Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP1.001.002.008 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 594 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 60 ir para página                         

  1 / 594 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-871473
Autor: Brasil. Ministério da Cultura.
Título: I Encontro Nacional da Rede Saúde e Cultura. I Semana Nacional Ciência, Cultura e Saúde / First National Meeting of Health and Culture Network. First National Week Science, Culture and Health.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Cultura; 2015. 87 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro Nacional da Rede Saúde e Cultura, 1, Apresentado em: Semana Nacional Ciência, Cultura e Saúde, 1, Rio de Janeiro, 3-5 dez. 2012.
Resumo: Objetivo Geral: Consolidar a Rede Saúde e Cultura no âmbito Nacional, favorecendo a visibilidade das ações na interface saúde e cultura e a colaboração entre parceiros atuantes nas diversas regiões do país. Objetivos específicos: a. Promover a troca de experiências entre diferentes atores, fortalecendo as práticas de promoção e cuidado à saúde que respeitam a diversidade cultural e a participação social, assim como a cultura como determinante da saúde e fator de desenvolvimento humano e social; b. Promover a articulação entre atores da rede, apoiando a realização de oficinas de projetos colaborativos; c. Mapear e sistematizar informações sobre atores e práticas, disponibilizando na Rede física e virtual um guia de orientação para articulação e parcerias entre os participantes da rede; d. Capacitar os participantes na utilização da plataforma web da rede, por meio de Oficinas temáticas; e. Construir agenda de prioridades e das ações da Rede, a partir de seus cinco eixos de atuação, para o biênio 2013-2014 nos diferentes estados brasileiros (realização de oficinas divididas por temas, com grupos de trabalho estaduais e realização de plenárias); f. Compartilhar conhecimentos e saberes entre especialistas e não especialistas, promovendo diálogo, fortalecendo o a reflexão sobre as práticas, resultados alcançados e desafios; g. Difundir produtos diversos, anuários / catálogos, vídeos, livros, jogos, exposições, plataforma virtual. h. Registrar em vídeo os depoimentos dos participantes durante o Encontro, tanto para registro da estratégia, quanto para constituir acervo audiovisual sobre as práticas e praticantes na interface saúde e cultura.
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1, E56enc; 613


  2 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: biblio-871472
Autor: Brasil. Ministério da Saúde.
Título: Encontro da Rede Saúde e Cultura no Fórum Social Temático / Meeting Health Network Culture and the Thematic Social Forum.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Saúde; 2015. 49 p.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro da Rede Saúde e Cultura no Fórum Social Temático, Porto alegre, 24-29 jan. 2012.
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1, E56en; 613


  3 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-871471
Autor: Brasil. Ministério da Saúde.
Título: Encontro distrital da Rede Saúde e Cultura / District meeting of Health and Culture Network.
Fonte: Brasília; Brasil. Ministério da Cultura; 2015. 51 p. ilus, graf.
Idioma: pt.
Conferência: Apresentado em: Encontro Distrital da Rede Saúde e Cultura, 1, Brasília, 2 jan. 2013.
Resumo: Os Encontros Regionais têm por objetivo divulgar a Rede Saúde e Cultura, mapear agentes atuando em saúde e cultura, promover a troca de experiência e a reflexão sobre a importância da cultura para a saúde bem como sobre a atuação em rede, colaborar com a construção coletiva de uma pauta local para a Rede e propor a criação de comitês locais da Rede. Consolidar a Rede Saúde e Cultura em âmbito distrital,favorecendo a visibilidade das ações na interface saúde e cultura e a colaboração entre parceiros atuantes nos setores governamentais, nas universidades e na sociedade civil, evidenciando a importância da diversidade cultural do território do DF para a qualidade de vida. Objetivos Específicos: 1. Mapear e registrar práticas e atores que atuam na área de saúde e cultura; 2. Promover intercâmbio entre práticas e experiências; 3. Promover ações colaborativas de trabalho entre governo, universidade e sociedade civil; 4. Fortalecer o espaço de diálogo entre sociedade civil e políticas públicas; 5. Construir agenda participativa para Rede Saúde e Cultura no DF.
Responsável: BR526.1 - Biblioteca de Saúde Pública
BR526.1, E56e; 613


  4 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: biblio-870274
Autor: Andrade, Domitila Almeida de.
Título: Intersetorialidade no Programa Saúde na Escola: uma análise sobre a construção de redes entre saúde e educação, no município do Recife / Intersectoral in the School Health Program: an analysis of building networks between health and education, in Recife.
Fonte: Recife; s.n; 2015. 117 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Centro de Pesquisas Aggeu Magalhães para obtenção do grau de Mestre.
Responsável: BR305.1 - Biblioteca do CPqAM
BR305.1, A533i; (043.3)"2015"


  5 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-850124
Autor: Souza, Telma de Almeida; Mattos, Flávio de Freitas.
Título: Representação social de adultos sobre tabagismo e suas implicações para a saúde: estudo realizado em comunidade rural - MG / The social representation of smoking among adults and its implications for health: study conducted in a rural community in the state of Minas Gerais
Fonte: Arq. odontol;48(03):159-165, 2012.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivo: Apreender a representação social de adultos de uma comunidade rural sobre o tabagismo e suas implicações para a saúde e, por conseguinte, fornecer subsídios para planejamento das ações dos serviçosde saúde. Materiais e Métodos: Foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com 15 adultos (fumantes, exfumantes e não-fumantes), entre 30 a 59 anos, moradores de uma região rural em Santa Bárbara-MG e usuários do serviço de saúde municipal, para uma análise utilizando a abordagem qualitativa dos dados. Resultados:Foi possível classificar e separar os discursos em três grandes temas: Iniciação do Tabagismo; Influência naQualidade de Vida e Cessação do Hábito. Os entrevistados consideraram importante que os profissionais desaúde tenham maior ação no apoio à cessação do tabagismo. Há concordância de que é necessário não apenasmanter as propagandas antitabaco nos maços e ampliar o número de áreas restritivas ao cigarro, bem comoa intensificação destas medidas. Conclusão: Deve-se aumentar as ações direcionadas aos jovens e à família,pois ambos interferem fundamentalmente na iniciação ao fumo. A criação de grupos de convivência podeauxiliar na cessação do hábito de fumar. Diminuir as formas de pressão social aos grupos em situação devulnerabilidade social pode ajudar na diminuição do número de fumantes.
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca


  6 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-836326
Autor: Santos, Dherick Fraga; Castro, Denise Silveira de; Lima, Eliane de Fátima Almeida; Albuquerque Neto, Leônidas; Moura, Maria Aparecida Vasconcelos; Leite, Franciéle Marabotti Costa.
Título: Percepção de mulheres acerca da violência vivenciada / Percepción de mujeres acerca de la violencia vivida / The women's perception on the violence experienced
Fonte: Rev. pesqui. cuid. fundam. (Online);9(1):193-199, jan.-mar. 2017. tab.
Idioma: en; pt.
Resumo: Objective: to analyse the women's perception on the violence experienced. Method: Qualitative study. Data was obtained through a semi-structured interview, and was analysed through the Content Analysis modality. Results: Four thematic categories were identified from the analysis of the accounts of the 14 participating women: 34.8% of the accounts fit in the category Perception and Feelings about violence; 26.1% presented accounts on the category Perception of the Motives for the Experience of Violence; and also in the category Freedom Cessation; and 13.0% in the category Reflex of Violence on Health. Conclusion: There is a need for policies and actions that support and contribute to women's freedom from violence, as well as the strengthening of intersectoral support networks, as violence poses a number of problems not only of socio-economic nature, but also damages the health of their victims.

Objetivo: analisar a percepção de mulheres acerca da violência vivenciada. Método: Estudo qualitativo. Os dados foram obtidos por meio de uma entrevista semiestruturada e analisados através da modalidade de Análise de Conteúdo. Resultado: A partir da análise dos relatos das 14 mulheres participantes do estudo foram identificadas 04 categorias temáticas. Sendo que 34,8% dos relatos se enquadram na categoria Percepção e sentimentos acerca da violência; 26,1% apresentaram relatos na categoria Percepção dos motivos da vivência da violência e na categoria Cessação da liberdade; e 13,0% na categoria Reflexo da violência sobre a saúde. Conclusão: Emerge a necessidade de políticas e ações que apoiem e contribuam para que as mulheres se desvencilhem da violência, bem como o fortalecimento das redes de apoio intersetoriais, já que a violência acarreta inúmeros problemas não apenas de caráter socioeconômico, mas também gera danos à saúde de suas vítimas.

Objetivo: analizar la percepción de mujeres acerca de la violencia vivida. Método: Estudio cualitativo. Los datos fueron obtenidos por medio deuna entrevista cuasi-estructurada y analizados a través del Análisis del Contenido. Resultado: A partir del análisis y de relatos de las 14 mujeres participantes fueron identificadas 04 categorías temáticas. Siendo que 34,8% se encuadraran en la categoría Percepción y sentimientos sobre la violencia; 26,1% estaban en la categoría Percepción de los motivos de la vivencia de la violencia y en la categoría Cesación de la libertad; 13,0% en la categoría Reflejo de la violencia sobre la salud. Conclusión: Surge la necesidad de políticas que apoyen y que contribuyan para que las mujeres se libren de la violencia, así como el fortalecimiento de redes de apoyo intersectoriales, ya que la violencia acarrea inúmeros problemas, no apenas de carácter socio-económico, sino que también genera daños a la salud de las víctimas.
Responsável: BR1208.1 - Biblioteca Setorial de Enfermagem e Nutrição


  7 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-835014
Autor: Ribeiro, Olívia Cristina Ferreira; Amaral, Sílvia Cristina Franco.
Título: Entre o lazer esportivo participativo e ambiental e o lazer turístico - as políticas públicas de lazer em Brotas/SP / Entre el ocio deportivo participativo y ambiental y ocio turístico – las políticas públicas de ocio en Brotas/SP / Between participatory sports and environmental leisure and tourism leisure – leisure public policies in Brotas/SP
Fonte: Movimento (Porto Alegre);22(1):63-74, jan.-mar. 2016.
Idioma: pt.
Resumo: O objetivo foi analisar a Lei Orgânica e o Plano Diretor que sustentam as políticas públicas de lazer de Brotas/SP. O enfoque foi dado aos pontos implementados, com especial atenção à gestão da intersetorial do lazer, uma das diretrizes de trabalho do município. O corpus documental foi composto por decretos, atas e despachos, complementado pela observação do cotidiano das ações de lazer do município. As legislações para o lazer em Brotas indicavam um equilíbrio entre o lazer esportivo participativo e ambiental e o lazer turístico, sendo que o segundo deveria gerar recursos e formação de pessoal para implementar políticas públicas voltadas ao cidadão brotense. Contudo, ao analisarmos as ações, identificamos um descompasso entre as duas ênfases dadas ao lazer. O lazer turístico de negócios foi o maior foco da prefeitura e houve nessa administração a facilitação do turismo exploratório, em que os negócios se direcionavam aos interesses privados e privatistas.

The work analyzed the Organic Law and the Master Plan that underpin leisure policies in Brotas, SP, Brazil. The focus was on measures implemented, with special attention to management of the inter-sector coordination of leisure, one of the municipal guidelines. The document corpus included decrees, acts and ordinances, complemented by observation of daily leisure activities in that municipality. Brotas's leisure legislation indicated balance between participatory and environmental sports leisure and tourist leisure. The latter should generate resources and staff training for the former, in order to implement policies aimed at local citizens. However, by analyzing the actions, we found a mismatch between the two emphases given to leisure. Business tourism leisure was the focus of the municipal administration, which facilitated exploratory tourism where business aimed at private and privatizing interests.

El objetivo fue analizar la Ley Orgánica y el Plan Director que sustentan las políticas públicas de ocio de Brotas/SP. El foco se colocó en los puntos implementados, con especial atención a la gestión intersectorial del ocio, una de las directrices de trabajo del municipio. El corpus documental fue compuesto por decretos, actas y despachos, complementados por la observación de la cotidianidad de las actividades de ocio del municipio. La legislación para el ocio en Brotas indicaba un equilibrio entre el ocio deportivo participativo y ambiental y el ocio turístico, donde el segundo debería generar recursos y capacitación del personal para implementar políticas públicas dirigidas a los ciudadanos de Brotas. Sin embargo, al analizar las acciones identificaron una falta de correspondencia entre los dos énfasis dados al ocio. El ocio turístico de negocios fue el foco principal del ayuntamiento y en esa administración se facilitó el turismo exploratorio, donde los negocios se dirigían a intereses privados y privatistas.
Responsável: BR18.1 - Biblioteca FAMED/HCPA


  8 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-833850
Autor: Forster, Aldaísa C; Ferreira, Janise B. B; Lima, Nereida Kilza da Costa; Galati, Priscila Mina; Farche, Renata.
Título: A abordagem da intersetorialidade para o ensino médico em atenção primária / The approach intersectoral for medical education in primary health care
Fonte: Medicina (Ribeiräo Preto);50(1):65-65, jan.-fev. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: O processo de criação do Sistema Único de Saúde (SUS) como um modelo de atenção à saúde, mais humanizado, abrangente, eficaz e resolutivo tem a intersetorialidade como um de seus instrumentos para a transformação. No entanto, há escassez de artigos que abordem a intersetorialidade no contexto da educação médica e da organização das práticas, principalmente na atenção primária. Objetivo: Trazer à luz o conceito de intersetorialidade e o princípio da orientação comunitária na organização das práticas na realidade das equipes de saúde da família, no âmbito do SUS. Método: Análise documental realizada para discutir o conceito de intersetorialidade na obra de autores da Atenção Primária à Saúde (APS), na documentação oficial do Ministério da Saúde e em publicações selecionadas sobre a intersetorialidade. Discutiu-se também a orientação comunitária nas ações prestadas de APS segundo a percepção do médico e da equipe de saúde da família, no Brasil. Foi descrita a evolução do antigo Programa de Saúde da Família para a Estratégia de Saúde da Família como modelo de reorganização da atenção primária à saúde no SUS e no cenário de ensino das Unidades de Saúde da Família (USF) ligadas à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto- Universidade de São Paulo, no período de 1999 a 2014. Resultados: A documentação oficial e científica consultada mostrou avanço das transformações nos serviços de Saúde da Família, como modelo de organização da APS no país. O cenário das USF orientado para a APS vem contribuindo para a adequação da formação médica e dos profissionais de saúde nessa área. Considerações finais: Não obstante, percebendo-se as potencialidades das práticas intersetoriais e orientadas para a comunidade na mudança do paradigma da saúde, há muito o que fazer no sentido amplo da intersetorialidade, que compreende a abordagem dos determinantes sociais da saúde no planejamento integrado local. (AU)

Introduction: The process of creating the Unified Health System (SUS) as one health care model more humanized, comprehensive, effective and decisive has intersectorality as one of its tools for transformation. However, there are few articles that address the intersectoral approach in the context of medical education and organization of practices, especially in primary care. Objective: Bring forth the concept of intersectionality and the principle of community orientation in the organization of practices in the reality of family health staffs, under the SUS. Method: Analysis of documents held to discuss the concept of intersectionality in the work of authors of Primary Health Care (PHC), the official documentation of the Ministry of Health and selected publications on intersectionality. It also discussed the community orientation in the given actions of Primary Health Care in the perception of the physician and the family health staffs in Brazil. It described the evolution of the former Family Health Program to the Family Health Strategy as reorganization model of PHC in the SUS and in the education scenario of the Family Health Units (FHU) involved in the Ribeirão Preto Medical School - University of São Paulo in the period from 1999 to 2014. Results: Official and scientific documentation consulted showed advance of changes in family health services, such as the PHC model of organization in the country. The setting of FHU oriented to PHC has contributed to the adaptation of medical training and health professionals in this area. Final Considerations: Nevertheless, perceiving the potential of intersectoral and practices geared towards the community in the health paradigm change, there is plenty to do in the broad sense of intersectionality comprising addressing the social determinants of health in local integrated plan.(AU)
Responsável: BR26.1 - Biblioteca Central


  9 / 594 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-833511
Autor: São Paulo(Cidade). Prefeitura Municipal. Programa São Paulo Carinhosa.
Título: O que grandes cidades e politicas intersetoriais podem fazer pela primeira infancia / What big cities and intersectoral policies can do for early childhood.
Fonte: São Paulo; Secretaria Municipal de Cultura; 2016. 603 p. gráficos, Ilustrações, Tabelas.
Idioma: pt.
Resumo: O Decreto Municipal nº 54.278, de 28 de agosto de 2013 (SÃO PAULO, 2013), que instituiu a Política Municipal para o Desenvolvimento Integral da Primeira Infância na cidade de São Paulo ­ São Paulo Carinhosa. Seus principais objetivos são articular, coordenar, divulgar e ampliar as ações realizadas no município para a promoção do desenvolvimento infantil integral do 0 aos 6 anos de idade, com ênfase do 0 aos 3 anos. Esta publicação tem o objetivo de registrar o caminho percorrido, os resultados alcançados, as descobertas não planejadas, mas que demonstraram potencialidade para serem incorporadas pelas políticas públicas. É uma construção coletiva, a muitas mãos, com os principais parceiros que acompanharam nosso percurso, em companhia dos quais refletimos, agimos, com os quais aprendemos e pudemos formular e implementar as ações que constituem a São Paulo Carinhosa.
Responsável: BR1.1 - BIREME


  10 / 594 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Saúde Pública
Vieira, Elisabeth Meloni
Texto completo
Id: biblio-829025
Autor: Vieira, Elisabeth Meloni; Hasse, Mariana.
Título: Percepções dos profissionais de uma rede intersetorial sobre o atendimento a mulheres em situação de violência / Percepciones de profesionales de una red intersectorial de atención a mujeres en situación de violencia / Perceptions of professionals in an intersectorial network about the assistance of women in situation of violence
Fonte: Interface comun. saúde educ;21(60):62-62, Jan.-Mar. 2017.
Idioma: pt.
Resumo: Objetivou-se conhecer como profissionais envolvidos com atenção às mulheres em situação de violência em uma rede intersetorial percebem os atendimentos que fazem. Foram realizadas trinta entrevistas com profissionais de serviços dos setores de saúde, assistência social (AS), segurança pública (SP) e judiciário de uma cidade de porte médio do Estado de São Paulo, Brasil. Pela análise temática os resultados foram sistematizados em cinco categorias: Como são percebidas as mulheres que sofrem violência? Preconceitos dos profissionais. Como os profissionais percebem o atendimento realizado? Emoções e sentimentos dos profissionais no atendimento. Barreiras e avanços em relação ao atendimento. Há percepções fragmentadas e estereotipadas e necessidade de aprimorar a infraestrutura existente, preparar e amparar os profissionais para humanizar os atendimentos. Criar serviços específicos e investir em prevenção é fundamental, pois existe um descompasso entre intenção política de enfrentamento à violência e realidade estudada.

El objetivo es conocer cómo profesionales implicados en atención a mujeres en situación de violencia, en una red intersectorial, perciben las atenciones que realizan. Fueron realizadas treinta entrevistas: sector de servicios de salud, asistencia social (AS), seguridad pública (SP) y poder judicial en una ciudad de tamaño mediano de São Paulo, Brasil. El análisis temático de los resultados se sistematizó en cinco categorías: ¿Cómo son percibidas las mujeres que sufren violencia? Los prejuicios que tienen los profesionales. ¿Cómo perciben los profesionales la atención prestada? Emociones y sentimientos de los profesionales en la asistencia. Barreras y avances respecto a la atención. Hay percepciones fragmentadas y con estereotipos, existe necesidad de perfeccionar la infraestructura actual, preparar y amparar los profesionales para humanizar la atención. Crear servicios específicos e invertir en prevención; es fundamental. Hay un desajuste entre intención política de afrontar la violencia y la realidad estudiada.

The study aimed to know how the professionals working with the assistance of women in violent situation in an intersectorial network perceive the assistance. Thirty interviews were carried out with professionals of the health sector, social work, public security and legal system located in a mid-sized city of Sao Paulo State, Brazil. Using thematic analysis the results were classified in five categories: How women who suffer violence are perceived? Prejudices of the professionals. How the professionals perceive the assistance they provide? Emotions and feelings of the professional during the assistance. Barriers and progress related to the assistance. There are fragmented and stereotyped perceptions and the need to improve the existing structures, to prepare and to care of the professionals in order to humanize the assistance. To create special services and to invest in prevention is fundamental since there is a huge distance between the public policy proposals and the reality.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 60 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde