Base de dados : ADOLEC
Pesquisa : 400345 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 ADOLEC  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: 400345
Autor: Faria, Luciana costa; Ferrari, Maria Lourdes de Abreu; Cunha, Aloísio Sales da Cunha.
Título: Aspectos clínicos da doença de Crohn em um centro de referência para doenças intestinais / Clinical characteristics of Crohn's disease in a reference center for bowel diseases
Fonte: GED gastroenterol. endosc. dig;23(4):151-164, jul.-ago. 2004. tab.
Idioma: Pt.
Resumo: A doença de Crohn é pouco estudada e pouco conhecida em nosso país, o que contribui para o atraso no diagnóstico e o aumento da morbidade dessa condição. O objetivo do presene estudo foi conhecer as caracteristicas clínicas e epidemiológicas de 100 pacientes com doença de Crohn atendidos em um centro de referência para doenças intestinais. Houve predomínio do sexo feminino (59por cento). A distribuição observada em relação à cor foi: 47por cento pardos, 41por cento brancos e 12por cento negros. A idade ao inicio dos sintomasvariou de 10 a 69 anos (média de 29,87 ± 11,75 anos). As principais manifestações clínicas observadas foram: dor abdominal (98por cento), diarréia (83por cento), emagrecimento (82por cento),anorexia (73por cento), astenia (69por cento), náuseas (61por cento), vômitos (54por cento) e febre (48por cento). vinte e dois pacientes (22por cento) apresentaram como primeira manisfestação, um episódio de abdome agudo. As complicações mais frequentes foram: semi-obstrução intestinal (35por cento), fístulas(s) perianal(is) (26por cento) abcessos(s) perianal(is) (20por cento), abscessos abdomina(is) ou pélvico(s) (18por cento) fístila(s) enterocutânea(s) (11Por cento), fístula enteovesical (8por cento), perfuração intestinal (7por cento) fistula(s) enteroentérica(s) (7por cento). Acometimento ileal foi diagnosticado em 82 pacientes (oitenta e dois por cento), colônico em 54 (54por cento) e perianal em 30 (trinta por cento). doença gástrica estava presente em um paciente (91por cento), duodenal em três (3por cento) e jejunal em sete (sete por cento) Em 44 pacientes (44por cento) foi diagnosticado o acometimento isolado do intestino delgado, em 38 (trinta e oito por cento) do intestino delgado e cólon, e em 16 (desesseis por cento), apenas do cólon. Em relação à forma predominante de apresentação clínica da doença, 34 pacientes (34por cento) foram classificados na forma inflamatória, 35 (trinta e cinco por cento) na forma fibroestennosante e 31 (31por cento) na forma fistulizante. As principais manifestações extra-intestinais foramalgias (23por cento) artrite periférica (10por cento), sacroilite (7por cento), espondilite anquilosante (3por cento), eritema nodoso (2por cento) e uveíte (2por cento)
Descritores: Diagnóstico Clínico
Tempo de Internação
Hospitalização
Doença de Crohn/diagnóstico
Doença de Crohn/epidemiologia
-Doenças Inflamatórias Intestinais
Doença de Crohn/cirurgia
Doença de Crohn/complicações
Limites: Estudo Comparativo
Humanos
Masculino
Feminino
Criança
Adolescente
Adulto
Pessoa de Meia-Idade
Idoso
Responsável: BR9.1 - Biblioteca de Ciências da Saúde Profa. Susana Schimidt



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde