Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS2.001.001.004 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 40 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 4 ir para página            

  1 / 40 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1130055
Autor: Nascimento, Adriana Loureiro do; Sousa, Rosangela Sales; Rodrigues, Aline Aparecida Rezende; Mattos, Elaine Cristina de; Daros, Vilma dos Santos Menezes Gaiotto; Dal Col, Rute; Pinheiro, Eliana Scarcelli; Nassar, Alessandra Figueiredo de Castro.
Título: Detection of virulence factors in coagulase-negative Staphylococcus spp. strains isolated from Emmental cheese / Detecção de fatores de virulência em cepas de Staphylococcus spp. coagulase negativos isoladas de queijo Emmental
Fonte: Arq. Inst. Biol;87:e0812019, 2020. tab.
Idioma: en.
Projeto: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil.
Resumo: Food prepared with products derived from animals are involved in most cases of staphylococcal poisoning; therefore, the research of Staphylococcus spp. in Emmental cheese is more applicable. The objective of this study was to identify coagulase-negative Staphylococcus spp. (CNS) in cheese using biochemical and molecular techniques to detect the presence of nine genes responsible for the production of enterotoxins. From 180 samples analyzed, 204 CNS strains were obtained and identified as being 46 (22.6%) S. saprophyticus strains, 27 (13.2%) S. hominis spp. hominis strains, 22 (10.8%) S. sciuri strains, 21 (10.3%) S. xylosus strains, 19 (9.3%) S. epidermidis strains, 19 (9.3%) S. haemolyticus strains, 17 (8.3%) S. lentus strains, 17 (8.3%) S. warneri strains, 11 (5.4%) S. equorum strains and 5 (2.5%) S. cohnni . Using the PCRm protocol, 14 (6.9%) strains with the presence of the genes on the enterotoxin E (SEE)11 (78.6%), J (SEJ) 1 (7%), C (SEC) 1 (7%) and I (SEI) 1 (7%) were detected. Based on the results, the type of package is not interfered of growth and isolated that Staphylococcus spp. in cheese. It was observed that bacteria capacity to produce coagulase cannot be understood as an indicative of enterotoxigenicity; therefore, the CNS should be considered as a target of importance in the epidemiology of staphylococcal intoxications. It can be concluded that CNS need to be included in bacterial foodborne disease research, since the genes responsible for the production of toxins were detected and none of the studied samples presented Staphylococcus spp. counting above the limits allowed by legislation.(AU)

Os alimentos preparados com produtos de origem animal são os mais envolvidos em casos de intoxicação alimentar estafilocócica; portanto a pesquisa do Staphylococcus spp. em queijos tipo Emmental é relevante. O objetivo foi isolar e identificar espécies de Staphylococcus coagulase negativas (CNS)de queijo Emmental acondicionado em vários tipos de embalagem, por meio de técnicas bacteriológicas e bioquímicas e detectar, por PCR, a presença de nove genes responsáveis pela produção de enterotoxinas. Das 180 amostras, foram isoladas 204 cepas de CNS, que foram identificadas por provas bioquímicas como: 46 (22,6%) S. saprophyticus, 27 (13,2%) S. hominis spp. hominis, 22 (10,8%) S. sciuri, 21 (10,3%) S. xylosus, 19 (9,3%) S. epidermidis , 19 (9,3%) S. haemolyticus , 17 (8,3%) S. lentus , 17 (8,3%) S. warneri , 11(5,4%) S. equorum e 5 (2,5%) S. cohnii . Na PCR multiplex, em 14 (6,9%) isolados foi detectada a presença dos genes para enterotoxina E (SEE), em 11 (78,6%) J (SEJ), em 1 (7%) C (SEC) e em 1 (7%) I (SEI). Com base nos resultados, o tipo de embalagem não interferiu na multiplicação dos Staphylococcus spp. isolados dos queijos. Neste estudo, verificou-se que a capacidade para a produção de coagulase pela bactéria não pode ser concebida como indicativa de enterotoxigenicidade, portanto devem-se considerar os CNS como objeto de importância na epidemiologia das intoxicações estafilocócicas, fazendo-se necessária a atenção com relação à pesquisa dos CNS nos alimentos, uma vez que foram detectados genes responsáveis pela produção de toxinas, e nenhuma das amostras apresentou contagem para Staphylococcus spp. acima do limite permitido pela legislação.(AU)
Descritores: Intoxicação Alimentar Estafilocócica
Staphylococcus/virologia
Enterotoxinas
Doenças Transmitidas por Alimentos
-Bactérias
Queijo
Reação em Cadeia da Polimerase
Técnicas Bacteriológicas
Embalagem de Produtos
Alimentos de Origem Animal
Inocuidade dos Alimentos
Abastecimento de Alimentos
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  2 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-790807
Autor: Quesada, Adriana; Reginatto, Gabriel A; Ruiz Español, Ayelen; Colantonio, Lisandro D; Burrone, María Soledad.
Título: Resistencia antimicrobiana de Salmonella spp aislada de alimentos de origen animal para consumo humano / Antimicrobial resistance of Salmonella spp isolated animal food for human consumption
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;33(1):32-44, ene.-mar. 2016. ilus, tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: Analizar la información disponible sobre la resistencia antimicrobiana de aislamientos de Salmonella spp de alimentos de origen animal para consumo humano en América Latina. Materiales y métodos. Se realizó una revisión sistemática de estudios epidemiológicos observacionales realizados en América Latina entre los años 2003 y 2014 enlas bases de datos PubMed y LILACS. Se excluyeron estudios realizados como parte de estudio de brotes o casos de infecciones en humanos. Tres revisores de forma independiente participaron en la selección de estudios. Además, se realizó la evaluación de calidad a los estudios incluidos. Resultados. Un total de 25 estudios cumplieron con los criterios de inclusión. Los estudios incluidos fueron realizados en Brasil, México, Colombia, Argentina y Venezuela. Los aislamientos de Salmonella spp se obtuvieron principalmente de alimentos de origen avícola, porcino y vacuno, siendo Salmonella typhimurium y Salmonella enteritidis los serotipos que se aislaron con mayor frecuencia (17 y 11 estudios, respectivamente). En 23 de los estudios, Salmonella spp fue resistente a más de un antibiótico, incluyendo ácido nalidíxico, estreptomicina, tetraciclina, cloranfenicol, ampicilina, trimetoprim/sulfametoxazol, gentamicina, ciprofloxacina y cefalosporinas. Conclusiones. Los aislamientos de Salmonella spp obtenidos de alimentos de origen animal para consumo humano en los países analizados presentan con frecuencia resistencia a múltiples antibióticos. Es importante que más países en América Latina realicen y publiquen estudios sobre la resistencia de Salmonella spp para establecer y monitorear estrategias de control adecuadas...

To analyze all information available on antimicrobial-resistant Salmonella species isolated from foods of animal origin that are used for human consumption in Latin America. Materials and methods. A systematic review of observational epidemiological studies conducted in Latin America between 2003 and 2014 was carried out using the PubMed and LILACS databases. Studies conducted as part of analyses of outbreaks or cases of human infection were not included. Three reviewers independently participated in the study selection. Additionally, the studies included underwent quality assessment. Results. A total of 25 studies met the inclusion criteria. The studies included were conducted in Brazil, Mexico, Colombia, Argentina, and Venezuela. Salmonella spp. isolates were obtained mainly from animal-based foods derived from cattle, swine, and poultry, revealing that Salmonella typhimurium and S. enteritidis were the most frequently isolated serotypes (17 and 11 studies, respectively). In 23 studies, Salmonella spp. Showed resistance to more than one antibiotic, including nalidixic acid, streptomycin, tetracycline, chloramphenicol, ampicillin, trimethoprim-sulfamethoxazole, gentamicin, ciprofloxacin, and cephalosporins. Conclusions. Salmonella spp. Isolates obtained mainly from animal-based foods for human consumption in the countries analyzed often show resistance to several antibiotics. It is important that more countries in Latin America carry out and publish studies on Salmonella spp. resistance in order to establish and monitor adequate control strategies...
Descritores: Alimentos de Origem Animal
Consumo de Alimentos
Farmacorresistência Bacteriana
Salmonella
Saúde Pública
-Estudos Epidemiológicos
Estudos Observacionais como Assunto
Limites: Humanos
Responsável: PE14.1 - Biblioteca de la Sede Central


  3 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-783216
Autor: Benetti, Thalyta Marina; Abrahão, Wanda Moscalewski; Ferro, Isabelle Dangui; Macedo, Renata Ernlund Freitas; Oliveira, Tereza Cristina Rocha Moreira de.
Título: Avaliação de diferentes alíquotas de enxaguadura para a contagem pelo método direto de Campylobacter spp. em carcaças de frango resfriadas / Evaluation of the different rinse volumes for performing the direct technique for Campylobacter spp. enumeration in chilled broiler carcasses
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;73(4):372-376, out.-dez. 2014. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O método direto de detecção e contagem de Campylobacter spp. em carne de frango é de fácil execução, porém os volumes de 100 μL e de 400 μL, preconizados em algumas metodologias, muitas vezes impossibilitam a contagem de colônias pela ocorrência de crescimento confluente ou de microbiota contaminante. O objetivo do presente estudo foi de avaliar os diferentes volumes de enxaguadura de carne de frango com a finalidade de minimizar a interferência da microbiota contaminante, sem comprometer a sensibilidade do método. Os volumes de enxaguadura de 5, 10,50, 100 e 400 μL foram testados utilizando-se os meios seletivo diferenciais ágar carvão cefoperazona desoxicolato modificado (mCCDA) e ágar Bolton modificado. A presença de Campylobacter spp. foi confirmada por métodos fenotípicos e por PCR. No entanto, a estratégia de utilização de volumes menores do que 100 μL de enxaguadura não melhoraram o isolamento e a contagem de colônias de Campylobacter, porque houve diminuição da sensibilidade do ensaio. A provável solução para minimizar a interferência da microbiota contaminante seria desenvolver novos meios seletivos ou incorporá-los aos antimicrobianos já existentes...
Descritores: Alimentos de Origem Animal
Análise de Alimentos
Campylobacter
Carne/análise
Galinhas
Limites: Humanos
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  4 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-672283
Autor: Yamatogi, Ricardo Seiti; Galvão, Julia Arantes; Baldini, Eduardo Delbon; Souza Junior, Luiz Carlos Teixeira de; Rodrigues, Marianna Vaz; Pinto, José Paes Almeida Nogueira.
Título: Avaliação da unidade analítica na detecção de Salmonella spp em frangos a varejo / Evaluation of the analytical unit for detecting Salmonella spp. in poultry at retail
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;70(4):637-640, out.-dez. 2011. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Mais de 95 por cento das salmoneloses humanas são de origem alimentar e, entre os alimentos envolvidos na transmissão estão os produtos de origem animal, especialmente os de maior relevância, os produtos avícolas. Diante desta questão, o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) estabeleceu um programa com a finalidade de reduzir e monitorar a contaminação por Salmonella spp. nas carcaças de aves. Neste estudo, foi comparada a eficiência de duas metodologias de análises (o enxágue da carcaça e a excisão da pele) para recuperação de células da bactéria, bem como para a verificação da ocorrência do agente patogênico em amostras coletadas na região de Botucatu, SP. Em 100 carcaças analisadas, computando-se os resultados de ambas as metodologias, 43 por cento (43/100) estavam contaminadas por Salmonella spp. Por meio de metodologia de enxágue foram detectadas 81,40 por cento (35/43) amostras com resultados positivos e 51,16 por cento (22/43) pela técnica de excisão. Embora a técnica de enxague tenha detectado número superior de amostras positivas, não houve diferença estatística (p > 0,05) entre os resultados obtidos pelas duas metodologias. Estudos adicionais devem ser realizados, dada à importância das carcaças de frango na veiculação de Salmonella spp. e sua consequente introdução no ambiente de preparação de alimentos.
Descritores: Alimentos de Origem Animal
Carne
Salmonella
-Aves
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Timm, Claudio Dias
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1026529
Autor: Tavares, Alana Borges; Cereser, Natacha Deboni; Timm, Cláudio Dias.
Título: Ocorrência de Aeromonas spp. em alimentos de origem animal e sua importância em saúde pública / Occurence of Aeromonas spp. in foods of animal origin and its importance in public health
Fonte: Arq. Inst. Biol;82:1-8, 2015.
Idioma: pt.
Resumo: Aeromonas spp. são bactérias Gram negativas, oportunistas, de natureza ubíqua, isoladas principalmente de amostras de água. Até o presente momento foram reconhecidas 31 espécies, sendo as de maior importância médica Aeromonas hydrophila, Aeromonas caviae e Aeromonas veronii. A patogenicidade do gênero é considerada multifatorial, sendo este produtor de diversos tipos de toxinas e com envolvimento de outros fatores capazes de facilitar a penetração e o estabelecimento do agente no hospedeiro, causando doença. O objetivo desta revisão é elucidar o papel dos alimentos de origem animal como fontes de contaminação de bactérias do gênero Aeromonas para o ser humano. Isolamentos de aeromonas de diversos produtos de origem animal têm sido relatados, como carne, leite e seus derivados, além de frutos do mar, e em ambientes de processamento, como abatedouros, frigorífcos e laticínios. Tem-se buscado determinar fontes de contaminação dos alimentos, e a água foi definida como o principal disseminador. Aeromonas já foi definida como sendo a causadora de diversas enfermidades, desde afecções gastrointestinais até casos de meningite e morte. Considerando os alimentos de origem animal como importantes veículos de transmissão para o ser humano e o reconhecimento da água como fonte de disseminação do agente, torna-se imprescindível o tratamento adequado da água utilizada nos estabelecimentos processadores de alimentos para a segurança alimentar.(AU)

Aeromonas spp. are opportunistic, ubiquitous Gram negative bacteria, mostly isolated from water samples. Until the present time, 31 species have been recognized, and the most medically important are Aeromonas hydrophila, Aeromonas caviae and Aeromonas veronii. The pathogenicity of the genus is considered to be multifactorial, and it can produce several types of toxins, with the involvement of other factors that facilitate the penetration and the establishment of the agent in the host, thus causing the disease. Te objective of this review is to elucidate the role of foods of animal origin as sources of contamination of aeromonas to humans. Aeromonas have been reported in various animal products such as meat, milk, dairy products, and seafood, and also in processing environments such as slaughterhouses, meat and dairy plants. There has been the attempt to determine sources of food contamination, being the water defined as the main disseminator. Aeromonas has been defined as the cause of many diseases, from gastrointestinal affections to cases of meningitis and even death. Considering that animal foods are an important source of contamination for humans and because of the recognition of water as a source of dissemination, it is essential for food security to provide the proper treatment of water used in food processing establishments.(AU)
Descritores: Virulência
Contaminação de Alimentos
Aeromonas/patogenicidade
Alimentos de Origem Animal
Bactérias Gram-Negativas
-Diarreia
Microbiologia de Alimentos
Noxas
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  6 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1025970
Autor: Lázaro de la Torre, César Aquiles; Blanco, Juan Espinoza; Silva, Joab Trajano; Paschoalin, Vânia Margaret Flosi; Conte Júnior, Carlos Adam.
Título: Chromatographic detection of nitrofurans in foods of animal origin / Detecção cromatográfica de nitrofuranos em alimentos de origem animal
Fonte: Arq. Inst. Biol;82:1-9, 2015. tab, ilus.
Idioma: en.
Resumo: Nitrofurans are antibacterials banned in livestock by different countries due to its relationship with the production of carcinogenic metabolites. Several studies have been conducted to find the best methodology to identify these residues. Te objectives of this review work were to show the risk of nitrofuran metabolites (furazolidone; nitrofurazone; nitrofurantoin, furaltadone and nifursol); to explain the application of liquid chromatography and mass spectrometry to determine the presence of these residues in foods of animal origin; and, finally, to report some methodologies that were recently used in different foods of animal origin.(AU)

Nitrofuranos são antibacterianos proibidos na criação de animais por diferentes países devido a sua relação com a produção de metabolitos carcinogênicos. Vários trabalhos de pesquisa têm sido desenvolvidos para encontrar a melhor metodologia que possa identificar esses resíduos. O presente trabalho de revisão teve como objetivos mostrar o risco dos metabolitos dos nitrofuranos (furazolidona, nitrofurazona, nitrofurantoina, furaltadona e nifursol); explicar a aplicação da cromatografia líquida e da espectrometria de massas para determinar a presença desses resíduos em alimentos de origem animal; e, finalmente, relatar algumas metodologias usadas recentemente em alimentos de origem animal.(AU)
Descritores: Resíduos de Drogas/análise
Alimentos de Origem Animal
Antibacterianos
Nitrofuranos
-Espectrometria de Massas
Inspeção de Alimentos
Cromatografia Líquida
Responsável: BR1942.1 - NID - Biblioteca - Núcleo de Informação e Documentação


  7 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1011283
Autor: Gonçalves, E. P. M; Barros, M. C. S; Pessôa, M. C; Cardilli, D. J; Roos, T. B; Moraes, C. M.
Título: Padronização de uma PCR para a autenticação do Salmo salar em pratos da culinária japonesa / Standardization of a PCR for the authentication of Salmo salar in dishes of Japanese cuisine
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);71(2):640-646, mar.-abr. 2019. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste trabalho foi padronizar uma PCR para a detecção do Salmo salar, a qual possa ser usada na autenticação do salmão utilizado em pratos da culinária japonesa e do pescado comercializado in natura. Para isso, dois lotes de sushi foram produzidos experimentalmente. Além disso, foram visitados 38 estabelecimentos que comercializam comida japonesa e 10 peixarias na região metropolitana de Belém, visando à coleta do sushi, do temaki e do pescado pertencente à espécie Salmo salar. Os dados demonstraram que a técnica foi eficiente para a autenticação de Salmo salar, visto que a espécie foi detectada tanto nas amostras de sushis preparados experimentalmente quanto nas alíquotas de pescados isolados, utilizados para a preparação do sushi. Em contrapartida, a espécie Salmo trutta não foi detectada nas amostras de sushis preparados com esta espécie nem nas alíquotas de pescado isolado. Além disso, foi possível a confirmação da utilização da espécie Salmo salar no preparo das amostras de sushi, temaki e de pescado. Portanto, concluiu-se que a técnica foi capaz de amplificar o DNA da referida espécie e não gerou identificação inespecífica quando a espécie Salmo trutta foi analisada, podendo ser uma ferramenta adequada para a autenticação do Salmo salar.(AU)

The objective of this work was to standardize a PCR for the detection of Salmo salar, which can be used in the authentication of salmon used in Japanese dishes and fish commercialized in natura. For this, two batches of sushi were produced experimentally. In addition, 38 establishments that sell Japanese food and 10 fishmongers in the metropolitan area of Belém were visited, aiming to collect sushi, temaki and fish belonging to the species Salmo salar. The data demonstrated that the technique was efficient for the authentication of Salmo salar, since the species was detected in both the experimentally prepared sushi samples and the isolated fish aliquots used for the preparation of sushi. In contrast, the species Salmo trutta was not detected in the sushi samples prepared with this species nor in the isolated fish aliquots. In addition, it was possible to confirm the use of the Salmo salar species in the preparation of sushi, temaki and fish samples. Therefore, it was concluded that the technique was able to amplify the DNA of this species and did not generate nonspecific identification when the species Salmo trutta was analyzed, being able to be a suitable tool for the authentication of Salmo salar.(AU)
Descritores: Salmo salar/genética
-Restaurantes
Reação em Cadeia da Polimerase/veterinária
Alimentos de Origem Animal
Limites: Animais
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-910477
Autor: Vitorino, Debora Helena Leme de Carvalho.
Título: Eschechiria coli produtora da toxina shiga em bovinos: revisão / Eschechiria coli producing shiga toxin in cattle: review
Fonte: Hig. aliment;32(280/281):57-61, 30/06/2018.
Idioma: pt.
Resumo: Esta revisão apresenta os aspectos epidemiológicos da bactéria Escherichia coli produtora da toxina shiga, (STEC) que é reconhecida no mundo todo como agente causador de toxinfecção. Os produtos de origem animal são frequentemente associados aos surtos da doença, mas os alimentos hortifrutigranjeiros também podem ser contaminados e causar toxinfecção em seus consumidores. A incidência da infecção em humanos no Brasil (STEC) é baixa, foi observada essa prevalência nos rebanhos bovinos, ovinos e aves. Por isso, a importância das boas práticas de manipulação do produtor e do consumidor para evitar possível contaminação dos alimentos. Este trabalho teve por objetivo revisar a literatura sobre a ocorrência de Escherichia coli produtora da toxina shiga. Frente aos limitados estudos realizados sobre os agentes etiológicos, novos estudos fazem-se necessários.

This review presents the aspects of shiga toxin-producing Escherichia coli, which are recognized worldwide as toxinfection agents in the world. Products of animal origin are often associated with outbreaks of disease, but horticultural crops can be contaminated and cause toxinfection as well. This study aims to review the literature on the occurrence of shiga toxin-producing Escherichia coli. The incidence of infection in humans in Brasil by STEC and low, prevalence was observed in cattle, sheep and poultry. Therefore, the importance of good practices of manipulation of the producer and the consumer to avoid possible food contamination. Faced with the limited studies of etiological agents, it is necessary to study the subject.
Descritores: Bovinos
Consumo de Alimentos
Toxina Shiga
Enterite
Escherichia coli
Doenças Transmitidas por Alimentos
-Contaminação de Alimentos
Boas Práticas de Manipulação
Alimentos de Origem Animal
Limites: Bovinos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  9 / 40 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-997669
Autor: Olivo, Rubia de Souza.
Título: Atividade de compostos antimicrobianos para aplicação em produtos cárneos processados prontos para consumo visando controle de Listeria monocytogenes / Activity of antimicrobial compounds for application in ready-to-eat meat products for the control of Listeria monocytogenes.
Fonte: São Paulo; s.n; 2018. 76 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Ciências Farmacêuticas para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Listeria monocytogenes é o microrganismo patogênico de maior relevância em carnes processadas prontas para consumo. A presença frequente de L. monocytogenes no ambiente pode levar a uma contaminação dos produtos após o processamento industrial e como esses produtos não passam por tratamento bactericida antes de serem consumidos, a saúde do consumidor pode estar em risco. Para inibir a multiplicação de L. monocytogenes nos produtos cárneos durante o armazenamento em refrigeração após o processamento, os fabricantes podem utilizar diversos aditivos antimicrobianos na formulação destes produtos. Este estudo objetivou avaliar a atividade antimicrobiana de aditivos tradicionalmente empregados em produtos cárneos processados, e de quatro novos blends preparados à base de nisina (Nisaplin®) contra cepas de L. monocytogenes, fazendo-se a avaliação in vitro e in situ, em mortadelas experimentalmente contaminadas, formuladas com os compostos estudados, armazenadas à vácuo e em refrigeração (8 °C) por 70 dias. Os compostos extrato de alecrim, diacetato de sódio e Nisaplin®, quando testados in vitro, apresentaram maior eficiência na inibição das cepas de L. monocytogenes que lactato de sódio e vinagre tamponado. Quando testados in vitro, os produtos comerciais BioVia® CL600 e NovaGARD® LM100 e os quatro blends utilizados no preparo das mortadelas foram igualmente efetivos na inibição de L. monocytogenes. De acordo com os resultados dos testes in situ, o melhor controle de L. monocytogenes em mortadelas durante 70 dias a 8 °C ocorreu nos produtos preparados com o blend contendo extrato de alecrim, diacetato de sódio, vinagre tamponado e Nisaplin®. O blend contendo extrato de alecrim, lactato de sódio e Nisaplin®, foi o menos efetivo entre os blends testados

Listeria monocytogenes is the most important microbial pathogen in ready-to-eat processed meat products. The frequent presence of L. monocytogenes in the environment can lead to product contamination after industrial processing and since these products do not have a bactericidal step before consumed, consumer health may be at risk. To inhibit the multiplication of L. monocytogenes in processed meat products during refrigerated storage, manufacturers may use various antimicrobial additives in the formulation of these products. This study aimed to evaluate the in vitro and in situ activity of additives traditionally used in processed meat products and four new blends based on nisin (Nisaplin®) against L. monocytogenes, in experimentally contaminated bolognas, formulated with the studied compounds and stored under vacuum and refrigerated (8 °C) for 70 days. Rosemary extract, sodium diacetate and Nisaplin®, when tested in vitro, were more effective than sodium lactate and buffered vinegar for the inhibition of the L. monocytogenesstrains. When tested in vitro, the commercial products BioVia® CL600 and NovaGARD® LM100 and the four blends used in bologna preparation were equally effective in inhibiting L. monocytogenes. According to the results of the in situ tests, the best control of L. monocytogenes in bolognas for 70 days at 8 °C occurred in the products prepared with the blend containing rosemary extract, sodium diacetate, buffered vinegar and Nisaplin®. The blend containing rosemary extract, sodium lactate and Nisaplin®, was the least effective among the tested blends
Descritores: Aditivos Alimentares/análise
Listeria monocytogenes/isolamento & purificação
Anti-Infecciosos/análise
-Alimentos de Origem Animal
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas
BR40.1; T664.07, O49a. 30100022519-F


  10 / 40 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-953910
Autor: Realpe-Delgado, María Elena; Muñoz-Delgado, Ángela Bibiana; Donado-Godoy, Pilar; Rey-Ramírez, Laura María; Díaz-Guevara, Paula Lucía; Arévalo- Mayorga, Stefany Alejandra.
Título: Epidemiología de Salmonella spp, Listeria monocytogenes y Campylobacter spp, en la cadena productiva avícola / Epidemiology of Salmonella spp, Listeria monocytogenes and Campylobacter spp, in the poultry chain production system / Epidemiologia de Salmonella spp, Listeria monocytogenes y Campylobacter spp, na cadeia produtiva avícola
Fonte: Iatreia;29(4):397-406, oct.-dic. 2016. tab.
Idioma: es.
Resumo: RESUMEN Salmonella spp., Campylobacter spp. y Listeria monocytogenes son patógenos zoonóticos causantes de enfermedades transmitidas por alimentos asociadas al consumo de productos de origen animal contaminados. En este estudio se determinaron la prevalencia y los factores de riesgo asociados a la presencia de estos microorganismos en todos los eslabones de producción de pollos de engorde en dos empresas integradoras avícolas colombianas (EI-I y EI-II). En la EI-I, se aislaron Campylobacter spp., y Salmonella spp., del 10 % y el 4,4 % de las muestras, y el serotipo predominante de esta última fue S. Heildelberg. Se encontró Salmonella spp., en 6 % de las muestras de manos y materia fecal de los trabajadores, y S. Saphra fue el serotipo más común. En la EI-II, la prevalencia de Campylobacter spp., y Salmonella spp., en muestras de animales fue del 7 % y el 17 %, respectivamente. No se detectó L. monocytogenes. Este trabajo estableció la prevalencia de los patógenos zoonóticos a lo largo de la cadena productiva, evidenció la presencia de trabajadores/manipuladores portadores de los patógenos y determinó, que ''la falta de reconocimiento médico de los empleados en el último año'' constituye un posible factor de riesgo para la portación de Salmonella spp.

SUMMARY Salmonella spp., Campylobacter spp., and L. monocytogenes are zoonotic foodborne pathogens, associated with the consumption of contaminated foods of animal origin. In this study we determined the prevalence and risk factors associated with the presence of these microorganisms at all stages of the production system, in two Colombian poultry companies (EI-EI-I and II). In EI-I, Campylobacter spp., and Salmonella spp., were isolated from 10 % and 4.4 % of the specimens, and S. Heidelberg was the predominant serotype. Salmonella spp., was found in 6 % of hands and stool samples of workers. S. Saphra was the most prevalent serotype. In EIII, the prevalence of Campylobacter spp., and Salmonella spp., from animal specimens was 7 % and 17 %, respectively. L. monocytogenes was not detected. This study established the prevalence of these zoonotic pathogens through the production chain and showed the presence of pathogen carriers among workers/food handlers. ''Lack of medical examination of employees in the previous year'' was found to be a possible risk factor for carriage of Salmonella spp.

RESUMO Salmonella spp., Campylobacter spp. y L. monocytogenes são patógenos zoonóticos causantes de doenças transmitidas por alimentos associadas ao consumo de produtos de origem animal contaminados. Neste estudo se determinou a prevalência e os fatores de risco associados à presença destes microrganismos em todos os elos de produção do frango de engorda em duas empresas integradoras avícolas colombianas (EI-I y EI-II). Na EI-I, Campylobacter spp. e Salmonella spp. foram isolados de 10% e 4,4% das amostras, sendo S. Heildelberg ou serótipo predominante. Se encontrou Salmonella spp. em 6% das amostras de mãos e matéria fecal dos trabalhadores, sendo S. Saphra o serótipo mais comum. Na EI-II, a prevalência de Campylobacter spp. e Salmonella spp. em amostras animais foi de 7% e 17% respectivamente. L. monocytogenes não foi detectada. Este estudo estabeleceu a prevalência dos patógenos zoonóticos através da cadeia produtiva, evidenciou a presença de portadores dos patógenos entre os trabalhadores/manipuladores e determinou, ''a falta de reconhecimento médico dos empregados no último ano'' constitui um possível fator de risco para a porte de Salmonella spp.
Descritores: Aves Domésticas
Salmonella
Campylobacter
Zoonoses
Epidemiologia
Listeria monocytogenes
-Alimentos de Origem Animal
Doenças Transmitidas por Alimentos
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Clássico
Responsável: CO332 - Facultad de Medicina



página 1 de 4 ir para página            
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde