Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP6.051.187 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 335 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 34 ir para página                         

  1 / 335 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1087472
Autor: Soares, Juliana Mikaelly Dias; Silva, Diego Felipe dos Santos; Leal, Ana Ediléia Barbosa Pereira.
Título: (In)Segurança Alimentar, Indicadores Socioeconômicos e Perfil Antropométrico de Mulheres Contempladas por Programa Social / Food (In)Security, Socioeconomic Indicators and Anthropometric Profile of Women Contemplated by Social Program
Fonte: Rev. bras. ciênc. saúde;24(1):37-44, 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Apresentar a prevalência de (in)segurança alimentar e nutricional e analisar a associação desta com alguns indica-dores socioeconômicos e o perfil antropométrico das mulheres beneficiadas por programa social. Metodologia: A população do estudo foi constituída por mulheres beneficiadas pelo programa Minha Casa Minha Vida, no Município de Petrolina-PE. Foram coletadas informações sobre os indicadores socioeconômicos, como raça, escolaridade, renda, quantidade de moradores. Foram aferidos o peso (Kg) e a altura para o cálculo do IMC. Por fim, foram coletadas as informações sobre (in)segurança alimentar por meio da Escala Brasileira de Insegurança Alimen-tar (EBIA). Resultados: A amostra do estudo foi constituída por 206 mulheres, em que 23,3% de suas famílias investigadas apresentaram segurança alimentar. O restante apresentou insegurança alimentar, 53,4% apresentaram insegurança leve, 13,6% insegurança moderada e 9,7% insegurança alimentar grave. O perfil antropométrico dessas mulheres não mostrou associação com a (in)segurança alimentar, sendo que 3,4% encontraram-se com baixo peso, 44,2% encontraram-se eu-tróficas e 52,4% apresentaram sobrepeso ou obesidade. Os indicadores socioeconômicos associados foram a renda total do domicílio, a escolaridade e a raça, enquanto a quantidade de moradores não se associou. A maior parte das mulheres eram pardas ou negras, possuíam baixa escolaridade e um rendimento domiciliar de até 1 salário mínimo, com quatro ou cinco moradores em seu domicílio. Conclusão: A popu-lação beneficiada apresenta elevado índice de insegurança alimentar, que está associada à baixa qualidade vida. Dessa forma, programas precisam sejam reformulados para garantir aos brasileiros acesso as necessidades básicas que possam assegurar bem-estar e qualidade vida. (AU)

Objective: To present the prevalence of food and nutritional (in)security in families benefited by a social program and to analyze the association of some socioeconomic indicators and the anthropometric profile of these women. Methodology:The study population consisted of women benefiting from the "Minha Casa Minha Vida" program in the city of Petrolina-PE. Data on socioeconomic indicators were collected, such as race, education, income, number of residents, weight (Kg) and height for the calculation of BMI. The Brazilian Scale of Food Insecu-rity (EBIA) was used to evaluate the food (in)security. Results:The study sample consisted of 206 women, where 23.3% of their families presented food security. The remaining families presented 53.4% mild, 13.6% moderate and 9.7% severe food insecurity. The anthropometric profile of these women did not show an association with food (in)security, with 3.4% being underweight, 44.2% were eutrophic and 52.4% were overweight or obese. The associated socioeconomic indicators were the total income, schooling and race, while the number of residents of the household did not have any association. Most women declared brown or black race, with low schooling and household income up to 1 minimum wage, with four or five residents in their home. Conclusion: The benefitted population has a high level of food insecurity, which is associated with poor quality of life. Thus, programs need to be reformulated to guarantee Brazilians' access to basic needs that ensure wellbeing and quality of life. (AU)
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Índice de Massa Corporal
Segurança Alimentar e Nutricional
Programas Sociais
-Peso Corporal
Estudos Transversais
Sobrepeso
Limites: Humanos
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Adulto Jovem
Responsável: BR8.1 - Biblioteca Central


  2 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1136978
Autor: Amorim, Ana Laura Benevenuto de; Ribeiro Junior, José Raimundo Sousa; Bandoni, Daniel Henrique.
Título: Programa Nacional de Alimentação Escolar: estratégias para enfrentar a insegurança alimentar durante e após a COVID-19 / Programa Nacional de Alimentación Escolar: estrategias para enfrentar la inseguridad alimentaria durante y después de la COVID-19 / National school feeding program: strategies to overcome food insecurities during and after the COVID-19 pandemic
Fonte: Rev. adm. pública (Online);54(4):1134-1145, jul.-ago. 2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo tem como objetivo analisar a contribuição do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para o enfrentamento da fome e da insegurança alimentar (IA), ao propor um conjunto de estratégias para que o PNAE possa garantir a alimentação dos escolares neste momento de crise. Realizamos um diagnóstico da IA e da fome no Brasil, analisamos o processo de enfraquecimento das políticas de segurança alimentar e nutricional, consideramos a evolução histórica do PNAE e sua situação atual e, com base nessas reflexões, apresentamos um conjunto de propostas, avaliando seus impactos no orçamento destinado ao PNAE. Apresentamos as seguintes estratégias para o período em que as aulas estiverem suspensas: distribuição de kits ou refeições para escolares, se possível mantendo o caráter universal da política ou beneficiando estudantes das famílias elegíveis para receber o Auxílio Emergencial; ampliar o valor repassado pelo PNAE para os municípios com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) baixo e muito baixo; manter e incentivar a aquisição de alimentos da agricultura familiar. Após o retorno das aulas, sugerimos as seguintes estratégias: levantamento da IA entre os estudantes, manutenção da equidade da política por meio da ampliação do valor do repasse para municípios com IDH baixo e muito baixo, além de atendimento dos escolares de famílias em IA durante as férias e o recesso escolar.

Resumen Este artículo tiene como objetivo analizar la contribución del Programa Nacional de Alimentación Escolar (PNAE) en la lucha contra el hambre y la inseguridad alimentaria (IA) y proponer un conjunto de estrategias para que el PNAE pueda garantizar la alimentación de los estudiantes en este momento de crisis. Para tanto, realizamos un diagnóstico de la IA y el hambre en Brasil, analizamos el debilitamiento de las políticas de seguridad alimentaria y nutricional, consideramos la evolución histórica del PNAE y su situación actual. Con base en estas reflexiones, presentamos un conjunto de propuestas evaluando sus impactos en el presupuesto asignado al PNAE. Presentamos las siguientes estrategias para el período en que las clases estén suspendidas: distribución de kits de alimentos o comidas a los alumnos, manteniendo, si fuera posible, el carácter universal de la política o beneficiando a los estudiantes de familias elegibles para recibir la Ayuda de Emergencia debido a la COVID-19; aumentar el monto transferido por el PNAE a los municipios con un índice de desarrollo humano (IDH) bajo y muy bajo y; mantener e incentivar la compra de alimentos a la agricultura familiar. Después del regreso de las clases, sugerimos las siguientes estrategias: encuesta de IA entre los estudiantes; mantenimiento de la equidad de la política mediante el aumento del monto de la transferencia a municipios con IDH bajo y muy bajo; y asistencia a los estudiantes de familias en situación de IA durante las vacaciones y el receso escolar.

Abstract This article aims to analyze the contribution of the National School Feeding Program (PNAE), in the fight against hunger and food insecurity (FI) and to propose a set of strategies to guarantee that students will continue to receive food during the COVID-19 pandemic. Diagnosis of FI and hunger in Brazil was carried out, analyzing the weakening of Food and Nutritional Security Policies, considering the historical evolution of PNAE and its current situation, and from this analysis, a set of proposals were drawn up, assessing their impacts on the PNAE's budget. We present the following strategies for the period of school closures: distribution of meals for students, maintaining, if possible, the universal character of the policy or benefiting students from families eligible to receive Emergency Aid due to COVID-19; expand the amount transferred by the PNAE to municipalities with a low and very low Human Development Index (HDI) and; maintenance and incentive to purchase food from family farming. When schools re-open, we suggest the following strategies: FI survey among students; maintenance of the equity of the policy by expanding the transfer amount to municipalities with low and very low HDI, and; attendance of students from families in FI during the vacations.
Descritores: Política Pública
Alimentação Escolar
Infecções por Coronavirus
Segurança Alimentar e Nutricional
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  3 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1136991
Autor: Araújo, Fábio Resende de; Calazans, Dinara Leslye Macedo e Silva.
Título: Gestão das ações de segurança alimentar frente à pandemia pela COVID-19 / Gestión de acciones de seguridad alimentaria frente a la pandemia de COVID-19 / Management of food security actions during the COVID-19 pandemic
Fonte: Rev. adm. pública (Online);54(4):1123-1133, jul.-ago. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo O presente artigo tem como objetivo analisar as estratégias de intervenção adotadas pela gestão pública frente à crise desencadeada pela COVID-19 para redução da insegurança alimentar, baseado em um estudo de caso no Rio Grande do Norte. Com abordagem qualitativa, foram utilizadas a Teoria do Programa e a abordagem dos múltiplos fluxos para análise das ações emergenciais. No estado, a pandemia confluiu para uma janela de oportunidade, evidenciando o papel importante das Políticas Públicas na agenda governamental, como o Programa Restaurante Popular, e favorecendo a elaboração de respostas rápidas e de medidas de adequação na implementação da política. Conclui-se, neste estudo, que esta pode ser considerada uma boa prática e que ela pode servir de referência a outras ações semelhantes pelo país.

Resumen Este artículo tiene como objetivo analizar las estrategias de intervención adoptadas por la administración pública frente a la crisis desencadenada por la COVID-19 para reducir la inseguridad alimentaria, con base en un estudio de caso en Río Grande do Norte. Con un enfoque cualitativo, se utilizaron la teoría del programa y el enfoque de múltiples flujos para el análisis de acciones de emergencia. En el estado, la pandemia se convirtió en una ventana de oportunidad, destacando el importante papel de las políticas públicas en la agenda gubernamental, como el Programa Restaurante Popular, y favoreciendo la elaboración de respuestas rápidas y de medidas de adecuación en la implementación de las políticas. Se concluye que esta puede ser una buena práctica y que puede ser una referencia para otras acciones similares en todo el país.

Abstract This article aims to analyze the intervention strategies adopted by public management during the COVID-19 pandemic to reduce food insecurity, based on a case study in the Brazilian state of Rio Grande do Norte. The study used a qualitative approach based on Program Theory and the multiple streams model to analyze the actions. In the state, the pandemic brought a window of opportunity, showing the importance of public policy in the government agenda, such as the program "Restaurante Popular," which offers low-cost meals, and favors quick response and adequacy of means of implementation. The study highlights best practices, inspiring actions all over the country.
Descritores: Política Pública
Governo Estadual
Infecções por Coronavirus
Gestão em Saúde
Segurança Alimentar e Nutricional
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1137001
Autor: Sambuichi, Regina Helena Rosa; Almeida, Ana Flávia Cordeiro Souza de; Perin, Gabriela; Spínola, Paulo Asafe Campos; Pella, Antônio Fernando Costa.
Título: O Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) como estratégia de enfrentamento aos desafios da COVID-19 / El Programa de Adquisición de Alimentos (PAA) como estrategia para enfrentar los desafíos de la COVID-19 / The Food Acquisition Program (PAA) as a strategy to face the challenges of COVID-19
Fonte: Rev. adm. pública (Online);54(4):1079-1096, jul.-ago. 2020. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo analisou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) como ferramenta para mitigar os impactos econômicos e sociais da COVID-19 no Brasil. Para isso, foram realizadas projeções de investimentos e analisadas as condições de operacionalização do programa no momento atual. Foi adotada uma metodologia quanti-quali de análise. Na abordagem quantitativa, foram construídos cenários com projeções de investimentos na política pública; na qualitativa, realizaram-se entrevistas não estruturadas com atores-chave na execução do programa. Os resultados revelaram que o aumento de recursos investidos no programa em um cenário otimizado pode proporcionar ampla capilarização dos benefícios. Identificou-se que o PAA é estratégico para o enfrentamento aos efeitos negativos da COVID-19 porque escoa os produtos da agricultura familiar, o que promove estruturação de cadeias produtivas, acesso a novos mercados e indução ao dinamismo econômico, além de atuar no combate à fome e à miséria de famílias que vivem em situação de vulnerabilidade. O programa não só apresenta condições de operacionalização durante a pandemia da COVID-19, como tem se adaptado à realidade atual, seguindo protocolos estabelecidos pelas autoridades de saúde. Concluiu-se que o PAA pode minimizar as crises sanitária e econômica, principalmente para a população mais vulnerável, apresentando ações que vão ao encontro das demandas da sociedade civil organizada e de recomendações de organismos nacionais e internacionais especializados, visando à redução dos impactos econômicos e sociais da pandemia causada pelo novo coronavírus.

Resumen Este artículo analizó el Programa de Adquisición de Alimentos (PAA) como una herramienta para mitigar los impactos económicos y sociales de la COVID-19 en Brasil. Con este fin, se hicieron proyecciones de inversión y se analizaron las condiciones para operativizar el programa en el momento actual. Se adoptó una metodología de análisis cuanti-cualitativo. En el enfoque cuantitativo, los escenarios se construyeron con proyecciones de inversión en políticas públicas; en el cualitativo, se realizaron entrevistas no estructuradas con actores clave en la ejecución del programa. Los resultados revelaron que el aumento de recursos invertidos en el programa en un escenario optimizado puede proporcionar una amplia capilarización de los beneficios. Se identificó que el PAA es estratégico para enfrentar los efectos negativos de la COVID-19 porque incentiva la venta de los productos de la agricultura familiar, lo que promueve la estructuración de las cadenas de producción, el acceso a nuevos mercados e induce al dinamismo económico, además de actuar en la lucha contra el hambre y la miseria de las familias que viven en situación de vulnerabilidad. El programa no solo presenta condiciones operativas durante la pandemia de COVID-19, sino que también se ha adaptado a la realidad actual, siguiendo los protocolos establecidos por las autoridades sanitarias. Se concluyó que el PAA puede minimizar las crisis sanitaria y económica, especialmente para la población más vulnerable, presentando acciones que satisfagan las demandas de la sociedad civil organizada y las recomendaciones de organizaciones nacionales e internacionales especializadas destinadas a reducir los impactos económicos y sociales de la pandemia causada por el nuevo coronavirus.

Abstract This article analyzed the Food Acquisition Program (PAA) as a tool to mitigate the economic and social impacts of COVID-19 in Brazil. The study conducted investment projections and analyzed the conditions to operate the program during the pandemic, adopting quantitative-qualitative analysis. As for the quantitative approach, the study worked with projections of public policy investments; the qualitative policy was carried out with unstructured interviews with key actors. The results showed that, in an optimal scenario, the rise of investment could provide a wide capillarization of the benefits of the program. The results point out that the PAA is strategic to face the negative effects of COVID-19 because it helps family farming products reach the consumers, structuring production chains, facilitating access to new markets, and inducing economic dynamics, in addition to combating hunger and extreme poverty of families living in vulnerability. Also, the research found that the program is in operational conditions and adapted to the reality of the pandemic, following protocols established by health authorities. Therefore, the PAA can minimize health and economic crises for the most vulnerable population. It addresses the demands of the organized civil society and recommendations from national and international organizations specialized in reducing the economic and social impacts of the COVID-19 pandemic.
Descritores: Política Pública
Adaptação Psicológica
Infecções por Coronavirus
Populações Vulneráveis
Segurança Alimentar e Nutricional
Assistência Alimentar
Programas Sociais
-Pesquisa Qualitativa
Economia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-962668
Autor: Lopes, Carla Vanessa Alves; Albuquerque, Guilherme Souza Cavalcanti de.
Título: Agrotóxicos e seus impactos na saúde humana e ambiental: uma revisão sistemática / Agrochemicals and their impacts on human and environmental health: a systematic review
Fonte: Saúde debate;42(117):518-534, abr.-jun. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Atualmente, o Brasil é o maior consumidor de agrotóxicos do mundo. Diversos estudos comprovam os malefícios para a saúde humana e ambiental da exposição aos agrotóxicos. Realizou-se uma revisão sistemática no período de 2011 a 2017 acerca desse tema em bases de dados científicos. Foram incluídos 116 estudos que demonstraram o impacto negativo para a saúde humana e ambiental. É essencial a realização de estudos sobre os efeitos da exposição crônica e simultânea a diversos agrotóxicos, além de estudos sobre os nexos de determinação estrutural do uso dos venenos e suas consequências.(AU)

ABSTRACT Currently, Brazil is the largest consumer of agrochemicals in the world. Several studies have proved the harm to human and environment health due to exposure to agrochemicals. A systematic review was carried out over the period 2011 to 2017 about this theme on scientific databases. A total of 116 studies were included that demonstrated the negative impact on human and environment health. It is essential to carry out studies on the effects of chronic and simultaneous exposure to various agrochemicals, in addition to studies on the links of structural determination of the use of poisons and their consequences.(AU)
Descritores: Agroquímicos/efeitos adversos
Segurança Alimentar e Nutricional
Inseticidas Organoclorados/efeitos adversos
-Exposição a Praguicidas
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Priore, Silvia Eloiza
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1136701
Autor: Schott, Eloise; Priore, Silvia Eloiza; Ribeiro, Andréia Queiroz; Rezende, Fabiane Aparecida Canaan; Franceschini, Sylvia do Carmo Castro.
Título: Food availability and food insecurity in households in the state of Tocantins, Northern Brazil / Disponibilidade de alimentos e insegurança alimentar de domicílios do Estado do Tocantins, Região Norte do Brasil
Fonte: Rev. Nutr. (Online);33:e200100, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Ministério do Desenvolvimento Social; . CNPq.
Resumo: ABSTRACT Objective To assess the relationship between food availability, food insecurity and socioeconomic and demographic characteristics of households in the urban area of the state of Tocantins. Methods Population-based, cross-sectional study conducted in 594 households in the urban area of 22 municipalities in the state of Tocantins. A survey was carried out in the households, to collect socioeconomic and data, and assess food insecurity using the Brazilian Food Insecurity Scale. Further a food availability questionnaire was applied by the interviewer with the head of the family, who reported on the food and drinks available at home in the last 30 days. The description of the food available in the households resulted in a total of 142 food items that were grouped according to the NOVA classification of foods. demographic Results It was found that 63.3% of households were in a situation of food insecurity. The median caloric availability found was 2,771.4kcal/per capita/day, with the largest caloric contribution coming from fresh and minimally processed foods, regardless of the degree of food insecurity. Food availability was affected by socioeconomic vulnerability and the situation of food insecurity in the families.

RESUMO Objetivo Avaliar a relação entre a disponibilidade alimentar, a situação de insegurança alimentar e características socioeconômicas e demográficas de domicílios da zona urbana do Estado do Tocantins. Métodos Estudo de base populacional, do tipo transversal, realizado em 594 domicílios da área urbana de 22 municípios do Estado do Tocantins. A coleta de dados foi realizada nos domicílios, com levantamento de dados socioeconômicos e demográficos, avaliação da insegurança alimentar por meio da Escala Brasileira de Insegurança Alimentar e avaliação da disponibilidade dos alimentos a partir de um questionário de disponibilidade alimentar aplicado pelo entrevistador ao chefe da família, que informou sobre os alimentos e bebidas disponíveis no domicílio nos últimos 30 dias. A descrição dos alimentos disponíveis nos domicílios resultou em um total de 142 itens alimentares que foram agrupados de acordo com a classificação NOVA de alimentos. Resultados Constatou-se que 63,3% dos domicílios encontravam-se em situação de insegurança alimentar. A disponibilidade calórica mediana encontrada foi de 2.771,4kcal/per capita/dia, sendo a maior contribuição calórica advinda de alimentos in natura e minimamente processados, independente do grau de insegurança alimentar. Conclusão A disponibilidade alimentar foi afetada pela vulnerabilidade socioeconômica e pela situação de insegurança alimentar das famílias.
Descritores: Fatores Socioeconômicos
Inquéritos sobre Dietas/estatística & dados numéricos
Segurança Alimentar e Nutricional
-Coleta de Dados/estatística & dados numéricos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  7 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1136705
Autor: Leite, Maurício Soares; Ferreira, Aline Alves; Bresan, Deise; Araujo, Jessica Rasquim; Tavares, Inara do Nascimento; Santos, Ricardo Ventura.
Título: Indigenous protagonism in the context of food insecurity in times of Covid-19 / O protagonismo indígena no contexto da insegurança alimentar em tempos de Covid-19
Fonte: Rev. Nutr. (Online);33:e200171, 2020.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT In Brazil, indigenous peoples present a complex reality characterized by a marked social vulnerability that is manifested in health and nutritional indicators. In this scenario, poor sanitary conditions prevail, with a high burden of chronic noncommunicable diseases; infectious/parasitic diseases; and nutritional disorders, including malnutrition and anemia. This situation is reflected in numerous aspects of food insecurity, placing this population in a position of particular vulnerability to the coronavirus disease 2019 pandemic and its effects. The objective of our study was to present a set of preliminary reflections on food insecurity and indigenous protagonism in times of Covid-19. The pandemic has deepened the inequalities that affect the indigenous peoples, with a direct impact on food security conditions. Amid the effects of the pandemic, indigenous protagonism has played a fundamental role in guaranteeing these peoples' rights and access to food, denouncing the absent and slow official responses as acts of institutional violence, which will have serious and lasting effects on the lives of indigenous peoples.

RESUMO No Brasil, os povos indígenas apresentam uma realidade complexa e caracterizada por uma acentuada vulnerabilidade social, manifesta em indicadores de saúde e de nutrição. Neste cenário prevalecem condições sanitárias precárias, com elevada carga de doenças crônicas não transmissíveis, doenças infecto-parasitárias e agravos nutricionais diversos, incluindo desnutrição e anemia. Esse quadro se reflete em inúmeras faces da insegurança alimentar, situando-os em uma posição particularmente vulnerável à pandemia e seus efeitos. O objetivo deste trabalho é apresentar um conjunto de reflexões, em caráter preliminar, sobre a insegurança alimentar e o protagonismo indígena em tempos de Covid-19. A pandemia vem aprofundando as iniquidades que os atingem, com impactos diretos nas condições de segurança alimentar. O protagonismo indígena tem tido um papel fundamental na garantia de seus direitos e acesso à alimentação, denunciando a ausência e a lentidão das respostas oficiais como ações de violência institucional, que terão graves e duradouros efeitos nas trajetórias destes povos.
Descritores: Infecções por Coronavirus/etnologia
Segurança Alimentar e Nutricional
Povos Indígenas
-Organização Social
Limites: Humanos
Responsável: BR13.3 - Biblioteca das Faculdades de Odontologia e Nutrição


  8 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145898
Autor: Guerra, Juliana Vidal Vieira; Alves, Valdecyr Herdy; Pereira, Audrey Vidal; Cunha, Rayanne Coco; Rodrigues, Diego Pereira; Fagundes, Maria Clara Marques.
Título: Manuseio e seleção de alimentos em tempos de Covid-19: relato de experiência com mulheres refugiadas / Handling and selection of food in covid-19 times: report of experience with refugee women
Fonte: Enferm. foco (Brasília);11(2,n.esp):226-230, dez. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Refletir sobre a experiência de pesquisadores em realizar entrevistas com mulheres refugiadas sobre cuidados com etapas de seleção, higiene e preparo de alimentos em tempos de Covid-19. Método: Trata-se de um relato de experiência a respeito do processo vivenciado por pesquisadores em manter coleta de informações a partir de entrevistas com mulheres refugiadas residentes no Estado do Rio de Janeiro sobre alimentação em tempos de pandemia. Resultados: Foram identificadas fragilidades para manter hábitos alimentares saudáveis, medidas de proteção individual e aquisição de informações seguras, o que contribuiu para reforçar a necessidade de orientações sobre segurança alimentar, atreladas às recomendações de isolamento social, lavagem das mãos e uso de máscaras, medidas importantes para o enfrentamento da pandemia e manutenção da vida. Conclusão: Essa experiência possibilitou criar grupos de orientações para as refugiadas na área da saúde alimentar, em especial no fornecimento de informações acerca de alimentos, seleção, higiene e preparo durante a pandemia. (AU)

Objective: Reflecting on the experience of researchers in conducting interviews with refugee women about food care due to steps of selection, hygiene and food preparation in times of COVID-19. Methodo: It is an experience report on the reflections regarding the process experienced by researchers in maintaining information collection from interviews with refugee women living in the state of Rio de Janeiro in times of pandemic. Results: reflecting on weaknesses to maintain healthy eating habits, individual protection measures and the acquisition of safe information contributed to reinforce the need for guidelines on food security, linked to recommendations for social isolation, hand washing and the use of important masks to face the pandemic and maintenance of life. Conclusion: This experience made it possible to create groups of guidelines for refugees in the area of food health, especially in providing information about food, selection, hygiene and preparation during the pandemic. (AU)

Objetivo: Reflexionar sobre la experiencia de los investigadores en la realización de entrevistas con mujeres refugiadas sobre la atención con pasos de selección, higiene y preparación de alimentos en tiempos de COVID-19. Metodo: Es un informe de experiencia sobre las reflexiones sobre el proceso experimentado por los investigadores para mantener la recopilación de información de entrevistas con mujeres refugiadas que viven en el estado de Río de Janeiro en tiempos de pandemia. Resultados: Reflexionar sobre las debilidades para mantener hábitos alimenticios saludables, las medidas de protección individual y la adquisición de información segura contribuyeron a reforzar la necesidad de pautas sobre seguridad alimentaria, vinculadas a recomendaciones para el aislamiento social, el lavado de manos y el uso de máscaras importantes para enfrentar la pandemia y mantenimiento de la vida. Conclusión: Esta experiencia permitió crear grupos de pautas para los refugiados en el área de la salud alimentaria, especialmente en el suministro de información sobre alimentos, selección, higiene y preparación durante la pandemia. Descriptores: Infecciones por Coronavirus; Refugiados; Dieta; Seguridad Alimentaria y Nutricional; Preferencias Alimentarias. (AU)
Descritores: Infecções por Coronavirus
-Refugiados
Dieta
Segurança Alimentar e Nutricional
Preferências Alimentares
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  9 / 335 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1145889
Autor: Jesus, Juliana Giaj Levra de.
Título: As contradições intrínsecas ao processo de trabalho na Estratégia Saúde da Família no município de São Paulo: um olhar a partir do cuidado da pessoa com obesidade / The intrinsic contradictions of the work process in Family Health Strategy: a glance from the care of people with obesity.
Fonte: São Paulo; s.n; 2020. 163 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Com base no referencial teórico da saúde coletiva sobre processo de trabalho em saúde e necessidades de saúde, este estudo teve o objetivo de analisar o trabalho em saúde na Estratégia Saúde da Família (ESF) a partir do cuidado oferecido a usuários em insegurança alimentar e nutricional (ISAN), com recorte para pessoas com obesidade. Foi realizado um estudo de caso de abordagem qualitativa em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) localizada na zona leste do município de São Paulo. Foram feitas 11 entrevistas semiestruturadas com trabalhadores da ESF como enfermeiros, profissionais do Núcleo de Apoio a Saúde da Família e médicos. Além disso, a observação participante, entre os meses de julho e agosto de 2019, e a elaboração de um diário de campo deram suporte para a discussão dos achados. Por meio da análise temática, os resultados e a discussão foram apresentados em três seções. Foi possível compreender que a organização dos processos de trabalho na ESF impõe limites ao enfrentamento à obesidade crescente no Brasil. Os profissionais de saúde estão submetidos a um modelo assistencial ainda fortemente pautado pela lógica biomédica, com um vínculo empregatício frágil e pressionados pela lógica de desempenho. Consequentemente, demonstraram ter pouca autonomia e tempo para a definição do seu processo de trabalho. A organização do trabalho na ESF e a falta de domínio do processo de trabalho conduzem os profissionais a uma reprodução de atividades assistenciais produzindo um cuidado fragmentado, protocolar e voltado para o cumprimento das metas de produção pré estabelecidas. No caso do processo de trabalho voltado para pessoas com obesidade, a lógica individualizante fortemente presente nos pilares da promoção da saúde reforça responsabilização, estigmatização e culpabilização dos usuários com obesidade. Assim, a finalidade das atividades desenvolvidas na UBS acaba se voltando para a perda de peso e para a mudança do comportamento de risco, mesmo que os profissionais compreendam que a determinação da obesidade tem raízes na organização social. Como desafios para o campo da saúde coletiva, destaca-se a necessidade do fortalecimento de uma concepção de ISAN que extrapole a noção de risco à saúde e que se aproxime das raízes causadoras da obesidade. Ademais, a necessidade de fortalecimento de modelos assistenciais que busquem a coletivização das questões de saúde e alimentação, para assim possibilitar a construção de processos de trabalho que se aproximem das necessidades de saúde dos usuários e também dos trabalhadores de saúde. Esta pesquisa lança um olhar sobre as contradições inerentes ao processo de trabalho em saúde no capitalismo e suas implicações sobre as práticas de cuidado destinadas às pessoas com obesidade.

Based on the theoretical framework of collective health about health work process and health needs, this study aimed to analyze health work in the Family Health Strategy (ESF) starting from the care offered to users with food and nutritional insecurity, particularly people with obesity. A case study of qualitative approach was carried out in a Basic Health Unit (UBS) located on the East Side of São Paulo city. Eleven semi-structured calls to ESF workers such as nurses, professionals from the Family Health Support Center and doctors have been made. In addition, participant observation between July and August 2019, and the preparation of a field diary provided support for discussing the findings. Through thematic analysis, results and discussion were presented in three sections. It was possible to understand that the organization of work processes in ESF imposes limits on coping with growing obesity in Brazil. Health professionals are subjected to a care model that is still strongly guided by biomedical logic, with a fragile employment relationship and pressured by the logic of performance. Consequently, they demonstrated to have little autonomy and time to define their work process. The organization of work in ESF and the lack of mastery of the work process lead professionals to a reproduction of care activities, producing fragmented, protocol-based care aimed at meeting pre-established production goals. In the case of work processes aimed at people with obesity, the individualizing logic that is strongly present in the pillars of health promotion reinforces accountability, stigmatization and blaming of users with obesity. Thus, the purpose of the activities developed in UBS ends up focusing on weight loss and change in risky behavior, even though professionals understand that the determination of obesity has its roots in social organization. As challenges for the field of collective health, the need to strengthen a concept of food and nutritional insecurity that goes beyond the notion of risk to health and that approaches the root causes of obesity stands out. Besides that, the need to strengthen health care models that seek to collectivize health and food issues, in order to enable the construction of work processes that are closer to the health needs of users and health workers. This research casts a glance at the contradictions inherent in the health work process under capitalism and its implications on care practices for people with obesity.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Trabalho
Capitalismo
Estratégia Saúde da Família
Segurança Alimentar e Nutricional
Obesidade
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  10 / 335 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Yuyama, Lucia K. O
Aguiar, Jaime P. L
Corrêa, Ana Maria Segall
Texto completo
Id: lil-462054
Autor: Yuyama, Lúcia K. O; Aguiar, Jaime P. L; Pantoja, Lílian; Maeda, Roberto N; Melo, Tatiana; Alencar, Fernando H; Nascimento, Angela M. Matos; Negreiros, Neide M. Almeida; Corrêa, Ana Maria Segall; Pérez-Escamilla, Rafael.
Título: Segurança/insegurança alimentar em famílias urbanas e rurais no estado do Amazonas: I. validação de metodologia e de instrumento de coleta de informação / Nutritional security/insecurity in urban and rural families of Amazonas state: validation of methodology and of information collecting instrument
Fonte: Acta amaz;37(2):247-252, jun. 2007. graf, tab.
Idioma: pt.
Resumo: O presente estudo validou a metodologia e o instrumento de coleta de informação para análise da segurança/insegurança alimentar, em famílias urbanas e rurais no estado do Amazonas conforme o proposto pelo USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). Valendo-se de amostra intencional de domicílios, selecionadas para representar estratos sociais diferentes foram computadas 194 famílias sendo 174 com crianças na área urbana de Manaus, envolvendo os seguintes bairros: Jesus me Deu, Novo Israel, Cidade Nova, Coroado e Conjunto Petro. Na área rural foram entrevistadas 209 famílias ribeirinhas e destas 131 com crianças, distribuídas entre os Municípios de Iranduba e Manacapuru. A validação final do questionário (Consistência interna global) deu-se por meio da comparação dos níveis de segurança e insegurança alimentar, com os estratos definidos dos indicadores sociais e de consumo. Pode-se concluir que os grupos com maior insegurança alimentar foram os situados em estratos sociais mais baixos e de baixo consumo de alimentos sensíveis a estas condições. O instrumento de coleta apresentou alta validade e consistência interna.

The present study validates the methodology and the information collecting instrument for analysis of nutritional security/insecurity on the urban and rural family level, proposed by the USDA (United States Department of Agriculture). An intentional sample of domiciles was selected to represent different social strata, 194 families were enrolled in urban Manaus, of which 174 had children, in the following neighborhoods: Jesus me Deu, Nova Israel, Cidade Nova, Coroado and Conj. Petro. In the rural area between the municipalities of Iranduba and Manacapuru, 209 riparian families were interviewed, and of these 131 had children. The final validation of the questionnaire (global internal consistency) was made by comparing, the levels of nutritional security/insecurity, with the defined social strata and food consumption indicators. The results demonstrated that the groups of highest nutritional insecurity were the very poor. The instrument presented high validation and internal consistency.
Descritores: Estudo de Validação
Segurança Alimentar e Nutricional
Responsável: BR6.1 - BCS - Biblioteca de Ciências da Saúde



página 1 de 34 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde