Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS1.001.003.001.001.002.002.002 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 23 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 23 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-786662
Autor: Carvalho, Renata Faria de; Bastos, Simone Ferreira Teixeira; Fingola, Fernando; Leandro, Kátia Christina; Costa, Catia Ines.
Título: Hepatitis B monovalent vaccines produced by different manufacturers: comparative study on the quality of vaccine in period before and after the shelf life / Vacinas de Hepatite B monovalente produzidas por diferentes fabricantes: estudo comparativo da qualidade das vacinas no período pré e após o prazo de validade
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;74(2):97-103, abr.-jun. 2015. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: For over 20 years, the hepatitis B (HB) vaccine has been produced by the expression of the viral gene encoding the hepatitis B surface antigen (HBsAg) in yeast. According to the data from WHO, the hepatitis B vaccines are generally stable for up to three years when stored at 2 ºC to 8 ºC. The purpose of this study was to evaluate whether the hepatitis B vaccine, at the time of their release, the quality criteria of this product were maintained seven years after the expiration date. Vaccine vials in multi-dose (10 and 05 doses) and three lots from each manufacturer (A, B and C) were analyzed. All batches were assayed for visual appearance, potency, bacterial endotoxin, thiomersal amount, aluminum hidroxyde contents and pH by means of validated tests. The nine lots evaluated seven years after the expiration date showed similar concentrations when compared to those demonstrated at the time of batches release by the National Institute for Quality Control in Health (INCQS). No significant change in the quality of the hepatitis B vaccine after the expiration date was confirmed. These data might be useful to subsidize a future evaluation for reviewing an extension of the vaccines shelf life.

As vacinas contra a hepatite B são produzidas pela expressão do gene viral codificado para o antígeno de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg) em levedura, há mais de 20 anos. De acordo com os dados da OMS, a vacina de hepatite B tem até três anos de estabilidade quando armazenada entre 2 ºC e 8 ºC. O objetivo deste estudo foi de avaliar se, no momento da liberação, os critérios de qualidade da vacina de hepatite B foram mantidos após sete anos da data de validade. Foram analisados frascos de vacinas multi-dose (10 e 5 doses), sendo três lotes de cada produtor (A, B e C). Todos os lotes foram avaliados quanto às características de aparência visual, potência, endotoxina bacteriana, presença de timerosal, conteúdo de hidróxido de alumínio e pH por meio de testes validados. Os nove lotes avaliados sete anos após a data de expiração tiveram resultados similares quando comparados às concentrações na época de liberação dos lotes, realizada pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). Os estudos confirmaram a manutenção da qualidade da vacina após o período de expiração. Estes dados podem subsidiar uma futura avaliação para extensão do prazo de validade das vacinas.
Descritores: Controle de Qualidade
Hepatite B
Prazo de Validade de Produtos
Vacinas
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  2 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-998160
Autor: Maciel, Yana Kainy Queiroz; Martins, Carmem Costa; Mendes, Elena Carla Batista; Kozusny-Andreani, Dora Inés; Souza, Thaisa Fernanda Queiroz de.
Título: Prazo de validade de esterilização de artigos utilizados em uma clínica odontológica / Sterilization expiration date of articles used in an odontological clinic
Fonte: Nursing (Säo Paulo);22(250):2794-2799, mar.2019.
Idioma: pt.
Resumo: O estudo teve como objetivo avaliar a manutenção da esterilidade de materiais armazenados em uma clínica escola de Odontologia. Trata-se de um estudo experimental, no qual foram utilizados tubos de ensaio embalados em papel grau cirúrgico, armazenados por 84 dias em três partes das prateleiras. Após, foi realizado contagem e identificação das unidades formadoras de colônias (UFC). Foi constatado a ocorrência de 222 UFC em todos os grupos e amostras avaliados. Seis micro-organismos foram observados: Aspergillusflavus, Aspergillusfumigatus, Bacillus sp., Bacillussubtitlis, Micrococcus sp. e Rhizopus sp. Micrococcus sp. (47,7%) o mais frequentemente observado nas amostras, seguido de Bacillus sp. (25,7%) e Bacillussubtilis (15,8%). Conclui-se que os materiais avaliados são estéreis, e após uma semana de armazenamento apresentou UFC nas culturas, com relação a definição baseada na probabilística de estudos da cinética da morte microbiana os artigos manteve sua esterilidade pelos 84 dias de prateleira.(AU)

This paper aimed to evaluate the maintenance and sterility of supplies stored in a school dental office. It is an experimental study, which surgical paper packed test tubeswere used; they were stored for 84 days in three level parts of a shelf. Then, the colony forming units (CFU) count and identification were taken. It was found 222 CFU in all tested groups and samples. Six microorganisms were observed: Aspergillusflavus, Aspergillusfumigatus, Bacillus sp., Bacillus subtitlis, Micrococcus sp. e Rhizopus sp. Micrococcus sp. (47,7%) were more frequent observed in the samples. Followed by Bacillus sp. (25,7%) e Bacillus subtilis (15,8%). It was concluded that tested material was sterile, after a week stored they presented CFU in cultures, regarding to the definition based on probabilistic studies of microbial death kinetics the supplies retained their sterility through 84 shelf days.(AU)

Este estudio tiene como objetivo evaluar la manutención de la esterilidad de los materiales almacenados en una clinica de Odontología. Es un estudio de prueba, el cual se utilizaron tubos de ensayo envasados en papel de grado quirúrgico, almacenados por 84 días en tres partes de una estantería. Después, fue realizado el conteo e identificación de las unidades formadoras de colónias (UFC). Se constató la presencia de 222 UFC en todos los grupos y muestras evaluados. Seis microorganismos fueran observados: Aspergillus flavus, Aspergillus fumigatus, Bacillus sp., Bacillus subtitlis, Micrococcus sp. y Rhizopus sp. Micrococcus sp.(47,7%) lo más frecuente observado en las muestras, seguido porBacillus sp. (25,7%) y Bacillus subtilis (15,8%). Se concluyó que los materiales evaluados son estériles, y después de una semana de almacenamiento presentaron UFC en las culturas, con relación a la definición basada en la probabilística de estudios de la cinética de la muerte micribiana los artículos mantivieron su esterilidad por los 84 días en estantería.(AU)
Descritores: Materiais Biomédicos e Odontológicos
Esterilização
Prazo de Validade de Produtos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  3 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Rozendo, Célia Alves
Texto completo
Id: lil-550102
Autor: Rozendo, Célia Alves; Holanda, Juliana Bento de Lima; Santos, Rita de Cássia de Cerqueira; Valverde, Rosimar Camilo.
Título: Doação de leite humano: causas de perdas / Donación de leche humana: causas de pérdidas / Donated Breast Milk: causes of waste
Fonte: Rev. enferm. UERJ;17(4):533-537, out.-dez. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Trata-se de uma pesquisa quantitativa, descritiva, que teve por objetivo identificar as causas de perdas de leite humano doado para o posto de coleta da Casa Maternal Denilma Bulhões (CMDB), em Maceió-AL. O estudo teve como fonte de dados os registros do posto de coleta de leite humano da CMDB e os resultados das pasteurizações do Banco de Leite do Hospital Universitário durante o ano de 2006. Para obtenção das causas de perdas do leite, as informações acerca dos resultados das pasteurizações foram confrontadas com os registros do posto de coleta em relação às datas de ordenha de leite das doadoras, das visitas domiciliares, de entrega das coletas de leite do posto para o Banco e datas de pasteurização do respectivo Banco. Concluiu-se que, entre as maiores causas de perdas, estão o vencimento da data de validade do leite, seguido por acidez e, por fim, sujidade e coliformes fecais.

This descriptive, quantitative study aimed to identify the causes of waste of breast milk donated to a local milk bank at Casa Maternal Denilma Bulhões (CMDB) maternity hospital in Maceió, Alagoas State, Brazil. Study data sources were the CMDB breast milk collection reports and the Hospital Universitário milk bank pasteurization reports for 2006. Causes of breast milk waste were ascertained by comparing pasteurization output records with CMDB collection center data for expression date, home visit date, delivery date to Hospital Universitário milk bank and milk pasteurization date. It was concluded that the major causes of waste are expiration of use-by date, followed by milk acidity, dirt and fecal coliforms.

Se trata de una investigación cuantitativa, descriptiva, que tuvo por objetivo identificar las causas de pérdidas de leche humana donada para el puesto de colecta de la Casa Materna Denilma Bulhões (CMDB), en Maceió-AL-Brasil. El estudio tuvo como fuente de datos de los registros de colecta de la leche humana de la CMDB y los resultados de las pasteurizaciones del Banco de Leche del Hospital Universitario durante 2006. Para obtenerse las causas de pérdidas de leche, las informaciones sobre los resultados de las pasteurizaciones fueron cotejadas con los registros del puesto de colecta en relación con las fechas de ordeña de leche de las donantes, de las visitas domiciliarias de la entrega de las colectas de leche del puesto para el Banco y fechas de pasteurización del respectivo Banco. Se concluyó que, entre las principales causas de pérdidas, están la fecha de expiración de validez de la leche, seguido por acidez y, por último, suciedad y coniformes fecales.
Descritores: Aleitamento Materno
Bancos de Leite
Contaminação de Alimentos
Desperdício de Alimentos
Doações
Leite Humano
-Acidez
Brasil
Interpretação Estatística de Dados
Prazo de Validade de Produtos
Limites: Humanos
Feminino
Responsável: BR1366.1 - Biblioteca Biomédica B - CB/B (Odontologia e Enfermagem)


  4 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-988486
Autor: Chávez Martínez, América; Estrada Gandarilla, Martha; Rentería Monterrubio, Ana Luisa; Gallegos Acevedo, Mario Alejandro.
Título: Prevalence of lactic acid bacteria in sliced cooked ham as an indicator of its shelf life / Prevalencia de bacterias de ácido láctico en jamón cocido friccionado como indicador de su vida útil
Fonte: Vitae (Medellín);23(3):167-172, 2016. Ilustraciones.
Idioma: en.
Resumo: Background: Ready to eat sliced-cooked-meat-products (RTE) are popular convenience foods. Slicing of such products at retail point is a common practice in supermarkets. Due to handling, as well as the supermarket environment, it has been suggested that the counts and presence of specific lactic acid bacteria (LAB) in these products may be associated with their rapid deterioration and short shelf life. Objectives: The aim was to quantify and identify LAB in commercial sliced cooked ham. Methods: Thirty samples of sliced cooked ham were collected from five supermarkets. Each sample was analyzed in terms of: Lactobacillus on De Man Rogosa, Sharpe agar (30°C), mesophilic (30°C) and thermophilic (37ºC) Streptococcus on M17 agar containing 1% lactose, Lactococcus on LM17 agar containing 100 µg per liter of cycloheximide (25°C) and Enterococci on Kanamicin Aesculin Azide agar containing kanamycin (37°C), all under anaerobic conditions (Gas-Pack System®, BBL) for 48-72h. Twenty-one colonies were randomly picked and physiologically and biochemically characterized. Results: No difference was observed in genuses between supermarkets; however, significant differences were observed between microbial genuses. Enterococci showed the lowest count (2.34 ± 0.05 log10 CFU/g) and Lactobacilli had the highest counts (5.98 ± 0.04 log10 CFU/g). Of the strains isolated 23.8% were identified as thermophillic Lactobacillus, 23.8% mesophilic Lactobacillus, 28.6% Enterococcus, 14.3% Lactococcus and 9.5% Streptococcus. From these, only six could be characterized to species level; one was L.lactis subsp. lactis and five were L. amylolyticus. Conclusions: High LAB counts are a common cause of spoilage in RTE meat products, since these are commonly found in meat environments. Therefore a study on the processing, distribution and in-site handling of RTE meat products at supermarkets may be necessary in order to increase its shelf life.

Antecedentes: Los productos cárnicos rebanados cocidos listos para el consumo (RTE) son alimentos populares de conveniencia. El rebanado de este tipo de productos es una práctica común en los supermercados. Debido a la manipulación, así como al entorno del supermercado, se ha sugerido que los recuentos y la presencia de bacterias ácido lácticas (LAB) en estos productos pueden estar asociados con su rápido deterioro y corta vida en anaquel. Objetivo: El objetivo de este trabajo fue cuantificar e identificar LAB en jamón cocido rebanado en el supermercado. Métodos: se recolectaron 30 muestras de jamón cocido rebanado de cinco supermercados. Cada muestra se analizó en términos de: Lactobacillus en agar De Man Rogosa, Sharpe (30°C), Streptococcus mesofílicos (30°C) y termofílicos (37°C) en agar M17 conteniendo 1% de lactosa, Lactococcus en agar LM17 contiendo 100 µg por litro de ciclohexamida (25°C), y Enterococci en agar Kanamicin Aesculin Azide conteniendo kanamicina (37°C), todos bajo condiciones anaeróbicas (Gas-Pack System®, BBL) por 48-72h. Veintiún colonias seleccionadas al azar fueron fisiológica y bioquímicamente caracterizadas. Resultados: No se observaron diferencias en el género entre los supermercados; sin embargo, se observaron diferencias significativas entre género microbiano. Los enterococos mostraron los recuentos más bajos (2,34 ± 0,05 log10 CFU/g) y los lactobacilos los más altos (5,98 ± 0,04 log10 CFU/g). De las cepas aisladas 23,8% fueron identificados como Lactobacillus termófilos, 23,8% Lactobacillus mesófilos, 28,6% Enterococcus, 14,3% Lactococcus y 9,5% Streptococcus. De éstos, sólo seis pudieron caracterizarse a nivel de especie; uno fue L.lactis subsp lactis y cinco fueron L. amylolyticus. Conclusiones: Conteos altos de LAB son una causa común del deterioro de los productos cárnicos listos para el consumo, ya que estos se encuentran comúnmente en los entornos donde se maneja carne. Por lo tanto, es necesario llevar a cabo un estudio sobre el procesamiento, distribución y manejo de productos cárnicos listos para el consumo en los supermercados con el fin de aumentar su vida en anaquel.
Descritores: Lactobacillales
Produtos da Carne
-Prazo de Validade de Produtos
Lactobacillus
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO56.3 - Biblioteca


  5 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1048605
Autor: Ahmadi, Asghar; Salehi, Ali; Dadmehr, Aliakbar; Ghodarzi, Sara; Sadighara, Parisa; Samarghandian, Saeed; Farkhondeh, Tahereh.
Título: The effect of banana leaf package on the shelf life of rainbow trout fillet in comparison with plastic bag s / O efeito da embalagem de folha de bananeira na vida de prateleira do filé de truta arco-íris em comparação com sacos de plástico
Fonte: Biosci. j. (Online);35(2):503-508, mar./apr. 2019. tab.
Idioma: en.
Resumo: The aim of this study was to evaluate the effect of banana leaf extract on the quality and shelf life of rainbow trout compared to plastic bags at freezing temperature for 40 days. For evaluating this propose, the antioxidant activity of banana leaf extract was assessed. In addition, the shelf life of fish filets was determined by measuring thiobarbituric acid (TBA) and pHof fish. The banana leaves extract showed the highest content of vitamin E (5.8 ± 0.61 mg /g) and carotenoids (12.8 ± 0.1 mg /g). The potential of Cu (II) reduction the extract was 1.76 ± 0.09. The magnitude of modification in TBA and pH of the packed fish with banana leaves were less than the control samples. The present study demonstrated that the use of banana leaf extract will retard lipid oxidation in fish. fillet during freezing storage that may due to its strong antioxidant properties.

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do extrato de folhas de bananeira sobre a qualidade e vida de prateleira da truta arco-íris comparada a sacolas plásticas na temperatura de congelamento por 40 dias. Para avaliar essa proposta, foi determinada a atividade antioxidante do extrato de folhas de bananeira. Além disso, a vida de prateleira dos filés de peixe foi determinada medindo o ácido tiobarbitúrico (TBA) e o pH do peixe. O extrato de folhas de bananeira apresentou o maior teor de vitamina E (5,8 ± 0,61 mg/g) e carotenóides (12,8 ± 0,1 mg/g). O potencial de redução de Cu (II) no extrato foi de 1,76 ± 0,09. A magnitude da modificação no TBA e pH do peixe embalado com folhas de bananeira foi menor que as amostras controle. O presente estudo demonstrou que o uso de extrato de folhas de bananeira é capaz de retardar a oxidação lipídica no filé de peixe durante o armazenamento de congelamento, devido às suas fortes propriedades antioxidantes.
Descritores: Extratos Vegetais
Oncorhynchus mykiss
Musa
Prazo de Validade de Produtos
Antioxidantes
-Embalagem de Produtos
Congelamento
Responsável: BR396.1 - Biblioteca Central


  6 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1017067
Autor: Marinho, Leoni Ramos; Nunes, Emília do Socorro Conceição de Lima; Ferreira, Micheli da Silva; Monteiro, Maria Lúcia Guerra; Silva, Fernando Elias Rodrigues da; Mársico, Eliane Teixeira; Freitas, Mônica Queiroz.
Título: Parâmetros físico-químicos e sensoriais na avaliação da qualidade da piramutaba (brachyplatystoma vaillantii, valenciennes, 1840) inteira estocada em gelo / Physicochemical and sensory parameter in the quality evaluation of the entire piramutaba (Brachyplatystoma vaillantii, Valenciennes, 1840) stored on ice
Fonte: Rev. bras. ciênc. vet;21(4):273-277, out.-dez.2014. il..
Idioma: pt.
Resumo: A piramutaba (Brachyplatystoma vaillantii) é um peixe dulcícola de grande importância econômica para o estado do Pará. Durante a captura, manipulação, transporte e comercialização como peixe fresco, diversos metabólitos decorrentes de eventos bioquímicos podem ser formados, acarretando a deterioração do peixe. Estes metabólito,s ao serem analisados, caracterizam analiticamente o frescor do pescado. Os atributos sensoriais são de extrema relevância para estimar o frescor. Devido à escassez de dados sobre a qualidade da piramutaba capturada no litoral do estado do Pará, o presente estudo teve como objetivo acompanhar as alterações físico-químicas da piramutaba inteira estocada em gelo (0+1o C) por 0, 4, 7, 10, 14 e 18 dias e correlacionar tais alterações com as características sensoriais de aparência e odor durante este período, utilizando um protocolo elaborado pelo Método de Índice de Qualidade (QIM) especificamente para a espécie de peixe estudada. A qualidade de 68 amostras de piramutaba foi avaliada com relação às características sensoriais, pH, Bases Voláteis Totais (BVT), trimetilamina (TMA), aminas biogênicas (histamina, putrescina e cadaverina), reação para amônia (NH3 ) e gás sulfídrico (H2 S). Considerando os resultados de BVT, sugere-se o valor de 20,00 mgN/100g como limite de aceitação para este parâmetro. A histamina foi detectada no 10º dia e a putrescina a partir do 14º dia de estocagem, NH3 foi positivo para todos os tempos estudados e H2 S negativos até o fim do tempo de estocagem. Considerando o protocolo QIM e os resultados das análises físico-químicos, o prazo de validade comercial estipulado para piramutaba quando mantida sob temperaturas de refrigeração (0+1o C) foi de 10 dias, sendo a avaliação sensorial eficiente na observação dos padrões de identidade e qualidade para peixe fresco, mantendo as características de qualidade. A determinação de pH, as quantificações de BVT e TMA, as análises das aminas biogênicas, NH3 e H2 S não foram conclusivas para avaliar o frescor da carne da piramutaba por se tratar de um peixe de água doce.

The piramutaba (Brachyplatystoma vaillantii) is a freshwater fish of great economic importance to the state of Pará during the capture, handling, transportation and marketing as fresh fish, several compounds are formed due to biochemical events that result in the deterioration of fish and can be used for physicochemical evaluation of fish freshness by means of analytical procedures. Moreover, the quality of fresh fish can be evaluated by sensory characteristics. Due to the paucity of data on the quality of piramutaba captured off the Para State's coast, this study aimed to track changes in physical-chemical of the whole piramutaba stored on ice (0 ±1°C) for 0, 4, 7, 10, 14 and 18 days and correlate these changes with the sensory qualities of appearance and odor during this period using a protocol Quality Index designed specifically for the studied fish species. The quality of 68 piramutaba samples was evaluated taking into consideration the sensory characteristics, pH, total volatile bases (TVB), trimethylamine (TMA), biogenic amines (histamine, putrescine and cadaverine), reaction for ammonia (NH3 ) and hydrogen sulfide (H2 S). According to the results obtained from BVT, we suggest the value of 20.00 mgN/100g as acceptance limits for this parameter. Histamine was detected at day 10, and histamine and putrescine from the 14th day of storage, not exceeding the limits of Brazilian legislation. All test results were positive for NH3 and H2 S negative since the first day of storage. Considering the protocol MIQ and the results of the physicochemical tests, the expiry date stipulated for commercial piramutaba when kept under refrigeration temperatures (0 ±1°C) was 10 days, the sensory evaluation effectively observing the patterns of identity and quality for fresh fish, as they maintained acceptable sensory characteristics. The determination of pH, measurements of TVB and TMA, the analysis of biogenic amines, NH3 and H2 S were not conclusive to evaluate the freshness of meat piramutaba because it is a freshwater fish.
Descritores: Aminas Biogênicas
Gestão da Qualidade
Prazo de Validade de Produtos
Peixes
Limites: Animais
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  7 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-2788
Autor: Duarte, Diana Assis; Graff, Tânia Beatriz Acosta.
Título: Influência de diferentes tipos de embalagens na estabilidade de linguiça frescal / Influence of different types of packaging on the stability of fresh sausage
Fonte: Hig. aliment;30(260/261):109-115, 30/10/2016. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A competitividade no mercado globalizado leva à busca constante pela qualidade e a embalagem possui importante contribuição neste quesito. A linguiça é um produto apreciado pelos consumidores brasileiros, não sendo submetida a processamento térmico, apresenta alta atividade de água, pH favorável e elevado teor nutritivo, o que resulta em curto prazo de validade. Quando refrigerada, em condições aeróbias, a microbiota dominante é formada por Pseudomonas spp, enquanto que em condições anaeróbicas, predominam os Lactobacillus. A oxidação lipídica leva ao desenvolvimento do odor característico de ranço. Linguiças foram embalada em 4 diferentes tipos de embalagens MRP, EVOH, PE (Polietileno) e Nylon, armazenadas em refrigerador mantido até 5ºC, durante 45 dias. Neste período foi avaliado o pH, a cor e o odor, após 14, 24, 35 e 45 dias. As amostras também foram submetidas a análises microbiológicas de bactérias lácticas, Pseudomonas spp e Staphylococcus aureus. O comportamento do produto em relação à contaminação por bactérias lácticas e por Pseudomonas spp foi similar, independentemente do tipo de embalagem usada. A linguiça não apresentou contaminação por Staphylococcus aureus. O comportamento do pH teve pouca variação, apenas na linguiça mantida em embalagem de polietileno o pH baixou bastante, de 5,54 (14 dias) para 4,9 (45 dias). Odor desagradável desenvolveu-se no produto, independentemente da embalagem usada, porém demorou mais para se tornar perceptível nas amostras acondicionadas em embalagem de Nylon e de polietileno. Por outro lado, a linguiça embalada na embalagem de Polietileno apresentou maior alteração da cor, enquanto aquelas embaladas com MRP e EVOH mantiveram a cor do produto até os 45 dias de shelf life.

The global market competitiveness leads to a constant search of quality, and packaging has an important role in this aspect. Sausage is very appreciated by Brazilian consumers. Not being subjected to thermal processes, it has high activity of water, favorable pH and high nutrient content, which results short shelf life. When the product is refrigerated under aerobic conditions the dominant micro biota is made up of Pseudomonas spp, whereas in anaerobic conditions the Lactobacillus prevail. Lipid oxidation brings out a rancid odor. The sausages were kept in a refrigerator up to 5ºC, for 45 days, packed in four different kinds of packages: MRP(Portuguese for Maximum Resistance to Drilling), EVOz(ethylvinylalcohol), PE (polyethylene) and Nylon. The pH, color and odor were evaluated after fourteen, twenty-four, thirty-five and forty-five days. The samples were submitted to microbiological analyses of lactic bacteria, Pseudomonas spp and Staphylococcus aureus. The Pseudomonas spp and lactic bacteria contamination was similar, regardless the kind package used in the product. The sausage did not reveal signs of Staphylococcus aureus contamination. There was not much pH variation, except the sausage kept in polyethylene which pH decreased considerably, from 5,54 (fourteen days) to 4,9 (fourty-five days). The product had unpleasant smell regardless the package, although the smell in the samples of nylon and polyethylene took longer to be perceptible. On the other hand, the sausage packed in polyethylene had more discolorations, whereas the ones packed in MRP and EVOH kept the colors up until the forty-five days of shelf life.
Descritores: Embalagem de Alimentos
Prazo de Validade de Produtos
Conservação de Alimentos
Produtos da Carne
-Vigilância Sanitária
Contaminação de Alimentos
Produção de Alimentos
Alimentos Resfriados
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  8 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-849918
Autor: Maciel, Dalton; Dias, André Luiz; Moysés, Marcos Ribeiro; Ribeiro, José Carlos Rabelo; Dias, Sérgio Cândido; Reis, Andréa Candido dos.
Título: Influência do prazo de validade de resinas compostas na resistência à compressão / The influence of the composite resins' expiration time on its compression resistance
Fonte: Arq. odontol;41(03):235-241, 2005. ilus, graf.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo desse trabalho foi avaliar a influência do prazo de validade de resinas compostas na resistência à compressão. As resinas foram divididas em 6 grupos: G1 Esthet X (Dentsply/Caulk), G3 Charisma (Heraeus Kulzer), G5 Durafil VS (Heraeus Kulzer), com prazo de validade vencido e G2 Esthet X, G4 Charisma, G6 Durafil VS, dentro do prazo de validade...
Descritores: Força Compressiva
Resinas Compostas/administração & dosagem
Resinas Compostas/análise
-Prazo de Validade de Produtos
Teste de Materiais
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  9 / 23 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-848877
Autor: Tancredi, Rinaldi C Philippo; Silva, Gabrielle da Silva Vargas; Ferreira, Tamara Sarmento; Souza, Tayrine Martins de.
Título: Palmitos industrializados em conserva: produção, conservação e sustentabilidade / Preserved palm hearts: production, conservation and sustainability
Fonte: Hig. aliment;31(270/271):72-77, 29/08/2017.
Idioma: pt.
Resumo: As principais espécies utilizadas na alimentação e exploradas para a produção de palmitos, são as palmeiras de Açaí (Euterpe oleracea), na região Norte do país, especialmente na Bacia Amazônica; a Juçara (Euterpe edulis), na Mata Atlântica das regiões Sul e Sudeste; atualmente a espécie que predomina é a Pupunha (Bactris gasipaes), plantada comercialmente em quase todo o País e, em menor escala, o palmito da Palmeira Real (Archantophoenix alexandrae), predominantemente no Estado de Santa Catarina. As principais formas de comercialização do palmito em conserva são em embalagens metálicas (lata) ou de vidro. Foi objetivo deste estudo avaliar a qualidade de palmitos industrializados com foco nas informações de rotulagem sobre a origem, tipo, conservação e validade destes, compreendendo melhor os critérios de sustentabilidade aplicado a estes produtos. Este trabalho foi desenvolvido a partir da análise de rótulos de amostras de palmito em conserva industrializados e comercializados nas cidades do Rio de Janeiro, com o total de 45 amostras das diferentes espécies existentes desta palmeira, coletadas nos anos de 2013, 2014 e começo de 2015. Dentre as espécies de palmito mais encontradas, destacou-se o açaí com 42% das amostras, seguido da pupunha com 31% e Juçara com 20%; os estados com maior produção foram a Bahia com 27% das amostras e Santa Catarina com 21%. As amostras analisadas apresentavam prazo de validade de 1 ano (2,38%), 2 anos (47,62%) e de 3 anos (21,42%). Os prazos de validade após abertura da embalagem, indicavam máximo de cinco dias. Com os dados obtidos concluiu-se que as indústrias de palmitos em conserva vêm cumprindo as determinações das legislações sanitárias em vigor, com algumas exceções que podem comprometer escolhas e até a saúde do consumidor.(AU)
Descritores: Palmito em Conserva
Rotulagem de Alimentos/normas
Alimentos Industrializados
Informação Nutricional
-Botulismo/etiologia
Prazo de Validade de Produtos
Composição de Alimentos
Armazenamento de Alimentos/métodos
Alimentos em Conserva/efeitos adversos
Fatores de Risco
Limites: Humanos
Responsável: BR908


  10 / 23 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-848775
Autor: Souza, Lara Barbosa de; Moura, Andrezza Assis Cruz; Silva, Jean Berg Alves da.
Título: Embalagens para alimentos: tendências e inovações / Food Packaging: trends and innovations
Fonte: Hig. aliment;31(270/271):25-29, 29/08/2017.
Idioma: pt.
Resumo: A embalagem do alimento têm por funções conter, proteger, comunicar e conferir conveniência, nas etapas de armazenamento e distribuição. É também veículo de informação, apresentando instruções de manuseio, composição nutricional e rotulagem. Com o desenvolvimento da tecnologia, surgem novas forma de apresentação e embalagem de alimentos, visando aumento na vida de prateleira e maior praticidade. Nesse contexto o trabalho trata de uma pesquisa documental indireta por meio de fontes bibliográficas e documentos, para delinear as principais tendências e inovações em embalagens de alimentos. Há interesse e investimentos em embalagens "ativas" e "inteligentes" as quais interagem diretamente com o produto, e também os revestimentos comestíveis, com enfoque na biodegradabilidade.(AU)
Descritores: Embalagem de Alimentos/tendências
Informação Nutricional
-Prazo de Validade de Produtos
Composição de Alimentos
Armazenamento de Alimentos/métodos
Limites: Humanos
Responsável: BR908



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde