Base de dados : LILACS
Pesquisa : J01.293.821.500.500 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 15 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 2 ir para página        

  1 / 15 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-938473
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenação de Vigilância em Saúde. Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental.
Título: Orientações para desinfecção caixa de água e poço.
Fonte: São Paulo; SMS; 2011. 3 p. tab.
Idioma: pt.
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1


  2 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, Marli Maria
Texto completo
Id: lil-772617
Autor: Calegar, Deiviane Aparecida; Nunes, Beatriz Coronato; Monteiro, Kerla Joeline Lima; Santos, Jéssica Pereira dos; Toma, Helena Keiko; Gomes, Tais Ferreira; Lima, Marli Maria; Bóia, Márcio Neves; Carvalho-Costa, Filipe Anibal.
Título: Frequency and molecular characterisation of Entamoeba histolytica, Entamoeba dispar, Entamoeba moshkovskii, and Entamoeba hartmanni in the context of water scarcity in northeastern Brazil
Fonte: Mem. Inst. Oswaldo Cruz;111(2):114-119, Feb. 2016. tab, graf.
Idioma: en.
Resumo: This study aimed to estimate the frequency, associated factors, and molecular characterisation of Entamoeba histolytica, Entamoeba dispar, Entamoeba moshkovskii, andEntamoeba hartmanni infections. We performed a survey (n = 213 subjects) to obtain parasitological, sanitation, and sociodemographic data. Faecal samples were processed through flotation and centrifugation methods.E. histolytica, E. dispar, E. moshkovskii, and E. hartmanni were identified by nested-polymerase chain reaction (PCR). The overall prevalence of infection was 22/213 (10.3%). The infection rate among subjects who drink rainwater collected from roofs in tanks was higher than the rate in subjects who drink desalinated water pumped from wells; similarly, the infection rate among subjects who practice open defecation was significantly higher than that of subjects with latrines. Out of the 22 samples positive for morphologically indistinguishableEntamoeba species, the differentiation by PCR was successful for 21. The species distribution was as follows: 57.1% to E. dispar, 23.8% to E. histolytica, 14.3% toE. histolytica and E. dispar, and 4.8% E. dispar and E. hartmanni. These data suggest a high prevalence of asymptomatic infection by the group of morphologically indistinguishable Entamoeba histolytica/dispar/moshkovskiicomplex and E. hartmanni species. In this context of water scarcity, the sanitary and socioenvironmental characteristics of the region appear to favour transmission.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alves, Lúcia Maria Coêlho
Id: lil-737612
Autor: Fonseca, Maria Célia César; Chaves, Nancyleni Pinto; Alves, Lúcia Maria Coelho; Ferreira, Januária Ruthe Cordeiro; Costa Sobrinho, João Reis Salgado.
Título: Potencial de risco de águas de poços para consumo humano no Estado do Maranhão / Potential risk of well water for human consumption in the state of Maranhão
Fonte: Hig. aliment;28(228/229):112-116, jan.-fev. 2014. tab.
Idioma: pt.
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  4 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-729392
Autor: Araujo, Claudio Fernández; Hipólito, Janayna Roriz; Waichaman, Andrea Viviana.
Título: Avaliação da qualidade da água de poço / Assessment the quality of well-water
Fonte: Rev. Inst. Adolfo Lutz;72(1):53-58, 2013. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O poço é considerado uma importante fonte de suprimento de água para consumo humano porpopulações que não têm acesso à rede pública de abastecimento em Manaus. A elevada porosidadedos solos de uma região, associada à quantidade de chuvas, pode comprometer a qualidade da água depoço por contaminação, principalmente antropogênica. Com o intuito de verificar essa contaminação,foram avaliadas 962 amostras oriundas das seis zonas do Município de Manaus durante todo o anode 2007 e de 2008, divididas nos períodos de chuva (inverno amazônico) e de seca (verão amazônico)da região, por meio de análises laboratoriais (físico-químicas e microbiológicas). Foram encontradosresultados fora dos parâmetros estabelecidos na Portaria nº 2914/2011 do MS em 20 % das amostrascorrespondentes ao período de seca e em 34 % das amostras referentes ao período de chuva. Essesresultados alertam para o risco da população ser acometida por diversas doenças de veiculação hídrica.Outrossim, este estudo mostra que é necessária a intervenção de órgãos competentes no sentido deminimizar a ocorrência de várias doenças de veiculação hídrica como parasitoses, hepatite infecciosa,febre tifoide, paratifoide, disenteria bacilar, cólera, dentre outras, na população de Manaus que faz usode água de poço.
Responsável: BR91.2 - Centro de Documentação


  5 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-713246
Autor: Minayo, Carlos.
Título: Nuvens de veneno / Clouds of poison.
Fonte: Rio de Janeiro; Terra Firme; 2013. 1 videocassete de 1 (Beta) (23 min.).
Idioma: pt.
Resumo: A nuvem se espalha pelas plantações. Em vez de molhar, seca. Ela não traz a chuva, traz o veneno. O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de soja, algodão e milho e também um dos maiores consumidores de fertilizantes químicos e agrotóxicos. "Nuvens de veneno" expõe as preocupações com as consequências no uso desses agroquímicos no ambiente, especialmente na saúde do trabalhador. Um filme revelador, que faz refletir sobre a forma que crescemos e sobre o tipo de desenvolvimento que queremos
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1; V618.98172, M663n


  6 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-707666
Autor: Sotomayor, Fabiola; Villagra, V; Cristaldo, G; Silva, L; Ibáñez, L.
Título: Determinación de la calidad microbiológica de las aguas de pozo artesiano de distritos de los departamentos Central, Cordillera y municipio Capital / Determination of the microbiological quality of the water of artesian wells in the districts of Central and Cordillera departments and the capital
Fonte: Mem. Inst. Invest. Cienc. Salud (Impr.);11(1):5-14, jun. 2013. ilus.
Idioma: es.
Resumo: Entre las fuentes principales que suministran agua para consumo humano se encuentran los acuíferos, que son formaciones geológicas que almacenan agua y actúan como depósito y reserva y se encuentran en toda la superficie terrestre. La explotación se realiza mediante pozos artesianos. La demanda creciente de consumo de agua potable en zonas densamente pobladas han requerido su instalación. El objetivo de este estudio fue determinar el grado de contaminación expresado en la concentración de coliformes fecales, totales y aerobios mesófilos en muestras de agua de pozo del departamento Central, Cordillera y municipio Capital, dentro del límite de afloramiento del acuífero Patiño. Se evaluaron 57 muestras de agua de pozo artesiano de 20 a 130 m de profundidad, tratadas y no tratadas remitidas por propietarios de pozos particulares y aguaterias al INTN durante el año 2008. Se usó la técnica de tubos múltiples para la determinación de coliformes totales y fecales y la de número más probable para aerobios Mesófilos. Fueron clasificadas como contaminadas el 58%(33/57) de las muestras. En las aguas tratadas el 12,5; 40 y 31,2% tenían valores fuera de lo permitido para coliformes fecales, aerobios mesófilos y coliformes totales respectivamente. En aguas no tratadas el 19,5; 61,5 y 48,8% tenían coliformes fecales, aerobios mesófilos y coliformes totales, respectivamente, en niveles fuera de lo permitido de acuerdo a lo establecido en la Norma Paraguaya NP 24 001 80 (5ª edición). Es importante detectar la contaminación microbiológica en las aguas subterráneas, ya que constituyen fuentes de agua potable.
Responsável: PY3.1 - Biblioteca


  7 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-667821
Autor: São Paulo (Cidade). Secretaria da Saúde. Coordenação de Vigilância em Saúde. Gerência de Vigilância em Saúde Ambiental.
Título: Orientações para desinfecção caixa de água e poço / Guidelines for disinfecting water and pit box.
Fonte: São Paulo; SMS; 2011. 3 p. tab.
Idioma: pt.
Responsável: BR58.1 - Biblioteca
BR58.1


  8 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Alves, Lúcia Maria Coêlho
Id: lil-661536
Autor: Chaves, Nancyleni Pinto; Almeida, Viramy Marques de; Ferreira, Januária Ruth Cordeiro; Costa Sobrinho, João Reis Salgado; Alves, Lúcia Maria Coelho; Costa, Francisca Neide; Rocha, Waldinéia Espíndola.
Título: Qualidade bacteriológica e físico-química da água de poços para o consumo humano no Estado do Maranhão / Bacteriological quality and physico-chemical water wells for human consumption in the state of Maranhão
Fonte: Hig. aliment;26(206/207):184-188, mar.-abr. 2012. tab.
Idioma: pt.
Resumo: A presente pesquisa teve como objetivo avaliar a qualidade bacteriológica e físico-química da água de poços de municípios do estado do Maranhão. Foram realizadas determinações bacteriológicas de coliformes totais e Escherichia coli, contagem de bactérias heterotróficas aeróbias mesófilas e físico-químicas de pH, dureza total, cloretos e turbidez.. Os resultados demonstraram que 40,38% das amostras se encontraram contaminadas por coliformes totais, 11,53% por E. coli e 13,46% apresentaram mais de 500 Unidades Formadoras de Colônias (UFC)/mL. Considerando-se os valores máximos permissíveis para os parâmetros físico-químicos foram obtidos os seguintes resultados: 0,96% das amostras apresentaram valor de dureza total elevado, 4,80% e 14,42% valores de cloretos e turbidez, respectivamente. Todas as amostras apresentaram pH dentro dos limites determinados pela legislação. Os resultados reforçam a importância da água de poços como veiculadora de micro-organismos para a população.
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  9 / 15 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-643266
Autor: Soares, Marilda de Souza.
Título: Áreas contaminadas e águas subterrâneas na unidade de gerenciamento de recursos hídricos do Alto Tietê / Contaminated areas and groundwater in the Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Alto Tietê.
Fonte: São Paulo; s.n; 2011. 210 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Saúde Ambiental para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A Unidade de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Alto Tietê - UGRHI 6, no Estado de São Paulo, é composta por 34 municípios e abrange a parte superior do Rio Tietê, desde a sua cabeceira até a barragem do Reservatório de Pirapora, numa extensão de 133 km. Abriga quase metade da população do Estado e compreende, em seu território, grande parte da Região Metropolitana da Grande São Paulo. As águas subterrâneas na UGRHI do Alto Tietê têm problemas de rebaixamento dos níveis de água por adensamento de poços em conjunto com fontes potenciais de poluição o que pode causar contaminação dos aquíferos. Por meio de pesquisa na modalidade documental na Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, para levantamento de dados sobre as áreas contaminadas de 2002 a 2010 e no Departamento de Águas e Energia sobre os poços outorgados cadastrados no ano de 2011, procedeu-se o mapeamento das áreas contaminadas e dos poços outorgados na UGRHI do Alto Tietê. Conclui-se que na UGRHI do Alto Tietê existe a possibilidade de riscos para a saúde pública na utilização das águas subterrâneas, principalmente no Município de São Paulo que possui o maior número de áreas contaminadas que podem influir na qualidade das águas subterrâneas obtidas por meio de perfuração de poços de abastecimentos.
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; MTR, 1882. CM. 53466/2012


  10 / 15 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-639156
Autor: Castilho, Luís Arthur S; Melo, Adriana Mary Mestriner Felipe de.
Título: Análise microbiológica da água de poços de uma região rural pertencente ao município de Dourados, MS / Microbiological analysis of water from wells in a rural area in the municipality of Dourados, MS
Fonte: Hig. aliment;25(200/201):95-99, set.-out. 2011. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: A qualidade da água é essencial para que não haja veiculação de patógenos, especialmente nos locais desprovidos de água tratada. O objetivo deste trabalho foi pesquisar a qualidade microbiológica da água de poços de uma região rural de Dourados (MS). Pesquisaram-se água de dez poços de um total de 53, pertencentes à região do Proteirito, em dois momentos distintos. A Técnica de Tubos Múltiplos foi adotada para quantificar a presença de coliformes totais e termotolerantes e os resultados foram expressos de acordo com a tabela do NMP. Na primeira coleta (2006), 40% das propriedades ainda utilizam águas em condições impróprias para consumo humano, de acordo com os padrões estabelecidos pela legislação sanitária nacional. Na segunda coleta (2008) apenas um poço continha água potável. Dados como este reforçam que as estratégias para prevenção de doenças veiculadas pela água ainda é uma preocupação para a Saúde Pública.
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública



página 1 de 2 ir para página        
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde