Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP8.946.585.577 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 89 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 9 ir para página                      

  1 / 89 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-457886
Autor: Cardaci, Dora.
Título: Activismo, organización comunitaria y educación en salud / Activism, communitarian organization and education in health
Fonte: Invest. educ. enferm;13(1):65-73, mar. 1995.
Idioma: es.
Resumo: Actualmente, las formulaciones teóricas y la práctica que se han venido llevando a cabo en las últimas décadas en América Latina en el campo de la educación en salud son analizadas críticamente. Este proceso de revisión de experiencias y postulados que aparecían como incuestionables formula interrogantes sobre el significado de conceptos claves como participación, trabajo comunitario, organización de las poblaciones, activismo, multiplicación de los conocimientos. El presente artículo subraya, además, la importancia de tomar en cuenta el funcionamiento de las relaciones de intercambio y ayuda mutua y reflexionar sobre la relación personal de salud-grupos educativos para no caer en un populismo pedagógico ni en visiones estrictamente médicas de la educación en salud.
Descritores: Pessoal de Saúde
Educação em Saúde
Organização Comunitária
Responsável: CO103.1 - Biblioteca


  2 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-726773
Autor: Medina Maldonado, Venus Elizabeth.
Título: La mujer en la organización comunitaria y su articulación con instituciones del sector público y privado / Women in the community organization and their articulation with institutions of the public and private sector
Fonte: Av. enferm;32(2):228-234, jul.-dic. 2014.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El objetivo del presente estudio fue describir las vivencias de un grupo de mujeres pertenecientes a organizaciones comunitarias durante los procesos de negociación, diálogo y participación con instituciones del sector público y privado que prestan servicio a la ciudadanía. Corresponde a una investigación cualitativa razonada con el método fenomenológico; se seleccionaron intencionalmente cuatro participantes residentes en una comunidad urbana del municipio de Valencia, Estado Carabobo, Venezuela. La información se obtuvo a través de entrevistas semi-estructuradas. Para la sistematización de la información, se utilizó el programa computacional Atlas ti Versión Demo, el cual facilitó la formación de unidades de sentido y la estructuración de la experiencia. Los resultados señalaron que un factor de protección para las mujeres estudiadas fue el apoyo que proporciona el grupo familiar, ya que facilitó la presencia de este grupo en el escenario de la vida pública. La consolidación de las organizaciones comunitarias les ha permitido acceder a las estructuras de poder para obtener recursos o servicios en bien del colectivo. En cuanto a los procesos de articulación con las instituciones, la protesta y la presión predominaron en los discursos como la forma para convenir los recursos, los bienes y los servicios cuando sus solicitudes no fueron tomadas en cuenta.

The objective of this study was to describe the experiences of a group of women from communal organizations during the processes of negotiation, dialogue and participation with institutions of the private and public sector which lend a service to the citizenship. It belongs to a qualitative investigation reasoned with the phenomenological method; four participants were selected, from an urban community in the municipality of Valencia, Carabobo State, Venezuela. The information was obtained through semi-structured interviews. For the systematization of the information, the computer program Atlas ti Demo Version was used, which made possible the formation of units of sense and the structure for the experience. The results showed that a protection factor for studied women was the support from their family group, which facilitated the presence of this group in the public life. The consolidation of community organizations has allowed them to get access to the structures of power to obtain resources or goods for the collective sake. As for the articulation processes with the institutions, protest and pressure were dominant in the discourses as the way to agree about the resources, the goods and services when their requests were not taken seriously.

O objetivo do presente estudo foi descrever as vivências de um grupo de mulheres pertencentes a organizaçõescomunitárias durante os processos de negociação, diálogo e participaçãocom instituições do setor público e privado que prestam serviçoà cidadania. Corresponde a uma pesquisa qualitativa razoada com o método fenomenológico; selecionaram-se intencionalmente, quatro participantes residentes em uma comunidade urbana do município de Valencia, Estado de Carabobo, na Venezuela. A informação se obteve através de entrevistas semiestruturadas. Para a sistematização da informação se utilizou o programa computacional Atlas ti Versão Demo, o que facilitou a formação de unidades de sentido e a estruturação da experiência. Os resultados assinalaram que um fator de proteção para as mulheres estudadas, foi o apoio que proporciona o grupo familiar, já que facilitou a presençadeste grupo no cenário da vida pública. A consolidação das organizaçõescomunitárias, permitiu-lhes aceder àsestruturas de poder para obter recursos ou serviços para o bem-estar coletivo. No que se refere aos processos de articulaçãocom as instituições, o protesto e a pressão, predominaram nos discursos como a forma para conseguir os recursos, bens e serviçosquando as suas solicitaçõesnãoforam tomadas em consideração.
Descritores: Mulheres
Participação da Comunidade
Organização Comunitária
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: CO136.1 - Biblioteca


  3 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: lil-427682
Autor: Villela, Wilza; Veloso, José Carlos.
Título: Participação da sociedade civil no seguimento das ações frente à Aids no Brasil / Monitoring and evaluating actions implemented to confront AIDS in Brazil: civil society's participation
Fonte: Rev. saúde pública = J. public health;40(supl):88-93, abr. 2006.
Idioma: pt.
Resumo: A Declaração de Compromisso sobre o HIV/Aids das Nações Unidas recomenda que os governos realizem análises periódicas das suas ações frente à epidemia do HIV/Aids, com a participação da sociedade civil. Para isso, devem ser criados mecanismos e instrumentos específicos. O presente trabalho examina algumas das respostas do governo brasileiro a esta recomendação. Foi feita uma análise da proposta de seguimento contida na Declaração e sua adequação à realidade brasileira, em relação à participação da sociedade civil. Discutiram-se os limites e as potencialidades do MONITORAIDS, matriz de indicadores construída pelo Programa Nacional de DST/Aids para monitoramento da epidemia. Os resultados mostraram que a complexidade do MONITORAIDS dificulta sua utilização pelo conjunto de atores envolvidos na luta contra a Aids. Sugere-se que se estabeleçam mecanismos que facilitem a apropriação desse sistema por todos aqueles comprometidos com o enfrentamento da epidemia no País.
Descritores: Avaliação de Programas e Projetos de Saúde
Organização Comunitária
Participação da Comunidade
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida/prevenção & controle
-Brasil
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  4 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-412
Autor: Morel, Ana Paula Massadar.
Título: Educação popular em saúde e organização comunitária: um relato sobre os promotores de salud autónomos zapatistas em Chiapas/México / Popular health education and community organization: a report on the zapatista autonomous health promoters in Chiapas / Mexico
Fonte: Rev. APS;18(4):523-527, out. 2015.
Idioma: pt.
Resumo: O presente relato de experiência aborda as práticas dos promotores de salud autónomos zapatistas em uma comunidade indígena tojolabal localizada no estado de Chiapas, no México. O relato foi desenvolvido, a partir de trabalho de campo na região, onde foi possível acompanhar o início da formação dos promotores, como também entrevistar alguns deles. Essa experiência nos possibilita refletir sobre a organização comunitária na sua relação com os princí- pios da Educação Popular em Saúde, em uma situação específica em que os promotores de saúde não estão vinculados nem às políticas públicas, nem ao setor privado, mas à própria organização do movimento popular.

This experience report discusses the practices of the promotores de salud autónomos zapatistas in a tojolabal indigenous community in the state of Chiapas, Mexico. The report was developed from field work in the region, where it was possible to follow the formation of the promotores, as well as interview some of them. This experience enables us to reflect on the community organization in its relationship with the principles of Popular Education in Health, in a specific situation where promoters of health are bound neither to public policies nor to the private sector, but to the organization itself of the popular movement.
Descritores: Educação em Saúde
Participação da Comunidade
-Planejamento Social
Organização Comunitária
Autonomia Pessoal
Grupos Populacionais
Promoção da Saúde
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  5 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1047528
Autor: Morel, Ana Paula Massadar.
Título: Lekil kuxlejal: Bem Viver na saúde autônoma do movimento zapatista / Lekil kuxlejal: Good Living in the autonomous health of the zapatista movement / Lekil kuxlejal: Buen Vivir en la salud autónoma del movimiento zapatista
Fonte: RECIIS (Online);13(4):725-735, out.-dez. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: O Exército Zapatista de Liberação Nacional (EZLN) e suas bases de apoio são formados predominantemente por indígenas que vivem na região de Chiapas, no México. O movimento constrói uma profunda experiência de autonomia, o que passa por diferentes dimensões da vida coletiva. Neste artigo, pretendemos, a partir de um trabalho de campo realizado na região, nos focar na saúde autônoma. A concepção de saúde está estritamente relacionada com a noção de terra, já que para ter saúde é preciso pertencer a um cosmos, permeado pelo respeito recíproco entre os mais diferentes seres, em uma luta constante para engrandecer o ch'ulel (espírito) e, com isso, caminhar rumo ao lekil kuxlejal (Bem Viver). Para colocar em prática esses princípios, o cuidado em saúde é protagonizado pelos promotores autônomos de saúde e pelas assembleias comunitárias.

The Zapatista Army of National Liberation (EZLN, in Spanish) and its bases are formed predominantly by indigenous languages living in the region of Chiapas, Mexico. The movement builds a profound experience of autonomy, which goes through different dimensions of collective life. In this article, we intend, from a fieldwork carried out in the region, to focus on autonomous health. The conception of health is closely related to the notion of land, since in order to have health it is necessary to belong to a cosmos, permeated by mutual respect between the most different beings, in a constant struggle to ennoble the ch'ulel (spirit) and thus to walk to the lekil kuxlejal (Good Living). To put these principles into practice, healthcare is carried out by autonomous health promoters and communal assemblies.

El Ejército Zapatista de Liberación Nacional (EZLN) y sus bases de apoyo son formados predominantemente por indígenas que viven en la región de Chiapas, México. El movimiento construye una experiencia profunda de autonomía, que atraviesa diferentes dimensiones de la vida colectiva. En este artículo, nos proponemos, a partir de un trabajo de campo realizado en la región, enfocar la salud autónoma. La concepción de salud guarda una estrecha relación con la noción de tierra, ya que para tener salud es necesario pertenecer a un cosmos, impregnado por el respeto mutuo entre los seres más diferentes, en una lucha constante para engrandecer el ch'ulel (espíritu) y, de este modo, caminar hasta el lekil kuxlejal (Buen Vivir, también llamado Vivir Bien). Para poner en práctica estos principios, la asistencia en salud se lleva a cabo por los promotores autónomos de salud y por las asambleas comunitarias.
Descritores: Colonialismo
Capitalismo
Grupos Populacionais
Antropologia Médica
Antropologia Cultural
-Organização Comunitária
Racismo
Direitos Humanos
Cultura Indígena
AMERICAN NURSES' ASSOCIATIONABDOMINAL INJURIESABDOMEN
Promoção da Saúde
México
Limites: Humanos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  6 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-972227
Autor: López Lara, Luisa María.
Título: Participación comunitaria en salud en la zona 8 del municipio de Soyapango, San Salvador. Diciembre 2012.
Fonte: San Salvador; s.n; abr. 2013. 121 p. ilus, tab.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad Nacional Autónoma de Nicaragua. Centro de Investigaciones y Estudios de la Salud. Escuela de Salud Pública de Nicaragua para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este estudio realizado en las comunidades de la zona 8, del municipio de Soyapango,busca describir la participación comunitaria en salud existente en las comunidades, es unestudio cualitativo, para la obtención de resultados se utilizaron procesos interactivos,dirigidos a estudiar la opinión de personas lideres organizados y no organizados con lafinalidad de describir a profundidad cuales son los elementos que les motiva y los que leslimitan a organizarse y participar. Constituyendo junto a la comunidad las fuentes primas ycomo fuentes secundarias, la revisión documental. La recopilación de datos se realizómediante: entrevistas semiestructuradas, sesiones de grupo focal, observación duranterecorrido comunitario y revisión documental. Participaron en el estudio 12 comunidadesdonde permitieron el acceso. Los resultados que se obtuvieron son que la mayoría de lascomunidades poseen problemas y necesidades en salud que justifican estar organizados yabordar los problemas de forma participativa. Además de ello se identificó que la figuraprincipal de estructura organizativa son las directivas y una pequeña parte de comunidadesrepresentadas por comités de salud. Por lo que es importante destacar que la figura dedirectiva es clave y deben ser capacitadas para responder a las necesidades en salud. Enbase a esto, era importante evaluar el rol del agente institucional como organizador ypromotor de los procesos de salud en la comunidad. Obteniéndose que hay poca constanciapor parte de los agentes de las instituciones y poca instrucción para que fomenten laparticipación en las comunidades...
Descritores: Participação da Comunidade
Organização Comunitária
-Dissertações Acadêmicas como Assunto
Teses Eletrônicas
Limites: Humanos
Responsável: NI15.1 - CEDOC - Centro de Documentación e Información
NI15.1; T 723, WA 546, L 925, 2013


  7 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-937205
Autor: Penteado, Suzana A. F. de A; Ono, Yurica; Martins, Sandra R; Vieira, Maria Estela de S.
Título: Integração da Supervisão de Vigilância em Saúde Santo Amaro e Cidade Ademar com Atenção Básica, 2009 e 2010 na Coordenadoria Regional de Saúde Sul.
Fonte: São Paulo; Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo; 2010. 1 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Doenças, agravos e eventos de notificação compulsória (DNC) apresentam contínuas atualizações normativas, conforme sua ocorrência, incidência, prevalência, aprimoramento de tecnologia diagnóstica e de medidas de controle. Educação continuada é necessária para intercâmbio de informações e conhecimentos. A Supervisão de Vigilância em Saúde Santo Amaro/Cidade Ademar (SUVIS) possui em sua área de atuação em Vigilância Epidemiológica, 23 Unidades Básicas de Saúde (UBS), sendo 11 com Estratégia Saúde da Família. Conta com equipe multiprofissional capacitada a dar suporte técnico às UBS
Descritores: Organização Comunitária
Medidas em Epidemiologia
Saúde Pública
Aplicações da Epidemiologia
-Saúde da Família
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: BR1909.5 - Coordenadoria Regional de Saúde – Sul
BR1909.5; 614.2, P419i


  8 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-935010
Autor: Pará. Secretaria Especial de Estado de Governo-SEEG. Ação Social Integrado do Palácio do Governo-ASIPAG.
Título: Agenda cidadã: um serviço para todos.
Fonte: Belém-Pa; Secretaria Especial de Estado e Governo; 2002. 94 p.
Idioma: pt.
Descritores: Educação Infantil
Saúde Pública
-Organização Comunitária
Limites: Masculino
Feminino
Humanos
Responsável: BR276.2 - Biblioteca Doutor Orlando Costa
BR276.2; 35(811.5), P221a, R


  9 / 89 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Tenório, Fernando Guilherme
Id: biblio-870373
Autor: Tenório, Fernando Guilherme(coord); Bertho, Helena; Carvalho, Helenice Feijó de.
Título: Elaboração de projetos comunitários: uma abordagem prática / Development of community projects: a practical approach.
Fonte: São Paulo; Loyola; 1995. 86 p. (Brasil dos trabalhadores, 10).
Idioma: pt.
Descritores: Metodologia
Formulação de Projetos
Projetos de Investimento Social
População Urbana
-Cultivos Agrícolas
Creches
Organização Comunitária
Planejamento Social
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 307.12, T312e


  10 / 89 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-736094
Autor: Rosa, Leandro Amorim; Silva, Ana Paula Soares da.
Título: Sujeito polític dramático: mudanças vivenciadas por uma militante do mst / Sujetopolítico ddramático: los cambios experimentados por una activista del mst / Politicl and draamatic subjectivity: changes lived by a militant of mst
Fonte: Psicol. soc. (Online);27(1):47-57, Jan-Apr/2015.
Idioma: pt.
Projeto: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP.
Resumo: O artigo explora a dinâmica da relação entre os diferentes papéis de uma mulher no seu processo de envolvimento em um movimento social de luta pela terra e busca compreender os significados e sentidos que atribui a tal processo. A partir das contribuições da psicologia histórico-cultural, em articulação com conceitos gramscianos, a práxis política desta militante é discutida tendo como foco os processos de mudança em seu drama subjetivo. O corpus empírico foi construído por meio de duas entrevistas com a participante da pesquisa. Com base na análise do material, defendemos que a práxis política deve ser entendida como um processo em constante movimento e transformação, relacionado a múltiplos papéis e dimensões diversas: social e pessoal; objetiva e subjetiva; cognitiva e afetiva. Nessa perspectiva, drama subjetivo e política não apenas se relacionam, mas se interpenetram; o sujeito dramático passa a ser visto necessariamente como sujeito político...

El artículo explora la dinámica de la relación entre los distintos papeles de una mujer en su proceso de participación en un movimiento social de lucha por la tierra y trata de comprender los significados y sentidos que atribuye al proceso. A partir de los aportes de la psicología histórico-cultural, en conjunto con la concepción gramsciana, se discute la praxis política de esta militante centrándose en los procesos de cambio en su drama subjetivo. El corpus empírico fue construido a través de dos entrevistas. A partir del análisis del material, sostenemos que la praxis política debe ser entendida como un proceso en movimiento y en constante transformación, relacionado con múltiples funciones y dimensiones: sociales y personales; objetiva y subjetiva; cognitiva y afectiva. Desde esta perspectiva, drama subjetivo y política no sólo se relacionan pero se interpenetran; el sujeto dramático pasa a ser visto necesariamente como sujeto político...

The article explores the dynamics of the relationship between the different roles played by a woman in her involvement with a rural social movement and searches to understand the meanings and senses that she attributes to this process. From the contributions of cultural-historical psychology and Gramscian concepts, the political praxis of this militant is discussed focusing on the processes of change in her subjective drama. The empirical corpus was constructed through two interviews with the research participant. From the analysis of the material, we argue that the political praxis must be understood as a process in constant motion and transformation, related to multiple roles and different dimensions: social and personal, objective and subjective, cognitive and affective. From this perspective, drama and politics are not only related, but interpenetrated; the dramatic subjectivity is also political...
Descritores: Organização Comunitária
Mulheres/psicologia
Política Pública
Mudança Social
Problemas Sociais
Limites: Humanos
Responsável: BR574.2 - Biblioteca



página 1 de 9 ir para página                      
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde