Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP5.001.012.033.024.020 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 816 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 82 ir para página                         

  1 / 816 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1170211
Autor: Stamboulian, Daniel.
Título: Hepatitis B / Hepatitis B
Fonte: Rev. Asoc. Odontol. Argent;82(1):79, ene.-mar. 1994. ilus.
Idioma: es.
Descritores: Grupos de Risco
Hepatite B/transmissão
Vacinas contra Hepatite Viral/administração & dosagem
Responsável: AR29.1 - Biblioteca


  2 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: lil-791562
Autor: Assunta Busato, Maria; Ferraz, Lucimare; Aguiar, Rodrigo; Kades Andrigue, Karen Cristina; Zeni Refosco, Mónica; de Lima Trindade, Letícia.
Título: Producción científica brasileña acerca de las dimensiones de la vulnerabilidad y salud del niño / Brazilian scientific production about the dimensions of vulnerability and child health
Fonte: Rev. cuba. salud pública;42(3), jul.-set. 2016.
Idioma: es.
Resumo: La vulnerabilidad es un indicador de iniquidad y de desigualdad social y debe tener en cuenta las dimensiones relativas al individuo y al lugar social que ocupa. El objetivo propuesto es presentar la producción científica brasileña sobre vulnerabilidad y salud del niño destacando asuntos relevantes para la práctica de la salud pública. Se realizó una revisión integradora de los artículos publicados en las bases de datos presentes en la Biblioteca Virtual en Salud/BIREME, entre enero de 2003 y mayo de 2013. Se utilizó el término aislado vulnerabilidad y la palabra clave salud del niño. Se realizó el cruzamiento de ambos terminos seleccionando el método integrado, todos los índices, todas las fuentes. Los cinco artículos seleccionados presentaron reflexiones sobre la vulnerabilidad individual y destaca al niño como ser humano en proceso incipiente en el mundo, en fase de crecimiento y desarrollo físico, mental, cognitivo, emocional y afectivo. También sobre la vulnerabilidad social, señalados los factores contextuales y agravios a la salud del niño; y la vulnerabilidad programática del niño asociada a la planificación y administración de las acciones de salud. Concluimos que la escasez de artículos demuestra fragilidad en las investigaciones sobre el tema yrepercute en el conocimiento disponible sobre las dimensiones del cuidado. Los hallazgos permiten aproximaciones entre la vulnerabilidad y el complejo familiar, económico, comunitario y político, donde el niño está insertado y señala posibilidades de intervención que pueden calificar el cuidado y atención a ese grupo poblacional(AU)

Vulnerability is an indicator of social inequity and inequality and should take into account the dimensions related to the individual and its social place. The objective was to present the Brazilian scientific production on vulnerability and child health and to underline relevant topics for public health practice. A comprehensive review of articles published from January 2003 to May 2013 was made in the data bases of the Virtual Library of Health database/BIREME. The single term vulnerability and the keyword child health were used. Both terms were then crossed, selecting comprehensive method, all the indexes and all the sources. The five selected articles showed reflections on the individual vulnerability, stressed the child as a human being in incipient process in the world, in development phase, and in physical, mental, cognitive, emotional and affectionate development. They also referred social vulnerability, the contextual factors and the insults to child´s health, and the programmatic vulnerability of the child associated to health action planning and management. It is then concluded that shortage of articles shows weaknesses in research studies on the topic, which has an impact on the available knowledge about the care dimensions. The findings allow approaching vulnerability to the family, economic, community and political complex where the child is involved and point out the intervention possibilities that may qualify the care of and attention to this population group(AU)
Descritores: Serviços de Saúde da Criança/normas
Saúde da Criança
Iniquidade Social/políticas
-Grupos de Risco
Brasil
Publicações Científicas e Técnicas
Limites: Humanos
Criança
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  3 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Cuba
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-845134
Autor: Pell del Río, Silvia Miriam; Ruiz, Alexis Lorenzo; Torres Valle, Antonio.
Título: Determinación de la percepción de riesgo de la población ante los productos químicos peligrosos / Determination of risk perception of the population about hazardous chemicals
Fonte: Rev. cuba. salud pública;43(2), abr.-jun. 2017. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: En la comunidad no existe una adecuada percepción de riesgo ante el manejo de los productos químicos peligrosos. Objetivo: Analizar la percepción del riesgo de la comunidad en el manejo de estos productos. Métodos: Investigacón exploratoria-descriptiva realizada entre el 2012-2014. El universo lo constituyeron 1 142 practicantes sistemáticos en el manejo de productos químicos peligrosos en el área de Pogolotti-Finlay-Belén y 1 338 pertenecientes al municipio de Mantilla, ambos en La Habana. La muestra seleccionada es intencional (377), se obtuvo de forma no probabilística. Se diseñaron variables asociadas al manejo responsable de estos productos, que conjuntamente con una encuesta aglutinada con dichas variables, permitió evaluar la percepción de riesgo en el grupo humano estudiado. Resultados: La percepción del riesgo ante los productos químicos peligrosos tuvo un comportamiento similar en ambas comunidades, con valores de 1,83 para Pogolotti-Finlay-Belén y 1,84 para Mantilla, que indican una subestimación del riesgo. Las variables que más aportaron a esta subestimación fueron la baja comprensión del riesgo, la alta voluntariedad a exponerse, el bajo pánico, el bajo clima de seguridad y el bajo aporte por la composición social de la vivienda. Los grupos que tenían menor percepción de riesgo en cuanto al manejo de estos productos correspondieron a los jóvenes adultos, seguidos de los adultos. Conclusiones: En ambos grupos se identificaron dificultades en la percepción de riesgo, que develan las insuficientes acciones que inciden directamente en una mejor percepción en el manejo de los productos químicos peligrosos, donde el conocimiento, la responsabilidad, entre otros; son necesarios para garantizar una adecuada y consciente gestión(AU)

Introduction: adequate risk perception about the handling of hazardous chemicals is nonexistent at the community setting. Objective: To analyze the risk perception of the community about the handling of hazardous chemicals. Methods: Exploratory and descriptive research conducted from 2012 to 2014. The universe of study was 1 142 systematic handlers of hazardous chemicals from the Pogolotti-Finlay-Belen area and 1 338 from Mantilla neighborhood in La Habana province. The selected and intentional sample of 377 individuals was obtained in a non-probabilistic way. Several variables linked to the responsible handling of these products were designed, which together with a survey combined with such variables, allowed evaluating the risk perception in the studied human group. Results: The risk perception about hazardous chemicals behaved similarly in both communities, being 1.83 for Pogolotti-Finlay-Belen and 1.84 for Mantilla, and expressed a risk underestimation. The most contributing variables were little understanding of risk, great willingness to exposure, little panic, low safety climate and low contribution due to the social composition of dwelling. The groups that had lower risk perception were young adults and adults. Conclusions: Difficulties in risk perception were detected in both groups, which reveal that the actions having a direct impact on a better perception of handling of dangerous chemicals are insufficient, and that knowledge and responsibility, among others, are necessary to guarantee adequate and conscious management(AU)
Descritores: Grupos de Risco
Fatores de Risco
Compostos Químicos/efeitos adversos
Perigos à Saúde por Substâncias, Produtos e Materiais
-Epidemiologia Descritiva
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  4 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1150811
Autor: Godoy, Lucimar Pasin de; Freitas, Rosane Souza; Oliveira, Elaine Cristina Vieira de.
Título: A Covid-19 e o desafio para o cuidado das populações vulneráveis no Estado do Paraná / Covid-19 and the challenge for care of vulnerable populations in the State of Paraná
Fonte: Rev. Saúde Pública Paraná (Online);3(supl. 1):22-29, dez. 11, 2020.
Idioma: pt.
Resumo: A desigualdade agrava a invisibilidade de comunidades vulneráveis. O Sistema Único de Saúde aplica o princípio da equidade, o qual considera as peculiaridades de cada pessoa para possibilitar o acesso à saúde de forma integral. No cenário da pandemia da Covid-19, a Secretaria de Estado da Saúde do Paraná implementou recomendações, orientações e estratégias de cuidado para populações vulneráveis. Este trabalho apresenta as ações desenvolvidas para mitigar os efeitos negativos da pandemia nas comunidades vulneráveis. (AU)

Inequality furthers the invisibility of vulnerable populations. The Sistema Único de Saúde (SUS, Unified Health System, the Brazilian health care system) applies the principle of equity, thus considering the peculiarities of each person to enable health access in an integral way. In the pandemic scenario of Covid-19, the Paraná State Department of Health implemented recommendations, guidelines and care strategies for vulnerable populations. This work presents the developed actions which mitigate the negative effects of the pandemic on vulnerable communities. (AU)
Descritores: Sistema Único de Saúde
Infecções por Coronavirus
Assistência à Saúde
Populações Vulneráveis
Equidade
Pandemias
-Grupos de Risco
Estratégias
Limites: Humanos
Responsável: BR1961 - Biblioteca


  5 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1151143
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: Diferencias por razones de sexo en relación con la pandemia de COVID-19 en la Región de las Américas / Differences for reasons of sex in relation to the COVID-19 pandemic in the Region of the Americas.
Fonte: Washington; Organización Panamericana de la Salud; mar. 8, 2021. 12 p.
Idioma: es.
Resumo: En este informe se examinarán los datos disponibles sobre las diferencias de género y la COVID-19 desde el inicio de la pandemia en la Región hasta el 31 de enero del 2021, en un intento deliberado de desentrañar los datos de salud o que guardan alguna relación con ella. El propósito es poner de relieve la manera en que la emergencia ha expuesto las disparidades por razones de género y proponer oportunidades concretas de mejorar la respuesta equitativa a la pandemia.
Descritores: Pneumonia Viral/epidemiologia
Grupos de Risco
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Pandemias/estatística & dados numéricos
Iniquidade de Gênero
-América/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1150957
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: COVID-19: Salud digital facilitando la telerehabilitación / COVID-19: digital health facilitating telerehabilitation.
Fonte: Washington; Organización Panamericana de la Salud; nov. 17, 2020. 4 p. ilus.
Idioma: en; es.
Resumo: La telerehabilitación se incorpora a la respuesta a la pandemia de COVID-19 a fin de facilitar la continuidad de la atención de los pacientes que puedan beneficiarse de consultas remotas, y de garantizar así una mayor protección de los grupos en situación de vulnerabilidad.

As part of the measures implemented as a result of the COVID-19 pandemic, telerehabilitation is a process that allows continuity of care for patients who can benefit from remote consultations, while ensuring greater protection for those who are members of vulnerable groups.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Grupos de Risco
Telemedicina/métodos
Telerreabilitação
-Pneumonia Viral/prevenção & controle
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Pandemias/prevenção & controle
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Guia
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1150765
Autor: Santos, Alethele de Oliveira; Lopes, Luciana Tolêdo.
Título: Competências e regras / Skills and rules.
Fonte: Brasília; CONASS; 2021. 314 p.
Idioma: pt.
Resumo: No Brasil, as competências e regras a que se submetem os entes federados e as diferentes instituições afetas ao direito à saúde, conformaram-se no conteúdo desse livro. As Comissões Intergestores do SUS, o Congresso Nacional e o Tribunal de Contas da União (TCU), os conselhos nacionais de Justiça (CNJ) e do Ministério Público (CNMP), agências reguladoras (Anvisa) e o Conselho Nacional de Saúde (CNS) exararam manifestações por estratégias e instrumentação diversa, descritas e analisadas. As estratégias de saúde digital e da comunicação em saúde estiveram sob avaliação, assim como o desempenho do Conass e das Secretarias Estaduais de Saúde (SES), em especial no quesito transparência das informações. Ainda nessa seara, os textos aqui compilados trouxeram ao debate questões relacionadas às transferências de recursos federais aos cofres estaduais, às requisições administrativas e aos dilemas que circundam o âmbito fiscal do SUS. Numa tentativa de agrupar os principais comandos, estão apresentados o rol de leis e atos administrativos, a normativa regulatória sanitária e a interpretação do poder judiciário acerca da legislação, especialmente sob o crivo da responsabilização dos gestores públicos. Quando iniciada a organização da Coleção COVID-19, a principal expectativa era que a disponibilização de seu conteúdo ocorresse num cenário em que as medidas de prevenção, controle e até mesmo mitigação tivessem apresentado as melhores respostas, no Brasil e no mundo. Mas, o recrudescimento do número de infectados e dos óbitos já é um fato. Novas medidas, não farmacológicas, dessa vez acompanhadas das campanhas de vacinação em vários países, já são realidade no âmbito dos territórios. Portanto, o tempo permitirá perceber outros tantos comandos normativos afetos à saúde pública no Brasil e no mundo, o que requererá atenção do leitor quanto à necessidade de pesquisa e atualização. Conforme já asseverado, os textos revelam as opiniões de seus autores, ainda que porventura divirjam das posições do Conass. Que os diferentes posicionamentos compilados no Volume 3 ­ Competências e Regras ­ sejam capazes de denotar limites e potencialidades para a gestão, bem como possam contribuir com aprendizados para o futuro!
Descritores: Pneumonia Viral/epidemiologia
Infecções por Coronavirus/epidemiologia
Pandemias/prevenção & controle
Monitoramento Epidemiológico
Betacoronavirus/patogenicidade
-Sistema Único de Saúde/organização & administração
Grupos de Risco
Brasil/epidemiologia
Colaboração Intersetorial
Telemedicina/organização & administração
Gestão em Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1150767
Autor: Santos, Alethele de Oliveira; Lopes, Luciana Tolêdo.
Título: Profissionais de saúde e cuidados primários / Health and primary care professionals.
Fonte: Brasília; CONASS; 2021. 346 p.
Idioma: pt.
Resumo: É incontestável a importância dos profissionais de saúde. A relevância de seus esforços, sua dedicação, seu compromisso com a saúde individual e coletiva são notórios em tempos de rotina e ainda mais, em cenários atípicos como o que a pandemia da COVID-19 permite vivenciar. Esse rol de profissionais, detentores de mais saberes e habilidades que as universidades podem prover, são médicos, enfermeiros, auxiliares, gestores, fisioterapeutas, nutricionistas, agentes comunitários e de endemias, responsáveis por alimentação de bancos de dados e serviços administrativos, entre outros tantos, e que dão vida aos sistemas universais e fazem com que a letra da lei se efetive em direito, iniciado nos cuidados primários. O Volume 4 ­ Profissionais de Saúde e Cuidados Primários se ocupa em apresentar textos que refiram a atuação dos profissionais, a educação em saúde e no SUS, as posições dos conselhos de classe, saúde mental e segurança do trabalhador. Também aborda, aí no âmbito dos cuidados primários, questões relacionadas ao cuidado e sua qualidade, autocuidado, segurança do paciente, atenção primária, práticas Drive-Thru, além dos cuidados destinados a populações específicas: pessoas com diabetes; gestantes, puérperas e recém nascidos; indígenas, idosos e população privada de liberdade. Os textos contemplam a racionalidade e o ordenamento do SUS pela Atenção Primária à Saúde (APS) ao dar destaque à estratégia denominada 'Planificação', a inserção do modelo APS na saúde complementar e suas associações com a realidade social e a vigilância em saúde. A conjugação desses elementos chama a atenção para os possíveis efeitos da chamada terceira onda, em que os sistemas de saúde devem assistir aos pacientes cujos cuidados foram sobrestados em função da pandemia. Os textos expressam os conceitos, análises e interpretações de seus autores e ainda que por acaso sejam contrários às posições do Conass, estão apresentados em sua integralidade.
Descritores: Pneumonia Viral/prevenção & controle
Educação em Saúde/organização & administração
Pessoal de Saúde/psicologia
Infecções por Coronavirus/prevenção & controle
Pandemias/prevenção & controle
-Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Grupos de Risco
Brasil/epidemiologia
Segurança do Paciente
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 816 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1041974
Autor: Ferreira, Sidnei.
Título: Gerações abandonadas: população em situação de vulnerabilidade - fechando um ciclo / Abandoned generations: vulnerable populations - the end of a cycle / Generaciones abandonadas: población en situación de vulnerabilidad - cerrando un ciclo
Fonte: Rev. bioét. (Impr.);27(3):383-385, jul.-set. 2019.
Idioma: pt.
Descritores: Refugiados
Grupos de Risco
Bioética
Publicação Periódica
Movimento contra Vacinação
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  10 / 816 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1144721
Autor: Silva-Arias, Adriana Carolina; Sarmiento-Espinel, Jaime Andrés; González-Cogollos, Laura Victoria.
Título: Gender Inequalities in Academic Achievement among Internally Displaced children in Colombia / Desigualdades de género en el desempeño académico de los niños desplazados forzados en Colombia / Desigualdades de gênero no desempenho acadêmico de crianças deslocadas forçadas na Colômbia
Fonte: Rev. latinoam. cienc. soc. niñez juv;18(2):266-284, jul.-dic. 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Using 2015 data of the Colombia Demographic and Health Survey, we investigated the incidence of belonging to a household with an Internally Displaced Person (IDP) on the likelihood of grade retention by sex. Particularly, a bivariate logistic regression was used to identify the correlation between families with IDP and children's gender on the probability of repeating a school year. Boys' were negatively affected when they live in an IDP household. Also, boys had a higher like-lihood of repeating a grade. We need to know how to act upon the social determinants that create social gaps and disadvantages across IDP, but also, to align with Sustainable Development Goals to eliminate gender inequalities.

Resumen (analítico) Utilizando datos de 2015 de la Encuesta de Demografía y de Salud de Colombia investigamos la incidencia de pertenecer a un hogar con una persona desplazada forzada por el conflicto armado interno (IDP) sobre la probabilidad de repetición de grado por sexo. En particular, se utilizó una regresión logística bivariada para identificar la correlación entre familias con desplazados internos y el género de los niños en la probabilidad de repetir un año escolar. Los niños se vieron afectados negativamente cuando vivieron en un hogar desplazado forzado. Además, los varones tuvieron una mayor probabilidad de repetir una asignatura. Necesitamos saber cómo actuar sobre los determinantes sociales que crean brechas sociales y desventajas entre los desplazados internos, pero también para alinearnos con los objetivos de desarrollo sostenible en busca de eliminar las desigualdades de género.

Resumo (analítico) Utilizando dados de 2015 da Pesquisa Demográfica e de Saúde da Colômbia (DHS), investigamos a incidência de pertencer a uma família com uma Pessoa Deslocada Interna (IDP) sobre a probabilidade de retenção de notas por sexo. Particularmente, uma regressão logística bivariada foi usada para identificar a correlação entre famílias com PID e sexo das crianças sobre a probabilidade de repetir um ano escolar. Os meninos foram afetados negativamente quando vivem em uma casa de deslocados internos. Além disso, os meninos tinham maior probabilidade de repetir uma nota. Precisamos saber como agir de acordo com os determinantes sociais que criam lacunas e desvantagens sociais entre os deslocados internos, mas também alinhar com os ODS para eliminar as desigualdades de gênero.
Descritores: Violência
Família
Conflitos Armados
Desempenho Acadêmico
-Grupos de Risco
Demografia
Responsável: CO335.1 - Centro de Estudios Avanzados en Niñez y Juventud de la Alianza CINDE



página 1 de 82 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde