Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 490 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 49 ir para página                         

  1 / 490 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1021697
Autor: Mansilla, C; Herrera, C; Basagoitia, A; Pantoja, T.
Título: The Evidence-Informed Policy Network (EVIPNet) in Chile: lessons learned from a year of coordinated efforts
Fonte: Rev. panam. salud pública = Pan am. j. public health;41:1-8, 2017.
Idioma: en.
Resumo: Informing the health policymaking process with the best available scientific evidence has become relevant to health systems globally. Knowledge Translation Platforms (KTP), such as the World Health Organization's Evidence Informed Policy Networks (EVIPNet), are a recognized strategy for linking research to action. This report describes the experience of implementing EVIPNet in Chile, from its objectives, organizational structure, strategy, activities, and main outputs, to its evolution over the course of its first year. Lessons learned are also covered. Of the activities initiated by EVIPNet-Chile, the Rapid Response Service proved to be a good starting point for engaging policymakers. Capacity building workshops and policy dialogues with relevant stakeholders were also successful. Additionally, EVIPNet-Chile developed a model for engaging academic institutions in policymaking through a network focused on preparing evidence briefs. A number of challenges, such as changing methods for producing rapid evidence syntheses, were also identified. This KTP implementation model located in a Ministry of Health could contribute to the development of similar initiatives in other health systems.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1002314
Autor: Aciole, Giovanni Gurgel.
Título: O Projeto Mais Médicos para o Brasil e a construção de mitos: uma leitura bartheana / The More Doctors in Brazil Project and the construction of myths: a Barthean reading / El Proyect "Más Médicos para Brasil" y la construcción de mitos: una lectura bartheana
Fonte: Interface (Botucatu, Online);21(supl.1):1157-1168, 2017.
Idioma: en; es; pt.
Resumo: O Projeto Mais Médicos para o Brasil (PMMB) tenciona prover recursos humanos para o Sistema Único de Saúde por meio da melhoria da infraestrutura da rede de saúde; da ampliação das reformas educacionais dos cursos de Medicina e residência médica; e da provisão de médicos para áreas vulneráveis. A implantação do projeto enfrentou reações contrárias à proposta, envolvendo principalmente as instituições médicas do país. Inspirados no conceito de mito, realizamos uma leitura dos discursos com que o Conselho Federal de Medicina sustentou o debate, por meio da análise do Jornal Medicina durante os primeiros 24 meses da implantação do PMMB. O mito é revelador de como práticas discursivas introduzem no imaginário coletivo alegorias que demarcam espaços ideológicos e permite analisar o processo de disputa social e das condições históricas de formulação e implantação de um programa governamental.

The aim of the More Doctors in Brazil Project (MDBP) is to supply human resources to the Brazilian National Health System by improving the infrastructure of the healthcare network; expanding educational reforms in medical courses and residencies; and supplying physicians to vulnerable areas. The implementation of the MDBP faced strong opposition, especially from Brazilian medical institutions. Inspired by the concept of "myth," the present study conducted a reading of the discourse used by the Brazilian Federal Board of Medicine to support its arguments, by analyzing editions of the Medicina newletter published by the Board in the first 24 months of the project's implementation. The myth reveals how discursive practices introduce allegories into the collective imagery that define ideological spaces and enable an analysis of the process of social dispute and the historical conditions behind the formulation and implementation of a government program.

El objetivo del proyecto "Más Médicos para Brasil" (PMMB) es proporcionar recursos humanos para el Sistema Brasileño de Salud, por medio de la mejora de la infraestructura de la red de salud, de la ampliación de las reformas educativas de los cursos de Medicina y residencia médica y de la provisión de médicos para áreas vulnerables. La implantación del proyecto enfrentó reacciones contrarias a la propuesta, envolviendo principalmente a las instituciones médicas do país. Inspirados en el concepto de mito, realizamos una lectura de los discursos con que el Consejo Federal de Medicina sostuvo el debate, por medio del análisis del Jornal Medicina durante los primeros 24 meses de introducción del PMMB. El mito es un factor revelador de como las prácticas discursivas introducen en el imaginario colectivo alegorías que demarcan espacios ideológicos y permite analizar el proceso de disputa social y de las condiciones históricas de formulación e implantación de un programa gubernamental.
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  3 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Texto completo
Id: lil-733175
Autor: Moura, Renata Heller de; Luzio, Cristina Amélia.
Título: O apoio institucional como uma das faces da função apoio no Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF): para além das diretrizes / Institutional support as one of the faces of the support function in Family Health Support Centers (FHSCs): going beyond the guidelines / El apoyo institucional como uno de los aspectos de la función de apoyo en el Núcleo de Apoyo a la Salud de la Familia (NASF)
Fonte: Interface (Botucatu, Online);18(supl.1):957-970, 09/12/2014.
Idioma: pt.
Resumo: O propósito deste trabalho é incrementar o debate sobre o NASF, a partir de uma reflexão acerca da função apoio. A palavra apoio é, geralmente, apresentada, em documentos oficiais do Ministério da Saúde e em publicações acadêmico-científicas, acompanhada por descritores que a caracterizam. É comum encontrarmos diferentes terminologias: “apoio institucional”, “apoio à gestão”, “apoio matricial”. Quanto ao NASF, publicações examinadas destacam a centralidade do desempenho do apoio matricial. No entanto, nos perguntamos: quais as faces que a função apoio vem assumindo na implementação deste programa? Para refletir sobre essa e outras questões, desenvolvemos uma pesquisa de caráter qualitativo em uma equipe de NASF, no interior do Paraná, utilizando-nos das ferramentas metodológicas: observação participante, entrevista semiestruturada e grupos de discussão. Procuramos demonstrar que a dinâmica da função apoio no NASF permite a emergência tanto do apoio matricial quanto do apoio institucional...

The aim of this study was to add to the debate about Family Health Support Centers (FHSCs), starting from reflections about the support function. Support is generally presented, in official documents from the Ministry of Health and in academic-scientific publications, accompanied by descriptors that characterize it. Differences in terminology are commonly encountered: “institutional support”, “managerial support”, “matrix support” and so on. With regard to FHSCs, published papers have highlighted the central role played by matrix support. However, we pose the question: what are the faces that the support function has been taking on in implementing such programs? To reflect on this and other issues, we developed a study of qualitative nature within a FHSC team in Paraná, outside of the state capital, using the methodological tools of participant observation, semi-structured interviews and discussion groups. We sought to demonstrate that the dynamics of the support function in FHSCs make it possible for both matrix support and institutional support to emerge...

El objetivo de este trabajo es aumentar el debate sobre el NASF, a partir de una reflexión sobre la función de apoyo. Por lo general, tal función se presenta en los documentos del Ministerio de Salud y en las publicaciones académicas y científicas, acompañada de descripciones que la caracterizan. Solemos encontrar diferentes tecnologías, como: “apoyo institucional”, “apoyo a la gestión”, “apoyo matricial”. En relación al NASF, las publicaciones examinadas destacan la característica central del desempeño del apoyo matricial. Sin embargo, nos preguntamos: ¿cuáles son los aspectos que la función de apoyo ha tenido en la implementación de este programa? Para reflexionar sobre esa y otras cuestiones, hemos desarrollado un estudio de carácter cualitativo en un equipo del NASF, en el interior del Estado de Paraná, utilizando las herramientas metodológicas: observación participativa, entrevistas semi-estructuradas y grupos de discusión. Buscamos demostrar que la dinámica de la función de apoyo en el NASF permite el surgimiento tanto del apoyo matricial como del institucional...
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  4 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Texto completo
Id: lil-733174
Autor: Vasconcelos, Michele de Freitas Faria de; Martins, Cátia Paranhos; Machado, Dagoberto de Oliveira.
Título: Apoio institucional como fio condutor do Plano de Qualificação das Maternidades: oferta da Política Nacional de Humanização em defesa da vida de mulheres e crianças brasileiras / Institutional support as a conducting wire for the Maternity Hospital Qualification Plan: the National Humanization Policy defending Brazilian women and children's lives / El apoyo institucional como hilo conductor del Plan de Cualificación de las Maternidades: Política Nacional de Humanización en defensa de la vida de las mujeres y los niños brasileños
Fonte: Interface (Botucatu, Online);18(supl.1):997-1011, 09/12/2014.
Idioma: pt.
Resumo: A Política Nacional de Humanização (PNH) tem experimentado apoio institucional como estratégia metodológica para interferir em modos de gerir e de cuidar no Sistema Único de Saúde (SUS), qualificando-os. Neste artigo pretendemos analisar a relação entre função apoio institucional e humanização, valendo-nos da experiência realizada no Plano de Qualificação de Maternidades (PQM), para o qual a contribuição da PNH centrou-se justamente no objetivo de desenhar a função apoio institucional. Tendo por base o entendimento de que, para mudar o modelo de atenção e de gestão ao parto e nascimento, é preciso interferir em práticas de saúde 'desumanizadoras', no PQM o apoio institucional se constituiu como fio condutor, cujo escopo foi o de, por meio da criação de espaços coletivos de análise e interferência nas práticas, tecer uma rede coletiva de produção de saúde materna e infantil...

The National Humanization Policy (NHP) has tried to use institutional support as a methodological strategy for influencing management and care methods in the National Health System (SUS) and thereby qualifying them. In this paper, we aimed to examine the relationship between the institutional support function and humanization, based on the experience achieved in the Maternity Hospital Qualification Plan (MQP), for which the contribution of NHP focused precisely on the objective of designing the institutional support function. Based on the understanding that, in order to change the care and management model for delivery and birth, it is necessary to interfere with 'dehumanizing' healthcare practices, the institutional support for the MQP was constituted as a conducting wire, which had the scope of weaving a collective network of healthcare production for maternal and child health through creating collective spaces for analysis and influence on practices...

La Política Nacional de Humanización (PNH) ha estudiado el apoyo institucional como una estrategia metodológica de interferencia en las formas de gestión y cuidado en el Sistema Único de Salud (SUS), procediendo a su calificación. En este artículo, buscamos analizar la relación entre la función del apoyo institucional y la humanización, utilizando la experiencia adquirida en el Plan de Calificación del Maternidades (PCM), para el cual la función de la PNH se concentró precisamente en el objetivo de diseñar la función del apoyo institucional. Con base en el entendimiento de que para cambiar el modelo de atención y gestión al parto y al nacimiento es necesario interferir en las prácticas de salud “deshumanizadoras”, en el PCM el apoyo institucional se constituyó como un hilo conductor, cuyo alcance fue tejer una red de producción colectiva de la salud materna e infantil, mediante la creación de espacios colectivos de análisis e interferencia en las prácticas...
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  5 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Saúde Pública
Campos, Gastao Wagner de Sousa
Texto completo
Texto completo
Id: lil-733173
Autor: Campos, Gastão Wagner de Sousa; Figueiredo, Mariana Dorsa; Pereira Júnior, Nilton; Castro, Cristiane Pereira de.
Título: A aplicação da metodologia Paideia no apoio institucional, no apoio matricial e na clínica ampliada / Application of Paideia methodology to institutional support, matrix support and expanded clinical practice / La aplicación de la metodología Paideia en el apoyo institucional, en el apoyo matricial y en la clínica ampliada
Fonte: Interface (Botucatu, Online);18(supl.1):983-995, 09/12/2014.
Idioma: pt.
Resumo: Mediante revisão narrativa, realizou-se atualização da concepção teórico-metodológica Paideia construída por Campos, bem como foram apontadas instituições públicas que adotaram essa estratégia nas duas últimas décadas. Analisou-se sua aplicação e desdobramentos metodológicos no espaço da gestão (apoio institucional), nas relações interprofissionais (apoio matricial) e na prática da clínica...

Through a narrative review, the Paideia theoretical and methodological concept constructed by Campos was updated. In addition, public institutions that have adopted this strategy over the last two decades were indicated. This study analyzed the application and methodological development of the Paideia concept within the administrative space (institutional support), in interprofessional relationships (matrix support) and in clinical practice...

Mediante la revisión narrativa se realizó la actualización de la concepción teórica y metodológica Paideia construida por Campos, y se mencionaron instituciones públicas que adoptaron esta estrategia en las dos últimas décadas. Se analizó su aplicación y desarrollos metodológicos en el espacio de la gestión (apoyo institucional), en las relaciones interprofesionales (apoyo matricial) y en la práctica clínica...
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  6 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Saúde Pública
Campos, Gastao Wagner de Sousa
Texto completo
Texto completo
Id: lil-733167
Autor: Figueiredo, Mariana Dorsa; Campos, Gastão Wagner de Sousa.
Título: O apoio Paideia como metodologia para processos de formação em saúde / Paideia support as a methodology for healthcare education processes / El apoyo Paideia como metodología para los procesos de formación en salud
Fonte: Interface (Botucatu, Online);18(supl.1):931-943, 09/12/2014.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo analisa o apoio Paideia como referencial pedagógico num processo de formação em saúde, cujo desenho combinou ofertas teóricas, discussão de casos e intervenções. Avaliamos os efeitos desse processo formativo nas práticas dos participantes, no que se refere à abordagem da subjetividade. O material empírico foi construído a partir de: grupos focais; análise de um caso clínico; e discussão com a equipe responsável pelo caso. Observaram-se mudanças nas práticas clínicas, de gestão, e na “gestão de si”. Os profissionais desenvolveram competências técnicas, éticas e relacionais para atuarem nas múltiplas dimensões dos sujeitos. Conclui-se que a ênfase na troca de experiências e na articulação entre reflexão e intervenção contribui para que a formação produza mudanças nos sujeitos, nas práticas e nos serviços de saúde...

This paper analyzes Paideia support as a pedagogical framework for healthcare education processes, with a design combining theoretical offers, case discussion and interventions. We analyzed the effects of this process on the participants' practices, with regard to subjective approaches. The empirical material was constructed from focus groups, analysis of a clinical case and discussions with the team responsible for the case. Changes in clinical practice, management and “self-management” were observed. These professionals have developed technical, ethical and relational expertise for working on the multiple dimensions of the subjects. It was concluded that the emphasis on exchanges of experiences and on linkages between reflection and action contributes towards producing changes in the subjects, practices and healthcare services...

El artículo analiza el apoyo Paideia como marco de referencia pedagógico en un proceso de formación en salud, cuyo diseño combinó ofertas teóricas, discusión de casos y intervenciones. Se evaluaron los efectos de este proceso de formación en las prácticas de los profesionales, con respecto al enfoque de la subjetividad. El material empírico fue construido a partir de: grupos focales, análisis de un caso clínico y discusión con el equipo responsable por el caso. Se observaron cambios en la práctica clínica, de gestión, y en el “manejo de sí”. Los profesionales desarrollaron competencias técnicas, éticas y relacionales para actuaren las múltiples dimensiones de los sujetos. Se concluye que el énfasis en el intercambio de experiencias y en la articulación entre reflexión e intervención contribuye para que la formación produzca cambios en los sujetos, en las prácticas y en los servicios de salud...
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  7 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo SciELO Saúde Pública
Texto completo
Texto completo
Id: lil-733164
Autor: Almeida, Aline Barreto de; Aciole, Geovani Gurgel.
Título: Gestão em rede e apoio institucional: caminhos na tessitura de redes em saúde mental no cenário regional do Sistema Único de Saúde (SUS) / Network management and institutional support: pathways in assembling mental health networks within the regional scenario of the National Health System (SUS) / Gestión en red y apoyo institucional: caminos en la organización de redes de salud mental en el escenario regional del Sistema Único de Salud (SUS)
Fonte: Interface (Botucatu, Online);18(supl.1):971-981, 09/12/2014.
Idioma: pt.
Resumo: Este relato é um registro cartográfico do apoio institucional junto a uma Secretaria Estadual de Saúde na articulação da rede regional de Saúde Mental. O apoio institucional é uma estratégia da Política Nacional de Humanização nas redes de atenção à saúde e dispositivo de fomento de espaços de cogestão. O relato está pautado em três eixos: a produção de coletivos e os afetamentos dos encontros entre gestores e trabalhadores; a ação articuladora do apoio institucional, as ofertas na análise e a implicação colegiada; e os desejos e a construção coletiva dos objetos de investimento. Com a vivência da função apoio como caminho da articulação e extraindo os sentidos desse fazer pelos desejos que mobilizam o agir, elaborou-se um olhar crítico para as fortalezas e fragilidades dos sujeitos institucionais e dos seus papéis na produção colegiada do cuidado em saúde mental...

This report is a cartographic record of institutional support at a state health department, in organizing a regional mental health network. Institutional support is a strategy of the National Humanization Policy in healthcare networks and a device for fostering comanagement spaces. This report is guided by three strands: collective production and affection in meetings between managers and workers; action linking institutional support, offers under analysis and collegiate implications; and desires for and collective construction of investment objects. With the experience of the support function as a pathway for linking and extracting the meanings of this action through the desires that mobilize it, we take a critical look at the strengths and weaknesses of institutional subjects and their roles in the collegiate production of mental health care...

Este relato es un registro cartográfico del apoyo institucional en una Secretaría Estadual de Salud para la articulación de la red regional de Salud Mental. El apoyo institucional es una estrategia de la Política Nacional de Humanización en las redes de atención a la salud y un dispositivo de fomento de espacios de gestión conjunta. El relato sigue tres ejes: la producción de colectivos y las consecuencias de las reuniones entre gestores y trabajadores; la acción articuladora del apoyo institucional, las ofertas en el análisis y la implicación colegiada; y los deseos y la construcción colectiva de los objetos de inversión. Con la experiencia de la función de apoyo como camino de articulación y extrayendo los sentidos de ese quehacer por los deseos que movilizan la actuación, se elaboró una mirada crítica hacia los puntos fuertes y débiles de los sujetos institucionales y de los papeles que desempeñan en la producción colegiada del cuidado de la salud mental...
Responsável: BR33.1 - Divisão Técnica de Biblioteca e Documentação


  8 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-1009778
Autor: Subsecretaría de salud mental y atención a las adicciones.
Título: Salud mental y adicciones en Buenos Aires: un nuevo rumbo / Mental Health and Addictions in Buenos Aires: a new direction.-1
Fonte: La Plata; Provincia de Buenos Aires. Ministerio de Salud; 2015?. 1-140 p. il. col..
Idioma: es.
Responsável: AR659.1 - Biblioteca "Dr. Ricardo Gutiérrez"


  9 / 490 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: lil-698365
Autor: Souza, Telma de Almeida; Mattos, Flávio de Freitas.
Título: Representação social de adultos sobre tabagismo e suas implicações para a saúde: estudo realizado em comunidade rural - MG / The social representation of smoking among adults and its implications for health: study conducted in a rural community in the state of Minas Gerais
Fonte: Arq. odontol;48(3):159-165, Jul.-Sep. 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Apreender a representação social de adultos de uma comunidade rural sobre o tabagismo e suas implicações para a saúde e, por conseguinte, fornecer subsídios para planejamento das ações dos serviçosde saúde. Materiais e Métodos: Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com 15 adultos (fumantes, exfumantes e não-fumantes), entre 30 a 59 anos, moradores de uma região rural em Santa Bárbara-MG e usuários do serviço de saúde municipal, para uma análise utilizando a abordagem qualitativa dos dados. Resultados:Foi possível classificar e separar os discursos em três grandes temas: Iniciação do Tabagismo; Influência naQualidade de Vida e Cessação do Hábito. Os entrevistados consideraram importante que os profissionais desaúde tenham maior ação no apoio à cessação do tabagismo. Há concordância de que é necessário não apenasmanter as propagandas antitabaco nos maços e ampliar o número de áreas restritivas ao cigarro, bem comoa intensificação destas medidas. Conclusão: Deve-se aumentar as ações direcionadas aos jovens e à família,pois ambos interferem fundamentalmente na iniciação ao fumo. A criação de grupos de convivência podeauxiliar na cessação do hábito de fumar. Diminuir as formas de pressão social aos grupos em situação devulnerabilidade social pode ajudar na diminuição do número de fumantes.
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  10 / 490 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-904462
Autor: Sobral, Lorena Franco; Barros, Évelin Lúcia; Carnut, Leonardo.
Título: A área de política, planejamento e gestão em saúde nas graduações em saúde coletiva no brasil / The health policy, planning, and management in the collective health area in undergraduate education in brazil / El área de política, planificación y gestión en salud en el pregrado en salud colectiva en brasil
Fonte: Trab. educ. saúde;15(3):879-894, set.-dez. 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Resumo Com a instrumentalização da área de política, planejamento e gestão em saúde, o ethos político do sanitarista vem sendo posto em questão em sua formação. Assim, buscou-se caracterizar os componentes curriculares relacionados com essa área nos cursos de graduação em saúde coletiva do Brasil. Em junho de 2014, fez-se um levantamento de dados secundários das matrizes curriculares pelo site do Ministério da Educação, cuja unidade de análise foi o componente curricular, usando-se o termo de referência para os cursos de graduação em saúde coletiva como parâmetro. Os cursos apresentam 'saúde coletiva' como principal denominação (60%). A maior parte dos cursos se divide nas regiões Norte e Sudeste (27%) e em instituições públicas (93%). Sobre os conteúdos nas nomenclaturas, 'planejamento em saúde' é o mais citado (até sete vezes em uma mesma matriz) e em 60% do total dos cursos; 87% dos cursos não apresentam o termo 'Sistema Único de Saúde' como denominação de componente. Concluiu-se que sem uma padronização curricular, os futuros sanitaristas terão perfis diferenciados, atuando em uma perspectiva mais específica com tendência a um formato de gestão mais planificador e apresentando lacunas no que se refere aos conteúdos políticos e da defesa ideológica do Sistema Único de Saúde.

Abstract With the instrumentalization of the health policy, planning, and management area, the public health physicians' political ethos has been being put into question in their training. Thus, we aimed to characterize the curricular components related to this area in undergraduate courses in collective health in Brazil. In June 2014, a secondary data survey of the curricular matrices was carried out on the Ministry of Education's website, the unit of analysis of which was the curricular component, using the reference term for undergraduate courses in collective health as a parameter. The courses present 'collective health' as the main denomination (60%). Most of the courses are spread in the Northern and Southeastern regions (27%) and in public institutions (93%). On the contents in the nomenclatures, 'health planning' is the most cited (up to seven times in the same matrix) and in 60 percent of the total courses; 87 percent of the courses do not feature the term 'Unified Health System' as a component name. It was concluded that without a curricular standardization future public health physicians will have different profiles, acting in a more specific perspective leaning towards a more planning management format and with gaps regarding the political contents and the ideological defense of the Unified Health System.

Resumen Con la instrumentalización del área política, planificación y gestión en salud, el ethos político del profesional de la salud está sobre la mesa desde su formación. Así, se buscó caracterizar los componentes curriculares relacionados con esta área en los cursos de pregrado en salud colectiva en Brasil. Se realizó un relevamiento de datos secundarios en junio de 2014 de las matrices curriculares a través del sitio del Ministerio de Educación, cuya unidad de análisis fue el componente curricular, siendo utilizado el término de referencia para los cursos de pregrado en salud colectiva como parámetro. Los cursos presentan 'salud colectiva' como principal denominación (60%). La mayor parte de los cursos se encuentra en las regiones Norte y Sudeste (27%) y en instituciones públicas (93%). Sobre los contenidos en las nomenclaturas, "planificación en salud" es el más citado (hasta siete veces en una misma matriz) y en el 60% del total de los cursos; el 87% de los cursos no presentan el término 'Sistema Único de Salud' como denominación de componente. Se concluyó que sin una normalización curricular, los futuros profesionales de la salud tendrán perfiles diferenciados, actuando en una perspectiva más específica con tendencia a un formato de gestión más planificador y presentando vacíos en lo que se refiere a los contenidos políticos y de la defensa ideológica del Sistema Único de Salud.
Responsável: BR15.3 - Biblioteca Emília Bustamante



página 1 de 49 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde