da vegetação em maio de 2004. Os cenários futuros constataram mudanças na tendência da vegetação no ERJ com indicação de diminuição. Os prognósticos de mudanças dos cenários futuros com variação de 1 a 2 anos em intervalos constante (3 a 10 anos) foram observados, em todos os cenários futuros analisados no ERJ.
Descritores: Florestas
Estatísticas Ambientais
Tecnologia de Sensoriamento Remoto
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  2 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-755476
Autor: Arce Antezana, Osmar; Larrazabal Cordóva, Ciro; Soria Galvarro, Marlene Antezana.
Título: Medición del ambiente educacional hospitalario en internos de la Facultad de Medicina, UMSS. Cochabamba, Bolivia. / Measuring Educational Environment in Hospital in last grade students of the Facultad of Medicina, UMSS. Cochabamba, Bolivia
Fonte: Gac. méd. boliv;38(1):19-23, jun. 2015. ilus, graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: OBJETIVOS: analizar la utilidad del instrumento Postgraduate Hospital Educational Environment Measure (PHEEM) y aplicar en los internos de la Facultad de Medicina de la Universidad Mayor de San Simón. MÉTODOS: luego de la validación con el equipo de docentes del Departamento de Educación Médica se realiza un estudio cuantitativo, descriptivo de corte transversal. De un universo de 112, se tuvo una muestra de 92 internos cuyo criterios de exclusión fueron el rechazo de llenado del instrumento y cuestionarios incompletos en su llenado. RESULTADOS: el puntaje final obtenido de 75,16/160 nos sugiere un Ambiente Educacional con muchos problemas, según puntuación del PHEEM. CONCLUSIONES: se identificaron algunas situaciones especiales generadoras de posibles sesgos, como ser sitio y tiempo cronológico de llenado de las encuestas y otras dificultades que pueden alterar los resultados.

Objectives: to analyze the usefulness of the instrument Postgraduate Hospital Educational Environment Measure ( PHEEM ) and to apply in last medical students of Facultad de Medicina of the Universidad Mayor de San Simón. Methods: after validation by the team of teachers of the Department of Medical Education it was performer a quantitative descriptive study of cross sectional. From a universe of 112, a sample of 92 students whose exclusion criterion was the rejection of incomplete filling of the instrument and filling question-naires were reported. Results: the final score obtained 75.16 / 160 suggests an educational environment with many problems, according PHEEM score. Conclusions: some special situations generating potential biases , such as chronological time site and filling surveys which constitute biases that may alter the results were identified.
Descritores: Estudos Transversais
-Meio Ambiente
Estatísticas Ambientais
Responsável: BO138.1 - Biblioteca Central


  3 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-995087
Autor: Lirio, Adriana Cogo Malgueiro.
Título: Abordagem microbiológica e estatística aplicada ao monitoramento ambiental em áreas produtivas farmacêuticas / Microbiological and statistical approach applied to environmental monitoring of pharmaceutical manufacturing areas.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 132 p. graf, tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O controle microbiológico durante a produção de preparações farmacêuticas é de grande importância para garantir a qualidade do produto final, quanto às propriedades terapêuticas e de segurança ao paciente. O monitoramento ambiental é uma valiosa ferramenta como forma de mensurar a efetividade das medidas que integram a estratégia de controle de contaminação microbiana. Neste contexto, pouco destaque tem sido dado à manufatura de produtos farmacêuticos não-estéreis, por representarem as classes cujos riscos de contaminação microbiana são menores, quando comparados aos produtos parenterais. Dessa maneira, este estudo teve como objetivo caracterizar os isolados microbianos de amostras de ar ativo e passivo e de superfícies de áreas produtivas não-estéreis. Ainda, visou-se avaliar estatisticamente os dados de monitoramento ambiental, como base para o desenvolvimento de uma abordagem para determinação de limites de alerta e ação. Os resultados obtidos revelaram que a maioria dos microrganismos encontrados são de origem humana, seguidos por bactérias e fungos provenientes do solo. As diferenças sazonais foram observadas, principalmente, para a ocorrência de fungos, mais prevalentes no período seco. Foi desenvolvida uma abordagem estatística baseada em (1) determinação de subgrupos racionais, (2) avaliação da distribuição estatística e (3) determinação de limites, utilizando, como critério, o índice de capacidade do processo (Cpk). Um melhor entendimento do perfil microbiano das áreas produtivas e a determinação de limites de acordo com a distribuição real dos dados levará à destinação dos recursos necessários a ações que visem a qualidade do produto e a segurança do paciente

The microbiological control during the production of pharmaceutical preparations is of great importance for quality assurance of the final product regarding to therapeutic properties and patient safety. Environmental monitoring is a valuable tool to measure the effectiveness of the actions that integrate the microbial contamination control strategy. In this context, little attention has been given to the manufacture of non-sterile pharmaceutical products, because they represent classes whose microbial contamination risks are lower when compared to parenteral products. Considering this scenario, this study aimed to characterize microbial isolates from surfaces, active and passive air sampling of non-sterile manufacturing areas. Furthermore, it was expected to statistically evaluate the environmental monitoring data, as a basis for the development of an approach for determining alert and action limits. The results showed that most of the microorganisms found are from human source, followed by bacteria and fungi typically found in the soil. The seasonal differences were mainly observed for fungi recovery, which were more prevalent in the dry period. A statistical approach was developed based on (1) the determination of rational subgroups, (2) evaluation of the statistical distribution and (3) limit determination, using the process capacity index (Cpk) as criteria. A better understanding of the typical manufacturing areas microbial profile and the determination of limits according to the actual data distribution will lead to the allocation of the necessary resources to actions focusing on product quality and patient safety
Descritores: Preparações Farmacêuticas/classificação
Análise Microbiológica
Monitoramento Ambiental/estatística & dados numéricos
-Preparações Farmacêuticas/análise
Estatísticas Ambientais
Microbiota/fisiologia
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T615.19015, L768a. 30100022531-F


  4 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911838
Autor: Sena Junior, Darly Geraldo; Costa, Marcelo Marques; Ragagnin, Vilmar Antonio; Gobbi, Karolina Fernandes Costa; Pinto, Francisco de Assis de Carvalho; Oliveira Neto, Onilio Venâncio de.
Título: Image processing to assess the spatial variability of weeds in no-tillage / Processamento de imagens para avaliar a variabilidade espacial de plantas daninhas em sistema de plantio direto
Fonte: Biosci. j. (Online);27(4):536-543, july./aug. 2011.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this work was to describe the weed spatial variability in a no-tillage system area in Jataí, GO, Brazil. A regular grid was used on a 22 hectares field achieving 29 sample points. The total shoot dry matter of weeds was determined on an area of 0.5 m2 and also separated on broadleaf and grassy types. Images of the sample area were classified using a supervised classifier into three classes: straw, leaves, and uncovered. The soybean leaves were manually segmented from the leave class. The images were also processed using an automatic threshold method, separating the leaves from the background. On the processed images were calculated the covered areas by each class. All variables were submitted to correlation and geostatistical analysis. A significant correlation was verified between covered area by plants and the shoot dry matter. The supervised classification and the automatic threshold method achieved similar results. When the soybean leaves were segmented, the broadleaf weeds cover area determination improved, but had no influence on the correlation with total dry matter of weeds and cover area. Spatial dependence was only verified when the two types of weeds were studied separately.

O objetivo com esse trabalho foi descrever a variabilidade especial de plantas daninhas em área cultivada sob plantio direto em Jataí, GO, Brasil. Uma grade regular foi utilizada em área de 22 ha, totalizando 29 pontos amostrais. A matéria seca total de plantas daninhas foi determinada em área de 0,5 m2 e também separada em plantas de folhas largas e folhas estreitas. Imagens da área de amostragem foram classificadas utilizando-se classificador supervisionado em três classes: palha, folhas e solo descoberto. As folhas das plantas de soja foram segmentadas manualmente a partir da classe folhas. As imagens também foram processadas utilizando-se método de limiarização automática, através da separação as folhas do fundo. Nas imagens processadas, calculou-se a área coberta por cada classe. Todas as variáveis foram submetidas a análises de correlação e geoestatísticas. Correlação significativa foi verificada entre área coberta por plantas e matéria seca total. A classificação supervisionada e a limiarização automática obtiveram resultados semelhantes. Quando as folhas da soja foram segmentadas, a determinação da infestação por plantas daninhas de folhas largas foi favorecida, mas não se verificou influência na sua correlação com a matéria seca total de plantas daninhas e área coberta. Dependência espacial só foi identificada quando os dois tipos de plantas daninhas foram estudados separadamente.
Descritores: Variação Biológica da População
Estatísticas Ambientais
Processamento de Imagem Assistida por Computador
Plantas Daninhas
Feijão de Soja
Responsável: BR396.4


  5 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911804
Autor: Uchôa, Cleilson Nascimento; Pozza, Edson Ampélio; Pozza, Adélia Aziz Alexandre; Moraes, Wilson da Silva.
Título: Modelagem geoestatística da sigatoka-negra e sua relação com a fertilidade do solo / Geostatistical modeling of black-sigatoka and relation to soil fertility
Fonte: Biosci. j. (Online);27(3):357-362, may./jun. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se, com a realização do presente trabalho, caracterizar a variabilidade espacial da sigatoka-negra, utilizando-se metodologia de análise geoestatística para verificar sua relação com a fertilidade do solo na cultivar Grande Naine. O experimento foi realizado no município de Registro, SP. Demarcou-se, no campo, uma malha regular de 30 x 30 m, totalizando-se 30 pontos amostrais georreferenciados com aparelho de GPS. Foram realizadas avaliações da severidade da sigatoka-negra, com auxílio de uma escala diagramática. Coletaram-se amostras de solo na camada de 0-20 cm, para análise de fertilidade. Com base na análise do semivariograma isotrópico, verificou-se a forte dependência espacial da severidade da doença, com alcance de 25,28 m. Os mapas de krigagem demonstraram um padrão agregado e da relação negativa da severidade da doença com os teores de potássio e positiva com teores de enxofre no solo.

The objective in this research was to characterize the spatial variability of the Black Sigatoka disease, using the geostatistic analysis methodology to identify its relation to soil fertility in the Grande Naine cultivar. The experiment was conducted in the city of Registro, São Paulo state, Brazil. A regular 30 x 30m field mesh was demarcated, using a Geographical Positioning System in the experimental field, composed of a total of 30 sampling points or georeferences. Evaluations of the severity of the Black Sigatoka were conducted using a diagrammatic scale. Soil samples were collected in the 0 - 20cm layer for fertility analysis. Based on the isotropic semivariogram, a clustered spatial dependence of the disease severity, with a range of 25.28m was verified. The kriging maps demonstrated an aggregate pattern and negative relationship of the severity of the disease to potassium and positive with levels sulphur in the soil.
Descritores: Pragas da Agricultura
Agricultura
Musa
Doenças das Plantas
Características do Solo
-Estatísticas Ambientais
Responsável: BR396.4


  6 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-911785
Autor: Marasca, Indiamara; Oliveira, Carlos Alberto Alves de; Guimarães, Ednaldo Carvalho; Cunha, João Paulo Arantes Rodrigues da; Assis, Renato Lara de; Perin, Adriano; Menezes, Luiz Antonio Silva.
Título: Variabilidade espacial da resistência do solo à penetração e do teor de água em sistema de plantio direto na cultura da soja / Spatial variability of soil resistance to the penetration and content of water in direct planting systemof the soy
Fonte: Biosci. j. (Online);27(2):239-246, mar./abr. 2011. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Um fator prejudicial e limitante à produtividade das culturas é a compactação do solo, parâmetro que pode ser quantificado pela resistência do solo à penetração e altamente influenciado pelo teor de água. Estas variáveis apresentam variabilidade espacial e temporal, características que podem ser determinadas pela técnica de geoestatística. Diante do exposto, o presente trabalho teve como objetivo estudar a variabilidade espacial da resistência do solo à penetração (RP) e do teor de água no solo (U) na cultura da soja. Os valores de RP nas profundidades de 0,00-0,10; 0,11- 0,20 e 0,21-0,30 m variaram de 2,9 a 4,28 MPa e são considerados prejudiciais ao desenvolvimento radicular de leguminosas, embora não tenham influenciado a produtividade da soja que foi de 3887 kg ha-1. O teor médio de água do solo ficou entre 0,210 e 0,213 kg kg-1 para as três profundidades estudadas. A resistência do solo à penetração, expressa por meio dos semivariogramas, apresentou dependência espacial em todas as profundidades, ajustando-se ao modelo esférico na profundidade de 0,00-0,10 m e exponencial nas profundidades de 0,11-0,20 e 0,21-0,30 m. A variabilidade espacial para todas as camadas estudadas apresentaram um alcance em torno de 20 m. O teor de água no solo não apresentou dependência espacial para as profundidades, apresentando distribuição aleatória.

The objective of this study was to evaluate the effect of mechanical damage and physiological events in harvesting and processing of soybean cv. Mosoy RR 8000. The samples were taken during harvest manual, mechanical harvesting and during processing (receipt, pre-cleaning, cleaning, spiral separator, classification and gravity table). The physiological and physical quality was analized through the purity, germination, vigor (first germination count, seedling dry matter, accelerated aging, electrical conductivity, tetrazolium, mechanical damages and seedling field emergence) tests. The statistical design used was a entirely randomized with nine treatments (9 sampling points) with 4 replications, being the means compared by the Tuckey test at 5% probability. In the purity and seedling field emergence were observed highly significative difference between the sampling process, also this differences were obtained the first germination count, seedling dry weight matter, accelerated aging and electrical conductivity which showed smaller results for the mechanical harvesting when compared with the manual harvesting. The germination was obtained differences at 5% for the manual harvesting in relation to the mechanical harvesting were obtained smaller results, being the main cause of reducing the soybean seed quality, when compared with the manual harvesting.
Descritores: Cultivos Agrícolas
Agricultura
Características do Solo
Condições do Solo
Feijão de Soja
Recursos Hídricos
-Estatísticas Ambientais
Responsável: BR396.4


  7 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-868797
Autor: Costa, Aldo Tomás; Bueno, Dante Javier; Azario, Ricardo.
Título: Desinfectantes en aerosol como alternativa de control ambiental de los hongos anemófilos en viviendas / Disinfectant spray as an alternative environmental control of airborne fungi in houses
Fonte: Bol. micol. (Valparaiso En linea);30(1):16-26, jun. 2015. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: El objetivo de este trabajo fue evaluar el efecto de productos desinfectantes comerciales en aerosol sobre la carga de hongos ambientales en habitaciones de viviendas, teniendo en cuenta que las personas, principalmente los niños, pasan la mayor parte del día en las mismas. Además, se estudió, a través de encuestas, las preferencias del público a la hora de adquirir los desinfectantes comerciales ensayados. El número de UFC/placa fue variable dentro de la misma habitación para las distintas mediciones realizadas antes de la aplicación de los productos desinfectantes. Los porcentajes de inhibición del crecimiento fúngico fueron variables dependiendo del producto desinfectante ensayado y de la habitación muestreada. Dichos porcentajes no fueron diferentes significativamente entre los desinfectantes. Los valores de temperatura estuvieron dentro de un rango de 11 a 19,5 ºC y el porcentaje de humedad relativa varió entre un 64 a 85 por ciento. El 89 por ciento de los encuestados conocía la existencia de desinfectantes ambientales en aerosol. El 78 por ciento conocía el Lysoform®, seguido por Glade® antitabaco y Ayudin®. Dentro de los productos más utilizados, el 54 por ciento de los encuestados indicó el producto Lysoform®. La mayoría de los consumidores eligieron a los desinfectantes por lo que conocen y los medios de comunicación influyeron en el 29 por ciento de los consumidores al momento de elegir el desinfectante. Estos productos ensayados son recomendables en una habitación para disminuir la carga de hongos ambientales y así reducir el efecto perjudicial de estos hongos sobre las personas que la utilizan.

The aim of this study was to evaluate the effect of commercial disinfectant spray on the concentration of airborne fungi in bedrooms, considering that people, especially children, spend most of the day in them. Also, public preferences through surveys were studied when acquiring commercial disinfectants tested. The number of CFU/Petri dish was variable within the same bedroom for the different measurements performed before application of the disinfectant. Percent inhibition of fungal growth were variable, depending on the disinfecting product tested and sampled bedroom. These percentages were not significantly different between the disinfectants. The temperature values were within a range of 11 to 19.5° C and relative humidity percentage ranged from 64 to 85 percent. Eighty nine percent of respondents knew about environmental disinfectant spray. Seventy-eight percent knew about Lysoform®, followed by antismoking Glade® and Ayudin®. Among the most widely used products, 54 percent of respondents said the Lysoform® product was the most used. Most consumers chose known disinfectants and, when choosing a disinfectant, the media influenced 29 percent of consumers. The used products are recommended to be used in a bedroom to decrease the number of airborne fungi and thus reduce the harmful effect of these fungi on the people that use this room.
Descritores: Aerossóis/química
Desinfetantes/antagonistas & inibidores
Esporos Fúngicos/crescimento & desenvolvimento
Esporos Fúngicos/patogenicidade
Saneamento de Residências
Micobioma
Monitoramento Ambiental/métodos
-Argentina
Alérgenos/toxicidade
Comportamento do Consumidor
Meios de Cultura
Efetividade
Estatísticas Ambientais/métodos
Gravimetria/métodos
Umidade
Meios de Comunicação de Massa
Temperatura Ambiente
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: CL2.1 - Biblioteca de Medicina


  8 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-781665
Autor: Silva, Jaymee; Montes, David; Elías, Roberto.
Título: Conocimientos, conservación y avistamiento del manatí amazónico (Trichechus inunguis), según los pobladores de la cuenca del río Ucayali (Loreto, Perú) / Knowledge of the inhabitants from the Ucayali river basin (Peru) about the Amazonian manatee (Trichechus inunguis)
Fonte: Salud tecnol. vet;2(1):32-38, ene.-jun. 2014. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Identificar conocimientos que poseen los pobladores de la cuenca del río Ucayali sobre la biología, conservación y problemática, asi como avistamientos previos del manatí amazónico Trichechus inunguis. Materiales y métodos: Se encuestaron 421 personas de diferentes edades, sexos y ocupaciones, en diferentes localidades de la cuenca del río Ucayali. Resultados: El 88.8% reconoció a la especie, y el 80.1% conocen al manatí con el nombre de vaca marina. El 65.1% declaran haber consumido su carne de manera poco frecuente y oportunista. La principal razón que justifican para capturarlos fue su buen sabor (46.4%). Así mismo, 51.9% de los encuestados afirmó saber que su caza es ilegal y el 24% refirió haberlo avistado en el área de estudio. Asimismo, 96.7% manifestaron interés para que esta especie animal se conserve. Conclusiones: Los conocimientos de los pobladores encuestados son insuficientes sobre la situación poblacional, las amenazas y la legislación actual que rige la caza del manatí. Actualmente, con poca frecuencia, se siguen avistando ejemplares en vida silvestre dentro del área de estudio, pero también se sigue dando su captura. Se recomienda incluir la educación ambiental en estas comunidades como principal herramienta para la conservación del manatí amazónico...

To collect information about the knowledge of the inhabitants from the Ucayali River basin about the amazonian manateeÆs, Trichechus inunguis, biology, conservation and problematic as well as previous sightings. Materials and methods: 421 people were surveyed without bias of age, sex or occupation, in different localities of the Ucayali River basin. Results: 88.8% of the interviewed recognized species, most of them referring to it as ôsea cowõ (80.1%). The principal use attributed to this animal is the consumption of its meat (65.1%). Also 51.9% of the surveyed are aware that hunting is illegal. According to the surveyed, the consumption of this species is rare and opportunistic, being the good taste of its meat (46.4%) the main reason for its capture. There is a great interest from behalf the population in the conservation of this animal (96.7%). As for the sightings, 24.0% were within the study area. Conclusions: There is a lack of knowledge from the surveyed on the current population, threats and the laws regulating the hunting of the amazonian manatee. Currently, with low frequency, sightings are still occurring within the study area, but also their capture. Environmental education is the main tool required for the conservation of the amazonian manatee in these communities...
Descritores: Comitês de Cuidado Animal
Educação Ambiental
Estatísticas Ambientais
Trichechus inunguis
-Peru
Limites: Seres Humanos
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  9 / 18 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-715214
Autor: Medina Arboleda, Iván Felipe; Páramo, Pablo.
Título: Percepción de los habitantes de Bogotá sobre la calidad ambiental, grado de optimismo y atribución de responsabilidad sobre su deterioro / Perception of Bogota's citizens on environmental quality, degree of optimism and allocation of responsibility for the impairment / Percepção dos habitantes de Bogotá sobre a qualidade ambiental, grau de otimismo e atribuição de responsabilidade ao responsável de seu deterioro
Fonte: Acta colomb. psicol;17(1):105-118, ene.-jun. 2014. ilus, tab.
Idioma: es.
Resumo: Este estudio explora la percepción de habitantes de la ciudad de Bogotá (Colombia) sobre el estado actual del medio ambiente a nivel local, nacional y global, y la prospectiva de cómo estará en el futuro, con el propósito de servir de guía para el desarrollo de los componentes educativos de educación ambiental a la ciudadanía. Igualmente, indaga por la atribución de la responsabilidad del manejo del medio ambiente a futuro. Participaron un total de 118 personas, hombres y mujeres mayores de 18 años, con distintos niveles de formación escolar. El estudio utiliza la Escala de Futuro Ambiental de Gifford et al. (2009) a la que se le introducen dos ítems de relevancia para la evaluación del medio ambiente en Colombia, y la Escala de Atribución de Responsabilidad Ambiental de Barros, Pinheiro y Gunther (2010). Los resultados muestran un pesimismo moderado a nivel nacional, y alto para el caso internacional y local. En cuanto a la atribución de responsabilidad, se identifica un locus de control externo en las causas del deterioro ambiental, siendo los principales agentes mencionados, otras personas y el gobierno nacional. Se discuten los hallazgos en términos de su comparación con estudios de las mismas temáticas en otros lugares del mundo, y sus implicaciones para la promoción del comportamiento proambiental y la atribución de responsabilidad de los bogotanos, así como sobre la contextualización de los medios de comunicación en la valoración del estado del ambiente.

This study explores the perception of citizens of the city of Bogota (Colombia) on the current state of the environment at local, national and global level, and the prospect of what it will be in the future, in order to provide guidance for the development of environmental components of citizenship education. It also investigates the allocation of responsibility for environmental management in the future. Participants were 118 people, men and women aged over 18 years with different levels of schooling. The instruments used were the Environmental Future Scale by Gifford et al. (2009) to which two items relevant to the assessment of the environment in Colombia were incorporated, and the Allocation Scale for Environmental Responsibility by Barros, Pinheiro and Gunther (2010). Results showed moderate pessimism for the national level, and high for the international and local case. Regarding the allocation of responsibility, an external locus of control was identified in terms of the causes of environmental degradation, where the main actors mentioned were other people and the national government. Findings are discussed in terms of a comparison with similar studies elsewhere in the world and of its implications for promoting proenvironmental behavior and the attribution of responsibility on the part of the citizens of Bogota, as well as the effect of the media assessing the state of the environment.

Este estudo explora a percepção de habitantes da cidade de Bogotá, na Colômbia, sobre o estado atual do meio ambiente a nível local, nacional e global, e a prospectiva de como estará no futuro, com o propósito de servir de guia para o desenvolvimento dos componentes educativos de educação ambiental aos cidadãos. Da mesma forma, indaga sobre a atribuição da responsabilidade do manejo do meio ambiente a futuro. Participaram um total de 118 pessoas, homens e mulheres, maiores de 18 anos, com diferentes níveis de formação escolar. O estudo utiliza a Escala de Futuro Ambiental de Gifford et al. (2009) com intens relevantes introduzidos para a avaliação do meio ambiente na Colômbia, e a Escala de Atribuição de Responsabilidade Ambiental de Barros, Pinheiro e Gunther (2010). Os resultados mostram um pessimismo moderado a nível nacional, e alto para o caso internacional e local. Com respeito a atribuição de responsabilidade, identifica-se um locus de controle externo nas causas do deterioro ambiental, sendo os principais agentes mencionados, outras pessoas e o governo nacional. Discutem-se os descobrimentos em termos comparativos com estudos com a mesma temática em outros lugares do mundo, e suas implicações para a promoção do comportamento pró-ambiental e a atribuição de responsabilidade dos bogotanos, bem como sobre a contextualização dos meios de comunicação na avaliação do estado do ambiente.
Descritores: Alteração Ambiental
Estatísticas Ambientais
Limites: Seres Humanos
Adulto
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO332 - Facultad de Medicina


  10 / 18 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-713147
Autor: Souza, Renato Pereira de.
Título: Filogeografia da febre amarela na América do Sul / Phylogeography of the Yellow Fever in South America.
Fonte: São Paulo; s.n; 2013. 134 p. tab, mapas, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Os Flavivírus são vírus de 40 50 nm de diâmetro, com formas esféricas e RNA de fita simples, com sentido positivo e aproximadamente 11 kb de comprimento. O Vírus da Febre Amarela, protótipo do grupo, é o agente causador da Febre Amarela, uma antiga doença que causou epidemias generalizadas na África, Américas do Norte e do Sul e Europa do século XVII ao início do século XX, e depois ressurgiu nas últimas décadas na África sub- saariana e América do Sul tropical. O presente trabalho busca a reconstrução da transmissão da Febre Amarela na América do Sul, no tempo e espaço, em especial, considerando a provável influência das populações humanas, primatas não humanos e mosquitos, na evolução e distribuição das linhagens genéticas de Febre Amarela, aplicando modelos de inferência Bayesiana para análises filogenéticas e filogeográficas e testando hipóteses de distribuição geográfica com modelagem de nicho ecológico. Os dados dão poucas evidências de que as estratégias de vacinação vigentes tenham efetivamente colaborado para a diminuição da ocorrência de Febre Amarela, indicando possíveis erros na estratégia de vacinação. A partir da análise Coalescente da população viral de Febre Amarela, a população viral apresentou um decréscimo importante iniciado em meados dos anos 90. A análise filogeográfica sugere um padrão geral de transmissibilidade Source-Sink destacando a região amazônica como fonte de diversidade para as outras áreas estudadas, com uma estrutura filogeográfica secundária em ondas. Assim, as introduções do vírus em áreas fora da amazônia tem ocorrência aleatória e podem ser ligadas temporalmente e geograficamente ao norte da America do Sul. Os modelos de distribuição geográfica corroboram esse padrão e indicam uma área possível para circulação da Febre Amarela ampla, englobando diversos ecótonos. Os resultados indicam um possível efeito em longo prazo da vacinação atuando diretamente sobre a evolução e dinâmica filogenética da Febre Amarela e sugere que monitorar a evolução do vírus da Febre Amarela é uma estratégia válida para compreender sua distribuição geográfica e evidenciar mecanismos complexos de transmissão e introdução. Por sua vez, os modelos de Nicho Ecológico mostraram ser ferramentas adequadas para calcular o risco da doença em determinadas áreas, sem sua ocorrência prévia, contribuindo como um modelo preditivos para orgãos de Vigilância prepararem suas estratégias de prevenção e controle no caso de possível introdução de patógenos.
Descritores: Infecções por Arbovirus
Aedes/genética
Coleta de Dados
Vetores de Doenças
Estatísticas Ambientais
Febre Amarela/epidemiologia
Febre Amarela/história
Vírus da Febre Amarela
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; DR, 1130. CM. 54444/2013



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde