Base de dados : LILACS
Pesquisa : 306205 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-306205
Autor: Cavalcanti Júnior, Geraldo Barroso; Sales, Valéria Soraya de Farias; Paiva, Aldair de Souza; Fonseca, Henrique Eduardo Macedo da; Nascimento Júnior, Francisco Fernandes do; Fernandes, Maria Zélia; Silva, Dany Geraldo Kramer Cavalcanti e.
Título: Expressäo da molécula CD5 na leucemia linfocítica crônica / Expression of molecule CD5 in chronic lymphocytic leukemia
Fonte: Rev. bras. anal. clin;33(2):69-75, 2001.
Idioma: pt.
Resumo: O CD5 é um antígeno normalmente associado ao linfócito T que se expressa de forma aberrante na leucemia linfóide crônica de células B (LLC-B) e no linfoma de células do manto (LCM). Outras neoplasias crônicas de células B como a leucemia prolinfocítica (LPL-B) e "haity cell leukemia" (HCL), säo geralmente CD5 negativas ou expressam fracamente este antígeno. Neste trabalho foi investigada a expressäo do CD5 em 42 pacientes com doenças linfoproliferativas crônica de células B, com um painel de anticorpos monoclonais específicos para doenças linfoproliferativa crônica como: CD3, CD4, CD5, CD7, CD8, CD10, CD14, CD16/56, CD19, CD22, CD23, HLADR, CD45, anti cadeia pesada (IgH) e leves kappa e lambda das imunoglobulinas. Os parâmetros hematológicos foram obtidos por analisador hematológico automático e a citomorfologia pela microscopia óptica de filme sangüíneo corado pelo Leishmann. Informaçöes adicionais referentes a dados clínicos relacionados a estas doenças também foram coletados. Vinte e dois pacientes eram do sexo masculino e vinte do sexo feminino, tendo a idade variado de 48 a 80 anos de idade. A imunofenotipagem mostrou que 35 pacientes tinham LLC, 3 eram HCL, 3 tinham LPL-B e um caso diagnosticado como LCM. A linfadenopatia r a esplenomegalia foram os achados clínicos mais freqüentes, observados em 73,8 porcento e 71,4 porcento dos casos respectivamente. A expressäo do CD5 mostrou-se presente em todos os casos de LLC e LCM; nos casos de LPL-B este marcador apresentou-se fracamente positivo em um caso. Na HCL, estretanto, o CD5 foi negativo em todos os casos. Concluindo, estes dados demonstraram que a expressäo do CD5 é relevante na distinçäo entre LLC de outras neoplasias crônicas linfóides de célula B como a HCL e LPL-B, näo apresentando valor significativo no diagnóstico diferencial entre a LLC e LCM
Descritores: Antígenos de Diferenciação/análise
Leucemia Linfocítica Crônica de Células B/diagnóstico
-Artrite Reumatoide
Imunofenotipagem
Lúpus Eritematoso Sistêmico/diagnóstico
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Meia-Idade
Responsável: BR408.1 - Biblioteca da Faculdade de Medicina - BFM



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde