Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS3.003.001.003 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 153 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 16 ir para página                         

  1 / 153 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1051462
Autor: Tavares, Cláudia Mara; Mesquita, Lucas Marvilla.
Título: Sistematização da assistência de Enfermagem e clínica ampliada: desafios para o ensino de saúde mental / Systematization of Nursing and clinical assistance expanded: challenges for mental health education
Fonte: Enferm. foco (Brasília);10(7):121-126, dez. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: A Sistematização da Assistência de Enfermagem é uma metodologia para organizar e realizar o cuidado de enfermagem orientado por princípios científicos. A Clínica Ampliada pressupõe uma abordagem singular do sujeito de forma integral, interdisciplinar e compartilhada. Neste artigo fazemos uma reflexão sobre os desafios que essas duas perspectivas trazem para inovar o ensino de saúde mental, procurando identificar interseções e contrapontos teóricos e formas de apropriação pelos enfermeiros de saúde mental. A articulação entre essas duas abordagens amplia a perspectiva de trabalho do enfermeiro em favor do cliente, valorizando suas potencialidades, transformando o processo de cuidar em algo mais dinâmico, participativo e solidário. O principal desafio posto para o ensino de enfermagem em saúde mental é levar o aluno a aprender a agir em cenário de incertezas por meio de práticas profissionais sistematizadas, criativas, autônomo-dialógicas e que levem ao desenvolvimento da profissão considerando o trabalho interdisciplinar. (AU)

Objective: The systematization of nursing care is a methodology in order to organize and make nursing care oriented by scientific principles. The expanded clinical assistance presupposes a singular personal approach through an integral, interdisciplinary and shared practices. This essay reflects on the challenges which these two perspectives bring to innovate the mental health education, intending to identify theoretical intersections and counterpoints and also its appropriation by mental health nurses. The articulation between these two approaches expand the working perspective of the nurses in favor of the patient, valuing their potentialities, making the care process more dynamic, interactive and supportive. The main challenge of mental health nursing education is to take the students to learn how to act in uncertain scenarios by professional, systematic, creative, autonomous-dialogical practices which also take them to their professional development considering interdisciplinary work. (AU)

Objetivo: La sistematización de laasistencia de la enfermería es una metodología para organizar y realizar el cuidado de la enfermería orientado por principios científicos. La clínica ampliada presuponeun enfoque singular delsujeto a través de un enfoque integral, interdisciplinar y compartido. En este artículo hacemos una reflexión sobre losdesafíos que estas dos perspectivastraen para innovarlaenseñanza de la salud mental, buscando identificar intersecciones y contrapuntos teóricos y formas de apropiación por losenfermeros de salud mental. La articulación entre estos dos enfoques amplia la perspectiva de trabajo Del enfermeroen favor del cliente, valorizando sus potencialidades, transformando elproceso de cuidar en algo más dinámico, participativo y solidario. El principal desafio puesto para laenseñanza de la enfermería de la salud mental es llevar al alumno a aprender a actuaren un escenario de incertidumbres por medio de prácticasprofesionales sistematizadas, creativas, autónomas - dialógicas y que lleven al desarrollo de laprofesión considerando eltrabajointerdisciplinario. (AU)
Descritores: Processo de Enfermagem
-Prática Profissional
Saúde Mental
Educação em Enfermagem
Assistência à Saúde Mental
Responsável: BR1898.2 - Biblioteca


  2 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1051595
Autor: Carvalho, Karine Lucero; Terra, Marlene Gomes; Moreschi, Claudete; Siqueira, Daiana Foggiato de; Mello, Amanda de Lemos; Gamermann, Alessandra.
Título: Características de internações em saúde mental de hospitais gerais do Rio Grande do Sul / Characteristics of mental health hospitalizations in Rio Grande do Sul general hospitals / Características de las hospitalizaciones en salud mental en hospitales generales de Rio Grande do Sul
Fonte: REME rev. min. enferm;23:e-1203, jan.2019.
Idioma: pt.
Resumo: OBJETIVO: caracterizar as internações realizadas em leitos em saúde mental dos hospitais gerais de referência da 4a Coordenadoria Regional de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, durante o ano de 2016. MÉTODO: trata-se de estudo transversal, retrospectivo, no qual foram analisadas 1.391 internações em seis hospitais de referência em saúde mental, contemplando as internações de pessoas com transtornos mentais e comportamentais, bem como os decorrentes do uso de álcool e outras drogas. Os dados foram coletados nos meses de maio e junho de 2017 e analisados por meio de estatísticas no software Statistical Package for the Social Saencies. RESULTADOS: constatou-se que as internações, em sua maioria, foram de jovens adultos, do sexo masculino, com predominância na faixa etária de 18 a 39 anos de idade. O diagnóstico referente aos transtornos mentais e comportamentais derivados do uso de álcool e outras drogas apresentou maior prevalência. O município que com a maior prevalência de internação foi Cacequi; o dispositivo que mais encaminhou para internação foram os Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas; as internações voluntárias foram as que mais ocorreram; e o mais longo tempo de duração foi o período de 16 a 30 dias. CONCLUSÃO: essa caracterização possibilitou o conhecimento de indicadores importantes para a rede de atenção em saúde mental e poderá contribuir no planejamento dos gestores dos municípios da área de abrangência e dos hospitais gerais.(AU)

Objective: to characterize the mental health hospitalizations beds in the referral general hospitals of the 4th Coordenadoria Regional de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, during 2016. Method: it is a cross-sectional, retrospective study in which 1,391 hospitalizations in six referral hospitals in mental health were analyzed, including hospitalizations of people with mental and behavioral disorders, and also hospitalizations from the use of alcohol and other drugs. Data were collected in May and June 2017 and analyzed using statistics in the Statistical Package for the Social Sciences software. Results: most of the hospitalizations were of young adults, male, predominantly in the age group of 18 to 39 years old. The diagnosis regarding mental and behavioral disorders from the use of alcohol and other drugs was more prevalent. The municipality with the highest prevalence of hospitalization was Cacequi; the Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas was the center that most referred for hospitalization; voluntary hospitalizations were the most frequent ones, and the longest hospitalization was from 16 to 30 days. Conclusion: this characterization allowed knowing the important indicators for the mental health care network and may contribute to the planning of the managers of the municipalities in the coverage area and the general hospitals.(AU)

Objetivo: caracterizar las hospitalizaciones realizadas en camas de salud mental de los hospitales generales de referencia de la 4ta Coordinación Regional de Salud del Estado de Rio Grande do Sul, durante 2016. Método: estudio transversal y retrospectivo en el cual se analizaron 1.391 hospitalizaciones en seis hospitales de referencia en salud mental, incluidas las hospitalizaciones de personas con trastornos mentales y comportamentales así como las derivadas del consumo de alcohol y otras drogas. Los datos se recogieron en mayo y junio de 2017 y se analizaron utilizando estadísticas del software Statistical Package for the Social Sciencies. Resultados: se observó que las hospitalizaciones fueron principalmente de adultos jóvenes , hombres, con predominio del grupo de edad entre 18 y 39 años. El diagnóstico sobre trastornos mentales y comportamentales derivados del uso de alcohol y otras drogas fue el más frecuente. El municipio con mayor prevalencia de hospitalización fue Cacequi; los Centros de Atención Psicosocial de Alcohol y Drogas fueron los que indicaron más hospitalizaciones; las hospitalizaciones voluntarias fueron las más frecuentes y la duración más larga fue entre 16 y 30 días. Conclusión: esta caracterización permitió conocer importantes indicadores para la red de atención de salud mental y puede contribuir a la planificación de los gestores de los municipios en el área de alcance y de los hospitales generales.(AU)
Descritores: Saúde Mental
Assistência à Saúde Mental
Hospitalização
Serviços de Saúde Mental
-Serviços Comunitários de Saúde Mental
Limites: Seres Humanos
Responsável: BR21.2 - BVS Enfermería


  3 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-621414
Autor: Alves, Caroline Carneiro Fontineles; Silveira, Rodrigo Pinheiro.
Título: Família e redes sociais no cuidado de pessoas com transtorno mental no acre: o contexto do território na desinstitucionalização / Family and social networks in the care of people with mental disorders in State of Acre: the context of the territory in deinstitutionalization
Fonte: Rev. APS;14(4), out.-dez. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: A área da Saúde Mental, no contexto da consolidação doSistema Único de Saúde, vem apresentando mudanças importantesna conformação do modelo assistencial, passandodo modelo dito ?asilar? para uma rede substitutiva de abordagemterritorial composta por unidades como os Centrosde Assistência Psicossocial, as Residências Terapêuticas eos Leitos psiquiátricos em Hospitais gerais. A implantaçãodessa rede tem sido realizada de modo heterogêneo nasregiões do país, sendo ainda incipiente no Estado do Acre.Apesar dos avanços obtidos, o momento exige tanto açõesque consolidem o novo modelo como novas perspectivas.A desinstitucionalização fez emergir a problemáticado território, com dificuldades de cuidado nas famílias eredes sociais frágeis. Sendo assim, torna-se importante oestudo da conformação dessa realidade. Objetivo: Estudara constituição e as relações familiares assim como as redessociais dos usuários do Hospital de Saúde Mental do Acre(Hosmac), e analisar como se dá o cuidado no territórioquando o mesmo se encontra no domicílio e no retorno dasinternações. Metodologia: O estudo foi realizado no Hosmac,com usuários internados durante o mês de dezembrode 2009. A abordagem escolhida foi qualitativa, utilizandoa entrevista aberta. Para análise dos arranjos familiares, foiutilizado o genograma e, para o estudo das redes sociais,utilizou-se o Ecomapa. As categorias operatórias foram:ciclo de vida e estrutura familiar, cuidado em família e asredes sociais no território. Resultados: Há diversidade nacomposição familiar, predominando as famílias nuclearesrecompostas. São famílias numerosas, numa fase intermediáriado ciclo, onde os pais são, na maioria, idosose os irmãos dos usuários são, na maioria, casados e comfilhos. Foi grande o índice de separação conjugal, tanto dousuário como dos pais. O cuidado em família é marcadopela fragilidade, com dificuldades, adoecimento de outrosmembros da família e crises recorrentes. O cuidado é, muitasvezes, feito por irmãs. As internações são frequentes.Observou-se alto índice de abuso de drogas e a tentativada família de manter o usuário restrito ao domicílio. Houvemarcante sobrecarga familiar. As redes sociais são frágeis,com ligações fortes predominantemente com igrejas e como próprio hospital. Estas são insuficientes na conformaçãodo apoio social no território. Conclusões: O contexto geralé de desassistência no território pela ausência de serviçossubstitutivos e fragilidade da família e das redes sociais.Dois pontos identificados podem resultar em melhoria docuidado: o fortalecimento da atenção primária no apoio àfamília e a atuação dos movimentos sociais na articulaçãode redes. Torna-se urgente a atuação, tendo como foco essaproblemática, além da implantação de serviços que possamprestar assistência especializada no território e promover areinserção na sociedade.
Descritores: Desinstitucionalização
Assistência à Saúde Mental
-Saúde da Família
Assistência Integral à Saúde
Redes Comunitárias
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  4 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-869063
Autor: Arrom Suhurt, Cristina Haydée; Arce Ramírez, Andrés Claudelino; Arrom Suhurt, Carmen Marina; Fresco Arrom, María del Pilar; Samudio, Margarita; Capurro, Marcos; Arrom de Orrego, María Auxiliadora; Romero Núñez, Mirta Mercedes; Vargas, Valentina.
Título: Violencia intrafamiliar en pacientes en edad pediátrica que recibe atención psicológica. frecuencia, factores predisponentes y consecuencias / Domestic violence in a pediatric population receiving psychological care. frequency, predisposing factors and consequences
Fonte: Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.);13(3):24-30, dic. 2015. tab.
Idioma: es.
Resumo: El objetivo del estudio fue determinar la frecuencia y factores asociados a violencia intrafamiliar en pacientes en edad pediátrica. Estudio descriptivo de corte transversal en el que se incluyeron 119 pacientes en edad pediátrica que recibían atención psicológica en el Servicio Ambulatorio de la Cátedra de Psiquiatría de la Universidad Nacional de Asunción, Paraguay del 2010 al 2012. El 55,5% (n=66) de los 119 pacientes era del sexo femenino, 54,7% (n=65) tenía edades entre 12 y 18 años, y el 54,6% (n=65) era residente de Asunción. El 74,8% (n=89) de los pacientes sufrió uno o varios tipos de violencia, siendo la violencia psicológica la más frecuente (n=62, 69,7%); seguida de violencia física (n=57, 64%). El abuso sexual se observó en 14 pacientes (15,7%), el cual fue significativamente (p<0,001) mayor en el sexo femenino. La violencia por abandono o negligencia que estuvo presente en 6 pacientes, fue mayor en los varones pero la diferencia no alcanzó significancia estadística (p=0,08). La violencia entre padres se observó en 54 casos, la cual se asoció significativamente (p<0,00001) con la violencia hacia los pacientes. En 82 pacientes se observaron problemas escolares, siendo su frecuencia mayor en aquellos víctimas de algún tipo de violencia pero no alcanzó significancia estadística (p=0,08). Este estudio resalta la necesidad de intervenciones psico-educativas en servicios ambulatorios sobre las consecuencias de la violencia doméstica en la salud de estos pacientes para su desarrollo y salud física y mental. Además, son necesarios otros estudios que profundicen la temática para intervenciones prontas y oportunas.

The objective was to determine the frequency of domestic violence and associatedfactors in a pediatric population. This descriptive and cross-sectional study includedpediatric patients receiving psychological care at the Outpatient Service of the Departmentof Psychiatry of the National University of Asuncion, Paraguay between 2010 and 2012.One hundred and forty five clinical records were studied. The 55.5% (66) was women, 7%(65) was between 12 and 18 years old and 54.6% (65) was from Asuncion. The 74.8% (89) suffered one or more types of violence being the psychological violence the mostfrequent 69.7% (62) followed by physical violence 64% (57). Sexual abuse was observedin 14 patients (15.7%) which was significantly high in women (p<0.001). Violence byabandonment or neglect was present in 6 patients and higher in male patients but thedifference was not significant (p=0.08). Violence between parents was found in 54 caseswhich was significantly associated with violence towards the patients (p<0.00001). In 82patients, school problems were observed being its frequency higher in those who werevictims of some type of violence but it was not significant (p=0.08). This study highlightsthe need for psycho-educational interventions in outpatient services on the consequencesof domestic violence on the health of these patients for their physical and psychologicaldevelopment. Besides, other studies are necessary to deepen in this area for prompt andtimely interventions.
Descritores: Violência Doméstica/história
Violência Doméstica/psicologia
-Assistência à Saúde Mental
Limites: Seres Humanos
Masculino
Adolescente
Feminino
Pré-Escolar
Criança
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  5 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1046189
Autor: Nascimento, Bruno Bezerra do; Nunes, Dayane Fernanda Pereira; Souza, Talita Araujo de; Medeiros, Francisca Dayane dos Santos; Leite, Kamila Nethielly Souza; Costa, Juliane de Oliveira.
Título: Dificuldades no atendimento às situações de urgências e emergências psiquiátricas / Difficulties in psychiatric emergency situations
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;23(3):215-220, set-dez. 2019.
Idioma: pt.
Resumo: A assistência à emergência psiquiátrica é encarada como um dos tópicos mais difíceis e estratégicos no processo da Reforma Psiquiátrica. Essa assistência psicossocial requer buscar formas de atuação que, além de perceber o indivíduo em situação de emergência como ser singular, complexo e entrelaçado por uma rede familiar e social, valorize também a subjetividade. O objetivo desse estudo é reconhecer os obstáculos descritos no acervo literário sobre o atendimento nas situações de urgências e emergências psiquiátricas. Adotou-se a da literatura que se refere à análise sistemática e ampla de estudos científicos, proporcionando uma síntese do conhecimento contemplando o tema escolhido. De uma maneira geral os estudos e pesquisas analisadas relataram que as dificuldades encontradas no cuidado à pessoa em sofrimento psíquico, devem-se à falta de conhecimentos específicos da área de saúde mental, pois a formação profissional não é frequente nessa área de atuação. Observou-se que em muitas situações o profissional não se sente capacitado a atender a esse público. Com isso, sugere-se o fortalecimento da educação continuada para os profissionais atuantes, como também para os acadêmicos, uma vez que estes serão inseridos no mercado de trabalho.

Psychiatric emergency care is seen as one of the most difficult and strategic topics in the Psychiatric Reform process. This psychosocial assistance requires looking for ways of acting that, in addition to perceiving the individual in an emergency situation as being singular, complex and intertwined by a family and social network, also values subjectivity. The purpose of this study is to recognize the obstacles described in the literature on care in psychiatric emergency situations. A literature review was developed on the systematic and extensive analysis of scientific studies, providing a synthesis of the knowledge about the chosen topic. In general, the studies and research analyzed reported that the difficulties faced in caring for the person suffering from mental diseases are due to the lack of specific knowledge in the area of mental health, since professionals are not frequently trained on that field. It could be observed that in many situations the professional does not feel able to care for this kind of patient. Therefore, this study suggests the strengthening of continuing education for working professionals as well as for graduation students, since they will soon be inserted in the job.
Descritores: Serviços Médicos de Emergência
Serviços de Emergência Psiquiátrica
Assistência à Saúde Mental
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central


  6 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-2494
Autor: Heckert, Uriel; Machado, Aline; Paulino Júnior, José; Martins, Maria Evangelista; Toledo, Terezinha; Pereira, Gisela.
Título: Centro de referência em saúde mental em região urbana central / Mental health reference center at downtown city
Fonte: HU rev;28(1/2/3):379-381, jan.-dez.2002.
Idioma: pt.
Resumo: Os autores apresentam a experiência de implantação do Centro Regional de Referência em Saúde Mental na região urbana central da cidade de Juiz de Fora, MG. Comentam sua inserção no Sistema Municipal de Saúde Mental, integrado à estrutura hierarquizada e regionalizada já existente, mudando a sistemática de atendimento antes realizada. Expõem dados numéricos da clientela, índices demográficos, biográficos, perfil de diagnóstico, tratamentos propostos e encaminhamentos. Concluem pela importância dos serviços públicos de saúde, destinados à população central urbana, notando que esta, após relutância e descrença inicial, apresentou boa receptividade graças ao serviço organizado e integrado.
Descritores: Saúde Mental
FURSULTIAMIN9
-Assistência à Saúde Mental
Tipo de Publ: Relatos de Casos
Responsável: BR378.1 - Biblioteca Central


  7 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1048000
Autor: Nunes, Cristiane Kenes; Silva, Aline Basso da; Kantorski, Luciane Prado; Coimbra, Valéria Cristina Christello; Olschowsky, Agnes.
Título: Cuidado intersetorial em saúde mental na infância e adolescência: para além da instituição saúde / Intersectoral care in mental health in childhood and adolescence: beyond the health institution / Cuidado intersetorial en salud mental en la infancia y adolescencia: más allá de la institución salud
Fonte: Rev. Pesqui. (Univ. Fed. Estado Rio J., Online);12:232-237, jan.-dez. 2020.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objetivo: discutir as vivências dos profissionais no cuidado em rede intersetorial voltado à criança e adolescente e suas articulações/trabalho no território. Método: pesquisa qualitativa, exploratório-descritivo, desenvolvida com 26 trabalhadores da rede intersetorial, em um município do Rio Grande do Sul, entre os meses de maio a junho de 2014. Os instrumentos utilizados para a coleta de dados foram entrevistas semiestruturadas com os depoimentos gravados e, posteriormente, transcritos na íntegra. Resultados: o profissional possui uma vivência de rede intersetorial, entendendo que esta rede deve partir de premissas como a interdisciplinaridade e o trabalho em conjunto. Que a rede de cuidado deve transpor serviços de saúde, ampliando olhares para projetos sociais e de inclusão. Conclusão: o território pode ser incorporado como um espaço de cuidado, de relações sociais e de modos de vida, sendo espaço também de vínculos entre profissionais e usuários

Objective: to discuss the experiences of professionals of the intersectoral care network focused on children and adolescents and their connections / work in the territory. Method: This qualitative study exploratory-descriptive, that included 26 intersectoral network workers in a city of Rio Grande do Sul state, Brazil between the months of May and June 2014. Data collection was conducted through a semistructured interview during which the testimonies were recorded and subsequently transcribed in full. Results: The professional has an experience of intersectoral network, which is based on the premises of interdisciplinarity and working together. The care network must be more than just health services, including social and community spaces, social and inclusion projects. Conclusion: The territory can be understood as a space of care, social relations and ways of life, also offering space for links between professionals and users of services

Objetivo: discutir las experiencias de los profesionales acerca de la red de atención direccionada a los niños y adolescentes y sus articulaciones / trabajo en el territorio. Método: investigación cualitativa, exploratoriodescriptivo, desarrollada con 26 trabajadores de la red intersectorial entre los meses de mayo hasta junio de 2014 en una ciudad en Rio Grande do Sul. La recolección de datos fue realizada por medio de entrevista semiestructurado, con los testimonios grabados y posteriormente transcritos en su totalidad. Resultados: el profesional tiene una experiencia de red intersectorial, la comprensión de que la red de premisas como la interdisciplinariedad y el trabajo en conjunto. La red de cuidado debe pasar a los servicios de salud, la ampliación de las miradas para proyectos sociales e inclusión. Conclusión: El territorio puede ser incorporado como un espacio de atención, las relaciones sociales y formas de vida también el espacio y las relaciones entre los profesionales y los usuarios
Descritores: Saúde da Criança
Colaboração Intersetorial
Pessoal de Saúde/organização & administração
Saúde do Adolescente
-Pesquisa Qualitativa
Assistência à Saúde Mental
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Meia-Idade
Responsável: BR1208.1 - BSEN - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  8 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-880911
Autor: Garbus, Pamela; Morales Osornio, Andrea; Garfias Hernández, Emilio; Cabello Álvarez, Leonardo Senen; González Zamora, Karla Sugey; Carbajal Valencia, José Abraham; Garduño Fernández, Fernanda Marcela; Verde Ortiz, Jessica Alejandra.
Título: Problemáticas en salud mental y prácticas de atención de adolescentes de un municipio de Querétaro, México / Mental health problems and adolescent healthcare practices in a town located in Querétaro, México
Fonte: Rev. Asoc. Med. Bahía Blanca;25(2):40-45, abril-junio 2015.
Idioma: es.
Resumo: Este trabajo se enmarca en un estudio cuyo propósito fue abordar la Accesibilidad a la Atención en Salud en Adolescentes en San Juan del Río (SJR), Querétaro. Objetivos: describir y analizar las problemáticas de salud mental de los adolescentes de SJR, Querétaro, desde su propia perspectiva, así como la forma en la que buscan dar solución a las mismas. Metodología: Se aplicó una encuesta a una muestra de 345 adolescentes de 12 a 19 años de zonas urbanas y rurales de SJR, 24 entrevistas semidirigidas a adolescentes y un mapeo de servicios. Resultados: En SJR no existen programas de salud mental para adolescentes. En los servicios de salud general realizan este tipo de valoraciones y los adolescentes asisten enviados por las escuelas o sus padres. El 44% de los encuestados asistió alguna vez a un psicólogo, en general, por problemáticas familiares. El 62% identifica que sentirse triste, ansioso, nervioso, estresado o tener pensamientos negativos durante varios días está relacionado con la salud, y el 89% mencionó haberse sentido así al menos una vez en los últimos 6 meses. El 80% buscan actividades con amigos o platicar con sus padres, amigos o maestros cuando tienen malestares de este tipo. Los adolescentes en general consideran que no hay posibilidad de recibir atención psicológica en los servicios públicos. Refieren que las principales problemáticas de los adolescentes son: cutting, problemas emocionales y consumo de drogas. Conclusiones: Si bien los adolescentes muestran recursos para resolver sus problemáticas en salud mental, existe una necesidad de ampliar la oferta para garantizar el acceso a la atención en servicios públicos y disminuir la inequidad.

This paper is based on the framework of a study that aimed at approaching Accessibility to Adolescent Healthcare in San Juan del Río (SJR), Querétaro. Objectives: To describe and analyze mental health problems in adolescents in SJR, Querétaro, from their own perspective, as well as the way in which they try to solve these problems. Methodology: A survey was applied to a sample of 345 adolescents aged 12 to 19 from both urban and rural areas in SJR, 24 semi-directed interviews to adolescents were carried out as well as a service mapping. Results: In SJR there are no mental health programs for adolescents. In general healthcare units this kind of assessments are performed and adolescents are referred by their schools or parents. 44% of the adolescents surveyed had received psychological treatment sometime in their lives, in general, because of family issues. 62% identified that feelings of sadness, anxiety, nervousness, stress or negative feelings for several days are related to health, and 89% mentioned feeling this way at least once in the last 6 months. 80% looked for activities with friends or talked to their parents, friends or teachers when they had such feelings. In general, adolescents consider that there are no possibilities for obtaining psychological care in public healthcare services. They refer that the main problems they have are: cutting, emotional problems, and drug use. Conclusions: Although adolescents show resources to solve their mental health problems, there is a need to increase the offer to ensure access to healthcare in public services and thus reduce inequity.
Descritores: Saúde Mental
-Saúde do Adolescente
Assistência à Saúde Mental
Limites: Seres Humanos
Tipo de Publ: Estudos de Avaliação
Responsável: AR393.1 - Centro de Información y Documentación Dr H. Urquiola


  9 / 153 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-572796
Autor: Figueiredo, Ana Cristina.
Título: Resenha / Review
Fonte: Psicol. rev. (Belo Horizonte);14(2):221-226, dez. 2008.
Idioma: pt.
Descritores: Assistência à Saúde Mental
Responsável: BR370.1 - Biblioteca Central


  10 / 153 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-572793
Autor: Luiz RibeiroI, Sérgio; Amélia Luzio, Cristina.
Título: As diretrizes curriculares e a formação do psicólogo para a saúde mental / The Curricular guidelines and the formation of the psychologist for the mental health / Las directrices curriculares y la formación del psicólogo para la salud mental
Fonte: Psicol. rev. (Belo Horizonte);14(2):203-220, dez. 2008.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo analisa as Diretrizes Curriculares para os Cursos de Psicologia, buscando identificar suas orientações para a formação do psicólogo voltada para a área da saúde mental, na perspectiva da reforma psiquiátrica e da atenção psicossocial. Utiliza-se da análise documental sobre essas Diretrizes, as conferências nacionais de saúde mental, as portarias do Ministério da Educação e Cultura e do Ministério da Saúde, bem como as propostas da Associação Nacional de Ensino de Psicologia, a partir de estudos sobre a formação do psicólogo na saúde mental e o modelo de atenção psicossocial. A análise apontou que as Diretrizes contemplam a concepção do fenômeno psicológico como uma produção social e multideterminada, mas não orientam à formação do psicólogo para a área da saúde mental, na perspectiva acima citada, embora evidenciem uma tendência para o campo da saúde, orientada pelo modelo preventivo-comunitário. Nesse sentido, as Diretrizes pouco contribuem para a ruptura do modelo clínico tradicional.

This article analyzes the curricular guidelines for Psychology courses, seeking to identify their guidance for the psychologist training turned toward the area of Mental Health, in the perspective of psychiatric reformation and psychosocial care. The study makes use of documentary analysis on those guidelines, the National Conference on Mental Health, ordinances of the Ministry of Education and Culture and the Ministry of Health, as well as proposals of the Psychology Teaching National Association, based on studies on mental health psychologist training and the Psychosocial Care model. The analysis points out that the guidelines conceive the psychological phenomenon as a social and multi-determined production, but do not guide the mental health psychologist training, as mentioned above, although a trend towards the health field can be detected, based on the Community-Preventive model. In that sense, the guidelines are of little help to break the traditional clinical model.
Descritores: Assistência à Saúde Mental
-Psicologia
Sistemas de Apoio Psicossocial
Responsável: BR370.1 - Biblioteca Central



página 1 de 16 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde