Base de dados : LILACS
Pesquisa : Z01.252.100.420 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 5 [refinar]
Mostrando: 1 .. 5   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 5 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089521
Autor: Pinto, Luiz Felipe; Soranz, Daniel; Ponka, David; Pisco, Luís Augusto; Hartz, Zulmira Maria.
Título: 40 anos de Alma-Ata: desafios da Atenção Primária à Saúde no Brasil e no mundo / 40 years of Alma-Ata: Challenges of Primary Health Care in Brazil and in the World
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1178-1178, abr. 2020.
Idioma: pt.
Descritores: Atenção Primária à Saúde
Saúde Global
Congressos como Assunto/história
Promoção da Saúde/história
-Fatores de Tempo
Organização Mundial da Saúde
Brasil
Cazaquistão
Limites: Humanos
História do Século XIX
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Editorial
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089518
Autor: Ponka, David; Arya, Neil; Malboeuf, Valérie; Leung, Christine; Wilson, Carolyn Ruth; Israel, Kerling; Jantsch, Adelson Guaraci; Cuba-Fuentes, Maria Sofia; Michaelides, Ophelia; Rouleau, Katherine.
Título: The Contribution of Family Medicine and Family Medicine Leaders to Primary Health Care Development in Americas - from Alma-Ata to Astana and beyond / A contribuição da Medicina de Família e dos líderes em Medicina de Família para o desenvolvimento da Atenção Primária à Saúde nas Américas - de Alma-Ata à Astana e além
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1215-1220, abr. 2020.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Since 2012, the Besrour Centre for Global Family Medicine at the College of Family Physician of Canada has brought together its partners from the Americas annually, to reflect on the evolution of Family Medicine on the continent since Alma-Ata, and to look forward to future challenges. Family doctors are but one element of a strong health system. Family Medicine provides key ingredients to respond to population health needs especially as countries move through the epidemiological transition to face larger burdens of chronic disease and multimorbidity. In this paper, we provide a high-level overview of the state of Family Medicine on the continent. We then analyze trends in the education of family physicians to face this changing landscape, including the emphasis on the leader role of future family physicians. Postgraduate programs in Family Medicine in the Americas are placing increasing emphasis on teaching collaborative care in view of creating truly interdisciplinary health teams for the benefit of patients.

Resumo Desde 2012, o Centro Besrour de Medicina Global de Família, na Faculdade de Medicina de Família do Canadá, reúne seus parceiros das Américas anualmente para refletir sobre a evolução da Medicina de Família no continente desde Alma-Ata e para os desafios futuros. Os médicos de família são apenas um elemento de um forte sistema de saúde. A Medicina de Família fornece ingredientes-chave para responder às necessidades de saúde da população, especialmente à medida em que os países passam pela transição epidemiológica para enfrentar um fardo maior de doenças crônicas e de multimorbidade. Neste artigo, fornecemos uma visão geral de alto nível do estado da Medicina de Família no continente. Em seguida, analisamos as tendências na educação dos médicos de família para enfrentar esse cenário em mudança, incluindo a ênfase no papel de líder dos futuros médicos de família. Os programas de pós-graduação em Medicina de Família nas Américas estão enfatizando cada vez mais o ensino do cuidado colaborativo, a fim de criar equipes de saúde verdadeiramente interdisciplinares para o benefício dos pacientes.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Congressos como Assunto
Medicina de Família e Comunidade/educação
Medicina de Família e Comunidade/tendências
-Equipe de Assistência ao Paciente/organização & administração
Atenção Primária à Saúde/tendências
América
Brasil
Canadá
Saúde Global
Cazaquistão
Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde
Liderança
Programas Nacionais de Saúde/legislação & jurisprudência
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089513
Autor: Teixeira Junior, Jorge Esteves; Romano, Valéria Ferreira; Izecksohn, Mellina Marques Vieira; Faria Neto, Ernesto; Paiva, Marcele Bocater Paulo de.
Título: Interlocuções entre a Declaração de Astana, o Direito à Saúde e a formação em Medicina de Família e Comunidade no Rio de Janeiro, Brasil / Dialogues between the Astana Declaration, the Right to Health and Family and Community Medicine training in Rio de Janeiro, Brazil
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1261-1268, abr. 2020.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Este artigo discute e promove inquietações à luz da repercussão dos 40 anos da Declaração de Alma-Ata e também da Declaração de Astana, discutindo os possíveis impactos na formação em Medicina de Família e Comunidade, segundo o olhar de 2 Programas de Residência de 3 instituições públicas: a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, a Universidade Federal do Rio de Janeiro e a Fundação Oswaldo Cruz. Estes estão inseridos em um contexto histórico e social, entre o mundo do trabalho, as políticas públicas, os organismos internacionais, a população e os sujeitos envolvidos na construção, manutenção e consolidação da Atenção Primária no Brasil. Assim, em um breve resgate histórico, contextualizamos qual Atenção Primária era cenário de prática e para onde, possivelmente, estaríamos nos deslocando. Conclui que a garantia do Direito à Saúde, estaria ameaçada pelo conceito de Cobertura Universal, preconizado pela Declaração de Astana; o que provoca importantes discussões: garantia de ofertas de serviços providos pelo estado, defesa da equidade e integralidade das ações. Reafirmação sobre o risco de gerar desigualdade ao se criar múltiplas ofertas de serviços para diferentes segmentos da população, reiteração sobre a importância do acesso às Unidades de Saúde, valorização da territorialização.

Abstract This paper discusses and fosters concerns in light of the repercussions of both the 40th anniversary of the Alma-Ata Declaration and the Astana Declaration, discussing the possible influence on Family and Community Medicine training, as per the lenses of two Residency Programs of three public institutions, namely, State University of Rio de Janeiro, Federal University of Rio de Janeiro, and the Oswaldo Cruz Foundation. These are inserted in a historical and social context, between the world of work, public policies, international organizations, the population and subjects involved in the construction, maintenance, and consolidation of the Brazilian PHC. Thus, in a brief historical revival, we contextualized which Primary Care was a practice setting and where we might be headed. We concluded that the willingness to ensure the Right to Health would be threatened by the concept of Universal Coverage, advocated by the Astana Declaration, which leads to essential discussions: ensuring state-provided services, advocating for equity and integrality of actions, reaffirming the risk of generating inequality by creating multiple service offerings for different segments of the population, reiterating the relevance of access to health, and valuation of territorialization.
Descritores: Medicina Comunitária/educação
Medicina de Família e Comunidade/educação
Direito à Saúde
Internato e Residência
-Brasil
Cazaquistão
Congressos como Assunto
Cobertura Universal do Seguro de Saúde
Limites: Humanos
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 5 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089520
Autor: Pisco, Luis; Pinto, Luiz Felipe.
Título: De Alma-Ata a Astana: o percurso dos Cuidados de Saúde Primários em Portugal, 1978-2018 e a génese da Medicina Familiar / From Alma-Ata to Astana: the path of Primary Health Care in Portugal, 1978-2018 and the genesis of Family Medicine
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1197-1204, abr. 2020. graf.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Ao longo século XX, as profundas alterações que ocorreram na Medicina apenas podem ser completamente esclarecidas se forem observadas numa perspectiva histórica, pois elas sempre ocorreram em resposta a influências externas, umas científicas e tecnológicas, outras de ordem social. A moderna Medicina Familiar é uma das muitas disciplinas novas que se desenvolveram durante o curso da história da Medicina e aqui debatemos de forma crítica, os últimos 40 anos dos cuidados primários em saúde em Portugal, começando em 1971, mesmo antes da Declaração de Alma-Ata (1978). Ao longo do percurso, em 2005, surge a Reforma dos Cuidados Primários em Saúde em Portugal e as novas unidades de saúde familiar, que até setembro de 2019 atendiam cerca de 94% dos cidadãos portugueses, ou seja, mais de nove milhões e meio de pessoas. No final dessa trajetória, de forma solidária e voluntária, esta Reforma serviu de inspiração para outra, no Brasil, na cidade do Rio de Janeiro, em 2009. Por fim, apresentamos os desafios apontados na Declaração de Astana de 2018, dentre elas, a questão da força de trabalho nos cuidados de saúde primários, como fator essencial para o desempenho e a sustentabilidade dos sistemas de saúde.

Abstract Throughout the twentieth century, the profound changes that have taken place in Medicine can only be wholly explained if observed from a historical perspective, for they have always occurred in response to external influences, some scientific and technological, others of a social nature. Modern Family Medicine is one of the many new disciplines that have developed during medical history, and we critically discuss the last 40 years of primary health care in Portugal, which started in 1971, long before the Alma-Ata Declaration (1978). Along the way, in 2005, the Primary Health Care Reform emerges in Portugal, along with the new family health facilities, which until September 2019, attended about 94 % of Portuguese citizens, i.e., 9,5 million people. At the end of this course, in solidarity and voluntarily, this Reform inspired another one in Brazil, in Rio de Janeiro, in 2009. Finally, we present the challenges pointed out in the 2018 Astana Declaration, among them, the issue of the workforce in primary health care as an essential factor for the performance and sustainability of health systems.
Descritores: Atenção Primária à Saúde/história
Reforma dos Serviços de Saúde/história
Congressos como Assunto/história
Medicina de Família e Comunidade/história
-Portugal
Atenção Primária à Saúde/organização & administração
Especialização/história
Brasil
Saúde Global
Cazaquistão
Reforma dos Serviços de Saúde/organização & administração
Centros Comunitários de Saúde/história
Centros Comunitários de Saúde/legislação & jurisprudência
Centros Comunitários de Saúde/organização & administração
Congressos como Assunto/organização & administração
Academias e Institutos/história
Academias e Institutos/organização & administração
Europa (Continente)
Medicina de Família e Comunidade/organização & administração
Programas Nacionais de Saúde/história
Programas Nacionais de Saúde/legislação & jurisprudência
Programas Nacionais de Saúde/organização & administração
Limites: Humanos
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 5 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1089530
Autor: Ponzo, Jacqueline.
Título: La Medicina Familiar y Comunitaria en Uruguay de 1997 a 2019: ¿cuántos kilómetros faltarán para llegar al pueblo aquel? / Family and Community Medicine in Uruguay from 1997 to 2019: how many kilometers will it take to reach that town?
Fonte: Ciênc. Saúde Colet;25(4):1205-1214, abr. 2020. graf.
Idioma: es.
Resumo: Resumen La residencia de medicina familiar y comunitaria comenzó en Uruguay en el año 1997. A través de un proceso autogestionado, las primeras generaciones se moldearon en una formación que integraba en ellos el conocimiento y la experiencia hospitalarios junto con la praxis territorial en un servicio de salud de base comunitaria con población de referencia. El reconocimiento académico de la especialidad y la instalación de los ámbitos institucionales para su gestión fueron conquistas paralelas a ese proceso en la primera década. La segunda década estuvo marcada por la expansión territorial de la estructura docente-asistencial, la descentralización de la universidad y la participación activa de la medicina familiar y comunitaria en la reforma de la salud y la agenda de derechos. La tercera década de la especialidad se presenta en su inicio como crisis dada por la caída sostenida en la aspiración a la residencia. Desde una aproximación inicial a las explicaciones, se reflexiona sobre la posibilidad de estar frente a una crisis más profunda y la necesidad de encontrar las claves de una medicina del siglo XXI que permita alcanzar los principios de Alma Ata, siempre vigentes.

Abstract The Family and Community Medicine Residency started in Uruguay in 1997. Through a self-managed process, the first generations were molded into training that integrated hospital knowledge and experience with territorial praxis in a community-based health service with a population of reference. The academic recognition of the specialty and the installation of the institutional areas for its management were achievements parallel to that process in the first decade. The second decade was marked by the territorial teaching-assistance expansion in the country, university decentralization and the active participation of Family and Community Medicine in the Health Reform, and the country's rights agenda. The third decade of the specialty begins with a crisis triggered by the sustained decline in the aspiration for residency. An initial approach to explanations reflects on the possibility of facing a more profound crisis and the need to find the keys to a 21st century Medicine that allows us to achieve the principles of Alma-Ata that are still current.
Descritores: Desenvolvimento de Pessoal/história
Internato e Residência/história
-Uruguai
Cazaquistão
Reforma dos Serviços de Saúde/história
Reforma dos Serviços de Saúde/legislação & jurisprudência
Reforma dos Serviços de Saúde/organização & administração
Medicina Comunitária/educação
Medicina Comunitária/história
Medicina Comunitária/tendências
Congressos como Assunto/normas
Medicina de Família e Comunidade/educação
Medicina de Família e Comunidade/história
Medicina de Família e Comunidade/tendências
Internato e Residência/tendências
Limites: Humanos
História do Século XX
História do Século XXI
Tipo de Publ: Artigo Histórico
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde