Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS2.002.001.005 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 132 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 14 ir para página                         

  1 / 132 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1249169
Autor: Raskovic, Aleksandar Lazar; Kvrgic, Maja Petar; Tomas, Ana Drago; Stilinovic, Nebojsa Petar; Cabarkapa, Velibor Spasoje; Stojsic-Milosavljevic, Anastazija Ðurica; Kusturica, Milica Nada Paut; Rakic, Dusica Branko.
Título: Antinociceptive activity of Thyme (Thymus vulgaris L. ) and interactions with neurotropics and analgesics
Fonte: Braz. J. Pharm. Sci. (Online);56:e18819, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Provincial Secretariat for Science and Technological Development, Autonomous Province of Vojvodina; . Ministry of Science and Technological Development, Republic of Serbia; . MEDLEM.
Resumo: The plant world represents an important source of potential therapeutic agents, but concomitant administration of herbal and conventional medications may result in interactions with subsequent beneficial or adverse effects. This study was designed to examine the analgesic effect of thyme tincture and thyme syrup, two commonly used thyme formulations, and their interactions with codeine, paracetamol, pentobarbital and diazepam in mice. The identification and quantification of thymol and carvacrol were carried out by GC/MS and GC/FID. The analgesic activity was studied using a hot plate method. Effects of thyme syrup on diazepam-induced motor coordination impairment in rotarod test and on pentobarbital-induced sleeping time were also determined. Thymol (175.3 µg/mL and 9.73 µg/mL) and carvacrol (10.54 µg/mL and 0.55 µg/mL) concentrations were measured in tincture and syrup, respectively. Thyme syrup and tincture exhibited effective analgesic activity in the hot plate pain model. Pretreatment with thyme formulations reduced analgesic activity of codeine, and potentiated the analgesic activity of paracetamol. Co-administration of thyme formulations has led to potentiation of diazepam and pentobarbital depressive central nervous system effects. Thyme formulations interacted with tested conventional drugs, probably through interference with their metabolic pathways and succeeding altered concentrations and pharmacological effects.
Descritores: Thymus (Planta)/efeitos dos fármacos
Interações Medicamentosas
Analgésicos/efeitos adversos
-Pentobarbital/efeitos adversos
Preparações Farmacêuticas
Diazepam/efeitos adversos
Medicamentos Fitoterápicos
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Camundongos
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto das Químicas


  2 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1224659
Autor: Mello, Daphne de Camargo Reis.
Título: Hidrogel de quitosana com nanofibras de Policaprolactona (PCL) associado a extratos fitoterápicos no metabolismo celular e ação antimicrobiana: estudo in vitro / Evaluation of the chitosan hydrogel with PCL nanofibers associated with phytotherapeutic extracts in cellular and microbiological activity: in vitro study.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2020. 119 p. il., graf., tab..
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Ciência e Tecnologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo neste estudo foi produzir hidrogel de quitosana (CH) com PCL e fitoterápicos para uso preventivo de úlcera de pressão. Os hidrogéis de CH foram produzidos com glicerofosfato (GP) e com xantana (X), associados ao PCL e foram caracterizados por estereomicroscopio, intumescimento, molhabilidade e MEV. Posteriormente foram submetidos ao teste de viabilidade (MTT) com fibroblastos HFF-1 e queratinócitos HaCat. O hidrogel que apresentou melhor resultado foi escolhido para continuar na pesquisa. Posteriormente, extratos de Pfaffia panculata K, Juglans regia L, Rosmarinus officinalis L, Zingiber officinale, Própolis e Hamamelis foram colocados em contato com cepas de Staphylococcus aureus (S.a) (ATCC 6538), Streptococcus pyogenes (S.p) (ATCC 19615), Staphylococcus epidermidis (S.e) (ATCC 12228), Pseudomonas aeruginosa (P.a) (ATCC 15442), Escherichia coli (E.c) (ATCC 25922) e Klebsiella Pneumoniae (K.p) (ATCC 4352) na forma planctônica nos testes de CIM e CMM. Os dois melhores extratos fitoterápicos foram avaliados quanto ao sinergismo no teste checkerboard e posteriormente associados ao hidrogel anteriormente eleito. A seguir, o comportamento da HaCat e HFF-1 com os hidrogéis foi analisado por MTT, proteína total, ELISA, genotoxicidade e formação de biofilme monotípico com suspensões padronizadas (107 cel/mL) de S.a, S.e, S.p, P.a, E.c e K.p. Na caracterização e viabilidade o hidrogel CHX PCL apresentou os melhores resultados. Os extratos selecionados após CIM, CMM e checkerboard foram gengibre (G) e própolis (P). O extrato G se destacou na CIM com inibição de K. p e P. a. Os extratos de G e P demonstraram ação microbicida para K. p e P. a e somente o extrato P obteve ação microbicida para S. a na CMM. Houve ação aditiva dos extratos associados no checkerboard para S.p e ação aditiva e sinérgica para S. e. Os grupos de hidrogéis foram compostos por: quitosana xantana (CHX), CHX própolis (CHXP), CHX gengibre (CHXG) e CHX própolis e gengibre associados (CHXPG), todos associados ao PCL. Todos os hidrogéis demonstraram viabilidade celular acima de 70% do grupo controle, permitindo metabolismo celular observado na proteína total. Houve quantificação de IL-6 maior no grupo CHX nas duas linhagens de células enquanto a quantificação de IL-10 não exibiu diferença estatística entre os grupos. Todos os hidrogéis promoveram redução acentuada de biofilme de K.p e E.c. Os grupos CHX, CHXP e CHXG reduziram biofilme de S.e. O grupo CHXG reduziu biofilme de S.p. Para S.a e P.a o grupo CHXPG foi mais eficaz reduzindo biofilme. Concluímos que os hidrogéis apresentaram resultados satisfatórios e promissores, trazendo inovação por associação de biopolímeros e associação de extratos fitoterápicos pouco estudados. Os resultados positivos justificam a continuidade dos estudos com esse biomaterial(AU)

The aim of this study was to produce chitosan hydrogel (CH) with PCL and herbal medicines for preventive use of pressure ulcers. The CH hydrogels were produced with glycerophosphate (GP) and xanthan (X), associated with PCL and were characterized by stereomicroscope, swelling, wettability and SEM. Subsequently, they were submitted to a viability test (MTT) with HFF-1 fibroblasts and HaCat keratinocytes. The hydrogel that presented the best result was chosen to continue the research. Subsequently, extracts of Pfaffia panculata K, Juglans regia L, Rosmarinus officinalis L, Zingiber officinale, Propolis and Hamamelis were placed in contact with strains of Staphylococcus aureus (Sa) (ATCC 6538), Streptococcus pyogenes (Sp) (ATCC 19615), epidermidis (Se) (ATCC 12228), Pseudomonas aeruginosa (Pa) (ATCC 15442), Escherichia coli (Ec) (ATCC 25922) and Klebsiella Pneumoniae (Kp) (ATCC 4352) in planktonic form in CIM and CMM tests. The two best herbal extracts were evaluated for synergism in the checkerboard test and subsequently associated with the previously elected hydrogel. Next, the behavior of HaCat and HFF-1 with hydrogels was analyzed by MTT, total protein, ELISA, genotoxicity and monotypic biofilm formation with standardized suspensions (107 cel / mL) of Sa, Se, Sp, Pa, Ec and Kp In the characterization and viability the CHX PCL hydrogel presented the best results. The extracts selected after MIC, CMM and checkerboard were ginger (G) and propolis (P). The G extract stood out in the MIC with inhibition of K. p and P. a. The extracts of G and P showed microbicidal action for K. p and P. a and only the extract P obtained microbicidal action for S. a in CMM. There was an additive action of the associated extracts on the checkerboard for S.p and an additive and synergistic action for S. e. The hydrogel groups were composed of: xanthan chitosan (CHX), CHX propolis (CHXP), CHX ginger (CHXG) and CHX propolis and ginger associated (CHXPG), all associated with PCL. All hydrogels demonstrated cell viability above 70% of the control group, allowing cellular metabolism observed in the total protein. There was a greater quantification of IL-6 in the CHX group in the two cell lines while the quantification of IL-10 did not show statistical difference between the groups. All hydrogels promoted a marked reduction in the biofilm of K.p and E.c. The CHX, CHXP and CHXG groups reduced S.e biofilm. The CHXG group reduced S.p. For S.a and P.a, the CHXPG group was more effective in reducing biofilm. We conclude that the hydrogels presented satisfactory and promising results, bringing innovation through association of biopolymers and association of phytotherapic extracts little studied. The positive results justify the continuity of studies with this biomaterial(AU)
Descritores: Quitosana/uso terapêutico
-Queratinócitos/imunologia
Biofilmes
Hidrogéis/administração & dosagem
Medicamentos Fitoterápicos
Nanofibras/efeitos adversos
Fibroblastos/microbiologia
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1


  3 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-1281897
Autor: Edelweiss, Marcos Krahe.
Título: Plantas medicinais no tratamento da hipertensão: overview de revisões sistemáticas / Medicinal plants in the treatment of hypertension: overview of systematic revisions.
Fonte: Porto Alegre; s.n; 2017. 64 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Grupo Hospitalar Conceição - GHC para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Contexto: A hipertensão é um fator de risco bem conhecido para doenças cardiovasculares e mortalidade. As plantas medicinais são fonte de muitas drogas e podem oferecer soluções para a terapia anti-hipertensiva.Métodos: Foi realizado um overview de revisões sistemáticas. Uma busca abrangente na literatura foi conduzida em 9 bases de dados, abrangendo publicações de 2006 a novembro de 2016. Foram selecionadas revisões sistemáticas (RS) que estudaram o efeito de plantas medicinais no tratamento de pacientes hipertensos. Os desfechos pesquisados foram: morbimortalidade cardiovascular, efeito anti-hipertensivo, qualidade de vida e efeitos colaterais. As RS foram avaliadas pelo questionário AMSTAR. Resultados: 41 RS foram selecionadas. 23 realizaram meta-análise. 51% das RS foram avaliadas como sendo de boa qualidade...(AU)
Descritores: Sistema Único de Saúde
Brasil
Saúde Pública
Medicamentos Fitoterápicos
Hipertensão
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1751.1 - Biblioteca
BR1751.1; 614(81):616.89(043.3), E22p


  4 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-833001
Autor: Manfio, Josélia Larger; Brum Junior, Liberato.
Título: Desafios do desenvolvimento dos dossiês de registro de medicamentos fitoterápicos / Challenges in developing herbal medicine dossiers for registration at anvisa (brazilian health surveillance agency)
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;21(1):47-52, jan.-abr. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Os benefícios da utilização de plantas medicinais são amplamente discutidos no âmbito acadêmico por meio de pesquisa básica e pela população em geral, baseado no ainda presente uso tradicional. Porém, é evidente a baixa demanda por registro no órgão sanitário competente (ANVISA) de produtos considerados medicamentos fitoterápicos ou produto tradicional fitoterápico. A ANVISA tem implementado requisitos visando a garantir qualidade, segurança e eficácia desses produtos, a luz do que se exige aos medicamentos classificados como sintéticos. Nesta revisão, aspectos relacionados à pesquisa e desenvolvimento, em linhas gerais, de um medicamento fitoterápico são relacionados com o arcabouço regulatório que normatiza o registro de tais produtos. Cada etapa de desenvolvimento relaciona-se a uma normativa em específico, de tal forma, que a execução de qualquer experimento de forma diversa da preconizada, impossibilita sua utilização na documentação de registro do produto. Este link é essencial para que se obtenha resultados satisfatórios no sentido de viabilizar-se o registro e futura comercialização dos produtos desenvolvidos. O aproveitamento dos estudos realizados, a qualidade da documentação gerada e a aderência aos requisitos regulatórios, permitem a submissão de dossiês de registro, que uma vez analisados, serão aprovados pelo órgão competente. A aplicabilidade das políticas de atenção básica a saúde que preconizam a utilização de fitoterápicos, depende do correto desenvolvimento destes produtos, aprovação do órgão regulador para que somente então a população possa ter acesso.

The benefits of using medicinal plants are widely discussed in the academic field through basic research and the general population, based on the still present traditional use. However, the low demand for registration of products considered herbal medicine or traditional herbal medicine is clear in the competent health surveillance agency (ANVISA). ANVISA has implemented requirements aiming to ensure the quality, safety and efficacy of these products in light of what is required for drugs classified as synthetic. In this review, general aspects related to research and development of herbal medicines are related to the regulatory framework that regulates the registration of such products. Each development stage relates to a specific normative, so that the implementation of any form differing from the proposed experiment precludes its use in product registration documentation. This link is essential in order to obtain satisfactory results to enable the registration and future commercialization of the developed products. The use of studies, the quality of the generated documentation and the adherence to regulatory requirements allow the submission of registration dossiers, which, once analyzed, are approved by the competent body. The applicability of primary care health policies that advocate for the use of herbal medicines depends on the correct development of these products, and approval by the regulatory entity, and only then, the general population can have access to such medicine.
Descritores: Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Medicamentos Fitoterápicos
Responsável: BR1532.9 - CEDIC - Coordenadoria de Editoração e Divulgação Científica


  5 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-761422
Autor: Cestari, Thais Nayara; Vieira, Karina Straioto; Pfau, Veruska de João Malheiros; Pfau, Eduardo Augusto.
Título: Atividade antimicrobiana de agentes fitoterápicos e químicos utilizados em odontologia / Antimicrobial activity of herbal and chemicals agents used in dentistry
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;17(1):19-22, jan.-abr. 2013. ilus, tab.
Idioma: pt.
Resumo: A cavidade bucal abriga uma variada microbiota indígena, a qual é favorecida pelas características anatomo-fisiológicas desse local. Os micro-organismos, principalmente bactérias e fungos, podem persistir no sistema de canais radiculares após o tratamento endodôntico, podendo assim, induzir uma reação inflamatória. O tratamento dessas infecções consiste basicamente na limpeza e desinfecção, utilizando métodos mecânicos e/ou químicos adequados à técnica preconizada, como o uso das substâncias químicas irrigadoras. Este trabalho tem como objetivo verificar a ação antimicrobiana de agentes químicos e fitoterápicos que podem ser utilizados para irrigação em endodontia. As soluções foram testadas em duplicata por meio do método de disco-difusão, frente a culturas de Enterococcus faecalis, Candida albicans, Escherichia coli e Staphylococcus aureus, que são micro-organismos comuns ou possíveis no ambiente bucal ou cepas padrão para estudos in vitro. Dentre os agentes testados a clorexidina 0,12% e 2% foi o agente que apresentou maior efetividade antimicrobiana para as cepas envolvidas nesta pesquisa, seguida pelo hipoclorito a 1%, o qual apresentou halos menores. Em relação aos fitoterápicos testados, a Malvatricin® foi o agente que apresentou maior efetividade antimicrobiana para um maior número de espécies de micro organismos avaliados. Mas sua pequena efetividade sobre as cepas de E. coli, sugere uma possível inatividade frente a bactérias Gram-negativas. Assim torna-se importante a execução de mais testes envolvendo diferentes cepas e novos produtos para melhorar as opções de soluções irrigadoras utilizadas na odontologia.

The oral cavity hosts a diverse indigenous microbiota, which is favored by its anatomical and physiological characteristics. Microorganisms, mainly bacteria and fungi, can persist in root canals after endodontic treatment, which can induce an inflammatory response. The treatment for these infections is basically cleaning and disinfection using suitable mechanical and/or chemical methods according to each technique, such as the use of irrigating chemical substance. This study has the main objective of determining the antimicrobial action of chemical and herbal agents to be used for endodontic irrigation. The solutions were tested in doubles using a disk-diffusion method, being compared to Enterococcus faecalis, Candida albicans, Escherichia coli and Staphylococcus aureus cultures, which are common or possible microorganisms in the oral environment or standard strains for in vitro studies. Among the agents tested, 0.12% and 2% chlorhexidine was the agent presenting the greatest antimicrobial effectiveness regarding the strains involved in this research. Followed by 1% hypochlorite, which showed smaller halos. Regarding herbal test, Malvatricin® is the agent that presented the greatest antimicrobial effectiveness to a large number of microorganism species assessed. However, its low effectiveness on E.coli strains suggests possible inactivity against Gram-negative bacteria. Thus, further studies involving different strains and new products are necessary to improve the options for irrigating solutions used in dentistry.
Descritores: Irrigantes do Canal Radicular
Desinfecção
Endodontia
Medicamentos Fitoterápicos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-832971
Autor: Marques, Marcia Alessandra Arantes; Lima, Daniely Alves; Andreotti, Carlos Eduardo; Gasparotto Junior, Arquimedes; Lourenço, Emerson Luiz Botelho.
Título: Caracterização das plantas medicinais e medicamentos fitoterápicos para tratamento da osteoporose utilizados no Brasil / Characterization of medicinal plants and herbal medicines for the treatment of osteoporosis used in Brazil
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;20(3):183-188, set.-dez. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: A osteoporose é caracterizada por desordem do sistema esquelético caracterizada por baixa massa óssea e deteriorização da microarquitetura do tecido ósseo levando a fragilidade óssea com aumento da suscetibilidade a fraturas. Considerada a doença osteometabólica mais comum, de distribuição global, pode comprometer ambos os sexos, diferentes idades ou raças. As consequências relacionadas a essas doenças são as fraturas vertebrais verificadas em aproximadamente 20% das mulheres acima de 65 anos em pós-menopausa. Além disso, a consequência dessa fragilidade óssea pode levar a consequências graves como dor, deformidades, sequelas, restrições motoras e morte precoce, portanto, associada com alta morbi/mortalidade. Desta forma, sabendo que as medicações utilizadas para o tratamento da osteoporose não são isentas de risco (por exemplo, aumento do risco de tromboses, câncer de mama/ ovário/ endométrio, lesões musculares, entre outras), foi realizado uma revisão bibliográfica com o intuito de avaliar se existem plantas medicinais que possam ter efeitos ósseo protetores com menor número de efeitos adversos em relação aos fármacos sintéticos. Em síntese, verificou-se que os fármacos sintéticos podem acarretar prejuízos à saúde do paciente a longo prazo e que as plantas medicinais ou fitoterápicos utilizadas no Brasil apresentam estudos científicos com menores efeitos colaterais e, portanto, são uma alternativa viável para o tratamento e prevenção da osteoporose, visto que a Politica Nacional de Práticas Integrativas e Complementares na Atenção Básica sustenta esta tendência mediante subsídios como a Farmacopeia Brasileira e o Memento Fitoterápico.

Osteoporosis is characterized by skeletal system disorder, consisting of low bone mass and deterioration of the microarchitecture of the bone tissue, leading to bone fragility with increased susceptibility to fractures. Considered the most common osteometabolic disease worldwide, it affects both sexes, different ages and races. The consequences of these diseases are vertebral fractures in approximately 20% of postmenopausal women over 65 years of age. In addition, the consequence of this bone fragility may lead to serious consequences, such as pain, deformities, sequelae, motor restrictions and early death, being therefore associated with high morbidity/mortality. Therefore, knowing the medication used in the treatment of osteoporosis are not free of risk (for example, increased risk of thrombosis, breast/ovarian/endometrial cancer, muscle injuries, among others), a bibliographical review was made with the intent of evaluating whether there are medicinal plants that may have protective effects on the bones with a decreased number of side effects in relation to synthetic medication. In summary, we found that synthetic drugs may cause long-term health damage in the patient, and that herbal or medicinal plants used in Brazil present scientific studies with lower side effects. They are, therefore, a viable alternative for the treatment and prevention of osteoporosis, since this trend is supported by the National Policy of Integrative and Complementary Practices in Primary Care through subsidies, such as the Brazilian Pharmacopoeia and the Phytotherapeutic Memento.
Descritores: Osteoporose
Medicamentos Fitoterápicos
Fitoterapia
-Brasil
Limites: Humanos
Feminino
Idoso
Responsável: BR1532.9 - CEDIC - Coordenadoria de Editoração e Divulgação Científica


  7 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Mendonça, Elismauro Francisco de
Texto completo
Id: biblio-1148049
Autor: Danilevicz, Chris Krebs; Wagner, Vivian Petersen; Webber, Liana Preto; Schmidt, Tuany Rafaeli; Alonso, Ellen Cristine Pineze; Mendonça, Elismauro Francisco de; Valadares, Marize Campos; Marreto, Ricardo Neves; Martins, Manoela Domingues.
Título: Effects of a mucoadhesive formulation containing Curcuma longa L. on oral wound healing
Fonte: Clin. biomed. res;40(2):117-124, 2020. ilus, graf.
Idioma: en.
Resumo: Introduction: The aim of this study was to investigate the effects of a topical mucoadhesive formulation with Curcuma longa L. extract (MFC) on oral wound healing. Methods: Seventy-two Wistar rats were randomly assigned to 3 groups: Control, Vehicle, and MFC. Traumatic ulcers were made on the dorsum of the tongue with a 3-mm diameter punch. Vehicle and MFC groups received application of the products twice a day, while animals in the control group were cared for in identical conditions but received no product application. Six rats in each group were euthanized at days 3, 5, 10, and 14. Percentage of repair was calculated based on wound area. HE-stained histological sections were obtained for semi-quantitative analysis of re-epithelization and inflammation. Results: Clinical findings revealed that at days 3 and 5, animals from the MFC group exhibited a significantly higher percentage of wound repair. At day 5, animals from this group also demonstrated a significant increase in the degree of re-epithelization and inflammation. Conclusions: MFC is capable of accelerating oral wound repair in an in vivo model by modulating the inflammatory process and stimulating epithelial proliferation. (AU)
Descritores: Úlceras Orais/terapia
Curcuma
-Medicamentos Fitoterápicos
Creme para a Pele/uso terapêutico
Limites: Animais
Camundongos
Tipo de Publ: Ensaio Clínico Veterinário
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  8 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-767266
Autor: Guizzo, PL; Bredda, TCC; Scarpa, MVC; Navarro, FF.
Título: Controle de Qualidade e triagem fitoquímica da droga vegetal das folhas de Morus nigra L. (MORACEAE) / Qualtity control and phytochemical analysis Morus nigra L. (MORACEAE) drug leaves
Fonte: Rev. ciênc. farm. básica apl;36(2), jun. 2015. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Uma rigorosa análise de controle de qualidade é uma das etapas na produção de fitoterápicos. Devido a escassez de estudos sobre Morus nigra L. (MORACEAE), mais conhecida como amora, este trabalho teve como objetivo o controle de qualidade das folhas da amoreira, incluindo uma análise Fitoquímica preliminar, controle de qualidade físico-químico e microbiológico utilizando metodologias farmacopeicas e não farmacopeicas. Os testes fitoquímicos evidenciaram a presença de isoflavonas, taninos hidrolisáveis e alcaloides. Os resultados do controle físico-químico e microbiológico mostraram-se de acordo com as especificações. Isso destaca a importância do estabelecimento de normas para o controle da qualidade para as plantas, a fim de que sejam utilizadas como fitoterápicos.(AU)

A rigorous quality control analysis is one of the steps in the production of herbal medicines. Due to lack of studies on Morus nigra L. (Moraceae), better known as mulberry, this study had as objective the quality control of mulberry leaves, including a preliminary Phytochemical analysis of physical-chemical and microbiological quality control methodologies, using pharmacopoeic and non pharmacopoeic. Phytochemicals tests revealed the presence of isoflavones, hydrolysable tannins and alkaloids. The results of the physic-chemical and microbiological control shown in accordance with the specifications. This shows the importance of establishing standards for quality control for plants, to be used as herbal medicines.(AU)
Descritores: Morus
Medicamentos Fitoterápicos
-Plantas Medicinais
Controle de Qualidade
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  9 / 132 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, C. C
Texto completo
Id: biblio-1131465
Autor: Santos, C. E. C; Carvalho, M. G. S; Costa, B. E; Ferreira Júnior, W. G; Lima, C. C; Corsetti, P. P; Garcia, J. A. D.
Título: Efeito do extrato de Bidens pilosa L, Mel e pomadas homeopática e alopática na cicatrização de feridas cutâneas de ratos Wistar / [Effect of Bidens pilosa L, Honey extract and homeopathic and allopathic ointments on the healing of skin wounds of Wistar rats]
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec. (Online);72(4):1286-1294, July-Aug. 2020. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Cicatrização de ferida é um processo dinâmico, que tem por objetivo restaurar a continuidade do tecido lesionado. No entanto, em alguns casos, é necessário favorecer condições adequadas para viabilizar o processo fisiológico. Neste estudo foram utilizados ratos Wistar, divididos aleatoriamente entre cinco grupos, com 12 animais cada, sendo eles: grupo P (Bidens pilosa L.), grupo mel, grupo Co1 (pomada comercial alopática), grupo Co2 (pomada comercial homeopática) e grupo CT (controle). As lesões foram geradas por incisão com punch de 8mm, sendo tratadas diariamente de forma tópica. Foram eutanasiados quatro animais por grupo, no terceiro, sétimo e 14º dias do experimento, e o material coletado foi armazenado em formalina 10% e encaminhado para processamento histológico. Posteriormente, realizou-se a contagem de leucócitos mononucleares, fibroblastos e neovasos e avaliou-se a arquitetura de fibras colágenas. Os resultados da contagem foram analisados pela ANOVA, seguida pelo teste de Tukey (P<0,05). O modelo experimental proposto neste estudo demonstrou que todos os tratamentos apresentaram potencial cicatrizante, com exceção do mel. A aplicação tópica do creme do extrato de Bidens pilosa L. a 10% apresentou melhor perfil anti-inflamatório; a pomada alopática apresentou boa aderência à superfície da lesão e a pomada homeopática, grande potencial angiogênico, com menor tempo de cicatrização.(AU)

Wound healing is a dynamic process that aims to restore the continuity of injured tissue. However, in some cases it is necessary to favor adequate conditions to enable the physiological process. Wistar rats were randomly divided into 5 groups with 12 animals each, namely: group P (Bidens pilosa L.), group honey, group Co1 (commercial allopathic ointment), group Co2 (commercial homeopathic ointment) and group CT (control). The lesions were generated by an 8mm punch incision and were treated topically daily. Four animals per group were euthanized on the 3rd, 7th and 14th day of the experiment and the collected material was stored in 10% formalin and sent for histological processing, after which mononuclear, fibroblasts and neovascular leukocytes were counted and collagen fiber architecture was evaluated. Counting results were analyzed by ANOVA, followed by Tukey test (p <0.05). The experimental model proposed in this study showed that all treatments had healing potential, except honey. The topical application of 10% Bidens pilosa L. extract cream showed the best anti-inflammatory profile; Allopathic ointment showed good adhesion to the surface of the lesion and homeopathic ointment showed great angiogenic potential with shorter healing time.(AU)
Descritores: Pomadas/uso terapêutico
Pele/lesões
Bidens/química
Mel
-Cicatrização/efeitos dos fármacos
Ferimentos e Lesões/terapia
Medicamento Homeopático
Colágeno
Ratos Wistar/fisiologia
Medicamentos Fitoterápicos
Fibroblastos
Limites: Animais
Ratos
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 132 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Buzalaf, Marilia Afonso Rabelo
Texto completo
Id: lil-663208
Autor: Nunes, Luna Natasha Souza Andrade; Oliveira, Pamela Sampaio; Charone, Senda; Buzalaf, Marília Afonso Rabelo; Ribeiro, Suelly Maria Mendes.
Título: Estudo "in situ" da superfície de dentes bovinos após exposição por medicamento fitoterápico / In situ study of bovine tooth surface after exposure to herbal medicine
Fonte: Pesqui. bras. odontopediatria clín. integr;12(1):7-16, maio 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Avaliação do desgaste da superfície do esmalte dentário de incisivos bovinos submetidos à ação de um medicamento fitoterápico (Melkatess). Metodologia: Participaram deste estudo "in situ", seis voluntários (alunos do curso de Odontologia do Centro Universitário do Pará - CESUPA) que utilizaram, durante sete dias, um dispositivo intraoral contendo oito blocos de dentes bovinos medindo 4 mm x 4 mm, os quais foram submetidos à ação do medicamento fitoterápico - Melkatess a cada 8h, durante 5 min. Em cada bloco bovino foram confeccionadas duas áreas, uma área-controle e uma área submetida à erosão, sendo que para obtenção destas áreas no mesmo bloco, foram aplicadas duas camadas de esmalte cosmético de unha (Risqué, Niasi, Taboão da Serra, São Paulo, Brasil), deixando-se uma janela central com cerca de 1,5 mm de largura. Após o período de teste, as amostras foram avaliadas pelo método de Perfilometria. Os dados foram analisados pelo Anova e teste de Tukey (p menor que 0,05). Resultados: Observou-se que as médias de desgaste do grupo controle (2,02±0,18 µm) diferiram estatisticamente (p menor que 0,05) das médias encontradas no grupo exposto ao medicamento Melkatess (4,44±0,27 µm). Houve maior desgaste nas áreas expostas ao medicamento em relação às áreas não-expostas ao medicamento (área-controle). Conclusão: O medicamento fitoterápico (Melkatess) possui potencial erosivo sobre as superfícies do esmalte de incisivos bovinos.

Objective: To evaluate the erosion of the enamel surface of bovine incisors subjected to the action of a herbal medicine (Melkatess). Methods: Six volunteers (dental students from the University Center of Para - CESUPA, PA, Brazil) were enrolled in this in situ study by using for 7 days an intraoral appliance containing 8 bovine tooth enamel blocks measuring 4mm x 4mm, which were subjected to the action of an herbal medicine (Melkatess) for 5 minutes every 8 hours. Each block had a control area and an area subjected to erosion. To obtain these areas, the blocks were coated with two layers of nail polish (Risqué), leaving a 1.5 mm wide central window. After the test period, the samples were examined by profilometry. Data were analyzed statistically by ANOVA and Tukey's test (p less than 0.05). Results: The averages of erosion in the control group (4.44±0.27 µm) differed significantly (p less than 0.05) from those of the group exposed to Melkatess (2.02±0.18 µm). There was greater erosion of the areas exposed to the medicine compared with those that were not exposed (control areas). Conclusion: The herbal medicine (Melkatess) showed erosive potential on the enamel surface of bovine incisors.
Descritores: Erosão Dentária/diagnóstico
Erosão Dentária/etiologia
Medicamentos Fitoterápicos
Saúde Bucal
-Análise de Variância
Limites: Animais
Bovinos
Responsável: BR1264.1 - Biblioteca Setorial Prof Alberto M Campos



página 1 de 14 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde