Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS1.001.001.001 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 116 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 12 ir para página                         

  1 / 116 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-729301
Autor: Santos, Daniel Fernando Pellegrino dos; Oliveira Filho, Japy Angelini.
Título: Suplementos: existem feitos positivos? E os riscos cardiovasculares? / Supplements: are posivite effects? And cardiovascular risk?
Fonte: Rev. Soc. Cardiol. Estado de Säo Paulo;24(1):95-99, jan.-mar. 2014.
Idioma: pt.
Resumo: Existe um crescente consumo de suplementos, fármacos lícitos e ilícitos por praticantes de esportes e atletas. O planejamento dietético em atletas competitivos é fundamental para o desempenho esportivo, mas, em geral, uma dieta balanceada atende às recomendações para manutenção do desempenho esportivo e saúde. As necessidades nutricionais devem contemplar o nível, tipo e duração de exercício realizado, sempre individualizando as necessidades calóricas, de carboidratos e de proteínas. Muitos suplementos existentes no mercado não têm respaldo científico algum e podem conter substâncias não referidas em seus rótulos. São inúmeros estudos comprovando o aumento do risco cardiovascular e de morte súbita durante a prática esportiva em usuários de estimulantes e de hormônios esteroides anabolizantes. Um novo padrão atual de estética tem levado inúmeros jovens e adultos a colocar em risco suas vidas na busca a qualquer custo desse suposto corpo ideal.

There is an increasing consumption of licit and illicit drugs as well as supplements by sports practitioners and athletes. Dietary planning for elite athletes is crucial for sports performance, but in general a well-balanced diet meets the recommendations for maintaining sports performance and health. The nutritional needs should contemplate the level, type and duration of exerci se performed, always individualizing caloric needs of protein and carbohydrates. Many supplements on the market have no scientific basis and may contain substances not listed on their labels. There are countless studies showing the increased cardiovascular risk and sudden death during sports practice among users of stimulants and anabolic steroid hormones. A new current pattern of aesthetics has led countless young people and adults to put their lives at risk in the pursuit of this alleged ideal body.
Descritores: Alimentos Formulados
Atletas
Fatores de Risco
Suplementos Nutricionais
-Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Anabolizantes/efeitos adversos
Exercício Físico
Guias como Assunto/normas
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR44.1 - Serviço de Biblioteca, Documentação Científica e Didática Prof. Dr. Luiz Venere Décourt


  2 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1249170
Autor: Departamento de Farmácia SocialDrummond, Paula Lana de Miranda; Divisão de Assuntos RegulatóriosSantos, Roberta Márcia Marques dos; Divisão de Assuntos RegulatóriosSilva, Cristine de Araújo; Departamento de Farmácia SocialPádua, Cristiane Aparecida Menezes de.
Título: Pharmacovigilance of thalidomide in the Brazilian Health System and patient safety
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);56:e18726, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: In Brazil, thalidomide is manufactured by a public laboratory, distributed by the Unified Health System (SUS), and regulated by the National Health Surveillance Agency (Anvisa). Despite the concerns regarding the adverse effects of thalidomide, few drug utilization studies have been conducted to describe processes and outcomes related to this drug. The aim of this study was to elucidate the issues related to the utilization and control of thalidomide, and patient safety within the scope of SUS. In this cross-sectional study, we evaluated the articulation between an outpatient dermatology service of a referral hospital in infectology, the manufacturer, and Anvisa. Four data sources were used: i) interviews with health professionals; ii) data from the Customer Service of the manufacturer, iii) data on adverse events reported to Anvisa, and iv) adverse events identified in outpatient service. Most health professionals interviewed knew the major thalidomide-related adverse effects. None of them ever reported adverse events to Anvisa or contacted the Customer Service. For over three years, there were 330 calls concerning thalidomide at Customer Service, 7% of which were related to adverse events. During a period of six years, Anvisa was notified of only 15 adverse events. Health professionals were aware of the adverse events associated with thalidomide, but not the necessity to report them. The low number of notifications recorded by Anvisa and the information obtained from Customer Service show that pharmacovigilance remains incipient. A pharmacovigilance system that integrates all the services associated with thalidomide is required to strengthen this activity within the SUS to improve patient safety.
Descritores: Pacientes Ambulatoriais/classificação
Talidomida/análise
Sistema Único de Saúde/classificação
Vigilância Sanitária/organização & administração
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Farmacovigilância
Segurança do Paciente/normas
-Preparações Farmacêuticas/administração & dosagem
Saúde/normas
Relatório de Pesquisa
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  3 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1282031
Autor: Ivancko, Giovanna Mendonça; Querino, Rosimár Alves; Silva, Gabrielly Cristiny Soares; Borges, Rafaela Defendi; Limongi, Jean Ezequiel.
Título: Estratégia Saúde da Família e Vigilância em Saúde: conhecimento de médicos de família e comunidade sobre Vigilância Sanitária, Vigilância em Saúde Ambiental e Vigilância em Saúde do Trabalhador / Family Health Strategy and Health Surveillance: knowledge of community and family physicians on Sanitary Surveillance, Environmental Health Surveillance and Surveillance of the Workers Health / Estrategia de Salud Familiar y Vigilancia en Salud: conocimiento de los médicos de familia y comunitarios en Vigilancia Sanitaria, Vigilancia em Salud Ambiental y Vigilancia de la Salud del Trabajador
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;16(43):2733, 20210126. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A interação entre os setores do Sistema Único de Saúde, particularmente a Atenção Básica (AB) e a Vigilância em Saúde (VS), é essencial para que ações com foco na integralidade sejam operacionalizadas nos serviços. Para isso, é necessário, além de outros fatores, o conhecimento mútuo entre as áreas, sobre seus escopos de atuação. Objetivo: analisar o conhecimento de médicos de equipes da Estratégia de Saúde da Família sobre Vigilância em Saúde Ambiental (VIGIAM), Vigilância Sanitária (VISA) e Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT). Métodos: Estudo com abordagem qualitativa, realizado com oito médicos de equipes saúde da família de municípios do interior de Minas Gerais. Empregou-se a técnica de grupo focal conduzida com uso de situação-problema. A análise de conteúdo temática guiou o tratamento dos dados. Resultados: A VIGIAM e a VISAT foram as vigilâncias com menor familiaridade entre os médicos, sendo associadas superficialmente ao controle de fatores ambientais e à fiscalização do trabalho, respectivamente. A VISA foi associada à fiscalização de produtos. Maior integração das equipes com os agentes de controle de endemias e capacitação em VS foram propostas para a melhoria da integração. Ações intersetoriais foram sugeridas, principalmente quando relacionadas à VISAT. Conclusões: Diante da baixa familiaridade sobre VS, a educação permanente constitui estratégia fundamental para a integração da AB e VS. Considerando que as ações destes setores são descentralizadas, espera-se maior protagonismo e proatividade dos gestores locais para que ocorra a devida capilaridade da VS na principal porta de entrada do sistema público de saúde brasileiro

Introduction: The interaction between the sectors of the Unified Health System, particularly Primary Health Care (PHC) and Health Surveillance (HS), is essential for actions that focus on integrality to be operationalized in services. For this, it is necessary, in addition to other factors, mutual knowledge between the areas, about their scope of action. Objective: The aim of the study was to analyze the knowledge of physicians from the Family Health Strategy teams on Environmental Health Surveillance (EHS), Sanitary Surveillance (SS) and Surveillance of the Workers Health (SWH). Methods: Study with a qualitative approach, conducted with eight physicians from family health teams in cities in the interior of Minas Gerais. The focus group technique was used using a problem-situation. Thematic content analysis guided the treatment of the data. Results: EHS and SWH were the surveillances with less familiarity among physicians, being superficially associated with the control of environmental factors and labor inspection, respectively. SS was associated to product inspection. Greater integration of the teams with agents of endemic control and training in Health HS were proposed to improve integration. Intersectoral actions were suggested, especially when related to SWH. Conclusions: In view of the low familiarity with HS, permanent education is a fundamental strategy for the integration of PHC and HS. Considering that the actions of these sectors are decentralized, greater protagonism and proactivity is expected from local managers in order to reach the proper capillarity of HS at the main gateway to the Brazilian public health system.

ESF e Vigilância em SaúdeRev Bras Med Fam Comunidade. Rio de Janeiro, 2021 Jan-Dez; 16(43):27332Introdução Um importante pilar na saúde pública brasileira é a Vigilância em Saúde (VS), cujas primeiras medidas remontam desde o período colonial, mas que teve sua sistematização apenas no século XX1, 2. A VS tem como função principal buscar soluções para os problemas ocorrentes no âmbito da saúde, a partir de uma estratégia flexível para cada situação e população, além de ser responsável pelo controle de doenças transmissíveis e não transmissíveis, prevenção de doenças e fatores de risco, formulando uma análise mais completa da situação geral de saúde da população3.Em 12 de julho de 2018, foi instituída a Política Nacional de Vigilância em Saúde (PNVS), por meio da Resolução no 588/2018 do Conselho Nacional de Saúde (CNS)4. Na PNVS, a Vigilância em Saúde é entendida como processo contínuo e sistemático de coleta, consolidação, análise de dados e disseminação de informações sobre eventos relacionados à saúde, visando o planejamento e a implementação de medidas de saúde pública, incluindo a regulação, intervenção e atuação em condicionantes e determinantes da saúde, para a proteção e promoção da saúde da população, prevenção e controle de riscos, agravos e doenças4.Ademais, a VS se divide em áreas específicas, com atribuições particulares e interligadas entre si, quais sejam: Vigilância em Saúde Ambiental (VIGIAM), Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT), Vigilância Epidemiológica (VIGEP), Vigilância Sanitária (VISA), além da análise de situação de saúde, promoção da saúde e ações laboratoriais que são atividades transversais e essenciais no processo de trabalho da VS4. Introducción: La interacción entre los sectores del Sistema Único de Salud, en particular la Atención Primaria (AP) y la Vigilancia en Salud (VS), es fundamental para que las acciones que se enfocan en la integralidad sean operacionales en los servicios. Para ello, es necesario, además de otros factores, el conocimiento mutuo entre las áreas, sobre su ámbito de actuación. Objetivo: analizar el conocimiento de los médicos de los equipos de la Estrategia de Salud Familiar en Vigilancia en Salud Ambiental (VSA), Vigilancia Sanitaria (VISA) y Vigilancia de la Salud del Trabajador (VISAT). Métodos: Estudio con abordaje cualitativo, realizado con ocho médicos de equipos de salud de la familia en ciudades del interior de Minas Gerais. Se utilizó la técnica de grupo focal, utilizando situaciones problemáticas. El análisis de contenido temático guió el tratamiento de los datos. Resultados: VSA y VISAT fueron las vigilancias menos familiarizadas entre los médicos, asociándose superficialmente con el control de factores ambientales y la inspección del trabajo, respectivamente. VISA se asoció con la inspección de productos. Se propuso una mayor integración de equipos con agentes de control de enfermedades endémicas y formación en VS para mejorar la integración. Se sugirieron acciones intersectoriales, especialmente en lo relacionado con VISAT. Conclusiones: Ante la baja familiaridad con la VS, la educación permanente es una estrategia fundamental para la integración de AP y VS. Considerando que las acciones de estos sectores son descentralizadas, se espera más protagonismo y proactividad de los gestores locales para que la capilaridad adecuada de la VS se produzca en la principal puerta de entrada al sistema público de salud brasileño.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Colaboração Intersetorial
Estratégia Saúde da Família
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Vigilância Sanitária Ambiental
Vigilância em Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  4 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-833001
Autor: Manfio, Josélia Larger; Brum Junior, Liberato.
Título: Desafios do desenvolvimento dos dossiês de registro de medicamentos fitoterápicos / Challenges in developing herbal medicine dossiers for registration at anvisa (brazilian health surveillance agency)
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;21(1):47-52, jan.-abr. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Os benefícios da utilização de plantas medicinais são amplamente discutidos no âmbito acadêmico por meio de pesquisa básica e pela população em geral, baseado no ainda presente uso tradicional. Porém, é evidente a baixa demanda por registro no órgão sanitário competente (ANVISA) de produtos considerados medicamentos fitoterápicos ou produto tradicional fitoterápico. A ANVISA tem implementado requisitos visando a garantir qualidade, segurança e eficácia desses produtos, a luz do que se exige aos medicamentos classificados como sintéticos. Nesta revisão, aspectos relacionados à pesquisa e desenvolvimento, em linhas gerais, de um medicamento fitoterápico são relacionados com o arcabouço regulatório que normatiza o registro de tais produtos. Cada etapa de desenvolvimento relaciona-se a uma normativa em específico, de tal forma, que a execução de qualquer experimento de forma diversa da preconizada, impossibilita sua utilização na documentação de registro do produto. Este link é essencial para que se obtenha resultados satisfatórios no sentido de viabilizar-se o registro e futura comercialização dos produtos desenvolvidos. O aproveitamento dos estudos realizados, a qualidade da documentação gerada e a aderência aos requisitos regulatórios, permitem a submissão de dossiês de registro, que uma vez analisados, serão aprovados pelo órgão competente. A aplicabilidade das políticas de atenção básica a saúde que preconizam a utilização de fitoterápicos, depende do correto desenvolvimento destes produtos, aprovação do órgão regulador para que somente então a população possa ter acesso.

The benefits of using medicinal plants are widely discussed in the academic field through basic research and the general population, based on the still present traditional use. However, the low demand for registration of products considered herbal medicine or traditional herbal medicine is clear in the competent health surveillance agency (ANVISA). ANVISA has implemented requirements aiming to ensure the quality, safety and efficacy of these products in light of what is required for drugs classified as synthetic. In this review, general aspects related to research and development of herbal medicines are related to the regulatory framework that regulates the registration of such products. Each development stage relates to a specific normative, so that the implementation of any form differing from the proposed experiment precludes its use in product registration documentation. This link is essential in order to obtain satisfactory results to enable the registration and future commercialization of the developed products. The use of studies, the quality of the generated documentation and the adherence to regulatory requirements allow the submission of registration dossiers, which, once analyzed, are approved by the competent body. The applicability of primary care health policies that advocate for the use of herbal medicines depends on the correct development of these products, and approval by the regulatory entity, and only then, the general population can have access to such medicine.
Descritores: Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Medicamentos Fitoterápicos
Responsável: BR1532.9 - CEDIC - Coordenadoria de Editoração e Divulgação Científica


  5 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1136998
Autor: Guerra, Sérgio; Salinas, Natasha Schmitt Caccia; Gomes, Lucas Thevenard.
Título: As agências reguladoras em resposta à crise da COVID-19 / Las agencias reguladoras en respuesta a la crisis de la COVID-19 / Regulatory agencies in response to the COVID-19 crisis
Fonte: Rev. adm. pública (Online);54(4):874-897, jul.-ago. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo tem por objetivo analisar as respostas das agências reguladoras federais para o enfrentamento da crise de saúde pública gerada pelo novo coronavírus. Parte-se do entendimento de que a avaliação empírica dos padrões de resposta evidenciados pelas agências durante a crise da COVID-19 cumpre um papel importante no aprimoramento da função pública. Em primeiro lugar, porque oferece subsídios para que a própria atividade regulatória se adapte de forma mais célere às necessidades do atual momento de crise. Em segundo, porque o contexto excepcional gerado pela pandemia coloca em evidência alguns traços essenciais da atividade regulatória: suas condições de exercício e funcionalidades, suas limitações e potencialidades e, sobretudo, sua importância para a minimização de danos em cenários marcados por instabilidade estrutural. Os dados utilizados no presente estudo foram extraídos do Diário Oficial da União (DOU) e dos sítios eletrônicos das 11 agências reguladoras federais. Para a presente análise, foram selecionadas apenas as medidas com efetivo impacto regulatório sobre o setor regulado. Identificamos uma significativa heterogeneidade no volume de respostas das agências, em parte relacionada a diferenças setoriais, mas sobretudo decorrente de assimetrias na capacidade institucional desses órgãos. Identificamos também uma heterogeneidade no conteúdo das respostas das agências a problemas regulatórios semelhantes, evidenciando falhas de coordenação regulatória que precisam ser urgentemente solucionadas.

Resumen El objetivo de este artículo es analizar las respuestas de las agencias reguladoras federales para enfrentar la crisis de salud pública creada por el nuevo coronavirus. Entendemos que la evaluación empírica de los protocolos de respuesta llevados a cabo por las agencias durante la crisis de la COVID-19 cumple un papel importante para perfeccionar la función pública. En primer lugar, porque colabora a que la propia actividad regulatoria se adapte de forma más rápida a las necesidades del momento actual de crisis. En segundo lugar, porque el contexto excepcional producido por la pandemia pone en evidencia algunos rasgos esenciales de la actividad regulatoria: sus condiciones de ejercicio y operaciones, sus limitaciones y potencialidades y, sobre todo, su importancia para la minimización de daños en momentos de inestabilidad estructural. Los datos utilizados en el presente estudio provienen del Diário Oficial da União (DOU), así como de los sitios web de las once agencias reguladoras federales. Hemos seleccionado para este análisis solamente las medidas de impacto regulatorio efectivo sobre el sector regulado. Identificamos una heterogeneidad significativa en el volumen de respuestas de las agencias, que se relaciona, en parte, con diferencias sectoriales, pero sobre todo resultante de asimetrías en la capacidad institucional de esos órganos. Identificamos también una heterogeneidad de contenido en las respuestas de las agencias ante algunos problemas regulatorios semejantes, lo que demuestra deficiencias en la coordinación regulatoria que deben solucionarse urgentemente.

Abstract This article aims to examine the responses of federal regulatory agencies to the public health crisis - the COVID-19 pandemic. We adhere to the understanding that an empirical evaluation of the patterns of response manifested by the agencies during the pandemic plays an important role in the improvement of public function. First, because it aids the task of adapting regulatory activities more quickly to the needs of the current situation. Secondly, because the context of exceptionality created by the pandemic highlights essential features of the regulatory activity in itself: its conditions of execution and functionalities, limitations and potentialities, and, most of all, its importance for minimizing losses in scenarios of structural instability. The data used in this study was gathered from the Official Gazette Diário Oficial da União (DOU) and the websites of the eleven regulatory federal agencies. In our analysis, we only selected measures with an impact on the regulated sector. We found significant heterogeneity in the number of agency responses, partly related to sectorial differences, but mostly arising from asymmetries of institutional capability among these bodies. We also found heterogeneity of content in the responses given by agencies to similar regulatory problems, which suggests the existence of failures in regulatory coordination in urgent need of a solution.
Descritores: Adaptação Psicológica
Saúde Pública
Infecções por Coronavirus
Emergências
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Capacidade de Liderança e Governança
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  6 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1148007
Autor: Cunha, Claudia Simone Costa da; Bittar, Olimpio J. Nogueira V; Tess, Beatriz H.
Título: Federal university hospitals: heterogeneity in the coordination of clinical trials authorized by the National Health Surveillance Agency
Fonte: Clin. biomed. res;40(2):76-83, 2020. graf.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: This study aimed to describe clinical trials approved by the Brazilian Health Surveillance Agency (ANVISA) and coordinated by federal university hospitals (FUHs), as well as to investigate the relationship between the number of clinical trials and the assistance provided by these FUHs. Methods: This is a cross-sectional study based on data obtained from the ANVISA clinical trial consultation system. The National Register of Health Care Facilities and the Ambulatory Care Information System of the Unified Health System (SUS) were used as sources of information on the assistance provided by FUHs, such as the mean number of specialized medical consultations and the number of beds. Scatter plot and Spearman's correlation coefficient analyses were used to verify the association between these aspects of FUHs and the number of clinical trials. Results: Between 2012 and 2013, ANVISA authorized 209 trials to be coordinated by 23 FUHs; 75% of the trials were coordinated by 7 FUHs, 69.8% were phase III trials, and 94% were multicenter studies. The number of clinical trials presented positive and statistically significant associations with the mean number of specialized medical consultations and the number of beds (Spearman's correlation coefficients r = +0.70 and r = +0.64, respectively). Conclusion: FUHs have a leadership role in the conduction of clinical trials in Brazil, but showed heterogeneity regarding their assistance capacities and the number of clinical trials. A predominance of phase III trials may be interpreted as a low use of the scientific potentiality of these facilities. (AU)
Descritores: Estudos Retrospectivos
Ensaios Clínicos como Assunto/estatística & dados numéricos
Hospitais Federais/estatística & dados numéricos
Hospitais de Ensino/organização & administração
-Pesquisa Biomédica/organização & administração
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Assistência Ambulatorial
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  7 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1140214
Autor: Alves, Alba da Cunha; Silva, Thalita Oliveira da.
Título: Judicialização da saúde no acesso a medicamentos no sus em uma secretaria estadual da saúde / Judicialization of health in access to medication in sus in a state department of health / Judicialización de la salud en el acceso a medicamentos en el sus, en una secretaría estadual de salud
Fonte: Rev. baiana saúde pública;43(Supl. 1):45-56, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: O fornecimento de medicamentos tem se constituído num viés da judicialização da saúde. Esse fenômeno vem crescendo consideravelmente no Brasil, tornando-se pauta constante na agenda de saúde da gestão pública. No cotidiano de trabalho do Serviço de Orientação ao Paciente, da Assistência Farmacêutica, de uma Secretaria Estadual da Saúde do Nordeste brasileiro, tem-se identificado um número significativo de demandas de usuários relacionadas ao fornecimento de medicamentos por via judicial. Pelo presente artigo, propõe-se uma análise sobre a caracterização desse fenômeno no âmbito da referida Secretaria, no ano de 2016, a partir das demandas dos usuários atendidos no respectivo serviço. Os objetivos específicos buscaram descrever as características político-administrativa dos medicamentos solicitados, considerando seu registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária e seu pertencimento às listas oficiais do Sistema Único de Saúde (SUS), e apontar alternativas extrajudiciais ao fenômeno. Os dados coletados referem-se aos atendimentos realizados pelas autoras deste trabalho e foram extraídos da Planilha de Controle Interno de Demandas. O estudo caracterizou-se por uma pesquisa bibliográfica, exploratória e não sistemática, transitando também pela pesquisa descritiva. O estudo revelou que a maioria dos medicamentos solicitados não consta na relação oficial do SUS e tem sido indicada para o tratamento de patologias não incluídas nos Protocolos Clínicos e Diretrizes Terapêuticas existentes. Trata-se de um fenômeno complexo, que envolve aspectos legais, éticos, políticos, econômicos e sociais, e suscita discussões sobre o papel do Estado e o debate sobre justiça social.

Medication supply has constituted a bias in the judicialization of health. This phenomenon has increased considerably in Brazil, becoming a constant issue in the health agenda of public management. In the day-to-day work of the Patient Guidance Service, Pharmacy Assistance of a State Secretariat of Health in the Northeast region of Brazil, a significant number of user demands related to the supply of medication by judicial process have been identified. For this article, an analysis was proposed on the characterization of this phenomenon, within the scope of the said Secretariat, in 2016, based on the demands of the users served in the respective Service. The specific objectives were to describe the political-administrative characteristics of the medication requested, considering registration in the National Agency of Sanitary Surveillance and its membership in the official lists of SUS, and to point out extrajudicial alternatives to the phenomenon. The data collected refer to the requests made by the author of this study and were extracted from the Internal Control of Claims Worksheet. The study was characterized by a bibliographical research, of exploratory and non-systematic nature, partially including descriptive research. Most of the requested medications are not in the official SUS relationship and have been indicated for the treatment of pathologies not included in existing Clinical Protocols and Therapeutic Guidelines. It is a complex phenomenon involving legal, ethical, political, economic and social aspects, giving relevance to discussions on the role of the state and the debate on social justice.

El suministro de medicamentos se ha constituido en un sesgo de la judicialización de la salud. Este fenómeno viene creciendo considerablemente en Brasil, convirtiéndose en pauta constante en la agenda de salud de la gestión pública. En el cotidiano de trabajo del Servicio de Orientación al Paciente, de la Asistencia Farmacéutica, de una Secretaría Estadual de Salud del Nordeste Brasileño, se ha identificado un número significativo de demandas de usuarios relacionadas al suministro de medicamentos por vía judicial. En el presente artículo, se propuso un análisis sobre la caracterización de ese fenómeno, en el ámbito de la mencionada Secretaría en el año 2016, a partir de las demandas de los usuarios atendidos en el respectivo servicio. Los objetivos específicos buscaron describir las características político-administrativas de los medicamentos solicitados, considerando el registro en la Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria y su pertenencia en las listas oficiales del SUS, así como señalar alternativas extrajudiciales al fenómeno. Los datos recolectados se refieren a las atenciones realizadas por las autoras de este trabajo y fueron extraídos de la Planilla de Control Interno de Demandas. Esta es una investigación bibliográfica, exploratoria y no sistemática, y descriptiva. El estudio reveló que la mayoría de los medicamentos solicitados no se encuentran en la relación oficial del SUS y se han indicado para el tratamiento de patologías no incluidas en los Protocolos Clínicos y Directrices Terapéuticas existentes. Se trata de un fenómeno complejo, que involucra aspectos legales, éticos, políticos, económicos y sociales, y que despierta discusiones sobre el papel del Estado y el debate sobre justicia social.
Descritores: Assistência Farmacêutica
Sistema Único de Saúde
Preparações Farmacêuticas
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Judicialização da Saúde
Acesso a Medicamentos Essenciais e Tecnologias em Saúde
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  8 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1049302
Autor: Manoel, Lucas Araújo Vieira; Porto, Patrícia; Teixeira, Amanda Batalha; Carpanez, Arthur Girardi; Grazul, Richard Michael; Silva Filho, Ademar A. da; Faria-Pinto, Priscila de.
Título: Desenvolvimento e estabilidade de formulação cosmética obtida com corante natural azul / Development and stability of cosmetic formulation obtained with natural blue dye
Fonte: HU rev;45(3):254-260, 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Dentre os corantes de fontes naturais disponíveis no mercado, os mais comuns são aquelas capazes de conferir as cores vermelha, roxa, laranja e amarela, sendo a coloração azul relativamente escassa. A espécie Ravenala madagascariensis, também conhecida como árvore dos viajantes, é uma planta oriunda da Ilha de Madagascar, África do Sul, característica por sementes recobertas por arilos fibrosos de coloração azul intensa. Objetivo: Descrever uma metodologia capaz de extrair e incorporar os corantes azuis presentes nos arilos em uma formulação dermocosmética estável. Metodologia: Foi realizado screening com distintos líquidos extratores para a obtenção do extrato dos arilos. O extrato em ciclometicone foi incorporado em preparações cosméticas empregando-se as bases Polawax® e Cold cream. Após a avaliação dos aspectos sensoriais, a formulação preparada com Polawax foi direcionada para avaliação de estabilidade acelerada (15 dias) de acordo com o protocolo definido pela ANVISA. Resultados: O melhor processo extrativo foi obtido pela utilização do ciclometicone, que é um excipiente compatível com o preparo de formulações cosméticas. O produto contendo 1% do extrato dos arilos em ciclometicone, incorporado à base Polawax, foi avaliado em relação às variáveis aspecto, cor (azul), odor, sensação ao tato e pH (5,5) e não apresentou alterações no ensaio de estabilidade acelerado. Conclusão: Com a metodologia apresentada, foi possível extrair e preparar uma formulação dermocosmética estável com nova proposta de corante azul, aplicável como excipiente para formulações.

Introduction: Among the dyes from natural sources available in the market, the most common are those capable of giving the colors red, purple, orange and yellow, being the blue coloration relatively scarce. The Ravenala madagascariensis species, also known as the traveler's tree, is a plant from Madagascar Island, South Africa, characterized by seeds covered by intense blue colored fibrous aryls. Objective: To describe a methodology capable of extracting and incorporating the blue dyes present in aryls in a stable dermocosmetic formulation. Methodology:Screening with different extracting liquids was performed to obtain the extract of the arils. The cyclomethicone extract was incorporated into cosmetic preparations using the Polawax® and Cold cream bases. After evaluation of sensory aspects, the formulation prepared with Polawax was directed to accelerated stability evaluation (15 days) according to the protocol defined by ANVISA. Results: The best extraction process was obtained by the use of cyclomethicone, which is an excipient compatible with the preparation of cosmetic formulations. The product containing 1% of the cyclomethicone aryl extract, incorporated into the Polawax base, was evaluated in relation to the variables appearance, color (blue), odor, touch sensation and pH (5.5) and showed no changes in the stability test accelerated. Conclusion:With the methodology presented, it was possible to extract and prepare a stable dermocosmetic formulation with new blue dye proposal, applicable as an excipient for formulations.
Descritores: Plantas
Química Farmacêutica
Cor
Cosméticos
Protocolos
Corantes
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Corantes em Cosméticos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  9 / 116 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1128729
Autor: Kano, Cecilia Hissami.
Título: Disseminação de Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC): revisão epidemiológica / Dissemination of Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC): epidemiological review.
Fonte: São Paulo; SES/SP; 2020. 38 p.
Idioma: pt.
Descritores: beta-Lactamases/biossíntese
Infecções por Klebsiella/microbiologia
Infecções por Klebsiella/tratamento farmacológico
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Klebsiella pneumoniae/enzimologia
Antibacterianos/uso terapêutico
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação
BR91.2


  10 / 116 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Carneiro, Sueli Coelho da Silva
Texto completo
Id: biblio-1125469
Autor: Maia, Jacione Lemos Botelho; Batista, Rosângela Fernandes Lucena; Rosa, Mário Borges; Silva, Francimary Martins; Araújo, Hanna-Arony Wanderley Pereira; Carvalho, Ananda lves; Carneiro, Sueli Coelho da Silva.
Título: Identificação de riscos e práticas na utilização de medicamentos potencialmente perigosos em hospital universitário / Identificación de riesgos y prácticas en el uso de medicamentos potencialmente peligrosos en un hospital universitario / Identification of risks and practices in the use of high alert medications in a university hospital
Fonte: REME rev. min. enferm;24:e1311, fev.2020. tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO Objetivo: analisar as prescrições de medicamentos potencialmente perigosos e identificar as práticas adotadas na dispensação em hospital universitário público de alta complexidade, propondo estratégias para prevenção de eventos adversos. Métodos: estudo transversal realizado com 566 prescrições, em três turnos, no período de abril a dezembro de 2016. A identificação de práticas para dispensação foi por observação direta com aplicação de checklist baseado no protocolo do Ministério da Saúde (MS) /Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Utilizou-se teste não paramétrico do qui-quadrado de independência para avaliar a associação entre prescrições com e sem medicamentos potencialmente perigosos e unidades de internação. Resultados: mais da metade das prescrições (56,6%) continha dois ou mais medicamentos potencialmente perigosos e quase todos injetáveis (95,4%), principalmente analgésicos opioides (31,2%), glicose 50% (24,7%) e insulina NPH e regular (24,3%). A taxa dos prescritos correspondeu a 18,2%. As principais práticas que representaram riscos foram: distribuição coletiva de cloreto de potássio e insulina; falta de etiquetas de alerta; dupla conferência inexistente; uso de fontes de interrupção/distração em 43,9% das prescrições atendidas. Conclusão: apesar de serem frequentes em mais da metade das prescrições, as práticas adotadas na dispensação de medicamentos potencialmente perigosos foram insuficientes para uma dispensação segura, podendo comprometer a administração desses medicamentos e causar danos aos pacientes. É importante a implementação do protocolo do MS/ANVISA para prevenção de erros de medicação, em consonância com o terceiro desafio global da Organização Mundial da Saúde (OMS).

RESUMEN Objetivo: analizar las prescripciones de medicamentos potencialmente peligrosos e identificar las prácticas adoptadas en la dispensación en un hospital universitario público de alta complejidad, proponiendo estrategias para prevenir eventos adversos. Métodos: estudio transversal realizado con 566 prescripciones, en tres turnos, de abril a diciembre de 2016. La identificación de prácticas de dispensación se realizó mediante observación directa con aplicación de una lista de verificación basada en el protocolo del Ministerio de Salud (MS) / Agencia Nacional de Vigilancia Sanitaria (ANVISA). Se utilizó una prueba de independencia chi-cuadrado no paramétrica para evaluar la asociación entre las prescripciones con y sin medicamentos potencialmente peligrosos con unidades de hospitalización. Resultados: más de la mitad de las prescripciones (56.6%) contenían dos o más fármacos potencialmente peligrosos , la mayoría inyectables (95.4%), principalmente analgésicos opioides (31.2%), glucosa 50% (24.7%) e insulina NPH y regular (24.3%). La tasa de prescripción correspondió al 18,2%. Las principales prácticas que representaban riesgos fueron: distribución colectiva de cloruro de potasio e insulina; falta de etiquetas de advertencia; falta de doble verificación; uso de fuentes de interrupción / distracción en el 43,9% de las prescripciones atendidas. Conclusión: a pesar de ser frecuente en más de la mitad de las prescripciones, las prácticas adoptadas en la dispensación de fármacos potencialmente peligrosos fueron insuficientes para la dispensación segura, lo que podría comprometer la administración de estos medicamentos y perjudicar a los pacientes. Es importante implementar el protocolo MS/ANVISA para prevenir errores de medicación, en línea con el tercer desafío global de la Organización Mundial de la Salud (OMS).

ABSTRACT Objective: to analyze the prescriptions of high alert medications and to identify the practices adopted in the dispensing in a high complexity public university hospital, proposing strategies to prevent adverse events. Methods: a cross-sectional study carried out with 566 prescriptions, in three shifts, from April to December 2016. The identification of practices for dispensing was by direct observation with the application of a checklist based on the protocol of the Ministry of Health (MH)/National Health Surveillance Agency(ANVISA) (Ministério da Saúde/Agência Nacional de Vigilância Sanitária). A non-parametric chi-square test of independence was used to assess the association between prescriptions with and without high alert medications and inpatient units. Results: more than half of the prescriptions (56.6%) contained two or more high alert medications and almost all were injectable (95.4%), mainly opioid analgesics (31.2%), glucose 50% (24.7%), and NPH and regular insulin (24.3%). The prescription rate corresponded to 18.2%. The main practices that represented risks were the following: collective distribution of potassium chloride and insulin; lack of warning labels; non-existent double check; presence of interruption/distraction sources in 43.9% of the prescriptions met. Conclusion: despite being frequent in more than half of the prescriptions, the practices adopted in the dispensing of high alert medications were insufficient for a safe dispensing, which could compromise the administration of these drugs and cause harm to the patients. It is important to implement the MH/ANVISA protocol for preventing medication errors, in consonance with the third global challenge of the World Health Organization (WHO).
Descritores: Prescrições de Medicamentos
Protocolos
Hospitais
Hospitais Universitários
Erros de Medicação
Serviço Hospitalar de Enfermagem
-Organização Mundial da Saúde
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Lista de Medicamentos Potencialmente Inapropriados/organização & administração
Limites: Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería



página 1 de 12 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde