Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP5 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 131 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 131 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-107168
Autor: Neyra Ramírez, José.
Título: Un protoepidemiólogo estadístico olvidado del Hospital Dos de Mayo: Dr. Ricardo Quiroga y Mena / An protoepidemiologic statistc lost at Dos De Mayo Hospital: Dr. Ricardo Quiroga and Mena
Fonte: Rev. peru. epidemiol. (Online);4(1):59, mar. 1991.
Idioma: es.
Descritores: Epidemiologia e Bioestatística/estatística & dados numéricos
Médicos/história
-Peru
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  2 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Marcopito, Luiz Francisco
Id: lil-782459
Autor: Marcopito, Luiz Francisco; Santos, Francisco Roberto Gonçalves.
Título: Guia para o leitor de artigos científicos na área da saúde / Guide to the reader of scientific articles on health.
Fonte: São Paulo; Atheneu; 2014. 141 p. tab, graf.
Idioma: pt.
Descritores: Epidemiologia e Bioestatística
Publicações de Divulgação Científica
-Análise Multivariada
Demografia/estatística & dados numéricos
Incidência
Prevalência
Taxas, Razões e Proporções
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Guia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  3 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: lil-90024
Autor: Yazaki, Lúcia Mayumi.
Título: Causas de morte e esperança de vida ao nascer no Estado de Säo Paulo e regiöes, 1975-1983 / Cause of death and life expectancy at birth in Sao Paulo state and regions.
Fonte: s.l; Fundaçäo SEADE; ago. 1990. vii,128 p. tab. (Realidade Paulista).
Idioma: pt.
Descritores: Causas de Morte
Expectativa de Vida
-Brasil
Condições Sociais
Epidemiologia e Bioestatística
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1/1672.00; BR526.1-975A


  4 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Wagner, Mário B
Id: lil-234938
Autor: Wagner, Mário B.
Título: Apectos básicos da medicina embasada em evidências / Basic aspects of evidence based medicine
Fonte: J. pediatr. (Rio J.);74(5):419-22, set.-out. 1998.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Descrever os aspectos básicos da medicina enbasada em evidências. Métodos: Revisäo de diversos livros de epidemiologia, bioestatística e artigos selecionados. Resultados: A incerteza está presente em todos os níveis da prática médica atual, indo desde o diagnóstico até a conduta adotada pelos médicos. Entende-se que há um elemento subjetivo intrínseco à atuaçäo médica. Esta subjetividade induz a grandes variaçöes na prática médica de uma localidade à outra e, às vezes, até dentro de um mesmo serviço. Assim, entäo sugerindo movimentos que propöem formas consideradas mais adequadas de se manejar as incertezas da prática médica. Dentro desse contxto emerge a medicina embasada em evidências. Conclusäo: Por tratar-se de uma concepçäo relativamente nova, a abordagem sistemática e quantitativa da medicina embasada em evidências ainda näo atraiu muitos médicos, que preferem tratar seus pacientes baseados somente no raciocínio fisiopatológico. No entanto, o processo do raciocínio fisiopatológico é muitas vezes insuficiente na explicaçäo dos mecanismos de doença em seres vivos, levando à uma lógica equivocada. A medida que nosso conhecimento aumenta, espera-se que o manejo das situaçöes clínicas seja mais acurado. Entretanto, sempre haverá margens para dúvidas. É preciso que os médicos encarem as incertezas da conduta médica de uma forma mais positiva. Assim, para que a prática médica atual evolua de uma forma satisfatória no futuro a questäo da incerteza deverá ser tratada de uma forma global e sentata. A abordagem da medicina embasada en evidências propöe a utilizaçäo combinada do conhecimento médico calcado nas melhores estimativas das probabilidades envolvidas nas condutas e procedimentos aliados aos valores dos pacientes.(A);
Descritores: Epidemiologia e Bioestatística
Estatística
Medicina Baseada em Evidências
Responsável: BR3.1 - Biblioteca Central


  5 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-333237
Autor: Vanderley, Lygia Carmen; Arruda, Bertoldo Kruse de; Frias, Paulo Germano; Arruda, Suely.
Título: Avaliação da confiabilidade da causa básica de óbito em unidade terciárioa de atenção à saúde materno-infantil / Reliability evaluation of report underlying causes of death at a terciary service of mother and child health care
Fonte: Inf. epidemiol. SUS;11(1):15-23, jan.-mar. 2002. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Numerosos estudos enfatizam a omprecisão na definição da causa básica de óbito, em pesquisas baseadas em revisão nos prontuários médicos, apesar da implantação do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) no Brasil desde 1975. o objetivo do estudo foi a avaliação da confiabilidade da causa básica de óbito no âmbito institucional, a partir da impantação do Núcleo de Epidemiologia Hospitalar, comparando-se as causas referidas na Declaração de Óbito (DO) original com as definidas após a correção no prontuário médico no primeiro semestre de 1999. Utilizou-se a concordância observada e o índice kappa. Evidenciou-se uma não corporação pelos médicos do conceito de causa básica do óbito, havendo superestimação para os diagnósticos de infecções, prematuridade e hipóxia, que dispensam conhecimentos sobre o desencadeamento dos fatores que levam ao óbito. Sugere-se a implantação de núcleos de epidemiologia hospitalar como estratégia para viabilizar o resgate sistemático de dados em tempo oportuno e garantir o treinamento do corpo clínico inicial da cadeia de informações sobre os eventos vitais, contribuindo para o aperfeiçoamento do SIM a partir do monitoramento da qualidade das DO no nível hospitalar
Descritores: Controle de Qualidade
Sistema Único de Saúde
Mortalidade Hospitalar
AVALIACAO
Causa Básica de Morte
Centros de Saúde Materno-Infantil
Epidemiologia e Bioestatística
Sistemas de Informação Hospitalar
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  6 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-553187
Autor: Paz, Andreia Fontes da.
Título: Relação entre fatores de risco no ambiente hospitalar e a saúde dos trabalhadores de enfermagem / Relation between risk factors in the hospital enviroment and the nursing employes' health.
Fonte: Rio Janeiro; s.n; 2009. 104 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio Janeiro. Faculdade de Enfermagem para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Trata-se de um estudo não experimental apoiado na ergonomia, epidemiologia e bioestatística. Utilizou-se uma abordagem quantitativa, descritiva e transversal. Apresenta como objeto de estudo a percepção dos trabalhadores de enfermagem de um Hospital Universitários sobre os fatores de riscos no trabalho e sua relação com os seus problemas de saúde. Teve como objetivo avaliar a relação entre os fatores risco no trabalho e os problemas de saúde dos trabalhadores de enfermagem no ambiente hospitalar. Foi desenvolvido em um Hospital Universitário do estado do Rio de Janeiro, com uma amostra constituída de 296 trabalhadores de enfermagem das enfermarias, no ano de 2008. Utilizou-se para coleta de dados um questionário de Mauro adaptado de Boix e Vogel (1997). Os dados foram analisados através do Programa Statical Package for the Social Sciences (SPSS) versão 12.0. Foram evidenciados neste estudo os conceitos que fundamentam as características pessoais e profissionais do trabalhador de enfermagem, a organização, o conteúdo e as condições de trabalho, além das situações política, jurídica e social vivenciada no cotidiano dos trabalhadores. Dentre os resultados destacam-se como fatores de riscos por ordem de maior incidência, o risco biológico, os riscos ergonômicos e psicossociais, o riscos mecânicos ou de acidentes, o risco químico e o risco físico. Tais riscos configuram um ambiente inadequado, capaz de produzir reflexos na saúde dos trabalhadores caso não sejam controlados ou eliminados. Em relação aos problemas de saúde evidenciados, os que se destacaram como relacionados com o trabalho, foram os distúrbios osteomusculares, representados pelas lombalgias, lesões da coluna vertebral, as varizes e os problemas psicossociais, como estresse e depressão. Conclui-se que a hipótese levantada neste estudo de que os fatores de risco interferem nos problemas de saúde dos trabalhadores de enfermagem é verdadeira no hospital estudado...

It's about a no experimental study bent on ergonomics, epidemiology and biostatics. It was used a quantitative approach, descriptive and transverse. It is presented as a study target the nursing employees' perception from a university hospital about the work risk factors and its relation with the health problems. The goal was to evaluate the relation between risk factors and the nursing employees' health. It was developed at the university hospital from the State of Rio de Janeiro, with a sample consisting of 296 nurses from the nursing department, in 2008. It was used for the data collect a questionnaire from Mauro adapted from Boix and Vogel (1997). The data were analyzed through the Statical Package for the Social Sciences Program (SPSS) version 12.0. It was pointed in this study the concepts that support the professional and personal features of the nursing worker, the organization, the content and the job conditions, besides the political, legal and social situation lived by the workers day by day. Among the results it is highlighted as risk factors by order of incidence, the biological risk, the ergonomics and psychosocial risks, the mechanical or accident risks, the chemical and physical risk. The so called risks create a inadequate environment, capable of producing reflexions on the worker's health in case they are not controlled or eliminated. In relation to the health problems highlighted here, the ones related to the work, were the musculoskeletal troubles, represented by back pains, injuries in the spine, as varicose veins, and the psychosocial problems, as stress and low-spiritedness. It is concluded that the hypothesis raised on this study that the risk factors interfere on the health problems of the nursing workers is true in the studied hospital...
Descritores: Enfermagem do Trabalho
Recursos Humanos de Enfermagem no Hospital
Riscos Ocupacionais
-Brasil
Ergonomia
Epidemiologia e Bioestatística
Estudos Transversais
Modelos Teóricos
Percepção Social
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)
BR1366.1; TE448


  7 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-143759
Autor: Gabriel, Rosimeire; Fakih, Flávio Trevisani.
Título: Proposta de ficha cadastral e banco de dados informatizado para levantamento de dados epidemiológicos e de evoluçäo clínica dos clientes soro-positivos para o "HIV" (Vírus da Imunodeficiência Humana) / A proposal of cadastral fish and automatized data base
Fonte: Rev. bras. enferm;46(3/4):317-26, jul.-dez. 1993. ilus, tab.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Congresso Brasileiro de Enfermagem, 45, Recife, 28 nov.-3 dez. 1993.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi criar instrumentos para o levantamento e tratamento estatístico de informaçöes de interesse epidemiológico e de evoluçäo clínica dos pacientes "HIV" positivos atendidos pelo "Centro de Controle de Deficiências Imunológicas (CCDI)" da "Escola Paulista de Medicina". A eficiência da Ficha Cadastral de Clientes" e do "Banco de Dados" informatizado foi evidenciada a partir da aplicaçäo desses instrumentos a uma amostra de 50 clientes desse serviço. Caracterizamos o trabalho e o planejamento da Assistência de Enfermagem à populaçäo atendida pelo CCDI.
Descritores: HIV
Bases de Dados Bibliográficas
Epidemiologia e Bioestatística
Ficha Clínica
Inquéritos Epidemiológicos
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  8 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1053288
Autor: Castro, Stela Maris de Jezus; Mancuso, Aline Castello Branco; Leotti, Vanessa Bielefeldt; Hirakata, Vânia Naomi; Camey, Suzi Alves.
Título: Bioestatística e epidemiologia: perguntas que você sempre quis fazer, mas nunca teve coragem / Biostatistics and epidemiology: questions you always wanted to ask but never had the courage to
Fonte: Clin. biomed. res;39(3):258-265, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Dando continuidade aos artigos da série "Perguntas que você sempre quis fazer, mas nunca teve coragem", que tem como objetivo responder e sugerir referências para o melhor entendimento das principais dúvidas estatísticas levantadas por pesquisadores da área da saúde, este terceiro artigo aborda o contexto epidemiológico. Neste contexto, foram diferenciadas as principais medidas como prevalência, incidência, Odds Ratio (OR), Risco Relativo (RR), Razão de Prevalência (RP) e Hazard Ratio (HR), foi esclarecido o uso de análises por intenção de tratar e análise por protocolo, e também discutidos alguns dos termos comumente utilizados e pouco compreendidos como tipo de amostra, nível de evidência, relevância clínica e estatística, entre outros. (AU)

Continuing the series of articles "Questions you always wanted to ask but never had the courage to," which aims to answer key statistical questions raised by health researchers and suggest references for a better understanding, this third article addresses the epidemiological context. In this context, important measures such as prevalence, incidence, odds ratio (OR), relative risk (RR), prevalence ratio (PR) and hazard ratio (HR) were differentiated; the use of intention-to-treat analysis and per-protocol analysis was clarified; and some terms commonly used and poorly understood were discussed, such as type of sample, level of evidence, clinical and statistical relevance, among others. (AU)
Descritores: Epidemiologia e Bioestatística
-Distribuição Aleatória
Ensaios Clínicos como Assunto
Medidas de Associação, Exposição, Risco ou Desfecho
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  9 / 131 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-916046
Autor: Douglas-de-Oliveira, Dhelfeson Willya(edt).
Título: How clinically important is the p-value? / Clinicamente que tan importante es el Valor-p?
Fonte: Rev. estomat. salud;26(1):8-9, 20180901.
Idioma: en.
Resumo: Currently, it has been observed a growing number of publications in all fields of Dentistry. These publications act as scientific evidence, as well as a basis for clinical decision-making in dental care routine. It is important to note that the results and conclusions in articles are based on the p-value that is a purely probabilistic and statistical parameter, and it assists the researcher to accept or reject the null hypothesis being tested. The p-value was proposed by Fisher in 1925, and in Dentistry, it is usual to adopt the p-value stated in 0.05.1 In practical terms, when a statistical test results in p-value less than 0.05, the null hypothesis must be rejected (equality between groups), assuming that there is a difference between the assessed groups.2 In other words, p<0.05 indicates statistically significant difference between groups. Under a critical look, the researcher and reader should keep in mind that a statistical difference is not always reflecting a true clinical importance. In addition, a lack of statistical significance does not necessarily relate to the absence of clinical significance. The clinical importance is far beyond statistical calculations based on the p-value.3 A study presents clinical importance when the one being tested presents clinical effect capable to change the behavior of the dentist in daily routine. This judgment should be done by the researcher based on the results of his/her research, clinical experience and actual knowledge. In addition, estimates of effect sizes should be presented. This facilitates assessment of how large or small the observed effect could actually be in the population of interest, and hence how clinically important it could be. Kassab et al. (2006)4 compared periodontal parameters in groups with and without chemical biomodifciation of the root prior surgical coverage in cases of gingival recession. The group, that used edetic acid, statistically improved the periodontal parameters in relation to the group without surface biomodification. However, this difference was imperceptible to both dentist and patient. That is, the clinical result of root coverage will be the same when using or not acid biomodification of the root. In other words, there was not an important clinical effect of this step, although there was a significant difference. In the above example, it is clear that just because a statistic test is significant doesn't mean the effect it measures is significant or clinically important. Then, researchers
Descritores: Editorial
Odontologia
-Ortodontia
Periodontia
Prostodontia
Cirurgia Bucal
Bioestatística
Probabilidade
Epidemiologia e Bioestatística
Odontopediatria
Estatística
Endodontia
Odontologia Geriátrica
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: CO624.9


  10 / 131 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-883645
Autor: Silva, José Antonio Cordero da; Vendramin, Fabiel Spani; Martins, Marina Matos; Lima, Ana Victória Martins; Cunha, Louise Menezes da; Borborema, Cynthia Lopes Pereira de.
Título: Epidemiologia, principais complicações e mortalidade dos pacientes atendidos em um Centro de Tratamento de Queimados na Amazônia / Epidemiologic profiles, major complications, and mortality rate at a burn treatment center in the Amazon
Fonte: Rev. bras. cir. plást;33(1):104-109, jan.-mar. 2018. ilus, tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Introdução: São muitos os pacientes queimados que, apesar de um complexo tratamento multidisciplinar, são levados ao óbito. O objetivo deste estudo é determinar o perfil epidemiológico, ressaltando as principais complicações que acometem os pacientes queimados. Métodos: Estudo retrospectivo que analisou prontuários de pacientes queimados atendidos no Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência no Estado do Pará, no período de janeiro de 2007 até dezembro de 2012. Resultados: A maioria dos pacientes era do sexo masculino (69,1%), entre 18 e 30 anos (35,5%), procedente de outros hospitais (35,8%), trabalhador da construção civil (21,2%). As complicações mais encontradas foram insuficiência respiratória (69,4%), insuficiência renal (57,1%) e sepse (38,8%). Conclusões: Os dados obtidos são similares aos encontrados na literatura nacional e internacional, evidenciando a necessidade de prevenção e fiscalização de trabalhadores da construção civil, bem como de implementar protocolos de tratamento para melhorar a assistência ao paciente queimado.

Introduction: Despite complex multidisciplinary treatment, many burn patients die. This study aimed to determine epidemiologic profiles of burn patients, highlighting major complications. Methods: This retrospective study analyzed the medical records of burn patients managed at the Metropolitan Hospital for Urgent and Emergent Care, Pará State, between January 2007 and December 2012. Results: most patients were males (69.1%) aged 18 to 30 years (35.5%), referred from other hospitals (35.8%), and employed as construction workers (21.2%). The most frequent complications were respiratory (69.4%) and renal failure (57.1%), followed by sepsis (38.8%). Conclusions: The data obtained were similar to those reported in national and international literature, highlighting the need for burn prevention and inspection of construction sites, as well as implementation of treatment protocols to improve care for burn patients.
Descritores: Pacientes
Unidades de Queimados
Queimaduras
Epidemiologia
Estudos Transversais
Mortalidade
Epidemiologia e Bioestatística
Invasão de Óbitos
-Pacientes/estatística & dados numéricos
Unidades de Queimados/estatística & dados numéricos
Queimaduras/cirurgia
Queimaduras/complicações
Queimaduras/mortalidade
Queimaduras/terapia
Queimaduras/epidemiologia
Estudos Transversais/métodos
Estudos Transversais/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
História do Século XXI
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Revisão
Estudo de Avaliação
Responsável: BR32.1 - Serviço de Biblioteca e Informação Biomédica



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde