Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP8.946.585.613 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 46 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 46 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-970908
Autor: Santos, Edmilson Santos dos; Starepravo , Fernando Augusto.
Título: Estrutura político-administrativa dos governos municipais do Piauí e investimento no esporte e no lazer / Political-administrative structure of municipal governments in Piauí and investment in sport and leisure
Fonte: Licere (Online);21(4):i:166-f:183, dez2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A participação dos governos municipais no investimento do esporte e do lazer é uma temática ainda pouco estudada e pouco se sabe sobre o assunto. Consequentemente, não temos informações se ter uma secretaria exclusiva de esporte aumentaria os investimentos. Nesse sentido, o presente estudo, de natureza descritiva buscou analisar se a estrutura político administrativa das prefeituras municipais do estado do Piauí interfere na capacidade de investimentos na Função Desporto e Lazer (FDL) per capita no ano de 2013. Concluiu-se que a estrutura político administrativa não interferiu na capacidade de gasto per capita na FDL.

The participation of municipal governments in investment in sport and leisure is still a less investigated topic and little is known regarding it. As a consequence, there are no information whether having an exclusive sport office would increase investments. For that matter, the present descriptive study aimed to analyze if the political-administrative structure of municipal governments in the state of Piauí had any interference in the per capitainvestment capacity in the Sports and Leisure Function (SLF) in 2013. It was concluded that the political-administrative structure has not interfered in the expense per capita capacity in SLF.
Descritores: Política Pública
Esportes
Reforma Urbana
Planejamento de Cidades
Organização Municipal
Federalismo
Atividades de Lazer
Governo Local
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: BR21.1 - Biblioteca J Baeta Vianna- Campus Saúde UFMG


  2 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-997181
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenação da Atenção Básica.
Título: UBS unidade básica de saúde reorganização do processo de trabalho acolhimento à demanda espontânea / UBS basic health unit reorganization of the work process host spontaneous demand.
Fonte: São Paulo; SMS; out. 2015. 30 p.
Idioma: pt.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Centros de Saúde
Gestão em Saúde
Organização Municipal
-Indicadores Básicos de Saúde
Triagem
Vulnerabilidade em Saúde
Acolhimento
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR59.2 - Núcleo de Documentação
BR2101; 614.2, S239u


  3 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-983096
Autor: Buenos Aires. Subsecretaria de Modernización del Estado.
Título: Guía de orientaciones metodológicas para la formulación de planes estratégicos.
Fonte: La Plata; Subsecretaria de Modernización del Estado; 2008. 23 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La modernización del Estado es un proceso complejo que requiere de un fuerte compromiso político, de capacidades técnicas adecuadas y de una visión de largo plazo que permita institucionalizar las mejoras y los cambios organizacionales...
Descritores: Organização Municipal
Limites: Masculino
Feminino
Seres Humanos
Tipo de Publ: Livros de Texto
Responsável: AR381.1 - Centro de Documentación de Excelencia en Salud
AR381.1; CAL30


  4 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-982735
Autor: Freitas, Josiane Filus; Araújo, Paulo Ferreira.
Título: Inclusão escolar e educação física: a participação dos professores de Hortolandia SP / Physical education and school inclusion: the participation of teachers in Hortolândia-SP / Inclusión escolar y educacion fisica: la participacion de los profesores de la ciudad de Hortolândia-Sp
Fonte: Pensar prát. (Impr.);17(1):228-241, jan.-mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste artigo foi apresentar a participação dos professores de Educação Física na inclusão escolar de crianças com deficiência do município de Hortolândia-SP. Por meio da análise de conteúdo realizada a partir dos questionários aplicados, pudemos perceber que o grupo formado por 13 professores não participa no processo de identificação e encaminhamento de crianças para avaliação, não recebe informações sobre o aluno com deficiência, e realiza adaptações das atividades de aula. Concluímos que o município de Hortolândia necessita promover uma aproximação dos professores de Educação Física com o processo de inclusão escolar, por meio de cursos de sensibilização e formação continuada.

The objective of this study was to present the participation of physical education teachers in the school inclusion for children with disabilities in Hortolandia City, SP. The content analysis performed from the questionnaires, it was possible to notice that the group of 13 teachers do not participate in the process of identification and engagement of children for evaluation and do not receive information about the disable student and identified the need for adjustments in class activities. The conclusion was that the City of Hortolandianeeds to promote an approach of EF teachers with school inclusion, through awareness courses and continuing education.

Lo objetivo del artículo fue enseñar cual es la participación de los profesores de Educación Física para la inclusión escolar de chicos con discapacidad de la ciudad de Hortolândia– SP. Fue utilizada la análisis de contenido para el estudio de cuestionarios rellenados por profesores. Percibimos que 13 maestros no participan del proceso que objetiva identificary encaminar niños para evaluación, no reciben informaciones sobre los estudiantes con discapacidad y realizan adaptaciones en las actividades de clase. Concluimos que laciudad de Hortolândia necesita promover la aproximación de los profesores de EF con el proceso inclusivo escolar, por intermedio de cursos para sensibilización y formación continuada.
Descritores: Crianças com Deficiência/educação
Inclusão Educacional
Organização Municipal
Educação Física e Treinamento
-Currículo
Relações Familiares
Relações Interpessoais
Limites: Masculino
Feminino
Seres Humanos
Adulto Jovem
Adulto
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  5 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-906766
Autor: Leal, Daniele Lopes.
Título: Análise do estágio de desenvolvimento da rede de atenção à saúde bucal no Sistema Único de Saúde em Minas Gerais - Brasil / Analysis of the stage of development of the network of oral health care in the health system in the State of Minas Gerais-Brazil.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2017. 108 p. ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal de Minas Gerais. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: Este estudo objetivou analisar o estágio de desenvolvimento da rede de atenção à saúde bucal no estado de Minas Gerais em relação às variáveis individuais dos coordenadores municipais de saúde bucal (sexo, escolaridade, idade, tempo de formado e de coordenação) e também ao fator de alocação de recursos financeiros destinados à saúde (FA) dos municípios, a cobertura de saúde bucal na Atenção Primária à Saúde (APS) total e na Estratégia de Saúde da Família (ESF) e a macrorregião de saúde neste desenvolvimento. Foi realizado um estudo transversal descritivo e analítico com 205 coordenadores municipais de saúde bucal de Minas Gerais. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário validado para analisar o estágio de desenvolvimento da rede de atenção à saúde bucal, que foi aplicado aos coordenadores municipais de saúde bucal de Minas Gerais. O instrumento foi enviado para os participantes por e-mail. Foram realizadas as análises descritiva e de cluster, que gerou dois clusters. O cluster 1 foi classificado como redes de atenção à saúde incipientes, (n=109). Já o cluster 2 foi classificado como redes de atenção à saúde avançadas (n=96). A mediana total de pontuação final dos questionários classificou Minas Gerais como um estado que apresenta redes de atenção à saúde incipientes, com uma capacidade básica para operar as redes de atenção à saúde bucal, refletindo a predominância do cluster 1 na amostra. As variáveis relacionadas ao coordenador de saúde bucal (idade, tempo de formado, tempo de coordenação, gênero e escolaridade), FA, cobertura de APS) e macrorregião de saúde dos municípios pesquisados foram comparadas aos clusters. Não houve associação quando as variáveis idade, tempo de formado, e tempo de coordenação (teste de Mann-Whitney), sexo e escolaridade do coordenador (Teste X2 de Pearson e Teste Exato de Fisher, respectivamente), fator de alocação e macrorregião (Testes X2 de Pearson e Teste Exato de Fisher) foram comparadas com os clusters. Houve associação com a cobertura de APS (Teste de Mann-Whitney). A análise descritiva mostrou que a maioria dos municípios foi classificada no FA 1 e 2, as macrorregiões com maior número de municípios são Sul e Sudeste e a mediana de cobertura de APS total é de 100%, e de 78,1% para cobertura de saúde bucal na ESF. Para garantir a efetividade da rede de atenção à saúde bucal no Sistema Único de Saúde (SUS) de Minas Gerais, é essencial a organização dos serviços de acordo com as necessidades da população, por meio da qualificação de sua estrutura operacional, além de investimentos na qualificação da gestão. Os achados sugeriram que a cobertura de APS está relacionada com a efetividade da implantação da rede de saúde bucal

This study to analyze the development stage of the oral health care network in the state of Minas Gerais and also to verify the impact of the allocation factor (FA) of the municipalities, the oral health coverage in the Primary Health Care (APS) and in the Family Health Strategy (ESF) and the macro-region of health in this development. A cross-sectional descriptive and analytical study was carried out with 205 municipal oral health coordinators from Minas Gerais. Data collection was performed through a validated questionnaire to analyze the development stage of the oral health care network. descriptive and cluster analysis were performed, which generated two clusters. Cluster 1 was classified as incipient health care networks, (n= 109). Cluster 2 was classified as advanced health care (n=96). The total median of the final scores of the questionnaires classified Minas Gerais as a state preswnting incipient health care networks, with a basic capacity to operate the oral health care betworks, reflecting the predominance of cluster 1 in the sample...
Descritores: Assistência Odontológica/organização & administração
Serviços de Saúde Bucal/organização & administração
Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Sistema Único de Saúde/organização & administração
-Distribuição por Idade e Sexo
Estudos Transversais
Organização Municipal
Inquéritos e Questionários/estatística & dados numéricos
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca
BR365.1; D047, L435a, 2017. T


  6 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Luiza, Vera Lúcia
Id: lil-736643
Autor: Oliveira, Jardel Corrêa de; Leite, Silvana Nair.
Título: Operacionalizando a assistência farmacêutica no nível municipal / Operationalising pharmaceutical services at the municipal level
Fonte: In: Osorio-de-Castro, Claudia Garcia Serpa; Luiza, Vera Lucia; Castilho, Selma Rodrigues de; Oliveira, Maria Auxiliadora; Jaramillo, Nelly Marin. Assistência farmacêutica: gestão e prática para profissionais da saúde. Rio de Janeiro, Editora Fiocruz, 2014. p.399-406.
Idioma: pt.
Descritores: Organização Municipal
Assistência Farmacêutica
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Bibliografia
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; 615.1, O83a


  7 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-694127
Autor: Vieira, Vladen; Andrade, Flávia Reis de; Castro, Cláudio Gastão Junqueira de; Bighetti, Tania Izabel; Narvai, Paulo Capel.
Título: Municipalização de serviços de saúde segundo profissionais de saúde bucal em um município do interior do estado de São Paulo, Brasil / Municipalization of health services according to oral health professionals in an upstate São Paulo municipality in Brazil
Fonte: Saúde Soc;22(3):795-803, jul.-set. 2013.
Idioma: pt.
Resumo: No período de construção institucional do Sistema Único de Saúde (SUS), o processo de descentralização teve na municipalização dos serviços de saúde um dos seus principais vetores estratégicos. Contudo, são raros os estudos que se ocuparam da percepção que os trabalhadores do setor têm sobre esse processo, notadamente na área de saúde bucal. Neste artigo coloca-se em relevo a opinião de profissionais de odontologia do município de Itapira (SP) a respeito da municipalização da saúde e seu significado. Os dados foram obtidos mediante entrevista individual e semiestruturada com um grupo de oito informantes-chave, composto por cirurgiões-dentistas e auxiliares de saúde bucal, com trajetória de atuação no serviço municipal de saúde anterior à criação do SUS. Fez-se análise de discurso empregando-se a técnica do discurso do sujeito coletivo. Constatou-se que, em relação à municipalização, os entrevistados apresentaram dificuldade em conceituá-la e identificaram-na como favorecedora de uma presença mais bem organizada da odontologia no SUS, tais como a proximidade com instâncias gestoras beneficiando, por exemplo, a implantação e acompanhamento de programas e a aquisição de equipamentos e materiais. Além disso, reconheceram que a municipalização: 1) impulsionou a qualificação dos cuidados básicos; 2) possibilitou uma gradativa ampliação da resolutividade dos serviços contribuindo para responder às demandas mais prevalentes; e 3) criou condições favorecedoras da superação da excessiva valorização de procedimentos mutiladores, que caracterizou o setor no período pré-SUS. Conclui-se que os entrevistados perceberam, na concretude de sua ação cotidiana, o impacto positivo da municipalização na organização do serviço público odontológico.

During the setting up of the National Health System (SUS), one of the main strategic vectors in the process of decentralization was the municipalization of the health services. However, few studies have addressed the perceptions of this process, particularly in the field of ​​oral health, held by workers in this sector. This article highlights the opinions of dental professionals in the municipality of Itapira (São Paulo) on the significance of the municipalization of health. Data was collected through individual semi-structured interviews with a group of eight key informants, consisting of dentists and dental health assistants already working in the municipal health service before the introduction of SUS. Discourse analysis was undertaken using the collective subject discourse technique. As regards municipalization, it was found that respondents had difficulty conceptualizing it and identified it as favoring a better organized dental service in the SUS, involving such areas as the proximity with management levels which benefit, for example, the implementation and monitoring of programs and the acquisition of equipment and material. In addition, they recognized that municipalization: 1) boosted the qualification of primary care, 2) allowed for a gradual expansion of the resolvability of services and thereby contributed to meeting the more prevalent demands, and 3) created favorable conditions for overcoming the problem of excessive appreciation of mutilating procedures which had characterized the sector in the pre-SUS era. This study concluded that the respondents perceived the positive impact of municipalization in the organization of public dental services in the reality of their daily activity.
Descritores: Política
Assistência à Saúde
Serviços de Saúde
Organização Municipal
Saúde Bucal
Odontologia em Saúde Pública
Sistema Único de Saúde
-Entrevistas como Assunto
Pesquisa Qualitativa
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  8 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-589090
Autor: Pastor Seller, Enrique.
Título: Gobernanza de las políticas de proximidad: análisis de calidad y rendimiento democrático de los Consejos Locales Bienestar (Murcia, Espana) / Proximity social policies government: quality and democratic improvement analysis of local council of well being (Murcia, Spain)
Fonte: Rev. adm. pública;45(2):377-399, mar.-abr. 2011.
Idioma: es.
Resumo: El artículo presenta un análisis y evaluación de las oportunidades, contribuciones y limitaciones que presentan los órganos de participación institucionalizada en materia de servicios sociales municipales para profundizar en los procesos democratizadores de las políticas sociales públicas gestionadas por las administraciones locales, así como las propuestas y alternativas que desde sus actores participantes supondría su intensificación para la gobernanza local y la eficacia de centros, organizaciones y profesionales de la intervención social. Para su adecuada ilustración y contextualización se alude a la línea de reformas que introducen las recomendaciones y normas de carácter internacional, nacional, así como las nuevas leyes de servicios sociales autonómicas y los hallazgos y conclusiones obtenidos en una investigación empírica sobre participación ciudadana en las políticas sociales de la región de Murcia, contrastando y comparando sus resultados con realidades y tendencias observadas en otros estudios y experiencias.
Descritores: CITIZEN PARTICIPATION
Planejamento Social
Administração Municipal
Política Pública
Participação da Comunidade
Política Pública
Participação Social
Serviço Social
Serviço Social/organização & administração
-Governo Local
Organização Municipal
Espanha
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  9 / 46 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-521678
Autor: São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Centro de Vigilância Sanitária.
Título: Municipalização das ações de vigilância sanitária no município de São Paulo / Health surveillance actions municipality at São Paulo city.
Fonte: São Paulo; s.n; jun. 1993. [23] p. mapas, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A saúde de uma população relaciona-se à forma como está organizada a produção e a apropriação de bens e serviços em uma determinada sociedade. Assim, a saúde é a resultante de um conjunto de condições relaciondas ao trabalho, habitação, transporte, saneamento, lazer, liberdade, posse da terra, e também acesso aos serviços de saúde. A ação sobre os determinantes da saúde/doença requer uma articulação entre os diferentes setores responsáveis pelas políticas públicas com interesse específico pelas políticas sociais. A partir destas concepções, ao setor saúde cabem outros papéis que não apenas reparar os danos já existentes mas também promover e preservar a saúde. Ao lado da necessidade de ampliar e melhorar a qualidade da cobertura da assistência médica, é fundamental atuar sobre um elenco de condições que têm influência no desenvolvimento do processo saúde-doença ao nível da coletividade e que tradicionalmente compõe as atividades denominadas de vigilância epidemiológica e sanitária e de saúde ambiental. No Brasil, por razões que devem ser buscadas na história da organização institucional do País, bem como na história do desenvolvimento das políticas sociais, as atividades do campo da saúde ambiental e vigilância organizaram-se de forma fragmentada e pontual, visando...
Descritores: Política
Vigilância Sanitária
Organização Municipal
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA541, S239mav, 1993; BR1763.1


  10 / 46 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-521677
Autor: São Paulo(Estado) Secretaria da Saúde. Centro de Vigilância Sanitária.
Título: Municipalização da vigilância sanitária: o papel do Estado / Health surveillance municipalities: state function.
Fonte: São Paulo; s.n; jun. 1993. [17] p.
Idioma: pt.
Resumo: Houve um momento, na história do setor Saúde no Brasil, em que a maioria das decisões e mesmo das ações era centralizada nos orgãos federais. Ao longo do tempo, este procedimento foi se alterando e o Estado passou a assumir, cada vez mais, o seu papel neste âmbito. Dentro do Estado houve também o momento da regionalização, da descentralização dos poderes, recursos e responsabilidades pela execução das ações. Hoje, o setor Saúde vive a etapa final deste processo, quando caberá, enfim, ao Município, como último elo da organização político administrativa do País, gerir instituições e recursos e da despesa e, sobretudo, o controle de sistema por parte da população diretamente envolvida. Neste documento é dado enfoque ao paela da esfera estadual, não para segmentar...
Descritores: Política
Vigilância Sanitária
Organização Municipal
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2; WA541, S239mun, 1993; BR1763.1



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde