Base de dados : LILACS
Pesquisa : Cadernos de Psicanálise (Rio de Janeiro, 1982) - LILACS
Referências encontradas : 128 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Detalhado]

página 1 de 13 ir para página                         

  1 / 128 LILACS  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599527
Autor: Levy, Lídia; Gomes, Isabel Cristina.
Título: Casamentos e recasamentos: diferentes tempos de um encontro amoroso / Marriages and remarriages: different times for a loving encounter
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):19-34, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: A família nuclear, considerada até bem recentemente como a família padrão, convive hoje com uma complexidade de novas configurações. Neste artigo, a partir da análise de um caso clínico, discutiremos os encontros e desencontros que permeiam o laço amoroso, tomando o jogo instituído pelos cônjuges como uma metáfora dos tempos vividos nos casamentos e recasamentos.

The nuclear family, until recently considered to be the standard family, faces today a complexity of new settings. In this article based on the analysis of a clinical case, we will discuss the agreements and disagreements that permeate love bonds taking the dynamics between the spouses as a metaphor for the times lived in mariages and remarriages.
Descritores: Relações Familiares
Amor
Casamento
Psicanálise
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  2 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599526
Autor: Araújo, José Newton Garcia de.
Título: Trabalho e temporalidade / Work and temporality
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):35-69, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Neste artigo, são analisadas as íntimas relações entre os conceitos de trabalho e temporalidade, com base em textos de Hegel e Marx. Reexamina-se também o conceito marxiano de alienação, assim como diferentes significados do termo trabalho, no texto freudiano. Discute-se ainda o sofrimento oriundo da experiência temporal associada à perda de sentido do trabalho, a partir da contemporânea ideologia da urgência e da exploração do sujeito no trabalho, esta última comparada a vivência temporais patológicas.

This article analyses the inner relationship between the concepts of work and temporality, based on Hegel and Marx texts. The Marxian concept of alienation is also reexamined, as well as the different meanings of the term work, in the Freudian text. The suffering derived from the meaninglessness of the is discussed, due to both the contemporary ideology of urgency and the exploiation of the individual at work, this one compared to the pathological experiences of time.
Descritores: Psicanálise
Tempo
Trabalho
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  3 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599525
Autor: Hanna, Maria Silvia G. Fernández.
Título: O tempo e a invenção freudiana / Time and Freud's invention
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):71-85, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: O artigo aborda e discute a concepção e o uso do tempoa partir da invenção freudiana: o inconsciente. A autora discorre sobre a utilização do tempo durante a experiência analítica, retomando argumentos da obra de Freud e apresentando a proposta lacaniana do tempo lógico.

The article discusses the conception and use of time in the perspective of Freud invention: the unconscious. The author explores the use of time during the analytic experience, using Freud arguments, and introducing the Lacanian proposal of the logical time.
Descritores: Psicanálise
Tempo
Inconsciente (Psicologia)
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  4 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599524
Autor: Sandler, Paulo Cesar.
Título: Sobre a transitoriedade (noventa e dois anos e dez mil quilômetros depois) / On transience (ninety two years and six thousand miles later)
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):87-151, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Considerações analíticas e críticas a respeito de concepções e pré-concepções sobre o que se denomina tempo e espaço, originadas de investigação psicanalítica e de algumas ciências que tem se dedicado a desenvolver tais concepções. As considerações brangem uma história das idéias (segundo Berlin), interessado à teoria do conhecimento, e incluem o método crítico (segundo Kant, depois desenvolvido por freud). Limitações ligadas a concepções exclusivas, que pretendem alcançar uma verdade única ou absoluta, são explicitadas, além de alternativas a elas.

Analytical and critical considerations about conceptions and pre-conceptions of that which is commonly named as time and space, stemmed from psycho-analytic research as well as from some sciences that had tradicionally dealt with those conceptions forms the core of this paper. The considerations encompass a history of ideas (after Berlin), and are linked to epistemology; they try to apply Kant's criticism, later developed by Freud. The paper points out some unobserved limitations linked to conceptions which pretend to reach an exclusive and only absolute truth as well as some alternatives to them.
Descritores: Espaço Pessoal
Psicanálise
Tempo
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  5 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599523
Autor: Guerra, Alba Gomes; Carvalho, Glória Maria Monteiro de.
Título: O enigma do tempo em sua dimensão paradoxal / The riddle of time in is paradoxical dimension
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):183-204, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Pretendemos elencar diferentes modos de conceber o tempo. O conteúdo deste artigo remete, numa linguagem mítica, ao deus Chronos - deus do tempo. Destaca-se a sucessão, bem como a sua quebra, a partir de alguns filósofos gregos. A reflexão culmina na dimensão trágica do tempo mítico e seu entrelaçamento com a poesia e com o tempo concebido pela psicanálise na visão de Freud e Lacan. Trata-se, assim, de um tempo exterior e de um tempo interior ao homem, em constante tensão.

We intend to point out to different conceptions of time. The content of this article refers, in a mythical language, to the god Chronos - the god of time. Succession and its break are herein fucused under the perspective of some Greek philosophers. The discussion culminates in the tragic dimension of the mythic time in its relationship with poetry and with time as conceived by psychoanalysis in accordance with Freud and Lacan's point of view. It is thus the constant tension between the man's external and...
Descritores: Poesia como Assunto
Psicanálise
Tempo
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  6 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599522
Autor: Martins, Cecília Freire; Garcia, Claudia Amorim.
Título: Tempos de excessos: questões sobre temporalidade e individualismo na atualidade / Time of excesses: issues of temporal dimension and individualism in contemporary experience
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):205-231, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Partindo da investigação a respeito das configurações atuais da experiência temporal e do individualismo, este trabalho consiste na tentativa de examinar que consequências subjetivas podem ser a eles relacionadas. Entendemos, então, que o aumento de estimulação que provocam configura uma situação traumática de desamparo que se apresenta como excesso pulsional. Este estado de coisas interfere na capacidade de vinculação dos sujeiros, tornando-os ainda mais suscetíveis ao trauma, situação que se evidência na clínica atual através dos prejuízo à simbolização presentes em muitos pacientes.

Staring from the investigation of two relevant aspects of contemporary daily experience, that is, the temporal dimension and individualism, this paper discusses the psychic consequences associated to them. It is assumed that these phenomena provoke an increase of stimuli that brings about a traumatic experience of helplessness which presents itself as an instinctual excess. This state of affairs interferes with the subject's binding ability, making them more vulnerable to traumatic situations, something that is exemplified in the clinical setting by thought disorders.
Descritores: Psicanálise
Tempo
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  7 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599521
Autor: Prochet, Neyza.
Título: Tempo de criação / Time of creation
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):285-308, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Neste trabalho, a partir de uma vinheta clínica, buscamos oferecer uma visão panorâmica de diversos fenômenos temporais ocorridos ao longo do estabelecimento da relação materno-infantil em termos do momento da apresenta-ção, ritmo e sustentação da experiência. Inves-tigamos também as diversas experiências de tempo vividas pela criança, desde sua concep-ção mais primitiva de um tempo interno até a conquista da experiência de um tempo compar-tilhado com a cultura.

In this work, from a clinical fragment, we try to offer a panoramic perspective of distinct temporal phenomena that influence the estab-lishment of the mother-infant relationship, in terms of care, timing and holding. We also consider the different perceptions of time that could be experienced by the child, since his early conception of internal time till the con-quest of a shared sense of time.
Descritores: Criança
Psicanálise
Tempo
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  8 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599520
Autor: Pereira, Suelena Werneck.
Título: O tempo e a psicanálise / Time and psychoanalysis
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);26(29):309-334, 2010.
Idioma: pt.
Resumo: Este artigo apresenta um breve rastreamento das concepções freudianas sobre o tempo. Examina e localiza as três principais acepções da ideia de tempo no texto de Freud e tenta en-tender a noção de período. Tece algumas con-siderações sobre o sujeito de hoje e sua posição diante de uma nova temporalidade que o toma, o constitui e o submete.

This article presents a brief tracing of Freudian conceptions about time. Examines and locates the three main denotations of the idea about time in Freud‟s text and tries to understand the notion of period. It brings out some considerations about the contemporary man and his position be-fore a new temporality which takes him, consti-tutes him and submits him.
Descritores: Psicanálise
Tempo
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  9 / 128 LILACS  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599141
Autor: Moreira, Eliane Segabinazi; Vasconcellos, Maria Helena Lara de.
Título: O mal-estar na clínica psicanalítica contemporânea / Discontent in contemporary psychoanalytic clinic
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);25(28):19-44, 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Neste artigo são retomadas brevemente as considerações freudianas acerca do mal-estar da civilização para se refletir a clínica contemporânea. Mediante a incidência crescente de pacientes cujo mal-estar apresenta-se pelo vazio do sentimento de Eu e o excesso de roupagens narcísicas, propõe-se o trabalho analítico no registro de uma matriz parental como um modelo necessário.

Some Freudian considerations about the discontent of civilization are briefly resumed in this article to iluminate the contemporary psychoanalytical clinic. To cope with the increasing affluence of patients which discontent is enacted by the feeling of emptiness dressed in narcissistic costumes a parental matrix model of analytical performance is proposed as necessary.
Descritores: Narcisismo
Psicanálise
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca


  10 / 128 LILACS  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-599140
Autor: Zimerman, David.
Título: Existe algum mal-estar no meio psicanalítico contemporâneo? / Is there an uneasiness in contemporary psychoanalysis?
Fonte: Cad. psicanál. (Rio J., 1982);25(28):45-73, 2009.
Idioma: pt.
Resumo: Partindo de uma experiência psicanalítica de mais de cinquenta anos de exercício, o autor, visando o momento atual da psicanálise contemporânea, levanta uma série de questões como: existe, de fato, um mal-estar entre os psicanalistas e nas instituições de ensino de psicanálise? Em caso de resposta afirmativa, qual é este mal-estar; como, onde e por que ele aparece? A psicanálise está em crise? Essa é positiva ou negativa? Existem profundas diferenças entre psicanálise e psicoterapia psicanalítica? O artigo se propõe a refletir sobre essas perguntas, e o seu maior enfoque consiste nas reflexões acerca das transformações no perfil da pessoa do paciente atual, do psicanalista e do próprio processo psicanalítico.

From a psychoanalytic experience of over fifty years in office, the author, aimed at the current moment of contemporary psychoanalysis, raises a several questions such as: there is indeed a uneasiness among psychoanalysts and educational institutions of psychoanalysis ? If yes, what is this uneasiness, how, where and why it appears? Psychoanalysis is in crisis? This is positive or negative? There are profound differences between psychoanalysis and psychoanalytical psychotherapy? The article purports to reflect on these questions, and their main focus is on the reflections about the transformations in the profile of the person's current patient, the psychoanalyst and the psychoanalytical process itself.
Descritores: Psicanálise
Psicoterapia
Psicanálise/educação
Responsável: BR1699.1 - Biblioteca



página 1 de 13 ir para página                         
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde