Base de dados : LILACS
Pesquisa : 350969 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Id: lil-350969
Autor: Chiuchetta, Giselle Itália Ruggeri; Ruggeri, Léo Sérgio; Piva, Sérgio; Consolaro, Marcia Edilaine Lopes.
Título: Estudo das inflamações e infecções cérvico-vaginais diagnosticadas pela citologia / Study of the cervico-vaginal inflammations and infections diagnosed by cytology
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;6(2):123-128, maio-ago. 2002. tab, graf.
Idioma: pt.
Resumo: A citologia de Papanicolaou tem papel importante no reconhecimento das lesões inflamatórias do sistema genital feminino. Ela permite avaliar a intensidade da reação inflamatória, acompanhar sua evoluçãoe, em certos casos, determinar o agente causal. Desta forma, este trabalho objetivou determinar a frequência de inflamações inespecíficas e infecciosas, bem como dos agentes etiológicos peresentes nos exames citológicos analisados. foi realizado um levantamento dos resultados de exames de Colpocitologia Oncótica realizados no período de 01 de julho de 1998 a 31 de julho de 1999 pelo Labaratório de Análises Clínicas São Camilo de Maringá-PR. Foram realizados 12.014 exames colpocitológicos, dos quais, 8.219 (68,41 por cento) foram casos infalmatórios, sendo 6.986 (58,15 por cento) inflamatórios inespecíficos e 1.233 (10,26 por cento) infecciosos. Candida sp foi o agente mais frequentemente encontrado, representando 61,31 por cento dos casos infecciosos e 6,30 por cento do total de exames analisados; em seguida observou-se: Gardnerella vaginalis (30,17 por cento e 3,06 por cento), Mobiluncus sp (3,65 por cento e 0,37 por cento), Leptothrix vaginalis (2,75 por cento e 0,28 por cento), Trichomonas vaginalis (1,70 por cento e 0,18 por cento), Herpex virus (0,50 por cento e 0,04 por cento) e Chlamydia sp (0,32 por cento e 0,03 por cento). A frequencia de inflamacoes em geral no Laboratório São Camilo foi superior à citada pela literatura. A detecção citológica de Candida sp, Gardnerella vaginalis e Leptothrix vaginalis foi bastante satisfatória, sendo semelhante ao citado por outros autores. Para Mobiluncus sp e Trichomonas vaginalis a freqüência diagnóstica foi inferior a da literatura. O diagnóstico citológico de Chlamydia sp mostrou-se deficiente. O presente trabalho deve ser continuado para realizar estudos comparativos entre a citologia e outros métodos diagnósticos para microrganismos infecciosos cérvico-vaginais.
Descritores: Esfregaço Vaginal/estatística & dados numéricos
Esfregaço Vaginal/métodos
Esfregaço Vaginal
-Técnicas Citológicas
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde