Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP8.473.654.622.687 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 2 [refinar]
Mostrando: 1 .. 2   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 2 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-705841
Autor: Bandeira, Marília Martins.
Título: Territorial disputes, identity conflicts, and violence in surfing / Disputas territoriais, conflitos de identidade e violência no surfe / Disputas territoriales, conflictos de identidad y la violencia en el surf
Fonte: Motriz rev. educ. fís. (Impr.);20(1):16-25, Jan-Mar/2014.
Idioma: en.
Resumo: Aggressive manifestations of localism are a current concern among surfers and are becoming well known as a result of specialized media. The objective of this paper was to investigate this phenomenon through the examination of a specific case and empirical fieldwork that was conducted for an ethnography of São Paulo surfers. The data were obtained via participant observations and open interviews. The results indicate that conflicts generally begin as disputes over the best waves. Surfing has a general rule of "wave priority criteria," based on spatial positioning. However, this universal rule may be intentionally broken depending on surfers' sociability. Ethnic and class differences based on historical processes can exist in oppositional relationships among surfers and are manifested by categories of accusation or identity (in São Paulo's case, local, haole, roots, prego, and playboy). However, this category attribution is contextual and interchangeable because surfers circulate between groups and beaches while searching for waves.

Manifestações agressivas de localismo são preocupações entre surfistas e se tornam conhecidas pela mídia especializada. O objetivo deste trabalho foi investigar este fenômeno a partir de um caso específico por meio de pesquisa de campo conduzida para a etnografia entre surfistas da cidade de São Paulo. Os dados foram obtidos por observação participante e entrevistas abertas. Os resultados mostram que os conflitos geralmente começam com disputas pelas melhores ondas. O surfe institui uma regra geral de acordo com "critérios de prioridade pela onda" baseada no posicionamento espacial. No entanto, esta regra pode ser desobedecida propositalmente, de acordo com a sociabilidade dos surfistas. Diferenças étnicas e de classe baseadas em processos históricos aparecem como relações de oposição reveladas por categorias de acusação ou identidade (no caso de São Paulo: local, haole, roots, prego e playboy). Entretanto, como os surfistas circulam entre grupos e praias a procura de ondas sua atribuição é contextual e intercambiável.

Manifestaciones agresivas de localismo son una preocupación actual entre los surferos y se están convirtiendo en conocida en los medios especializados. El objetivo de este trabajo fue investigar este fenómeno a través de um caso específico y investigación de campo para la etnografía entre surferos de São Paulo. Los datos fueron obtenidos a través de observación participante y entrevistas abiertas. Los resultados muestran que los conflictos generalmente comienzan por disputas de las mejores olas. El surf tiene una regla general de acuerdo a "criterios de prioridad por la ola" baseados en posicionamento técnico. Sin embargo, esta regla universal puede ser desobedecida a propósito dependiendo de la sociabilidad de los surferos. Diferencias étnicas y de clase sobre la base de los procesos históricos aparecem en relaciones de oposición reveladas por categorías de acusación o de identidad (en el caso de São Paulo: local, haole, roots, prego y playboy). Sin embargo, como los surferos circulan entre grupos e playas en busca de las olas su atribución es contextual e intercambiable.
Descritores: Praias
Esportes
Territorialidade
Violência
Onda
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  2 / 2 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-604602
Autor: Bandeira, Marília Martins; Rubio, Kátia.
Título: "Do outside": corpo e natureza, medo e gênero no surfe universitário paulistano / \"From the outside\": body and nature, fear and gender in surfing
Fonte: Rev. bras. educ. fís. esp;25(1):97-110, jan.-mar. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: Ao objetivo primeiro desta pesquisa, descrever as dinâmicas do surfe e os significados de sua prática, em especial a relação ser humano/natureza estabelecida por meio do esporte, somaram-se outros objetivos: problematizar a aproximação do pesquisador de seu campo de investigação, a possibilidade de um pesquisador realizar uma investigação através de seu próprio corpo e discutir a questão de gênero no surfe. Sobre o objetivo primeiro desta pesquisa, vivendo e descrevendo as dinâmicas do surfe encontrou-se os significados da relação do surfista com o mar nas sensações corporais experimentadas nas técnicas do remar, sentar, dar o joelhinho e dropar a onda. Que ser capaz de passar a rebentação é associado a um retorno bem sucedido à comunhão do homem com a natureza, sendo as cores, formas e sensações do "outside" o privilégio daquele que vence as dificuldades do tornar-se e ser surfista. Mas, que estas sensações são tidas como possibilidades de corpos corajosos e hábeis, "a priori", entendidos como corpos masculinos. O surfe como campo em que o feminino é visto ainda como exceção dá a pensar que os esportes na natureza e a educação ao ar livre, embora tenham potencial de promover novas condutas políticas e a virtuosa sensibilidade ambiental, não estão livres de reproduzir outros padrões de dominação.

The main goal of this research is to describe the dynamics of surfing and its meanings, mainly the human/nature relation established through the sport. Meanwhile, other goals were added: discussing the approach to the field by the researcher, the possibility this researcher could investigate through her own body and the gender matter in the sport. About the main aim of the research, living and experiencing the sport itself, meaning, to the relation between the surfer and the sea, was found in the body sensations experienced through techniques such as paddling, sitting, duck diving and dropping a wave. Being able to go out is associated to a successful return to man's communion with nature, making outside's colors, shapes and sensations the privilege of whoever transposes the challenges and difficulties of becoming and being a surfer. However, these sensations are held as being only possible for courageous and agile bodies, at first, understood as male ones. Surfing as a field where the feminine is still the exception, allows the thinking that, even though nature sports and outdoor education have the potential to promote new political conducts and environmental sensitivity virtues, they are not free from reproducing other domination standards.
Descritores: Praias
Identidade de Gênero
Corpo Humano
Natureza
Sensação
Esportes
Onda
Limites: Humanos
Adulto
Responsável: BR13.2 - Biblioteca Central de Gragoatá



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde