Base de dados : LILACS
Pesquisa : VS4 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 61 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 61 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1282031
Autor: Ivancko, Giovanna Mendonça; Querino, Rosimár Alves; Silva, Gabrielly Cristiny Soares; Borges, Rafaela Defendi; Limongi, Jean Ezequiel.
Título: Estratégia Saúde da Família e Vigilância em Saúde: conhecimento de médicos de família e comunidade sobre Vigilância Sanitária, Vigilância em Saúde Ambiental e Vigilância em Saúde do Trabalhador / Family Health Strategy and Health Surveillance: knowledge of community and family physicians on Sanitary Surveillance, Environmental Health Surveillance and Surveillance of the Workers Health / Estrategia de Salud Familiar y Vigilancia en Salud: conocimiento de los médicos de familia y comunitarios en Vigilancia Sanitaria, Vigilancia em Salud Ambiental y Vigilancia de la Salud del Trabajador
Fonte: Rev. bras. med. fam. comunidade;16(43):2733, 20210126. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: A interação entre os setores do Sistema Único de Saúde, particularmente a Atenção Básica (AB) e a Vigilância em Saúde (VS), é essencial para que ações com foco na integralidade sejam operacionalizadas nos serviços. Para isso, é necessário, além de outros fatores, o conhecimento mútuo entre as áreas, sobre seus escopos de atuação. Objetivo: analisar o conhecimento de médicos de equipes da Estratégia de Saúde da Família sobre Vigilância em Saúde Ambiental (VIGIAM), Vigilância Sanitária (VISA) e Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT). Métodos: Estudo com abordagem qualitativa, realizado com oito médicos de equipes saúde da família de municípios do interior de Minas Gerais. Empregou-se a técnica de grupo focal conduzida com uso de situação-problema. A análise de conteúdo temática guiou o tratamento dos dados. Resultados: A VIGIAM e a VISAT foram as vigilâncias com menor familiaridade entre os médicos, sendo associadas superficialmente ao controle de fatores ambientais e à fiscalização do trabalho, respectivamente. A VISA foi associada à fiscalização de produtos. Maior integração das equipes com os agentes de controle de endemias e capacitação em VS foram propostas para a melhoria da integração. Ações intersetoriais foram sugeridas, principalmente quando relacionadas à VISAT. Conclusões: Diante da baixa familiaridade sobre VS, a educação permanente constitui estratégia fundamental para a integração da AB e VS. Considerando que as ações destes setores são descentralizadas, espera-se maior protagonismo e proatividade dos gestores locais para que ocorra a devida capilaridade da VS na principal porta de entrada do sistema público de saúde brasileiro

Introduction: The interaction between the sectors of the Unified Health System, particularly Primary Health Care (PHC) and Health Surveillance (HS), is essential for actions that focus on integrality to be operationalized in services. For this, it is necessary, in addition to other factors, mutual knowledge between the areas, about their scope of action. Objective: The aim of the study was to analyze the knowledge of physicians from the Family Health Strategy teams on Environmental Health Surveillance (EHS), Sanitary Surveillance (SS) and Surveillance of the Workers Health (SWH). Methods: Study with a qualitative approach, conducted with eight physicians from family health teams in cities in the interior of Minas Gerais. The focus group technique was used using a problem-situation. Thematic content analysis guided the treatment of the data. Results: EHS and SWH were the surveillances with less familiarity among physicians, being superficially associated with the control of environmental factors and labor inspection, respectively. SS was associated to product inspection. Greater integration of the teams with agents of endemic control and training in Health HS were proposed to improve integration. Intersectoral actions were suggested, especially when related to SWH. Conclusions: In view of the low familiarity with HS, permanent education is a fundamental strategy for the integration of PHC and HS. Considering that the actions of these sectors are decentralized, greater protagonism and proactivity is expected from local managers in order to reach the proper capillarity of HS at the main gateway to the Brazilian public health system.

ESF e Vigilância em SaúdeRev Bras Med Fam Comunidade. Rio de Janeiro, 2021 Jan-Dez; 16(43):27332Introdução Um importante pilar na saúde pública brasileira é a Vigilância em Saúde (VS), cujas primeiras medidas remontam desde o período colonial, mas que teve sua sistematização apenas no século XX1, 2. A VS tem como função principal buscar soluções para os problemas ocorrentes no âmbito da saúde, a partir de uma estratégia flexível para cada situação e população, além de ser responsável pelo controle de doenças transmissíveis e não transmissíveis, prevenção de doenças e fatores de risco, formulando uma análise mais completa da situação geral de saúde da população3.Em 12 de julho de 2018, foi instituída a Política Nacional de Vigilância em Saúde (PNVS), por meio da Resolução no 588/2018 do Conselho Nacional de Saúde (CNS)4. Na PNVS, a Vigilância em Saúde é entendida como processo contínuo e sistemático de coleta, consolidação, análise de dados e disseminação de informações sobre eventos relacionados à saúde, visando o planejamento e a implementação de medidas de saúde pública, incluindo a regulação, intervenção e atuação em condicionantes e determinantes da saúde, para a proteção e promoção da saúde da população, prevenção e controle de riscos, agravos e doenças4.Ademais, a VS se divide em áreas específicas, com atribuições particulares e interligadas entre si, quais sejam: Vigilância em Saúde Ambiental (VIGIAM), Vigilância em Saúde do Trabalhador (VISAT), Vigilância Epidemiológica (VIGEP), Vigilância Sanitária (VISA), além da análise de situação de saúde, promoção da saúde e ações laboratoriais que são atividades transversais e essenciais no processo de trabalho da VS4. Introducción: La interacción entre los sectores del Sistema Único de Salud, en particular la Atención Primaria (AP) y la Vigilancia en Salud (VS), es fundamental para que las acciones que se enfocan en la integralidad sean operacionales en los servicios. Para ello, es necesario, además de otros factores, el conocimiento mutuo entre las áreas, sobre su ámbito de actuación. Objetivo: analizar el conocimiento de los médicos de los equipos de la Estrategia de Salud Familiar en Vigilancia en Salud Ambiental (VSA), Vigilancia Sanitaria (VISA) y Vigilancia de la Salud del Trabajador (VISAT). Métodos: Estudio con abordaje cualitativo, realizado con ocho médicos de equipos de salud de la familia en ciudades del interior de Minas Gerais. Se utilizó la técnica de grupo focal, utilizando situaciones problemáticas. El análisis de contenido temático guió el tratamiento de los datos. Resultados: VSA y VISAT fueron las vigilancias menos familiarizadas entre los médicos, asociándose superficialmente con el control de factores ambientales y la inspección del trabajo, respectivamente. VISA se asoció con la inspección de productos. Se propuso una mayor integración de equipos con agentes de control de enfermedades endémicas y formación en VS para mejorar la integración. Se sugirieron acciones intersectoriales, especialmente en lo relacionado con VISAT. Conclusiones: Ante la baja familiaridad con la VS, la educación permanente es una estrategia fundamental para la integración de AP y VS. Considerando que las acciones de estos sectores son descentralizadas, se espera más protagonismo y proactividad de los gestores locales para que la capilaridad adecuada de la VS se produzca en la principal puerta de entrada al sistema público de salud brasileño.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Colaboração Intersetorial
Estratégia Saúde da Família
Agência Nacional de Vigilância Sanitária
Vigilância Sanitária Ambiental
Vigilância em Saúde do Trabalhador
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  2 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1104283
Autor: GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología.
Título: Informe especial: Contaminante atmosférico:Dióxido de nitrógeno / Special report: Air pollutant: Nitrogen dioxide.
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología; 26 mayo 2017. a) f: 16 l:20 p. graf. (Boletín Epidemiológico Semanal: Ciudad Autónoma de Buenos Aires, 2, 40).
Idioma: es.
Resumo: El nitrógeno (N) es un gas sin olor, color ni sabor, que constituye el 78% del aire atmosférico, y en concentraciones dentro de límites normales, no es perjudicial para la salud. Su importancia como contaminante deriva de su capacidad de combinación con el oxígeno para formar diversos óxidos de nitrógeno. El dióxido de nitrógeno (NO2) es un gas más denso que el aire, de color marrón rojizo y olor acre. Es definido como un contaminante, criterio que altera de manera importante el aire urbano. El NO2 es un contaminante en sí mismo y un precursor en la generación de otras moléculas nocivas para la salud. se presentan una serie de gráficos que permiten observar los valores de NO2 en las estaciones de Monitoreo de Calidad del Aire que posee la Ciudad (La Boca, Parque Centenario y Córdoba), las cuales registran las concentraciones de este contaminante en forma continua (durante 24 horas, los 365 días del año) mediante métodos homologados internacionalmente. (AU)
Descritores: Controle da Qualidade do Ar
Monitoramento do Ar
Qualidade Ambiental
Poluentes Atmosféricos/toxicidade
Poluição do Ar/análise
Poluição do Ar/prevenção & controle
Poluição do Ar/estatística & dados numéricos
Vigilância Sanitária Ambiental
Dióxido de Nitrogênio/análise
Dióxido de Nitrogênio/efeitos adversos
Dióxido de Nitrogênio/toxicidade
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 6, SP5_40


  3 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1102790
Autor: GCBA. Ministerio de Salud. Gerencia Operativa de Epidemiología; .GCBA. Agencia de Protección Ambiental.
Título: Informe especial: Contaminación del aire: CABA 2010-2018 / Special report: Air pollution: CABA 2010-2018.
Fonte: Buenos Aires; GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología; 28 jun. 2019. a) f: 12 l:17 p. graf, tab. (GCBA. Gerencia Operativa de Epidemiología, 4, 149).
Idioma: es.
Resumo: informe realizado por los equipos de trabajo que pertenecen a Salud Ambiental, Agencia de Protección Ambiental y Gerencia Operativa de Epidemiología, del Gobierno de la Ciudad de Buenos Aires. En el presente informe se analizan una serie de indicadores que permiten observar los valores de contaminantes criterio: Material Particulado en suspensión menor a 10 micrones (PM 10), Monóxido de Carbono (CO) y Dióxido de Nitrógeno (NO2), registrados en las estaciones de Monitoreo de Calidad del Aire que posee la Ciudad (La Boca, Parque Centenario y Córdoba), las cuales registran las concentraciones de estos contaminantes en forma continua (durante 24 horas, los 365 días del año), mediante métodos homologados internacionalmente. El periodo registrado abarca los años 2010 hasta el año 2018 completo. (AU)
Descritores: Monóxido de Carbono/análise
Controle da Qualidade do Ar
Monitoramento do Ar
Poluição do Ar/prevenção & controle
Poluição do Ar/estatística & dados numéricos
Material Particulado/análise
Dióxido de Nitrogênio/análise
-Vigilância Sanitária Ambiental
Tipo de Publ: Relatório Técnico
Responsável: AR494.1 - Centro de Documentación en Salud
AR494.1; CEDOS/CD 6, SP5_149


  4 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1282925
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública.
Título: Protocolo sanitario de urgencia para el reforzamiento de la vigilancia entomológica del vector Aedes aegypti mediante el uso de ovitrampas para establecimientos de salud: R.M. Nº 010-2015/MINSA / Emergency health protocol for the reinforcement of the entomological surveillance of the Aedes aegypti vector through the use of ovitraps for health facilities: R.M. No. 010-2015 / MINSA.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Intervenciones Estratégicas en Salud Pública; 2016. 20 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Describe los procedimientos a seguir en el uso de ovitrampas a fin de reforzar la vigilancia entomológica contra el vector Aedes aegypti. Con esta técnica se realizará el monitoreo semanal de la dinámica de infestación del Aedes aegypti y se realizará el reporte de los niveles de infestación para programar y ejecutar las medidas de control vectorial que permitan disminuir la densidad poblacional del Aedes aegypti en salvaguarda de la salud de la población. Se usarán las ovitrampas como una herramienta para la estimación de la densidad de la población de mosquitos y la identificación de áreas de evaluación e intervención prioritaria
Descritores: Medição de Risco
Aedes
Controle de Vetores
Dengue
Entomologia
Vigilância Sanitária Ambiental
Instalações de Saúde
Tipo de Publ: Guia
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  5 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1281177
Autor: Rezende, Kênia.
Título: Ações de educação na vigilância ambiental em saúde para controle da dengue no distrito de Cruzeiro dos Peixotos, Uberlândia, Minas Gerais, Brasil, 2008 / Shares of education in environmental health surveillance for control of dengue in the district of Cruise Peixoto, Uberlândia, Minas Gerais, Brazil, 2008.
Fonte: São Paulo; s.n; 2009. 80 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: INTRODUÇÃO: A dengue é uma doença que se distribui pelas regiões tropicais do mundo cujas condições climáticas associadas a alguns dos hábitos da população, favorecem a presença do vetor e do vírus, possibilitando a endemicidade da doença. O homem, o vírus, o vetor e seus abrigos constituem fatos representados pelo espaço sócio ambiental que, quando associados às condições precárias de saneamento básico, moradia, fatores culturais e educacionais, estabelecem a ecologia de transmissão desta doença. O Aedes aegypti é o vetor do vírus da dengue e também da febre amarela urbana. Este Aedino tem origem africana e chegou as Américas logo após o descobrimento. É um inseto holometábolo cuja oviposição ocorre junto à borda da lâmina dágua em recipientes aonde existe água estagnada por vários dias. Atualmente, como ainda não se dispõe de vacina efetiva contra a dengue, a variável estratégica para o controle e a prevenção da dengue recai no combate do mosquito, que representa o elo vulnerável do ciclo. Para o sucesso das ações de controle, no entanto, é fundamental o emprego ordenado das ações de controle; a aplicação da legislação pertinente e principalmente a participação da comunidade com a aplicação de práticas de intervenções. OBJETIVO: Aplicar modelo experimental de Educação Ambiental e Vigilância Ambiental em Saúde para controle do Aedes aegypti, utilizando como parâmetro de infestação a adultrap, no Distrito de Cruzeiro dos Peixotos, em Uberlândia, Minas Gerais. METODOLOGIA: Esta pesquisa teve início em dezembro de 2006 e término em maio de 2008. Para este trabalho foi realizado um levantamento literário sobre Educação Ambiental, Vigilância Ambiental em Saúde e Dengue incluindo seu vetor, ciclo e epidemiologia. O primeiro passo foi à realização de um contato junto à escola do Distrito, para buscar o apoio da equipe escolar na realização do Projeto. Em seguida se procedeu a instalação da adultrap no peridomicilio das residências mediante autorização dos moradores. A troca da água e a coleta dos insetos se deram semanalmente (as sextas-feiras das 13h30 às 17h). Foram realizadas gincanas com a participação dos professores e alunos da Escola e também moradores do Distrito. A partir de abril de 2007, o ritmo de monitoramento das armadilhas foi complementado passando a ter mais um ritmo de captura com intervalo de 24h. Os mosquitos capturados foram identificados quanto a gênero e espécie, contados e catalogados em um banco de dados. RESULTADOS: Com as ações foram retirados 710 kg de material reciclável que poderia servir como criadouros. Foram capturados e identificados 187 Aedes aegypti, 48 Aedes albopictus e 888 Culex quinquefasciatus.

Dengue is a disease spread in tropical regions of the world where the climatic conditions associated with bad habits of the population, favor the presence of the vector and the virus, allowing the endemicity of the disease. Humans, the virus, the vector and the shelters of this vector are facts represented by the social space environment which, when associates with the precarious conditions of sanitation, housing, cultural and educational factors, establish the ecology of disease transmission. Aedes aegypti is the vector of the dengue virus and urban yellow fever. Its origin is Africa and it was found in the Americas soon after the continents discovery. Aedes aegypti oviposits in stagnant water within containers it deposits eggs slightly above the waterline. Currently, as there is no effective vaccine against dengue, a strategic variable for the control and prevention is focused in combating the mosquito, which is the weak link of the cycle. The success of initiatives; the relies of on legislation OBJECTIVE: Apply experimental model of Environmental Education and Environmental Health Surveillance for Aedes aegypti control, using as a measure of the infestation Adultrap, in the District Cruzeiro dos Peixotos, in Uberlândia, Minas Gerais. METHODOLOGY: This research began in December of 2006 and ended in May of 2008. This work was carried out a survey on literary Environmental Education, Health and Environmental Surveillance on Dengue including its vector, cycle and epidemiology. The first step was the implementation of a contact close to the school district to seek the support of the school in the accomplishment of the Project. Then came the installation of Adultrap the home of households with permission of the residents. The exchange's water and collection of insects are made each week (the Friday 13.30 to 17h). Gymkhana were held with participation of teachers and students, and with the residents of the District. Since April 2007, the capture with traps was supplemented in an interval of 24 hours. Mosquitoes attracted by the trap were collected by the research team, identified to genus and species, counted and data entered in a database. RESULTS: The actions make possible to withdrawal of 710 kg of recyclable material that could serve as breeding.They had been captured and identified to 187 Aedes aegypti, 48 Aedes albopictus and 888 Culex quinquefasciatus.
Descritores: Controle de Doenças Transmissíveis
Educação em Saúde Ambiental
Dengue
Vigilância Sanitária Ambiental
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  6 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-1255305
Autor: Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Salud Ambiental.
Título: Documento técnico: Manual para la vigilancia, prevención y control sanitario de agentes zoonóticos y zoonosis relacionados a la paloma doméstica / Technical document: Manual for the surveillance, prevention and sanitary control of zoonoses and zoonotic agents related to domestic paloma.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud. Dirección General de Salud Ambiental; 2015. 33 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La presente publicación describe el desarrollo e implementación de estrategias para la vigilancia, prevención y control de los agentes zoonóticos y zoonosis relacionados a la proliferación de la paloma doméstica -Columba livia, para disminuir los riesgos y daños a la salud de las personas, a otras especies y al ambiente. Asimismo, establece las pautas para la intervención sanitaria integral de prevención y control de las zoonosis relacionadas a los animales de compañía y reservorios domésticos y silvestres
Descritores: Columbidae
Aves Domésticas
Doenças das Aves Domésticas
Zoonoses
Saúde Ambiental
Vigilância Sanitária Ambiental
Tipo de Publ: Manual de Referência
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  7 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: lil-499001
Autor: Brasil. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde.
Título: Subsídios para construção da política nacional de saúde ambiental / Subsidies for the Construccion of the Environmental Health National Policy.
Fonte: Brasília; Ministério da Saúde; 2007. 56 p. (Série B. Textos Básicos de Saúde).
Idioma: pt.
Resumo: Este documento traz subsídios para a elaboração da Política Nacional de Saúde Ambiental. Tal política deverá contribuir para proteger e promover a saúde humana por meio de um conjunto de ações integradas com instâncias de governo e da sociedade civil para fortalecer atores sociais e indivíduos no enfrentamento dos determinantes socioambientais e na prevenção dos agravos decorrentes da exposição humana a ambientes adversos. Sendo assim, este documento versa sobre os processos de construção, interlocução, os princípios, as diretrizes e os instrumentos cabíveis à referida política. O conceito de saúde ambiental é trabalhado de forma ampliada e pensado a partir da Reforma Sanitária, sendo entendido como um processo de transformação da norma legal e do aparelho institucional em um contexto de democratização. Tal processo se dá em prol da promoção e da proteção à saúde dos cidadãos, cuja expressão material concretiza-se na busca do direito universal à saúde e de um ambiente ecologicamente equilibrado em consonância com os princípios e as diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), do Sistema Nacional de Meio Ambiente (Sisnama), do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh) e de outros afins. Para a efetivação da Política Nacional de Saúde Ambiental, são sugeridas algumas linhas de atuação: (1) a estruturação e o fortalecimento da Vigilância em Saúde Ambiental; (2) a construção de agendas intersetoriais integradas; (3) o fomento à promoção de ambientes saudáveis; (4) o estímulo à produção de conhecimento e desenvolvimento de capacidades em saúde ambiental; e (5) a construção de um Sistema de Informação Integrado em Saúde Ambiental. A construção de ações intra e intersetoriais é o eixo central para a formulação da Política Nacional de Saúde Ambiental, pois, dessa forma, pode-se compatibilizar os procedimentos da Vigilância em Saúde Ambiental, que estão em desenvolvimento no Sistema Único de Saúde (SUS), com aqueles praticados por outros setores, para que sejam potencializados os recursos disponíveis e seja evitada a superposição de ações e os conflitos de mandatos entre instituições. A Política Nacional de Saúde Ambiental se construirá por meio de articulação, sinergia e integração das ações já empreendidas por várias instâncias de governo situadas em diversos Ministérios, bem como por meio das iniciativas efetuadas pela sociedade civil, para que, ao longo do tempo, vá se conformando como uma sólida Política Pública Integrada de governo legitimada socialmente pela pactuação de uma Agenda Integrada de Saúde Ambiental
Descritores: Saúde Ambiental/economia
Vigilância Sanitária Ambiental
Política Ambiental/legislação & jurisprudência
-Brasil
Limites: Humanos
Tipo de Publ: GOVERNMENT PUBLICATIONS
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR599.1; 10001021939, MT; BR599.1; 10001021940, AG, e.2; BR599.1; 10001021941, AG, e.3; BR58.1; 504.03, B823s. 1740; BR58.1; 504.03, B823s, ex.2. 1741; BR58.1; 504.03, B823s, ex.3. 1742; BR58.1; 504.03, B823s, ex.4. 1743; BR58.1; 504.03, B823s, ex.5. 1744; BR58.1; 504.03, B823s, ex.6. 1745; BR276.2; 614.2, B823s; BR67.1; 614.7, b242, t48954/200; BR599.1; 10001021939


  8 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1247630
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Vigilância em Saúde. Divisão de Vigilância em Zoonozes.
Título: Recolección y envío de especímenes para identificación / Collection and shipment of specimens for identification.
Fonte: São Paulo; SMS; 2021.
Idioma: es.
Descritores: Zoonoses
Vigilância Sanitária Ambiental
Limites: Animais
Responsável: BR59.2 - Núcleo de Documentação


  9 / 61 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1247624
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenadoria de Vigilância em Saúde. Divisão de Vigilância em Zoonozes.
Título: Coleta e envio de espécimes para identificação / Collection and sending of specimens for identification.
Fonte: São Paulo; SMS; 2021.
Idioma: pt.
Descritores: Zoonoses
Vigilância Sanitária Ambiental
Limites: Animais
Responsável: BR59.2 - Núcleo de Documentação


  10 / 61 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-875508
Autor: ARANTES, Karen Magalhães; PEREIRA, Boscolli Barbosa.
Título: Análise da efetividade das ações de controle da dengue no município de Uberlândia, MG a partir da matriz FPEEEA / Analysis of the effectiveness of dengue control actions in the city of Uberlândia, MG, Brazil, using the DPSEEA framework
Fonte: J. Health Biol. Sci. (Online);5(4):326-336, out-dez/2017. tab, ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O Brasil ocupa o primeiro lugar no ranking mundial da dengue. O controle da doença é complexo e está relacionado a condições sociais, culturais, ambientais, econômicas e políticas. Objetivo: A partir de um estudo anterior, no qual foram habilitados indicadores para vigilância da dengue em Uberlândia-MG por meio da utilização do modelo FPEEEA (Forças Motrizes, Pressão, Estado, Exposição, Efeito), objetivou-se, nesta pesquisa, avaliar a efetividade das ações realizadas para o controle da dengue neste município. Métodos: Trata-se de um estudo descritivo-exploratório, de abordagem quali-quantitativa, centrado na aplicação do Modelo FPEEEA para análise das correlações entre indicadores relacionados às condições sociais, econômicas e ambientais que podem estar associados à ocorrência da dengue. Resultados: De acordo com os dados apresentados, perceberam-se correlações importantes entre os indicadores que compõem os diferentes eixos da matriz FPEEEA, bem como ausência de correlação entre indicadores que são considerados pela literatura científica como importantes fatores para ocorrência de dengue. Assim, observou-se que são muitas as causas que colaboram para o aumento da incidência da dengue em Uberlândia e que são diversas as ações que podem ser efetivas para o controle da doença. Conclusão: Conclui-se que as ações propostas consistem em um abundante grupo de tarefas que podem afetar de forma progressiva os diferentes eixos da matriz FPEEEA, incluindo políticas sociais, de planejamento urbano, investimentos nos serviços de infraestrutura urbana, estímulo ao consumo consciente e à reciclagem, pesquisas para aprimoramento dos recursos para controle vetorial, além de ações de educação em saúde para controle do vetor. (AU)

Introduction: Brazil occupies the first place in the world ranking of dengue. Disease control is complex regarding to social, cultural, environmental, economic, and political conditions. Objective: The objective of this study was to evaluate the effectiveness of the actions performed to control the disease based on an integrated analysis of the existing correlations between the enabled indicators. Methods: This is a descriptive-exploratory study, with a qualitative and quantitative basis, focusing on the application of the FPEEEA framework to analyze correlations between indicators related to social, economic and environmental conditions that may interfere in the occurrence of dengue. Results: According to the data presented, there were important correlations between the indicators that make up the different axes of the FPEEEA framework, as well as the absence of correlation between indicators that are considered by the scientific literature as important factors for the occurrence of dengue. Thus, it was observed that many causes contribute to increase the incidence of dengue in Uberlândia and that there are several actions that may be effective for the control of the disease. Conclusion: The proposed actions consist of an abundant group of tasks that can progressively affect the different axes of the FPEEEA framework, including social policies, urban planning, investments in urban infrastructure services, stimulus for conscious consumption and recycling, research to improve resources for vector control, and health education actions to control the vector. (AU)
Descritores: Dengue
-Saúde Ambiental
Aedes
Vigilância Sanitária Ambiental
Responsável: BR1780.2



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde