Base de dados : LILACS
Pesquisa : SP4.051.607.103 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 49 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 5 ir para página              

  1 / 49 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1122771
Autor: Pernambuco. (Estado) Secretaria de Saúde; .Comissão de Integração Ensino-Serviço Estadual de Pernambuco; .Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco..
Título: Oficina regional de educação permanente em saúde: II e XII regiões de saúde: relatório final / Regional workshop on permanent health education: II and XII health regions: final report.
Fonte: Pernambuco; Pernambuco (Estado) Secretaria de Saúde; 2019. 25 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As Oficinas Regionais foram realizadas com os objetivos de mobilizar e formar politicamente gestores estaduais e municipais, trabalhadores, docentes e estudantes das instituições de ensino, conselheiros e movimentos sociais; discutir e incorporar novas proposições ao Plano de Educação Permanente em Saúde de Pernambuco (PEPS-PE 2019-2022); mobilizar e reestruturar as CIES regionais; apoiar o desenvolvimento dos Planos Regionais e Municipais de Educação Permanente em Saúde. (AU)
Responsável: BR1903.1 - Biblioteca Nelson Chaves
BR1903.1; 061.3:614(813.42), P452o


  2 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1122766
Autor: Pernambuco. (Estado) Secretaria de Saúde; .Comissão de Integração Ensino-Serviço Estadual de Pernambuco; .Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco.
Título: Oficina regional de educação permanente em saúde: IV e V regiões de saúde: relatório final / Regional workshop on permanent health education: IV and V health regions: final report.
Fonte: Pernambuco; Pernambuco. (Estado) Secretaria de Saúde; 2019. 32 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As Oficinas Regionais foram realizadas com os objetivos de mobilizar e formar politicamente gestores estaduais e municipais, trabalhadores, docentes e estudantes das instituições de ensino, conselheiros e movimentos sociais; discutir e incorporar novas proposições ao Plano de Educação Permanente em Saúde de Pernambuco (PEPS-PE 2019-2022); mobilizar e reestruturar as CIES regionais; apoiar o desenvolvimento dos Planos Regionais e Municipais de Educação Permanente em Saúde. (AU)
Responsável: BR1903.1 - Biblioteca Nelson Chaves
BR1903.1; 061.3:614(813.4), P452o


  3 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1122748
Autor: Pernambuco. (Estado) Secretaria de Saúde; .Comissão de Integração Ensino-Serviço estadual de Pernambuco; .Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco.
Título: Oficina regional de educação permanente em saúde: VI, X e XI regiões de saúde: relatório final / Regional workshop on permanent health education: VI, X and XI health regions: final report.
Fonte: Pernambuco; Pernambuco (Estado) Secretaria de Saúde; 2019. 29 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As Oficinas Regionais foram realizadas com os objetivos de mobilizar e formar politicamente gestores estaduais e municipais, trabalhadores, docentes e estudantes das instituições de ensino, conselheiros e movimentos sociais; discutir e incorporar novas proposições ao Plano de Educação Permanente em Saúde de Pernambuco (PEPS-PE 2019-2022); mobilizar e reestruturar as CIES regionais; apoiar o desenvolvimento dos Planos Regionais e Municipais de Educação Permanente em Saúde. (AU)
Responsável: BR1903.1 - Biblioteca Nelson Chaves
BR 1903.1; 061.3:614(813.42), P452o


  4 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Texto completo
Id: biblio-1122758
Autor: Pernambuco.Comissão de Integração Ensino; .Comissão de Integração Ensino-Serviço Estadual de Pernambuco; .Escola de Governo em Saúde Pública de Pernambuco.
Título: Oficina regional de educação permanente em saúde: VII, VIII e IX regiões de saúde: relatório final / Regional workshop on permanent health education: VII, VIII and IX health regions: final report.
Fonte: Recife; Pernambuco. (Estado) Secretaria de Saúde; 2019. 40 p. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: As Oficinas Regionais foram realizadas com os objetivos de mobilizar e formar politicamente gestores estaduais e municipais, trabalhadores, docentes e estudantes das instituições de ensino, conselheiros e movimentos sociais; discutir e incorporar novas proposições ao Plano de Educação Permanente em Saúde de Pernambuco (PEPS-PE 2019-2022); mobilizar e reestruturar as CIES regionais; apoiar o desenvolvimento dos Planos Regionais e Municipais de Educação Permanente em Saúde. (AU)
Responsável: BR1903.1 - Biblioteca Nelson Chaves
BR1903.1; 061.3:614(813.4), P452o


  5 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Texto completo
Id: biblio-965075
Autor: Perú. Ministerio de Salud; .Dirección General de Salud Ambiental.
Título: Plan de implementación de la estrategia de riego con secas intermitentes en el cultivo de arroz para el control vectorial de la malaria en regiones priorizada del Perú / Implementation plan for irrigation strategy with intermittent dries in rice cultivation for vector control of malaria in prioritized regions of Peru.
Fonte: Lima; Perú. Ministerio de Salud; 20110000. 35 p. ilus.
Idioma: es.
Resumo: La DIGESA ha diseñando un Plan de implementación de la estrategia de riego con secas intermitentes en el cultivo de arroz para el control vectorial de la malaria en regiones priorizadas del Perú, 2010-2012, para ser aplicado de manera compartida entre los tres niveles de gobierno: Nacional, Regional y Local, en las regiones consideradas endémicas y en riesgo de transmisión de malaria y que sean productoras de arroz. Cabe anotar que además de alcanzar un mejor control vectorial, el plan incluye como objetivos el uso mejorado del recurso agua y de agroquímicos, ambos relacionados con la salud del ambiente y de las poblaciones que lo ocupan.
Responsável: PE18.1 - Biblioteca Central


  6 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-781092
Autor: Mendoza-Arana, Pedro; Mostajo-Vallenas, Patricia; Velásquez-Valdivia, Aníbal; Cotrina-Rabanal, Armando; Jaramillo-Bahanante, Miguel.
Título: El Sistema Regional de Salud de San Martín y su política de reducción de la desnutrición infantil: aplicación en el Perú del Enfoque de Evaluación de Sistemas de Salud/Health Systems / Assessment San Martin Regional Health System policy in reduction of child malnutrition: application in Peru of the Health Systems Assessment approach
Fonte: An. Fac. Med. (Perú);76(3):269-276, jul.-set.2015.
Idioma: es.
Resumo: La desnutrición infantil es uno de los principales problemas de salud pública nacional y global. Objetivos. Analizar los logros y limitaciones en una Región del Perú de una política regional en la lucha contra la desnutrición. Diseño. Estudio cualitativo empleando el Enfoque de Evaluación de Sistemas de Salud - Health System Assessment. Lugar. La Región San Martín, Perú. Participantes. Gestores y funcionarios de la Región de Salud, usuarios y no usuarios de los servicios. Intervenciones. Entre junio y julio 2014 se realizaron entrevistas semiestructuradas a gestores y funcionarios de los niveles regional y local de la autoridad de salud de la Región San Martín, Perú, así como entrevistas a usuarios y no usuarios de los servicios. Principales medidas de resultados. Nudos críticos en la reducción de la desnutrición infantil. Resultados. Se identificó nudos críticos a nivel de cada uno de los seis componentes del modelo empleado: gobernanza, financiamiento, provisión de servicios, recursos humanos, medicamentos, y sistema de información. Conclusiones. Se extraen lecciones aprendidas sobre la base de los resultados, validadas en talleres con los propios funcionarios de la región y directivos nacionales de salud...

Introduction: Chronic infant malnutrition is one of the main public health issues in Peru and in the world. Objectives: To determine achievements and limitations of a regional policy against chronic infant malnutrition in a Region of Peru. Design: Qualitative study, using the Health System Assessment Approach, as promoted by the World Health Organization. Setting: San Martin Region, Peru. Participants: Managers and professionals working at the Health Region as well as users and non users of the services. Interventions: In June and July 2014 semistructured interviews were conducted with health managers and workers at regional and local levels as well as with services users and non users. Main outcome measures: Bottlenecks in the reduction of child malnutrition. Results: Bottlenecks for each of the model components -governance, financing, provision, health resources, drugs, and information system- were identified. Conclusions: Learned lessons from the results and validated in workshops with the participants are drawn...
Responsável: PE13.1 - Oficina de Biblioteca, Hemeroteca y Centro de Documentación


  7 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-223330
Autor: Dalcuche, Marise Gnatta; Oliveira, Maria do Carmo.
Título: A reorganizaçäo do sistema de informaçäo em saúde na secretaria de Estado da Saúde do Paraná / The reorganization of the health information system in the Parana State Health Secretariat
Fonte: Divulg. saúde debate(16):50-53, dez. 1996.
Idioma: pt.
Resumo: Relata o desenvolvimento do processo de trabalho na Secretaria de Estado da Saúde do Paraná em relaçäo aos Sistema de Informaçäo, e os reflexos que tem ocorrido na definiçäo de um novo modo de trabalho intrainstitucional
Responsável: BR512.1 - Biblioteca Setorial do Centro de Ciências da Saúde


  8 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Id: lil-328283
Autor: Bernalt O., Mario; Fogel, Gerardo.
Título: Descentralización cultural 2: planes departamentales y distritales de cultura / Cultural Decentralization: 2 departmental plans and distritales of culture.
Fonte: Asunción; Subsecretaría de Estado de Cultura; 1997. 177 p.
Idioma: es.
Resumo: Desarrolla lo referente a la descentralización cultural, que incluye planes departamentales y distritales, incluye: planes departamentales de cultura: de Cordillera, Itaupúa, Canindeyú, central - Paraguarí, Alto Paraná. planes distritales de cultura: presentación, Minga Porá, Itakyry, Francisco Caballero, Corpus Christi, San Alberto; estrategias y políticas culturales para la descentralización
Responsável: PY40.1 - Biblioteca
PY40.1; Py301.153


  9 / 49 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-1009188
Autor: Lima, Jordão Horácio da Silva.
Título: Os desafios da implementação da Estratégia Global sobre Saúde Pública, Inovação e Propriedade Intelectual no Brasil / The challenges of implementing the Global Strategy on Public Health, Innovation and Intellectual Property in Brazil.
Fonte: São Paulo; s.n; 2019. 539 p.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Saúde Pública. Departamento de Saúde Ambiental para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A aprovação da Estratégia Global e do Plano de Ação sobre Saúde Pública, Inovação e Propriedade Intelectual (GSPOA), no âmbito da Organização Mundial da Saúde (OMS), está baseada na percepção da necessidade de melhoria nas condições de acesso dos países em desenvolvimento a medicamentos e outros produtos que atendam às suas necessidades específicas de saúde pública. Para tanto, a GSPOA está dividida em 8 elementos principais, 25 subitens, distribuídos por 108 pontos de ação, que visam aumentar a eficácia na promoção da inovação dentro dos países, através do desenvolvimento institucional, investimento e coordenação de áreas relevantes para a inovação em saúde. Nesse contexto, o escopo da presente investigação doutoral consiste em perscrutar os desafios para a plena implementação da referida política internacional no Brasil. Trata-se de estudo de caso - enquanto método de investigação qualitativa - que tem sua aplicação quando o pesquisador busca uma compreensão extensiva e com mais objetividade e validade conceitual, do que propriamente estatística. Perquiriu-se, destarte, políticas públicas nacionais, observando racionalmente se promoveram alguma alteração efetiva no âmbito interno, relacionadas com a pesquisa e desenvolvimento e ao acesso a medicamentos seguros, eficazes, de qualidade, e, principalmente, a preços acessíveis. Partindo de uma perspectiva crítica, e marcos teóricos consagrados, buscou-se situar a GSPOA num contexto de saúde transnacional em uma era de globalização, e os desafios para implementar mais completamente um direito à saúde, que transcenda medicamentos e exigências individuais, e que promova a reconsideração da relação sistêmica entre pesquisa farmacêutica, interesse comercial e assistência à saúde pública. Observamos que, para o período de 2008-2015, houve um processo de recrudescimento das políticas de inovação na seara da saúde, bem como êxito na promoção de iniciativas relativas à identificação de lacunas, e na formulação de estratégias que priorizam explicitamente a pesquisa e desenvolvimento em doenças negligenciadas de maior incidência no país. No entanto, verificou-se que tais ferramentas ainda são insuficientes para a efetiva superação do hiato tecnológico, e do déficit público referente às importações de insumos para o setor saúde. Um dos principais desafios relacionados com a inovação em saúde seria justamente colocar o sistema universal de saúde em posição de centralidade no âmbito das políticas do Estado. Em suma, tem-se que tais desafios têm origem orçamentário-financeira, normativa e institucional. Orçamentário-financeira porque o subfinanciamento do SUS é histórico, impactando nas demandas de pesquisa e desenvolvimento na seara sanitária. Quanto ao aspecto normativo, contata-se que opções equivocadas, especialmente quando da promulgação da Lei de Propriedade Industrial (nº 9.279/1996), comprometem a instrumentalização de políticas progressistas para que a propriedade intelectual responda melhor às reais necessidades de saúde pública. Em relação ao marco institucional, constatou-se que o diálogo entre os órgãos da Administração Pública, envolvidos na seara do acesso a medicamentos, em suas mais diversas interfaces, tem sua ação prejudicada diante da sobreposição dos interesses econômicos frente à segurança sanitária. A superação de tais entraves, para a plena implementação da GSPOA no Brasil, é deveras imprescindível, numa ação positiva no contexto do direito social à saúde e ao acesso universal a medicamentos

The approval of the Global Strategy and Plan of Action on Public Health, Innovation and Intellectual Property (GSPOA) within the framework of the World Health Organization (WHO) is based on the perception of the need to improve the access conditions of developing countries to medicines and other products that meet your specific public health needs. To this end, GSPOA is divided into 8 main elements, 25 sub-items, distributed by 108 action points, aimed at increasing efficiency in promoting innovation within countries, through institutional development, investment and coordination of areas relevant to innovation in health. In this context, the scope of this doctoral research consists of examining the challenges for the full implementation of this international policy in Brazil. It is a case study - as a method of qualitative research - that has its application when the researcher seeks an extensive understanding and with more objectivity and conceptual validity, than properly statistical. National public policies have been sought, rationally observing whether they have promoted any effective changes at the internal level related to research and development and access to safe, effective, quality and, above all, affordable medicines. From a critical perspective, and with established theoretical frameworks, the aim was to situate the GSPOA in a transnational health context in an era of globalization, and the challenges to more fully implement a right to health, which transcends medicines and individual demands, and promotes the reconsideration of the systemic relationship between pharmaceutical research, commercial interest and public health assistance. We note that, for the period 2008-2015, there was a process of strengthening innovation policies in health, as well as successful initiatives to identify gaps, and the formulation of strategies that explicitly prioritize research and development in neglected diseases of greater incidence in the country. However, it was verified that such tools are still insufficient for the effective overcoming of the technological gap, and of the public deficit regarding imports of inputs for the health sector. One of the main challenges related to health innovation would be precisely to place the universal health system in a position of centrality within the scope of State policies. In summary, these challenges have a budgetary-financial, normative and institutional origin. Budgetary-financial because SUS underfunding is historical, impacting the demands of research and development in the sanitary seara. Regarding the normative aspect, it is suggested that misguided options, especially when promulgating the Industrial Property Law (No. 9.279 / 1996), compromise the use of progressive policies so that intellectual property responds better to the real needs of public health. In relation to the institutional framework, it was found that the dialogue between the Public Administration organs, involved in the area of access to medicines, in its most diverse interfaces, is affected by the overlapping of economic interests in relation to health security. The overcoming of such obstacles, for the full implementation of the GSPOA in Brazil, is indeed essential, in a positive action in the context of the social right to health and universal access to medicines
Responsável: BR67.1 - CIR - Biblioteca - Centro de Informação e Referência
BR67.1; DR1504; BR67.1; DR1504 revisada


  10 / 49 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: biblio-914735
Autor: Organización Panamericana de la Salud.
Título: Informe de la consultoría para apoyar el monitoreo de los planes de acción de recursos humanos en salud / Report of the consultancy to support the monitoring of action plans for human resources in health.
Fonte: [La Paz]; s.n; nov. 2007. 45 p. tab, graf.
Idioma: es.
Resumo: En junio del presente año, 2007, en la sesión 140 del Comité Ejecutivo de la OPS se presentaron metas operativas del Plan de acción Regional de Recursos Humanos para la Salud. A partir de estas importantes definiciones y cuantificaciones sobre las metas a alcanzar, se encargó nuevamente a la Fundación Observatorio Social del Ecuador, un ejercicio de monitoreo del Plan utilizando al Ecuador como modelo para comprobar las posibilidades del seguimiento y comparatividad de los progresos que alcanzarían los países a la luz de las metas propuestas. Este informe contiene la experiencia ecuatoriana respecto a la línea de base que permite operativizar las metas propuestas con indicadores de seguimiento. La Consultoría se propuso los siguientes objetivos: Construir una propuesta metodológica para levantar la línea de base del Plan Regional Andino de RHUS y a partir de ello, monitorear el estado de cumplimiento de los desafíos de Toronto en los próximos siete años (2007-2015); Aplicar la metodología a Ecuador, para comprobar su la viabilidad; Plantear formas de visibilizar y comunicar avances o retrocesos en la situación de los recursos humanos en salud en el período definido. (AU)
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 5 ir para página              
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde