Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1.001 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1169 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 117 ir para página                         

  1 / 1169 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878711
Autor: Vásquez, Mauricio Andrés.
Título: Salud Intercultural y políticas públicas: La experiencia de la organización Taiñ Adkimn en la comuna de la Pintana / Intercultural Health and Public Policies: The experience of the Taiñ Adkimn organization in the commune of La Pintana.
Fonte: Santiago de Chile; s.n; 2009. 133 p. tab, graf.
Idioma: es.
Tese: Apresentada a Universidad de Chile para obtenção do grau de Maestría.
Resumo: El presente estudio aborda la relación entre la política de salud de los pueblos indígenas, la aplicación de sus lineamientos en un programa desarrollado por la organización indígena Taiñ Adkimn de la comuna de La Pintana y las percepciones de los usuario(a)s del programa en mención. Se buscó ahondar en los significados ligados, tanto en la experiencia de los ejecutores del programa, como de los usuario(a)s del mismo, con el fin de producir una discusión relevante sobre identidades étnicas en el contexto urbano, la salud intercultural y posibles reconfiguraciones de las prácticas medicinales originarias.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  2 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-878701
Autor: França, Tania; Pierantoni, Celia Regina; Belisario, Soraya; Medeiros, Katia; Castro, Janete Lima; Cardoso, Isabela; Garcia, Ana Claudia.
Título: A capilaridade da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde no Brasil / The capillarity of the National Policy of Permanent Education in Health in Brazil
Fonte: In: Costa, António Pedro; Brandão, Catarina; Ribeiro, Jaime; Souza, Francislê Neri de; Souza, Dayse Neri de. Atas: investigação qualitativa em educação / Atas: investigación cualitativa en educación. Porto, Universidade;Lusófona do Porto,, 2016. p.75-75, ilus.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: 5º Congresso Ibero-Ameriocano em Investigação Qualitativa, Porto, 12 - 14 jul. 2016.
Resumo: OBJETIVO: Trata-se de revisão integrativa da literatura que objetivou identificar as concepções sobre educação permanente em saúde no Brasil, as metodologias utilizadas para seu desenvolvimento, as estratégias, principais desafios e dificuldades relacionadas à execução da Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS), do Ministério da Saúde do Brasil. MATERIAL E MÉTODO: O estudo foi desenvolvido em bases de dados científicas, em 2015, resultando em 94 publicações, que discutem experiências de implantação da PNEPS. A educação permanente tem sido compreendida quanto aos seus pressupostos conceituais e metodológicos como uma estratégia transformadora das práticas de saúde, com grande potencial para o rompimento do paradigma tradicional que orienta os processos de formação dos trabalhadores da saúde. CONCLUSÃO: Tem-se como desafio o planejamento e implementação da política no âmbito regional, cuja manutenção precisa se efetivar por meio de gestão participativa e colegiada, exercitando o processo de descentralização e negociação democrática, sustentada nas necessidades locais.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  3 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878590
Autor: Pierantoni, Celia Regina.
Título: Reformas da saúde e recursos humanos: novos desafios x velhos problemas um estudo sobre recursos humanos e as reformas recentes da política nacional de saúde / Health and human resources reforms: new challenges x old problems A study on human resources and recent reforms of national health policy.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2000. 223 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: Este estudo examina o desenvolvimento da área de recursos humanos nas políticas públicas a partir da evolução da política nacional de Saúde nas últimas décadas. OBJETIVO: O objetivo geral do estudo foi avaliar a implantação de uma inovação para a área de gestão de recursos humanos em saúde ­ o SIG-RHS ­ e a possibilidade de utilização das informações por ele geradas na formulação e implementação de políticas pertinentes para qualificação do processo de gestão do sistema de saúde. MATERIAL E MÉTODO: O desenho da pesquisa inclui análise de conjuntura e trabalho de campo (um estudo de casos múltiplos) que consistiu na avaliação do processo de implantação de uma inovação na área de gestão de recursos humanos em saúde ­ o Sistema de Informação e Gestão de Recursos Humanos em Saúde (SIG-RHS). No plano de análise das reformas na área da Saúde destacam-se dois momentos: o primeiro relacionado com as transformações do sistema que delimitaram a definição constitucional do Sistema Único de Saúde na década de 80 e um segundo marcado pela definição macropolítica da reforma do Estado na década de 90. As transformações observadas na implementação dessas reformas destacam antigos problemas e introduzem novos para a área de recursos humanos de saúde. Desloca o foco da prática de Saúde dos aspectos relativos à prática médica consolidada na década de 70 apontando para a multiplicidade de processos e agentes envolvidos com diferentes inserções no processo de trabalho e qualificações técnicas. A reorganização dos pactos federativos pela descentralização da gestão e das formas de alocação de recursos financeiros, aliada às propostas de flexibilização do Estado, introduzem mudanças nas relações de trabalho. Essas mudanças, entre outras coisas, alteram planos relacionados com a gestão de recursos humanos e a viabilidade do sistema de Saúde para alcance dos padrões de cobertura, eficiência, eqüidade e qualidade desejados. CONCLUSÃO:Por fim, o estudo indica a centralidade das questões relacionadas com recursos humanos para o êxito das reformas e a necessidade de estudos que incluam a prática avaliativa de processos de implementação como forma de modelar ativamente a articulação formulação/implementação de políticas públicas de Saúde.

INTRODUCTION: The study examines the development of human resources in public policy, from the evolution of health national politics during the last decades. OBJECTIVE: The overall objective of the study was to evaluate the implementation of an innovation for the area of human resources management in health - SIG-RHS - and the possibility of using the information generated by it in the formulation and implementation of policies pertinent to the qualification of the management of the health system. MATERIAL AND METHOD: It includes an overall analysis and a fieldwork comprising multiple cases, which evaluated the process of implantation of innovations in the area of health human resources management ­ the Health Human Resources Information and Management System (SIG-RHS). Two moments stand out in the analysis of health reforms: the first one, concerning transformations that delimited the legal constitution of the Health Unified System in the 80's; and the second, marked by the macro-political definition of the State reform in the 90's. The transformations brought by these reforms detach old problems and present new ones; the focus of health practice changes, from aspects related to the medical practice, consolidated in the 70's, to many processes and agents involved in different technical qualifications and insertions. The re-organization of federative pacts (decentralized management and financial resources) and the proposals for the State flexibilization change work relations. CONCLUSION: These ones, among other things, modify human resources management and the system feasibility, as to reach high coverage, efficiency, equity and quality. Finally, the present study points out important issues related to human resources, aiming at the success of reforms and at studies comprising the evaluation of implementation processes, in order to build up the articulation between formulation/implementation of health public policies.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  4 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: biblio-878564
Autor: Magnago, Carinne; Pierantoni, Celia Regina; Vieira, Swheelen de Paula; França, Tania; Miranda, Rômulo Gonçalves; Nascimento, Dayane Nunes.
Título: Implantação das mesas nacionais de negociação permanente do Sistema Único de Saúde em secretarias estaduais e municipais de saúde / Implementation of the Brazilian National Health System permanent negotiating tables in state and municipal health secretariats
Fonte: Saúde Soc;26(2):336-347, 2017. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo deste artigo é avaliar a implantação da mesa de negociação permanente e identificar os entraves e os avanços decorridos dos processos de negociação no âmbito dos estados e dos municípios brasileiros. O método usado foi estudo descritivo e exploratório, de abrangência nacional. A coleta de dados se deu em 2012 e 2013, por meio de survey com 519 gestores de saúde e grupos focais com 49 gestores e 11 integrantes da Mesa Nacional de Negociação Permanente. Dados foram analisados por estatística descritiva e por análise de conteúdo. Verificou-se existência de 132 mesas de negociação, das quais apenas 87 estão em funcionamento. Os principais motivos para não implantação das mesas são a falta de assessoria técnica e a utilização de outras ferramentas para negociação do trabalho. As principais mudanças nas relações de trabalho em decorrência da atuação das mesas de negociação foram a realização de concursos e de processos seletivos públicos, políticas de desprecarização do trabalho e a implantação de planos de cargos, carreiras e salários. Conclui-se que apesar da potencialidade das mesas como dispositivos de negociação, sua implantação e seu pleno funcionamento esbarram em grandes desafios. (AU)

This article aimed to evaluate the implementation status of the permanent negotiating tables and to identify the obstacles and the advances that have elapsed from the negotiation processes in the Brazilian states and cities. It was a descriptive and exploratory study of national scope. The data collection took place in 2012 and 2013, through a survey of 519 health managers and focus groups with 49 managers and 11 members of the National Permanent Negotiating Table. Data were analyzed by descriptive statistics and by content analysis. We identified 132 negotiating tables, of which only 87 are in operation. The main reasons for not deploying the tables are the lack of technical advice and the use of other tools for negotiating labor. The main changes in work relationships because of the negotiating tables were the holding of public tenders and selective processes, work valuation policies and the implementation of careers and salary plans. We concluded that despite the potential of the tables as negotiating devices, their implementation and full operation face great challenges. (AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME


  5 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878558
Autor: Silva, Tania Cristina França da.
Título: Limitações à gestão de recursos humanos em saúde no nível municipal / Limitations to human resources management in health at the municipal level.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2007. 156 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: Esta tese de doutorado tem como foco as limitações que se colocam aos gestores do nível local para produzir serviços de qualidade em sistemas de saúde. OBJETIVO: A definição tradicional do conceito de gestão de recursos humanos foi ampliada por abarcar questões relacionadas à configuração federalista do país, considerando diversidades estruturais e culturais. MATERIAL E MÉTODO: Utilizou como fonte primária, dados selecionados a partir de entrevistas com gestores de RH com reconhecida experiência na área. Como fonte secundária, utilizou-se as informações pré-selecionadas de pesquisas disponíveis sobre o campo de gestão do trabalho da saúde. RESULTADOS: A análise do autor confronta as características estruturais do federalismo brasileiro e os desafios decorrentes da base da concepção do sistema nacional de saúde. CONCLUSÃO: Os resultados deste estudo iluminam possíveis caminhos alternativos para superar as limitações presentes na gestão de recursos humanos no nível local.

INTRODUCTION: This doctoral thesis focuses the limitation faced by the local health systems managers to provide quality services at the local level. OBJECTIVE: The concept human resources management goes beyond its traditional definition, to encompass issues related to the Brazilian federalist make up as well as to take into account the structural and cultural diversity of the country. MATERIAL AND METHOD: The data selection encompassed primary sources (interviews with experienced managers in the area either at the local or state level) as well as secondary ones (previews research reports available in the field of HR management). RESULTS: Another analysis relies on the confrontation of structural traits of the Brazilian Federalist and challenges built in the key conception and makeup of the national health system. CONCLUSION: The results of this study bring lights to alternative paths to overcome the present limitations of human recourses management in the level local.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  6 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878554
Autor: Maciel Filho, Rômulo.
Título: Estratégias para distribuição e fixação de médicos em sistemas nacionais de saúde: o caso brasileiro / Strategies for distribution and fixation of physicians in national health systems: the Brazilian case.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2007. tab, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: A distribuição geográfica de médicos é um problema com que se defrontam os sistemas nacionais de saúde e, no Brasil, tem se tornado um dos desafios para a consolidação do Sistema único de Saúde (SUS). A análise dos determinantes dessa distribuição está fundamentado em abordagens sobre o mercado de trabalho em saúde e no médico sua formação ou oferta inserido no contexto histórico, político, social e institucional em que são construídos. O referencial de análise proposto neste estudo tem como objetivo evidenciar os fatores e condicionantes que interferem na distribuição e fixação de médicos identificar possíveis estratégias de intervenção que podem ser aplicadas à realidade brasileira, no contexto das políticas públicas.OBJETIVO: O mote para essa discussão é a compreensão de que a forte concentração geográfica dos profissionais e dos serviços impede a concretização dos princípios que regem o Sistema Único de Saúde, particularmente no que se refere à universalização, à integralidade e à própria descentralização. As estratégias tentadas pelo governo brasileiro também são abordadas, mais especificamente, o Projeto Rondon, o Programa de Interiorização das Ações de Saúde e Saneamento (PIASS) e o Programa de Interiorização do SUS (PISUS). MATERIAL E MÉTODO: Essa análise é complementada com um estudo de caso sobre a experiência recente no campo da política pública em saúde destinada a minimizar a má distribuição de médicos no território nacional: o Programa de Interiorização do Trabalho em Saúde (PITS), implementado pelo Ministério da Saúde em 2001. RESULTADOS: Sua condição de estratégia inédita na política de recursos humanos em saúde em nosso país permitiu identificar aspectos relevantes para qualquer iniciativa que pretenda fortalecer a distribuição de profissionais de saúde, para além dos grandes centros urbanos. CONCLUSÃO: Por fim, o estudo oferece um referencial de análise para a distribuição e a fixação de médicos, construído a partir dos elementos contemplados na revisão da literatura, na discussão teórica, no aporte das experiências nacionais e internacionais e nos resultados obtidos no estudo de caso.

INTRODUCTION: The medical geographical distribution is a matter that challenges the nationals systems of health and, Brazil, its becoming one of the main challenges to face to consolidate the SUS (Sitema Único de Saúde Unique System of Health). OBJECTIVE: The analysis of the determinative ones of this distribution is based on approaches about the work market in health and the doctor his formation or offer inserted in the historical context, politician, economic, social and institutional where they are constructed. The referential of analysis considered in this study has as its objective to make evident the factors and conditioning matters that interfere with the distribution and retention of doctors and to identify possible strategies of intervention that they can be applied to the Brazilian reality, in the context of the public politics. The motto for this discussion is the understanding of that the strong geographic concentration of the professionals and of the services it obstructs the concretion of the principles that conduct the SUS (Unique System of Health), particularly as for the universalization, to the integrality and to the proper decentralization. The attempted strategies by the Brazilian government also are focused, emphasizing the Rondon Project, the PIASS (Program of Actions of health and Sanitation in the interior area of Brazil rural areas). MATERIAL AND METHODS: This analysis is complemented with a case study on the recent experience in the field of the public health politics destined to minimize the bad distribution of doctors in the national territory: the PITS (a program to stimulate and increase work in the field of health in the interior area of Brazil), implemented by Ministry of Health in 2001. RESULTS: Its condition of unheard-of strategy in the politics of human resources in health in our country allowed identifying relevant aspects for any initiative that intends to fortify the distribution of health professionals towards out of the great urban centers. CONCLUSION: Finally, the study offers a referential of analysis for the distribution and retention of doctors, constructed from the elements contemplated in the bibliographic revision, in the theoretical discussion, in the related national and international experiences and in the results gotten in the case study.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  7 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878530
Autor: Garcia, Ana Claudia Pinheiro.
Título: Gestão do trabalho e da educação na saúde: uma reconstrução histórica e política / Management of work and education in health: a historical and political reconstruction.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2010. 171 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual do Rio de Janeiro para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: INTRODUÇÃO: Parte do princípio de que os recursos humanos são um tema central na agenda de desenvolvimento das políticas públicas de saúde e constituem-se em um fator essencial e crítico para o alcance das metas propostas no planejamento e implementação de sistemas nacionais de saúde mais eficientes. No caso do Brasil, é fato que dirigentes de recursos humanos na área da saúde enfrentam problemas que se perpetuam desde a implantação do Sistema Unico de Saúde. Nos anos recentes, o Ministério da Saúde, via Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde, para além de estabelecer as diretrizes nacionais da política nesse campo, vem implementando estratégias indutoras para a execução e qualificação da gestão do trabalho e da educação em estados e municípios. OBJETIVOS: O presente estudo busca avaliar se os processos gerenciais e a estrutura organizacional do setor de recursos humanos das secretarias estaduais e municipais refletem os investimentos técnicos, políticos e financeiros alocados pela área de gestão do trabalho e da educação, em nível nacional. Mais ainda, identificar avanços e retrocessos, nós críticos e os rumos para a consolidação da área. MATERIAL E MÉTODO: Para realização dessa tese, além da revisão bibliográfica e documental, foram utilizados os dados primários do survey aplicado em pesquisa realizada pela Estação Observatório de Recursos Humanos em Saúde IMS/UERJ; grupo focal com responsáveis pelas estruturas de recursos humanos das secretarias de saúde dos estados e das capitais; entrevistas semi-estruturadas com atores envolvidos na condução da política nacional de recursos humanos e formadores de opinião. Foi também destacado o estudo de caso do estado do Rio de Janeiro ­ pioneiro no modelo de estruturação da área no âmbito do SUS. RESULTADOS: Os resultados revelam que o esforço de implementação da política de recursos humanos pela esfera federal não tem sido capaz de redirecionar de forma mais permanente os processos de formação e trabalho nas outras instâncias do sistema de saúde, com vistas aos objetivos do sistema de saúde brasileiro. CONCLUSÃO: Embora sejam observadas mudanças pontuais, mantém-se o distanciamento discurso x práxis que condiciona uma baixa institucionalidade da área, tanto no campo da política, como da gestão.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-878314
Autor: Jesus, Helk Jane Abreu de.
Título: O fisioteraupeta no SUS: contribuição para as políticas públicas de saúde em Belém/PA / The physioterapist in SUS: contribution to public health policies in Belém / PA.
Fonte: Fortaleza; s.n; 2010. 164 p. tab, graf, ilus.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual do Ceará para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: INTRODUÇÃO: São abordados os históricos da Saúde Pública e da Fisioterapia, tanto no Brasil como em Belém, as representações sociais da Fisioterapia que lhe dão corpo e formatação e a realidade do fisioterapeuta municipal no SUS. O enfoque é dado ao processo de vivência dos fisioterapeutas no SUS, expondo a realidade da entrada da Fisioterapia nos serviços públicos, a partir da visão do fisioterapeuta municipal, participante do processo de municipalização preconizado pelo SUS. OBJETIVO: Esta dissertação analisa o processo de contribuição da Fisioterapia no SUS, a partir de ações mobilizadoras do fisioterapeuta municipal de Belém. MATERIAL E MÉTODO: O estudo foi realizado entrevistando dezoito fisioterapeutas atuantes no município e em posições legais de liderança, fazendo uso de entrevistas semiestruturadas, objetivando analisar suas opiniões acerca da atual conjuntura em que se encontra a Fisioterapia nas Políticas Públicas de Saúde da região. CONCLUSÃO: Conclui-se que o fisioterapeuta, sofre as mesmas dificuldades que muitos profissionais de saúde do município, devido a completa faltade vontade política dos atuais governantes, que só arrastam os problemas para o imediatismo e emergencialismo tardio. Aliado a este aspecto, sobressai a falta de coligação da classe de fisioterapeutas, que só tende a retardar e enfraquecer as possíveis lutas políticas em beneficio próprio, pois seus interesses ainda perpassam por questões individualizadas e desconectadas da necessidade do sistema de saúde vigente do país. Esses fatores se entrelaçam e dificultam a inserção mais contundente da Fisioterapia dentro das Políticas Públicas de Saúde de Belém.

INTRODUCTION: It presents historical issues of Public Health and Physical Therapy areas in Brazil in general and in the city of Belem; social representation issues of the Physical Therapy profession which characterizes its local cultural manifestation and the way physical therapy services are provided in Belem city, and the present conditions physical therapists who work for the Brazilian universal health care system in city health care centers deal with. Focus is given to experiences lived by physical therapists who work for the universal health care system, presenting the real conditions of the onset of physical therapy services in public centers from the perspective of physical therapists who work in city health care centers who participated in the process of municipalization of physical therapy services present in universal health care system.OBJECTIVE: This dissertation thesis analyzes the process of physical therapists ́ contribution to the Brazilian Universal Health Care system focused on advocacy professional actions performed by physical therapists who work at city health care centers. MATERIAL E MÉTODO: In this study, 18 physical therapists who work in city health care centers and who hold leadership positions at their workplaces were interviewed through semi-structured interviews whose goal was analyzing their opinions on the present conjuncture the physical therapy profession deals with concerning health public policies in the North region of Brazil. CONCLUSION: The study reaches the conclusion that the physical therapist faces the same difficulties many other health professionals who work in city health care centers do because of total lack of political will of present government rulers, and this situation just drags problems into immediacy and late emergency actions. Besides this situation, one may highlight lack of physical therapists professional coalition which retards advocacy for the physical therapy profession. The author states that physical therapists act based on individual interests which do not relate to Brazil ́s health care system needs. All these issues are interconnected and make it difficult for more appropriate implementation of physical therapists ́ intervention in public health policies in the city of Belém.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1169 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-878215
Autor: Jácome Roca, Alfredo.
Título: Más años a la vida, ¿más vida a los años? / More years to life, ¿more life to the years?
Fonte: Medicina (Bogotá);37(1(108)):5-7, Enero - Marzo 2015.
Idioma: es.
Resumo: Todos sabemos que los indicadores de salud mejoran con programas sanitarios y educativos como la vacunación, reducción de violencia y accidentes, promoción de la salud mental, reducción de la mortalidad materna, descontaminación ambiental, suministro de agua potable y ­a nivel individual­ nutrición balanceada (¿dieta mediterránea?), ejercicio físico, manejo del estrés y apartarse de las toxicomanías. Estos factores inciden en la prolongación del ciclo vital en algo más de dos terceras partes de los casos. Los demás factores son de origen genético, asunto de sirtuínas, longitud de los telómeros, radicales libres, o la curiosidad ­intensamente estudiada­ de poblaciones particularmente longevas en ciertos sitios del planeta.
Responsável: CO102


  10 / 1169 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-877950
Autor: Guimarães, Emanoella Pessoa Angelim.
Título: O agente comunitário de saúde em Fortaleza: vivências profissionais / The community health agent in Fortaleza/Brazil: professional experiences
Fonte: In: Universidade Estadual do Ceará. Anais da XIX Semana Universitária da UECE. Fortaleza, Universidade Estadual do Ceará, 2014. .
Idioma: es.
Conferência: Apresentado em: XIX Semana Universitária, Fortaleza, 24 - 28 nov. 2014.
Resumo: INTRODUÇÃO: O Programa Saúde da Família (PSF) surgiu como um programa nacional no contexto da reestruturação do sistema público de saúde no Brasil, propondo um modelo de atenção à saúde da população de forma a possibilitar o acesso universal e contínuo aos serviços, preconizando os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS): universalização, equidade, descentralização, integralidade e participação da comunidade. Atualmente a nomenclatura é Estratégia Saúde da Família (ESF). OBJETIVO: Este trabalho procurou compreender como o Agente Comunitário de Saúde (ACS), que é um dos integrantes da ESF, desenvolve suas atividades cotidianas e como essas podem contribuir e/ou influenciar na implementação, no fortalecimento e na manutenção de uma política pública de saúde na cidade de Fortaleza (CE). Viu-se a necessidade de compreender, a partir do ACS, qual o sentido de sua atuação, o seu papel dentro de um campo onde atuam profissionais diversos, tais como médicos, enfermeiros, cirurgiões dentistas, dentre outros. Diante do exposto, procuramos compreender como o ACS estabelece espaços de negociação, no cotidiano de trabalho, tanto com a equipe de ESF, como com a comunidade por ele assistida; como percebe seu trabalho dentro da equipe de ESF enquanto sujeito de articulação da comunidade com o sistema de saúde local, verificando as funções (previstas e praticadas) e formas de atuação do ACS na ESF. MATERIAL E MÉTODO: A metodologia utilizada, de natureza qualitativa, teve inspiração na etnografia tendo sido utilizadas como ferramentas essenciais observação direta no campo por ocasião do acompanhamento de uma ACS, entrevistas semiestruturadas com outros ACS e com uma gestora, além de pesquisa documental e bibliográfica sobre o tema. RESULTADOS: Os obstáculos que se apresentaram no desenvolvimento do trabalho do ACS, segundo os depoimentos foram: falta de coesão entre a equipe de trabalho, falta de apoio institucional e o contexto de violência de uma metrópole. O ACS realiza as atividades que são preconizadas pelo Ministério da Saúde, adequando-se às condições de cada área. Por ser também morador do mesmo local onde trabalha, alguns aspectos, tais como a invasão de privacidade, são vistos pelo ACS como negativos. CONCLUSÃO: Contudo poder contar com a boa vontade dos moradores para realizar seu trabalho, por conta da confiança desenvolvida, são aspectos, apontados pelos profissionais, como positivos.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 117 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde