Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP4.016.132.438 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-530319
Autor: Baldisserotto, Bernardo; Copatti, Carlos Eduardo; Gomes, Levy Carvalho; Chagas, Edsandra Campos; Brinn, Richard Philip; Roubach, Rodrigo.
Título: Calcium fluxes in Hoplosternum littorale (tamoatá) exposed to different types of Amazonian waters
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):465-470, Sept. 2009. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: CNPq.
Resumo: Fishes that live in the Amazonian environment may be exposed to several kinds of waters: "black waters", containing high dissolved organic carbon and acidic pH, "white waters", with ten fold higher Ca2+ concentrations than black waters and neutral pH, and "clear waters", with two fold higher Ca2+ concentrations than black waters and also neutral pH. Therefore, the aim of the present study was to analyze Ca2+ fluxes in the facultative air-breather Hoplosternum littorale (tamoatá) exposed to different Amazonian waters. Fishes were acclimated in well water (similar to clear water) and later placed in individual chambers for Ca2+ fluxes measurements. After 4 h, water from the chambers was replaced by a different type of water. Transfer of tamoatás to ion-poor black or acidic black water resulted in net Ca2+ loss only in the first 2 h of experiment. However, transfer from black or acidic black water to white water led to only net Ca2+ influxes. The results obtained allowed us to conclude that transfer of tamoatás to ion-poor waters (black and acidic black water) led to transient net Ca2+ loss, while the amount of Ca2+ in the ion-rich white water seems adequate to prevent Ca2+ loss after transfer. Therefore, transfer of tamoatás between these Amazonian waters does not seem to result in serious Ca2+ disturbance.(AU)

Os peixes que vivem na Amazônia são expostos a vários tipos de água: águas pretas, contendo grande quantidade de carbono orgânico dissolvido, águas brancas, com concentração de Ca2+ dez vezes maior que as águas pretas e pH neutro, e águas claras, com concentração de Ca2+ duas vezes maior que as águas pretas e pH também neutro. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi analisar o fluxo de Ca2+ no peixe de respiração aérea facultativa Hoplosternum littorale (tamoatá) exposto a diferentes tipos de águas amazônicas. Os peixes foram aclimatados em água de poço artesiano (semelhante à água clara) e depois colocados individualmente em câmaras para medir o fluxo de Ca2+. Após 4 h, a água das câmaras foi trocada por um tipo diferente de água. A transferência do tamoatá das águas pobres em íons água preta e preta ácida ou da água branca, rica em íons, para as águas preta e preta ácida, pobres em íons, resulta em uma perda de Ca2+ apenas nas duas primeiras horas de experimento. Entretanto, a transferência da água preta e preta ácida, para a água branca resulta em um influxo de Ca2+. Os resultados obtidos nos permitem concluir que a transferência do tamoatá para as águas preta e preta ácida, pobres em íons, leva a uma temporária perda de Ca2+, e a quantidade de Ca2+ na água branca, rica em íons, é adequada para prevenir sua perda após a transferência. Sendo assim, a transferência do tamoatá entre as águas estudadas não resulta em sérios distúrbios no Ca2+.(AU)
Descritores: Peixes-Gato/crescimento & desenvolvimento
Peixes-Gato/fisiologia
Água Acidulada/análise
-Cálcio/química
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-678789
Autor: Tubbs Filho, Décio(org); Antunes, Julio Cesar Oliveira(org); Silva Vettorazzi, Janaina(org).
Título: Bacia hidrográfica dos Rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim: experiências para a gestão dos recursos hídricos / Rivers Guandu basin, Guard and Guandu-Mirim: experiences in the management of water resources.
Fonte: Rio de Janeiro; Instituto Estadual do Ambiente; 2012. 339 p. ilus, mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Em comemoracão aos 10 anos de atuação do Comitê Guandu, esta publicação apresenta múltiplas ações desenvolvidas nas bacias da Região Hidrográfica, notadamente aquelas voltadas ao saneamento ambiental e à recuperação da cobertura vegetal em mananciais estratégicos. Muitas dessas ações foram possibilitadas pela atuação do Comitê Guandu, a partir da cobrança pelo uso da água, do plano de bacia hidrográfica e do apoio de sua agência delegatária (Agevap), em parceria communicípios, órgãos estaduais, usuários e associações civis. Os textos apresentados aprofundam questões fundamentais para a gestão integrada dos recursos hídricos, contribuindo para o conhecimento das bacias hidrográficas dos rios Guandu, da Guarda e Guandu-Mirim.
Descritores: Bacias Hidrográficas/análise
Bacias Hidrográficas/economia
Bacias Hidrográficas/políticas
Conservação dos Recursos Naturais
Poluição Industrial
Qualidade Ambiental/análise
Política Hídrica
Qualidade da Água
Recursos Hídricos
Abastecimento de Água
-Água Acidulada
Biodiversidade
Bivalves
Eucariotos
Peixes
Água Subterrânea
Sistemas de Informação
Metais Pesados/efeitos adversos
Rios
Sensores Remotos/análise
Transporte de Sedimentos/efeitos adversos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Estudo de Validação
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 363.7098153, T884b



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde