Base de dados : LILACS
Pesquisa : Z01.252 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 67 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 7 ir para página                  

  1 / 67 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1134097
Autor: Zylberman, Patrick.
Título: Debordering public health: the changing patterns of health border in modern Europe / Tirando as fronteiras da saúde pública: mudanças nos padrões de fronteira sanitária na Europa moderna
Fonte: Hist. ciênc. saúde-Manguinhos;27(supl.1):29-48, Sept. 2020.
Idioma: en.
Resumo: Abstract According to David Fidler, the governance of infectious diseases evolved from the mid-nineteenth to the twenty-first century as a series of institutional arrangements: the International Sanitary Regulations (non-interference and disease control at borders), the World Health Organization vertical programs (malaria and smallpox eradication campaigns), and a post-Westphalian regime standing beyond state-centrism and national interest. But can international public health be reduced to such a Westphalian image? We scrutinize three strategies that brought health borders into prominence: pre-empting weak states (eastern Mediterranean in the nineteenth century); preventing the spread of disease through nation-building (Macedonian public health system in the 1920s); and debordering the fight against epidemics (1920-1921 Russian-Polish war and the Warsaw 1922 Sanitary Conference).

Resumo Segundo David Fidler, a gestão de doenças infecciosas entre meados do século XIX e e o XXI guiou-se por uma série de acordos institucionais: Regulamento Sanitário Internacional (não interferência e controle de doenças em fronteiras), programas verticais da OMS (campanhas de erradicação da malária e varíola), e posicionamento pós-vestefaliano além do estado-centrismo e interesse nacional. Mas pode a saúde pública internacional ser reduzida à tal imagem vestefaliana? Examinamos três estratégias que destacaram as fronteiras sanitárias: prevenção em estados vulneráveis (Mediterrâneo oriental, século XIX); prevenção à disseminação de doenças via construção nacional (sistema público de saúde macedônico, anos 1920); remoção de fronteiras no combate às epidemias (guerra polaco-soviética, 1920-1921 e Conferência Sanitária de Varsóvia, 1922).
Descritores: Prática de Saúde Pública/história
Controle de Doenças Transmissíveis/história
-Política
Ásia
Organização Mundial da Saúde/história
Quarentena/história
Controle de Doenças Transmissíveis/métodos
Saúde Global/história
Europa (Continente)
Hospitais de Isolamento/história
Malária/história
Malária/prevenção & controle
Limites: História do Século XVIII
História do Século XIX
História do Século XX
História do Século XXI
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-517917
Autor: Fga, Simone Palermo; Lima, José Mauro Braz de; Alvarenga, Regina Papais.
Título: Epidemiologia da esclerose lateral amiotrófica - Europa/América do Norte/América do Sul/Ásia: discrepâncias e similaridades: revisão sistemática da literatura / Epidemiology of amyotrophic lateral sclerosis - Europe/North America/South America/Asia: discrepancies and similarities: systematic review of the literature
Fonte: Rev. bras. neurol;45(2):5-10, abr.-jun. 2009. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A esclerose lateral amiotrófica é uma doença neurodegenerativa de causa desconhecida, que afeta principalmente os neurônios motores da medula espinhal, tronco cerebral e do encéfalo.No Brasil, há poucos dados disponíveis epidemiológicos da ELA, principalmente nos aspectos de distribuição por gênero, tempo do início da sintomatologia, até o diagnóstico. O presente estudo tem o objetivo de apresentar uma revisão sistemática da literatura indexada sobre incidência, prevalência, forma de apresentação e acometimento inicial da doença, taxa de mortalidade, epidemiologia da ELA no Brasil e em outros países, definida pelos critérios de EL Escorial (WFN, 1998). Foram selecionados 10 artigos, publicados na língua inglesa, de 1982 a 2008, com estudo retrospectivo, observacional, através de busca nas bases de dados por índice, título, assunto, usando combinações de palavras-chave inglesas, visando estudos com pacientes avaliados em centros de referência. Nos trabalhos devidamente tabulados foi aplicado o critério Oxman & Guyatt (1991) para qualificar, sem, entretanto ter intenção de exclusão. Os estudos mostram discrepâncias nas variações em relação à taxa de incidência nas várias regiões do mundo, maior na Ilha de Guam (3,9/100.000 habitantes) e menor na China (0,3/100.000 habitantes). A média de idade de acometimento é menor no Brasil, com 52 anos, mostrando discrepância em relação aos outros países que variam de 59 a 65 anos.A similaridade refere-se ao sexo, com maior prevalência nos homens do que nas mulheres e sintoma inicial com fraqueza muscular assimétrica.

Amyotrophic lateral sclerosis is a neurodegenerative disease of unknown cause, which mainly affects the motor neurons of the spinal cord, brain stem and of the brain. In Brazil, there is few available epidemiological data on ALS, mainly about gender distribution, time of beginning of the symptoms, as well as diagnosis. The present study has as objective to present a systematic review of the indexed literature on incidence, prevalence, form of presentation and initial symptoms of the disease, rate of mortality, epidemiology of ALS in Brazil and other countries, as defined with the EL Escorial criteria (WFN, 1998). Ten articles were selected, published in the English language between 1982 and 2008, with retrospective, observational study, through search in databases for index, heading, subject, using combinations of English keywords, aiming at studies with patients evaluated in reference centers. In the tabulated works, the Oxman & Guyatt (1991) criterion was applied to characterize, but without exclusion intention. The studies show discrepancies in the variations related to the rates of incidence in various regions of the world, mostly in the Island of Guam (3.9/100.000 hab) and less in China (0.3/100.000 hab). The average age of at the beginning is smaller in Brazil, with 52 years, displaying discrepancy in relation to the other countries where it varied from 59 to the 65 years. The similarity is related to the gender, with greater prevalence in the men than in the women, and in relation to initial symptom, with asymmetrical muscular weakness.
Descritores: Fadiga Muscular
Esclerose Amiotrófica Lateral/mortalidade
Esclerose Amiotrófica Lateral/epidemiologia
-Ásia/epidemiologia
Brasil/epidemiologia
Literatura de Revisão como Assunto
Incidência
Prevalência
Mortalidade
Progressão da Doença
Doenças Neurodegenerativas
Europa (Continente)/epidemiologia
América do Norte/epidemiologia
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Tipo de Publ: Revisão Sistemática
Responsável: BR14.1 - Biblioteca Central


  3 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Id: biblio-1101776
Autor: Sun, Fei; Chima, Emmanuel; Wharton, Tracy; Iyengar, Vijeth.
Título: National policy actions on dementia in the Americas and Asia-Pacific: Consensus and challenges / Medidas políticas nacionales sobre la demencia en las regiones de las Américas y el Asia y el Pacífico: consenso y retos / Ações de políticas nacionais sobre demência nas regiões das Américas e Ásia-Pacífico: consenso e desafios
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;44:e2, 2020. tab.
Idioma: en.
Resumo: ABSTRACT Alzheimer's disease and related dementias (ADRD) affect over 50 million persons globally, and the number is expected to rise. In response, health ministries are developing and implementing policies and programs to systemically address the needs of individuals and families affected by ADRD. While national plans of action on ADRD are advancing among European Member States of World Health Organization (WHO), those in the Asia-Pacific and Americas are lagging behind. Since previous studies have largely ignored the Americas and Asia-Pacific—where approximately two-thirds of the global ADRD population resides—this study sought to identify (a) the socioeconomic factors associated with the likelihood of having a national dementia policy, and (b) to examine common and differing features among the national plans in these regions. Employing the dementia policy guidelines of WHO and the Pan American Health Organization as an extraction guide for data collection and analysis, the national dementia plans and available socioeconomic data of 10 Member States were analyzed with comparative and qualitative analyses. Findings suggested at least a 14-fold increase in the likelihood of having a national dementia plan if a Member State had one of the following: a universal health care system, more than 14% of the population 65 years of age or older, or high-income. All the Member States in the study identified dementia as a public health priority, but priorities differed. Inconsistencies included development of information systems, training for health care professionals, and long-term care systems.(AU)

RESUMEN La enfermedad de Alzheimer y otras demencias relacionadas afectan a más de 50 millones de personas a nivel mundial y se espera que esta cifra aumente. En respuesta, los ministerios de salud están elaborando y ejecutando políticas y programas para abordar de manera sistemática las necesidades de las personas y familias afectadas. Si bien los planes nacionales de acción sobre la enfermedad de Alzheimer y otras demencias progresan en los Estados Miembros europeos de la Organización Mundial de la Salud (OMS), los de las regiones de Asia y el Pacífico y las Américas están a la zaga. Puesto que en anteriores estudios se ha pasado por alto en gran parte a las regiones de las Américas y Asia y el Pacífico, donde residen aproximadamente dos terceras partes de la población mundial con estas enfermedades, en este estudio se ha tratado de: a) determinar los factores socioeconómicos relacionados con la probabilidad de contar con una política nacional en materia de demencia, y b) examinar las características comunes y distintas de los planes nacionales en esas regiones. Se examinaron los planes nacionales sobre demencia y los datos socioeconómicos disponibles de diez Estados Miembros mediante análisis comparativos y cualitativos en los que se emplearon las directrices para la formulación de políticas en materia de demencia de la OMS y la Organización Panamericana de la Salud a modo de guía de extracción para la recopilación y el análisis de datos. Los resultados indicaron que había un aumento de las probabilidades de al menos 14 veces de disponer de un plan nacional en materia de demencia siempre que el estado miembro contase con al menos uno de los siguientes elementos: un sistema de atención de salud universal, más de 14% de su población en la edad de 65 años o más, o ingresos elevados. Todos los Estados Miembros del estudio establecían la demencia como una cuestión prioritaria de salud pública, si bien las prioridades diferían. Entre las diferencias se encontraban el desarrollo de los sistemas de información, la capacitación de los profesionales de la salud y los sistemas de cuidados a largo plazo.(AU)

RESUMO A doença de Alzheimer e demências relacionadas (DADR) afetam mais de 50 milhões de pessoas em todo o mundo, e este número deverá aumentar no futuro. Em resposta, os ministérios da saúde estão desenvolvendo e implementando políticas e programas para atender sistematicamente às necessidades das pessoas e famílias afetadas pela DADR. Embora os planos de ação nacionais para a DADR estejam avançando entre os Estados Membros europeus da Organização Mundial da Saúde (OMS), os das regiões das Américas e Ásia-Pacífico estão ficando para trás. Estudos anteriores ignoraram amplamente as regiões das Américas e Ásia-Pacífico, onde encontram-se aproximadamente dois terços da população mundial com DADR; por isso, este estudo procurou (a) identificar os fatores socioeconômicos associados à probabilidade de que um país conte com uma política nacional para demência e (b) examinar as características comuns e diferentes dos planos nacionais existentes nessas regiões. Empregando as diretrizes para políticas sobre demência da OMS e da Organização Pan-Americana da Saúde como um guia para a coleta e análise de dados, examinamos os planos nacionais para demência e os dados socioeconômicos disponíveis em 10 Estados Membros, realizando análises comparativas e qualitativas. Os resultados sugeriram um aumento de pelo menos 14 vezes na probabilidade de que um Estado Membro conte com um plano nacional para demência quando esse Estado Membro apresenta um dos seguintes fatores: um sistema de atenção universal à saúde, mais de 14% da população com 65 anos de idade ou mais, ou alta renda. Todos os Estados Membros incluídos no estudo identificaram a demência como uma prioridade de saúde pública, mas com prioridades distintas. As diferenças incluíram o desenvolvimento de sistemas de informação, a formação oferecida aos profissionais da saúde e os sistemas de atenção à saúde de longa duração.(AU)
Descritores: Doença de Alzheimer/epidemiologia
Assistência de Saúde Universal
Política de Saúde/tendências
-Ásia/epidemiologia
América/epidemiologia
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1019841
Autor: Sampaio, Gilmara de Souza; Brites, Carlos; Drexler, Jan Felix; Moreira-Soto, Andres; Miranda, Fernanda; Martins Netto, Eduardo.
Título: Expansão da circulação do vírus Zika da África à América, 1947-2018: revisão da literatura / Expansión de la circulación del virus Zika de África a América, 1947-2018: una revisión de literatura / Expansion of Zika virus circulation from Africa to the Americas, 1947-2018: a literature review
Fonte: Epidemiol. serv. saúde;28(2):e2018411, 2019. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: descrever as expansões temporal e geográfica da circulação do vírus Zika (ZIKV) em países e territórios, desde seu isolamento até 2018. Métodos: revisão não sistemática da literatura do período entre 1947 e 2018, utilizando a base MEDLINE e estimativas da Organização Mundial da Saúde. Resultados: desde seu isolamento em 1947, a circulação do ZIKV expandiu-se pela África, Ásia e Pacífico, até chegar à América em 2013, causando manifestações clínicas graves; as maiores soroprevalências foram registradas na ilha de Yap (74%) e no Brasil (63%); mutações genéticas, a ausência de imunidade e a alta susceptibilidade dos vetores podem ter influenciado sua transmissibilidade e ajudam a explicar a magnitude de sua expansão. Conclusão: a expansão da circulação do ZIKV nas Américas foi a mais ampla já registrada, possivelmente resultado de características populacionais e geográficas dos locais por onde o vírus circulou.

Objetivo: Describir las expansiones temporal y geográfica de la circulación del virus Zika en países y territorios, desde su aislamiento hasta 2018. Métodos: Revisión no sistemática de la literatura del período comprendido entre 1947 y 2018 utilizando la base MEDLINE y estimaciones de la Organización Mundial de la Salud. Resultados: Desde su aislamiento en 1947 la circulación del virus Zika se expandió por África, Asia y el Pacífico hasta llegar a América en 2013, causando manifestaciones clínicas graves. Las mayores seroprevalencias se registraron en la isla Yap (74%) y en Brasil (63%). Mutaciones genéticas, ausencia de inmunidad y alta susceptibilidad de los vectores pueden haber influenciado su transmisibilidad y ayudan a explicar la magnitud de su expansión. Conclusión: La expansión de la circulación del virus Zika en las Américas fue la más amplia ya registrada, posiblemente como resultado de características poblacionales y geográficas de los lugares por donde el virus circuló.

Objective: to describe the temporal and geographical expansion of Zika virus (ZIKV) circulation in countries and territories, from the time it was first isolated until 2018. Methods: This was a non-systematic literature review covering the period from 1947 to 2018 using the MEDLINE database and World Health Organization estimates. Results: Since its isolation in 1947, ZIKV circulation spread through Africa, Asia and the Pacific before reaching the Americas in 2013, causing serious clinical manifestations; the highest seroprevalence rates were recorded in Yap (74%) and in Brazil (63%); genetic mutations, absence of immunity and high vector susceptibility may have influenced ZIKV transmissibility and help to explain the magnitude of its expansion. Conclusion: The spread of ZIKV circulation in the Americas was the most extensive recorded thus far, possibly as a result of population and geographical characteristics of the sites where the virus circulated.
Descritores: Estudos Soroepidemiológicos
Epidemias/história
Epidemias/estatística & dados numéricos
Zika virus/patogenicidade
Infecção por Zika virus/história
Infecção por Zika virus/transmissão
Infecção por Zika virus/epidemiologia
-Ásia/epidemiologia
América/epidemiologia
Saúde Global/tendências
Prevalência
Aedes/virologia
África/epidemiologia
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: BR275.1 - Biblioteca


  5 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Machado, Rosangela Zacarias
Texto completo
Id: biblio-1042527
Autor: Ramos, Inalda Angélica de Souza; Herrera, Heitor Miraglia; Mendes, Natália Serra; Fernandes, Simone de Jesus; Campos, João Bosco Vilela; Alves, João Vitor Almeida; Macedo, Gabriel Carvalho de; Machado, Rosangela Zacarias; André, Marcos Rogério.
Título: Phylogeography of msp4 genotypes of Anaplasma marginale in beef cattle from the Brazilian Pantanal / Filogeografia de genótipos msp4 de Anaplasma marginale em gado de corte no Pantanal brasileiro
Fonte: Rev. bras. parasitol. vet;28(3):451-457, July-Sept. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP; . FUNDECT; . CNPq; . CNPq; . CAPES.
Resumo: Abstract The msp4 gene of A. marginale is unicodon, stable and mostly homogeneous, being considered as a useful marker for phylogeographic characterization of this bacterium. The objective of this work was to analyze the phylogeography of A. marginale based on the msp4 gene in beef cattle from the Brazilian Pantanal, compared to those found in other regions worldwide. The blood samples investigated were collected from 400 animals (200 cows and 200 calves) reared in five extensive breeding farms in this region. The results indicated that of the evaluated samples, 56.75% (227/400) were positive for A. marginale based on the msp1β gene by quantitatitve PCR (qPCR), while 8.37% (19/227) were positive for the msp4 gene in the conventional PCR. In the Network distance analysis, 14 sequences from the Brazilian Pantanal were grouped into a single group with those from Thailand, India, Spain, Colombia, Parana (Brazil), Mexico, Portugal, Argentina, China, Venezuela, Australia, Italy and Minas Gerais (Brazil). Among 68 sequences from Brazil and the world, 15 genotypes were present while genotype number one (#1) was the most distributed worldwide. Both Splitstree and network analyses showed that the A. marginale msp4 sequences detected in beef cattle from the Brazilian Pantanal showed low polymorphism, with the formation of one genogroup phylogenetically related to those found in ruminants from South and Central America, Europe, and Asia.

Resumo O gene msp4 de A. marginale é unicodon, estável e pouco heterogêneo, sendo considerado como um marcador útil para caracterização filogeográfica desta bactéria. Este trabalho teve como objetivo analisar a filogeografia de A. marginale com base no gene msp4 em bovinos de corte do Pantanal Brasileiro, comparativamente a outra regiões do mundo. Alíquotas de sangue foram colhidas de 400 bovinos (200 vacas e 200 bezerros) em cinco propriedades de cria e recria extensiva. Como resultado, 56,75% (227/400) mostraram-se positivas para A. marginale pela qPCR para o gene msp1β e destas, 8,37% (19/227) amostras foram positivas na PCR convencional para o gene msp4. Na análise de distância Network, 14 sequências do Pantanal brasileiro foram agrupadas em um único grupo com as da Thailândia, Índia, Espanha, Colômbia, Paraná (Brasil), México, Portugal, Argentina, China, Venezuela, Austrália, Italia e Minas Gerais (Brasil). Dentre 68 sequências do Brasil e do mundo, constatou-se a presença de 15 genótipos, sendo o genótipo número um (#1) o mais distribuído. As sequências msp4 de A. marginale detectadas em bovinos de corte no Pantanal brasileiro apresentaram baixo polimorfismo com formação de dois genogrupos filogeneticamente relacionados àqueles encontrados em ruminantes de países das América do Sul e Central, Europa e Ásia.
Descritores: Proteínas de Bactérias/genética
Bovinos/microbiologia
Anaplasma marginale/genética
Filogeografia/métodos
Proteínas de Membrana/genética
-Ásia
América
Brasil
DNA Bacteriano/genética
Dados de Sequência Molecular
Reação em Cadeia da Polimerase
Sequência de Aminoácidos
Anaplasma marginale/isolamento & purificação
Europa (Continente)
Genótipo
Limites: Animais
Masculino
Feminino
Tipo de Publ: Estudo Comparativo
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1057417
Autor: Sánchez, Lucía; Labra, Andrés; Schiappacasse, Giancarlo.
Título: Colangiocarcinoma. Evaluación por Tomografía Computada y Resonancia Magnética / Cholangiocarcinomas. Evaluation by Computed Tomography and Magnetic Resonance
Fonte: Rev. argent. radiol;83(4):151-159, oct. 2019. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen El colangiocarcinoma (CC) es el segundo tumor primario maligno más frecuente del hígado. La mayor incidencia se registra en Asia y su pronóstico es poco alentador. La resección quirúrgica del tumor es el único tratamiento potencialmente curativo. Sin embargo, la mayoría de los CC se diagnostican en estadios avanzados de la enfermedad y la recurrencia del tumor es común. Este trabajo pretende demostrar las características imagenológicas de los CC, su clasificación, así como también la evaluación preoperatoria por tomografía computada (TC) y resonancia magnética (RM) que el radiólogo debe realizar actualmente.

Abstract The cholangiocarcinoma (CC) is the second most common malignant primary tumor of the liver. The highest incidence is registered in Asia and its prognosis is not very encouraging. The surgical resection is the only potentially curative treatment, however most of the CCs are diagnosed in advanced stages and the tumor recurrence is frequently presented. The purpose of this study is to show the imagenologic characteristics of CC, its classification as well as the preoperative evaluation by Computed Tomography (CT) and Magnetic Resonance (MR) that the radiologist must perform currently.
Descritores: Tumor de Klatskin
Colangiocarcinoma/diagnóstico por imagem
-Ásia
Espectroscopia de Ressonância Magnética
Tomografia
Doença
Classificação
Neoplasias
Tipo de Publ: Revisão
Responsável: AR144.1 - CIBCHACO - Centro de Información Biomedica del Chaco


  7 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Requejo, Henry I. Z
Id: lil-406933
Autor: Requejo, Henry I. Z.
Título: A meningite meningocócica no mundo: dois séculos de história das epidemias / The meningococcal meningitis in the world: two centuries of history.
Fonte: São Paulo; Edições inteligentes; 2005. 271 p. ilus.
Idioma: pt.
Descritores: Meningite Meningocócica/epidemiologia
Meningite Meningocócica/história
Meningite Meningocócica/mortalidade
Vacinas Meningocócicas/imunologia
-América
Ásia
Características de Residência
Europa (Continente)
Incidência
Neisseria meningitidis
Oceania
África
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; 614.5982, 17. 45585/2005; BR1310.1; L2439


  8 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-587644
Autor: Lotan, Chaim; Meredith, Ian T; Jain, Ajay; Feres, Fausto; Firszt, A; Garcia, A. Frutos; Rothman, Martin T.
Título: Desfechos clínicos por região geográfica em pacientes com implante de stent eluidor de Zotarolimus / Clinical outcomes by geographic region for patients implanted with the zotarolimus-eluting stent / Desenlaces clínicos por región geográfica en pacientes con implante de Stent liberador de Zotarolimus
Fonte: Arq. bras. cardiol;96(5):353-362, maio 2011.
Idioma: pt.
Resumo: FUNDAMENTO: Diferenças entre regiões geográficas em relação à características de pacientes e desfechos, particularmente em síndromes coronarianas agudas, tem sido demonstradas em testes clínicos. Os desfechos clínicos após intervenções coronarianas percutâneas com o stent eluidor de Zotarolimus em uma população real foram analisados com o tempo. OBJETIVO: A influência da localização geográfica sobre os desfechos clínicos com o stent eluidor de Zotarolimus foi avaliada em três regiões: Pacífico Asiático, Europa e América Latina. MÉTODOS: Um total de 8.314 pacientes (6.572 da Europa, 1.522 do Pacífico Asiático e 220 da América Latina) foram acompanhados por 1 ano; 2.116 desses (1.613, 316, e 187, respectivamente) foram acompanhados por 2 anos. Características dos pacientes e lesões, terapia antiplaquetária dupla e desfechos clínicos foram comparados entre a América Latina e as outras duas regiões. RESULTADOS: Os pacientes da América Latina apresentavam a maior proporção de fatores de risco e infarto do miocárdio prévio. O uso da terapia antiplaquetária dupla declinou rapidamente na América Latina, de 44,9 por cento em 6 meses para 22,5 por cento em 1 ano e 7,8 por cento em 2 anos (Europa: 87,4 por cento, 61,5 por cento, 19,7 por cento; Pacífico Asiático: 82,4 por cento, 67,0 por cento, 45,7 por cento, respectivamente). Não houve diferenças significantes entre a América Latina e a Europa ou Pacífico Asiático para qualquer desfecho em qualquer ponto do tempo. A incidência de trombose de stent provável e definitiva pelo Academic Research Consortium foi baixa (<1,2 por cento) entre todos os pacientes em 1 ano e 2 anos. CONCLUSÃO: Os desfechos clínicos foram comparáveis entre os pacientes da América Latina e Europa, e América Latina e Pacífico Asiático, a despeito dos subgrupos clínicos menos favoráveis na América Latina, perfil de risco mais elevado e menor uso acentuado de terapia antiplaquetária dupla com o tempo.

BACKGROUND: Differences between geographic regions in patient characteristics and outcomes, particularly for acute coronary syndromes, have been demonstrated in clinical trials. Clinical outcomes after percutaneous coronary interventions with the Zotarolimus-eluting stent in a real-world population were assessed over time. OBJECTIVE: The influence of geographic location on clinical outcomes with the Zotarolimus-eluting stent was assessed in 3 regions: Asia Pacific, Europe, and Latin America. METHODS: A total of 8,314 patients (6,572 Europe, 1,522 Asia Pacific, and 220 Latin America) were followed for 1 year; 2,116 of these (1,613, 316, and 187, respectively) were followed for 2 years. Patient and lesion characteristics, dual antiplatelet therapy, and clinical outcomes were compared between Latin America and the other regions. RESULTS: Patients in Latin America had the highest proportions of risk factors and prior myocardial infarction. Dual antiplatelet therapy usage rapidly declined in Latin America, from 44.9 percent at 6 months to 22.5 percent at 1 year and 7.8 percent at 2 years (Europe: 87.4 percent, 61.5 percent, 19.7 percent; Asia Pacific: 82.4 percent, 67.0 percent, 45.7 percent). There were no significant differences between Latin America and Europe or Asia Pacific for any outcome at either time point. The incidence of Academic Research Consortium definite and probable stent thrombosis was low (<1.2 percent) among all patients at 1 year and 2 years. CONCLUSION: Clinical outcomes were comparable between patients in Latin America and Europe, and Latin America and Asia Pacific, despite less favorable clinical subsets in Latin America, a higher risk profile, and markedly lower use of dual antiplatelet therapy over time.

FUNDAMENTO: Las diferencias entre las regiones geográficas en relación con las características de pacientes y desenlaces, sobre todo en los síndromes coronarios agudos se ha demostrado en ensayos clínicos. Los desenlaces clínicos después de las intervenciones coronarias percutáneas con stent liberador de zotarolimus en una población real se analizaron a través del tiempo. Objetivos: La influencia de la ubicación geográfica sobre los desenlaces clínicos con el stent liberador de zotarolimus se evaluó en tres regiones: Pacífico Asiático, Europa y América Latina. MÉTODOS: A total of 8,314 patients (6.572 Europe, 1.522 Asia Pacific, and 220 Latin America) were followed for 1 year; 2.116 of these (1.613, 316, and 187, respectively) were followed for 2 years. Patient and lesion characteristics, dual antiplatelet therapy, and clinical outcomes were compared between Latin America and the other regions. RESULTADOS: Los pacientes en América Latina tuvieron la mayor proporción de factores de riesgo e infarto de miocardio previo. Hubo un rápido descenso en el uso de la terapia antiplaquetaria en América Latina, el 44,9 por ciento en 6 meses para 22,5 por ciento en 1 año y 7,8 por ciento en 2 años (Europa: un 87,4 por ciento, un 61,5 por ciento, un 19,7 por ciento; Pacífico Asiático: un 82,4 por ciento, un 67,0 por ciento, un 45,7 por ciento, respectivamente). No hubo diferencias significativas entre América Latina y Europa o Pacífico Asiático para cualquier desenlace en cualquier momento. La incidencia de trombosis de stent probable y definitiva por el Academic Research Consortium fue baja (< 1,2 por ciento) entre todos los pacientes en 1 año y 2 años. CONCLUSIONES: Los desenlaces clínicos fueron comparables entre los pacientes de América Latina y Europa, y América Latina y Pacífico Asiático, pese a los subgrupos clínicos menos favorables en América Latina, perfil de riesgo más elevado y menor uso acentuado de terapia antiplaquetaria doble con el ...
Descritores: Doença da Artéria Coronariana/terapia
Stents Farmacológicos/efeitos adversos
Imunossupressores/efeitos adversos
Sirolimo/análogos & derivados
-Ásia
Proliferação de Células/efeitos dos fármacos
Doença da Artéria Coronariana/patologia
Métodos Epidemiológicos
Europa (Continente)
América Latina
Inibidores da Agregação Plaquetária/administração & dosagem
Cuidados Pós-Operatórios/estatística & dados numéricos
Fatores de Risco
Sirolimo/efeitos adversos
Resultado do Tratamento
Limites: Feminino
Humanos
Masculino
Pessoa de Meia-Idade
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 67 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Lacerda, Rúbia Aparecida
Id: lil-268027
Autor: Fernandes, Antonio Tadeu.
Título: Arte de curar nos primórdios da civilizaçäo / Art of cure in beginnings of civilization
Fonte: In: Fernandes, Antonio Tadeu; Fernandes, Maria Olívia Vaz; Ribeiro Filho, Nelson; Graziano, Kazuko Uchikawa; Cavalcante, Nilton José Fernandes; Lacerda, Rúbia Aparecida. Infecçäo hospitalar e suas interfaces na área da saúde. Säo Paulo, Atheneu, 2000. p.8-24, ilus.
Idioma: pt.
Descritores: História Antiga
-Ásia
América
China
Egito
Índia
Oriente Médio
Limites: História Antiga
Responsável: BR31.1 - SIDC - Serviço de Informação e Documentação Científica
BR31.1; WX167, F391i, 2000, v.1


  10 / 67 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Bracco, José Eduardo
Texto completo
Id: lil-458624
Autor: Bracco, José Eduardo; Capurro, Margareth Lara; Lourenço-de-Oliveira, Ricardo; Sallum, Maria Anice Mureb.
Título: Genetic variability of Aedes aegypti in the Americas using a mitochondrial gene: evidence of multiple introductions
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;102(5):573-580, Aug. 2007. tab, graf, ilus.
Idioma: en.
Projeto: Fapesp; . CNPq.
Resumo: To analyze the genetic relatedness and phylogeographic structure of Aedes aegypti, we collected samples from 36 localities throughout the Americas (Brazil, Peru, Venezuela, Guatemala, US), three from Africa (Guinea, Senegal, Uganda), and three from Asia (Singapore, Cambodia, Tahiti). Amplification and sequencing of a fragment of the mitochondrial NADH dehydrogenase subunit 4 gene identified 20 distinct haplotypes, of which 14 are exclusive to the Americas, four to African/Asian countries, one is common to the Americas and Africa, and one to the Americas and Asia. Nested clade analysis (NCA), pairwise distribution, statistical parsimony, and maximum parsimony analyses were used to infer evolutionary and historic processes, and to estimate phylogenetic relationships among haplotypes. Two clusters were found in all the analyses. Haplotypes clustered in the two clades were separated by eight mutational steps. Phylogeographic structure detected by the NCA was consistent with distant colonization within one clade and fragmentation followed by range expansion via long distance dispersal in the other. Three percent of nucleotide divergence between these two clades is suggestive of a gene pool division that may support the hypothesis of occurrence of two subspecies of Ae. aegypti in the Americas.
Descritores: Variação Genética
Aedes/genética
DNA Mitocondrial/genética
Genética Populacional
Insetos Vetores/genética
NADH Desidrogenase/genética
-Aedes/enzimologia
África
América
Ásia
Haplótipos/genética
Insetos Vetores/enzimologia
Reação em Cadeia da Polimerase
Limites: Animais
Tipo de Publ: Research Support, Non-U.S. Gov't
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 7 ir para página                  
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde