Base de dados : LILACS
Pesquisa : 524076 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Texto completo
d: lil-524076 LILACS-Express
Autor: Azevedo Neto, Ranulfo Duarte de; Lopes, Saulo Kfouri; Almeida, Ulysses de; Zielak, João César; Deliberador, Tatiana Miranda; Giovanini, Allan Fernando; Pizzatto, Eduardo.
Título: Avaliação histológica de película alternativa para técnicas regenerativas: estudo experimental em mandíbula de ratos / Histological evaluation of alternative film for regenerative techniques: experimental study in rat mandibles
Fonte: RSBO (Impr.);6(3):256-263, set. 2009. ilus.
Idioma: pt.
Resumo: Introdução: Atualmente o Teflon possui várias aplicações biológicas e é utilizado tanto em medicina como em odontologia. Na odontologia, é empregado principalmente como barreira, nas técnicas de regeneração tecidual guiada (RTG) e regeneração óssea guiada (ROG), apresentando diferentes níveis de sucesso. Objetivo: O objetivo do presente estudo foi avaliar histologicamente o uso de uma película de Teflon sobre defeitos ósseos intraorais criados cirurgicamente em ratos. Material e métodos: Foram usados 16 ratos machos (Wistar) adultos, os quais foram divididos em 2 grupos: grupo T (teste) e grupo C (controle). Dois tempos experimentais foram analisados, com 1 e 3 semanas. Os defeitos ósseos foram cirurgicamente criados na mandíbula, unilateralmente, por ação de broca esférica multilaminada (Carbide) de 3 mm de diâmetro anteriormente à região mentoniana dos animais. No grupo T, o defeito ósseo foi recoberto com uma película de Teflon (politetrafluoretileno expandido, PTFE-e). No grupo C, o defeito foi preenchido somente com coágulo sanguíneo. Esperou-se o tempo necessário e realizou-se a eutanásia dos animais. Resultados: Em virtude da alta maleabilidade, a película de Teflon acabou por preencher os defeitos experimentais, o que gerou uma reação tecidual local caracterizada pela presença de infiltrado inflamatório crônico e agudo, tanto no grupo T de 1 semana como no grupo T de 3 semanas. No grupo T de 3 semanas observou-se o desenvolvimento de tecido ósseo com mineralização inicial da matriz apenas a partir das bordas do defeito. O desenvolvimento ósseo a partir das bordas também aconteceu no grupo C, com ausência de processos inflamatórios intensos; no entanto a manutenção do volume tecidual foi baixa. Conclusão: No modelo experimental apresentado, concluiu-se que o preenchimento do defeito ósseo pela película de Teflon foi prejudicial ao reparo ósseo local. Para uso dessa película em técnicas regenerativas é necessário melhorar as propriedades física...

Introduction: Today, Teflon is used for many biological applications in medicine and dentistry. In dentistry, it is used especially as a barrier, in the guided tissue regeneration (GTR) and guided bone regeneration (GBR) techniques, presenting different levels of success. Objective: The objective of the present study was to evaluate through histological analysis the use of a Teflon film placed over intra-oral bone defects surgically created in rats. Material and methods: 16 adult male rats (WISTAR) were divided in two groups: group T (test) and C (control). Two experimental monitoring periods were analyzed: one and three weeks. Bone defects were surgically created in the right mandible, with the use of a carbide bur (3 mm diameter), anterior to the mentonian region. In T group, bone defect was covered with a film of Teflon (expanded polytetrafluoroethylene, e-PTFE). In C group, defect was filled only with blood clot. After monitoring periods went through, animals were euthanized. Results: Due to the high malleability Teflon film filled the experimental defects, which caused a local tissue response characterized by the presence of a chronicle and acute inflammatory infiltrate, either at 1 or 3 weeks T groups. In 3-week T group, it was possible to observe the development of bone tissue with initial matrix mineralization only from the edges of the defect. Bone development from the edges also happened in C group, with absence of intense inflammatory processes. However, maintenance of tissue volume was poor. Conclusion: In the presented experimental model it was possible to conclude that filling bone defect with Teflon film was prejudicial to local bone repair. To use Teflon film for regenerative techniques it is necessary to improve physical properties, diminishing its malleability.
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde