Base de dados : LILACS
Pesquisa : Z01.058.290.100.140 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-995860
Autor: Santos, Paula Colodetti.
Título: Narrativas femininas e saúde mental: a saída da República Democrática do Congo e o refúgio no Rio de Janeiro / Female narratives and mental health: the departure from Democratic Republic of Congo and the refuge in Rio de Janeiro.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2019. 145 f p. tab, fig.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Medicina Social para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O objetivo central desta dissertação é refletir sobre o processo de refúgio e a relação deste com a saúde mental de mulheres naturais da República Democrática do Congo (RDC), residentes no Rio de Janeiro. Essa dissertação foi realizada a partir de um estudo qualitativo, de abordagem etnográfica, composto por observação participante e entrevistas, realizado em uma instituição de acolhimento a esta população - a Caritas RJ. A partir das falas dessas mulheres, este trabalho traz ponderações sobre como o Brasil que, até o momento, detém uma legislação favorável à questão do refúgio (lei 9.474 de 1997), na realidade, não apresenta providências de acordo com o que se comprometeu e contribui para a manutenção de vulnerabilidades. Ao analisar as trajetórias das mulheres negras, congolesas, refugiadas em território nacional, me apoio nos conceitos de precarização da vida e sofrimento social, para associar os contextos de violência persistentes e suas interferências em quadros mentais. Neste sentido, foi possível notar a ampla capacidade de resiliência apresentada por elas e sua relação com a religião e a cultura. Entre os adoecimentos, foi observado maior presença de quadros de natureza somatoforme, ansiosa e depressiva (Transtornos Mentais Comuns - TMC). Diante deste contexto, as propostas da Saúde Mental Global (SMG), com tratamentos baseados em evidências e particularizados entre diferentes culturas, podem beneficiar esse grupo

The main goal of this dissertation is to reflect on the refugee process and the relationship between it and the mental health of women from the Democratic Republic of Congo (DRC) residing at Rio de Janeiro. This is a qualitative study with an ethnographic approach composed of participant observation and interviews, performed at a host institution for this population - Caritas RJ. Based on the statements of these women, this work brings forward considerations about how Brazil, which until now has legislation favorable to the issue of refuge (Law 9.474 of 1997), in fact, does not present provisions according to what it has committed and contributes to the maintenance of vulnerabilities. In analyzing the trajectories of black Congolese women refugees in the national territory, I use as a theoretical base the concepts of precariousness of life and social suffering in order to associate persistent contexts of violence and their interference in mental conditions. In this sense, it was possible to note the wide capacity of resilience presented by them and their relation to religion and culture. Among the diseases, there was a greater presence of somatoform, anxious and depressive conditions (Common Mental Disorders - CMD). Given this context, Global Mental Health (MCH) proposals with evidence-based and individualized treatments among different cultures may benefit this group
Descritores: Refugiados/psicologia
Estresse Psicológico
Mulheres/psicologia
Brasil
Saúde Mental/tendências
Congo/etnologia
Pesquisa Qualitativa
Migração Humana/tendências
Limites: Humanos
Feminino
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C
BR433.1; 616.89-008-055.2, S237, T1727



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde