Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP4.011.107.208 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 33 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 33 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-963856
Autor: Silveira, Márcio José.
Título: The effect of habitat and sediment type on the occurrence of non-native and native species of aquatic macrophyte in subtropical regions / Efeito do habitat e do tipo de sedimento na ocorrência de uma espécie não-nativa e uma espécie nativa de macrófita aquática na região subtropical
Fonte: Biosci. j. (Online);31(1):268-274, jan./fev. 2015.
Idioma: en.
Resumo: Non-native species of aquatic plants may become invasive and affect native communities, reducing the diversity of plants and other organisms. In general, the successful colonization of new habitats by macrophytes depends first on their dispersion ability and second on the existence of favorable abiotic conditions. In this investigation, we used a transplant experiment to test the effects of habitat water (main river channel versus lake) and habitat sediment (river sediment versus lake sediment) on the growth of two species, the non-native Hydrilla verticillata and the native macrophyte Egeria najas. We tested the hypothesis that the non-native species is more successful when it grows in the river channel with river sediment as substrate, whereas the native E. najas is more successful when it grows in the lake with lake sediment as substrate. Fragments of both species were planted in river and lake sediment and transported to the main river channel and a lake for the growing period. The field experiment results demonstrated that H. verticillata did not grow in either river or lake sediment when planted in the lake. However, this species developed higher root biomass than E. najas in the main river channel, which explains its predominance in this type of habitat. The results support the view that habitat characteristics are determinants of the successful or unsuccessful growth of H. verticillata in our study sites. Finally, H. verticillata invasiveness may improve after certain lag times in response to alterations in habitat, as observed for several other non-native species. Thus, future invasions of floodplain lakes by this species cannot be discarded.

Espécies não-nativas de plantas aquáticas podem se tornar invasoras e afetar as comunidades nativas, reduzindo a diversidade de plantas e de outros organismos. Em geral, a colonização por macrófitas em novos habitats depende em primeiro lugar de sua capacidade de dispersão e à existência de condições abióticas favoráveis. Nesta investigação foi utilizado um experimento de transplante para testar os efeitos da água do habitat (calha principal do rio versus lago) e sedimentos do habitat (sedimento do rio versus sedimento do lago) sobre o crescimento de duas espécies de macrófitas aquáticas a não-nativa Hydrilla verticillata e nativa Egeria najas. Foi testada a hipótese de que as espécie não-nativa é mais bem sucedida quando cresce no canal do rio com sedimento do rio como substrato, enquanto a nativa E. najas é mais bem sucedida quando cresce no lago com sedimento do lago como substrato. Fragmentos de ambas as espécies foram plantadas em sedimentos do rio e do lago e transportadas para o Rio e um lago para o cultivo. Resultados em campo mostraram que H. verticillata não cresceu no lago, em ambos os sedimentos (rio e lago). No entanto, esta espécie desenvolveu maior biomassa da raiz no rio, comparada a E. najas, o que explica sua predominância neste tipo de habitat. Os resultados apóiam a visão de que as características do habitat são determinantes para o sucesso ou insucesso de H. verticillata nos locais em que foram estudados. Finalmente, a invasão H. verticillata pode melhorar após um determinado intervalo de tempo em resposta a alterações no habitat, como observado para várias outras espécies não-nativas e, portanto, a futura invasão de lagos de várzea por esta espécie não pode ser descartada.
Descritores: Flora Aquática
Macrófitas
Ecossistema
Hydrocharitaceae
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  2 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-912617
Autor: Campos, Caio Ferraz de; Souza, Guilherme Sasso Ferreira de; Martins, Dagoberto; Pereira, Maria Renata Rocha; Bagatta, Murilo Villas Boas.
Título: Influência da chuva após aplicação de imazamox sobre o controle de plantas daninhas aquáticas / Rain influence after imazamox spraying on aquatic weed control
Fonte: Biosci. j. (Online);28(3):413-419, may/june 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar a eficiência do herbicida imazamox no controle de plantas aquáticas submetidas a diferentes intervalos de chuva simulada após a sua aplicação. O experimento foi conduzido em um delineamento inteiramente casualizado, com quatro repetições. O herbicida imazamox a 290,4 g ha-1 foi testado em três espécies de plantas aquáticas, Eichhornia crassipes (Mart.) Solms, Pistia stratiotes L. e Salvinia adnata Desv e submetido a oito diferentes períodos livre de chuva (0, 2, 4, 6, 8, 12, 24 horas e sem chuva). A simulação da lâmina de chuva foi realizada sob um sistema estacionário de aplicação de água (20 mm). Observou-se um bom controle de Eichhornia crassipes, independentemente dos períodos sem chuva após a aplicação do herbicida. No entanto, para Pistia stratiotes foi necessário um período livre de chuva de pelo menos oito horas para obter-se um controle efetivo. Para Salvinia adnata, todos os períodos de chuva afetaram o controle proporcionado pelo herbicida.

This study aimed to evaluate the imazamox control efficiency on aquatic plants under different intervals of simulated rain after its spraying. The experiment was carried out in completely random design with four replications. The imazamox at 290.4 g ha-1 was tested on three aquatic weed species, Eichhornia crassipes (Mart.) Solms, Pistia stratiotes L. and Salvinia adnata Desv and, under eight different rain-free periods (0, 2, 4, 6, 8, 12, 24 hours). Rainfall was simulated using a sprinkler irrigation system (20mm). There was a good control of Eichhornia crassipes, regardless of periods without rain after herbicide spraying. However, Pistia stratiotes took a rain-free period of at least eight hours to obtain an effective control. In Salvinia adnata, whole rain-free periods affected the control provided by the herbicide.
Descritores: Flora Aquática
Macrófitas
Araceae
Eichhornia
Plantas Daninhas
Herbicidas
Responsável: BR396.4


  3 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875571
Autor: Silveira, Thiago Cesar Lima; Rodrigues, Gilberto Gonçalves; Souza, Gabriela Peixoto Coelho de; Würdig, Norma Luiza.
Título: Effects of cutting disturbance in Schoenoplectus californicus (C.A. Mey.) Soják on the benthic macroinvertebrates / Efeito do distúrbio de corte em Schoenoplectus californicus (C.A. Mey.) Soják sobre a fauna de macroinvertebrados bentônicos
Fonte: Acta sci., Biol. sci;33(1):31-39, Jan.- Mar. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Lagoons are considered protected areas because these systems play a key ecological role. However, the extraction of macrophyte Schoenoplectus californicus is held for manufacture of handcrafts, being an alternative income for riverbank communities. This study evaluated the impact of S. californicus experimental cutting on benthic macroinvertebrates trough a field experiment. Macroinvertebrates were sampled at 1, 12, 26 and 60 days after the macrophyte cutting in demarked plots (1 m²), as well at control plots. The families number was not statistically different (ANOVA, p > 0.05), but the total density of invertebrates, and the density of Ceratopogonidae were significant (ANOVA, p < 0.05) for interaction between sampling date and treatment. A Principal Components Analysis identified that the level of the water column was the variable that most influenced the variation between the samples gathered in the experiment. We concluded that the cutting of S. californicus, in this area, as the intensity of the cut held, did not affect considerably the aquatic macroinvertebrates. The results suggest that the small-scale extractivism in these regions carries little effect because the fauna of adjacent areas probably can quickly colonize the disturbed areas.

No Brasil, as margens de lagoas são consideradas áreas protegidas por desempenharem importante papel ecológico. No entanto, a extração da macrófita Schoenoplectus californicus é realizada para a fabricação de artesanato, sendo alternativa de renda para as comunidades ribeirrinhas. Este estudo teve como objetivo avaliar o impacto do corte de S. californicus sobre os macroinvertebrados bentônicos por meio de um experimento de campo. Os macroinvertebrados foram amostrados um dia, 12, 26 e 60 dias após o corte em macrófitas em parcelas demarcadas (1 m²), bem como nas parcelas-controle. As famílias de macroinvertebrados mais abundantes não apresentaram diferenças significativas (ANOVA, p < 0,05), mas a densidade total de invertebrados e a densidade de Ceratopogonidae foram significativas (ANOVA, p < 0,05) para a interação entre a data de amostragem e tratamento. A Análise de Componentes Principais identificou que a profundidade no local do experimento foi a variável que influenciou a variabilidade entre as amostras coletadas no experimento. Concluiu-se que o corte de S. californicus, nessa área, como a intensidade do corte realizado, não afeta drasticamente a composição de macroinvertebrados aquáticos. Os resultados sugerem que o extrativismo em pequenas escalas nessas regiões exerce pouca influência, pois a fauna em áreas adjacentes pode rapidamente colonizar as áreas perturbadas.
Descritores: Arte
Renda
Macrófitas
População Rural
Responsável: BR513.2 - Editora da Universidade Estadual de Maringá


  4 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875567
Autor: Silva, Deivid Sousa; Cunha-Santino, Marcela Bianchessi da; Marques, Elineide Eugenio.
Título: Decomposição e dinâmica de liberação de nitrogênio e fósforo de frações vegetais de Salvinia auriculata Aubl em um reservatório da Amazônia legal / Decomposition and release dynamics of nitrogen and phosphorous from vegetal fractions of Salvinia auriculata Aubl in a Legal Amazon reservoir
Fonte: Acta sci., Biol. sci;33(1):21-29, Jan.- Mar. 2011. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve como objetivo determinar os coeficientes de decomposição da parte submersa (PS) e aérea (PA) de Salvinia auriculata em duas profundidades da coluna de água (superfície e sedimento). Também visou avaliar o rendimento do processo de perda de massa assim como a evolução temporal dos teores de fósforo e nitrogênio. As macrófitas foram separadas em partes; em seguida, foram secas até peso constante. Os materiais vegetais foram depositados em sacos de decomposição e incubados no reservatório da UHE Lajeado, Tocantins. As análises dos resultados de perda de massa revelaram que não houve diferenças significativas entre os PA-sed e PA-sup (p > 0,05), entretanto, os PA-sed foram significativamente diferentes dos PS-sed (p < 0,05) e dos PS-sup (p < 0,01). Os PA-sed apresentaram k = 0,0102 dia-1 e as incubadas na superfície (PA-sup) um k = 0,0067 dia-1, os PS-sed apresentaram um k = 0,0027 dia-1 e os PS-sup um k = 0,0040 dia-1. Durante os primeiros dias de decomposição foram liberadas grandes concentrações de fósforo e nitrogênio pelo processo de lixiviação; a partir do 14º dia foi observada uma tendência de aumento nas concentrações de nitrogênio, fato provavelmente relacionado com o enriquecimento dos detritos pela biomassa microbiana.

This study aimed to determine the decomposition coefficients of the submerged (SP) and aerial part (AP) of S. auriculata at two different depths within water column (surface and sediment). It also quantified the decomposition yield of S. auriculata and the temporal changes of nitrogen and phosphorous content of the remaining biomass. The macrophytes were fractionated in parts and were dried in sequence until attaining constant weight. The litterbags with plant material were incubated in the reservoir of UHE Lajeado. The results of mass loss showed that there were no significant differences among the AP-sed and AP-sur (p > 0.05). However, the AP-sed was significantly different from SP-sed (p < 0.05) and SP-sur (p < 0.01). The AP-sed presented a decay coefficient (k) of 0.0102 day-1 and AP-sur a k of 0.0067 day-1. The SP-sed presented a k of 0.0027 day-1 and the SP-sur 0.0040 day-1. It was also noticed that during the first days of decomposition great amounts of nitrogen and phosphorous were solubilized. This event was related to the leachate process; from the 14th day of decomposition, an increasing trend was observed in nitrogen concentrations. This fact was probably related to detritus enrichment by microbial colonization.
Descritores: Digestão Aeróbia
Hidrogênio
Macrófitas
Fósforo
Responsável: BR513.2 - Editora da Universidade Estadual de Maringá


  5 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-875211
Autor: Sipauba-Tavares, Lucia Helena; Millan, Rodrigo Ney; Berchielli, Flávia de Almeida; Braga, Francisco Manoel de Souza.
Título: Use of alternative media and different types of recipients in a laboratory culture of Ankistrodesmus gracilis (Reinsch) Korshikov (Chlorophyceae) / Utilização de meios alternativos e diferentes tipos de recipientes no cultivo de Ankistrodesmus gracilis (Reinsch) Korshikov (Chlorophyceae) em laboratório
Fonte: Acta sci., Biol. sci;33(3):247-253, July-Sept. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: A laboratory culture of Ankistrodesmus gracilis algae was evaluated by studying the biology of the species and its chemical composition in a traditional medium (CHU12) and in two alternative culture media, NPK (20-5-20) and macrophyte (Eichhornia crassipes) + NPK, in three different types of recipients (fiberglass, carboy and plastic bag). First peak in the growth curve of Ankistrodesmus gracilis occurred on the ninth day in macrophyte + NPK medium (74.16 x 105 cells mL-1) in a fiberglass recipient. However, highest density (p < 0.01) was reported in medium CHU12 (122.87 x 105 cells mL-1) in a plastic bag on the twelfth day. Cell density was over 70 x 105 cells mL-1 starting on the twelfth day. Growth rate of A. gracilis was similar (p > 0.05) in culture media in the three recipients. Protein and fiber were similar (p > 0.05) in the treatments, but lipids were higher (p < 0.05) in NPK. Nitrate, ammonia, total phosphorus and orthophosphate contents were over 1 mg L-1 in NPK (p < 0.01). Results show that alternative media, such as NPK and macrophyte + NPK, are possible for large-scale culture of A. gracilis cultured in three types of recipients. Costs are low, occupying less space when cultured in plastic bags and in the laboratory.

O objetivo do estudo foi avaliar os aspectos biológicos e a composição química da alga Ankistrodesmus gracilis em laboratório utilizando um meio tradicional (CHU12) e dois meios alternativos, NPK (20-5-20) e macrófita (Eichhornia crassipes) + NPK em três diferentes tipos de recipientes (cuba de fibra de vidro translúcido, garrafões e saco plástico). O primeiro pico de densidade celular de Ankistrodesmus gracilis ocorreu no nono dia da curva de crescimento em meio macrófita+NPK (74,16 x 105 células mL-1) no recipiente de fibra de vidro, porém a maior densidade (p < 0,01) foi observada no meio CHU12 (122,87 x 105 células mL-1) em saco plástico no décimo segundo dia, a partir do qual a densidade celular permaneceu acima de 70 x 105 células mL-1. A taxa de crescimento de A. gracilis foi similar (p > 0,05) nos três recipientes e meios de cultivo. Os teores de proteína e fibra foram similares (p > 0,05) nos tratamentos utilizados, já os de lipídios foram mais elevados (p < 0,05) no meio NPK. Os teores médios de nitrato, amônia, fósforo total e ortofosfato estiveram acima de 1 mg L-1 no meio NPK (p < 0,01). Os resultados obtidos neste estudo indicam a possibilidade do uso de meios alternativos como o NPK e macrophyte +NPK para o cultivo de A. gracilis em larga escala cultivados nos três tipos de recipientes, porém, em saco plástico o custo é baixo e ocupa menos espaço em cultivo de laboratório.
Descritores: Bioquímica
Clorófitas
Macrófitas
Responsável: BR513.2 - Editora da Universidade Estadual de Maringá


  6 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-868057
Autor: Silva, Fábio Henrique da; Favero, Silvio; Sabino, José.
Título: Functional groups of entomofauna associated to aquatic macrophytes in Correntoso river, Rio Negro sub-region, Pantanal, Mato Grosso do Sul State, Brazil / Grupos funcionais da entomofauna associada às macrofitas aquaticas no rio Correntoso, Pantanal do Negro, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil
Fonte: Acta sci., Biol. sci;34(1):59-68, Jan.-Mar. 2012. ilus.
Idioma: en.
Resumo: This work aimed to study the structure of functional groups of entomofauna associated to aquatic macrophytes in Correntoso river, Rio Negro sub-region, Pantanal, Mato Grosso do Sul State, Brazil. Six samples were taken in different seasonal periods; ebb, dry and wet. The organisms were collected using D net (300 µm mesh), sweeping five times through the roots of macrophyte banks at each sample session. Three environments were compared (open, intermediary, close) using data from six collection sites, through which were analyzed absolute abundance, observed richness of families and the sampled specimens were also separated in functional groups. A total of 60 families from 12 orders of Insecta were registered, totaling 19,773 sampled insects. The largest number of families was categorized into predators functional group, with 34 families collected, followed by the collectors with 17, shredders-herbivores ten and scrapers eight.

Este trabalho teve como objetivo estudar a estrutura dos grupos funcionais da entomofauna associada às macrófitas aquáticas em um trecho do rio Correntoso, Pantanal do Negro, Estado do Mato Grosso do Sul, Brasil. Foram realizadas seis campanhas de coleta em diferentes períodos sazonais: vazante, seca e cheia. Os organismos foram coletados utilizando rede D com malha de 300 µm e esforço amostral de cinco lances de rede nas raízes dos bancos de macrófitas. Foram comparados três ambientes (aberto, intermediário e fechado), por junção dos dados obtidos de seis sítios de coleta. Foi analisada a abundância absoluta, a riqueza observada de famílias e realizada a separação dos insetos coletados por grupos funcionais. Foram registradas 60 famílias pertencentes a doze ordens da Classe Insecta (Hexapoda), totalizando 19.773 indivíduos coletados. O maior número de famílias foi categorizada ao grupo funcional dos predadores com 34 famílias coletadas, seguido dos coletores 17, fragmentadores-herbívoros dez e raspadores oito.
Descritores: Fauna Aquática
Insetos
Macrófitas
Estações do Ano
Zonas Úmidas
Responsável: BR513.2 - Editora da Universidade Estadual de Maringá


  7 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-859216
Autor: Mormul, Roger Paulo; Thomaz, Sidinei Magela; Vieira, Lisandro Juno Soares.
Título: Richness and composition of macrophyte assemblages in four Amazonian lakes / Riqueza e composição da assembleia de macrófitas em quatro lagos amazônicos
Fonte: Acta sci., Biol. sci;35(3):343-350, jul.-set. 2013. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Aquatic macrophytes are an important component in the structure of lakes in Neotropical floodplains, for example, because they support a high diversity of invertebrates and vertebrates. In this paper, we tested whether or not the variability of macrophyte assemblages is lower in spatially close quadrats than among quadrats of different lakes. The study was carried in four lakes in a large Amazonian floodplain (Purus river), where floating meadows were investigated. A total of 49 taxa of macrophytes were found. Five species dominated and three species were rare. Taxa richness, composition and beta diversity differed more between than within lakes. Because high beta diversity was found among the lakes, they should be considered individually important for maintaining the gamma diversity of macrophytes within the Purus River floodplain, and this should be considered in plans of lake management.

As macrófitas aquáticas são um importante componente para a estrutura de lagos neotropicais em planícies de inundação, porque suportam alta diversidade de invertebrados e vertebrados. Neste trabalho, nós testamos se a variabilidade da assembleia de macrófitas aquáticas é menor entre "quadrats" espacialmente próximos do que "quadrats" em lagos diferentes. O estudo foi desenvolvido em quatro lagos da planície amazônica (rio Purus), onde bancos flutuantes de macrófitas foram amostrados. Um total de 49 taxa de macrófitas foi encontrado. Cinco espécies dominaram e três espécies foram raras. A riqueza de taxa, composição e diversidade de espécies diferiram mais entre os lagos do que dentro dos lagos. Pela alta diversidade beta encontrada nos lagos, esses lagos devem ser considerados importantes individualmente para manter a diversidade gamma de macrófitas dentro da planície de inundação do rio Purus. Esse fato deve ser considerado em planos de manejo desses lagos de planície.
Descritores: Ecossistema Amazônico
Biodiversidade
Estação Seca
Macrófitas
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  8 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-859212
Autor: Behrend, Rômulo Diego de Lima; Teixeira, Mariana Carolina; Fernandes, Sue Ellen Prata; Camargo, Janielly Carvalho; Rosin, Gisele Cristina; Takeda, Alice Michiyo.
Título: Effects of a native and a non-native macrophyte species of Hydrocharitaceae on Chironomidae and Oligochaeta assemblages structure / Efeitos de uma espécie de macrófita nativa e uma invasora de Hydrocharitaceae sobre a estrutura das assembleias de Chironomidae e Oligochaeta
Fonte: Acta sci., Biol. sci;35(3):351-358, jul.-set. 2013. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: This study investigated the structure of the Oligochaeta and Chironomidae assemblages associated with monospecific stands of two submerged macrophyte species: Egeria najas and Hydrilla verticillata. Samplings were carried out in Leopoldo Backwater and Paraná river, in August 2008. To assess the structure of Oligochaeta and Chironomidae assemblage in each macrophyte we calculated: species density, richness, diversity, and evenness. A detrended correspondence analysis (DCA) was used to summarize Oligochaeta and Chironomidae assemblages composition. The highest values of species density and richness for the two groups were recorded in H. verticillata. Although there were no significant differences in density, richness and Shannon diversity, the assemblage composition of these groups was significantly different between plant species. These results suggest that despite being a recent colonizer in the upper Paraná river habitats, the non-native species H. verticillata seems to provide favorable conditions for the establishment of native assemblages of Chironomidae and Oligochaeta. Moreover, differences in the species composition of Oligochaeta and Chironomidae arose from peculiar characteristics of each plant, as attached microorganisms and organic matter, so that other factors, rather than plant architecture can also influence the assemblage of these groups.

Este estudo objetivou investigar a estrutura da assembleia de Oligochaeta e Chironomidae em associação com bancos puros de duas espécies de macrófitas submersas: Hydrilla verticillata e Egeria najas. As coletas foram realizadas no ressaco do Leopoldo e no rio Paraná, em agosto de 2008. Para avaliar a estrutura da assembleia de Oligochaeta e Chironomidae em cada macrófita foram calculados: densidade, riqueza, diversidade de Shannon e equitabilidade. Uma análise de correspondência destendenciada (DCA) foi usada para sumarizar a composição da assembleia de Oligochaeta e Chironomidae. Os maiores valores de densidade e riqueza para os dois grupos foram registrados na H. verticillata. Embora não houvesse nenhuma diferença significativa na densidade, riqueza e diversidade de Shannon, a composição da assembleia desses grupos foi significativamente diferente entre as macrófitas. Esses resultados sugerem que apesar de ser uma colonizadora recente dos habitats do alto rio Paraná, H. verticillata parece prover condições favoráveis para o estabelecimento das assembleias de Oligochaeta e Chironomidae. Além disso, diferenças na composição de espécies desses grupos ocorreram devido às características peculiares de cada planta, como micro-organismos e matéria orgânica aderidos, de forma que outros fatores, em vez de arquitetura da planta, podem também influenciar a assembleia desses grupos.
Descritores: Hydrocharitaceae
Macrófitas
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  9 / 33 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-847324
Autor: Miranda, Viviane Bernardes dos Santos; Mazzoni, Rosana.
Título: Testate amoebae (Protozoa Rhizopoda) in two biotopes of Ubatiba stream, Maricá, Rio de Janeiro State / Amebas testáceas (Protozoa Rhizopoda) de dois biótopos do riacho Ubatiba, Maricá, Estado do Rio de Janeiro
Fonte: Acta sci., Biol. sci;37(3):291-299, jul.-set. 2015. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Four samplings were carried out during the dry and rainy seasons in 2014, in two biotopes (plankton and aquatic macrophytes) to assess the composition and species richness of testate amoebae community in a coastal stream in the state of Rio de Janeiro, Brazil. Results showed great representation of Difflugiidae, Centropyxidae, Lesquereusiidae and Arcellidae families. Higher richness was observed in the plankton samples and higher densities of testate amoebae were reported among the aquatic vegetation during the dry season. Current investigation is a pioneer study conducted in the Ubatiba stream. Further researches on these protists, especially in Rio de Janeiro, should be undertaken.

Com o intuito de avaliar a composição e a riqueza de espécies da comunidade de amebas testáceas de um riacho costeiro, localizado no estado do Rio de Janeiro, foram realizadas quatro campanhas em 2014 (estação seca e estação chuvosa), em dois biótopos (plâncton e macrófitas aquáticas). Os resultados mostraram maior representatividade das famílias Difflugiidae, Centropyxidae, Lesquereusiidae e Arcellidae. Maiores riquezas foram registradas no plâncton e maiores densidades de amebas testáceas entre a vegetação aquática, ambos no período seco. O estudo foi pioneiro no riacho Ubatiba e evidencia a necessidade de intensificar as pesquisas sobre estes protistas, sobretudo no Rio de Janeiro.
Descritores: Biodiversidade
Macrófitas
Plâncton
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  10 / 33 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-846594
Autor: Galdioli, Eliana Maria; Hayashi, Carmino; Soares, Claudemir Martins; Soares, Telma; Wolff, Liu.
Título: Influence of Eichhornia crassipes and Lemna sp. on the natural diet of Astyanax altiparanae Garutti & Britski, 2000 in the initial stages / Influência de Eichhornia crassipes e Lemna sp. na alimentação natural de Astyanax altiparanae Garutti & Britski, 2000 na fase inicial
Fonte: Acta sci., Biol. sci;39(1):35-43, jan.-mar. 2017. ilus.
Idioma: en.
Resumo: Aiming to study the changes in the diet of Astyanax altiparanae in the early developmental stages, in the presence of Eichhornia crassipes (EC) and Lemna sp. (LM), larvae of Astyanax altiparanae were stocked in eight tanks of 900 L (500 ind. tank-1), four with EC and four with LM covering 50% surface. Tanks were inoculated with plankton and received 3.0 g inorganic fertilizer (NPK-7:14:8) and 1.5 g every week. At every three days, three larvae were taken from each tank, fixed in 4% formaldehyde and grouped into four age classes (I: 6 to 12 days, II:15 to 21 days, III:24 to 30 days; IV:33 to 39 days). The analysis of dominance and frequency of occurrence (FO) of food items indicated that, at this stage, A. altiparanae is generalist. In class I, there was a greater dominance and FO of Lecane bulla and Alona sp. in digestive tracts in the presence of both EC and LM, respectively; and larvae started to consume larger organisms, such as Chironomidae, in other age classes with EC. In the presence of LM, Alona sp. was dominant in class II; Chironomidae, in class III and Centropyxis sp., in class IV. Diatoms have greater FO both in EC and in LM. In class III, with EC, Chironomidae had higher FO, as well as Arcella sp. and Scenedesmus spp. with LM. The highest FO in class IV was found for L. bulla and Scenedesmus spp., with EC and LM, respectively. It can be concluded that EC and LM influenced the diet of Astyanax altiparanae, with alterations according to the availability of organisms and increase in age.

Objetivou-se estudar mudanças da dieta nos estágios iniciais de desenvolvimento de Astyanax altiparanae, na presença de Eichhornia crassipes (EC) e Lemna sp. (LM). Larvas de Astyanax altiparanae foram estocadas em oito tanques de 900 L (500 ind. tanque-1), sendo quatro com EC e quatro com LM cobrindo 50% da superfície destes. Os tanques foram inoculados com plâncton e receberam 3,0 g de fertilizante inorgânico (NPK-7:14:8) e 1,5 g semanalmente. A cada três dias foram coletadas três larvas de cada tanque, fixadas em formol a 4% e agrupadas em quatro classes de idade (I: 6 a 12 dias, II: 15 a 21 dias, III: 24 a 30 dias e IV:33 a 39 dias). Relacionando a dominância e frequência de ocorrência (FO) dos itens alimentares verificou-se que, nesta fase, o A. altiparanae é generalista. Na classe I, houve maior dominância e FO de Lecane bulla e de Alona sp. nos tratos digestórios na presença de EC e LM, respectivamente, passando a consumir organismos maiores como Chironomidae nas demais classes com EC. Na presença de LM, Alona sp. foi dominante na classe II, Chironomidae na III e Centropyxis sp. na IV. As diatomáceas tiveram maior FO tanto em EC quanto em LM. Na classe III, com EC Chironomidae teve maior FO, assim como Arcella sp. e Scenedesmus spp. com LM. A maior FO na classe IV foi de L. bulla e Scenedesmus spp. com EC e LM, respectivamente. Concluiu-se que EC e LM influenciaram a dieta de A. altiparanae, alterando-a de acordo com a disponibilidade dos organismos e com o aumento da idade.
Descritores: Alimentação
Peixes/crescimento & desenvolvimento
Larva/crescimento & desenvolvimento
Macrófitas
Plâncton
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde