Base de dados : LILACS
Pesquisa : Z01.058.290.190.258 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 12 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 12 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-974720
Autor: Villela, Wilza Vieira; Lima, Redy Wilson; Brito, Cláudia Fernandes de.
Título: O Programa Nacional de Saúde Reprodutiva de Cabo Verde: alcances, limites e desafios / The National Reproductive Health Programme in Cape Verde: scope, limits and challenges
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;23(11):3631-3636, Oct. 2018.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Cabo Verde é um arquipélago do continente africano, com cerca de 538.535 habitantes. Desde sua independencia, em 1975, o país tem experimentado um rápido crescimento econômico e social, com ganhos significativos em escolarização, redução dos óbitos maternos e da mortalidade infantil. Em 2001, seguindo as diretrizes da Conferencia Internacional de População e Desenvolvimento (CIPD, Cairo, 1994), foi lançado o Programa Nacional de Saúde Reprodutiva, PNSR, visando incluir ações de saúde sexual e reprodutiva, SSR, para adolescentes, jovens e homens adultos, em parceria com o setor de educação e centros de juventude. Entretanto, a persistência da gravidez não planejada, do aborto clandestino e da infecção pelo HIV indicam lacunas na sua implementação. Estudos realizados no país apontam razões socioculturais e no âmbito da organização e oferta de serviços para os problemas identificados. Este trabalho tem como finalidade refletir sobre os alcance e limites do PNSR de Cabo Verde, considerando os desafios de implementação de políticas de saúde que afetam práticas culturais relativas ao gênero e a sexualidade; as especificidades demográficas, socioeconômicas e culturais de Cabo Verde e ainda a importancia da SSR para o desenvolvimento.

Abstract Cape Verde is an archipelago on the African coast, with 538,535 inhabitants living on nine islands. Since it gained independence in 1975, the country has experienced rapid economic and social growth, with significant gains in education as well as a reduction in maternal and infant mortality deaths. In 2001, following the guidelines of the International Conference on Population and Development (ICPD, Cairo, 1994), the National Reproductive Health Program (PNSR) was launched aiming to provide sexual and reproductive health (SRH) services to adolescents, young people and adult men, in partnership with the education sector and youth centers. However, the continuance of unplanned pregnancies, illegal abortions and HIV infections has indicated that there are gaps in the program`s implementation. Studies conducted in the country point to socio-cultural aspects as well as aspects covering organizations and the services on offer, as some of the reasons for the identified problems. This paper aims to reflect on the scope and limits of the PNSR in Cape Verde with consideration being given to the challenges of implementing health policies that affect cultural practices related to gender and sexuality. Consideration is also given to the specifics of Cape Verde`s demographics, economic and cultural aspects as well as the importance of the SRH services to its development.
Descritores: Comportamento Sexual
Saúde Reprodutiva
Política de Saúde
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
-Infecções por HIV/epidemiologia
Aborto Criminoso/estatística & dados numéricos
Gravidez não Planejada
Cabo Verde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Gravidez
Adulto
Adulto Jovem
Tipo de Publ: Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-950178
Autor: Nascimento, Bruno Ramos; Brant, Luisa Campos Caldeira; Oliveira, Gláucia Maria Moraes de; Malachias, Marcus Vinícius Bolívar; Reis, Gabriel Moreira Alves; Teixeira, Renato Azeredo; Malta, Deborah Carvalho; França, Elisabeth; Souza, Maria de Fátima Marinho; Roth, Gregory A; Ribeiro, Antonio Luiz P.
Título: Cardiovascular Disease Epidemiology in Portuguese-Speaking Countries: data from the Global Burden of Disease, 1990 to 2016 / Epidemiologia das Doenças Cardiovasculares em Países de Língua Portuguesa: Dados do "Global Burden of Disease", 1990 a 2016
Fonte: Arq. bras. cardiol;110(6):500-511, June 2018. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Fundo Nacional de Saúde; . Bolsa de produtividade em pesquisa; . IATS; . FAPEMIG.
Resumo: Abstract Background: Portuguese-speaking countries (PSC) share the influence of the Portuguese culture but have socioeconomic development patterns that differ from that of Portugal. Objective: To describe trends in cardiovascular disease (CVD) morbidity and mortality in the PSC between 1990 and 2016, stratified by sex, and their association with the respective sociodemographic indexes (SDI). Methods: This study used the Global Burden of Disease (GBD) 2016 data and methodology. Data collection followed international standards for death certification, through information systems on vital statistics and mortality surveillance, surveys, and hospital registries. Techniques were used to standardize causes of death by the direct method, as were corrections for underreporting of deaths and garbage codes. To determine the number of deaths due to each cause, the CODEm (Cause of Death Ensemble Model) algorithm was applied. Disability-adjusted life years (DALYs) and SDI (income per capita, educational attainment and total fertility rate) were estimated for each country. A p-value <0.05 was considered significant. Results: There are large differences, mainly related to socioeconomic conditions, in the relative impact of CVD burden in PSC. Among CVD, ischemic heart disease was the leading cause of death in all PSC in 2016, except for Mozambique and Sao Tome and Principe, where cerebrovascular diseases have supplanted it. The most relevant attributable risk factors for CVD among all PSC are hypertension and dietary factors. Conclusion: Collaboration among PSC may allow successful experiences in combating CVD to be shared between those countries.

Resumo Fundamento: Os países de língua portuguesa (PLP) partilham a influência da cultura portuguesa com desenvolvimento socioeconômico diverso de Portugal. Objetivo: Descrever as tendências de morbidade e mortalidade por doenças cardiovasculares (DCV) nos PLP, entre 1990 e 2016, estratificadas por sexo, e sua associação com os respectivos índices sociodemográficos (SDI). Métodos: O estudo utilizou dados e metodologia do Global Burden of Disease (GBD) 2016. As informações seguiram padrões internacionais de certificação de óbito, através de sistemas de informação sobre estatísticas vitais e vigilância da mortalidade, pesquisas e registros hospitalares. Empregaram-se técnicas para padronização das causas de morte pelo método direto, e correções para sub-registro dos óbitos e garbage codes. Para determinar o número de mortes por cada causa, aplicou-se o algoritmo CODEm (Modelagem Agrupada de Causas de Morte). Estimaram-se os anos saudáveis de vida perdidos (DALYs) e o SDI (renda per capita, nível de escolaridade e taxa de fertilidade total) para cada país. Resultados: Existem grandes diferenças na importância relativa da carga de DCV nos PLP relacionadas principalmente às condições socioeconômicas. Entre as DCV, a doença isquêmica do coração foi a principal causa de morte nos PLP em 2016, com exceção de Moçambique e São Tomé e Príncipe, onde as doenças cerebrovasculares a suplantaram. Os fatores de risco atribuíveis mais relevantes para as DCV entre os PLP foram a hipertensão arterial e os fatores dietéticos. Um valor de p < 0,05 foi considerado significativo. Conclusão: A colaboração entre os PLP poderá permitir que experiências exitosas no combate às DCV sejam compartilhadas entre esses países.
Descritores: Doenças Cardiovasculares/mortalidade
Carga Global da Doença/estatística & dados numéricos
-Portugal/epidemiologia
Fatores Socioeconômicos
Fatores de Tempo
Brasil/epidemiologia
Fatores de Risco
Expectativa de Vida
Morbidade
Causas de Morte
Guiné Equatorial/epidemiologia
Timor-Leste/epidemiologia
Cabo Verde/epidemiologia
São Tomé e Príncipe/epidemiologia
Guiné-Bissau/epidemiologia
Angola/epidemiologia
Moçambique/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1056152
Autor: Moniz, Ana Suzete Baessa; Silva, Mara Regina Santos da; Fortes, Daniela Claúdia Silva; Fagundes, Jéssica Souza; Silva, Ariana Sofia Barradas da.
Título: Necessidades das famílias caboverdianas que convivem com o transtorno mental / Necesidades de las familias caboverdianas que convienen con el transtorno mental / Needs of families living with mental illness in Cabo Verde
Fonte: Esc. Anna Nery Rev. Enferm;24(2):e20190196, 2020.
Idioma: pt.
Projeto: CAPES.
Resumo: RESUMO Objetivos Caracterizar as famílias usuárias de um serviço de psiquiatria em Cabo Verde/África, quanto aos aspectos sociodemográficos e aos transtornos mentais mais frequentes que acometem seus membros; identificar as necessidades consideradas prioritárias pelas famílias que convivem com a pessoa com transtorno mental neste contexto. Método Estudo qualitativo exploratório, realizado em 2016, com dados obtidos através de 100 prontuários de usuários em um serviço de psiquiatria, no período de 2010 a 2015, e entrevistas realizadas com 30 familiares desses usuários. Posteriormente, os dados foram submetidos à análise temática. Resultados As famílias das pessoas com transtorno mental na ilha de Santiago são pobres, as cuidadoras são predominantemente do sexo feminino, solteiras e residentes na cidade da Praia. No cuidado ao familiar doente, enfrentam diversas dificuldades, como a falta de suporte por parte de profissionais e serviços de saúde e da rede social, acrescentando, ainda, o fato de não se sentirem incluídos no processo de cuidado e com delimitada capacitação para cuidar do familiar doente. Conclusão e Implicações para a prática Há a necessidade do reconhecimento da família como alvo de cuidados e capacitação para a continuidade dos cuidados ao familiar doente. O estudo aponta a necessidade de revisão das políticas de saúde, para aprimoramento dos cuidados de saúde mental na atenção primária.

RESUMEN Objetivos Caracterizar las familias usuarias de un servicio de psiquiatría en Cabo Verde/África, en cuanto a los aspectos sociodemográficos y a los trastornos mentales más frecuentes que afectan sus miembros; identificar las necesidades consideradas prioritarias por las familias que conviven con la persona con trastorno mental en este contexto. Método Estudio cualitativo exploratorio, realizado en el 2016, con datos obtenidos a través de 100 registros médicos de usuarios en un servicio de psiquitría, en el período de 2010 a 2015, y entrevistas realizadas a 20 familiares de esos usuarios. Posteriormente, los datos fueron sometidos a análisis temática. Resultados Las familias de las personas con trastorno mental en la isla de Santiago son pobres, las cuidadoras son predominantemente de sexo femenino, solteras y residentes en la ciudad de la Playa. Con respecto al cuidado del familiar enfermo, enfrentan diversas dificultades, como la falta de soporte por parte de los profesionales, los servicios de salud, y de la red social, agregando además el hecho de que no se sienten incluidos en el proceso de cuidado y con capacitación limitada para cuidar al familiar enfermo. Conclusión y implicaciones para la práctica hay una necesidad de reconocimiento de la familia como objetivo de cuidados y capacitación para la continuidad de los cuidados al familiar enfermo. El estudio señala la necesidad de revisar las políticas de salud para mejorar la atención de salud mental en la atención primaria.

ABSTRACT Objectives To characterize the families that use a psychiatric service in Cabo Verde/Africa, regarding socio-demographic issues and the most frequent mental disorders that affect their family members; to identify the needs considered as priorities by the families that live with a person with a mental disorder in this context. Method Exploratory qualitative study, conducted in 2016, with data obtained from 100 medical records from 2010 to 2015 in a psychiatric service, and interviews with 30 family members. Subsequently, the data were subjected to thematic analysis. Results The families of people with mental disorders on Santiago Island are poor; the caregivers are predominantly female, single, and resident in the city of Praia. When caring for the ill family member, they face several difficulties, such as the lack of support from health professionals and services and from the social network, in addition to the fact that they do not feel included in the care process and have limited training to take care of the ill family member. Conclusion and Implications for practice There is a need to recognize the family as a target for care and training aimed at the continuity of care for the ill family member. The study points to the need to review health policies to improve mental health care in primary care.
Descritores: Família
Cuidadores
Transtornos Mentais
-Apoio Social
Fatores Socioeconômicos
Pesquisa Qualitativa
Cabo Verde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Idoso de 80 Anos ou mais
Adulto Jovem
Responsável: BR442.1 - Biblioteca Setorial de Pós-Graduação


  4 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Almeida, Paulo Cesar de
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1043088
Autor: Beserra, Gilmara de Lucena; Oliveira, Paula Marciana Pinheiro de; Pagliuca, Lorita Marlena Freitag; Almeida, Paulo César de; Anjos, Saiwori de Jesus Silva Bezerra dos; Pinheiro, Ana Karina Bezerra.
Título: Non-verbal nurse-parturient communication in labor in Portuguese-speaking countries / Comunicação não verbal enfermeiro-parturiente no trabalho de parto em países lusófonos / Comunicación no verbal entre enfermero y parturienta en trabajo de parto en países lusohablantes
Fonte: Rev. latinoam. enferm. (Online);27:e3193, 2019. tab.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: Objective: to analyze nonverbal communication between nurse and parturient during the active phase of labor in two Portuguese-speaking countries. Method: a quantitative and analytical study, whose sample consisted of 709 interactions that used the nonverbal communication of nurses and parturients. The analyzed variables were: distance; posture; axis; contact; emblematic gestures; illustrator gestures and regulatory gestures. For the analysis of the data, the Chi-Square and Likelihood Ratio tests were used. Results: the intimate distance between nurse and parturient in both countries (p = 0.005) prevailed. In both, touch was the most commonly used form of contact (p <0.0001). In both countries, the parturient remained lying down (p <0.0001). In relation to the established contact (p <0.0001), the parturient did not use contact. The face-to-face axis predominated in the interactions in both countries between nurse-parturient (p <0.0001) and parturient-nurse (p <0.0001). Conclusion: similarities were observed in non-verbal communication between nurses and parturients in both countries. However, there are differences such as the established contact between Brazilian and Cape Verdean nurses to parturients.

Objetivo: analisar a comunicação não verbal entre enfermeiro e parturiente durante a fase ativa do trabalho de parto em dois países lusófonos. Método: estudo quantitativo analítico, cuja amostra foi composta por 709 interações que utilizaram a comunicação não verbal dos enfermeiros e parturientes. As variáveis analisadas foram: distância; postura; eixo; contato; gestos emblemáticos; gestos ilustradores e gestos reguladores. Para a análise dos dados, utilizaram-se os testes de Qui-Quadrado e Razão de Verossimilhança. Resultados: a distância íntima entre enfermeiro e parturiente nos dois países (p=0,005) prevaleceu. Em ambos, o toque foi a forma de contato (p<0,0001) mais usada. Nos dois países, as parturientes permaneceram deitadas (p<0,0001). Em relação ao contato estabelecido (p<0,0001), as parturientes não usaram contato. O eixo face a face predominou nas interações em ambos os países entre enfermeiro-parturiente (p<0,0001) e parturiente-enfermeiro (p<0,0001). Conclusão: perceberam-se semelhanças nos aspectos de comunicação não verbal entre enfermeiros e parturientes nos dois países. No entanto, observam-se diferenças como o contato estabelecido entre os enfermeiros brasileiros e cabo-verdianos à parturiente.

Objetivo: analizar comunicación no verbal entre enfermero y parturienta durante la fase activa del trabajo de parto en dos países lusohablantes. Método: estudio analítico cuantitativo, cuya muestra consistió en 709 interacciones que utilizaron la comunicación no verbal entre enfermeros y parturientas. Las variables analizadas fueron: distancia, postura, eje, contacto, gestos emblemáticos, gestos ilustradores y gestos reguladores. Para el análisis de los datos se utilizaron las pruebas de Chi-cuadrado y Razón de Verosimilitud. Resultados: la distancia íntima entre enfermero y parturienta en los dos países (p=0,005) prevaleció. En ambos, el toque fue la forma de contacto (p<0,0001) más usada. En los dos países las parturientas permanecieron acostadas (p<0,0001). En relación al contacto establecido (p<0,0001) las parturientas no usaron contacto. El eje cara a cara predominó en las interacciones en los dos países, entre enfermero-parturienta (p<0,0001) y parturienta-enfermero (p<0,0001). Conclusión: se percibió semejanzas en los aspectos de comunicación no verbal entre enfermeros y parturientas en los dos países. Sin embargo, se observan diferencias como es el caso del contacto establecido entre los enfermeros brasileños y los de Cabo Verde con la parturienta.
Descritores: Trabalho de Parto/psicologia
Saúde da Mulher
Parto Normal/instrumentação
Comunicação não Verbal/psicologia
Enfermagem Obstétrica/organização & administração
-Brasil
Distribuição de Qui-Quadrado
Funções Verossimilhança
Cabo Verde
Limites: Humanos
Feminino
Gravidez
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-554346
Autor: Neves, Augusto César Lima; Miasso, Adriana Inocenti.
Título: “Uma força que atrai”: o significado das drogas para usuários de uma ilha de Cabo Verde / “Una fuerza que atrae”: el significado de las drogas para usuarios de una Isla de Cabo Verde / “An Attractive Force”: The meaning of rrugs to users from an island in Cape Verde
Fonte: Rev. latinoam. enferm;18(spe):589-597, mayo-jun. 2010. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teve como objetivo compreender o significado do consumo de drogas na perspectiva de usuários, atendidos em um ambulatório do Serviço da Saúde Mental de uma ilha do arquipélago de Cabo Verde. Dada a natureza do problema, esta investigação utilizou a abordagem qualitativa, tendo como referencial metodológico a Teoria Fundamentada nos Dados, à luz do Interacionismo Simbólico. Participaram do estudo nove usuários de drogas do referido ambulatório. A entrevista gravada e a observação foram as estratégias de obtenção de dados. A análise comparativa dos dados resultou no fenômeno central “uma força que atrai”, expressando a grande dificuldade que os usuários têm para se afastar do consumo abusivo de substâncias psicoativas, sabendo, previamente, que todos os problemas enfrentados nas esferas pessoal, familiar e social advêm da habituação. Este estudo permitiu, assim, identificar pontos vulneráveis de possível atuação da equipe de saúde, visando a prevenção do abuso de drogas.

Ese estudio cualitativo tuvo como objetivo comprender el significado del consumo de drogas desde la perspectiva de usuarios atendidos en una clínica del Servicio de Salud Mental de una isla del archipiélago de Cabo Verde. La investigación tuvo como referencial metodológico la Teoría Fundamentada en los Datos, bajo la interpretación del Interaccionismo Simbólico. Participaron del estudio nueve usuarios de drogas de la referida clínica. La grabación de la entrevista y su observación fueron las estrategias para obtener los datos. El análisis comparativo de los datos mostró como resultado el fenómeno central “Una fuerza que atrae”, que expresa la gran dificultad que los usuarios tienen para alejarse del consumo abusivo de substancias psicoactivas, sabiendo, previamente, que todos los problemas enfrentados en las esferas personal, familiar y social provienen de la drogadicción. Este estudio permitió, así, identificar puntos vulnerables en los cuales podría actuar el equipo de salud con la finalidad de prevenir el abuso de drogas.

This qualitative study aimed to understand the meaning of drug consumption from the view of users who receive care in an outpatient clinic of a Mental Health Service on an island of the Cape Verde archipelago. The methodological framework was based on the Data-founded Theory, in the light of Symbolic Interactionism. Participants were nine drug users from the mentioned outpatient clinic. Recorded interviews and observation were the strategies for data collection. The comparative data analysis resulted in the central phenomenon “An attractive force”, which expresses the great difficult users have to stop the abusive consumption of psychoactive substances, knowing that all problems faced in the personal, familiar and social areas come from drug habituation. Thus, this study permitted the identification of vulnerable points for possible action by the health team, aiming for the prevention of drug abuse.
Descritores: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias/psicologia
-Cabo Verde
Estudos Transversais
Psicotrópicos/administração & dosagem
Adulto Jovem
Limites: Adulto
Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Adulto Jovem
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-979243
Autor: Delgado, Antonio Pedro; Dias, Sónia; Tolentino, André; Russo, Giuliano; Ferrinho, Paulo.
Título: Evolução da Política de Educação Médica em Cabo Verde / Evolution of the Medical Education Policy in Cabo Verde
Fonte: Saúde Soc;27(4):1186-1205, Out.-Dez. 2018. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Cabo Verde é um dos Pequenos Estados Insulares em Desenvolvimento do mundo, com especificidades e desafios próprios. Independente há 43 anos, com meio milhão de habitantes, a formação dos seus médicos tem sido feita no exterior, incrementando a força de trabalho do país, mas não o suficiente, em número e diferenciação, para sustentar os desafios da saúde, nomeadamente a extensão da cobertura universal. Em 2015 as autoridades decidiram implantar a educação médica local, tornando necessário reformular a Política de Educação Médica enquanto política de educação e de saúde, envolvendo os vários atores, organizações e instituições. O objetivo deste artigo é analisar a percepção de vários informantes-chave sobre a implantação da educação médica em Cabo Verde e propor subsídios à reformulação da sua Política de Educação Médica. Um estudo qualitativo que resulta da análise de conteúdo de entrevistas e discussões em grupo, bem como de notícias na media cabo-verdiana, identificou elementos-chave da reformulação de políticas em termos de conteúdo, contexto, processos e principais atores envolvidos na reconsideração do curso de medicina. Os entrevistados consideraram essencial ter uma política de educação médica envolvente que oriente o desenvolvimento do curso e identifique os principais impulsionadores de sua implementação.

Abstract Cabo Verde is one of the world's Small Island Developing States, with its own specificities and challenges. Independent 43 years ago, with half a million inhabitants, the education of its physicians has been done abroad, increasing the country's workforce but not enough in number and differentiation to support the challenges of health care, namely the extension of universal coverage. In 2015 the authorities decided to implement local medical education, making it necessary to reformulate the Medical Education Policy as an education and health policy involving the many actors, organizations, and institutions. The objective of this article is to analyze the perception of several key informants of the Cabo Verdean society about the medical education in the country and to propose means to reformulate its Policy of Medical Education. A qualitative study that results from the content analysis of interviews and group discussions, as well as news in the Cabo Verdean media, identified key elements of policy reformulation in terms of content, context, processes and main actors involved in the reconsideration of the medical course. Respondents considered essential to have an engaging medical education policy to guide the development of the course and identifies the key drivers for its implementation.
Descritores: Pesquisa Qualitativa
Educação Médica
Política de Educação Superior
Capacitação de Recursos Humanos em Saúde
Mão de Obra em Saúde
-Cabo Verde
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  7 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-909736
Autor: Brzychcyk, Ermelinda Furtado da Luz.
Título: Desafios da tuberculose no concelho da Praia-Cabo Verde: determinantes da tuberculose no período de 2006 a 2012 / Tuberculosis Challenges in Praia' county - Cape Verde: TB determinants from 2006 to 2012.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2018. 106 f p. tab, graf, il.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Instituto de Medicina Social para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A presente tese objetiva mensurar a magnitude da subnotificação da tuberculose (TB) e identificar os determinantes sociais da incidência da doença em Praia, Cabo Verde, no período de 2006 a 2012. Foram considerados os casos suspeitos e casos diagnosticados validados de TB obtidos nos centros de saúde, no hospital central e nos laboratórios dos concelhos que deram origem a dois manuscritos. O primeiro manuscrito descreve um estudo seccional onde o número de casos de TB validados, identificados nas unidades de saúde, foi comparado com o número de casos registrados no Programa Nacional de Luta contra Tuberculose e Lepra (PNLTL). A subnotificação foi calculada combinando duas abordagens. Na primeira abordagem, o número de casos de TB validados dos centros de atenção primária e hospital central foi comparado com o número de casos do PNLTL. Na segunda abordagem todos os casos de TB validados de todas as fontes de TB foram comparados com casos de PNLTL. O resultado revelou uma importante subnotificação da TB e compatível com as estimativas de subnotificação da Organização Mundial da saúde (OMS) para o país. O segundo manuscrito teve o objetivo de identificar os determinantes sociais da TB. A análise exploratória e análise de regressão foram utilizadas para este fim.. Na análise exploratória foi feita a avaliação da normalidade e identificação de autocorrelação espacial. Na análise de regressão utilizou-se o modelo binomial negativa cujos dados indicam que existe associação entre determinante social e incidência da TB em Praia
Descritores: Cabo Verde/epidemiologia
Estudos Ecológicos
Determinantes Sociais da Saúde
Análise Espacial
Tuberculose/epidemiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR433.1 - CB/C - Biblioteca Biomédica C
BR433.1; 616.24-002.5.001.55(665.8), B916, T1664


  8 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-794725
Autor: Zanella, Louise; Pina-Araujo I, Isabel de; Morgado, Mariza G; Vicente, Ana Carolina.
Título: Genome-wide analyses of HTLV-1aD strains from Cape Verde, Africa
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;111(9):594-596, Sept. 2016. graf.
Idioma: en.
Resumo: We characterised and reported the first full-length genomes of Human T-cell Lymphotropic Virus Type 1 subgroup HTLV-1aD (CV21 and CV79). This subgroup is one of the major determinants of HTLV-1 infections in North and West Africa, and recombinant strains involving this subgroup have been recently demonstrated. The CV21 and CV79 strains from Cape Verde/Africa were characterised as pure HTLV-1aD genomes, comparative analyses including HTLV-1 subtypes and subgroups revealed HTLV-1aD signatures in the envelope, pol, and pX regions. These genomes provide original information that will contribute to further studies on HTLV-1a epidemiology and evolution.
Descritores: Estudo de Associação Genômica Ampla
Vírus Linfotrópico T Tipo 1 Humano/genética
-Cabo Verde
Filogenia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 12 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-601165
Autor: Bãckstrõm, Bárbara.
Título: Comportamentos de saúde e doença numa comunidade Cabo-Verdiana em Lisboa / Health and illness behaviors in a Cape Verdean community in Lisbon
Fonte: Saúde Soc;20(3):758-772, jul.-set. 2011.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo foi compreender como os indivíduos se comportam em termos de saúde e o que fazem em caso de doença. Análise comparativa realçou semelhanças e divergências de práticas de saúde ou em caso de doença. O estudo foi efetuado numa amostra de 40 cabo-verdianos da primeira geração residentes na região de Lisboa, dividida em subgrupos: grupo social, geração e genero. Baseou-se em metodologia qualitativa com entrevistas semi-estruturadas. As práticas analisadas foram agrupadas em preventivas e de saúde, práticas utilizadas em episódios de doença, recursos para prevenção e tratamento, utilização de remédios caseiros e outros recursos ou terapeutas. Indivíduos experimentaram, ao nível das práticas, três sistemas de saúde que coexistiam em Cabo Verde, oficial, popular e tradicional e o recurso à religião. O discurso acerca das práticas de saúde e de doença demonstrou existirem diferenças, em alguns aspectos, entre grupos sociais e entre generos e gerações. Práticas de saúde destes imigrantes são idênticas às dos portugueses em contextos socioeconomicos semelhantes. Resultados sugerem existência de diferenças entre grupos sociais relativamente às práticas, na esfera da saúde e da doença. Mais que cultura e etnicidade, que se moldam às condições materiais de existência, neste estudo, o nível socioeconomico determinou as maiores diferenças a interferir nas práticas de saúde e doença, de grupo com cultura de base comum. Em geral, os indivíduos sobrevalorizaram sua identidade étnica e cultura de origem. Pertencimento a grupos sociais diferentes dá origem a partilha do sentimento de pertença cultural, mas não a comportamentos e práticas idênticos.
Descritores: Comportamento
Terapias Complementares
Emigrantes e Imigrantes
Acesso aos Serviços de Saúde
Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde
Manutenção Preventiva
Prática de Saúde Pública
Comportamento de Redução do Risco
Fatores Socioeconômicos
Serviços de Saúde
-Cabo Verde
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência


  10 / 12 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-597256
Autor: Silva, Jefferson Rocha de A; Ramos, Aline de S; Machado, Marta; Moura, Dominique F de; Zoraima Neto; Canto-Cavalheiro, Marilene M; Figueiredo, Paula; Rosário, Virgilio E do; Amaral, Ana Claudia F; Lopes, Dinora.
Título: A review of antimalarial plants used in traditional medicine in communities in Portuguese-Speaking countries: Brazil, Mozambique, Cape Verde, Guinea-Bissau, São Tomé and Príncipe and Angola
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;106(supl.1):142-158, Aug. 2011. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: RIDES Malaria CPLP; . CNPq; . FAPEAM; . IFS (Sweden); . OPCW (Netherlands); . CAPES-FCT. PPP and PIPT projects; project 204/08.
Resumo: The isolation of bioactive compounds from medicinal plants, based on traditional use or ethnomedical data, is a highly promising potential approach for identifying new and effective antimalarial drug candidates. The purpose of this review was to create a compilation of the phytochemical studies on medicinal plants used to treat malaria in traditional medicine from the Community of Portuguese-Speaking Countries (CPSC): Angola, Brazil, Cape Verde, Guinea-Bissau, Mozambique and São Tomé and Príncipe. In addition, this review aimed to show that there are several medicinal plants popularly used in these countries for which few scientific studies are available. The primary approach compared the antimalarial activity of native species used in each country with its extracts, fractions and isolated substances. In this context, data shown here could be a tool to help researchers from these regions establish a scientific and technical network on the subject for the CPSC where malaria is a public health problem.
Descritores: Antimaláricos
Medicina Tradicional
Malária
Fitoterapia/métodos
Plantas Medicinais
-Angola
Ilhas Atlânticas
Antimaláricos
Antimaláricos
Brasil
Cabo Verde
Guiné-Bissau
Idioma
Moçambique
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Revisão
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde