Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS2.002.003.003 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 47 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 47 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1095384
Autor: Ferraris, Augusto; Tentoni, Nicolás; Szmulewicz, Alejandro Gabriel; Meyer, Nicolás; Arslanian, María Agustina; Iglesias, Guido; Angriman, Federico.
Título: Predictores del uso off-label de rituximab en pacientes adultos: un estudio piloto / Off-label use of rituximab and associated factors in adult patients: a pilot study abstract
Fonte: Rev. Hosp. Ital. B. Aires (2004);37(4):129-135, dic. 2017. graf, tab.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: comprender los factores que condicionan el uso off-label de los agentes monoclonales es crucial para su utilización racional. El objetivo de nuestro estudio fue describir la prevalencia de uso off-label de rituximab y los factores médicos, clínicos y socioeconómicos que se vinculan con dicha práctica. Métodos: estudio de corte transversal retrospectivo. Incluimos pacientes adultos con una primera indicación de rituximab entre 2010 y 2016. La exposición primaria fue definida como el momento de la pérdida de patente de rituximab. Otros factores considerados fueron el diagnóstico de base y las comorbilidades, así como también datos referentes a los médicos tratantes. El evento primario fue la prevalencia de prescripción off-label de rituximab. Utilizamos un modelo de regresión logística para estimar la asociación entre el tiempo y el evento primario. Resultados: de 160 pacientes adultos que iniciaron tratamiento con rituximab y fueron potencialmente elegibles se tomó una muestra aleatoria; 22 de ellos fueron incluidos en el análisis final. La prevalencia de uso off-label fue del 30,4% (IC 95%, 13,9 a 54,9%). No evidenciamos un cambio en el patrón de prescripción de rituximab asociado al tiempo de caída de la patente. El único factor predictor de dicho uso fueron las internaciones previas (7 vs. 1, p = 0,04). Conclusión: el uso off-label de rituximab es frecuente en nuestra población. Futuros estudios deberían estar dirigidos a determinar los factores asociados a esta práctica, así como a estimar el impacto en términos de eficacia y potencial toxicidad en esta población. (AU)

Background: the description of those characteristics that are associated with the off-label use of monoclonal antibodies remains paramount if we are to maximize the rational use of available resources. Our main objective was to describe the prevalence of off-label use of Rituximab, in addition to its associated factors (for example, prescribing physician and patient´s clinical and socioeconomic characteristics). Methods: we designed a retrospective cross-sectional study which included patients starting treatment with Rituximab between 2010 and 2016. Our main exposure was the time when Rituximab´s patent expired. Other potential factors associated with the off-label prescription pattern were baseline diagnosis and comorbidities in addition to the main characteristics of the prescribing physician. The main outcome was the prevalence of off-label use of Rituximab. We used a multivariate logistic regression model in order to estimate the association between time and our main endpoint. Results: out of 160 eligible patients that started treatment with Rituximab we included 22 adult patients in our main analysis by conducting a random sampling procedure. The prevalence of off-label use was 30.4% (95% CI, 13.9 to 54.9%). We did not find a change in the prescription pattern of Rituximab with regards to time and patent expiration. The only factor associated with off-label use were previous hospitalizations (7 vs. 1, p = 0.04). Conclusions: the off-label use of Rituximab is common in our population. Future studies evaluating distinct factors associated with such use as well as its impact in both potential efficacy and toxicity are warranted. (AU)
Descritores: Uso Off-Label/estatística & dados numéricos
Rituximab/administração & dosagem
-Prescrições de Medicamentos/estatística & dados numéricos
Fatores Socioeconômicos
Fatores Epidemiológicos
Estudos Transversais
Fatores de Risco
Razão de Prevalências
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Rituximab/efeitos adversos
Rituximab/toxicidade
Rituximab/uso terapêutico
Anticorpos Monoclonais/administração & dosagem
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Estudo Observacional
Responsável: AR2.1 - Biblioteca Central


  2 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-564545
Autor: Llamoza, Javier.
Título: Tratados comerciales y acceso a medicamentos en el Perú / Trade agreements and access to drugs in Peru
Fonte: Rev. peru. med. exp. salud publica;26(4):530-536, oct.-dic. 2009.
Idioma: es.
Resumo: A través de los tratados de libre comercio las economías de Estados Unidos de Norteamérica (EEUU) y la Unión Europea (UE) vienen consiguiendo un estándar más elevado de protección de los derechos de propiedad intelectual que amplíanindebidamente los derechos monopólicos de la gran industria farmacéutica, restringiendo la competencia y limitando el acceso a nuevos medicamentos genéricos. El Perú no ha sido ajeno a este proceso, suscribiendo un tratado de libre comercio con EEUU denominado Acuerdo de Promoción Comercial (APC) que involucró el capítulo de propiedadintelectual, así mismo, está negociando un segundo tratado comercial con la UE. En ambos casos las propuestaspresentadas han sido lesivas para el acceso a medicamentos, expresadas en cláusulas de Aspectos de PropiedadIntelectual Relacionados con el Comercio Plus (ADPIC Plus). Para algunos analistas, existe cierta complementariedad entre las pretensiones de EEUU y la UE, mientras que el primero consigue aumentar los estándares sustantivos comola protección de datos de prueba (conseguido en el APC), la UE conseguiría fortalecer la observancia asegurando la aplicación de las obligaciones contraídas. Esto resultaría en una escalada de la industria farmacéutica por ampliar losderechos de protección de la propiedad intelectual. El Estado Peruano debe asegurar el acceso a medicamentos através de políticas públicas que promuevan la competencia asegurando la introducción de genéricos al mercado. Para ello, es necesario prevenir nuevas obligaciones que atenten contra el acceso a éstos, no aceptando nuevos mecanismos de protección de los derechos de propiedad intelectual dentro de los tratados de libre comercio.

Through Free Trade Agreements, the economies of the United States of America (USA) and the European Union(EU) have been achieving a higher standard of protection of the intellectual property rights. This increases unduly the monopolist rights of the industry, restricting competition and limiting the access of new generic drugs. Peru has not been the exception to this process, subscribing a free trade agreement with the USA called Agreement of Commercial Promotion (APC) that involved the chapter of intellectual property, and in the same line, is now negotiating a second commercialagreement with the EU. In both cases, the presented proposals have been harmful for drug access, expressed in theclauses of the Aspects of Intellectual Property Related to the Commerce (ADPIC Plus). For some experts, there are certain complementarities between the goals of USA and those of the EU, while the first gets to increase the substantive standards such as the protection of testing data (achieved in the APC), the EU would strengthen the monitoring, thus ensuring the application of the obligations that have been acquired. This would result in a climbing of the pharmaceutical industry due to the widening of the intellectual property protection rights. The Peruvian State must guarantee the access to drugs through public policies that promote competition, ensuring the introduction of generics to the market. For this, it is necessary to prevent new obligations that attempt against access to these, by refusing new mechanisms of protectionof the intellectual property rights in the free trade agreements.
Descritores: Atos Internacionais
Comercialização de Medicamentos
Medicamentos Genéricos
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
-Peru
Responsável: PE1.1 - Oficina Universitária de Biblioteca


  3 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-573539
Autor: Corrêa, Marilena(org); Cassier, Maurice(org).
Título: Aids e saúde pública: contribuições à reflexão sobre uma nova economia política do medicamento no Brasil / Aids and public health: contributions to reflection on a new political economy of medicine in Brazil.
Fonte: Rio de Janeiro; EDUERJ; 2010. 242 p.
Idioma: pt.
Descritores: Controle de Medicamentos e Entorpecentes
Medicamentos Genéricos
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Saúde Pública
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
-Brasil
Responsável: BR1310.1 - Núcleo de Biblioteca
BR1310.1; L2680


  4 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1044844
Autor: Zucoloto, Graziela Ferrero.
Título: Patenteamento em biotecnologias: a experiência chinesa / Texto para Discussão (TD) 1841: Patenteamento em biotecnologias: a experiência chinesa.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2013. 40 p. graf. (Texto para Discussão / IPEA, 1841)).
Idioma: pt.
Resumo: "Mapeia questões relativas ao patenteamento em biotecnologias na China. Apresenta a evolução histórica das áreas em biotecnologias no país, destacando o apoio governamental ao segmento. Discute as principais mudanças na legislação de patentes chinesa e detalha as matérias patenteáveis em biotecnologias, comparando-as às de outros países selecionados. Apresenta levantamento estatístico das patentes biotecnológicas concedidas no United States Patent and Trademark Office (Uspto), caracterizando-as de acordo com os titulares e inventores."
Descritores: Biotecnologia
China
Legislação
Patente
Preparações Farmacêuticas
Propriedade Intelectual
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Regulamentação Governamental
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.908, I59 TDI1841


  5 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1044810
Autor: Souza, André de Mello e.
Título: O Acordo sobre os aspectos dos direitos de propriedade intelectural relacionados ao comércio (TRIPS): implicações e possibilidades para a saúde pública no Brasil / Texto para Discussão (TD) 1615: O Acordo sobre os Aspectos dos Direitos de Propriedade Intelectural Relacionados ao Comércio (TRIPS): implicações e possibilidades para a saúde pública no Brasil.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2011. 37 p. (Texto para Discussão / IPEA, 1615)).
Idioma: pt.
Resumo: Discute as principais implicações do TRIPS para a saúde pública no Brasil. Examina os efeitos do acordo para o programa nacional da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (SIDA). Apresenta o contencioso com os Estados Unidos na OMC relativo à legislação brasileira de patentes. Trata dos esforços doúde pública e garantir a sustentabilidade do progama brasileiro de tratamento da AIDS.
Descritores: Negociação
Preparações Farmacêuticas
Propriedade Intelectual
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Saúde Pública
Síndrome de Imunodeficiência Adquirida
-Brasil
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.908, I59 TDI1615


  6 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1044804
Autor: Fiuza, Eduardo Pedral Sampaio; Caballero, Barbara.
Título: Estimations of generic drug entry in Brazil using count versus ordered models / Discussion Paper 186 : Estimations of generic drug entry in Brazil using count versus ordered models.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2010. 47 p. graf. (Texto para Discussão / IPEADiscussion Paper / IPEA, 1511a)0186)).
Idioma: en.
Resumo: Estima a entrada de versões genéricas de medicamentos fora de patente nas diferentes classes terapêuticas, usando modelos de dados de contagem e multinomiais ordenados. Apresenta breve descrição do mercado farmacêutico brasileiro e da sua regulamentação. Examina tentativas anteriores de estimações empíricas de entrada de medicamentos, com ênfase em genéricos. Introduz o modelo de regressão Poisson. Apresenta e analisa resultados obtidos
Descritores: Indústria Farmacêutica
Medicamentos Genéricos
Modelos Econométricos
Preparações Farmacêuticas
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Registro de Produtos
-Brasil
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.98, I59 TDI1511a


  7 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1044803
Autor: Fiuza, Eduardo Pedral Sampaio; Caballero, Barbara.
Título: Estimações de entrada de medicamentos genéricos no Brasil usando modelos de contagem versus modelos ordenados / Texto para Discussão (TD) 1511: Estimações de entrada de medicamentos genéricos no Brasil usando modelos de contagem versus modelos ordenados.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2010. 50 p. graf. (Texto para Discussão / IPEA, 1511)).
Idioma: pt.
Resumo: Estima a entrada de versões genéricas de medicamentos fora de patente nas diferentes classes terapêuticas, usando modelos de dados de contagem e multinomiais ordenados. Apresenta breve descrição do mercado farmacêutico brasileiro e da sua regulamentação. Examina tentativas anteriores de estimações empíricas de entrada de medicamentos, com ênfase em genéricos. Introduz o modelo de regressão Poisson. Apresenta e analisa resultados obtidos.
Descritores: Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Indústria Farmacêutica
Medicamentos Genéricos
Modelos Econométricos
Preparações Farmacêuticas
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Registro de Produtos
-Brasil
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.908, I59 TDI1511


  8 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1044745
Autor: Fiuza, Eduardo Pedral Sampaio; Lisboa, Marcos de Barros.
Título: Bens credenciais e poder de mercado: um estudo econométrico da indústria farmacêutica brasileira / Goods credentials and market power: an econometric study of the Brazilian pharmaceutical industry.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2001. 73 p. graf. (Texto para Discussão / IPEA, 846)).
Idioma: pt.
Resumo: "Sistematiza o debate sobre regulamentação do setor farmacêutico tendo por base as imperfeições de mercado desse setor apontadas pela literatura e a experiência internacional. Com base em dados originais do setor, relaciona empiricamente o preço de medicamentos no Brasil com algumas variáveis explicativas."
Descritores: Comércio
Gastos em Saúde
Indústria Farmacêutica
Preparações Farmacêuticas
Preço de Medicamento
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Regulamentação Governamental
-Brasil
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.908, I59 TDI846


  9 / 47 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1004953
Autor: Fiuza, Eduardo Pedral Sampaio; Lisboa, Marcos de Barros.
Título: Bens credenciais e poder de mercado: um estudo econométrico da indústria farmacêutica brasileira / Goods credentials and market power: an econometric study of the Brazilian pharmaceutical industry / Texto para Discussão (TD) 846: Bens credenciais e poder de mercado: um estudo econométrico da indústria farmacêutica brasileira.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2001. 73 p. graf. (Texto para Discussão / IPEA, 846)).
Idioma: pt.
Resumo: "Sistematiza o debate sobre regulamentação do setor farmacêutico tendo por base as imperfeições de mercado desse setor apontadas pela literatura e a experiência internacional. Com base em dados originais do setor, relaciona empiricamente o preço de medicamentos no Brasil com algumas variáveis explicativas."
Descritores: Comércio
Gastos em Saúde
Indústria Farmacêutica
Preparações Farmacêuticas
Preço de Medicamento
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Regulamentação Governamental
-Brasil
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.908, I59 TDI846


  10 / 47 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-992072
Autor: Zucoloto, Graziela Ferrero.
Título: Patenteamento em biotecnologias: a experiência chinesa / Texto para Discussão (TD) 1841: Patenteamento em biotecnologias: a experiência chinesa.
Fonte: Rio de Janeiro; IPEA; 2013. 40 p. graf. (Texto para Discussão / IPEA).
Idioma: pt.
Resumo: "Mapeia questões relativas ao patenteamento em biotecnologias na China. Apresenta a evolução histórica das áreas em biotecnologias no país, destacando o apoio governamental ao segmento. Discute as principais mudanças na legislação de patentes chinesa e detalha as matérias patenteáveis em biotecnologias, comparando-as às de outros países selecionados. Apresenta levantamento estatístico das patentes biotecnológicas concedidas no United States Patent and Trademark Office (Uspto), caracterizando-as de acordo com os titulares e inventores."
Descritores: Biotecnologia
China
Legislação
Patente
Preparações Farmacêuticas
Propriedade Intelectual
Propriedade Intelectual de Produtos e Processos Farmacêuticos
Regulamentação Governamental
Responsável: BR1541.1 - Biblioteca
BR1541.1; 330.908, I59 TDI1841



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde