Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 482 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 49 ir para página                         

  1 / 482 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-954287
Autor: Padilla, Beatriz.
Título: Saúde e migrações: metodologias participativas como ferramentas de promoção da cidadania / Health and Migration: participative methodologies as tools to promote citizenship / Salud y migraciones: metodologías participativas como herramientas de promoción de la ciudadanía
Fonte: Interface (Botucatu, Online);21(61):273-284, abr.-jun. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O campo de estudo "saúde e migrações" é relativamente novo, tanto entre as ciências da saúde como nas ciências sociais, quer a problemática seja abordada com metodologias quantitativas e/ou qualitativas tradicionais. O recurso a metodologias participativas tem sido uma exceção, embora estas ofereçam uma oportunidade concreta de intervenção, quer com os usuários dos serviços de saúde como com os profissionais de saúde. Recorrendo a um caso específico de investigação sobre saúde materno-infantil e reprodutiva nas populações migrantes, este artigo pretende contribuir para o debate sobre o uso dessas metodologias e os desafios e as possibilidades que oferecem como ferramenta metodológica em investigação direcionada à mudança social.(AU)

The field of "health and migration" is relatively new, both among health sciences and social sciences, using either traditional quantitative and/or qualitative methodologies. The use of participative methodologies has been an exception although they provide an opportunity for intervention, both with users of health services or with providers. Using an example of research in the field of maternal-child and reproductive health among migrant populations, this paper hopes to contribute to the debate about the use of participative methodologies, their challenges and possibilities as a methodological tool in applying research for social change.(AU)

El campo de estudio "salud y migraciones" es relativamente nuevo, tanto entre las ciencias de la salud como en las ciencias sociales, tanto si la problemática es abordada con metodologías cuantitativas y/o con metodologías cualitativas tradicionales. Recurrir a metodologías participativas ha sido una excepción, aunque ellas ofrezcan una oportunidad concreta de intervención, tanto con los usuarios de los servicios de salud como con los profesionales de salud. Recurriendo a un caso específico de investigación sobre salud materno-infantil y reproductiva en las poblaciones migrantes, este artículo pretende contribuir al debate sobre el uso de estas metodologías y los desafíos y las posibilidades que ofrecen como herramienta metodológica en investigación dirigida al cambio social.(AU)
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  2 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-987000
Autor: Oliveira, Griebeler Stefanie; Kruse Luce, Maria Henriqueta; Cicolella, Aguiar Dayane de; Velleda, Larroque Kimberly.
Título: Visita domiciliar no Sistema Único de Saúde: estratégia da biopolítica / Home Care Program in the Unifi ed Health System: Biopolitics Strategy / Visita domiciliaria en el Sistema Único de Salud: estrategia de biopolítica
Fonte: Rev. urug. enferm;13(1):9-21, jun.2018.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: neste artigo, propomos uma analítica de portarias e políticas de saúde pós-Sistema Único de Saúde para discutir a visita domiciliar como ferramenta da biopolítica.Material e método: Estudo de inspiração genealógica inserido na vertente pós-estruturalista, que utiliza as teorizações foucaultianas. O material empírico foi constituído por documentos legais referidos à atenção domiciliar em saúde, publicados no Diário Ofi cial da União, sendo a busca re-alizada em maio de 2013. Os excertos selecionados foram transcritos para uma planilha no Excel, na qual eram informados a referência, o excerto, quem fala e procedimentos de limitação. A fase seguinte consistiu na elaboração de unidades analíticas, na qual foram utilizadas ferramentas de Michel Foucault, como forma de "martelar" os discursos que circulam a respeito da atenção domi-ciliar, sendo elas: poder, disciplina e biopolítica.Resultados e discussão: podemos estabelecer alguns traços que confi guraram a visita domiciliar como uma estratégia da biopolítica. Entre eles, a função de inclusão de populações específi cas no que se refere a processos biológicos, mas também a populações gerais, no imperativo de saúde para todos, fazendo valer que o conceito de saúde como direito de todos e dever do Estado. Um governo dos vivos, saudáveis e doentes, um governo de todos.

Introduction: in this article, we propose an analytics of ordinances and health policies after the Unifi ed Health System, in order to discuss home care as a biopolitics tool.Material and method: this is a genealogical study inserted in the poststructuralist framework, which uses Foucault's theorizations.  e empirical material was constituted by legal documents that referred to homecare in health, published in the Offi cial Diary of the Union, being the search carried out in May 2013.  e selected excerpts were transcribed to an Excel table, in which there were the reference, the excerpt, who speaks, and the limitation procedures.  e following step constituted in the elaboration of analytical units, in which Michel Foucault's tools were applied, as a way to "hammer" the discourses that surround home care programs, such as: power, discipline, and biopolitics.Results and discussion: we can establish some traces that confi gure home visits as biopolitics strategy. Among them, the inclusion role of specifi c populations in what concerns the biological processes, but also general populations, in the imperative of health for all, valuing the concept of health as peoples' right and a State's responsibility. A government of the living, healthy, and sick, a government of everyone.

Introducción: en este artículo, proponemos una analítica de portarias y políticas de salud después del Sistema Único de Salud para discutir la visita domiciliaria como herramienta de la biopolítica.Material y método: estudio de inspiración genealógica inserido en la vertiente posestructuralista, que utiliza teorizaciones de Foucault. El material empírico fue constituido por documentos legales referidos a la atención domiciliaria en salud, publicados en el Diario Ofi cial de Unión, siendo la búsqueda llevada a cabo en mayo de 2013. Los extractos seleccionados fueron transcriptos para una hoja en Excel, en la cual fueron informados la referencia, el extracto, quien habla, y procedi-mientos de limitación. La fase siguiente constituyó en la elaboración de unidades analíticas, en la cual fueron utilizadas herramientas de Michel Foucault como manera de "martillar" los discursos que circulan sobre atención domiciliaria, siendo ellos: poder, disciplina y biopolítica.Resultados y discusión: podemos establecer algunos trazos que confi guran la visita domiciliaria como una estrategia de la biopolítica. Entre ellos, la función de inclusión de poblaciones especifi cas en lo que se refi ere a procesos biológicos, pero también poblaciones generales en el imperativo de salud para todos, haciendo valer el concepto de salud como derecho de todos y deber del Estado. Un gobierno de los vivos, saludables, y enfermos, un gobierno de todos.
Responsável: UY7.1 - Biblioteca


  3 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-833597
Autor: Almeida, Naianny Rodrigues de; Bezerra Filho, José Gomes; Marques, Lívia de Andrade.
Título: Análise da produção científica sobre a violência no trabalho em serviços hospitalares / Analysis of the scientific production on violence at work in hospital services
Fonte: Rev. bras. med. trab;15(1):101-112, jan.-mar. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Contexto: Os profissionais de saúde são os mais atingidos pela violência no trabalho. Apesar da existência de estudos presentes na literatura, as informações ainda são insuficientes para elucidação do problema. Objetivo: Analisar os achados da produção científica nacional e internacional sobre a violência no trabalho em hospitais. Métodos: Revisão integrativa da literatura abrangendo estudos nacionais e internacionais publicados entre 2006 e 2015, em português, inglês e espanhol, nas bases de dados Lilacs, SciELO, BVS e Ibecs, utilizando os descritores controlados. Resultados: A prevalência da violência ocupacional variou entre 58,2 e 88,9%. A agressão verbal afetou 100% dos trabalhadores em dois artigos e foi a mais retratada nos estudos qualitativos. Pacientes e acompanhantes foram os perpetradores da violência em até, respectivamente, 93,5 e 87% dos casos de violência; os estudos qualitativos corroboram com o exposto. Alguns dos fatores elencados como associados à violência no trabalho foram: gênero (sexo masculino está mais propenso a ser alvo de agressões), faixa etária mais baixa, categoria de enfermeiro, menor tempo de experiência profissional, trabalho no setor de emergência, sobrecarga de trabalho, quantidade insuficiente de profissionais, espaço físico inadequado, falta de treinamento para lidar com situações de violência, falhas na comunicação, dificuldade de acesso aos serviços de saúde, longo tempo de espera para o atendimento. Conclusões: A violência no trabalho na área da saúde é um fenômeno crescente e preocupante, o que causa prejuízo à assistência ao paciente e ocasiona adoecimento e incapacitação dos trabalhadores, alertando para a necessidade de implementação de políticas na saúde com estratégias para o enfrentamento do problema.

Background: Health professionals are the most affected by workplace violence. Despite the availability of studies in the literature, the information is still insufficient to elucidate this problem. Aim: To analyze the national and international scientific literature about workplace violence in hospitals. Methods: Integrative literature review of national and international studies published from 2006 to 2015 in Portuguese, English or Spanish included in databases LILACS, SciELO, BVS and IBECS based on the use of controlled keywords. Results: The prevalence of violence among professionals ranged from 58.2% to 88.9%, verbal aggression affected 100% of workers in two studies, being the most frequently type of aggression mentioned in qualitative studies. Patients and visitors were the perpetrators of violence in respectively 93.5% and 87% of cases; they were singled out as the main aggressors in qualitative studies. The main factors associated with workplace violence were gender (females were most often the victims of aggression), young age, nurse category, short professional experience, working in the emergency sector, overload of work, insufficient number of professionals, inadequate physical space, lack of training to deal with situations of violence, miscommunication, difficulty in access to health services and long wait at the service. Conclusion: Violence in the health area is a growing and worrisome phenomenon, which impairs the care provided to patients and is a cause of illness and disability for workers. These facts call the attention to the need to implement new practices in the work routine, including strategies to approach this problem.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-970604
Autor: Manfredi, Maricel.
Título: La educación en enfermería: una mirada hacia el próximo milenio / The nursing education: a looking to the next millenium
Fonte: Rev. enferm. Inst. Mex. Seguro Soc;7(3):165-170, Sep.-Dic. 1999.
Idioma: es.
Resumo: En la actualidad existen procesos para la reforma sectorial de varios países. En la redefinición política y administrativa, la descentralización juega un papel relevante y tiene como consecuencia una mayor capacidad decisiva. Dentro de los cambios sobresalientes se establecen nuevos criterios políticos, jurídicos y económicos sobre financiamiento. A nivel de la organización, los modos de producción de los servicios cambian hacia esquemas que incrementen la eficiencia y garanticen la calidad. Se contemplan nuevos elementos de información, gerencia, innovación tecnológica, procesos de trabajo y capacitación del personal. Aspectos relacionados con la educación en el sector salud, tanto en la formación como educación continua, incluyen el derecho a la salud, la ética, la modernización técnico-administrativa y, sobre todo, los cambios del perfil epidemiológico y condiciones de vida de la población. Se hace hincapié en un replanteamiento en la práctica de la enfermería que involucre diferentes enfoques, favorezca el desarrollo de marcos teóricos y conceptuales acordes a la realidad nacional y latinoamericana; así mismo se hace énfasis en la relación familiar y colectiva, pilares en el abordaje del proceso salud-enfermedad. En conclusión, se busca una práctica que reconozca tres objetivos primordiales: 1) las bases éticas y científicas para la toma de decisiones; 2) la salud como un valor y el significado concerniente a cuidado y curación; 3) el enfoque hacia lo colectivo y la aceptación de la diversidad. Para lograr lo anterior se requiere reconstruir la educación en enfermería, un modelo efectivo para educación continua, el desarrollo de la investigación en el cuidado al enfermo y establecer una serie de alianzas y redes que favorezcan y consoliden el cambio de la práctica profesional.

Now a days, there are many sectorial changes to improvement health services at some countries: it takes an important role in a new definition about police and administration to take as a consequently greater power of decision. Within this transcendent changes it is establishing a new police, juridical and economics judgments of finance. There are changes. At the organization in production of services to empowering the efficacy and guarantees quality. It is seen a new approach to information, manager, technical renew, working team and continuous education. There are topics related with nursing education about the right to the health, ethic, technical modernization and management, but the epidemiological changes and styles of life of population are important to obtain the best results. It is necessary to change nursing practice in order to take in account different visions that empowering the creation of theories and concepts according with the national and Latin American reality. There is special attention to family and community as the strongest stones to get the health-disease process. In conclusion. they are looking for practice oriented to three principals purposes: 1) ethic and scientific results as reasons of decisions. 2) the health as value with the significance for care and healing. 3) looking to the community with acceptance of diversity. In order to get these purposes, it is necessary: a) Development a new education for nursing, b) An effective model of continuing education, c) Search about the nursing care, d) It is necessary to establish links to becoming changes in professional practice.
Responsável: MX346.1 - CENAIDS - Centro Nacional de Investigación Documental en Salud


  5 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-597979
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: CONASS: 25 anos / CONASS: 25 years.
Fonte: Brasília; CONASS; 2007. 154 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: O livro CONASS 25 anos reconstrói a trajetória histórica do Conselho Nacional de Secretários de Saúde a partir da memória de quem participou dos principais momentos da instituição do CONASS, por meio de entrevistas e outras fontes de pesquisa, como relatórios de gestão, atas, artigos de jornais, fotos e publicações da entidade.
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1719.1. 010810, 2007 ex. 1, B823c; 362.1068 LI; BR408.1, 2007, C743; CD658.382


  6 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: lil-433627
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Relatório do 1º Encontro de gestores estaduais, provinciais e departamentais de sistemas sul-americanos de saúde / I Meeting of State, Provincial and Departmental Managers of South American health Systems.
Fonte: Brasília; CONASS; 2005. 164 p. (CONASS documenta, 9).
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro de Gestores Estaduais, Provinciais e Departamentais de Sistemas Sul-Americanos de Saúde, 1, Brasília, 2005.
Resumo: Este livro traz o relatório final do Encontro de Gestores Estaduais Provinciais e Departamentais de Sistemas Sul-Americanos de Saúde, realizado nos dias 6, 7 e 8 de abril, na sede da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), em Brasília. O objetivo do evento era promover a discussão e análise crítica dos processos de descentralização ocorridos na América do Sul, permitindo a troca de experiências entre países que possuem diferentes modelos de atenção à saúde. O CONASS Documenta n.º 9 é o registro histórico dessa discussão e disponibiliza aos que não puderam estar presentes o conteúdo dos debates.
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1. 46810/2006, n.9 2.ed., 26; 362.1098


  7 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-986944
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Saúde suplementar / Health supplements.
Fonte: Brasília; CONASS; 2015. 20 p. (Coleção para entender a gestão do SUS (atualização coleção lançada em 2011), 12).
Idioma: pt.
Resumo: Um dos desafios encontrados nos últimos anos para os gestores da área da saúde tem sido a regulação do setor de saúde suplementar e o estabelecimento da necessária interface com o SUS. Neste livro a regulamentação do setor de planos e seguros de saúde no Brasil é apresentada de forma detalhada com a apresentação das características gerais do sistema de saúde no Brasil, com a situação atual do mercado de saúde suplementar e o papel da ANS. O livro traz também informações atualizadas sobre o ressarcimento dos planos de saúde, a cobertura por região e o faturamento das operadoras, e a recente ampliação de procedimentos previstos. Nele, são abordadas as interfaces do setor de saúde suplementar com o Sistema Único de Saúde (SUS) e os mecanismos de articulação institucional.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-986835
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Direito à Saúde / Right to health.
Fonte: Brasília; CONASS; 2015. 114 p. (Coleção para entender a gestão do SUS, 4).
Idioma: pt.
Resumo: Direito à Saúde apresenta temas relacionados ao direito à saúde, à legislação brasileira, o sistema sanitário e suas interfaces com o sistema de justiça e os impactos do fenômeno da judicialização da Saúde no SUS, a partir de 33 artigos escritos por técnicos das Secretarias Estaduais de Saúde, assessores Jurídicos, procuradores Estaduais e Federais, Defensoria Pública, Ministério Público, Magistratura e Academia.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 482 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-986645
Autor: Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Brasil).
Título: Planificação da atenção primária à saúde nos estados / Planning of primary health care in the states.
Fonte: Brasília; CONASS; 2011. 436 p. (CONASS documenta, 23).
Idioma: pt.
Resumo: Para que a APS exerça de fato seu papel estratégico, o CONASS propõe a sua planificação por meio de um processo de planejamento da atenção à saúde que se dá por meio da realização de 11 oficinas presenciais com o desenvolvimento de atividades de dispersão ao fim de cada uma. Esta publicação apresenta os objetivos propostos para cada oficina, assim como as orientações para a sua realização no âmbito das SES.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 482 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-983076
Autor: Tripolone, Marcela Alejandra.
Título: Factores que fortalecen el sistema de redes integradas de salud en sus tres niveles, en la atención del paciente con riesgo cardiovascular.
Fonte: Córdoba; s.n; 2016. 166 p. ilus, graf.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad Nacional de Córdoba. Facultad de Ciencias Médicas. Escuela de Salud Pública. Maestría en Gerencia y Administración en Servicios de Salud para obtenção do grau de Maestría.
Resumo: Objetivos: -Analizar el funcionamiento del Sistema de Redes Integradas de Salud en pacientes cardiópatas o potencialmente cardiópatas de la Zona Sanitaria I de la provincia de la Rioja, en el año 2014. - Detectar las debilidades y fortalezas del sistema, para optimizar su eficacia y eficiencia. - Distinguir en qué nivel de la red se encuentran los obstáculos, para optimizar su funcionamiento. - Identificar las etapas del sistema que funcionan bien, para reforzarlas. Material y Método:Tipo de estudio: Exploratorio cualitativo, Descriptivo – Explicativo. Se realizaron: revisión bibliográfica, entrevistas a mandos superiores e intermedios y encuestas al personal de salud de la Zona Sanitaria I de La Rioja

SUMMARY: Objetives: To analyze the operation of the System of Integrated Health Networks in cardiac patients or potentially cardiac patients of the health zone I of the province of La Rioja, in 2014, identify weaknesses and strengths of the system to optimize its effectiveness and efficiency, distinguish at what leve of the network are obstacles to optimize their performance and identify which stages of the system work well to strengthen them. Material and method: Type of study: Qualitative Exploratory, Descriptive - Explicativo- in which literature review was conducted for this purpose interviews with upper and middle management and staff health surveys of I Health Zone of La Rioja were also conducted
Responsável: AR32.1 - Biblioteca Prof. Dr. J. M. Allende
AR32.1, T-21 2016; TM



página 1 de 49 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde