Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1.001.002 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 1595 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 160 ir para página                         

  1 / 1595 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 789999
Autor: Osorio Castaño, Jhon Henry.
Título: Patrón de conocimiento socio-político en enfermería: reflexiones conceptuales / Padrão de conhecimento sócio-político na enfermagem: reflexões conceituais / Pattern of socio-political knowledge in nursing: conceptual reflections
Fonte: rev. cuid. (Bucaramanga. 2010);7(2):1352-1357, july.-dic. 2016.
Idioma: es.
Resumo: Introducción: Los patrones de conocimiento en enfermería son las formas de dar respuesta a diversas preguntas y problemas que surgen en la disciplina. Seis han sido los patrones de conocimiento identificados en enfermería. El empírico, estético, personal, ético propuestos por Barbara Carper; el socio-político por Jill White y el emancipatorio por Peggy Chinn y Maeona Kramer. Materiales y Métodos: Artículo de reflexión acerca del patrón de conocimiento socio-político a partir de la revisión teórica de los elementos conceptuales de expresión y credibilidad expuestos por Chinn y Kramer y desde las cuestiones epistemológicas y ontológicas propuestas por Mary Silva. Resultados: Este patrón de conocimiento comprende ciertas características específicas que le permiten diferenciarse claramente de otros eludiendo su inclusión en el patrón empírico tal como ha sido propuesto por otras autoras. Discusión y Conclusiones: La enfermería encuentra en el patrón de conocimiento socio-político el camino para avanzar y garantizar su permanencia como disciplina que aporta un beneficio a la sociedad al contemplar el contexto como una oportunidad de visibilización y expresión.

Introducao: Os padrões de conhecimento de enfermagem são formas de responder a questões e problemas que surgem na disciplina. Seis padrões foram identificados no conhecimento de enfermagem. O empírico, estético, pessoal, ética proposta por Barbara Carper; sócio-política por Jill White e emancipatório por Peggy Chinn e Kramer Maeona. Materiais e Métodos: Artigo de reflexao sobre o padrão de conhecimento sócio-político a partir da revisao teórica dos elementos conceituais de expressão e credibilidade expostos por Chinn e Kramer e das questões epistemológicas e ontológicas propostas por Mary Silva. Resultados: Este padrão de conhecimento inclui certas características que lhe permitem se diferenciar claramente de outros, evitando a sua inclusão no padrão empírico como foi proposto por outros autores. Discussão e Conclusões: A enfermagem encontra no padrão de conhecimento sócio-político o caminho a seguir para garantir a sua permanência como uma disciplina que fornece um benefício para a sociedade e contempla o contexto como uma oportunidade para a visibilidade e expressão.

Introduction: Patterns of nursing knowledge are ways of responding to questions and problems that arise in the discipline. Six patterns have been identified in nursing knowledge. The empirical, aesthetic, personal, ethical proposed by Barbara Carper; Jill White 's socio-political and emancipatory by Peggy Chinn and Kramer Maeona. Materials and Methods: Reflection article about the pattern of socio- political knowledge from the conceptual elements of expression and credibility exposed by Chinn and Kramer and from the epistemological and ontological questions proposed by Mary Silva. Results: This pattern of knowledge includes certain features that allow clearly differentiate, avoiding their inclusion in the empirical pattern as has been proposed by other authors. Discussion and Conclusions: Nursing finds in the pattern of socio- political knowledge the way forward and ensure their permanence as a discipline that provides a benefit to society to see the context as an opportunity for visibility and expression.
Responsável: CO646.9 - UDES - Universidad de Santander


  2 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: 787950 LILACS-Express
Autor: SOUZA, A. D. Z; HEINEN, H. M; AMESTOY, S. C; PIRIZ, M. A; MENDIETA, M. C; HECK, R. M.
Título: O Processo de trabalho dos enfermeiros da atenção primária e a Política Nacional de Plantas Medicinais/Fitoterápicos / The nurses’ work process of Primary Health Care and the National Politics of MedicinalPlants/Phytoterapies
Fonte: Rev. bras. plantas med;18(2):480-487tab.
Idioma: pt.
Resumo: RESUMO O estudo objetivou conhecer o processo de trabalho dos enfermeiros da atenção primária em relação à Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. O referencial foi baseado em Guareschi e Kleinman. A abordagem foi qualitativa, descritiva. Fizeram parte dos estudos enfermeiros de 21 municípios da região Sul do estado do Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por questionário autoadministrado, no período de junho a agosto de 2013. A análise seguiu a proposta operativa de Minayo, emergindo dois temas: processo de trabalho dos enfermeiros e a Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos; viabilização desta na atenção primária. Observou-se o desconhecimento da política, apesar de ter sido constatado a indicação de plantas medicinais no processo de trabalho. A política é viável quando o enfermeiro organiza grupos, coloca em prática o diálogo interdisciplinar, e contempla a questão dos aspectos culturais do usuário.

ABSTRACT This study aimed to understand nurses’ work processes in primary health care in relation to the National Politics of Medicinal Plants and Phytotherapies. The referential was based on Guareschi and Kleinman. The approach was qualitative and descriptive. Nurses from 21 towns of Southern Rio Grande do Sul participated. Data collection was a self-administrated questionnaire, in the period of June to August of 2013. The analysis followed Minayo’s operative proposal, two themes emerged: nurses’ work processes and the National Politics of Medicinal Plants and Phytotherapies and the viability of this in primary health care. The ignorance of the policy, but they indicate medicinal plants in the work process. The policy is practicable, when the nurses make groups, put the interdisciplinary dialogue in practice and contemplate the users’ cultural aspects.
Responsável: BR40.1 - DBD - Divisão de Biblioteca e Documentacão do Conjunto de Químicas


  3 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 786951
Autor: Mansano, Sonia Regina Vargas; Carvalho, Paulo Roberto de.
Título: Políticas de subjetivação no trabalho: da sociedade disciplinar ao controle / Politics of subjectification in labor: from disciplinay society to control / Políticas de subjetivación en el trabajo: de la sociedad disciplinaria al control
Fonte: Psicol. estud;20(4):651-661, out.-dez. 2015.
Idioma: en; pt.
Resumo: Asmudanças sociais e históricas que vimos acontecer de maneira marcante no final do século XX e início do XXI mostram que estamos diante de modos de subjetivação mutantes, os quais mantêm conexões diretas com a atividade produtiva. Nesse sentido, política esubjetividade são dois conceitos que caminham lado a lado quando são analisadas as relações de trabalho que colocam em cena a reinvenção dos modos de viver e trabalhar. No presente estudo teórico, será realizada uma aproximação entre os conceitos de política e de subjetivação, tendo como referência a emergência e expansão do denominado trabalho imaterial. Para tanto, o artigo foi dividido em dois momentos. Primeiro, será realizado um resgate histórico sobre a política de subjetivação que vigorava no momento histórico que Foucault caracterizou como disciplinar. Em seguida, serão descritas as transformações históricas que Deleuze assinalou sob a denominação de sociedade de controle. Diante desses dois cenários, que se mesclam na atualidade capitalista, serão percorridas as seguintes questões: Como o trabalhador se constitui histórica e politicamente como sujeito na sua prática laboral? Quais componentes subjetivos se atualizam no contexto produtivo do capitalismo avançado? Quais políticas de subjetivação são inventadas e colocadas em circulação pelos trabalhadores? Ao final do estudo, serão discutidos os desafios que atualmente estão colocados para o trabalhador que constantemente transita entre as duas políticas de subjetivação abordadas.

Remarkable social and historical changes we witnessed in the late nineteenth and early twenty-first centuries show that we are facing mutantmodes of subjectification, which are directly connected to productive activities. In this sense, politics and subjectivity are two concepts that go hand in hand when labor relations are analyzed, bringing into play the reinvention of ways of living and working. This theoretical study will bring together the concepts of politics and subjectification, having as reference the emergence and expansion of the so-called immaterial labor. First, we will go back in time and address the politics of subjectification in force in the historical moment which Foucault characterized as disciplinary. Then, the historical changes which Deleuze pointed out and named control of society will be described. In the face of these two scenarios, which merge in the capitalist contemporaneity, the following questions will be covered: How workers are historically and politically constituted as subjects in their labor practice? Which subjective components are updated in the productive context of advanced capitalism? Which politics of subjectification are invented and put into circulation by workers? At the end of the study, there will be a discussion about current challenges for workers who constantly move between the two politics of subjectification addressed.

Cambios históricos y sociales que hemos visto de manera llamativa más a finales del siglo XX y XXI, muestran que estamos ante los modos de subjetivaciónmutantes, que mantienen conexiones directas con la actividad productiva. En este sentido, subjetividad y política son dos conceptos que van de la mano cuando se analizan las relaciones de trabajo que ponen en escena la reinvención de las formas de vivir ytrabajar. En este estudio teórico, se llevará a cabo un acercamiento entre los conceptos de política y de subjetivación, en referencia a la aparición y expansión del denominado trabajo inmaterial. Con este fin, se dividió el artículo en dos fases. En primer lugar, se llevará a cabo un rescate histórico en la política de subjetivación que existía en el momento histórico que Foucault caracteriza como disciplinar. Entonces será descrito los cambios históricos que Deleuze ha señalado bajo el nombre de sociedadde control. Frente a estos dos escenarios, que se combinan en la realidad capitalista, serán cubiertas las siguientes cuestiones: ¿Cómo el trabajador se compone histórica y políticamente como un sujeto en su trabajo? ¿Cuáles son los componentes subjetivosque se actualizan en el contexto productivo del capitalismo avanzado? ¿Cómo es la política de subjetivación inventada y puesta en circulación por los trabajadores? Al final del estudio, será discutido los desafíos que actualmente se asignan al trabajador que se mueve constantemente entre las dos políticas de subjetivación dirigida.
Responsável: BR513.1 - BCE - Biblioteca Central


  4 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 784531
Autor: Cunha, Thiago Rocha da.
Título: Bioética Crítica, Saúde Global e a Agenda do Desenvolvimento / Critical Bioethics, Global Health and the Development Agenda.
Fonte: Brasília; s.n; 2014. 196 p p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Bioética para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A consolidação da saúde global como campo de práticas, políticas e estudos implica novos desafios para a bioética, especialmente para sua epistemologia tradicional, historicamente vocacionada à análise de microproblemas e conflitos morais biomédicos e biotecnológicos. Os desafios decorrem de uma característica da saúde global, cuja conceituação exige reconhecer, ao menos descritivamente, as profundas desigualdades nas condições de saúde e doença entre diferentes populações do planeta. Desde um ponto de vista prescritivo, impõe a reflexão acerca das responsabilidades da comunidade internacional tanto na manutenção das condições estruturais que perpetuam as desigualdades globais em saúde quanto na transformação de tais condições. Tais desafios tornam-se ainda mais prementes quando a saúde é posicionada como justificativa para a definição de uma nova pauta para o desenvolvimento mundial, tal como assinalada nos debates para a chamada Agenda do Desenvolvimento pós-2015. Frente a este quadro, a presente tese propõe a Bioética Crítica como uma fundamentação teórica alternativa capaz de suprir as deficiências da abordagem hegemônica da disciplina no enfrentamento dos conflitos e contradições morais no contexto das políticas de desenvolvimento e saúde global. O trabalho estrutura-se em cinco partes. Ao primeiro capítulo introdutório segue, no segundo capítulo, a delimitação da problemática com a exposição da pauta da saúde na agenda do desenvolvimento e da indicação das insuficiências das produções hegemônicas da bioética para confrontar criticamente os conflitos éticos identificados na agenda. O terceiro capítulo expõe as bases teóricas e conceituais propostas para a fundamentação da Bioética Crítica a partir de uma aproximação entre os referenciais da Teoria Crítica e dos Estudos da Colonialidade. O quarto capítulo demonstra a pertinência e aplicabilidade da Bioética Crítica com a análise dos documentos internacionais que pautam a inclusão da saúde global na agenda do desenvolvimento pós-2015. Por fim, o último capítulo sintetiza as propostas teóricas e analíticas do trabalho defendendo que sem uma investigação crítica comprometida com a superação das forças que mantém a atual ordem mundial e suas influências na produção, distribuição e condicionantes da saúde global, nenhuma análise bioética, nenhum objetivo do desenvolvimento e nenhuma política de saúde poderão promover efetivamente a condição de vida justa e equânime para os indivíduos, povos e nações deste planeta

The consolidation of global health as a field of practice, policies and studies implies new challenges for bioethics, especially for its traditional epistemology, historically dedicated to the analysis of biomedical and biotechnological micro-problems and moral conflicts. The challenges arise from a feature of global health, whose conceptualization requires recognizing, at least descriptively, the deep inequalities in health and disease among different populations on the planet. From a prescriptive point of view, requires reflection on the responsibilities of the international community concerning the maintenance of the structural conditions that perpetuate global inequalities in health as in the processing of such conditions. The challenges become even most urgent when health is positioned as a justification for setting a new agenda for global development, such as indicated in the debates on the post-2015 development agenda. Front of this situation, this work proposes the Critical Bioethics as an alternative capable of addressing the shortcomings of hegemonic approach to discipline in confronting moral conflicts and contradictions in the context of development policies and global health theoretical foundation. The work is divided into five parts. To the first introductory chapter follows, in the second chapter, the definition of the problem with the exposition of agenda of health in the development and indication of the weaknesses of hegemonic productions of bioethics agenda to critically confront the ethical conflicts identified in the agenda. The third chapter explains the theoretical and conceptual bases proposed for the reasoning of Critical Bioethics from a approach between the references of Critical Theory and the Study of Coloniality. The fourth chapter demonstrates the relevance and applicability of Bioethics Critical to the analysis of international documents that govern the inclusion of global health in the post-2015 development agenda. Finally, the last chapter summarizes the theoretical and analytical work of the proposals arguing that no one committed to overcoming the forces that hold the current world order and its influence on the production, distribution and determinants of overall health, any critical analysis bioethics research no purpose and no development of health policy can effectively promote the living conditions of fair and equitable for individuals, peoples and nations of this planet
Responsável: BR2260 - NETHIS - Núcleo de Estudos sobre Bioética e Diplomacia em Saúde


  5 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 782450
Autor: Chaves, Gabriela Costa.
Título: Interfaces entre a produção local e o acesso a medicamentos no contexto do Acordo TRIPS da Organização Mundial do Comércio / Interfaces between local production and access to medicines in the context of the TRIPS Agreement of the World Trade Organization.
Fonte: Rio de Janeiro; s.n; 2016. xviii, 371 p. mapas, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: O objetivo da pesquisa foi identificar e analisar os principais fatores que influenciaram as estratégias de governo adotadas para a produção local de medicamentos ARVs em situação de monopólio fornecidos pelo SUS no período de 1992 a 2012, utilizando abordagens do campo da análise de políticas. Primeiro, o levantamento e análise de legislação relacionadas à produção local de medicamentos e políticas de saúde, desde o início do século XX até 1991, ilustram a adoção de instrumentos como lista de produtos prioritários de doenças prevalentes; produção de princípio ativo; diagnóstico das necessidades dos laboratórios públicos; definição de preços tetos; exclusão da proteção patentária para produtos e processos farmacêuticos, assim como a atuação do Ministério da Saúde na coordenação da política industrial. Segundo, a análise do período de 1992 a 2012 mostrou que os instrumentos de política industrial implementados principalmente a partir de 2008 guardam semelhança àqueles adotados anteriormente no país. A principal diferença refere-se à existência de um mercado público marcado também por produtos em situação de monopólio e pelo alto custo e gasto para o SUS. A questão da produção pública, ainda que em intensidades variadas, esteve sempre presente na agenda federal de saúde durante o período estudado. O acesso a ARVs e da produção pública como resposta inicial, a partir da década de 1990, resultou de uma articulação de sujeitos governamentais, neste caso o Pnaids e Farmanguinhos/Fiocruz...

The objective of the research, using policy analysis, was to identify and analyze the main factors that influenced the strategies adopted by the Government from 1992 to 2012 for the local production of ARVs under monopoly procured by SUS. The research starts with an analysis of legislation related to local production of medicines and health policies, since the early twentieth century until 1991, which identified the adoption of instruments such as: a list of priority products for prevalent diseases; production of active pharmaceutical ingredient; diagnosis of the needs of public manufacturers; setting ceiling prices; excluding patent protection for pharmaceutical products and processes, together with the role of the Ministry of Health in coordinating the industrial policy. Second, an analysis of the period from 1992 to 2012 showed that the industrial policy instruments which were implemented mainly from 2008 on are similar to those previously adopted in the country. The main difference relates to the existence of a public market for products under monopoly and the high cost and spending of medicines to SUS. The research shows that public production, albeit at varying intensities, has always been part of the federal health agenda during the study period. From the 1990's the focus on public production as an initial response, for access to ARVs resulted from the engagement of governmental institutions, which in this case the MoH Aids Program (Pnaids) and Farmanguinhos/Fiocruz...
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública


  6 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: 773463
Autor: Antunes, Deborah Christina.
Título: Tolerância e democracia hoje: o discurso de deputados em defesa da posição conservadora / La tolerancia y la democracia hoy: el discurso de los diputados en defesna de la posición conservadora / Tolerance and democracy today: discourse of deputies in defense of conservative position
Fonte: Psicol. soc. (Online);28(1):3-13, jan.-abr. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: A dialética do esclarecimento ainda se mostra presente nesta sociedade. Nos últimos anos, conquistaram-se direitos das chamadas minorias. Junto a essas conquistas, contudo, figuram ódio e intolerância em discursos pseudodemocráticos. Este artigo analisa o discurso da Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados quando da aprovação do Projeto de Decreto Legislativo 234/2011 que visava alterar o Código de Ética do Psicólogo nos parágrafos que restringem qualquer correlação entre homossexualidade e distúrbios. Utiliza-se de estudos da Escola de Frankfurt sobre os discursos de agitadores fascistas, o preconceito e a personalidade autoritária. Baseando-se em Marcuse, questiona tolerância repressiva e democracia formal totalitária, avançando na compreensão da relação entre clima cultural e semiformação. Reflete acerca do preconceito como sintoma não exclusivo de conservadores, mas como forma de existência na atualidade, e aponta a necessidade da educação histórica e política para o desenvolvimento da consciência e superação da miséria e da opressão.

La dialéctica de la ilustración todavía se muestra presente en esa sociedad. Si en los últimos años algunas minorías conquistaron derechos, todavía se ve odio e intolerancia en discursos pseudo democráticos. Ese artículo analiza el discurso de la Comisión de Derechos Humanos de la Cámara de los Diputados de Brasil, en la aprobación del Proyecto de Decreto Legislativo 234/2011 que buscaba alterar el Código de Ética del Psicólogo en los párrafos que restringen cualquier relación entre homosexualidad y disturbios. Son utilizados estudios de la Escuela de Frankfurt, sobre los discursos de agitadores fascistas, el prejuicio y la personalidad autoritaria paracuestionar la tolerancia represiva y la democracia formal totalitaria, avanzando en la comprensión de la relación entre clima cultural y semiformación. Reflexiona sobre el prejuicio como manera de existencia en la actualidad, y apunta la necesidad de educación histórica y política para el desarrollo de la consciencia y superación dela opresión.

Dialectic of enlightenment still shows up in present society. In recent years, the so-called minorities have conquered important rights. Along with these achievements, however, hatred and intolerance speeches. This article analyzes the discourse of Human Rights Commission of the Chamber of Deputies in Brazil when the adoption of the Draft Legislative Decree 234/2011 aimed at changing the Psychologists Code of Ethics in paragraphs restricting any correlation between homosexuality and disorders . Here we use studies of the Frankfurt School on the speeches of fascist agitators, prejudice and the authoritarian personality. Based on Marcuse, we question totalitarian formal democracy and repressive tolerance, advancing in the understanding of the relationship between cultural climate and semi-erudition. We reflect on as not a unique symptom of conservatives, but as a way of existence today and highlights the need for historical and political education in order to develop consciousness and overcome poverty and oppression.
Responsável: BR574.2 - Biblioteca


  7 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Texto completo
Id: 769670
Autor: Azizi, Maryam; Hemmat, Jafar; Seifati, Seyed Morteza; Karimi, Soodabeh; Torktaz, Ibrahim.
Título: Characterization of a thermostable endoglucanase produced by Isoptericola variabilis sp. IDAH9
Fonte: Braz. j. microbiol;46(4):1225-1234, Oct.-Dec. 2015. graf.
Idioma: en.
Projeto: Iran National Science Foundation. 87041530.
Resumo: Abstract This study aimed to isolate and evaluate the cellulase activity of cellulolytic bacteria in hot springs of Dehloran, Ilam province, Iran. Water and sludge samples were collected from the hot springs and the bacterial enrichment was performed in a medium containing rice barn and carboxymethyl cellulose (CMC). The cultures were incubated at 50 °C in aerobic conditions. The bacteria were isolated on CMC agar (1%) medium. Cellulase assay of the isolates was measured by the evaluation of endoglucanase enzyme activity, which is also called as carboxymethyl cellulase (CMCase). The isolated thermotolerant bacteria were then identified and optimized for the production of CMCase. Moreover, stabilizing elements of the enzyme were identified with in silico approach. The chosen isolate was identified as Isoptericola variabilis sp. IDAH9. The identified strain produced the most thermostable CMCase at a concentration of 5.6 g/L of ammonium sulfate, 9 g/L CMCase or 12 g/L rice bran, 0/6% Tween-80, and 0.2% sucrose. The produced enzyme showed 80% of the residual activity after 1 h of incubation at 65 °C. In silico data indicated that the remaining residual activity was due to the redundant stabilizing elements in the protein structure. Consequently, I. variabilis can be isolated from the extreme environment and has a thermostable endoglucanase which may be used for various applications after studying them.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  8 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
Lima, Maria Alice Dias da Silva
Texto completo
Id: 763246
Autor: Oelke, Nelly Donszelmann; Lima, Maria Alice Dias da Silva; Acosta, Aline Marques.
Título: Knowledge translation: translating research into policy and practice / Traslación del conocimiento: traduciendo investigación para uso en la práctica y formulación de políticas / Translação do conhecimento: traduzindo pesquisa para uso na prática e na formulação de políticas
Fonte: Rev. gaúch. enferm;36(3):113-117, July-Sept. 2015. graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: This paper provides a theoretical-reflective study of knowledge translation concepts and their implementation processes for using research evidence in policy and practice.Results: The process of translating research into practice is iterative and dynamic, with fluid boundaries between knowledge creation and action development. Knowledge translation focuses on co-creating knowledge with stakeholders and sharing that knowledge to ensure uptake of relevant research to facilitate informed decisions and changes in policy, practice, and health services delivery. In Brazil, many challenges exist in implementing knowledge translation: lack of awareness, lack of partnerships between researchers and knowledge-users, and low research budgets.Conclusions: An emphasis on knowledge translation has the potential to positively impact health outcomes. Future research in Brazil is needed to study approaches to improve the uptake of research results in the Brazilian context.

Objetivos: Estudio teórico-reflexivo de conceptos de traslación del conocimiento y proceso de implementación para la utilización de evidencias de investigación en la práctica y en la formulación de políticas.Resultados: El proceso de traslación de la investigación a la práctica es interactivo y dinámico, con límites flexibles entre creación del conocimiento y desarrollo de acciones. La traslación del conocimiento enfoca coproducción de conocimientos con los interesados y compartir ese conocimiento para garantizar la utilización de investigaciones relevantes para facilitar decisiones informadas y cambios en políticas, prácticas y en el modo de brindar cuidados de salud. En Brasil existen numerosos desafíos para implementar la traslación del conocimiento: falta de familiaridad; falta de alianzas entre investigadores y usuarios del conocimiento; bajos presupuestos de investigación.Conclusiones: Un énfasis en la traslación del conocimiento tiene potencial de impactar positivamente los resultados de salud. Se necesitan investigaciones futuras en Brasil para estudiar enfoques para mejorar el uso de los resultados de la investigación.

Objetivo: Estudo teórico reflexivo de conceitos de translação do conhecimento e seu processo de implementação para usar evidências de pesquisas na prática e na formulação de políticas.Resultados: O processo de translação da pesquisa para a prática é interativo e dinâmico, com limites flexíveis entre criação do conhecimento e desenvolvimento das ações. A translação do conhecimento enfoca cocriação de conhecimento com os interessados e compartilhamento desse conhecimento para garantir utilização de pesquisas relevantes para facilitar tomada informada de decisões e mudanças na política, prática e prestação de serviços de saúde. No Brasil, existem muitos desafios para implementar a translação do conhecimento: falta de familiaridade; falta de parceria entre pesquisadores e usuários do conhecimento, e baixos orçamentos para pesquisa.Conclusões: Uma ênfase na translação do conhecimento tem potencial para impactar positivamente resultados de saúde. Futuras investigações são necessárias no Brasil para estudar abordagens para melhorar o uso de resultados de pesquisa.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  9 / 1595 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: 760736
Autor: Werkema, Maria Cristina Catarino.
Título: As ferramentas da qualidade no gerenciamento de processos / The quality tools in management processes.
Fonte: Belo Horizonte; Editora DG; 1995. 128 p.
Idioma: pt.
Responsável: BR1719.1 - Biblioteca do CPqRR


  10 / 1595 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 750877
Autor: Pan American Health Organization.
Título: The economic burden of non-communicable diseases in the Americas: Issue brief on non-communicable diseases .
Fonte: Washington, D.C; Pan American Health Organization; [2011?]. 4 p.
Idioma: en.
Responsável: BR1.1 - BIREME
BR1.1



página 1 de 160 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde