Base de dados : LILACS
Pesquisa : 527921 [Identificador único]
Referências encontradas : 1 [refinar]
Mostrando: 1 .. 1   no formato [Detalhado]

página 1 de 1

  1 / 1 LILACS  
             
seleciona
para imprimir
Fotocópia
Costa, Carlos Alberto de Souza
Texto completo
Id: lil-527921 LILACS-Express
Autor: Costa, Carlos Alberto de Souza; Huck, Claudia.
Título: Efeitos citotóxicos e biocompatibilidade de agentes clareadotes usados na odontologia. Uma revisão de literatura / Cytotoxic effects and biocompatibility of bleaching agents used in dentistry. A literature review
Fonte: ROBRAC;15(39):3-14, jun. 2006.
Idioma: pt.
Resumo: O clareamento dental foi introduzido na Odontologia há mais de 150 anos. Todavia, apenas nas últimas décadas o clareamento de dentes vitais e não vitais passou a ser amplamente divulgado e extensamente aplicado na prática odontológica. Diferentes tipos de agentes clareadores, associados a técnicas específicas de aplicação, têm permitido a realização deste procedimento com relativo sucesso, até mesmo quando o tratamento é realizado pelos próprios pacientes (clareamento caseiro). Todavia, pesquisas in vivo e in vitro têm demonstrado que componentes ativos dos agentes clareadores, incluindo o peróxido de hidrogênio, tem a capacidade de difusão através das estruturas dentárias para alcançar o espaço pulpar. Esta difusão ocorre de maneira mais significante em dentes restaurados, através da infiltração dos agentes químicos pela interface dente/restauração, ou quando há exposição de dentina em casos de retração gengival, erosão, abfração e outros. Nesta situação, os efeitos citotóxicos dos agentes clareadores sobre células em cultura ou a irritação do tecido conjuntivo pulpar, associado ou não à sensibilidade pós-tratamento, estão diretamente relacionados com a quantidade de material que entra em contato com as células e/ou tecidos. Desta maneira, com o objetivo de prevenir danos ao complexo dentino-pulpar e sintomatologia dolorosa posterior, cuidados devem ser tomados na escolha do agente clareador e na sua técnica de aplicação, bem como na cuidadosa seleção dos pacientes que realmente necessitam do tratamento e que apresentam condições dentárias específicas para que se proceda o clareamento

About 150 years ago the tooth bleaching was introduced in dentistry. However, this procedure has been widely accepted and employed in the clinical practice only in the last decades. Different compositions of bleaching agent associated with specific techniques of application have allowed the successful bleaching of teeth even when performed by the patients at home. However, in vivo and in vitro studies have demonstrated that active chemical components of bleaching agents such hydrogen peroxide may diffuse across the tooth substrate (enamel and dentin) to reach the pulpal space. High diffusion rate of bleaching agent components may occurs particularly in restored dental cavities by leakage at the tooth/material interface, as well as in clinical situations in which the tubular dentin substrate is exposed to the oral environment. In these conditions, the cytotoxic effects of the bleaching agents associated or not with post-treatment sensitivity seem to be related with the amount of components that reach the connective tissue and their cells. Consequently, with the aim of preventing tissue damage and post treatment pain, the clinicians should take care concerning the choice of the adequate bleaching agent and its correct technique of application as well as to select patients that definitively need to be submitted to the treatment
Responsável: BR1.1 - BIREME



página 1 de 1
   


Refinar a pesquisa
  Base de dados : Formulário avançado   

    Pesquisar no campo  
1  
2
3
 
           



Search engine: iAH v2.6 powered by WWWISIS

BIREME/OPAS/OMS - Centro Latino-Americano e do Caribe de Informação em Ciências da Saúde