Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP6.051.187 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 254 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 26 ir para página                         

  1 / 254 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lamounier, Joel Alves
Texto completo
Texto completo
Id: lil-742988
Autor: Lisbôa, Maria Beatriz Monteiro de Castro; Oliveira, Edilson Ornelas; Lamounier, Joel Alves; Silva, Camilo Adalton Mariano; Freitas, Renata Nascimento.
Título: Prevalence of iron-deficiency anemia in children aged less than 60 months: A population-based study from the state of Minas Gerais, Brazil / Prevalência de anemia ferropriva em crianças menores de 60 meses: estudo de base populacional no Estado de Minas Gerais, Brasil
Fonte: Rev. Nutr. (Online);28(2):121-131, Mar.-Apr. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To identify the prevalence of iron-deficiency anemia in children aged less than 60 months and the conditioning factors in Minas Gerais, Brazil. METHODS: This cross-sectional study conducted from February 2007 to July 2008 in Minas Gerais included a random sample of 725 male and female children aged less than 60 months. A household survey was administered to the children's parents or guardians to collect socioeconomic, demographic, food security, and the child's anthropometric data. The hemoglobin level was determined by a portable hemoglobinometer. Anemia was considered present when hemoglobin levels were below 11.0 g/dL. Statistical analyses estimated the prevalence of anemia and its association with socioeconomic, demographic, and food security-related variables. The model was adjusted by multivariate logistic regression. The significance level was set at 5% (p<0.05). RESULTS: The prevalence of anemia was 37.4%. The greatest prevalence occurred in the age group 6 to 24 months (43.0%). The associated variables were being female (PR=1.43; p<0.026); age (PR=1.53; p<0.024); and not frequenting a daycare center (PR=2.41; p<0.001). In the multivariate regression model, the variables being female and not frequenting a daycare center remained in the model. CONCLUSION: The present population-based study found that in Minas Gerais, one-third (37.5%) of the children aged less than 60 months have iron-deficiency anemia. The results show that not frequenting a daycare center and being female are risk factors for anemia. .

OBJETIVO: Identificar a prevalência de anemia em crianças menores de 60 meses e seus fatores condicionantes, em Minas Gerais. MÉTODOS: Estudo transversal com amostra probabilística de 725 crianças menores de 60 meses de idade, de ambos os sexos, realizado entre fevereiro de 2007 e julho de 2008, em Minas Gerais. Por meio de inquérito domiciliar aplicado aos responsáveis pelas crianças, foram obtidas informações sobre as condições socioeconômicas, demográficas e situação de segurança alimentar, bem como obtidas as medidas antropométricas. A dosagem de hemoglobina foi analisada em hemoglobinômetro portátil, considerando-se como anemia valor <11,0 g/ dL. A análise estatística estimou a prevalência da anemia e sua associação com condições socioeconômicas, demográficas e segurança alimentar. O modelo foi ajustado por regressão logística multivariada. Adotou-se p<0,05 como nível crítico para definir significância estatística. RESULTADOS: A prevalência de anemia foi de 37,4%. A maior prevalência ocorreu na faixa etária de 6 a 24 meses (43,0%). As variáveis associadas foram: sexo feminino (RP=1,43; p<0,026); idade (RP=1,53; p<0,024) e não frequentar creche (RP=2,41; p<0,001). No modelo de regressão multivariada, permaneceram as variáveis sexo feminino e não frequentar creche. CONCLUSÃO: O presente estudo, de base populacional, mostrou que em Minas Gerais um terço das crianças (37,5%) com menos de 60 meses de idade apresentava anemia ferropriva. Os resultados revelaram que não frequentar creche e ser do sexo feminino configuram situações de risco à ocorrência de anemia. .
Descritores: Deficiência de Ferro/etiologia
Fatores de Risco
Anemia Ferropriva/etnologia
Segurança Alimentar e Nutricional
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Lactente
Pré-Escolar
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  2 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-736349
Autor: Falcão, Ana Cristina Marcotullio Lopes; Aguiar, Odaleia Barbosa de; Fonseca, Maria de Jesus Mendes da.
Título: Association of socioeconomic, labor and health variables related to Food Insecurity in workers of the Popular Restaurants in the city of Rio de Janeiro / Associação das variáveis socioeconômicas, laborais e de saúde relacionadas à Insegurança Alimentar em trabalhadores dos Restaurantes Populares do município do Rio de Janeiro
Fonte: Rev. Nutr. (Online);28(1):77-87, Jan.-Feb. 2015. tab.
Idioma: en.
Resumo: Objective: This study aimed to analyze the prevalence of perceived food insecurity in households of employees of Popular Restaurants, as well as associate this perception with socioeconomic, labor and health variables. Methods: This is a cross-sectional study of 273 workers from seven restaurants located in the city of Rio de Janeiro, Brazil. We applied a questionnaire with different scales and anthropometric measurements were taken. Assessment of food insecurity was performed using the Brazilian Food Insecurity Scale, classifying individuals in food security and food insecurity. The analyses were performed by calculating the gross and adjusted odds ratio. The logistic regression was performed considering three groups of variables: socio-economic, employment and health. Results: The estimated prevalence of food insecurity was 53.7%. The variables: education (OR=2.39; 95%CI=1.38-4.16), time working in kitchens <29 months (OR=2.72; 95%CI=1.44-5.16) and opinion on the satisfaction with food composition and regularity (OR=2.01; 95%CI=1.12-3.57) were significantly associated with food insecurity. Conclusion: Although the study population find themselves inserted into a social facility to promote food security, food insecurity results are worrying. Additionally, factors like lower education and less time working in restaurants increased the chance to realize their households in food insecurity. .

Objetivo: Este estudo teve como objetivo analisar a prevalência da percepção da insegurança alimentar nos domicílios dos trabalhadores dos restaurantes populares, bem como associar essa percepção às variáveis socioeconômicas, laborais e de saúde. Métodos: Trata-se de um estudo seccional, com 273 trabalhadores de sete restaurantes localizados no município do Rio de Janeiro. Aplicou-se um questionário com diversas escalas e foram aferidas medidas antropométricas. A avaliação da insegurança alimentar foi realizada por meio da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar, que classificou os indivíduos em segurança alimentar e insegurança alimentar. As análises calcularam as odds ratio brutas e as ajustadas. A regressão logística foi efetuada considerando três blocos de variáveis: socioeconômicas, laborais e de saúde. Resultados: A prevalência de insegurança alimentar estimada foi de 53,7%. As variáveis: escolaridade (OR=2,39; IC95%=1,38-4,16), tempo de trabalho em cozinhas <29 meses (OR=2,72; IC95%=1,44-5,16) e opinião sobre a satisfação na composição e regularidade da alimentação (OR=2,01; IC95%=1,12-3,57) associaram-se significativamente com a insegurança alimentar. Conclusão: Apesar de a população estudada encontrar-se inserida em um equipamento social destinado a promover a segurança alimentar, os resultados de insegurança alimentar são preocupantes. Além disso, fatores como ter escolaridade mais baixa e menos tempo de trabalho em restaurantes aumentaram a chance de perceber seu domicílio em insegurança alimentar. .
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Saúde do Trabalhador
Segurança Alimentar e Nutricional
-Serviços de Alimentação
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Meia-Idade
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  3 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1021772
Autor: Medeiros, Laís Crislaine Duarte de; Calazans, Dinara Leslye Macedo e Silva; Pequeno, Nila Patrícia Freire; Bagni, Ursula Viana; Câmara, Jean Pierre Tertuliano; Silva, Amanda Patrícia Gomes da.
Título: O sistema de segurança alimentar e nutricional como mecanismo de governança no âmbito municipal no rio grande do norte, Brasil / The food and nutritional safety system asagovernance mechanism in the municipal areain Rio Grande do Norte, Brazil
Fonte: Rev. Ciênc. Plur;5(2):111-128, ago. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: OSistema de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN) representa a institucionalização de governança públicapara atuar na Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) de forma articulada e intersetorial no Brasil. Objetivo: Este estudo objetiva compreender os desafios enfrentados pela gestão pública nos níveis municipais para implementação do SISAN no Rio Grande do Norte em relação às práticas de governança. Método: O estudo consiste em uma pesquisa-ação,explicativa, qualitativa, no qual foi realizado um levantamento de dados ea análise documentaldas ações do projeto SISAN Universidades no Rio Grande do Norte (RN), recorte de um projeto de extensãomulticêntrico, financiado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS),envolvendo três universidades federais (UFPB, UFRPE, UFRN) desenvolvido para fortalecer e/ou implantar os componentes municipais do SISANem seus estados: o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional(COMSEAs) e a Câmara Intersetorial de Segurança Alimentar e Nutricional(CAISANs). Foram consultados 651 atores sociais, entre gestores públicos e sociedade civil, de 45 municípios do RN, localizados em 10 diferentes territórios, no período de 2016 a 2018. Resultados:Foram observadas deficiências na administração pública dos munícipios, com dificuldade no estabelecimento demetas que contribuam para o alcance efetivo dos objetivos da Política de SAN,além de alta rotatividade e falta de qualificação de técnicos e gestorespara comporem o quadro legal de pessoal, ocasionandoa perda de referências e informações relevantesque fragilizama implementação do SISAN.Odesconhecimento sobre os recursos para ações, ausência de monitoramento e mobilizações debilitadas em prol da operacionalização dos planoscomprometem a accountabilitye a participação social. Conclusões:Os principais desafiosencontrados em relação às práticas de governança para efetivação da SAN nas esferas municipais do RN pode fomentar ações direcionadas aos objetivos estratégicos da política, alinhados aos interesses da sociedade de forma organizada e consistente. Portanto, são necessáriascapacitações contínuas aos técnicos e gestores municipais e engajamento nas atividades concernentes à SAN; construção de um plano operacional característico aos municípios que auxilie a implantação do Sistema, com definição de indicadoresde desempenho que auxiliem na informação e transparência necessários. Assim, a adesão dos entes federados ao SISANcomo mecanismo de gestão de SANfavoreceuma boa governançapública, promovendoa efetividade das açõesem prol do cidadão (AU).

Introduction: The Food and Nutrition Security System (SISANin portuguese) represents the institutionalization of public governance to act in Food and Nutrition Security (SAN) in an articulated and intersectoral way, in Brazil. Objective: This study aims to understand the challenges faced by public management at the municipal levels for the implementation of SISAN in Rio Grande do Norte in relation to governance practices. Method: The study consists of an action research, explanatory, qualitative. A data collection and documentary analysis of the actions of the SISAN Universitiesproject in Rio Grande do Norte (RN) was carried out. Represents a cut of a multicenter extension project, it is funded by the Ministry of Social Development (MDS). It involves three federal universities (UFPB, UFRPE, UFRN) developed to strengthen and / or implant the municipal components of SISAN in their states: the Municipal Council of Food and Nutritional Security (COMSEAs) and the Inter-Sectoral Chamber of Food and Nutrition Security (CAISANs). A total of 651 social actors, including public managers and civil society, were consulted from 45 municipalities of the RN, located in 10 different territories. The collection period occurred between 2016 and 2018. Results: There were deficiencies in the public administration of municipalities, with difficultiesin establishing goals that contribute to the effective achievement of the objectives of the SAN Policy. There is high turnover and lack of qualification of technicians and managers to make up the legal framework of personnel, this causes the loss of reference and relevant information; this weakens the implementation of SISAN. The lack of knowledge about resources for actions, lack of monitoring and weak mobilizations in support of the operationalization of the plans compromise accountability and social participation.Conclusions: The main challenges encountered in relation to governance practices for the implementation of SAN in the municipal spheres of the NR can foster actions directed to the strategic objectives of the policy, align the interests of society in an organized and consistent manner. Therefore, continuous training is required for municipal managers and engagement in SAN activities; construction of an operational plan that is characteristic of the municipalities that will assist in the implementation of the System, with the definition of performance indicators that will assist in the necessary information and transparency. Thus, the adhesion of the federated entities to the SISAN as a mechanism of SAN management favors good public governance, promoting the effectiveness of actions in favor of citizens (AU).
Descritores: Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação
Brasil
Gestão em Saúde
Segurança Alimentar e Nutricional
-Pesquisa Qualitativa
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos


  4 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-742985
Autor: Sousa, Anete Araújo de; Silva, Ana Paula Ferreira da; Azevedo, Elaine de; Ramos, Mariana Oliveira.
Título: Cardápios e sustentabilidade: ensaio sobre as diretrizes do Programa Nacional de Alimentação Escolar / Menus and sustainability: Essay on the guidelines of the National School Food Program
Fonte: Rev. Nutr. (Online);28(2):217-229, Mar.-Apr. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: O Programa Nacional de Alimentação Escolar é uma das políticas públicas brasileiras que têm estabelecido estreito diálogo com os princípios da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional e da Agroecologia. Diretrizes de execução, alinhadas com a temática da sustentabilidade, foram estabelecidas pela Lei nº 11.947, promulgada em julho de 2009, que estipula recursos para a compra de alimentos produzidos pela agricultura familiar, preferencialmente orgânicos, revelando preocupações ambientais e sociais, voltadas ao desenvolvimento da economia local. Este artigo objetivou refletir sobre a elaboração do cardápio instituído nas diretrizes de execução do Programa, com ênfase nos elementos que podem indicar a alimentação escolar como promotora de sistemas alimentares ecológicos e de desenvolvimento local sustentável. Ressalta-se que, apesar do avanço das diretrizes, é necessário fortalecer estratégias para resgatar hábitos alimentares e produzir alimentos compatíveis com tais diretrizes, além de planejar cardápios que contemplem a diversidade e sazonalidade de alimentos regionais e o mapeamento de agricultores ecológicos para nortear a demanda e a oferta programadas. A gestão da compra e da logística, assim como o apoio governamental ao Programa e o controle social por parte da comunidade escolar, além da sensibilização e educação continuada de técnicos e profissionais da área de alimentação escolar, são fundamentais para que os cardápios escolares dialoguem com a sustentabilidade. Experiências exitosas e pesquisas com base na análise dessas diretrizes devem ser incentivadas, para possibilitar o fortalecimento do Programa.

The National School Food Program is one of the Brazilian public policies which has established an intimate dialog with the principles of the National Food and Nutrition Security Policy and Agroecology. Execution guidelines aligned with the theme of sustainability were established in the program via Law nº 11.947, enacted in July 2009, which stipulates resources for the purchasing of food (preferentially organic) produced by family farms, demonstrating environmental and social concerns as well as those related to the development of the local economy. The aim of this paper is to reflect on the theme of menu design incorporated in the execution guidelines of the School Food Program with emphasis on the elements that can highlight school meals as a promoter of ecological food systems and local sustainable development. It is noted that despite the advance represented by the guidelines, there is a need to strengthen the strategies to recover food habits and for the production of foods compatible with these guidelines, along with actions related to menu planning considering the diversity and seasonality of regional food products and the mapping of ecological farmers to guide the programmed demand and supply of these products. The management of the purchasing and logistics, government support of the program and its social control by the school community, along with constant raising of awareness and training for professionals acting in the area of school meals are fundamental for school meals to enter a dialog with sustainability. Successful experiences and research based on the analysis of these guidelines should be encouraged to enable the strengthening of the program.
Descritores: Alimentação Escolar/normas
Segurança Alimentar e Nutricional
Agricultura Sustentável
Planejamento de Cardápio/normas
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  5 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1013117
Autor: Fernandes, Renata Cordeiro; Manera, Fernanda; Boing, Larissa; Höfelmann, Doroteia Aparecida.
Título: Socioeconomic, demographic, and obstetric inequalities in food insecurity in pregnant women / Desigualdades socioeconômicas, demográficas e obstétricas na insegurança alimentar em gestantes
Fonte: Rev. Bras. Saúde Mater. Infant. (Online);18(4):815-824, Oct.-Dec. 2018. tab.
Idioma: en.
Projeto: CAPES.
Resumo: Abstract Objectives: to estimate the prevalence of Food Insecurity (FI) in pregnant women and to identify its association with demographic, socioeconomic, obstetric, and anthropometric variables in female users of Family Health Units (FHUs) in the city of Colombo, state of Paraná, South Region of Brazil. Methods: a cross-sectional study of a representative sample of pregnant women from 17 FHUs in Colombo. We used the short version of the Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale (EBIA). In addition, we used Poisson Regression Models with robust, crude, and adjusted variance to investigate the association between FI and exposure variables. Results: 316 pregnant women participated in the study. The prevalence of FI was 45.1% (CI95% = 39.6-50.6). Adjusted analysis showed higher prevalence of FI in pregnant women with 30 years of age or older (PR = 1.66; IC95% = 1.02-2.69), with black skin or indigenous background (PR= 1.39; CI95%= 1.08-1.79), with 7 years of education or less (PR = 1.58; CI95% = 1.14-2.19), and with lower income (PR = 2.07; CI95% = 1.36-3.14). Conclusions: There was a high prevalence of FI among pregnant women, particularly among those of older age and with worse socioeconomic conditions, a group that should be considered a priority for actions aimed at promoting food security.

Resumo Objetivos: estimar a prevalência da insegurança alimentar (IA)em gestantes e identificar sua associação com variáveis demográficas, socioeconômicas, obstétricas e antropométricas em usuárias de Unidades de Saúde da Família (USFs) em Colombo, PR. Métodos: estudo transversal com amostra representativa de gestantes de 17 USFs do município. Utilizou-se a versão curta da Escala Brasileira de IA. Modelos de Regressão de Poisson com variância robusta, brutos e ajustados foram utilizados para investigar associação entre IA e variáveis de exposição. Resultados: participaram da pesquisa 316 gestantes. A prevalência de IA foi de 45,1% (IC95%= 39,6-50,6). Após análise ajustada, apresentaram maiores prevalências de IA as gestantes com 30 anos ou mais (RP= 1,66; IC95%= 1,02-2,69), de cor/raça negra e indígena (RP= 1,39; IC95%= 1,08-1,79), com até sete anos de estudo (RP= 1,58; IC95%= 1,14-2,19) e de menor renda (RP= 2,07; IC95%= 1,36-3,14). Conclusões: verificou-se elevada prevalência de IA entre as gestantes, especialmente entre aquelas com maior idade e piores condições socioeconômicas, grupo que deve ser considerado prioritário para ações que visem promover segurança alimentar.
Descritores: Centros de Saúde
Gestantes
Segurança Alimentar e Nutricional
Iniquidade Social
-Brasil
Distribuição de Poisson
Antropometria
Estudos Transversais
Limites: Seres Humanos
Feminino
Gravidez
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR663.1 - Biblioteca da Saúde da Mulher e da Criança


  6 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-976539
Autor: PADRÃO, Susana Moreira; AGUIAR, Odaleia Barbosa de.
Título: Restaurante popular: a política social em questão / Popular restaurants: social policies under debate
Fonte: Physis (Rio J.);28(3):e280319, 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo As políticas públicas sociais são reconhecidas, nesse ensaio, como imperativas, nos marcos das sociedades capitalistas, para materialização de direitos e necessidades humanas. No Brasil, e nos demais países capitalistas, as políticas sociais se instituíram como desdobramento das lutas de classe, caminho para a conquista de direitos e diminuição de desigualdades. No entanto, dependentes da liberação de recursos públicos, mostram-se fragmentadas e descontínuas. No que tange às políticas sociais, no âmbito da segurança alimentar e nutricional, o Programa de Rede de Equipamentos Públicos de Segurança Alimentar e Nutricional, com destaque para os restaurantes populares, tem como objetivo promover o acesso da população urbana à alimentação adequada, a preços acessíveis, com prioridade aos segmentos mais vulneráveis. Nascidos sob a égide da desigualdade social, originalmente na década de 1940, continuam sendo utilizados para minimizar desajustamentos políticos, sociais e econômicos. A contribuição efetiva desses restaurantes é amenizar a situação de insegurança alimentar, entretanto a irregularidade dos recursos públicos e a restrita participação e controle sociais podem comprometer a execução da política social e a materialização do direito humano à alimentação. O fechamento dos 16 restaurantes, em 2016, no Rio de Janeiro, significou abrir mão do atendimento emergencial e da necessária proteção social.

Abstract Public social policies are recognized, in this paper, as imperative, in capitalist societies, to enforce rights and fulfill human needs. In Brazil, and also in other capitalist countries, social policies were developed as a result of class struggle. However, when dependent on the release of public funds, these policies can be discontinuous. In terms of social policies, and in the context of food and nutritional security, Brazil's Network of Public Facilities for Food and Nutritional Security and, particularly, the so-called popular restaurants, are aimed at providing the urban population with access to adequate food at affordable prices, thus giving priority to the most vulnerable people. The restaurants were originally created in the 1940s, and they are still being used to minimize political, social and economic imbalances. The effective contribution of these restaurants is to mitigate the situation of food insecurity. However, the irregular availability of public funds and the limited participation and control of society can compromise the implementation of this social policy and the fulfillment of the human right to food. Therefore, the shutdown of 16 restaurants, in 2016, in Rio de Janeiro, meant to relinquish the provision of emergency care and social protection.
Descritores: Política Pública
Restaurantes
Segurança Alimentar e Nutricional
Iniquidade Social
Assistência Alimentar
-Justiça Social
Brasil
Serviços Terceirizados
Determinantes Sociais da Saúde
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C


  7 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1016417
Autor: Karageorgiadis, Ekaterine Valente.
Título: Fases, contextos e interesses do Programa Leve Leite [1995-] à luz do direito humano à alimentação adequada e da segurança alimentar e nutricional / Phases, contexts and interests of the Programa Leve Leite [1995-] in the light of the human right to adequate food and food and nutrition security.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 314 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Nutrição para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Introdução - A partir da década de 1940, diversos programas de distribuição de leite foram implementados no Brasil, aliando combate à fome e à desnutrição com expansão do mercado consumidor. Na cidade de São Paulo foi implementado, em 1995, o Programa Leve Leite (PLL), com o objetivo de reduzir a desnutrição infantil e a evasão escolar mediante entrega de leite em pó a estudantes da rede pública de ensino. Em 2017, suas regras foram modificadas para priorizar crianças de primeira infância e em situação de vulnerabilidade, o que gerou debates entre diferentes setores com relação à diminuição da quantidade de beneficiários, destinação de recursos orçamentários, efetividade do programa, prejuízos sociais e ausência de participação da sociedade civil. Objetivo - Analisar se o Programa Leve Leite, do município de São Paulo, é uma política pública promotora do Direito Humano à Alimentação Adequada (DHAA) e da Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) a partir do delineamento de seu desenho jurídico-institucional, fases, contextos e interesses. Métodos - Pesquisa qualitativa, de caráter descritivo, por meio de coleta de referências documentais e bibliográficas. O corpus reuniu 17 documentos normativos regulamentadores do PLL e documentos complementares, como discursos de prefeitos e vereadores, campanhas eleitorais, projetos de lei, notícias veiculadas pela imprensa, manifestações de famílias das crianças beneficiárias, representantes de organizações da sociedade civil, do poder público e de empresas, publicados entre os anos de 1995 e 2019. Resultados - A utilização dos modelos 'quadro de referência jurídico-institucional das políticas públicas', 'ciclo das políticas públicas', 'abordagem do ciclo de políticas' e 'modelo de distopia das políticas públicas' aplicado à alimentação e nutrição permitiu delimitar três períodos do Programa Leve Leite - 'PLL inicial' (1995), 'PLL inicial-modificado' (1995-2016) e 'PLL atual' (2017-), cujas características foram descritas a partir de suas fases, modificações dos contextos em que elas se desenvolveram e interesses políticos, públicos e privados incidentes. Considerações Finais - Da forma como foi construído, o PLL não pode ser considerado uma política pública promotora do DHAA e da SAN. Apesar de buscar melhorar os índices da desnutrição infantil ou as condições de vulnerabilidade socioeconômica de crianças de primeira infância ou com deficiência, o PLL, ao longo de 24 anos, não se adaptou à institucionalização, no Brasil, de políticas que respeitam, protegem, garantem e promovem a alimentação adequada e saudável. Seu desenho jurídico-institucional o conforma como programa assistencialista e compensatório, sem previsão de intersetorialidade e de participação da sociedade civil, e permite a incidência de atividades políticas corporativas do setor produtivo leiteiro, como estratégias de marketing, lobby e ações jurídicas, e potenciais conflitos entre interesses políticos, privados e públicos. A ausência de estudos de avaliação sobre os resultados do Programa Leve Leite, em mais de duas décadas, permitiu que ele tenha permanecido vigente sujeito à vontade política e eleitoral dos prefeitos municipais. A visão processual, panorâmica e interdisciplinar apresentada pode contribuir para a construção de políticas públicas alinhadas com os princípios de DHAA e SAN, com participação social e sem conflito de interesses públicos e privados.

Introduction - From the 1940s, several milk supplement public programs were implemented in Brazil, combining hunger and malnutrition with expansion of the consumer market. In the city of São Paulo, the Programa Leve Leite (PLL) was implemented in 1995, with the objective of reducing child malnutrition and school dropout by providing milk powder to public school students. In 2017, its rules were changed to prioritize vulnerable and young children, which led to discussions among different sectors regarding the reduction in the number of beneficiaries, allocation of budget resources, program effectiveness, social losses and lack of participation. of civil society. Objective - To analyze whether Programa Leve Leite, in the city of São Paulo, is a public policy that promotes the Human Right to Adequate Food and Food and Nutrition Security from the outline of its legal-institutional design, phases, contexts and interests. Methods - Qualitative and descriptive research through the collection of documentary and bibliographic references. The corpus assembled 17 regulatory documents of PLL and supplementary documents, such as political speeches by mayors and city legislators, election campaigns, bills, news, speeches by families of beneficiary children, representatives of civil society organizations, government and companies, published between 1995 and 2019. Results - The use of models of policy analysis 'legal-institutional of public policy framework', 'policy cycle', 'policy cycle approach' and 'policy dystopia' applied to food and nutrition allowed the delimitation of three periods of the Programa Leve Leite -'Initial PLL' (1995), 'Initial-modified PLL' (1995-2016) and 'Current PLL' (2017-), whose characteristics were described from their phases, modifications of the contexts in which they have been developed and the incidence of political, public and private interests. Final Considerations - As it was built, Programa Leve Leite cannot be considered a public policy that promotes Human Right to Adequate Food and Food and Nutrition Security. Despite seeking to improve the rates of child malnutrition or the socioeconomic vulnerability of young children or children with disabilities, the public program, over 24 years, has not been adapted to the institutionalization in Brazil of policies that respect, protect, guarantee and promote healthy and adequate eating habits. Its legal-institutional design conforms it as a charitable and compensatory program, without foreseeing intersectoral and civil society participation, and allows the incidence of corporate political activities of the dairy sector, such as marketing strategies, lobbying and legal actions, and potential conflicts between political, private and public interests. The absence of evaluation studies on the results of the Programa Leve Leite in more than two decades has allowed it to remain in force subject to the political and electoral will of the municipal mayors. The procedural, panoramic and interdisciplinary view presented can contribute to the construction of public policies aligned with the principles of Human Right to Adequate Food and Food and Nutrition Security, with social participation and without conflict of public and private interests.
Descritores: Programas e Políticas de Nutrição e Alimentação
Bem-Estar da Criança
Segurança Alimentar e Nutricional
Assistência Alimentar
-Conflito de Interesses
Direitos Humanos
Manobras Políticas
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; MTR2405


  8 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1011636
Autor: Kujbida, Paula; Maia, Patrícia Penido; Araújo, Ariadne Naama de; Mendes, Leonardo Daniel; Oliveira, Mariana Lepri de; Silva-Rocha, Walicyranison Plinio; Brito, George Queiroz de; Chaves, Guilherme Maranhão; Martins, Isarita.
Título: Risk assessment of the occurrence of aflatoxin and fungi in peanuts and cashew nuts
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);55:e18135, 2019. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Resumo: In the present study, the occurrence of fungi and aflatoxins (AFs) in peanut and cashew nut samples was investigated. Mycological analysis revealed the presence of fungi in 58.8% of samples, and assessment of AFs by chromatographic methods revealed that 52.9% were contaminated by AFs. AFB1 was the principal component in all AF-contaminated samples, with a mean level of 14.0, and 1.08 µg/kg in peanut and cashew nut, respectively. Eleven samples (32.4%) exceeded the total AF maximum level (4 µg/kg) and 8 samples (23.5%) exceeded the AFB1 (2 µg/kg) established by the European Commission. Our findings suggest that the incidence of AFs emphasizes the need for regular monitoring and a more stringent food safety system to control AFs at the lowest possible levels in peanuts and cashew nuts. The hypothetical dietary exposure suggests that the food products evaluated may significantly contribute to the overall human exposure
Descritores: Arachis/parasitologia
Medição de Risco
Aflatoxinas/efeitos adversos
Fungos
-Anacardium/parasitologia
Segurança Alimentar e Nutricional
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  9 / 254 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-712798
Autor: Segall-Corrêa, Ana Maria; Marin-León, Letícia; Melgar-Quiñonez, Hugo; Pérez-Escamilla, Rafael.
Título: Refinement of the Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale: Recommendation for a 14-item EBIA / Aprimoramento da Escala Brasileira de Medida Domiciliar de Insegurança Alimentar: recomendação de EBIA com 14 itens
Fonte: Rev. nutr;27(2):241-251, Mar-Apr/2014. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: OBJECTIVE: To review and refine Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale structure. METHODS: The study analyzed the impact of removing the item "adult lost weight" and one of two possibly redundant items on Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale psychometric behavior using the one-parameter logistic (Rasch) model. Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale psychometric behavior was analyzed with respect to acceptable adjustment values ranging from 0.7 to 1.3, and to severity scores of the items with theoretically expected gradients. The socioeconomic and food security indicators came from the 2004 National Household Sample Survey, which obtained complete answers to Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale items from 112,665 households. RESULTS: Removing the items "adult reduced amount..." followed by "adult ate less..." did not change the infit of the remaining items, except for "adult lost weight", whose infit increased from 1.21 to 1.56. The internal consistency and item severity scores did not change when "adult ate less" and one of the two redundant items were removed. CONCLUSION: Brazilian Household Food Insecurity Measurement Scale reanalysis reduced the number of scale items from 16 to 14 without changing its internal validity. Its use as a nationwide household food security measure is strongly recommended. .

OBJETIVO: Revisar e aprimorar a estrutura da Escala Brasileira de Medida Domiciliar de Insegurança Alimentar. MÉTODOS: A avaliação do impacto resultante da remoção do item "adulto perdeu peso" e de um de dois itens possivelmente redundantes sobre o comportamento psicométrico da Escala Brasileira de Medida Domiciliar de Insegurança Alimentar foi realizada com uso de análise estatística por modelo logístico de parâmetro único de Rasch. O comportamento psicométrico da Escala Brasileira de Medida Domiciliar de Insegurança Alimentar foi analisado em relação a valores aceitáveis de ajustamento ao modelo, entre 0,7 e 1,3 e escore de severidade dos itens com gradientes teoricamente esperados. Para as análises, foram usados dados da Pesquisa Nacional Por Amostra de Domicílios de 2004, com 112 . 665 domicílios visitados e com respostas completas para os itens da Escala Brasileira de Medida Domiciliar de Insegurança Alimentar. RESULTADOS: Retirando o item "adulto diminuiu os alimentos" e posteriormente "adulto comeu menos" não foi observada mudança nos ajustes dos demais itens, exceto quanto a "adulto perdeu peso", que passou de 1,21 para 1,56. Posteriormente, este e um dos itens redundantes foram excluídos, sendo mantidos adequados a consistência interna e os valores de severidade dos itens. CONCLUSÃO: A reanálise reduziu os itens da escala de 16 para 14, o que manteve a validade interna da escala. Sua adoção como medida nacional da segurança alimentar domiciliar é, portanto, fortemente recomendada. .
Descritores: Segurança Alimentar e Nutricional
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  10 / 254 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Almeida, Rogeria Comastri de Castro
Texto completo
Id: biblio-1473
Autor: Soares, Lilian Santos; Almeida, Rogéria Comastri de Castro; Larroza, Itaciara Nunes.
Título: Conhecimento, atitudes e práticas de manipuladores de alimentos em segurança dos alimentos: uma revisão sistemática / Knowledge, attitudes and practices of food handlers in food safety: a systematic review
Fonte: Hig. aliment;30(256/257):71-76, maio/junho 2016. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A formação dos manipuladores de alimentos é uma das estratégias que pode garantir e/ou manter a segurança do alimento, oferecendo benefícios a longo prazo ao setor da alimentação e nutrição. Este artigo apresenta uma revisão sobre o papel da formação dos manipuladores de alimentos em segurança dos alimentos, identificando possíveis barreiras à formação e os modelos de avaliação. Foram utilizados na pesquisa, estudos observacionais, descritivos ou analíticos coletados em periódicos no período de 1986 a 2014, que permitiram a seguinte síntese: a formação baseada no modelo CAP (conhecimento, atitudes, práticas) tem se mostrado ineficiente na transferência do conhecimento em mudanças de atitudes e comportamentos em relação à segurança dos alimentos. Avaliar a competência dos manipuladores permite traçar estratégias para desenvolver modelos de treinamento que resultarão na mudança desejada do comportamento.

The training of food handlers is a strategy where food security can be implemented or maintained, offering long-term benefits to the food sector. This article presents an overview of the role of training of food handlers in food safety, identifying potential barriers to training and evaluation models. Observational, descriptive or analytical studies were used in these research being collected in the period 1989 to 2010, which allowed the following summary: a training model based on KAP model (knowledge, attitudes, practice) are inefficient in transferring knowledge into behavioral changes in regarding food safety. Several factors influence the effectiveness of training, emphasizing the training of managers and motivation of handlers. Evaluate the competence of handlers allows to devise strategies to develop training models that will result in the desired change of behavior.
Descritores: Trabalhadores
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Segurança Alimentar e Nutricional
Manipulação de Alimentos
-Higiene dos Alimentos
Desenvolvimento de Pessoal/normas
Capacitação
Avaliação de Desempenho Profissional
Serviços de Alimentação
FUCOSEABDOMINAL NEOPLASMS
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública



página 1 de 26 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde