Base de dados : LILACS
Pesquisa : 498947 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
Id: lil-498947
Autor: Veit, Ana Paula Tonon; Mella, Eliane Aparecida Campesatto; Mella Junior, Sidney Edson.
Título: Soroprevalência do vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV I/II) em indivíduos doadores de sangue do hemocentro da cidade de Maringá-PR / Seroprevalence of human t-cell lymphotropic virus type (HTLVI/II) in blood donors from the blood bank in Maringá-PR, Brazil
Fonte: Arq. ciências saúde UNIPAR;10(3):123-126, set.-dez. 2006. tab.
Idioma: pt.
Resumo: O vírus linfotrópico de células T humanas (HTLV) é transmitido por transfusões, uso compartilhado de agulhas, aleitamento e contato sexual. A prevalência varia de acordo com a região geográfica, grupo racial e população estudada. Cerca de 1 a 4% dos indivíduos infectados desenvolvem algum tipo de doença em decorrência da infecção. É reconhecida a associação entre a infecção pelo HTLV-I e Leucemia de Células T do Adulto e Paraparesia Espástica Tropical (PET). O objetivo deste trabalho foi realizar uma avaliação da prevalência de soropositividade para HTLV I/II na população de doadores de sangue do Hemocentro Regional de Maringá-Pr. Foram analisados os registros laboratoriais de 28.194 doadores de sangue do Hemocentro Regional de Maringá, no período de abril de 2003 a março de 2006, e observou-se que a soropositividade para o HTLV-I/II pelo teste ELISA na população geral de doadores (n=28.194) foi de 0,067% (n=19), das quais 52,63% eram do sexo feminino e 47,36% do sexo masculino. Através deste, conclui-se que medidas eficazes de saúde pública devem ser desenvolvidas para prevenir a disseminação dos vírus-T linfotrópicos humanos, pois não existem maneiras efetivas de se controlar as doenças associadas ao vírus. O aconselhamento de indivíduos soropositivos também deve ser observado, sendo uma das principais formas de prevenção.

The Human T cell Lymphotropic Virus Type (HTLV) is transmitted by transfusions, shared use of needles, breast feeding, and sexual contact. The prevalence varies according to the geographical area, racial group, and studied population. About 1 to 4% of the infected individuals develop some type of disease due to infection. The association is recognized among the HTLV-I infection and Leukemia of the Adult?s T-cells, and Tropical Spastic Paraparesis (PET). The objective of this article is to evaluate the seropositivity prevalence for HTLV I/II in the blood donors from the Maringá Regional Blood Bank population. 28.194 blood donors from the Maringá Regional Blood Bank data lab were analyzed from April,2003 to March,2006; and it was observed that the seropositivity for HTLV-I/II through the ELISA test in the donor population (n=28.194) was 0,067% (n=19), as 52,63% were female and 47,36% male. Thus, it is concluded that effective public health actions should be taken in order to prevent the of the human-T lymphotropic virus spread, because there are not effective ways of controlling the diseases associated with it. Counseling seropositivity individuals should also be taken into account as one of the major prevention ways.
Descritores: Bancos de Sangue
Deltaretrovirus
Doadores de Sangue/estatística & dados numéricos
Estudos Soroepidemiológicos
-Sorodiagnóstico da AIDS
Transmissão de Doença Infecciosa
Limites: Seres Humanos
Masculino
Feminino
Adulto
Responsável: BR513.1 - Biblioteca Central



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde