Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.043.075.189 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 43 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 43 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Ahid, Silvia Maria Mendes
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-966762
Autor: Pereira, Josivania Soares; Teixeira, Guilherme Moniz Sodré Lopes; Pereira, Arickson Wesley da Silva; Fonseca, Zuliete Aliona Araújo de Souza; Paiva, Kaliane Alessandra Rodrigues de; Marques, Iris da Silva; Ahid, Sílvia Maria Mendes.
Título: Eimeria intricata Spiegel, 1925 em ovinos de Mossoró, Rio Grande do Norte, Brasil / Eimeria intricata Spiegel, 1925 in sheep Mossoro, Rio Grande do Norte, Brazil
Fonte: Rev. bras. ciênc. vet;24(2):69-71, abr.-jun./2017. il..
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se identificar através da morfometria, espécimes de Eimeria em ovinos. Realizou-se oocistograma (OOPG) em 50 ovinos da raça Dorper de Mossoró, RN. As amostras fecais positivas no OOPG foram submetidas à esporulação em solução aquosa de bicromato de potássio 2,5% por sete dias, sob temperatura ambiente (≅ 27ºC). Foi feita identificação de 100 oocistos selecionados aleatoriamente no exame de microscopia óptica (objetiva de 40X, fator de correção 0,333). Os dados foram expressos em média, desvio padrão, valores mínimos e máximos, calculados pelo programa estatístico SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) 21.0. Os coccídeos, objeto deste trabalho, classificados em Eimeria intricata Spiegel, 1925 apresentaram: oocisto com média de comprimento 50,83µm (43,29-53,28µm); largura média 36,18µm (33,30-39,96µm) e índice morfométrico médio 1,40 (1,18-1,60); esporocisto com média de comprimento 19,09µm (16.65-9,98µm); largura média 11,98 (9,99-13,32µm) e índice morfométrico médio 1,60µm (1,50-2,0µm). Este registro amplia o conhecimento da ocorrência de E intricata em mais uma localidade do Nordeste brasileiro e auxilia a reconhecer que a existência da mesma nos rebanhos ovinos do Rio Grande do Norte pode não desencadear quadros patogênicos, mas indica falhas no manejo dos animais.

The objective of this study was to identify morphometry, Eimeria specimens of Dorper sheep of Mossoró, RN. Oocyst (OOPG) was performed on 50 sheep. Positive faecal samples in the OOPG were submitted to sporulation in aqueous solution of 2.5% potassium dichromate for seven days, at room temperature (≅ 27ºC). Identification of 100 randomly selected oocysts was performed on the optical microscopy (objective 40X, correction factor 0.333). Data were expressed as mean, standard deviation, minimum and maximum values, calculated by the statistical program SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) 21.0. The coccidia, object of this work, classified in Eimeria intricata Spiegel, 1925 presented: oocyst with average length 50.83µm (43.29-53.28µm); Mean width 36.18µm (33.30-39.96µm) and mean morphometric index 1.40 (1.18-1.60); Sporocyst with a mean length of 19.09µm (16.65-9.98µm); Mean width 11.98 (9.99-13.32µm) and mean morphometric index 1.60µm (1.50-2.0µm). This record amplifies the knowledge of the occurrence of E.intricata in another locality of the Northeast of Brazil and helps to recognize that the existence of the same in the sheep flocks of Rio Grande do Norte may not trigger pathogenic conditions, but indicates failures in the management of the animals.
Responsável: BR409.1 - Biblioteca


  2 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-941152
Autor: Long, Peter(edt).
Título: The biology of coccidia.
Fonte: [Baltimore]; [University Park Press]; [1982]. 502 p.
Idioma: en.
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR
BR1719.1; 636.089, L848b, 1982. 014055


  3 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-760785
Autor: Long, Peter(edt).
Título: The biology of coccidia.
Fonte: [Baltimore]; [University Park Press]; [1982]. 502 p.
Idioma: en.
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR


  4 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-689198
Autor: Lallo, Maria Anette.
Título: Ocorrência de Cryptosporidium parvum em cães na Grande São Paulo / Occurrence of Cryptosporidium parvum in dogs in Greater São Paulo.
Fonte: São Paulo; s.n; 1993. 45 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia para obtenção do grau de Mestre.
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1; 619:616.993, L199o. 1951


  5 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-671977
Autor: Archelli, Susana; Kozubsky, Leonora Eugenia.
Título: Cyclospora cayetanensis: Un coccidio emergente / Cyclospora cayetanensis: An emerging coccidian / Cyclospora cayetanensis: Um coccídio emergente
Fonte: Acta bioquím. clín. latinoam;46(4):683-688, dic. 2012. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Cyclospora cayetanensis es un protozoo coccidio con diversa prevalencia a nivel mundial que causa cuadros con diarrea acuosa y voluminosa tanto en pacientes inmunocompetentes como inmunocomprometidos. En estos últimos, además de producir cuadros entéricos más severos, puede cursar con compromisos biliares. Su distribución es cosmopolita, jugando un rol importante en su transmisión, el suelo, el agua y los alimentos contaminados, especialmente las verduras ingeridas crudas. El hombre, único reservorio constatado hasta el presente, elimina con las heces ooquistes inmaduros, que evolucionan en el ambiente transformándose en ooquistes maduros infectivos. Como otros coccidios, presenta un ciclo evolutivo complejo con formas sexuada y asexuada de reproducción en un único hospedador. El diagnóstico se basa fundamentalmente en el hallazgo de ooquistes ácido alcohol resistentes variables en materia fecal. Se han desarrollado métodos moleculares para su detección tanto en muestras fecales como ambientales y de alimentos.

Cyclospora cayetanensis is a coccidian protozoon with several prevalence worldwide that causes watery and voluminous diarrhea conditions both in immunocompetent and immunocompromised patients. In the latter, apart from originating more severe enteric diseases, it can occur with billiary involvement. Its distribution is cosmopolitan, with soil, water and contaminated food, especially consumption of raw vegetables, playing an important role in its transmission. Man, the only reservoir recorded so far, eliminates immature oocytes in feces, which evolve in the environment becoming infective- mature oocytes. Like other coccidians, it presents a complex evolutionary cycle with sexed and unsexed forms of reproduction in a single host. Diagnosis is mainly based on findings of variable acid-alcohol resistant variables in feces. Molecular methods have been developed for its detection in fecal samples and in environmental and food samples as well.

Cyclospora cayetanensis é um protozoo coccídio com diversa prevalência em nível mundial que causa quadros com diarreia aquosa e volumosa tanto em pacientes imunocompetentes como imunocomprometidos. Nestes últimos, além de produzir quadros entéricos mais severos, pode cursar com compromissos biliares. Sua distribuição é cosmopolita, tendo um papel importante na sua transmissão o solo, a água e os alimentos contaminados, especialmente as verduras ingeridas cruas. O homem, único reservatório constatado até o presente, elimina com as fezes oocistos imaturos, que evoluem no ambiente transformando-se em oocistos maduros infectivos. Como outros coccídios apresenta um ciclo evolutivo complexo com formas sexuada e assexuada de reprodução num único hospedeiro. O diagnóstico se baseia fundamentalmente no achado de oocistos ácido-álcool resistentes variáveis em matéria fecal. Foram desenvolvidos métodos moleculares para sua detecção tanto em amostras fecais quanto ambientais e de alimentos.
Responsável: AR1.2 - Instituto de Investigaciónes Epidemiológicas


  6 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Berne, Maria Elisabeth Aires
Texto completo
Id: lil-626160
Autor: Berne, Ana Cristina; Scaini, Carlos James; Villela, Marcos Marreiro; Pepe, Michele Soares; Haupenthal, Luciana Elisabete; Gatti, Fabiane; Berne, Maria Elisabeth Aires.
Título: Presença de coccídios e outros enteroparasitos em uma população de crianças no município de Rio Grande, Rio Grande do Sul, Brasil / Presence of coccidia and other intestinal parasites in a population of children in Rio Grande, Rio Grande do Sul State, Brazil
Fonte: Rev. patol. trop;41(1):93-96, jan.-mar. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: As parasitoses intestinais ainda figuram como doenças parasitárias comuns em nosso país. Acredita-se que a frequência de coccídios intestinais provavelmente seja subnotificada dada a raridade com que exames específicos para o diagnóstico destes protozoários são adotados. Portanto, o presente estudo teve como objetivo investigar a prevalência de enteroparasitos na população de uma creche pública em Rio Grande-RS, com ênfase nos coccídios intestinais. Dos 165 pré-escolaresexaminados, 106 revelaram-se positivos. Os parasitos prevalentes foram Giardia lamblia (30,3por cento)e Trichuris trichiura (24,2por cento), mas destaca-se o registro de Cryptosporidium spp. e Cystoisosporabelli. Os achados apontam a necessidade de implementação de medidas educacionais e de técnicasdiagnósticas específicas para diferentes protozoários.
Responsável: BR15.1 - Biblioteca de Ciências Biomédicas


  7 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: lil-625158
Autor: Souza, Rafael Queiroz de; Torres, Lilian Machado; Graziano, Kazuko Uchikawa; Turrini, Ruth Natália Teresa.
Título: Micro-organismos da subclasse Coccidia: resistência e implicações para o processamento de materiais de assistência à saúde / Microorganisms of the Coccidia subclass: resistance and implications for the aseptic processing of healthcare products / Microorganismos de la subclase Coccidia: resistencia e implicancias para el procesamiento de materiales de atención a la salud
Fonte: Rev. Esc. Enferm. USP;46(2):466-471, abr. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este estudo teórico propõe uma reflexão sobre a resistência intrínseca da subclasse Coccidia, particularmente o gênero Cryptosporidium, considerado como um agente potencialmente patogênico para pacientes imunocomprometidos, e suas repercussões na prática assistencial. Atualmente, as diretrizes internacionais e nacionais aprovam como procedimento seguro a desinfecção química de alto nível de endoscópios digestivos, após sua limpeza. No entanto, estudos evidenciaram que micro-organismos da subclasse Coccidia, especificamente o Cryptosporidium, responsável por infecção entérica, são mais resistentes que as micobactérias e não são inativados pelos desinfetantes químicos de alto nível, exceto pelo Peróxido de Hidrogênio a 6% e 7,5%, formulação ainda não disponível no Brasil. Conclui-se que a legislação deve incluir este agente entre os micro-organismos teste para aprovação de desinfetantes químicos de alto nível e que as autoridades sanitárias devem se esforçar para garantir que os estabelecimentos de assistência à saúde tenham acesso a produtos eficazes contra o Cryptosporidium.

This theoretical study proposes a reflection on the intrinsic resistance of the subclass Coccidia, particularly the genus Cryptosporidium, considered to be potential pathogens for immunocompromised patients, and the implications for nursing practice. Currently, the international and national guidelines support the chemical disinfection of digestive system endoscopes after their cleansing as a safe and effective procedure. However, studies show that microorganisms of the subclass Coccidia, namely Cryptosporidium, responsible for enteric infection, are more resistant than mycobacteria and are not inactivated by high-level disinfectants, except for hydrogen peroxide 6% and 7.5%, which are not currently available in Brazil. We conclude that the legislation should include this agent among test microorganisms for approving high-level disinfectants. Health authorities should make efforts to ensure that healthcare institutions have access to effective disinfectants against Cryptosporidium.

Estudio teórico que propone reflexión sobre la resistencia intrínseca de la subclase Coccidia, particularmente el género Cryptosporidium, considerado agente potencialmente patogénico para pacientes inmunocomprometidos, y sus repercusiones para práctica asistencial. Actualmente, las normativas internacionales y nacionales aprueban como procedimiento seguro la desinfección química de alto nivel de endoscopios digestivos, luego de su limpieza. Mientras tanto, los estudios evidenciaron que microorganismos de subclase Coccidia, específicamente el Cryptosporidium, responsable por infección entérica, son más resistentes que las microbacterias y no son inactivados por desinfectantes químicos de alto nivel, excepto el Peróxido de Hidrógeno a 6% y 7,5%, formulación aún no disponible en Brasil. Se concluye en que la legislación debe incluir este agente entre los microorganismos de prueba para aprobación de desinfectantes químicos de alto nivel y que las autoridades sanitarias deben esforzarse para que los Establecimientos de Atención de Salud tengan acceso a productos eficaces contra el Cryptosporidium.
Responsável: BR41.1 - Biblioteca Wanda de Aguiar Horta


  8 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-539021
Autor: De Carlli, Geraldo Attilio.
Título: Identificação de coccídios intestinais: modificações do método de Ziehl-Neelsen / Recovery and identification of intestinal coccidia: modifications of the Ziehl-Neelsen acid-fest
Fonte: Rev. bras. anal. clin;27(3):83-87, 1995. tab.
Idioma: pt.
Resumo: São descritas modificações derivadas do método de Ziehl-Neelsen indicadas para a coloração e identificação de coccídios intestinais.
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM


  9 / 43 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-514654
Autor: Leal, Denise D. M; O'dwyer, Lucia H; Ribeiro, Vitor C; Silva, Reinaldo J; Ferreira, Vanda L; Rodrigues, Rozangela B.
Título: Hemoparasites of the genus Trypanosoma (Kinetoplastida: Trypanosomatidae) and hemogregarines in Anurans of the São Paulo and Mato Grosso do Sul States - Brazil
Fonte: An. acad. bras. ciênc;81(2):199-206, June 2009. ilus, tab.
Idioma: en.
Resumo: Wild animals are exposed to numerous pathogens, including hemoparasites. The Trypanosoma and hemogregarinegroup are frequently reported as parasites in anurans (frogs, tree frogs and toads). The identification of these hemoparasites is usually made through stage observation of their morphology in the peripheral blood of the host. There areno studies, however, based on the biological cycle of these hemoparasites. The objective of the present study was toevaluate the presence of hemogregarines and Trypanosoma spp. in anurans captured in the States of São Paulo andMato Grosso do Sul- Brazil and to perform the morphological and morphometric characterization of these hemoparasites. The species of anurans examined were: Dendropsophus nanus, D. minutus, Leptodactylus chaquensis L. podicipinus, L. labyrinthicus, L. fuscus, Bufo granulosus, B. schneideri, Phyllomedusa hypocondrialis, Trachicephalus venulosus, Scinax fuscovarius and Hypsiboas albopunctatus. Of the total of 40 animals studied, four (10 percent)were positive for hemogregarines and eight (20 percent) were positive for Trypanosoma spp. Hemogregarine gamontsshowed variable morphology and, in addition to intraerythrocytic forms, extraerythrocytic forms were also observed.Extremely different forms of Trypanosoma were observed, as described in the literature, with the broad and oval forms being the most common.

Os animais silvestres estão expostos a inúmeros patógenos,dentre eles estão os hemoparasitas. Podem-se destacar espécies do gênero Trypanosoma e do grupo das hemogregarinas,que ocorrem com freqüência parasitando anuros (rãs, pererecas e sapos). Normalmente, a descrição destes hemoparasitas é feita através da morfologia dos estágios observados nosangue periférico do hospedeiro e as pesquisas sobre o ciclobiológico desses hemoparasitas são escassas. Os objetivos dopresente estudo foram avaliar a presença de hemogregarinas eTrypanosoma spp. em anuros capturados nos Estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul e fazer a caracterização morfológica e morfométrica dos seus hemoparasitas. As espécies deanuros examinadas foram: Dendropsophus nanus, D. minutus, Leptodactylus chaquensis, L. podicipinus, L. labyrinthicus, L. fuscus, Bufo granulosus, B. schneideri, Phyllomedusahypocondrialis, Trachicephalus venulosus, Scinax fuscovarius e Hypsiboas albopunctatus. Dos 40 animais estudados, foramencontrados quatro (10 por cento) positivos para hemogregarinas e oito(20 por cento) positivos para Trypanosoma spp. Foram observadosgamontes de hemogregarinas com morfologia variável e, alémdas formas intraeritrocíticas, também foram observados gamontes fora das hemácias. As formas de Trypanosoma encontradas eram muito polimórficas, conforme é descrito na literatura, sendo na sua maioria, larga e oval.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 43 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-500100
Autor: González-Redondo, P; Finzi, A; Negretti, P; Micci, M.
Título: Incidence of coccidiosis in different rabbit keeping systems / Incidência de coccidiosis em diferentes sistemas de criação de coelhos
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;60(5):1267-1270, out. 2008. tab.
Idioma: en.
Resumo: Amostras fecais de coelhos foram examinadas pela técnica de flutuação para a presença e contagem de oocistos do gênero Eimeria, de acordo com a técnica McMaster, em uma investigação com o objetivo de comparar um sistema alternativo não medicamentoso de criação de coelhos e sistemas convencionais com diferentes níveis de controle higiênico. A presença de oocistos nas diferentes explorações foi baixa, mas muito variável. As maiores concentrações de oocistos foram encontradas nas explorações cujas condições higiênicas não foram boas, independentemente do tratamento ou não com anticoccidiano, ou do sistema de criação. Os melhores resultados foram observados no sistema alternativo com boas condições higiênicas. Neste sistema, a concentração de oocistos nos láparos desmamados, que deveriam apresentar máxima susceptibilidade à infecção por Eimeria, foi muito baixa. Estes resultados indicam que o estrito respeito às condições higiênicas é suficiente para o controle da coccidiose e que a profilaxia farmacológica poderia ser evitada sempre que fossem adotadas altas condições higiênicas so sistema criatório ao ar livre, baseado em células subterrâneas exploráveis (tocas).
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde