Base de dados : BBO
Pesquisa : E02.190.388 [Categoria DeCS]
Referências encontradas : 29 [refinar]
Mostrando: 1 .. 10   no formato [Longo]

página 1 de 3 ir para página          

  1 / 29 BBO  
              next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 44030
Autor: Silva, Edmundo da.
Título: Avaliação da qualidade do reparo ósseo em ratas ovariectomizadas, lesionadas e tratadas com Arnica montana fitoterápica e homeopática / Quality of bone repair in ovariectomized rats with bone lesions treated with phytotherapic and homeopathic Arnica montana.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2012. 60 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a UNESP – Univ Estadual Paulista-Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Dados estatísticos nacionais e mundiais demonstram que o número de indivíduos idosos tende a crescer de maneira exponencial nos próximos anos, tornando-se uma população significantemente e proporcionalmente maior que as demais. Entre as doenças mais comuns nesta faixa etária encontra-se a osteoporose, doença que reduz a massa esquelética e deteriora a microarquitetura do osso causando fragilidade e aumentando o risco de fraturas. Este estudo teve como proposta avaliar o efeito da Arnica montana fitoterápica e homeopática no reparo de lesões ósseas, visando uma possível forma de tratamento de fraturas na vigência de osteoporose. Os ensaios experimentais foram realizados em ratas Wistar adultas, divididas em quatro grupos: ovariectomizado tratado com Arnica montana 6CH (OVZ 6CH); ovariectomizado tratado com Arnica montana tintura mãe (OVZ TM); ovariectomizado tratado com placebo (OVZ PL) e animais com falsa cirurgia de ovariectomia e tratado com placebo (Sham PL). Após 45 dias da cirurgia sham ou de ovariectomia, foi realizada uma lesão óssea monocortical na tíbia de todos os animais e iniciados os respectivos tratamentos. Os animais foram eutanasiados após, 6, 12, 18 e 28 dias e as tíbias retiradas para avaliação das suas dimensões e análise do reparo ósseo através de densidade óssea radiográfica, ensaios biomecânicos e microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os dados foram submetidos à análise estatística pelos testes de ANOVA e Tukey (p<5%). Demonstraram que o tratamento com arnica 6CH foi melhor que o com arnica TM quanto à resistência e à qualidade da regeneração óssea, enquanto a TM mostrou melhor valor de densidade óptica(AU)

National and international data show that in the next years the elder population tends to have an exponential increase becoming to be significantly higher than the other age population. Among the frequent diseases in the elderly is osteoporosis, a disease that decreases bone mass and deteriorates bone structure causing fragility and a high risk of fracture. The aim of this study was to evaluate the effect of phytotherapic and homeopathic Arnica montana on bone repair quality, aiming its possible use in the treatment of bone fracture in patients with osteoporosis. This experimental study was realized in Wistar adult female rats divided in 4 groups according to the following treatments: ovariectomized treated with Arnica montana 6CH (OVZ 6CH); ovariectomized treated with extract of Arnica montana (OVZ TM); ovariectomized with false treatment with placebo (OVZ PL) and rats with sham surgery and false treatment with placebo (Sham PL). In a period of 45 days after ovariectomy or sham surgery all animals were drilled a monocortical lesion in their tibiae and began the proposed treatments. They were euthanized after 6, 12, 18 e 28 days and had the tibiae removed to evaluation of tibiae dimensions and bone repair by radiographic density, biomechanical test and electronic scan microscopy (MEV). Data were analyzed by ANOVA e Tukey tests (p<5%). The results showed that treatment with arnica 6CH was better than with arnica TM considering bone resistance to biomechanical flection and bone repair quality, while arnica TM showed better bone density values(AU)
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; tD12, S38a


  2 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 44029
Autor: Machado, Ana Lourdes da Silva.
Título: Influência da Calcarea phosphorica e do alendronato sódico na remodelação óssea de ratas ovariectomizadas / The effect of Calcarea phosphorica and sodic Alendronate on bone remodeling from ovariectomized rats.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2011. 108 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a UNESP - Univ Estadual Paulista-Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A osteoporose é uma doença crônica degenerativa caracterizada por deterioração progressiva e silenciosa da microarquitetura óssea, que requer tratamento, pois aumenta o risco de fraturas. Entre os medicamentos mais utilizados para tratar osteoporose estão os bifosfonatos como o alendronato. Na literatura, há poucos trabalhos que descrevam a ação de medicamentos homeopáticos com possível indicação para o tratamento da osteoporose. O objetivo deste trabalho foi analisar a ação da Calcarea phosphorica em comparação à ação do alendronato sódico na remodelação óssea no fêmur de ratas com deficiência estrogênica. Foram utilizadas 120 ratas divididas com 3 meses de idade em quatro grupos de 30 animais. Aos três meses de idade, três grupos foram submetidos à ovariectomia (OVZ) e um grupo à falsa castração (Sham). Após 60 dias os tratamentos foram iniciados de acordo com os seguintes grupos: Sham com placebo, OVZ com placebo, OVZ com Calcarea phosphorica 6 CH (2 glóbulos/ml de água/dia/animal) e o OVZ com alendronato sódico (1,2 mg/kg/três vezes/semana/animal). Os animais em grupo de 6 foram sacrificados após 3, 6, 10, 17 e 28 dias de tratamento. O fêmur direito de cada animal foi submetido às analises, histomorfométrica do volume ósseo no colo do fêmur e imunohistoquímica para osteocalcina. Os resultados mostraram que os animais tratados com Calcarea phosphorica 6 CH responderam ao tratamento com estímulo à proliferação de osteoblastos e aumento de volume ósseo no colo do fêmur enquanto o tratamento com alendronato influiu apenas na diminuição de reabsorção óssea. Concluiu-se que o tratamento com Calcarea phosphorica é valido para o controle da remodelação óssea na osteoporose(AU)

Osteoporosis is a chronic degenerative disease characterized by bone loss due to progressive damage in the bone microarchitecture. It requires treatment because of the increased risk of fractures. There are few reports describing the effects of homeopathic medication on bone remodeling regarding its possible application in the treatment of osteoporosis. The aim of this study was to analyze the effect of Calcarea phosphorica in comparison to Alendronate on bone remodeling of the proximal area of femurs of osteoporotic rats. For that 120 rats 3 months old were used, divided in 4 groups of 30 animals. Three groups went through bilateral ovariectomy in order to induce osteoporosis, and one group had a sham surgery to become a control group. After 60 days the following treatments began: Sham treated with placebo, ovariectomized treated with placebo, ovariectomized treated with Calcarea phosphorica 6 CH (2 globules/1 ml of water/day/animal) and ovariectomized treated with Alendronate sodium (1,2 mg/kg/3 times a week/animal). The animals (n= 6) were sacrificed after 3, 6, 10, 17 and 28 days of treatment. The right femur was removed, and representative sections of the femoral epiphysis and trocanter area were selected to histomorphometric and imunohistochemical analyzes. The results showed that the animals treated with the homeopathic remedy Calcarea phosphorica 6 CH had a positive response with proliferation of osteoblasts while treatment with alendronate had effect on the osteoclasts inhibiting bone resorption. It is concluded that treatment with Calcarea phosphorica is valid to control bone remodeling in osteoporosis (AU)
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; D12, M119i


  3 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 39861
Autor: Gonçalo, Camila da Silva; Barros, Nelson Filice de.
Título: Complementary and integrative practices in oral health: A Systematic Review / Práticas integrativas e complementares em saúde bucal: uma revisão sistemática
Fonte: Braz. dent. sci;15(4):21-28, 2012. graf.
Idioma: en.
Resumo: Objective: To present a systematic literature review on the use of Complementary and Integrative Practices (CIP) in the field of dentistry. Methods: Randomized, controlled clinical trials (RCT) were selected from the PubMed-MEDLINE database (2000 - 2010). The articles were classified according to type of therapy, level of significance of results, impact factor, and area of knowledge of the periodicals. Results: Ninety-one RCTs were included: 43 (47%) on Laser therapy, 31 (34%) on Phytotherapy, 14 (16%) on Acupuncture, 2 (2%) on Homeopathy, and 1(1%) on Hypnosis. The results showed negative evidences, particularly for Laser therapy (n = 27;30%), whereas Phytotherapy (n=20;22%), Acupuncture (n = 12;13%) and Homeopathy (n = 2;2%) presented higher frequency of positive results. The RCTs researched were published in journals related to dentistry (n = 59;64%), medicine (n = 21;23.5%), other areas (n = 7;8%) and CIP (n = 4;4.5%). Conclusions: It was concluded that there are positive evidences for the use of some types of CIP in oral health. However, they are limited as regards their quality and consistency, with little difference between the positive and negative results, characterizing little strength of evidence, and consequently low potential for clinical application in accordance with the principles of evidence-based dentistry (AU)

Objetivo: Apresentar uma revisão sistemática da literatura sobre a utilização de Práticas Integrativas e Complementares (PIC) na área da Odontologia. Métodos: Estudos Clínicos Controlados Randomizados (ECCR) foram selecionados na base de dados PUBMED (2000-2010). Os artigos foram classificados de acordo com o tipo de terapia, nível de significância dos resultados, fator de impacto e área de conhecimento dos periódicos. Resultados: Noventa e um ECCRs foram incluídos: 43 (47%) sobre laserterapia; 31 (34%) sobre fitoterapia; 14 (16%) sobre acupuntura; 2 (2%) sobre homeopatia e 1 (1%) sobre hipnose. Os resultados mostraram evidências negativas especialmente para a laserterapia (n = 27; 30%); enquanto que maiores frequências de resultados positivos foram detectadas para a fitoterapia (n = 20; 22%), acupuntura (n=12; 13%) e homeopatia (n = 2; 2%). Os ECCRs foram publicados em periódicos de Odontologia (n = 59; 64%), Medicina (n = 21; 23,5%), outras áreas (n=7; 8%) e PIC (n = 4; 4,5%). Conclusões: Conclui-se que há evidências positivas sobre a utilização de PIC em saúde bucal. Entretanto, as mesmas são limitadas em relação à qualidade e consistência, com pequena diferença entre resultados positivos e negativos. Este fato caracteriza pouca força de evidência e consequentemente baixo potencial para indicação clínica de acordo com os princípios da Odontologia baseada em evidências.
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
Br243.1


  4 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 39844
Autor: Chebel, Inês Fugitaro Otobe.
Título: Ação do tratamento homeopático na sintomatologia da síndrome da ardência bucal em duas fases: estudo duplo cego placebo controlado e estudo aberto / Action of homeopathic treatment in the Symptoms of burning mouth syndrome in two phases: double-blind placebo controlled study and open trial study.
Fonte: São Paulo; s.n; 2012. 113 p. ilus, tab, graf. (BR).
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade de São Paulo. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A síndrome da ardência bucal (SAB) é definida como uma sensação de queimação principalmente na língua, palato e ou gengiva ou em outra região da mucosa oral, na ausência de lesão oral específica. Caracterizada por uma contínua, espontânea, e intensa sensação de queimação como se a boca ou a língua tivessem sido escaldadas. A etiologia é pobremente compreendida embora nova evidências como neurológicas, emocionais e alterações hormonais estejam relacionadas com a SAB. É mais comum entre as mulheres na pós-menopausa e causa intenso desconforto e sofrimento. Antidepressivos tricíclicos, benzodiazepínicos e drogas antipsicóticas são as opções mais indicadas no tratamento e mostraram resultados variáveis. O objetivo desse estudo foi investigar a ação do tratamento homeopático na sintomatologia da ardência bucal em duas fases: estudo duplo-cego placebo-controlado e estudo aberto. Associados à SAB, níveis de ansiedade e depressão também foram considerados. Esse estudo foi composto por 31 pacientes diagnosticados com SAB na Clinica do Departamento de Estomatologia da FOUSP, entre julho de 2011 a setembro de 2012. Estes (25 mulheres, e 6 homens média de idade de 58,93 anos, variação 34-85 anos), foram randomizados em dois grupos G1(Arsenicum album) e G2 (Placebo), durante 90 dias, com washout de 30 dias (FASE1). O sintoma ardor bucal e a resposta terapêutica foram avaliadas utilizando uma escala visual de sintomatologia (EVS) a cada visita. Para se avaliar o Efeito global percebido (EGP), utilizou-se uma escala de 5 pontos ao término da FASE 1. O nível de redução sobre o sintoma ardor avaliado pela EVS e o efeito Global percebido (EGP) foram estatisticamente significantes para o grupo G1(Arsenicum album) com redução de sintoma de 44,50% em relação ao placebo (12,65%). (AU)

Na FASE 2 (estud0 aberto), 28 pacientes que participaram da FASE 1, receberam medicamento homeopático individualizado durante 7 meses, com visitas mensais e Washout de 60 dias. O sintoma ardor e resposta terapêutica foram avaliados utilizando (EVS) inicial obtido ao final da FASE 1, e no final da FASE 2. Houve redução de sintomas no final do tratamento de 64,60%. A análise dos dados nos permitiu concluir que ambos os tratamentos FASE 1 e FASE 2 tiveram efeito terapêutico com significância estatística. Houve efetividade do tratamento homeopático sobre o placebo na sintomatologia da ardência bucal. A FASE 2 apresentou melhores resultados quando comparados aos resultados obtidos na FASE 1. O Grupo Medicamento da FASE 2 foi mais eficaz quando comparado aos Grupos, Medicamento e Placebo da FASE 1, com significância estatística no intervalo de confiança estabelecido. Os melhores resultados foram observados nos pacientes com sintomas entre 6 - 36 meses. (AU)

Burning mouth syndrome (BMS) is defined as a burning sensation mainly on the tongue, palate and/or gingival or in any other region of the oral mucosa, in the absence of specific oral lesions. BMS is typically characterized by a continuous, spontaneous, and often intense burning sensation as if the mouth or tongue were scaled or on fire. The etiology of this disorder is poorly understood even though new evidence of involvement of neurological, emotional and hormonal alterations. The correct diagnosis of BMS and the exclusion of possible local or systemic factors that can be associated with the symptoms are fundamental. It is most common among postmenopausal women and causes intense discomfort and suffering. This condition often affects the health related quality of life in patients. Tricyclic antidepressants, benzodiazepines and antipsychotic drugs are the most accepted options in treatment and show variable results. The aims of this study were to investigate the action of homeopathy treatment in the symptomatological burning mouth syndrome in two phases: double-blind placebo controlled study and open trial study. Association of BMS with level of anxiety and depression had been considered. This study comprised data from 31 patients diagnosed with BMS in the outpatients Clinic of the Department of Stomatology, FOUSP, between July, 2011 and September, 2012. Thirty-one patients (25 women, 6 men median age 58.93 years, range 34-85), were randomized in two groups G1 (Arsenicum album) and G2 (Placebo) during 90 days, with washout for 30 days (PHASE 1).The oral symptoms and the treatment response were assessed using visual analogue scale (VAS) before and after the treatment and the global perceived effect (GPE) score using 5 point scale at the end of the PHASE 1. The level of burning reduction assessed by VAS was significant (44.50% with Arsenicum album and 12.65% with Placebo). In the PHASE 2, twenty-eight patients that participate of the PHASE 1.(AU)
Responsável: BR97.1 - Serviço de Documentação Odontológica
BR97.1; T4.781


  5 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: 36498
Autor: Silva, Edivaldo Barbosa da; Fischer, Ricardo Guimarães; Terezan, Marilisa Lugon Ferreira.
Título: Homeopatia como coadjuvante na terapia periodontal de suporte em paciente com periodontite crônica: relato de caso clínico / Homeopathy as adjunct periodontal therapy in support in patient with chronic periodontitis: case report
Fonte: Periodontia;20(3):37-41, 2010. tab.
Idioma: pt.
Resumo: Na Periodontia, a individualidade e a suscetibilidade do paciente são importantes pontos no início e progressão das periodontites, atributos esses também considerados pela Homeopatia. O objetivo deste trabalho foi relatar o tratamento periodontal de um paciente com periodontite crônica em que, concomitantemente à terapia de manutenção, foi utilizada a prática da Homeopatia. A terapia básica foi associada a consultas homeopáticas, e um medicamento homeopático único foi prescrito. Os resultados mostraram uma redução de 55% de sítios com bolsas periodontais. De acordo com os resultados observados no presente caso clínico, os autores concluíram que a utilização da Homeopatia como terapia complementar ao tratamento periodontal mecânico contribuiu para a redução do número de sítios com bolsas periodontais. No entanto, são necessários estudos clínicos controlados para avaliar o real benefício da Homeopatia como coadjuvante no tratamento das periodontites crônicas (AU)

In Periodontology, the patient´s individuality and susceptibility are important points on the initiation and progression of periodontitis, attributes also considered by Homeophaty. The aim of this study was to describe the periodontal treatment of a patient with chronic periodontitis in which, together with the maintenance program, homeophaty treatment was introduced. The basic therapy was associated with homeophatic appointments, and a single homeophatic medication was prescribed. The results showed a 55% reduction of sites with periodontal pockets. According to the results of this case report, the authors concluded that homeopathy as adjunct therapy to mechanical periodontal treatment contributed to the reduction of the number of sites with probing pocket depths. However, further controlled clinical studies are necessary to evaluate the real benefit of Homeopathy as adjunct to the treatment of chronic periodontitis.
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1


  6 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 34435
Autor: Farina, Vitor Hugo.
Título: Efeitos da Calcarea phosphorica 6CH e do alendronato na reparação da lesão óssea em ratas ovariectomizadas / Evaluation of the effects of Calcarea phosphorica 6CH compared to alendronate on bone repair in rats with hormonal deficiency.
Fonte: São Jose dos Campos; s.n; 2010. 140 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a UNESP - Univ Estadual Paulista.Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Doutor.
Resumo: A osteoporose é uma das doenças mais prevalentes entre os idosos. Há na literatura poucos relatos sobre a ação de medicamentos homeopáticosno tratamento da osteoporose e na reparação óssea na vigência desta doença. O objetivo deste trabalho foi avaliar a ação do medicamento homeopático Calcarea phosphorica 6CH (CP) em comparação ao medicamento alopático alendronato (A) na reparação óssea em ratas ovariectomizadas. Foram utilizados quatro grupos de 30 ratas, sendo três grupos submetidos à ovariectomia (OVZ) e um à cirurgia sham. Após 60dias foi realizada uma lesão mono cortical nas tíbias de todas as ratas e iniciados os tratamentos: I- OVZ/tratado com A (1,2 mg/ml, três vezes por semana/animal), II- OVZ/tratado com CP (2 glóbulos/1 mlágua/dia/animal), III- OVZ/tratado com água (1 ml/dia/animal) e IV- shamtratado com água (1 ml/dia/animal). Os animais (n= 6) foram sacrificados após 3, 6, 10, 17 e 28 dias da confecção da lesão óssea. As tíbias foram fixadas em formol 10%, submetidas à análise radiográfica, descalcificadas e submetidas à análise histológica/histomorfométrica. Os resultados mostraram que CP estimulou proliferação tecidual intensa com formação de calo mais volumoso que os demais grupos nas fases iniciais dareparação, no entanto este calo mostrou grande quantidade de tecido mole que foi rapidamente remodelado. A quantidade proporcional de tecido ósseo no calo variou entre os diferentes tratamentos, mas a quantidade de osso ao final do experimento foi semelhante entre os grupos. Enquanto com A formou-se inicialmente bastante osso que mostrou resistência à remodelação, com CP houve pouca formação óssea inicial, que aumentou até o final do experimento. Concluiu-se que a Calcarea phosphorica estimulou a reparação óssea por um mecanismo de ação diferente do alendronato e que o alendronato foi a melhor opção para tratar lesões ósseas sendo a Calcarea phosphorica melhor que a ausência de tratamento.(AU)

Osteoporosis is one of the most prevalent diseases in the elderly population. There are few reports in scientific literature about the efficiencyof homeopathy in the treatment of osteoporosis and in bone repair in the presence of this disease. The aim of this work was to evaluate the efficiency of the homeopathic medicine Calcarea phosphorica 6CH (CP)compared to alendronate (A) on bone repair in ovariectomized rats. Four groups of 30 female rats were used. Three of these groups were submitted to ovariectomy (OVX) and one group had sham surgery (S).After 60 days, a 2,5mm monocortical lesion was drilled on the tibia e of allrats and treatment began according to: A- OVX/alendronate(1,2mg/ml/3times a week/rat), CP- OVX/Calcarea phosp 6CH (2globules/1ml/day/rat), O- OVX/placebo (1ml/day/rat) and S- sham/placebo(1ml/day/rat). The animals (n=6) were sacrificed 3, 6, 10, 17 and 28 daysafter making the bone defect. The tibia e were fixed in 10% phormolsolution, submitted to digital X ray, de calcified and submitted to histological and histomorphometric analyses. The results showed that CPstimulated intense tissue proliferation leading to the formation of a calluslarger than the other groups in the initial phases of repair (10 days), butthis callus sho wed a large amount of soft tissue that was fast remodeled.The amount of bone tissue in the callus varied among the differentt reatments but, at the end of the experimental period (28 days) all groups showed equivalent amounts. The treatment with A showed earlier boneformation, which was resistent to remodelation while with CP bone formedlater, accumulated progressively and showed remodelation. It was concluded that alendronate and Calcarea phosphorica stimulated bone repair by different mechanisms of action and that alendronate was a betteroption of treatment of bone lesions being Calcarea phosphorica 6CHbetter than absence of treatment.
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; t12, F226e


  7 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 32395
Autor: Lima, Ana Paula de.
Título: Análise bioquímica e histológica da toxicidade do Symphytum officinale fitoterápico e homeopático em fígado e rins de ratos / Biochemical and histological analysis of Symphytum officinale renal and hepatic toxicity in rats treated with the plant phytotherapic and homeopathic formulations.
Fonte: São Jose dos Campos; s.n; 2009. 132 p. ilus, tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: O Symphytum officinale (confrei) é uma planta usada desde a antiguidade para o tratamento da consolidação de fraturas. Existem relatos de seu uso in natura , como fitoterápico ou como medicamento homeopático. Recentemente foram relatados casos de intoxicação em humanos e em animais que consumiram a planta e desenvolveram lesões hepáticas graves que foram associadas à presença de alcalóides pirrolizidínicos. Tais fatos levaram à proibição do uso interno da planta. No entanto, não há relato de efeitos adversos associados à sua formulação homeopática. O objetivo deste trabalho foi comparar os efeitos do Symphytum officinale, preparado como medicamento fitoterápico e homeopático, avaliando sua toxicidade hepática e renal. Foram utilizados 42 ratos adultos saudáveis, divididos em três grupos de acordo com os diferentes tratamentos: Symphytum officinale 500mg/kg (F), Symphytum officinale 6CH 2 glóbulos (H) e água como placebo no grupo controle negativo (C), que foram administrados diariamente a cada animal por via oral por gavagem. Os sacrifícios foram realizados 30 e 60 dias após o início do tratamento. A avaliação toxicológica foi feita através de análise bioquímica da atividade enzimática da fosfatase alcalina (FA), aspartato aminotransferase (AST), alanina aminotransferase (ALT), gama glutamil transferase (GGT) e da concentração plasmática de uréia e creatinina. Também foi realizada análise histológica e histomorfométrica de fígado e rim. Os dados foram submetidos aos testes estatísticos de t (Student) e ANOVA 1 fator (5%). Tanto as análises bioquímicas quanto histológicas indicaram discretas alterações hepáticas e evidenciaram ausência de alterações renais. As modificações no perfil de atividade enzimática, na uréia e creatinina e no peso dos animais sugeriram alterações no metabolismo hepático interferindo na síntese de proteínas. As alterações histológicas foram compatíveis com hepatite crônica leve com desenvolvimento...(AU)

Symphytum officinale (comfrey) is a plant used over thousands of years to treatbone fractures consolidation. There are reports of its use in natura, asphytotherapic and as homeopathic medication. Recent scientific reports described cases of human and animal intoxication, with development of severe hepatic lesions after consumption of this plant, associated with the presence of pyrrolizidine alkaloids. Because of these facts its internal use was prohibited.However, there are no reports of adverse effects of Symphytum officinale ´shomeopathic formulation. The aim of this work was to compare the effects of Symphytum officinale used as phytotherapic and as homeopathic formulations,evaluating its hepatic and renal toxicity. Adult healthy rats (n=42) were divided in 3 groups according to treatment with Symphytum officinale 500mg/kg (F),Symphytum officinale 6CH 2 globules (H), and water as placebo for negative control (C), given daily orally by gavage to each animal. They were sacrificed 30and 60 days after beginning of treatments. The toxicological evaluation was realized by biochemical analysis of the enzymatic activity of alkaline phosphatase(AF), aspartate amino transferase (AST), alanine amino transferase (ALT),gamma-glutamyl transferase (GGT) and of creatinine and urea plasmatic concentration. Histological and histomorphometric analysis of liver and kidneywas also conducted. Data were submitted to statistical t (Student) and ANOVA 1factor (5%) tests. Both biochemical and histological analysis showed mild hepatic alterations and no renal alterations. The modifications of the enzymatic activity, ofurea and creatinine, and of rats’ weight suggested hepatic metabolic alterations interfering on protein synthesis. Histological analysis was compatible with chronicmild hepatitis with development of important fibrosis only in the F group
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; tD691, L628a


  8 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 31569
Autor: Silva, Marisa do Perpétuo Socorro.
Título: As práticas integrativas e complementares em saúde bucal: conhecimento e interesse dos cirurgiõs-dentistas da Prefeitura de Belo Horizonte sobre essas práticas com ênfase na Homeopatia.
Fonte: Belo Horizonte; s.n; 2009. 59 p. tab.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a IPSEMG. CEO para obtenção do grau de Especialista.
Resumo: A Homeopatia é uma especialidade reconhecida no Brasil nas áreas da Medicina, Medicina Veterinária e Farmácia desde 1980. Recentemente o Conselho Federal de Odontologia reconheceu a Homeopatia, entre outas práticas integrativas e complementares, como uma terapêutica a ser usada na Odontologia, habilitando os Cirurgiões Dentistas conforme a Resolução nº82/2008. Este trabalho propõe avaliar o conhecimento e interesse dos CD na rede pública de Belo Horizonte sobre PIC- Práticas Integrativas e Complementares, em especial a Homeopatia; verificar através de quais meios o CD teve acesso ao conhecimento dessas práticas; quais as possibilidades do uso dessas práticas no atendimento da Saúde Bucal no SUS e o conhecimento dos CD sobre a regulamentação das políticas nacionais dessas PIC...(AU)
Responsável: BR365.1 - BIB - Biblioteca
BR365.1; D585p, S586p, 2009. MP


  9 / 29 BBO  
              first record previous record next record last record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 27769
Autor: Werkman, Cristina.
Título: Estudo dos efeitos do risedronato e da calcarea phosphorica 6CH na reparação óssea em ratos machos castrados / Study of the effects of risedronate and calcarea phosphorica 6CH on bone repair in castrated male rats.
Fonte: São José dos Campos; s.n; 2005. 110 p. ilus, tab, graf.
Idioma: pt.
Tese: Apresentada a Universidade Estadual Paulista - Faculdade de Odontologia de São José dos Campos para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: A osteoporose, doença caracterizada pela perda de massa óssea, tem sido alvo de estudos nos últimos anos. Fraturas decorrentes da osteoporose são muito comuns e podem apresentar consolidação mais lenta. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do risedronato (medicamento alopático) e da Calcarea phosphorica 6CH (medicamento homeopático) no processo de reparo ósseo em ratos machos com osteoporose induzida por castração. Para tanto, foram utilizados oitenta e quatro ratos de três meses de idade separados em quatro grupos de vinte e um animais, sendo três grupos submetidos à castração e um grupo a falsa cirurgia (sham). Um mês após, foram realizadas lesões ósseas monocorticais na tíbia de todos os animais e a partir do dia seguinte, os respectivos tratamentos foram iniciados de acordo com os seguintes grupos: CR - castrado/ risedronato (1mg/kg/dia); CCp -castrado/Calcarea phosphorica 6CH (três gotas/dia); CP -castrato/placebo e SP -sham/placebo que receberam apenas três gotas ao dia de água destilada. Os animais foram sacrificados aos sete, catorze e vinte e oito dias após o início do tratamento e as tíbias removidas. Radiografias digitais foram realizadas e avaliadas pelo programa Image Tool para obter a densidade óptica na área do defeito. Então as tíbias foram descalcificadas e processadas para a realização das análises histológicas. A histomorfometria mediu a porcentagem de osso formado utilizando um retículo graduado colocado no centro da lesão através do programa Image J. Para a análise estatística, os dados foram submetidos aos testes de ANOVA, Tukey e Dunnett, ao nível de 5%. Segundo a análise da densidade óptica, o grupo CCp apresentou os melhores resultados aos sete e catorze dias, mas foi superado pelo grupo CR aos vinte e oito dias. Segundo a histomorfometria o grupo SP apresentou o melhor resultado aos sete dias, mas o grupo CR, superou os valores dos demais aos catorze e vinte e oito dias. Medindo a espessura do calo o grupo CR ... (AU)
Responsável: BR243.1 - Serviço Técnico de Biblioteca e Documentação
BR243.1; tD12, W493e


  10 / 29 BBO  
              first record previous record
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 20236
Autor: Maria, Jussara Diffini.
Título: Perfil da saúde bucal de crianças e jovens tratados pelas terapias alopática e homeopática / Oral health profile of children and young people treated with alopathic and homeopathic therapies.
Fonte: Porto Alegre; s.n; s.d. 166 p. tab, graf.
Idioma: Pt.
Tese: Apresentada a Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia para obtenção do grau de Mestre.
Resumo: Este estudo teve como objetivo comparar a saúde bucal de pacientes, portadores de problemas respiratórios que se tratavam com medicações alopáticas e homeopáticas, no mínimo por dois anos. Foram examinados 90 pacientes com idades de 6 a 14 anos, emparelhados por sexo e idade, representando um estudo analítico observacional, semelhante aos de caso-controle. Os índices utilizados para avaliar a saúde bucal foram: CPO-S e ceo-s (Índices de superfícies cariadas, perdidas e obturadas), IP (Índice de placa), IG (Índice gengival) e, ainda, VFS (Velocidade do fluxo salivar) e CTS (Capacidade tampão salivar). Foi realizado um questionário sobre os hábitos de higiene, alimentação geral de saúde, assim como sobre as condições socioeconômicas das famílias. Os Graus de instrução dos responsáveis (p=0,007), a Escola do tipo particular (p<0,000) em que os participantes estudavam mostraram-se associados, significativamente, ao grupo que utiliza Homeopatia, mas a Renda familair não apresentou diferença entre os dois grupos (p+0,456). Este grupo mostrou-se, também, estatisticamente mais saudável quanto aos índices de saúde bucal (CPO-S, ceo-s, IP e IG, com P<0,05) em análises bivariadas pelos testes "t" de Student e U de Mann Whitney. A Velocidade do fluxo salivar foi significativamente maior apenas pelo teste U de Mann Whitney (P=0,015). Ao serem comparados por testes multivariados, em que a variável Grau de instrução dos pais foi controlada, as diferenças significativas entre os tratamentos se mantiveram para todas as variáveis com exceção do CPO-S. A análise de regressão logística que foi usada para comparar os tratamentos quanto ao Perfil de saúde bucal, variável criada a partir das variáveis CPO-S, ceo-s, IP e IG, evidenciou que o tratamento homeopático é fator de proteção à saúde bucal (Odds Ratio=28,02). Quando na comparação foram associadas as variávei, Grau de Intrução dos pais apresentou Odds Ratio=23,26 e ao incluir o tipo de escola em que os pacientes estudavam o Odds Ratio foi de 19,23, todos valores sendo significativos. Através das análises realizadas, não se encontraram semelhanças quanto a saúde bucal dos dois grupos examinados, tendo o grupo homeopatizado melhor condição bucal. Novos estudos são recomendados, procurando comparar estes tratamentos em outros grupos (AU)
Responsável: BR541.1 - Biblioteca
BR541.1; 616.314-083/084, S231p, 2004



página 1 de 3 ir para página          
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde