Base de dados : LILACS
Pesquisa : 447388 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo SciELO Brasil
(texto :
PT)
experimentalDocumentos relacionados
Id: 447388
Autor: Beltrão, Kaizô Iwakami; Sugahara, Sonoe.
Título: Permanentemente temporário: dekasseguis brasileiros no Japão / Permanently transient: Brazilian dekasseguis in Japan
Fonte: Rev. bras. estud. popul;23(1):61-85, jan.-jun. 2006. gra, tab.
Idioma: pt.
Resumo: Este texto apresenta os resultados de parte de um projeto empreendido pela ABD (Associação Brasileira de Dekasseguis) sobre os dekasseguis, particularmente a partir dos dados do questionário aplicado a esses migrantes brasileiros no Japão, em janeiro de 2004. Uma grande barreira à adaptação dos dekasseguis no Japão está relacionada à língua e aos costumes. A maior parte, embora apresente um fenótipo de nativo japonês e possua ancestrais japoneses razoavelmente próximos, não se comporta mais como japonês. Esta aparente contradição entre o ser e o parecer gera conflitos de adaptação dos migrantes e de aceitação pelos nativos. Este conflito de identidade já existia no Brasil, mas a ida ao Japão só reforça o sentimento de não pertinência a este país e, conseqüentemente, reforça a identidade brasileira, expressa pela grande proporção de indivíduos que declaram "saudades do Brasil" como o problema que enfrenta no Japão. A pesquisa apontou que a motivação da ida ao Japão está ligada principalmente a questões econômicas, o que explica também a maior proporção de homens que viajam sozinhos e os reiterados retornos no caso de insucesso no Brasil, principalmente para o pessoal de mais baixa escolaridade. A situação dos dekasseguis com reiteradas idas e vindas no eixo Brasil-Japão, migrações internas freqüentes, bem como mudanças de emprego e passagens por períodos de desemprego no Japão (ainda que possivelmente curtos), tipificam o movimento dekassegui.(AU)

This article presents the results of part of a project undertaken by the Brazilian Association of Dekasseguis (ABD) regarding this group of Brazilians of Japanese descent who have migrated to Japan. The results are based mainly on answers given to a questionnaire applied in January 2004 to such Brazilian migrants in Japan. One great barrier to the adaptation of these immigrants in Japan is related to their language and customs. Although they have the native Japanese phenotype and reasonably recent Japanese ancestors, they no longer behave like Japanese. This apparent contradiction between being and seeming causes conflicts of adaptation for the migrants and their acceptance by the natives. This conflict of identity already existed in Brazil, but the move to Japan only reinforced their feeling of not belonging to this latter country. It consequently reinforces their Brazilian identity, expressed by the great majority of the individuals who said that the problem they face in Japan is that they "miss Brazil." The study indicated that most moved to Japan for economic reasons, a fact that explains the higher proportion of men who went alone and the repeated returns in cases of failure in Brazil, especially for those with lower educational levels. The situation of the Dekasseguis, with their constant coming and going between the two countries, frequent internal migrations, job changes and periods of unemployment in Japan (even though sometimes short) typify the Dekassegui movement.(AU)
Descritores: Migração
Migrantes/psicologia
Adaptação
Condições Sociais
-Distribuição por Idade e Sexo
Brasil
Japão
Questionários
Limites: Humanos
Masculino
Feminino
Responsável: BR734.1 - Biblioteca Central Cesar Lattes



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde