Base de dados : LILACS
Pesquisa : B01.050.150.900.493.130.150 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 91 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 10 ir para página                        

  1 / 91 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-511524
Autor: Birindelli, José L. O; Zanata, Angela M; Sousa, Leandro M; Netto-Ferreira, André L.
Título: New species of Jupiaba Zanata (Characiformes: Characidae) from Serra do Cachimbo, with comments on the endemism of upper rio Curuá, rio Xingu basin, Brazil
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(1):11-18, Mar. 2009. ilus, mapas, tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPESP.
Resumo: A new species of Jupiaba is described from rio Curuá, a tributary of the rio Iriri, rio Xingu basin, Pará State, Brazil. The new species is distinguished from its congeners by the unique combination of teeth cusps of similar size, dentary teeth gradually decreasing in size towards posterior portion, color pattern consisting of dark markings on the base of the majority of lateral body scales, inconspicuous dark elongate humeral blotch and conspicuous dark round blotch on the caudal peduncle, and 21 to 24 branched anal-fin rays. The new species is very similar, and possibly sister taxon to J. meunieri. Comments on the endemism of the fish fauna of the upper rio Curuá are given.(AU)

Uma nova espécie de Jupiaba é descrita do rio Curuá, afluente do rio Iriri, bacia do rio Xingu, Estado do Pará, Brasil. A nova espécie difere de seus congêneres pela combinação única de dentes com cúspides aproximadamente de mesmo tamanho e dentes do dentário gradualmente menores posteriormente, pelo colorido que consiste em manchas escuras na base da maioria das escamas laterais do corpo, mancha umeral alongada e inconspícua e mancha caudal redonda e conspícua , e 21 a 24 raios ramificados na nadadeira anal. A nova espécie é similar e possivelmente táxon irmão de J. meunieri. Comentários sobre o endemismo da fauna de peixes do alto rio Curuá são fornecidos.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  2 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001474
Autor: García, I D; Plaul, S E; Torres, D; Del Fresno, P S; Miranda, L A; Colautti, D C.
Título: Effect of photoperiod on ovarian maturation in Cheirodon interruptus (Teleostei: Characidae) / Efeito do fotoperíodo na maturação dos ovários em Cheirodon interruptus (Teleostei: Characidae)
Fonte: Braz. j. biol;79(4):669-677, Nov. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract Cheirodon interruptus is a ubiquitous small characid that inhabits the Pampean region and commonly used as bait. Its vast market is supplied from the wild population causing a significant environmental impact. In this study, we assess the effect of photoperiod on ovarian maturation in order to evaluate its potential as a tool to manipulate reproduction under artificial conditions. Four treatments in triplicate (light: dark, L: D) were tested: 24L: 0D, 12L: 12D, 0L: 24D and a progressive photoperiod corresponding to the daily photoperiod increments in wild during winter-spring transition, accelerated three times. The experiment was conducted for 45 days. Gonadosomatic index (GSI), oocyte mean diameter, vitellogenic oocyte proportions, plasma estradiol concentrations (E2), condition factor (Kn) and standard length were estimated. Values of mean GSI, oocyte diameter, vitellogenic oocyte proportions and E2 concentration were maximum in the progressive treatment indicating vitellogenesis stimulation. In turn the same parameters were minimum in the 24L: 0D, revealing the vitellogenesis inhibition. This study showed that photoperiodic regime play an important role in the onset of ovarian maturation in C. interruptus.

Resumo Cheirodon interruptus é um pequeno caracídeo amplamente distribuído na região Pampeana e comumente usado como isca. Seu vasto mercado se abastece de populações silvestres causando um impacto ambiental significativo. Neste estudo, investigamos o efeito do fotoperíodo no amadurecimento do ovário para avaliar o potencial deste fator como ferramenta para manipular a reprodução em condições artificiais. Quatro tratamentos foram testados por triplicado (luz: escuro, L: D): 24L: 0D, 12L: 12D, 0L: 24D e um fotoperíodo progressivo que simula as mudanças das horas luz na natureza e na transição de inverno a primavera, acelerado três vezes. O experimento se realizou durante 45 dias. O índice gonadossomático (GSI), o diâmetro médio dos ovócitos, a proporção de ovócitos vitelogênicos, as concentrações plasmáticas de estradiol (E2), o fator de condição (Kn) e o comprimento padrão foram estimados. Os valores médios de GSI, o diâmetro dos ovócitos, as proporções de ovócitos vitelogênicos e a concentração de E2 foram maximizados no fotoperíodo progressivo, indicando estimulação de vitelogênesis. Por outro lado, esses mesmos parâmetros resultaram mínimos no tratamento 24L: 0D, revelando um efeito inibidor da vitelogênesis. Este estudo mostrou que as variações de fotoperíodo exercem um papel importante no início vitelogênesis reprodutiva em C. interruptus .
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1001491
Autor: Murgas, L D S; Alves, M F; Carneiro, W F; Felizardo, V O; Mello, R A; Machado, G J; Andrade, E S; Pompeu, P S.
Título: Reproductive biology of pequira Bryconamericus stramineus (Eigenmann, 1908) in Funil Reservoir-MG, Brazil / Biologia reprodutiva da Pequira Bryconamericus stramineus (Eigenmann, 1908) no reservatório de Funil-MG, Brasil
Fonte: Braz. j. biol;79(4):639-645, Nov. 2019. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: Abstract In order to evaluate aspects of reproductive biology of the "pequira" ( Bryconamericus stramineus) in the elevator of the Funil Dam - MG, fish capture was carried out from November 2008 to January 2009 and 317 individuals were collected. The mean standard length (SL) of the population was 4.96 cm and mean weight 1.80 g. The females had SL of 5.0 cm, while males had a SL of 4.6 cm. A sex ratio of 2.20: 1 (females: male) was observed. Our results show that 73% of the individuals analyzed were considered adults. The species presented low fecundity, mean of 470.9 oocytes per female and a mean diameter of 221.08 μm, with an increase in oocyte diameter over the evaluation period. The length of the first gonadal maturation was estimated at 5.0 cm. The results obtained in this work suggest that the reproductive cycle of the species occurs in the analyzed period. Although this species does not have migratory reproductive habits, the presence of adults in the reproductive stage was observed in the transposition area, which suggests a search for new environments for spawning.

Resumo Com o objetivo de avaliar aspectos da biologia reprodutiva da pequira Bryconamericus stramineus no elevador da represa do Funil - MG foram realizadas capturas entre os meses de novembro de 2008 a janeiro de 2009, sendo coletados 317 indivíduos. O comprimento padrão (CP) médio da população foi de 4,96 cm e peso médio de 1,80 g. As fêmeas apresentaram CP de 5,0 cm, enquanto que os machos obtiveram um CP de 4,6 cm. Foi observada proporção sexual de 2,20:1(fêmeas:macho). Dos indivíduos analisados, 73% foram considerados adultos. A espécie apresentou baixa fecundidade, com média de 470,9 ovócitos por fêmea e diâmetro médio de 221,08 μm, ocorrendo aumento no diâmetro de ovócitos com o decorrer do tempo no período avaliado. O comprimento de primeira maturação gonadal foi estimado em 5,0 cm. Os resultados obtidos neste trabalho sugerem que o ciclo reprodutivo da espécie ocorre no período analisado. Embora esta espécie não tenha hábitos reprodutivos migratórios, a presença de adultos no estágio reprodutivo foi observada na área de transposição, o que sugere a busca de novos ambientes para a reprodução.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1098414
Autor: Nunes, Lucas T; Morais, Renato A; Longo, Guilherme O; Sabino, José; Floeter, Sergio R.
Título: Habitat and community structure modulate fish interactions in a neotropical clearwater river
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(1):e190127, 2020. tab, graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.
Resumo: Species interactions can modulate the diversity and enhance the stability of biological communities in aquatic ecosystems. Despite previous efforts to describe fish interactions in tropical rivers, the role of habitat characteristics, community structure, and trophic traits over these interactions is still poorly understood. To investigate among-habitat variation in substratum feeding pressure and agonistic interactions between fishes, we used remote underwater videos in three habitats of a clearwater river in the Central Western, Brazil. We also performed visual surveys to estimate the abundance and biomass of fishes and proposed a trophic classification to understand how these variables can affect fish interactions. Community structure was the main factor affecting the variation in the interactions among the habitats. Biomass was the main variable determining which habitat a fish will feed on, while species abundance determined with how many other species it will interact in the agonistic interaction networks for each habitat. Specific habitats are not only occupied, but also used in distinct ways by the fish community. Overall, our results demonstrate the importance of the heterogeneity of habitats in tropical rivers for the interactions performed by the fishes and how the intensity of these interactions is affected by community structure.(AU)

Interações realizadas por peixes podem modular a diversidade e assegurar a estabilidade de comunidades em rios tropicais. Apesar dessa importância, poucos estudos relacionam as interações ecológicas com as características do habitat, estrutura da comunidade e atributos das espécies de peixes. Por meio de filmagens remotas subaquáticas nós verificamos como a pressão alimentar dos peixes sobre a comunidade bentônica e as interações agonísticas entre peixes são influenciadas por essas características do habitat e da comunidade em um rio tropical de água clara na região Centro-Oeste do Brasil. Também realizamos censos visuais para estimar a abundância e a biomassa dos peixes e propusemos uma classificação funcional para entender como essas variáveis podem afetar as interações dos peixes. A estrutura da comunidade foi o principal fator que afetou a variação nas interações entre os habitats. A biomassa dos peixes determinou em qual hábitat um peixe se alimentará, enquanto a abundância das espécies determinou com quantas outras espécies elas interagem nas redes de interações agonísticas de cada habitat. Habitats específicos não são apenas ocupados, mas também utilizados de maneiras distintas pela comunidade de peixes. Nossos resultados demonstram a importância da heterogeneidade de habitats para as interações realizadas pelos peixes em rios tropicais e como a intensidade dessas interações é afetada pela estrutura da comunidade.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  5 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-1098415
Autor: Fukakusa, Clayton Kunio; Mazzoni, Talita Sarah; Malabarba, Luiz Roberto.
Título: Zygoparity in Characidae - the first case of internal fertilization in the teleost cohort Otomorpha
Fonte: Neotrop. ichthyol;18(1):e190042, 2020. graf.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; . Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Most teleosts are externally fertilizing, with internal fertilization occurring as a relatively rare event. Until now, Euteleosteomorpha is the only teleost cohort known to undergo internal fertilization. In the teleost cohort Otomorpha, it has been recorded the presence of sperm in the ovaries of some species of Characiformes and Siluriformes, but no fertilized eggs have been found so far in the female reproductive tract. It has been presumed that oocytes can be released into the water with associated spermatozoa and only there becomes fertilized, and the term insemination has been used to characterize the strategy adopted by these fish. Here, we present the discovery of the first case of internal fertilization in the teleost cohort Otomorpha, in Compsura heterura (Characiformes: Characidae). In the course of spawning, the eggs form the perivitelline space and the animal and vegetative poles within the ovaries, evidencing oocyte fertilization. The newly spawned eggs then continue to form the animal and vegetative poles and increase the perivitelline space. These eggs are in the zygotic stage. These data indicate that fertilized eggs are only retained for a short period, providing evidence that C. heterura is a zygoparous fish.(AU)

A maioria dos teleósteos são espécies com fecundação externa, sendo a fecundação interna um evento relativamente raro. Até o momento, Euteleosteomorpha é a única coorte de teleósteos conhecida com espécies de fecundação interna. Na coorte de teleósteos Otomorpha, tem sido registrada a presença de esperma nos ovários de algumas espécies de Characiformes e Siluriformes, porém nenhum ovo fecundado foi encontrado até agora no trato reprodutor feminino. Presume-se que os oócitos possam ser liberados na água associados aos espermatozoides e que somente lá são fecundados, e o termo inseminação tem sido empregado para caracterizar a estratégia adotada por esses peixes. Apresentamos aqui a descoberta do primeiro caso de fecundação interna na coorte de teleósteos Otomorpha, em Compsura heterura (Characiformes: Characidae). Durante a desova, os ovos formam o espaço perivitelino e os polos animal e vegetal dentro dos ovários, evidenciando a fecundação interna. Os ovos recém-desovados continuam a formação dos polos animal e vegetal e aumentam o espaço perivitelino. Esses ovos estão na fase zigótica. Estes dados indicam que os ovos fertilizados são retidos por um curto período, fornecendo evidências de que C. heterura é um peixe zigóparo.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  6 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1095990
Autor: Jatobá, A; Silva, B. C.
Título: Densidade de estocagem na produção de juvenis de duas espécies de lambaris em sistema de recirculação / Stocking density in the juvenile production of two characins species in a recirculating system
Fonte: Arq. bras. med. vet. zootec;67(5):1469-1474tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: The aim of this study was to evaluate the stocking density for juveniles for two different species of characins (Astyanax bimaculatus and A. scabripinnis) in a recirculation system. An experiment was carried out with each type in which twelve tanks in each experiment were divided into four treatments (0.25, 0.75, 2.25 and 6.75 fish.L-1), in triplicate. At the end of cultures the stocking density 0.75 fish.L-1 showed greater weekly growth and final weight, for both species, and it is recommended for cultivation under similar conditions.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  7 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-536328
Autor: Zanata, Angela M; Ohara, Willian M.
Título: Jupiaba citrina, a new species from rio Aripuanã, rio Madeira basin, Amazonas and Mato Grosso States, Brazil (Characiformes: Characidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(4):513-516, 2009. ilus, tab, mapas.
Idioma: en.
Resumo: A new species of Jupiaba Zanata is described from tributaries of the rio Aripuanã, rio Madeira basin, Amazonas and Mato Grosso States, Brazil. The new species can be diagnosed from its congeners (except J. abramoides, J. anteroides, and J. poranga) by having two vertically-elongated humeral blotches, the anterior usually with a darker median portion forming an horizontally-elongated trace pointed anteriorly, and a well defined dark longitudinal line extending from the second humeral blotch to the caudal peduncle. The new species differs from J. abramoides, J. anteroides, and J. poranga by having an elongated blotch over caudal peduncle that extends to the distal tip of the caudal-fin median rays. Also, it can be distinguished from most congeners by the combination of relatively high number of lateral line scales, predorsal median line without a series of scales, dentary teeth decreasing abruptly in size towards posterior portion, and presence of a larger central teeth cusp.(AU)

Uma nova espécie de Jupiaba Zanata é descrita de afluentes do rio Aripuanã, bacia do rio Madeira, Estados do Amazonas e Mato Grosso, Brasil. A nova espécie é diagnosticada de suas congêneres (exceto J. abramoides, J. anteroides e J. poranga) por apresentar duas manchas umerais alongadas verticalmente, a anterior usualmente com porção mediana mais escura formando um traço horizontalmente alongado, com projeção anterior, e uma linha escura bem definida estendendo-se da segunda mancha umeral até o pedúnculo caudal. A nova espécie difere de J. abramoides, J. anteroides,e J. poranga pela presença de uma mancha alongada sobre o pedúnculo caudal, que se estende até o final dos raios caudais medianos. Também pode ser diagnosticada da maioria das congêneres pela combinação de número relativamente alto de escamas na linha lateral, linha mediana pré-dorsal sem uma série de escamas, dentes do dentário decrescendo abruptamente em tamanho posteriormente e dentes com uma cúspide central maior que as demais.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  8 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-530305
Autor: Matsumoto, Cristianne Kayoko; Hilsdorf, Alexandre Wagner Silva.
Título: Microsatellite variation and population genetic structure of a neotropical endangered Bryconinae species Brycon insignis Steindachner, 1877: implications for its conservation and sustainable management
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):395-402, Sept. 2009. mapas, tab.
Idioma: en.
Projeto: International Foundation for Science; . FAPESP.
Resumo: Piabanha (Brycon insignis) is a freshwater fish species from the drainages in Southeastern Brazil. During the 1950s, it was an important economic and food resource for local populations, but dramatic and continuous environmental degradation seriously jeopardized the B. insignis populations in the region. Microsatellite markers were used to assess the genetic structure of wild populations of B. insignis and compare the genetic variability and integrity of the wild populations with a captive population. Samples of DNA from 208 specimens from geographically isolated populations were analyzed. Population genetic structure was investigated using F ST, R ST estimates as well as AMOVA. All five loci used in this study were polymorphic with observed heterozygosity ranging from 0.77 (± 0.15) to 0.88 (± 0.07) in the wild population and 0.90 (± 0.09) in the captive population and the allelic richness average were 7.56 (± 0.27) and 5.80 (± 1.02), respectively. Overall genetic differences were significantly partitioned among populations (F ST = 0.072, p = 0.034). Evidence of a genetic bottleneck was found in some of the wild populations, but especially in the captive population. The results showed that genetic variability still can be found in B. insignis populations which are currently structured possibly due to anthropic actions. The implications of these findings for the management and conservation of B. insignis populations are discussed.(AU)

Piabanha (Brycon insignis) é uma espécie de peixe de água doce oriunda de drenagens da região sudeste do Brasil. Durante os anos de 1950, esta espécie foi um importante recurso econômico para populações locais. Contudo, a intensa e contínua degradação ambiental afetou seriamente as populações de B. insignis na região. Marcadores microssatélites foram usados para avaliar a estrutura genética de populações selvagens de B. insignis e comparar a variabilidade genética e integridade das populações selvagens com uma população de cativeiro. Amostras de DNA de 208 espécimes de populações geograficamente isoladas foram analisadas. A estrutura populacional foi investigada usando-se estimadores de F ST e R ST bem como AMOVA. Todos os loci usados neste estudo foram polimórficos com heterozigosidades observadas variando de 0.77 (± 0.15) a 0.88 (± 0.77) em populações selvagens e 0.90 (± 0.09) na população de cativeiro e a riqueza alélica média foi de 7.56 (± 0.27) e 5.80 (± 1.02), respectivamente. A maioria das diferenças genéticas foi significativa entre populações (F ST = 0.072, p = 0.034). Evidências de efeito gargalo foram observadas em algumas populações selvagens e especialmente também na população de cativeiro. Os resultados do presente estudo mostraram que as populações de B. insignis ainda apresentam variabilidade genética e que estas populações estão atualmente estruturadas geneticamente provavelmente devido a ações antrópicas. As implicações destes achados para o manejo e conservação das populações de B. insiginis são discutidas.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  9 / 91 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Venere, Paulo Cesar
Texto completo
Id: lil-530303
Autor: Garutti, Valdener; Venere, Paulo Cesar.
Título: Astyanax xavante, a new species of characid from middle rio Araguaia in the Cerrado region, Central Brazil (Characiformes: Characidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):377-383, Sept. 2009. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: FAPEMAT; . CNPq.
Resumo: Astyanax xavante is described from a creek of the middle rio Araguaia drainage located in the Cerrado region of the Brazilian Central Plateau. The new species is distinguished from congeners by the combination of pigmentation, morphometric, meristic, morphologic, and tooth features. Ecological notes for A. xavante are included.(AU)

Astyanax xavante é descrita de um córrego da drenagem do médio rio Araguaia, localizado em área de Cerrado do planalto do Brasil Central. A nova espécie se distingue das demais do gênero pela combinação de caracteres pigmentares, morfométricos, merísticos, morfológicos e dentários. Notas ecológicas para A. xavante são incluídas.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice


  10 / 91 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: lil-530302
Autor: Garutti, Valdener; Langeani, Francisco.
Título: Redescription of Astyanax goyacensis Eigenmann, 1908 (Ostariophysi: Characiformes: Characidae)
Fonte: Neotrop. ichthyol;7(3):371-376, Sept. 2009. ilus, tab.
Idioma: en.
Projeto: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Resumo: Astyanax goyacensis Eigenmann, 1908 is redescribed based on the holotype and 25 topotypes. The species belongs to the A. bimaculatus species complex, sharing with those species a black, horizontally ovate, humeral spot (the most conspicuous feature of this complex), two diffuse vertical brown bars in the humeral area (the first through humeral spot and the second 2-3 scales behind), and black medium caudal-fin rays. Furthermore, A. goyacensis possesses a black stripe extending along midlateral body portion, more conspicuous in alcohol preserved specimens. These characteristics allow its inclusion in the putative "black lateral stripe" sub-group of A. bimaculatus species complex. From the species of this complex it differs by the black lateral stripe shape, pattern of chromatophores on the flank, coloration of the caudal fin, scales on the lateral line, branched rays on anal fin, eye diameter, and caudal peduncle depth. Comments about the color pattern in Astyanax bimaculatus species complex are added.(AU)

Astyanax goyacensis Eigenmann, 1908 é redescrita com base no holótipo e em 25 topótipos. Esta espécie pertence ao complexo A. bimaculatus, com o qual compartilha uma mancha umeral negra ovalada horizontalmente (a mais conspícua característica do complexo), duas barras umerais marrons difusas (a primeira passando pela umeral oval e a segunda, 2-3 escamas atrás) e raios caudais medianos negros. Além disso, A. goyacensis possui uma faixa lateral negra estendida ao longo da porção mediana do corpo, mais conspícua nos exemplares conservados em álcool. Essas características permitem incluí-la no suposto sub-grupo "faixa lateral negra" do complexo bimaculatus. Das espécies desse complexo ela difere pela forma da faixa lateral negra, padrão de cromatóforos no flanco, coloração da nadadeira caudal, escamas na linha lateral, raios ramificados na nadadeira anal, diâmetro do olho e altura do pedúnculo caudal. São adicionados comentários sobre o padrão de coloração nas espécies do complexo A. bimaculatus.(AU)
Responsável: BR68.1 - Biblioteca Virginie Buff D'Ápice



página 1 de 10 ir para página                        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde