Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP9 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 190 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 19 ir para página                         

  1 / 190 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-985651
Autor: Coelho Ribas, João Luiz; Garcia Rodrigues, Izabelle Cristina; Garcia, Ivana de França; Pereira dos Santos, Vera Lucia.
Título: Bioética: análise da compreensão de biodireito por meio de cases / Bioética: análisis de la comprensión del bioderecho por medio de casos / Bioethics: Analysis of the Understanding of Biolaw Using Cases
Fonte: Rev. latinoam. bioét;18(2):185-194, jul.-dic. 2018. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo As ações de saúde contra o Estado tornam-se cada vez mais comuns. A discussão gira em torno dos medicamentos e tratamentos que não estão no rol de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS). O objetivo deste estudo é analisar o comportamento ético dos estudantes de pós-graduação da área de saúde, diante de situações que envolvem a ética e o direito dos cidadãos. Os pesquisadores utilizaram a metodologia de pesquisa de campo, por meio da aplicação de um questionário online que continha um texto com dilemas éticos e de biodireito. Os resultados apontaram que a maioria dos entrevistados demonstrou empatia pelas ações requeridas pelos cidadãos; segundo os alunos, o Estado tem condições financeiras para isso, além de ser seu dever. Finalmente, pode-se perceber que os princípios bioéticos são analisados de acordo com a sua percepção de vida, mesmo diante de situações conflituosas em que o coletivo pode ser prejudicado ante a individualização.

Resumen Las acciones de salud en contra del Estado se vuelven cada vez más comunes. La discusión es acerca de medicamentos y tratamientos que no están en la lista de servicios del Sistema Único de Salud de Brasil. El objetivo del artículo es analizar la conducta ética de los estudiantes de posgrado en el área de la salud, en situaciones que implican la ética y los derechos de los ciudadanos. Los investigadores utilizaron la metodología de investigación de campo mediante la aplicación de un cuestionario en línea que contenía un texto con dilemas éticos y de bioderechos. Los resultados permiten observar que la mayoría de los entrevistados demostró empatía por las acciones requeridas por los ciudadanos; según los estudiantes, el Estado tiene las condiciones financieras para ello, además es su deber. Por último, se puede notar que los principios bioéticos se analizan en función de su percepción de la vida, incluso ante situaciones de conflicto en que el colectivo puede ser perjudicado ante la individualización.

Abstract Healthcare-related legal actions against the state have become increasingly common. The discussion revolves around drugs and treatments that are not in the SUS service list. The aim of this article is to analyze the ethical behavior of graduate health sciences students in situations involving ethics and citizen rights. Researchers used the field research method by administering an online questionnaire which contained a text with ethical and biolaw dilemmas. Results showed that the majority of respondents felt empathy for the actions brought by citizens; according to the students, the state has the financial conditions and is obliged to take care of them. Finally, it can be noted that bioethical principles are analyzed based on their perception of life, even in the face of conflicting circumstances in which the community may be harmed by individualization.
Descritores: Bioética
-Direitos do Paciente
Direito Sanitário
Direito à Saúde
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO87 - Hemeroteca de la Universidad Militar Nueva Granada


  2 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1284484
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Superintendencia Nacional de Salud.
Título: Guía práctica para el ejercicio y la promoción de derechos en salud: Guíame a mis derechos / Practical guide for the exercise and promotion of health rights: Guide me to my rights.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Superintendencia Nacional de Salud; Ago. 2017. 36 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación brinda las pautas como material de apoyo para actividades de capacitación a personal de salud y líderes de organizaciones sociales, a fin de contribuir a la construcción y fortalecimiento de una cultura de ejercicio de derechos en salud, que permitirá conocer, ejercer y promover los derechos en salud
Descritores: Direito Sanitário
Direito à Saúde
Promoção da Saúde
Tipo de Publ: Guia
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  3 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Wender, Maria Celeste Osório
Texto completo
Id: biblio-1224063
Autor: Wender, Maria Celeste Osório; Damásio, Lia Cruz Vaz da Costa.
Título: A vacinação de ginecologistas e obstetras no contexto da COVID-19 / Vaccination of gynecologists and obstetricians in the context of COVID-19
Fonte: Femina;49(2):92-95, 20210228.
Idioma: pt.
Descritores: Programas de Imunização
Vacinas contra COVID-19/provisão & distribuição
Vacinas contra COVID-19/uso terapêutico
COVID-19/prevenção & controle
Ginecologia
Prioridades em Saúde
Obstetrícia
-Médicos
Médicas
Estratégias de Saúde Nacionais
Brasil/epidemiologia
Direito Sanitário
Gestantes
Vacinas contra COVID-19/efeitos adversos
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Responsável: BR1365.1 - Biblioteca Biomédica A - CB/A


  4 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1252190
Autor: Coelho, Tiago Lopes; Lopes, Luciana de Melo Nunes; Campos Neto, Orozimbo Henriques; Figueiredo, Thales Pimenta de; Andrade, Eli Iola Gurgel.
Título: A propriedade intelectual na judicialização da assistência farmacêutica: uma demanda estrutural em defesa do Sistema Único de Saúde / Intellectual property in the judicialization of pharmaceutical assistance: a structural demand in defense of the Brazilian National Health System
Fonte: Saúde Soc;30(1):e190781, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este trabalho investiga a participação do Sistema de Justiça no processo de efetivação do direito à saúde por meio do confronto de dois caminhos para a atuação judicial. De um lado, a forma predominante, marcada pela individualização das demandas, pela incapacidade de alcançar as falhas políticas que determinam a extensão da oferta de prestações em saúde e pelo potencial de desorganizar o Sistema Único de Saúde (SUS). De outro, uma perspectiva estrutural de atuação que aproxima a intervenção judicial dos conflitos determinantes para a consolidação e sustentabilidade do sistema público de saúde. A partir da análise de pedidos judiciais para acessar os fármacos ranibizumabe e bevacizumabe em Minas Gerais, investiga-se a mudança de cenário esperada no caso de uma atuação judicial estrutural pelo Supremo Tribunal Federal no tratamento das Ações Diretas de Inconstitucionalidade nº 4.234/DF e 5.529/DF. Os resultados apontam para a importância de o Sistema de Justiça privilegiar uma perspectiva estrutural. No atual contexto, marcado por ataques cada vez mais explícitos ao direito à saúde, é fundamental que o Sistema de Justiça participe do processo de efetivação do SUS de forma mais coerente e consciente dos conflitos que definem as possibilidades de construção de um sistema público universal. A crise econômica, o agravamento do subfinanciamento da saúde (em especial devido à Emenda Constitucional nº 95/2016) e o preço insustentável dos novos medicamentos - implicando sua crescente participação na totalidade dos gastos em saúde - apontam para a necessidade de que questões estruturais alcancem centralidade na judicialização da saúde.

Abstract This work investigates the participation of the Justice System in the process of realizing the right to health through the confrontation of two paths for judicial action. On the one hand, the predominant path, marked by the individualization of demands, the inability to reach political failures that determine the extent of health benefits provision and the potential to disorganize the Brazilian National Health System (SUS). On the other one, a structural perspective which brings judicial interventions closer to decisive conflicts that impact the consolidation and sustainability of the public health system. Based on the investigation of lawsuits requesting access to ranibizumab and bevacizumab in Minas Gerais, we analyzed the change of scenario that would be expected if the Federal Supreme Court made structural decisions when judging the Direct Actions of Unconstitutionality 4,234/DF and 5,529/DF. The results point to the importance of the Justice System privileging a structural perspective. In the current context, marked by increasingly explicit attacks to the right to health, it is essential that the Justice System participate in the process of implementing SUS in a coherent way, aware of the conflicts that define the possibilities of building a universal public system. The economic crisis, the worsening of the underfunding of health (especially due to the Constitutional Amendment 95/2016) and the unsustainable price of new drugs - resulting in their increasing participation in the totality of health expenditures - point to the need for structural issues to achieve centrality in the judicialization of health.
Descritores: Sistema Único de Saúde
Gastos em Saúde
Direito Sanitário
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Judicialização da Saúde
Política de Saúde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  5 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1252181
Autor: Rodrigues, Julliana Luiz; Falcão, Marcia Thereza Couto.
Título: Vivências de atendimentos ginecológicos por mulheres lésbicas e bissexuais: (in)visibilidades e barreiras para o exercício do direito à saúde / Experiences of gynecological care by lesbian and bisexual women: (in)visibility and barriers to the exercise of the right to health
Fonte: Saúde Soc;30(1):e181062, 2021. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Embora lésbicas e mulheres bissexuais tenham sido incluídas nas políticas de saúde, na busca por uma atenção integral e que inclua o reconhecimento da diversidade sexual, a discriminação persiste nos espaços de atenção à saúde, especialmente nas consultas clínicas. Este trabalho, de vertente qualitativa, teve por objetivo discutir, a partir das percepções e vivências dessas mulheres, as relações estabelecidas nas consultas ginecológicas, abordando especificamente a (não) revelação da condição de lésbica/bissexual, as experiências com exames e orientações pertinentes à sexualidade e as dificuldades de negociação de condutas. A produção dos dados empíricos deu-se por meio de entrevistas semiestruturadas com doze lésbicas e cinco mulheres bissexuais. Os resultados apontam para a invisibilidade bissexual no contexto clínico, para as dificuldades na consulta ginecológica tanto para lésbicas quanto bissexuais e para o temor das mulheres quanto à exposição da orientação sexual, bem como o não reconhecimento de sua sexualidade. Nesse sentido, as consultas em ginecologia continuam centradas em pressupostos heteronormativos, preponderando aspectos reprodutivos em detrimento dos aspectos sexuais da vida.

Abstract Although lesbian and bisexual women have been included in health policies, in the search for comprehensive care, including the recognition of sexual diversity, discrimination persists in health care spaces, especially in clinical consultations. Based on the perceptions and experiences of these women, this qualitative study discusses, the relationships established in gynecological consultations, addressing the disclosure of the status of being lesbian/bisexual, experiences with exams and guidelines relevant to sexuality and the difficulties of negotiating conduct. The production of empirical data took place through semi-structured interviews with twelve lesbians and five bisexuals. The results point to bisexual invisibility in the clinical context. Difficulties in gynecological consultation involve fears regarding the exposure of sexual orientation, as well as the non-validation of their sexuality. Consultations in gynecology remain centered on heteronormative assumptions. Thus, they operate with a preponderance of reproductive aspects to the detriment of sexual aspects of life.
Descritores: Bissexualidade
Homossexualidade Feminina
Sexualidade
Direito Sanitário
Atenção à Saúde
Pesquisa Qualitativa
Política de Saúde
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  6 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: lil-318880
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria Executiva.
Título: Legislação em saúde mental: 1990-2002 / Mental Health Legislation: 1990-2002.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 2002. 166 p. graf. (Série E. Legislação de Saúde).
Idioma: pt.
Resumo: A Coordenação-Geral de Documentação e Informação, por meio do Centro Cultural da Saúde, reedita esta coletânea de atos legais e normativos referentes à área de saúde mental, devidamente revista e atualizada. As duas primeiras edições, totalizando 10.000 exemplares, esgotaram se em menos de um ano, após distribuição a gestores, profissionais e usuários de serviços de saúde em todo o território nacional, além de instituições congêneres em outros países. Esta nova edição, tal como as pregressas, pretende contribuir para o processo em curso de reestruturação da assistência em saúde mental no Brasil, apresentando um conjunto de novos atos normativos oriundos da esfera federal do SUS, que, atendendo ao postulado na III Conferência Nacional de Saúde Mental, ampliam as possibilidades de oferta da rede de atenção comunitária em Saúde Mental no País. Como habitual, a expectativa desta publicação é que o conhecimento das normas legais auxilie na adoção de novas práticas em Saúde Mental, com ênfase na inclusão social.
Descritores: Saúde Mental/legislação & jurisprudência
Direito Sanitário
Sistemas Públicos de Saúde
Serviços de Saúde Mental/legislação & jurisprudência
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR599.1; WM32, B823l, 2002,3ed,MT; BR599.1; WM32, B823l, 2002,3ed,e.2,AGE; BR599.1; WM32, B823l, 2002,3ed,e.3,AGE; BR1599.1, t00520


  7 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1129012
Autor: Conselho Nacional de Saúde (Brasil).
Título: Carta dos direitos dos usuários da saúde - 2018 / Charter of health users' rights.
Fonte: Brasília; Conselho Nacional de Saúde; 2018. 28 p.
Idioma: pt.
Resumo: Todas as pessoas têm direito á saúde de qualidade no Brasil, como prevê a Constituição de 1988. O governo precisa garantir a promoção da saúde, o acesso, a prevenção, a proteção, o tratamento e a recuperação das cidades e cidadãs no país. Isso inclui o processo de escuta, acolhimento e atenção ás demandas de todas as pessoas em territórios brasileiros. Por esse motivo é importante que a população saiba quais são os seus direitos diante o Sistema Único de Saúde (SUS), uma das maiores políticas do mundo.
Descritores: Defesa do Paciente/legislação & jurisprudência
Direito Sanitário
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1224166
Autor: Guatemala. (Leyes, etc.).
Título: Crear las comisiones para la conducción de la estrategia nacional de redes integradas de servicios de salud de Guatemala ­ ENRISSG-. Acuerdo ministerial No. 275-2020 / Create the commissions for the conduct of the national strategy of integrated networks of health services in Guatemala - ENRISSG-. Ministerial Agreement No. 275-2020.
Fonte: Guatemala; MSPAS; 2 dic. 2020. 4 p.
Idioma: es.
Resumo: Siguiendo las directrices del Acuerdo ministerial No. 246-2010 (Normativa para la categorización y habilitación de la red de servicios de salud), este nuevo documento acuerda nombrar comisiones para el cumplimiento de dicha estrategia. Lo define como un "instrumento legal con el propósito de crear las comisiones para la conducción de la referida estrategia". Además, en el documento se hace referencia a otro acuerdo ministerial (no. 152-2017) que puede encontrar en eBlue-Info con el nombre de: "Definir la estrategia para el fortalecimiento de la gestión y atención en salud"
Descritores: Administração de Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
Acesso aos Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
-Sistemas de Saúde/legislação & jurisprudência
Serviços Básicos de Saúde
Direito Sanitário
Guatemala
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: GT1.1 - Biblioteca y Centro de Información


  9 / 190 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1058431
Autor: Berlinguer, Giovanni.
Título: Realidades y alternativas en el racionamiento sanitario / Realities and alternatives in health rationing
Fonte: Rev. cuba. salud pública;45(3):e2005, jul.-sep. 2019.
Idioma: es.
Resumo: Pasado y presente del racionamiento sanitario El racionamiento o la selección personal, métodos y materias de asistencia sanitaria sobre la base de criterios morales y sociales es un tema a menudo ignorado u ocultado, y sin embargo es algo que pertenece a la historia de la medicina. Raramente algún filósofo o médico lo admitió y justificó. Platón por ejemplo, sancionaba la existencia en los Estados de dos clase de pacientes: los hombres libres y los esclavos, y describía cómo diferían tanto el personal (médicos libres o esclavos), acceso (consulta u obligación, rápido o lento) y los resultados en cada situación. En Europa, durante la ilustración, los pobres eran atendidos en incómodos hospitales y los ricos en casa, y estos últimos, en París, eran estimulados a contribuir con los hospitales para su propio beneficio El paciente al que procuras cama sufre una enfermedad que tú tendrás tarde o temprano. Él se recuperará o morirá. En ambos casos, su destino puede iluminar a tu médico y salvar tu vida (J. Dulaurens, 1788). Cuando entré en la Escuela de Medicina en Italia, estudiábamos anatomía sólo con los cuerpos de aquellos que habían sido cuidadosamente atendidos por el municipio, cuyos cuerpos después de la muerte eran considerados res nullius o propiedad común. Hace quince años, un análisis del tiempo dedicado en España por los médicos generales al examen médico de los pacientes informó que la duración era menor de cinco minutos para el 65 por ciento de los pobres, el 38 por ciento de los trabajadores manuales, el 22 por ciento de la clase media y el 5 por ciento para la clase alta. En los noventa, una investigación hecha en Roma, en el acceso a trasplante renal, donde las prioridades deberían de seguir las reglas de justicia y objetividad, demostró que el tiempo de espera de los pacientes con educación primaria era dos veces superior al de los que tenían educación...(AU)
Descritores: Direito Sanitário
Disparidades nos Níveis de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: CU1.1 - Biblioteca Médica Nacional


  10 / 190 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1151871
Autor: Walz, Lucas A; Cutri, Adrián M; Torres, Fernando A; Riquelme, Claudio C; Gatto Bellora, Verónica; Ferrero, Fernando C.
Título: Conocimiento del derecho al servicio de interpretación de Lengua de Señas Argentina por pediatras que ejercen en la Ciudad Autónoma de Buenos Aires / Awareness of the right to Argentine Sign Language interpretation services among pediatricians practicing in the Autonomous City of Buenos Aires
Fonte: Arch. argent. pediatr;119(2):123-128, abril 2021. tab.
Idioma: en; es.
Resumo: Introducción. Los obstáculos en la comunicación entre médicos y personas sordas/hipoacúsicas pueden comportarse como factores de riesgo para la salud. El servicio de un intérprete profesional de Lengua de Señas Argentina (IPLSA), según la Ley N.º 26378, podría mitigar esto.Objetivo. Estimar la proporción de pediatras que conocen la Ley N.º 26378 y explorar si se asocia a recomendar a un IPLSA.Población y métodos. Estudio transversal con cuestionario electrónico autoadministrado a pediatras registrados en la Sociedad Argentina de Pediatría, que ejercían en la Ciudad Autónoma de Buenos Aires.Resultados. Se evaluaron 381 respuestas. El 15,1 % conocía la Ley, y esto se asoció con recomendar a un IPLSA (OR: 3,7; IC 95 %: 1,1-12,9; p < 0,05).Conclusiones. La proporción de pediatras de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires que conocía la ley fue el 15,1 %. Esto se asoció significativamente con recomendar a un IPLSA

Introduction. Barriers in communication between physicians and Deaf or hard of hearing people may be risk factors for health. The services of a professional Argentine Sign Language interpreter (PASLI), by virtue of Act No. 26378, may mitigate this.Objective. To estimate the proportion of pediatricians who have knowledge of Act No. 26378 and whether this is associated with the recommendation of a PASLI.Population and methods. Cross-sectional study with a self-administered electronic questionnaire among pediatricians members of the Sociedad Argentina de Pediatría who practiced in the Autonomous City of Buenos Aires (CABA).Results. A total of 381 surveys were assessed. Of these, 15.1 % knew the Act, and this was associated with the recommendation of a PASLI (OR: 3.7; 95 % CI: 1.1-12.9; p < 0.05).Conclusions. The proportion of pediatricians working in CABA who knew the Act was 15.1 %. This was significantly associated with the recommendation of a PASLL.
Descritores: Línguas de Sinais
Comunicação
Direito Sanitário
-Argentina
Relações Médico-Paciente
Conscientização
Epidemiologia Descritiva
Estudos Transversais
Inquéritos e Questionários
Perda Auditiva
Limites: Humanos
Responsável: AR94.1 - Centro de Información Pediatrica



página 1 de 19 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde